Palavras diárias de Deus | "Palavras de Deus para todo o universo: Hino do Reino" | Trecho 59

As multidões gritam vivas para Mim, as multidões Me louvam; todas as bocas mencionam o único Deus verdadeiro, todas as pessoas levantam seus olhos para assistir aos Meus feitos. O reino desce sobre o mundo dos homens, Minha pessoa é rica e abundante. Quem não se regozijaria diante disso? Quem não dançaria de alegria? Ó, Sião! Levante seu estandarte triunfante para Me celebrar! Entoe sua triunfante canção de vitória para propagar Meu santo nome! Toda a criação até aos confins da terra! Apressem-se a se purificar para que vocês possam ser feitos como ofertas a Mim! Constelações no céu acima! Apressem-se a voltar aos seus lugares para mostrar a Minha poderosa força no firmamento! Ouço com atenção as vozes das pessoas na terra que derramam seu infinito amor e reverência por Mim em cântico! Neste dia, quando toda a criação volta à vida, Eu desço ao mundo dos homens. Neste momento, nesta exata ocasião, todas as flores explodem em vibrante florescer, todas as aves cantam como que a uma só voz, todas as coisas palpitam de alegria! Ao som das salvas do reino, o reino de Satanás cai, aniquilado pelo trovejar do hino do reino para nunca mais se erguer!

Quem na terra ousa levantar-se e resistir? Ao descer à terra, Eu trago fogo, trago ira, trago catástrofes de todo tipo. Os reinos terrenos são agora o Meu reino! No alto céu, as nuvens revoluteiam e ondulam; sob o céu, lagos e rios agitam-se e alegremente produzem uma comovente melodia. Animais em repouso emergem de suas tocas e todas as pessoas são despertadas de seu sono por Mim. O dia esperado pelas multidões de pessoas finalmente chegou! Elas Me oferecem as mais belas canções!

Neste belo momento, nesta hora excitante,

louvores ressoam por toda parte, nos céus acima e na terra abaixo.

Quem não se animaria com isso?

O coração de quem não se iluminaria?

Quem não choraria diante dessa cena?

O céu já não é o céu antigo, agora é o céu do reino.

A terra já não é a terra que era, agora é a terra santa.

Passada a chuva torrencial,

o antigo e sujo mundo é completamente renovado.

As montanhas estão mudando… as águas estão mudando…

as pessoas também estão mudando… todas as coisas estão mudando…

Ah, montanhas silenciosas! Levantem-se e dancem para Mim!

Ah, águas paradas! Sigam fluindo soltas!

Homens sonhadores! Levantem-se e persigam!

Eu vim… Eu sou Rei…

Toda a humanidade verá Minha face com os próprios olhos,

ouvirá Minha voz com os próprios ouvidos,

viverá por si mesma a vida do reino…

Como é doce… como é bela…

Inesquecível… impossível de esquecer…

No fogo da Minha ira, o grande dragão vermelho se debate;

no Meu julgamento majestoso, os diabos mostram suas verdadeiras formas;

às Minhas duras palavras, todas as pessoas sentem vergonha profunda,

e não têm onde se esconder.

Elas relembram o passado, de como zombaram de Mim e Me escarneceram.

Nunca houve um tempo em que não se exibiram,

nunca houve um tempo em que não Me desafiaram.

Hoje, quem não chora? Quem não sente remorso?

O mundo-universo inteiro está cheio de choro…

repleto dos sons de júbilo… cheio de vozes risonhas…

Incomparável alegria… alegria sem igual…

A chuva leve repenicando… pesados flocos de neve esvoaçante…

Dentro das pessoas, pesar e alegria se misturam… algumas rindo…

algumas soluçando… e algumas dando vivas…

Como se todos tivessem esquecido…

se agora é primavera carregada de chuva e nuvens,

um verão de flores explodindo em desabrochar, um outono de colheitas ricas,

ou um inverno frio como geada e gelo, ninguém sabe…

No céu, as nuvens estão passando, na terra, os mares se revoltam.

Os filhos acenam com os braços… as pessoas movem os pés dançando…

Os anjos estão operando… os anjos estão pastoreando…

As pessoas na terra estão todas em alvoroço, e todas as coisas na terra se multiplicam.

Extraído de “A Palavra manifesta em carne

Hino do Reino

(I) O reino desce ao mundo

I

O reino de Deus veio à terra. A pessoa de Deus é completa e rica. Quem pode ignorar e não se alegrar? Quem pode não dançar? Sião, erga sua bandeira e celebre a Deus. Cante a canção da vitória, espalhe Seu santo nome. E o povo O louva feliz e O chama de único Deus. Contempla Suas obras. O reino chegou à terra.

II

Que tudo na terra purifique-se e faça oferendas a Deus. Estrelas, retornem a seus lugares e mostrem a grandeza de Deus no céu. Deus se curva pra ouvir a canção das vozes aqui na terra, cantam num infinito amor, cantam em reverência. E o povo O louva feliz e O chama de único Deus. Contempla Suas obras. O reino chegou à terra.

III

Quando tudo é revivido, Deus desce à terra. Todas as flores desabrocham, pássaros cantam e tudo se alegra. Quando a saudação do reino soar, cai o império de Satanás, para nunca mais se erguer, destruído pelo hino do reino. Quem ousa se erguer e resistir? Quando Deus desce à terra, Ele traz ira, traz ruína. Pois o mundo é Seu reino. Nuvens se agitam lá no céu. Cantam os lagos e os rios. Bichos acordam e saem das tocas, e Deus desperta cada homem. E o tão esperado dia chegou. E todo o povo oferta a Deus a mais bela canção que já se ouviu. E o povo O louva feliz e O chama de único Deus. Contempla Suas obras. O reino chegou à terra. O reino chegou à terra. O reino chegou à terra.

de “Seguir o Cordeiro e cantar cânticos novos”

Quando o desastre vem, como nós cristãos devemos lidar com ele? Convidamos você a participar da nossa reunião online, onde podemos explorar juntos e encontrar o caminho.
Contate-nos
Entre em contato conosco pelo Whatsapp

Conteúdo relacionado