Palavras diárias de Deus | "Como conhecer o caráter de Deus e os resultados que Sua obra alcançará" | Trecho 13

Entenda a atitude de Deus e abandone todas as concepções errôneas de Deus

Esse Deus no qual vocês acreditam atualmente, vocês, alguma vez, já pensaram sobre que tipo de Deus Ele é? Quando Ele vê uma pessoa má fazendo coisas más, Ele a despreza? (Ele a despreza.) Quando Ele vê os erros de pessoas ignorantes, qual é a atitude Dele? (Tristeza.) Quando Ele vê pessoas roubando Suas ofertas, qual é a atitude Dele? (Ele as despreza.) Tudo isso está bem claro, certo? Quando Ele vê uma pessoa sendo descuidada em sua crença em Deus e não buscando a verdade de forma nenhuma, qual é a atitude de Deus? Vocês não estão totalmente certos quanto a essa pergunta, não é? O descuido é uma atitude que não é um pecado e não está ofendendo a Deus. As pessoas acreditam que o descuido não deva ser considerado um erro grave. Então, qual vocês acham que é a atitude de Deus? (Ele não está disposto a responder.) Não estar disposto a responder a isso – que atitude é essa? É que Deus menospreza essas pessoas, desdenha essas pessoas! Deus lida com essas pessoas ignorando-as. Sua tática é colocá-las de lado, não envolver-Se em obra alguma com elas, incluindo esclarecimento, iluminação, castigo ou disciplina. Esse tipo de pessoa simplesmente não conta na obra de Deus. Qual é a atitude de Deus para com as pessoas que agravam o Seu caráter e ofendem os Seus decretos administrativos? Abominação extrema! Deus fica extremamente enfurecido com pessoas que não se arrependem de agravar o Seu caráter. “Enfurecido” é apenas um sentimento, um estado de humor; não pode representar uma atitude clara. No entanto, esse sentimento, esse estado de humor, resultará em um desfecho para essa pessoa: ele encherá Deus de abominação extrema! Qual é a consequência dessa abominação extrema? É que Deus colocará essa pessoa de lado e não lhe responderá por enquanto. Ele aguardará que ela seja separada durante o castigo. Em que isso implica? Essa pessoa ainda tem um desfecho? Deus nunca pretendeu dar a esse tipo de pessoa um desfecho! Não é normal, então, que Deus, atualmente, não responda a esse tipo de pessoa? (Sim.) Como esse tipo de pessoa deve se preparar agora? Ela deve se preparar para aceitar as consequências negativas causadas por seu comportamento e o mal que ela fez. Essa é a resposta de Deus a esse tipo de pessoa. Então, Eu, agora, digo claramente para esse tipo de pessoa: Não mantenha mais ilusões e não se envolva mais com pensamento ilusório. Deus não será tolerante com as pessoas indefinidamente; Ele não suportará suas transgressões ou desobediência indefinidamente. Algumas pessoas dirão: “Eu também vi algumas pessoas assim. Quando elas oram, elas são tocadas por Deus de modo especial e choram amargamente. Em geral, elas também são muito felizes; elas parecem ter a presença de Deus e a orientação de Deus”. Não diga esse absurdo! Chorar amargamente não é necessariamente ser tocado por Deus nem ter a presença de Deus, quanto mais a orientação de Deus. Se as pessoas enfurecerem a Deus, Deus ainda as guiará? Em suma, quando Deus determinou eliminar alguém, abandoná-lo, essa pessoa já não tem um desfecho. Não importa o quão complacente ela se sinta sobre si mesma quando ora e quanta confiança ela tenha em Deus em seu coração; isso já não é importante. A coisa importante é que Deus não precisa desse tipo de confiança, que Deus já rejeitou essa pessoa. Como lidar com ela, depois, também não é importante. O que é importante é que, no momento em que essa pessoa enfurece a Deus, o desfecho dela há é estabelecido. Se Deus determinou não salvar esse tipo de pessoa, então, ela será deixada para trás para ser punida. Essa é a atitude de Deus.

Embora parte da essência de Deus seja amor, e Ele estenda misericórdia para com todos, as pessoas negligenciam e se esquecem do ponto de que Sua essência também é dignidade. O fato de Ele ter amor não significa que as pessoas possam ofendê-Lo livremente e que Ele não tem quaisquer sentimentos, nem quaisquer reações. O fato de Ele ter misericórdia não significa que Ele não tenha quaisquer princípios no modo como Ele trata as pessoas. Deus está vivendo; Ele realmente existe. Ele não é uma marionete imaginária ou alguma coisa assim. Posto que Ele existe, nós devemos ouvir cuidadosamente a voz de Seu coração todas as vezes, prestar atenção a Sua atitude e entender os Seus sentimentos. Nós não devemos usar a imaginação das pessoas para definir a Deus e nós não devemos impor os pensamentos e desejos das pessoas a Deus, fazendo Deus empregar o estilo e o pensamento do homem no modo como Ele trata a humanidade. Se você fizer isso, então, você estará enfurecendo a Deus, você estará tentando a ira de Deus e você estará desafiando a dignidade de Deus! Portanto, depois de compreender a severidade dessa questão, Eu incentivo cada um e todos vocês aqui a serem cuidadosos e prudentes em suas ações. Sejam cuidadosos e prudentes em seu falar. E, com relação a como vocês tratam a Deus, quanto mais cuidadoso e prudente vocês forem, melhor! Quando você não entender qual é a atitude de Deus, não fale de modo descuidado, não seja descuidado em suas ações e não empregue rótulos de maneira descuidada. Mais ainda, não chegue a conclusões de forma arbitrária. Em vez disso, você deve esperar e busca; isso também é uma manifestação do temer a Deus e evitar o mal. Se você puder alcançar esse ponto acima de tudo e possuir essa atitude acima de tudo, então, Deus não o culpará por sua estupidez, sua ignorância e irracionalidade. Pelo contrário, devido ao seu medo de ofender a Deus, seu respeito pelas intenções de Deus e sua atitude de disposição para obedecê-Lo, Deus Se lembrará de você, o guiará e o esclarecerá, ou tolerará a sua imaturidade e ignorância. Contrariamente, se a sua atitude para com Ele for irreverente – julgando a Deus de modo arbitrário, adivinhando e definindo, de modo arbitrário, as ideias de Deus – Deus lhe dará uma condenação, disciplina e até uma punição; ou Ele lhe dará uma declaração. Talvez, essa declaração envolva o seu desfecho. Portanto, Eu ainda quero enfatizar isso mais uma vez e informar a todos os presentes para que sejam cuidadosos e prudentes com todas as coisas que vêm de Deus. Não fale de maneira descuidada e não seja descuidado em suas ações. Antes de você dizer alguma coisa, você deve pensar: fazer isso enfureceria a Deus? Fazer isso é temer a Deus? Mesmo para assuntos simples, você ainda deve realmente tentar decifrar essas perguntas, deve considerá-las de fato. Se você puder praticar verdadeiramente de acordo com esses princípios em todos os lugares, em todas as coisas e em todo o tempo, em especial, com relação às questões que você não entende, então, Deus sempre o guiará e sempre lhe dará uma senda a seguir. Não importa o que as pessoas estão demonstrando, Deus vê tudo com clareza, com nitidez, e Ele lhe proverá uma avaliação precisa e adequada dessas demonstrações. Após você ter experimentado a provação final, Deus pegará todo o seu comportamento e o somará para estabelecer o seu desfecho. Esse resultado convencerá a todos sem sombra de dúvida. O que Eu gostaria de dizer a vocês é que cada feito seu, cada ação sua e cada pensamento seu decidirá o seu destino.

Extraído de “A Palavra manifesta em carne

Quando o desastre vem, como nós cristãos devemos lidar com ele? Convidamos você a participar da nossa reunião online, onde podemos explorar juntos e encontrar o caminho.
Contate-nos
Entre em contato conosco pelo Whatsapp

Conteúdo relacionado