265 Passarei minha vida com o julgamento e castigo de Deus

1 Ó Deus! Teu amor é tão precioso e belo; como poderia desejar viver nas mãos do maligno? Não fui criado por Ti? Como poderia eu viver sob o império de Satanás? Eu preferiria que todo o meu ser vivesse em meio ao Teu castigo. Não estou disposto a viver sob o império do maligno. Se eu puder ser purificado e devotar tudo que sou a Ti, estou disposto a oferecer meu corpo e minha alma ao Teu julgamento e castigo, porque detesto Satanás e não estou disposto a viver sob seu império. Por meio do meu julgamento por Ti, Tu demonstras o Teu caráter justo; sinto-me feliz e não tenho a menor queixa. Se eu for capaz de cumprir o dever de criatura, estou disposto que minha vida inteira seja acompanhada pelo Teu julgamento, por meio do qual chegarei a conhecer o Teu caráter justo e me livrarei da influência do maligno.

2 Mesmo vivendo em meio ao Teu castigo e em meio ao Teu julgamento, independentemente das dificuldades daí decorrentes, ainda assim não estou disposto a viver sob o império de Satanás, ainda assim não estou disposto a sofrer a trapaça de Satanás. Alegro-me por viver em meio às Tuas maldições e estou aflito por viver em meio às bênçãos de Satanás. Eu Te amo por viver em meio ao Teu julgamento, e isso me traz grande alegria. Teu castigo e julgamento são justos e santos; são para purificar-me e, ainda mais, são para salvar-me. Preferiria passar toda a minha vida em meio ao Teu julgamento para que pudesse estar sob Teus cuidados. Não estou disposto a viver sob o império de Satanás por um momento sequer; desejo ser purificado por Ti; mesmo se eu sofrer dificuldades, não estou disposto a ser explorado e enganado por Satanás.

3 Eu, esta criatura, deveria ser usado por Ti, possuído por Ti, julgado por Ti e castigado por Ti. Eu deveria até ser amaldiçoado por Ti. Meu coração se regozija quando Te dispões a abençoar-me, pois vi o Teu amor. Tu és o Criador e eu sou criatura: não devo Te trair e viver sob o império de Satanás nem devo ser explorado por Satanás. Devo ser Teu cavalo ou Teu boi, em vez de viver para Satanás. Eu preferiria viver em meio ao Teu castigo, sem bem-aventurança física, e isso me traria prazer mesmo que perdesse a Tua graça. Mesmo que Tua graça não esteja comigo, eu aprecio ser castigado e julgado por Ti; essa é Tua melhor bênção, Tua maior graça.

Anterior: 264 Eu não posso ficar sem o castigo e julgamento de Deus

Próximo: 266 O amor de Pedro por Deus

Quando o desastre vem, como nós cristãos devemos lidar com ele? Convidamos você a participar da nossa reunião online, onde podemos explorar juntos e encontrar o caminho.

Configurações

  • Texto
  • Temas

Cores sólidas

Temas

Fonte

Tamanho da fonte

Espaçamento entre linhas

Espaçamento entre linhas

Largura da página

Sumário

Busca

  • Pesquise neste texto
  • Pesquise neste livro

Entre em contato conosco pelo Whatsapp