Palavras diárias de Deus | "A verdade interna da obra de conquista (4)" | Trecho 204

Você diz que reconhece Deus encarnado e que reconhece a aparição da Palavra na carne, mas faz certas coisas pelas costas Dele, coisas que vão contra ao que Ele pede, e em seu coração não Lhe tem temor. Isso é reconhecer Deus? Você reconhece o que Ele diz, mas não pratica o que é capaz de praticar, nem obedece a Seu caminho. Isso é reconhecer Deus? E embora O reconheça, a sua mentalidade é apenas uma cautela para com Ele, nunca de reverência. Se você viu e reconheceu Sua obra e sabe que Ele é Deus, mas permanece tépido e totalmente inalterado, então você é o tipo de pessoa que ainda não foi conquistada. Aquelas que foram conquistadas precisam fazer tudo que podem, e embora não sejam capazes de entrar nas verdades mais elevadas, e essas verdades podem estar além delas, tais pessoas estão dispostas, em seu coração, a chegar a isso. Por existirem limites para o que conseguem aceitar é que existem amarras e limites para o que elas são capazes de praticar. Porém, no mínimo, elas precisam fazer tudo que podem, e, se você consegue alcançá-lo, esse é um efeito que foi alcançado por causa da obra de conquista. Suponha que você diga: “Considerando que Ele pode apresentar tantas palavras que o homem não pode, se Ele não é Deus, quem é?”. Pensar assim não significa que você reconhece Deus. Se reconhece Deus, você precisa demonstrá-lo através de suas ações reais. Se você lidera uma igreja, mas não pratica a justiça, se almeja dinheiro e riqueza e sempre embolsa os fundos da igreja para você mesmo, isso é reconhecer que existe um Deus? Deus é todo-poderoso e Ele é digno de reverência. Como você pode não ter medo se reconhece verdadeiramente que existe um Deus? Se é capaz de cometer tais atos desprezíveis, você O reconhece verdadeiramente? É em Deus que você crê? Aquilo em que crê é um Deus vago; é por isso que você não tem medo! Aqueles que verdadeiramente reconhecem e conhecem Deus, todos eles, O temem e têm medo de fazer qualquer coisa que se oponha a Ele ou que viole a sua consciência; temem especialmente fazer qualquer coisa que saibam ser contra a vontade de Deus. Apenas isso pode ser considerado reconhecer a existência de Deus. O que você deveria fazer quando os seus pais tentam fazê-lo parar de crer em Deus? Como deveria amar a Deus quando seu marido descrente é bom para você? E como deveria amar a Deus quando os irmãos e irmãs detestam você? Se você O reconhece, então, nessas questões, agirá de maneira apropriada e viverá a realidade. Se não conseguir tomar medidas concretas, mas apenas disser que reconhece a existência de Deus, então você não passa de um tagarela! Você diz que crê Nele e que O reconhece, mas de que maneira O reconhece? De que maneira você crê Nele? Você O teme? Você O reverencia? Você O ama no fundo do seu ser? Quando está aflito e não tem ninguém em quem se apoiar, você sente a amabilidade de Deus, mas em seguida esquece tudo. Isso não é amar a Deus e nem é crer em Deus! O que, no fim, Deus deseja que o homem alcance? Todos os estados que Eu mencionei, tais como sentir-se muito impressionado pela própria importância, sentir que é rápido para assimilar e entender coisas novas, controlar os outros, achar-se superior aos outros, julgar as pessoas por sua aparência, intimidar pessoas honestas, cobiçar o dinheiro da igreja e assim por diante — só quando todos esses caracteres corruptos tiverem sido, em parte, removidos de você, a sua conquista será manifestada.

Extraído de “A Palavra manifesta em carne

Quando o desastre vem, como nós cristãos devemos lidar com ele? Convidamos você a participar da nossa reunião online, onde podemos explorar juntos e encontrar o caminho.
Contate-nos
Entre em contato conosco pelo Whatsapp

Conteúdo relacionado