Uma pessoa que alcança a salvação é aquela que está disposta a praticar a verdade

A necessidade de se ter uma vida adequada de igreja é frequentemente mencionada nos sermões. Então, por que a vida da igreja ainda não melhorou e por enquanto continua a mesma coisa velha? Por que não existe um modo de vida completamente novo e diferente? Seria normal que uma pessoa na década de noventa vivesse como um imperador de uma época passada? Embora o que as pessoas comam e bebam agora sejam iguarias raramente provadas em eras anteriores, não houve grandes reviravoltas na vida da igreja. Tem sido como colocar vinho velho em uma garrafa nova. O que adianta, então, Deus falar tanto? Na maioria dos lugares, não houve mudança alguma nas igrejas. Eu vi isso com Meus olhos e está claro em Meu coração; embora Eu não tenha vivenciado pessoalmente a vida da igreja, conheço as condições das reuniões da igreja como a palma da Minha mão. Elas não progrediram muito. Isso remete àquele ditado: é como colocar vinho velho em uma garrafa nova. Nada mudou! Quando alguém as pastoreia, elas queimam como fogo, mas quando não há ninguém para apoiá-las, são como um bloco de gelo. Poucas conseguem falar de coisas práticas e raramente alguém é capaz de assumir o comando. Embora os sermões sejam elevados, muito raramente alguém alcançou alguma entrada. Poucos apreciam a palavra de Deus. Ficam em lágrimas quando absorvem a palavra de Deus, alegres quando a deixam de lado e insípidos e desprovidos de brilho quando se afastam dela. Falando francamente, vocês simplesmente não apreciam a palavra de Deus e nunca consideram as palavras que saem de Sua boca hoje como um tesouro. Vocês simplesmente se tornam ansiosos ao ler Sua palavra e extenuados quando a memorizam, e, quando se trata de pôr a palavra de Deus em prática, é como tentar acionar a manivela de uma bomba de poço puxando-a com um fio da cauda de um cavalo — não importa o quanto tentem, vocês simplesmente não conseguem produzir energia suficiente. Vocês sempre se enchem de energia ao ler a palavra de Deus, mas ficam esquecidos ao praticá-la. Na verdade, é desnecessário dizer essas palavras com tanto cuidado e repeti-las com tanta paciência; mas o fato de que as pessoas apenas ouvem sem colocar as palavras de Deus em prática se tornou um obstáculo para a Sua obra. Não posso deixar de mencionar isso, não posso deixar de falar sobre isso. Sou obrigado a fazê-lo; não é que Eu goste de expor as fraquezas dos outros. Vocês acham que sua prática é mais ou menos adequada — que, quando as revelações estão no auge, a entrada de vocês também está no auge? É simples assim? Vocês nunca examinam o alicerce sobre o qual suas vivências são finalmente construídas! A partir deste momento, suas reuniões não podem de maneira alguma ser chamadas de uma vida adequada de igreja, tampouco constituem uma vida espiritual adequada por pouco que seja. É apenas a reunião de um punhado de pessoas que gostam de conversar e cantar. Estritamente falando, não há muita realidade nisso. Para esclarecer mais um pouco, se você não pratica a verdade, onde está a realidade? Não é bravata dizer que você tem realidade? Os que sempre trabalham são arrogantes e convencidos, enquanto os que sempre obedecem ficam calados e cabisbaixos, sem qualquer oportunidade de treinamento. As pessoas que trabalham nada fazem além de conversar, proferindo continuamente seus discursos grandiloquentes, e os seguidores apenas ouvem. Não há nenhuma transformação de que falar; esses são os caminhos do passado, só isso! Hoje, você ser capaz de se submeter sem ousar interferir ou agir por vontade própria se deve à chegada dos decretos administrativos de Deus; não é uma mudança pela qual você passou por meio de experiência. O fato de você não ousar mais fazer algumas coisas que violam os decretos administrativos, hoje, é porque a obra das palavras feita por Deus tem tido um efeito claro e tem conquistado as pessoas. Deixe-Me perguntar a alguém: quanto do que você realizou hoje foi conquistado com o suor de seu próprio trabalho duro? Quanto disso foi dito a você diretamente por Deus? Como você responderia? Você ficaria perplexo e sem palavras? Por que os outros são capazes de falar sobre muitas de suas experiências reais para provê-lo com sustento, enquanto você simplesmente desfruta as refeições que outros cozinharam? Você não se sente envergonhado? Vocês podem fazer uma investigação para descobrir os fatos, examinando aqueles que são comparativamente bons: quanta verdade você compreende? Quanto você, no final das contas, coloca em prática? Quem você ama mais, Deus ou si mesmo? Você dá ou recebe com mais frequência? Em quantas ocasiões, quando sua intenção estava errada, você renunciou ao seu velho eu e satisfez a vontade de Deus? Essas poucas perguntas por si só irão desconcertar muitas pessoas. Para a maioria das pessoas, mesmo que elas percebam que a intenção delas está errada, elas conscientemente ainda cometem erro, e elas estão bem longe de renunciar à própria carne. A maioria permite que o pecado corra solto dentro delas, deixando que o pecado direcione cada uma de suas ações. São incapazes de vencer seus pecados e continuam a viver neles. Tendo alcançado esse estágio atual, quem não sabe quantos atos malignos elas já praticaram? Se você disser que não sabe, então está mentindo descaradamente. Francamente falando, tudo isso é falta de disposição em renunciar ao seu velho eu. De que serve dizer tantas palavras inúteis de arrependimento que “vem do coração”? Isso o ajuda a crescer em sua vida? Pode-se dizer que conhecer a si mesmo é seu trabalho integral. Eu aperfeiçoo as pessoas por meio de sua submissão e de sua prática das palavras de Deus. Se você somente usa a palavra de Deus como usa suas roupas, apenas para se parecer elegante e moderno, não está enganando a si mesmo e aos outros? Se você só tem conversa e nunca a coloca em prática, o que conseguirá?

Muitas pessoas são capazes de falar um pouco sobre a prática e sobre suas impressões pessoais, mas grande parte disso é a iluminação ganha das palavras dos outros. Não inclui nada de suas práticas pessoais, nem incluem o que elas veem a partir de suas experiências. Eu dissequei essa questão anteriormente; não pense que Eu não sei de nada. Você não passa de um tigre de papel, no entanto, fala em conquistar Satanás, em dar testemunhos vitoriosos e em viver a imagem de Deus? Quanta bobagem! Você acha que todas as palavras ditas por Deus hoje são para você admirar? Sua boca fala em renunciar ao seu velho eu e colocar a verdade em prática, mas suas mãos estão realizando outras ações e seu coração está tramando outros planos — que tipo de pessoa você é? Por que seu coração e suas mãos não são uma coisa só? Toda essa pregação se tornou palavras vazias; não é desolador? Se você é incapaz de colocar a palavra de Deus em prática, isso prova que você ainda não entrou no caminho pelo qual o Espírito Santo opera, você ainda não teve a obra do Espírito Santo em você e ainda não teve Sua orientação. Se você diz que é capaz apenas de entender a palavra de Deus, mas não de colocá-la em prática, então você é uma pessoa que não ama a verdade. Deus não vem para salvar esse tipo de pessoa. Jesus sofreu enorme agonia quando foi crucificado a fim de salvar os pecadores, salvar os pobres e salvar todas aquelas pessoas humildes. Sua crucificação serviu como uma oferta pelo pecado. Se você não consegue praticar a palavra de Deus, então deveria partir o mais rapidamente possível; não se demore na casa de Deus feito um parasita. Muitos até acham difícil parar de fazer coisas que claramente resistem a Deus. Não estão pedindo a morte? Como podem falar em entrar no reino de Deus? Teriam a audácia de ver o rosto Dele? Comer alimentos que Ele fornece a você, fazer coisas erradas que se opõem a Deus, ser mal-intencionado, insidioso e ardiloso, mesmo enquanto Deus permite que você desfrute das bênçãos que Ele lhe concedeu — você não sente que elas lhes queimam as mãos quando as recebe? Não sente a face corar? Tendo feito algo em oposição a Deus, tendo executado planos para “se tornar desonesto”, você não se sente assustado? Se você não sente nada, como pode falar sobre um futuro qualquer? Já não havia futuro para você há muito tempo, portanto, que expectativas maiores você ainda pode ter? Se você diz algo desavergonhado, mas não sente reprovação, e seu coração não tem consciência, isso não significa que você já foi abandonado por Deus? Falar e agir de maneira indulgente e incontida tornou-se sua natureza; como é que você poderá ser aperfeiçoado por Deus assim? Você seria capaz de sair pelo mundo afora? Quem seria convencido por você? Aqueles que conhecem sua verdadeira natureza manteriam distância. Isso não é punição de Deus? No final das contas, se há apenas fala sem prática, não há crescimento. Embora o Espírito Santo possa estar operando em você enquanto você fala, se você não praticar, o Espírito Santo cessará de operar. Se você continuar assim, como será possível falar em algum futuro ou em entregar todo seu ser à obra de Deus? Você só pode falar de oferecer todo o seu ser, no entanto, você não deu seu amor verdadeiro a Deus. Tudo que Ele recebe de você é uma devoção verbal; não Lhe é dada a sua intenção de praticar a verdade. Seria essa sua real estatura? Se você continuasse assim, quando seria aperfeiçoado por Deus? Você não se sente ansioso em relação ao seu futuro obscuro e sombrio? Você não sente que Deus perdeu a esperança em você? Você não sabe que Deus deseja aperfeiçoar mais pessoas, e pessoas mais novas? As coisas antigas podem se sustentar? Você não está dando atenção às palavras de Deus hoje: você está esperando pelo amanhã?

Quando o desastre vem, como nós cristãos devemos lidar com ele? Convidamos você a participar da nossa reunião online, onde podemos explorar juntos e encontrar o caminho.
Contate-nos
Entre em contato conosco pelo Whatsapp