Palavras diárias de Deus | "Cristo realiza a obra do julgamento com a verdade" | Trecho 77

A obra dos últimos dias é separar todos de acordo com sua espécie, concluir o plano de gestão divino, pois o tempo está próximo e o dia de Deus chegou. Deus leva todos os que entraram em Seu reino, isto é, todos aqueles que Lhe foram leais até o fim, à era do Próprio Deus. Entretanto, até a vinda da era do Próprio Deus, a obra que Deus irá fazer não é observar os feitos do homem ou investigar sua vida, mas julgar a sua rebelião, pois Deus irá purificar todos aqueles que vierem diante de Seu trono. Todos os que seguiram os passos de Deus até hoje são aqueles que se colocaram diante do trono de Deus e, sendo assim, toda e qualquer pessoa que aceitar a obra divina em sua fase final é objeto de purificação de Deus. Em outras palavras, todos os que aceitarem a fase final da obra de Deus serão objeto do julgamento de Deus.

O “julgamento” conforme as palavras colocadas anteriormente — o julgamento começará na casa de Deus — refere-se ao juízo que Deus emite hoje sobre aqueles que se põem diante de Seu trono nos últimos dias. Talvez haja aqueles que acreditem em tais fantasias sobrenaturais como as que, quando os últimos dias chegarem, Deus irá erigir uma grande mesa nos céus, sobre a qual uma tolha branca será estendida e então, sentando-Se sobre um grande trono com todos os homens ajoelhando-se no chão, Ele irá revelar os pecados de cada homem e assim determinar se eles devem ascender ao céu ou ser enviados para o lago de fogo e enxofre. Independentemente das fantasias do homem, a substância da obra de Deus não pode ser alterada. As fantasias do homem nada são senão criações dos pensamentos humanos e vêm do cérebro do homem, resumido e recomposto daquilo que o homem viu e ouviu. Portanto, digo que, não importa o quanto forem geniais, as imagens idealizadas ainda não serão mais que um desenho e não podem substituir o plano da obra de Deus. Afinal, o homem foi corrompido por Satanás, então como pode sondar os pensamentos de Deus? O homem entende a obra do julgamento de Deus como sendo particularmente fantástica. Ele crê que, já que o Próprio Deus está fazendo a obra de julgamento, então ela deve ser da mais tremenda escala e incompreensível aos mortais e deve ressoar pelos céus e abalar a terra; de outra forma, como poderia ser a obra divina de julgamento? Ele crê que, como se trata da obra de julgamento, então Deus deve Se apresentar particularmente imponente e majestoso ao agir e aqueles que são julgados devem estar uivando em lágrimas e ajoelhados suplicando por misericórdia. Tal cena deve ser um espetáculo magnífico e profundamente empolgante… Todos imaginam a obra de julgamento de Deus como algo sobrenaturalmente maravilhoso. Entretanto, você sabe que Deus começou a obra de julgamento entre os homens há muito tempo e enquanto isso você tem estado aninhado em pacífico esquecimento? Que a época que você considera que a obra de julgamento divino esteja oficialmente começando já é a época de Deus criar novo céu e nova terra? Nessa época, é possível que você tenha apenas acabado de entender o significado da vida, mas a obra implacável da punição de Deus irá levá-lo, ainda em profundo sono, ao inferno. Só então você irá perceber de repente que a obra de julgamento de Deus já terá terminado.

Extraído de “A Palavra manifesta em carne

Quando o desastre vem, como nós cristãos devemos lidar com ele? Convidamos você a participar da nossa reunião online, onde podemos explorar juntos e encontrar o caminho.
Contate-nos
Entre em contato conosco pelo Whatsapp

Conteúdo relacionado