Palavras diárias de Deus | "O Próprio Deus, o Único VIII" | Trecho 170

Discutimos muitos tópicos e conteúdos relacionados à frase “Deus é a fonte da vida para todas as coisas”, mas vocês sabem dentro de seu coração que coisas Deus concede à humanidade além de lhes suprir com Sua palavra e realizar Sua obra de castigo e julgamento em vocês? Algumas pessoas podem dizer: “Deus me concede graça e bênçãos e me dá disciplina, conforto, cuidado e proteção de todas as formas possíveis”. Outros dirão: “Deus me dá alimento e bebida diárias”, já alguns até dirão: “Deus me concede tudo”. Com relação a essas coisas com as quais as pessoas podem ter contato durante sua vida diária, vocês todos podem ter algumas respostas relativas à sua própria experiência de vida física. Deus concede muitas coisas a cada pessoa, embora o que estejamos discutindo aqui não se limite apenas ao escopo das necessidades diárias das pessoas, mas permite que cada um de vocês olhe mais além. De uma perspectiva macro, uma vez que Deus é a fonte de vida para todas as coisas, como Ele mantém a vida de todas as coisas? Para que todas as coisas possam continuar a existir, o que Deus traz para todas as coisas para manter sua existência e manter as leis de sua existência? Esse é o ponto principal do que estamos discutindo hoje… Espero que vocês possam conectar o tópico e as coisas sobre as quais falarei às ações de Deus, e não vinculá-los a qualquer conhecimento ou ligá-los a qualquer cultura ou pesquisa humanas. Estou falando apenas sobre Deus e sobre o Próprio Deus. Essa é a Minha sugestão para vocês. Vocês entendem, certo?

Deus outorgou muitas coisas à humanidade. Vou começar falando sobre o que as pessoas conseguem ver, ou seja, o que elas podem sentir. Essas são coisas que as pessoas podem entender por dentro e podem aceitar. Então, vamos começar primeiro com o mundo material para discutir o que Deus supriu à humanidade.

1. O ar

Primeiro, Deus criou o ar para que o homem possa respirar. Esse “ar” não é o ar da vida cotidiana com o qual os humanos estão em contato constante? Esse ar não é a coisa da qual os humanos dependem a cada momento, mesmo enquanto dormem? O ar que Deus criou é monumentalmente importante para a humanidade: é o componente essencial de cada respiração e da própria vida. Essa substância, que só pode ser sentida, mas não vista, foi o primeiro presente de Deus para todas as coisas. Depois de criar o ar, Deus simplesmente fechou a fábrica? Tendo criado o ar, Deus pensou a respeito da densidade do ar? Deus deu consideração ao conteúdo do ar? (Sim.) Em que Deus pensava quando Ele fez o ar? Por que Deus fez o ar e qual foi o Seu raciocínio? Os humanos precisam de ar e precisam respirar. Primeiramente, a densidade do ar deve corresponder ao pulmão humano. Alguém sabe qual é a densidade do ar? Isso não é algo que as pessoas precisam saber; não há necessidade de saber isso. Não precisamos de um número exato relativo à densidade do ar, e ter uma ideia geral já basta. Deus fez o ar com uma densidade que seria mais adequada para os pulmões humanos respirarem. Ou seja, os humanos se sentem confortáveis e não causam danos ao corpo quando respiram. Essa é a ideia por trás da densidade do ar. Então falaremos sobre o conteúdo do ar. Em primeiro lugar, o conteúdo do ar não é venenoso para os humanos, portanto, não danificará o pulmão e o corpo. Deus teve que pensar em tudo isso. Deus teve que levar em conta que o ar que os humanos respiram deveria entrar e sair suavemente, e que, depois de inalado, o conteúdo e a quantidade de ar deveriam ser tais que o sangue e o ar residual no pulmão e no corpo seriam metabolizados adequadamente, e também que o ar não deveria conter componentes venenosos. Com relação a esses dois padrões, não quero alimentar você com um monte de conhecimento, mas apenas informá-lo que Deus tinha um processo de pensamento específico em mente quando criou cada uma das coisas — o melhor. Quanto à quantidade de poeira no ar, a quantidade de poeira, areia e sujeira na terra, bem como a poeira que desce do céu, Deus tinha um plano para essas coisas também — uma maneira de eliminar ou resolver essas coisas. Embora haja um pouco de poeira, Deus fez com que a poeira não prejudicasse o corpo e a respiração do homem, e que os fragmentos de poeira fossem de um tamanho que não seria prejudicial para o corpo. A criação do ar por Deus não foi misteriosa? Foi tão simples como soprar um sopro de ar de Sua boca? (Não.) Mesmo em Sua criação das coisas mais simples, o mistério de Deus, Sua mente, Seus pensamentos e Sua sabedoria são todos aparentes. Deus é realista? (Sim.) Ou seja, mesmo ao criar algo simples, Deus estava pensando na humanidade. Em primeiro lugar, o ar que os humanos respiram é limpo, o conteúdo é adequado para a respiração humana, ele não é tóxico e não causa danos aos seres humanos e a densidade é calibrada para a respiração humana. Esse ar que os humanos inspiram e expiram é essencial para seu corpo, sua carne. Então os humanos podem respirar livremente, sem constrangimento ou preocupação. Eles podem respirar normalmente. O ar é aquilo que Deus criou no princípio e que é indispensável para a respiração humana.

Extraído de “A Palavra manifesta em carne

Quando o desastre vem, como nós cristãos devemos lidar com ele? Convidamos você a participar da nossa reunião online, onde podemos explorar juntos e encontrar o caminho.
Contate-nos
Entre em contato conosco pelo Whatsapp

Conteúdo relacionado