Capítulo 35

Sete trovões saem do trono, abalam o universo, transtornam céu e terra e ressoam através dos céus! O som perfura o ouvido e as pessoas não podem escapar dele, nem podem se esconder dele. Trovão e relâmpago estouram adiante e, em um instante, céu e terra se transformam, e as pessoas se encontram à beira da morte. Então, com a rapidez de um relâmpago, o cosmo inteiro é envolvido em uma tempestade violenta que cai do céu! Nos recantos mais remotos da terra, tão completamente quanto um chuveiro, ela não tolera mancha à medida que lava tudo da cabeça aos pés; nada pode estar escondido dela, nem qualquer pessoa pode se retrair dela. Os estrondos de trovões, assim como os lampejos de relâmpagos, brilham com luz gélida e fazem os homens tremer de medo! A espada afiada de dois gumes derruba os filhos da rebelião e o inimigo encara a catástrofe, sem ter onde se esconder; eles ficam atordoados no assalto de vento e chuva e, abalados pelo golpe, tombam mortos de vez na torrente de águas e são arrastados para longe. Existe apenas a morte e não há como eles sobreviverem. Os sete trovões provêm de Mim e transportam a Minha intenção, que é derrubar os filhos mais velhos do Egito, punir os perversos e purificar Minhas igrejas, de modo que todos possam ter afinidade uns com os outros, agir verdadeiramente consigo mesmos e ser de um só coração Comigo, e de modo que todas as igrejas no cosmo possam ser edificadas como uma só. Esse é o Meu propósito.

O trovão ressoa e os sons de lamento rolam em seu rastro. Alguns são despertados da sua dormência e, muito alarmados, investigam profundamente em sua alma e voltam correndo para diante do trono. Eles interrompem suas fraudes desenfreadas e seus atos ultrajantes; não é demasiado tarde para que tais pessoas sejam despertadas. Do trono Eu observo. Eu olho no fundo do coração dos homens. Eu salvo aqueles que Me desejam sincera e fervorosamente e tenho piedade deles. Salvarei para a eternidade aqueles que, em seu coração, Me amam mais do que todas as coisas, aqueles que compreendem a Minha vontade e Me seguem até o fim da estrada. Minha mão os manterá a salvo, de modo que eles não encontrarão esta cena e não causarão danos. Alguns, quando veem essa imagem de relâmpagos reluzindo, têm angústia inexprimível em seu coração e se arrependem ao extremo. Se persistirem em se comportar dessa maneira, será tarde demais para eles. Ó, todos e todas as coisas! Tudo será feito. Esse, também, é um dos Meus meios de salvação. Eu salvo aqueles que Me amam e derrubo os perversos, Eu faço Meu reino firme e estável na terra e faço com que todas as nações e todos os povos, todos no universo e nos confins da terra saibam que Eu sou majestade, Eu sou fogo devastador, Eu sou o Deus que busca o íntimo do coração de cada homem. Deste tempo em diante, o julgamento do grande trono branco é abertamente revelado às massas, e para todas as pessoas, é anunciado que o julgamento começou! Não há dúvida de que todos cujas palavras não são sinceras, os que duvidam e ousam não ter certeza, os que desperdiçam o tempo, que entendem os Meus desejos, mas não estão dispostos a pô-los em prática — eles todos devem ser julgados. Vocês devem ter o cuidado de examinar suas intenções e seus motivos próprios e assumir seu devido lugar; pratiquem Minhas palavras com seriedade, avaliem a sua experiência de vida e não ajam com entusiasmo superficial, mas façam a sua vida crescer, madura, estável e experiente — só então vocês serão segundo o Meu coração.

Digam não aos aduladores de Satanás e aos espíritos malignos que perturbam e destroem o que Eu edifico em qualquer oportunidade para explorar as coisas em seu benefício. Eles devem ser limitados severamente e restringidos; só se pode lidar com eles por meio de uma espada afiada. Os piores devem ser erradicados imediatamente, para evitar problema futuro. E a igreja será aperfeiçoada, livre de toda deformidade, e ela será saudável, cheia de vitalidade e energia. O reluzir dos relâmpagos será seguido pelo estrondo de trovões. Vocês não devem ser negligentes e não devem desistir, mas façam o melhor para alcançar, e vocês certamente serão capazes de ver o que a Minha mão faz, o que Eu pretendo ganhar, o que Eu pretendo descartar, o que Eu pretendo aperfeiçoar, o que Eu pretendo erradicar, o que Eu pretendo derrubar — tudo isso se desenrolará diante dos seus olhos, permitindo-lhes claramente ver a Minha onipotência.

Do trono até o universo e os confins da terra ecoam os sete trovões. Um grande grupo de pessoas será salvo e se submeterá diante do Meu trono. Seguindo essa luz da vida, as pessoas buscam uma maneira de sobreviver e não podem fazer nada a não ser vir a Mim, para ajoelhar-se em adoração e com sua boca clamar o nome do poderoso Deus verdadeiro e expressar suas súplicas. Mas os que resistem a Mim, aqueles que endurecem seu coração, o trovão ressoa em seus ouvidos, e sem uma dúvida eles devem perecer. Este é simplesmente o desfecho que os aguarda. Meus filhos amados que são triunfantes ficarão em Sião, e todas as pessoas verão o que eles obterão, e uma glória imensa aparecerá diante de vocês. Verdadeiramente, essa é uma grande bênção e é uma doçura difícil de descrever.

O estrondo dos sete trovões vindo adiante é a salvação daqueles que Me amam, que Me desejam com coração verdadeiro. Todos que pertencem a Mim e a quem Eu predestinei e escolhi são capazes de estar sob o Meu nome. Eles conseguem ouvir a Minha voz, que é Deus os chamando. Que aqueles que estão nos confins da terra vejam que Eu sou justo, que Eu sou fiel, que Eu sou benignidade, que Eu sou compaixão, que Eu sou majestade, que Eu sou fogo devastador e que, enfim, Eu sou juízo sem misericórdia.

Que todos no mundo vejam que Eu sou o Próprio Deus real e completo. Todos os homens estão plenamente convencidos e nenhum ousa Me resistir novamente, nem Me julgar ou mais uma vez Me difamar. Caso contrário, maldições vêm imediatamente sobre eles e o desastre recai sobre eles. Eles só podem chorar e ranger os dentes, tendo causado a própria destruição.

Que todos os povos saibam, que seja conhecido pelo universo e nos confins da terra, em cada lar e por todas as pessoas: Deus Todo-Poderoso é o único Deus verdadeiro. Todos, um após o outro, cairão de joelhos e Me adorarão, e até crianças que acabaram de aprender a falar exclamarão “Deus Todo-Poderoso”! Aqueles oficiais que exercem poder também verão com os próprios olhos o Deus verdadeiro aparecendo diante deles e eles também se prostrarão em adoração, rogando por misericórdia e perdão, mas será realmente tarde demais, pois o tempo de sua morte chegou. Eles só podem ser encerrados e sentenciados ao abismo insondável. Eu porei fim à era inteira e fortalecerei tanto mais o Meu reino. Todas as nações e todos os povos se submeterão diante de Mim por toda a eternidade!

Anterior: Capítulo 34

Próximo: Capítulo 36

Quando o desastre vem, como nós cristãos devemos lidar com ele? Convidamos você a participar da nossa reunião online, onde podemos explorar juntos e encontrar o caminho.
Contate-nos
Entre em contato conosco pelo Whatsapp

Conteúdo relacionado

Capítulo 12

Quando o relâmpago surge do Oriente — que também é precisamente o momento que começo a falar — no momento em que o relâmpago surge, todo o...

Configurações

  • Texto
  • Temas

Cores sólidas

Temas

Fonte

Tamanho da fonte

Espaçamento entre linhas

Espaçamento entre linhas

Largura da página

Sumário

Busca

  • Pesquise neste texto
  • Pesquise neste livro