126 O Cristo dos últimos dias revela o mistério do plano de gerenciamento de Deus

I

Quanto às visões da obra no plano de seis mil anos de Deus,

ninguém pode compreendê-las: mistérios elas são.

Mesmo que o homem a Bíblia conheça bem,

o que fica são meras palavras,

pois sua essência ele desconhece.

A obra de seis mil anos tem mais mistério que as profecias.

Ainda é o maior mistério desde o início da criação.

Nenhum dos profetas por todas as eras

sondaria este mistério, só revelado nos últimos dias.

II

Lendo a Bíblia, o homem entende verdades,

explica e analisa palavras, mas o sentido não se revela.

Só vê palavras mortas, e não a obra de Jesus ou de Jeová.

O homem não pode desvendar o mistério da Sua obra.

O plano de seis mil anos é o maior mistério,

um enigma ao homem e tão oculto.

A vontade de Deus só se entende

se Ele Mesmo a explicar ou enigmas permanecerão.

Ignorem os religiosos; se não lhes tivessem dito,

vocês tampouco saberiam.

A obra de seis mil anos tem mais mistério que as profecías.

Ainda é o maior mistério desde o início da criação.

Nenhum dos profetas por todas as eras

sondaria este mistério só revelado nos últimos dias.

Adaptado de ‘O mistério da encarnação (4)’ em “A Palavra manifesta em carne”

Anterior: 125 Deus foi plenamente glorificado

Próximo: 127 Deus revelou todo o Seu caráter nos últimos dias

O alarme dos últimos dias já tocou e grandes desastres já começaram. Você quer dar as boas-vindas ao retorno do Senhor e ter a chance de receber a proteção de Deus com sua família?

Conteúdo relacionado

Capítulo 19

Na imaginação das pessoas, parece, Deus é bastante elevado, e Ele é insondável. É como se Deus não residisse entre a humanidade e como se...

45. Vivendo diante de Deus

Por Yongsui, Coreia do SulDeus Todo-Poderoso diz: “Para entrar na realidade, é preciso direcionar tudo para a vida real. Se, ao acreditar...

Configurações

  • Texto
  • Temas

Cores sólidas

Temas

Fonte

Tamanho da fonte

Espaçamento entre linhas

Espaçamento entre linhas

Largura da página

Sumário

Busca

  • Pesquise neste texto
  • Pesquise neste livro

Conecte-se conosco no Messenger