Palavras diárias de Deus | "Ninguém que seja da carne pode escapar do dia da ira" | Trecho 611

Hoje Eu lhes admoesto assim para o bem de sua própria sobrevivência, para que a Minha obra progrida com suavidade e para que a Minha obra inaugural por todo o universo possa se conduzida de maneira mais apropriada e perfeita, revelando as Minhas palavras, a Minha autoridade, a Minha majestade e o Meu julgamento às pessoas de todos os países e nações. A obra que Eu realizo entre vocês é o início da Minha obra por todo o universo. Apesar de agora já ser os últimos dias, saibam que “últimos dias” não passa de um nome para uma era: da mesma maneira que a Era da Lei e a Era da Graça, se refere a uma era e indica uma era inteira, não apenas os poucos anos ou meses finais. No entanto, os últimos dias são bem diferentes da Era da Graça e da Era da Lei. A obra dos últimos dias não é executada em Israel, mas sim entre os gentios; é a conquista perante o Meu trono das pessoas de todas as nações e de todas as tribos fora de Israel, de modo que a Minha glória por todo o universo possa preencher todo o cosmo. Também é assim para que Eu possa adquirir maior glória, de modo que todas as criaturas da terra possam transmitir a Minha glória para todas as nações, para sempre, de geração em geração, e para que todas as criaturas no céu e na terra possam ver toda a glória que Eu adquiri na terra. A obra conduzida durante os últimos dias é a obra da conquista. Não é a orientação da vida de todas as pessoas na terra, mas a conclusão da vida de sofrimento imperecível e milenar da humanidade na terra. Como consequência, a obra dos últimos dias não pode ser como os vários milhares de anos de obra em Israel, nem como a década de obra na Judeia que depois continuou durante vários milhares de anos até a segunda encarnação de Deus. O povo dos últimos dias depara-se apenas com o reaparecimento do Redentor na carne e recebe a obra pessoal e as palavras de Deus. Não vai demorar dois mil anos até que os últimos dias cheguem ao fim; eles são breves, como a época em que Jesus desempenhou a obra da Era da Graça na Judeia. Isso é porque os últimos dias são a conclusão de toda a era. Eles são cumprimento e o fim do plano de gestão de seis mil anos de Deus e concluem a jornada de vida de sofrimento da humanidade. Não levam a totalidade da humanidade para uma nova era nem permitem que a vida da humanidade continue. Isso não teria significado para o Meu plano de gestão ou para a existência do homem. Se a humanidade continuasse assim, então cedo ou tarde seria completamente devorada pelo diabo, e as almas que pertencem a Mim seriam no final perdidas por causa dele. A Minha obra só dura seis mil anos, e Eu prometi que o controle do maligno sobre toda a humanidade também não duraria mais do que seis mil anos. E, assim, o tempo acabou. Eu não vou nem continuar nem me demorar mais: durante os últimos dias, Eu vou derrotar Satanás, vou retomar toda a Minha glória e vou recuperar todas as almas que pertencem a Mim na terra para que essas almas perturbadas possam fugir do mar de sofrimento e assim será concluída toda a Minha obra na terra. Desse dia em diante, Eu nunca mais vou Me tornar carne na terra e nunca mais o Meu Espírito que tudo controla vai executar sua obra na terra. Eu farei apenas uma coisa na terra: vou refazer a humanidade, uma humanidade que é sagrada e que é a Minha cidade fiel na terra. Mas saibam que Eu não vou aniquilar o mundo inteiro nem vou aniquilar a humanidade inteira. Vou manter o um terço restante — o terço que Me ama e que foi totalmente conquistado por Mim, e farei com que esse terço seja produtivo e se multiplique na terra da mesma maneira que os israelitas se multiplicaram sob a lei, alimentando-os com grandes quantidades de cordeiros e de gado e de todas as riquezas da terra. Essa humanidade vai permanecer Comigo para sempre, no entanto, não é a humanidade deplorável e imunda de hoje, mas uma humanidade que é a assembleia de todos aqueles que foram ganhos por Mim. Tal humanidade não será prejudicada, incomodada ou cercada por Satanás e será a única humanidade que existirá na terra depois que Eu triunfar sobre Satanás. É a humanidade que foi hoje conquistada por Mim e recebeu a Minha promessa. E, assim, a humanidade que foi conquistada durante os últimos dias também é a humanidade que será poupada e vai receber Minhas bênçãos eterna. Essa será a única evidência do Meu triunfo sobre Satanás e o único espólio da Minha batalha contra Satanás. Esses espólios de guerra são salvos por Mim do império de Satanás e são a única cristalização e fruto do Meu plano de gestão de seis mil anos. Eles vêm de todas as nações e de todas as denominações e de todos os lugares e de todos os países do universo. São de raças diferentes, têm línguas, costumes e cor da pele diferentes e estão espalhados por todas as nações e todas as denominações do globo e por todos os cantos do mundo. No final, vão se juntar para formar uma humanidade completa, uma assembleia de homens que é inalcançável pelas forças de Satanás. Aqueles entre a humanidade que não foram salvos e conquistados por Mim vão afundar em silêncio nas profundezas do mar e serão queimados pelas Minhas chamas ardentes por toda a eternidade. Eu vou aniquilar esta humanidade velha e supremamente imunda da mesma maneira que Eu aniquilei os primogênitos e o gado do Egito, deixando apenas os israelitas que comiam carne de cordeiro, bebiam sangue de cordeiro e marcavam o batente de suas portas com sangue de cordeiro. As pessoas que foram conquistadas por Mim e que são da Minha família por acaso não são também as pessoas que comem a carne de Mim, o Cordeiro, e que bebem o sangue de Mim, o Cordeiro, e foram redimidas por Mim e Me louvam? Essas pessoas não estão sempre acompanhadas pela Minha glória? Aqueles que estão sem a Minha carne, do Cordeiro, já não se afundaram em silêncio nas profundezas do mar? Hoje elas se opõem a Mim, e hoje as Minhas palavras são iguais às proferidas por Jeová aos filhos e aos netos de Israel. No entanto, a dureza nas profundezas do coração de vocês está armazenando a Minha ira, trazendo mais sofrimento por sobre a sua carne, mais julgamento por sobre os seus pecados e mais ira por sobre a sua injustiça. Quem pode ser poupado do Meu dia de ira, quando vocês Me tratam assim hoje? A injustiça de quem poderia escapar dos Meus olhos de castigo? Os pecados de quem poderiam fugir das Minhas mãos, do Todo-Poderoso? A rebeldia de quem poderia receber o julgamento que pertence a Mim, o Todo-Poderoso? Eu, Jeová, falo dessa maneira para com vocês, os descendentes da família de gentios, e as palavras que Eu profiro a vocês ultrapassam tudo que foi dito na Era da Lei e na Era da Graça, no entanto vocês são mais duros do que todo o povo do Egito. Vocês não armazenam Minha ira enquanto Eu faço a Minha obra repousadamente? Como podem escapar ilesos do dia que pertence a Mim, o Todo-Poderoso?

Extraído de “A Palavra manifesta em carne

Quando o desastre vem, como nós cristãos devemos lidar com ele? Convidamos você a participar da nossa reunião online, onde podemos explorar juntos e encontrar o caminho.
Contate-nos
Entre em contato conosco pelo Whatsapp

Conteúdo relacionado