Aplicativo da Igreja de Deus Todo-Poderoso

Ouça a voz de Deus e dê as boas vindas ao retorno do Senhor Jesus!

Declarações de Deus Todo-Poderoso (O caminho para conhecer a Deus)

Declarações de Deus Todo-Poderoso
Declarações de Deus Todo-Poderoso (O caminho para conhecer a Deus)

Categorias

Declarações de Cristo dos últimos dias (Seleções)
Declarações de Cristo dos últimos dias (Seleções)

O destino do homem é decidido por sua atitude para com Deus

Deus é um Deus vivo e, assim como as pessoas desempenham de maneiras diferentes em diferentes situações, a atitude de Deus para com esses desempenhos difere porque Ele não é uma marionete nem é ar vazio. Conhecer a atitude de Deus é uma busca digna para a humanidade. As pessoas devem aprender como, conhecendo a atitude de Deus, elas podem conhecer o caráter de Deus e entender o Seu coração pouco a pouco. Quando você passar a entender o coração de Deus pouco a pouco, você não achará que temer a Deus e evitar o mal é algo difícil de realizar. Além disso, quando você entende a Deus, é menos provável você fazer conclusões a respeito Dele. Quando você para de fazer conclusões sobre Deus, você fica menos propenso a ofendê-Lo e involuntariamente Deus o levará a ter um conhecimento Dele e, assim, você temerá a Deus em seu coração. Você irá parar de definir a Deus usando as doutrinas, as letras e as teorias que você dominava. Pelo contrário, ao buscar sempre as intenções de Deus em todas as coisas, você, de forma inconsciente, se tornará uma pessoa que é segundo o coração de Deus.

A obra de Deus invisível e intocável pela humanidade, mas, no que diz respeito a Deus, as ações de cada e de toda pessoa, junto com sua atitude para com Ele – essas não são perceptíveis apenas por Deus, mas também visíveis. Isso é algo que todos devem reconhecer e estar certos a respeito. Você deve estar sempre se perguntando: “Deus sabe o que eu estou fazendo aqui? Deus sabe em que eu estou pensando neste momento? Talvez Ele saiba, talvez não”. Se você adotar esse tipo de ponto de vista, seguindo e acreditando em Deus, mas duvidando de Sua obra e de Sua existência, então, mais cedo ou mais tarde, chegará o dia quando você O enfurecerá, pois você já está vacilando à beira de um perigoso precipício. Eu tenho visto pessoas que têm crido em Deus por muitos anos, mas ainda não ganharam a realidade da verdade nem sequer entendem a vontade de Deus. A estatura de vida delas não faz progresso algum, aderindo apenas às doutrinas mais superficiais. Isso se dá porque essas pessoas nunca aceitaram a palavra de Deus como sua própria vida e elas nunca encararam e aceitaram a Sua existência. Você acha que Deus vê tais pessoas e Se enche de alegria? Ela O confortam? Nesse caso, é o método da crença das pessoas em Deus que decide o destino delas. Seja a questão de como você busca a Deus ou de como você trata Deus, é a sua própria atitude que é a coisa mais importante. Não negligencie Deus como se Ele fosse ar vazio na parte de atrás da sua cabeça. Sempre pense no Deus de sua crença como um Deus vivo, um Deus real. Ele não está lá no terceiro céu sem nada para fazer. Pelo contrário, Ele está constantemente olhando para o coração de todas as pessoas, olhando para o que você está propenso a fazer, para cada pequena palavra e cada pequeno feito, olhando como você se comporta e qual é a sua atitude para com Deus. Esteja você disposto ou não a se entregar para Deus, todo o seu comportamento e o seus pensamentos mais íntimos e ideias estão perante Deus, sendo analisados por Ele. É de acordo com o seu comportamento, de acordo com os seus feitos e de acordo com a sua atitude para com Deus que a opinião Dele sobre você e a atitude Dele para com você estão constantemente mudando. Eu gostaria de oferecer alguns conselhos para aqueles que se colocariam como um pequeno bebê nas mãos de Deus, como se Ele devesse ficar doido de amor por você, como se Ele nunca pudesse deixá-lo, como se a atitude Dele para com você fosse fixa e não pudesse jamais mudar: pare de sonhar! Deus é justo em Seu tratamento de cada e de toda pessoa. Ele aborda a obra da conquista e da salvação da humanidade com sinceridade. Esse é o Seu gerenciamento. Ele trata cada pessoa com seriedade, não como um animal de estimação para brincar. O amor de Deus pelo homem não do tipo de mimar ou acostumar mal; a Sua misericórdia e tolerância para com a humanidade não são indulgentes ou descuidadas. Pelo contrário, o amor de Deus pela humanidade é para cuidar, para ter pena e para respeitar a vida; Sua misericórdia e tolerância transmitem Suas expectativas em relação ao homem; Sua misericórdia e tolerância são o que a humanidade precisa para sobreviver. Deus está vivo e Deus existe de verdade; Sua atitude para com a humanidade é imbuída de princípios, não uma regra dogmática de forma alguma, e ela pode mudar. Sua vontade para a humanidade está mudando de forma gradual e se transformando com o tempo, com a circunstância e com a atitude de cada e de toda pessoa. Então, você deve perfeitamente esclarecido quanto a isso e compreender que a essência de Deus é imutável, e o Seu caráter aparecerá em diferentes momentos e em diferentes contextos. Você pode não achar que esse é um assunto sério, e você usa as suas próprias concepções pessoais para imaginar como Deus deve fazer as coisas. Contudo, há vezes quando o oposto total de seu ponto de vista é verdadeiro e que, ao usar as suas próprias concepções para tentar avaliar Deus, você já O enfureceu. Isso se dá porque Deus não opera como você acha que Ele opera e Deus não tratará essa questão como você diz que Ele o fará. E então, Eu o lembro que seja cuidadoso e prudente em sua abordagem a tudo ao seu redor e aprenda como seguir o princípio de andar no caminho de Deus em todas as coisas – temendo a Deus e evitando o mal. Você deve desenvolver um entendimento firme quanto a questões relacionadas à vontade de Deus e à atitude de Deus; encontre pessoas esclarecidas para comunicar isso a você e busque com sinceridade. Não veja o Deus de sua crença como uma marionete – julgando de forma arbitrária, chegando a conclusões arbitrárias, não tratando Deus com o respeito que Ele merece. No processo da salvação de Deus, quando Ele define o seu desfecho, não importa se Ele lhe concede misericórdia, ou tolerância, ou julgamento e castigo, Sua atitude para com você não é fixa. Ela depende da sua atitude para com Deus e do seu entendimento de Deus. Não deixe um aspecto passageiro de seu conhecimento ou entendimento de Deus defini-Lo eternamente. Não acredite em um Deus morto; acredite em um Deus vivo. Lembre-se disso! Embora Eu tenha discutido algumas verdades aqui, verdades que vocês precisavam ouvir, em vista da condição presente e da estatura presente de vocês, Eu não farei quaisquer demandas maiores para não diminuir o seu entusiasmo. Fazer isso poderia encher o coração de vocês com excessiva desolação e fazê-los se sentirem extremamente decepcionados com Deus. Em vez disso, Eu espero que vocês possam usar o amor a Deus em seu coração e usar uma atitude que tenha respeito para com Deus quando percorrerem a senda adiante. Não se confundam com a questão relacionada a como tratar a crença de Deus. Trate-a como uma das maiores questões que existem. Coloque-a em seu coração, coloque-a em prática, conecte-a com a vida real – não fale dela da boca para fora apenas. Porquanto essa é uma questão de vida e morte e é aquele que determinará o seu destino. Não a trate como uma brincadeira, como um jogo de criança. Depois de compartilhar essas palavras com vocês hoje, Eu me pergunto qual foi a colheita de entendimento em sua mente. Há alguma pergunta que vocês desejam fazer sobre o que Eu disse aqui hoje?

Embora esses tópicos sejam um pouco novos e um pouco distantes dos seus pontos de vista e daquilo que vocês geralmente buscam e a que prestam atenção, Eu acho que, depois de terem sido comunicados por um período de tempo, vocês desenvolverão um entendimento comum de todas as coisas que Eu disse aqui. Como esses são tópicos novos, tópicos que vocês nunca consideraram antes, Eu espero que eles não aumentem o seu fardo. Eu digo essas palavras hoje não para assustá-los, tampouco para Eu tentar lidar com vocês; pelo contrário, o meu objetivo é ajudá-los a entender a verdade do fato. Afinal, há uma distância entre a humanidade e Deus: embora o homem acredite em Deus, ele nunca entendeu Deus; ele nunca conheceu a atitude de Deus. O homem também nunca foi entusiasmado em sua preocupação com a atitude de Deus. Pelo contrário, ele acreditou cegamente, procedeu cegamente e foi descuidado em seu conhecimento e entendimento de Deus. Então, Eu me sinto compelido a esclarecer essas questões para vocês e ajudá-los a entender exatamente que tipo de Deus é esse Deus em Quem vocês acreditam; o que Ele está pensando; qual é a Sua atitude em Seu tratamento dos diferentes tipos de pessoas; quão longe vocês estão de cumprir com Suas exigências; e a disparidade entre suas ações e o padrão que Ele demanda. O objetivo de vocês saberem isso é dar a vocês um padrão de medida em seu coração com o qual comparar e saber a que tipo de colheita a estrada em que vocês estão os levou, o que vocês não obtiveram nessa estrada e em quais áreas vocês simplesmente não se envolveram. Quando vocês estão se comunicando entre si, vocês geralmente falam sobre alguns tópicos comumente discutidos; o escopo é estreito, e o conteúdo é muito raso. Há uma distância, um vão, entre aquilo que vocês discutem e as intenções de Deus, entre as suas discussões e o escopo e o padrão das demandas de Deus. Proceder assim ao longo do tempo os fará desviarem cada vez mais do caminho de Deus. Vocês estão apenas pegando palavras existentes de Deus e transformando-as em objetos de adoração, em ritual e regulamento. Isso é tudo! Na realidade, Deus simplesmente não tem lugar no coração de vocês e Deus nunca obteve o coração de vocês. Algumas pessoas acham que conhecer a Deus é muito difícil – isso é verdade. É difícil! Se é pedido que as pessoas cumpram seu dever e façam as coisas do lado de fora, se lhes é pedido que trabalhem duro, então, as pessoas acharão que acreditar em Deus é muito fácil; porque tudo isso cai dentro do escopo das habilidades do homem. Contudo, no momento em que o tópico muda para as áreas das intenções de Deus e atitude de Deus para com o homem, então, as coisas ficam muito mais difíceis no que diz respeito a todos. Isso se dá porque envolve o entendimento das pessoas sobre a verdade e a entrada delas na realidade; é claro que há um grau de dificuldade! Porém, depois de você passar pela primeira porta, depois de você começar a entrar nela, ela gradualmente fica cada vez mais fácil.

O ponto inicial para temer a Deus é tratá-Lo como Deus

Uma pessoa acabou de levantar uma questão: como é que nós conhecemos mais de Deus do que Jó conheceu, mas ainda assim não conseguimos temer a Deus? Nós tocamos um pouco nesse assunto anteriormente, certo? Na realidade, a essência dessa questão também foi discutida antes que, embora Jó não conhecesse a Deus na época, ele O tratava como Deus e O considerava como o Mestre de todas as coisas no Céu e na terra. Jó não considerava Deus um inimigo. Pelo contrário, ele O adorava como o Criador de todas as coisas. Por que é que as pessoas hoje em dia resistem tanto a Deus? Por que elas não conseguem temer a Deus? Uma razão é que elas foram profundamente corrompidas por Satanás. Com a natureza satânica arraigada profundamente, as pessoas se tornam um inimigo de Deus. Portanto, mesmo que acreditem em Deus e reconheçam a Deus, elas ainda podem resistir a Deus e se colocarem em oposição a Ele. Isso é determinado pela natureza humana. A outra razão é que, embora as pessoas acreditem em Deus, elas simplesmente não O tratam como Deus. Pelo contrário, elas consideram Deus como sendo oposto ao homem, considerando-O como inimigo do homem e elas são irreconciliáveis com Deus. É simples assim. Essa questão não foi levantada durante a sessão anterior? Reflitam sobre ela: essa é a razão? Embora você tenha um pouco de conhecimento de Deus, exatamente o que é esse conhecimento? Não é isso o que todos estão falando a respeito? Não é isso o que Deus lhe disse? Você só conhece os aspectos teóricos e doutrinários; você já experimentou o aspecto real de Deus? Você tem conhecimento subjetivo? Você tem conhecimento prático e experiência? Se Deus não contasse a você, você poderia saber disso? O seu conhecimento da teoria não representa o conhecimento real. Em suma, não importa o quanto você saiba e o como passou a conhecer isso, antes de alcançar um entendimento real de Deus, Deus é o seu inimigo e, antes de você realmente tratar Deus como tal, Ele é colocado em oposição a você, pois você é uma incorporação de Satanás.

Quando você estiver junto com Cristo, talvez, você possa servir a Ele três refeições ao dia, talvez Lhe sirva chá, cuide das necessidades de Sua vida, aparentemente tratando Cristo como Deus. Sempre que alguma coisa acontece, os pontos de vista das pessoas são sempre contrários aos de Deus. Elas sempre falham em entender o ponto de vista de Deus, falham em aceitá-lo. Embora as pessoas possam estar com Deus de forma superficial, isso não significa que elas sejam compatíveis com Ele. Assim que alguma coisa acontece, a verdade da desobediência do homem emerge, confirmando a hostilidade que existe entre o homem e Deus. Essa hostilidade não é Deus se opondo ao homem; não é Deus querendo ser hostil com o homem e não é Deus colocando o homem em oposição e tratando o homem de tal forma. Pelo contrário, é um caso dessa essência opositora para com Deus à espreita na vontade subjetiva do homem e na mente subconsciente do homem. Uma vez que o homem considera tudo aquilo que vem de Deus como objeto de sua pesquisa, sua resposta em relação àquilo que vem de Deus e que envolve Deus é, acima de tudo, adivinhar e duvidar e, então, adotar rapidamente uma atitude que conflite com Deus e opor-se a Deus. Depois disso, o homem pegará esses humores passivos e disputará com Deus ou contestará a Deus, até o ponto onde ele duvidará se esse tipo de Deus é ou não digno de ser seguido por ele. Apesar do fato da racionalidade do homem lhe dizer que ele não deve proceder assim, ele ainda escolherá fazê-lo a despeito de si mesmo, de modo que ele procederá sem hesitação até o fim. Por exemplo, qual é a primeira reação de algumas pessoas quando elas ouvem algum rumor ou difamação sobre Deus? A primeira reação é: eu não sei se esse rumor é verdadeiro ou não, se ele existe ou não, então, eu esperarei e verei. Depois, elas começam a ponderar: não há como verificar isso; isso existe? Esse rumor é verdadeiro ou não? Embora essa pessoa não esteja demonstrando isso na superfície, o coração delas já começou a duvidar, já começou a negar a Deus. Qual é a essência desse tipo de atitude, desse tipo de ponto de vista? Não é traição? Antes de ela se deparar com a questão, você não consegue ver o qual é o ponto de vista dessa pessoa – parece que ela não conflita com Deus, que ela não considera Deus como um inimigo. Todavia, assim que ela se depara com a questão, de imediato, ela fica ao lado de Satanás e se opõe a Deus. O que isso sugere? Sugere que o homem e Deus são opostos! Não é que Deus considere o homem como um inimigo, mas que a essência exata do homem em si é hostil para com Deus. Independentemente de há quanto tempo alguém segue a Deus, quanto ele paga; independentemente de como uma pessoa louva a Deus, como ela impede a si mesma de resistir a Deus, mesmo se estimulando para amar a Deus, ela nunca consegue tratar Deus como Deus. Isso não é determinado pela essência do homem? Se você O trata como Deus, se você acredita verdadeiramente que Ele é Deus, você ainda consegue ter alguma dúvida em relação a Ele? Ainda é possível haver alguns pontos de interrogação concernentes a Ele em seu coração? Não pode. As tendências deste mundo são tão más, essa raça humana é tão má – como é que você não tem quaisquer concepções a respeito delas? Você mesmo é tão ímpio – como é que você não tem quaisquer concepções a respeito disso? No entanto, apenas alguns rumores, algumas difamações, podem produzir concepções tão grandes sobre Deus, podem produzir muitas ideias, o que mostra exatamente o quão imatura é a sua estatura. Apenas o “zumbido” de alguns mosquitos, algumas moscas repulsivas, isso é tudo o que se necessita para enganar você? Que tipo de pessoa é essa? Você sabe o que Deus pensa sobre esse tipo de pessoa? A atitude de Deus é, na verdade, muito clara sobre como Ele trata essas pessoas. É apenas que o tratamento de Deus para essas pessoas é ignorá-las – Sua atitude é não prestar atenção nelas e não ser sério com essas pessoas ignorantes. Por que isso? Porque, em Seu coração, Ele nunca planejou obter aquelas pessoas que se empenharam em ser hostis para com Ele até o fim e que nunca planejaram buscar o caminho da compatibilidade com Ele. Talvez, essas palavras que Eu falei machuquem algumas pessoas. Bem, vocês estão dispostas a Me deixarem sempre machucar vocês dessa forma? Independentemente se vocês estão ou não dispostas, tudo que Eu disse é a verdade! Se Eu sempre machucar vocês assim, sempre expuser suas cicatrizes, isso afetará a imagem grandiosa de Deus em seu coração? (Não afetará.) Eu concordo que não afetará. Porque simplesmente não há Deus em seu coração. O Deus grandioso que habita o seu coração, aquele que vocês defendem com força e protegem simplesmente não é Deus. Pelo contrário, é uma invenção da imaginação do homem; ele simplesmente não existe. Então, é muito melhor que Eu exponha a resposta a esse enigma. Essa não é toda a verdade? O Deus real não é as imaginações do homem. Eu espero que todos vocês possam encarar essa realidade, e isso ajudará o seu conhecimento de Deus.

Aquelas pessoas que não são reconhecidas por Deus

Há algumas pessoas cuja crença nunca foi reconhecida no coração de Deus. Em outras palavras, Deus não reconhece que essas pessoas são Seus seguidores, pois Deus não louva sua crença. Para essas pessoas, independentemente de quantos anos elas seguiram a Deus, suas ideias e pontos de vista nunca mudaram. Elas são como os incrédulos, aderindo a princípios e maneira de fazer as coisas incrédulos, aderindo às suas leis de sobrevivência e crença. Elas nunca aceitaram a palavra de Deus como sua vida, nunca acreditaram que a palavra de Deus é verdade, nunca pretenderam aceitar a salvação de Deus e nunca reconheceram Deus como seu Deus. Elas consideram acreditar em Deus como algum tipo de divertimento amador, tratando Deus meramente como sustento espiritual, logo, elas não acham que valha a pena tentar entender o caráter de Deus, ou a essência de Deus. Você poderia dizer que tudo que corresponde ao verdadeiro Deus não tem nada a ver com essas pessoas. Elas não estão interessadas e elas não querem fazer o esforço para responder. Isso se dá porque, no fundo de seu coração, há uma voz intensa que está sempre lhes dizendo: Deus é invisível e intocável, e Deus não existe. Elas acreditam que tentar entender esse tipo de Deus não valeria seus esforços; estariam engando a si mesmas. Elas reconhecem Deus apenas em palavras, e não tomam nenhuma posição real. Elas também não fazem nada em termos práticos, achando que elas são muito espertas. Como Deus olha para essas pessoas? Ele as vê como incrédulas. Algumas pessoas perguntam: “Os incrédulos podem ler a palavra de Deus? Eles podem cumprir seu dever? Eles podem dizer estas palavras: ‘Eu viverei por Deus’?” O que o homem vê com frequência é as demonstrações superficiais das pessoas, não a sua essência. Contudo, Deus não olha para essas demonstrações superficiais; Ele só vê a essência interior. Portanto, Deus tem esse tipo de atitude, esse tipo de definição, para com essas pessoas. Com relação ao que essas pessoas dizem: “Por que Deus faz isso? Por que Deus faz aquilo? Eu não entendendo isso; eu não consigo entender isso; isso não se conforma às noções do homem; Você deve explicar isso a mim; ...” Minha resposta é: é necessário explicar essa questão para você? Essa questão tem algo a ver com você? Quem você pensa que é? De onde você veio? Você está qualificado para dar indicações a Deus? Você acredita Nele? Ele reconhece a sua crença? Uma vez que a sua crença não tem nada a ver com Deus, que interesse você tem em Seus feitos? Você não sabe onde você está no coração de Deus, mesmo assim, você está qualificado para dialogar com Deus?

Palavras de admoestação

Vocês não estão desconfortáveis depois de ouvirem esses comentários? Embora vocês possam não estar dispostos a ouvirem essas palavras, ou indispostos a aceitá-las, todas elas são fatos. Porque esse estágio da obra é para Deus realizar, se você não estiver preocupado com as intenções de Deus, não estiver preocupado com a atitude de Deus e não entender a essência e o caráter de Deus, então, no fim, você é quem perderá. Não culpe as minhas palavras por serem duras de ouvir e não as culpe por diminuírem seu entusiasmo. Eu falo a verdade; Eu não pretendo desencorajá-los. Não importa o que Eu peça a vocês, e não importa como se lhes requer que o façam, Eu espero que vocês percorram a senda correta e espero que vocês sigam o caminho de Deus e não se desviem dessa senda. Se você não procede de acordo com a palavra de Deus e não segue o Seu caminho, então, não há dúvida de que você está se rebelando contra Deus e se desviou da senda correta. Portanto, Eu sinto que há algumas questões que devo esclarecer a vocês e fazê-los acreditar sem equívocos, claramente, sem sombra de dúvida, e ajudá-los a conhecer, de forma explícita, a atitude de Deus, as intenções de Deus, como Deus aperfeiçoa o homem e de que maneira Ele define o desfecho do homem. Se chegar um dia em que você seja incapaz de embarcar nessa senda, então, Eu não tenho responsabilidade, pois essas palavras já foram proferidas a você de maneira muito clara. Com relação a como você trata o seu próprio desfecho – essa questão é inteiramente com você. Deus tem atitudes diferentes com relação aos desfechos de diferentes tipos de pessoas. Ele tem Suas próprias maneiras de mensurar o homem e Seu próprio padrão de exigências. Seu padrão de mensurar as pessoas é um que é justo para todos – não há dúvida sobre isso! Então, alguns temores das pessoas são desnecessários. Vocês estão aliviados agora? Isso é tudo por hoje! Adeus!

0Busca por x resultados