Aplicativo da Igreja de Deus Todo-Poderoso

Ouça a voz de Deus e dê as boas vindas ao retorno do Senhor Jesus!

Convidamos a todos os buscadores da verdade que entrem em contato conosco.

A Palavra manifesta em carne

Cores sólidas

Temas

Fonte

Tamanho da fonte

Espaçamento entre linhas

Largura da página

0 resultados

Nenhum resultado encontrado

Prática (1)

Antes, havia muitos desvios no modo como as pessoas vivenciavam, e poderia até ser absurdo. Como elas simplesmente não entendiam os padrões das exigências de Deus, havia muitas áreas em que a experiência das pessoas deu errado. O que Deus exige do homem é que ele possa viver uma humanidade normal. Os caminhos do homem moderno com relação a alimentos e roupas, por exemplo. Ele pode usar um terno e uma gravata e pode aprender um pouco sobre arte moderna, e em seu tempo livre, pode ter uma vida um tanto literária e divertida. Ele pode tirar algumas fotos memoráveis, ler e ganhar algum conhecimento e ter um ambiente de vida relativamente bom. Essa é a vida que convém a uma humanidade normal, no entanto, as pessoas a veem como algo detestado por Deus. Sua prática é apenas seguir algumas regras, e isso as leva a viver uma vida que é tão monótona como a água estagnada, sem significado algum. Na verdade, Deus nunca exigiu que o homem fizesse isso. As pessoas desejam restringir seus próprios caracteres, orando incessantemente em seus espíritos para estarem mais próximas de Deus, suas mentes constantemente ocupadas, ponderando sobre as coisas piedosas, seus olhos constantemente olhando para todo lado, observando esse assunto e aquele assunto, temendo muito que sua conexão com Deus de alguma forma seja cortada. Essas todas são coisas que o homem resumiu para si mesmo; são regras estabelecidas para o homem pelo próprio homem. Se você não compreende sua própria essência ou que nível você mesmo pode alcançar, então você não terá como compreender exatamente quais são as normas daquilo que Deus exige do homem e não terá como realizar uma prática que seja feita em medida adequada. Sua mente está sempre se voltando para esse lado e aquele lado, você pensa em todos os caminhos possíveis para estudar e sentir seu caminho em como você pode ser movido e iluminado pelo Espírito Santo, com o resultado que você resume um conjunto de maneiras de prática que acha que lhe ajudará a ganhar a entrada. Quando você pratica dessa maneira, não sabe exatamente o que é que Deus exige de você; você apenas pratica de seu próprio jeito, sentindo-se completamente à vontade, não se importando com o resultado e se importando menos ainda se há desvios e erros. À medida que você prossegue dessa maneira, sua prática carece de muitas coisas, como a aprovação de Deus, a corroboração do Espírito Santo e o resultado obtido pelas exigências de Deus. Carece também qualquer humanidade normal ou senso de razão de uma pessoa normal. Sua prática é apenas seguir regras, ou tem a ver com você aumentar intencionalmente seu fardo para se restringir, se controlar. E, no entanto, você acha que sua prática está perfeita, sem saber que a maior parte do que pratica é um processo ou cumprimento desnecessário. Há muitos que praticam dessa forma há muitos anos, basicamente sem nenhuma mudança em seus caráteres, nenhum novo entendimento e nenhuma nova entrada. Inconscientemente, desenvolvem completamente suas naturezas brutais, havendo até muitas vezes em que eles fazem coisas desarrazoadas e desumanas e, muitas vezes em que fazem coisas que dão às pessoas pausa e que não são compreendidas. Esse tipo de pessoa é alguém que mudou?

Comparativamente, as pessoas agora oram menos do que antes, já que essa não é a era de procurar e sentir o caminho a seguir. Essa é a era da revelação, a Era do Reino, é a vida de discernimento em que todas as coisas são ditas claramente ao homem, e o homem não precisa mais sentir seu caminho pela vida. Com relação aos aspectos do matrimônio, assuntos mundanos, vida, comida, roupas e abrigo, relacionamentos interpessoais, como alguém pode servir de uma forma que satisfaça a vontade de Deus, como alguém deve renunciar à carne..., qual destes não lhes foi dito? Vocês ainda precisam buscar? Vocês ainda precisam orar? Realmente não há necessidade! Se você ainda faz essas coisas, não está apenas acrescentando outra camada de formalidade? Não é necessário! A chave é se você é resoluto. Algumas pessoas cometem ofensas conscientemente, e sabem claramente que andar na senda do mundo não é bom, que traz prejuízo à suas vidas e atrasa seu progresso na vida, mas elas insistem em fazê-lo e o fazem depois de orar e buscar. Isso não é cometer ofensa conscientemente? Como aqueles que anseiam por prazeres carnais e se apegam às riquezas, que então oram a Deus dizendo: “Deus! Você permite que eu me apegue aos prazeres carnais e me apegue às riquezas? É Sua vontade que eu ganhe dinheiro dessa maneira?” Essa é uma maneira adequada de orar? Se eles sabem perfeitamente bem que Deus não Se agrada dessas coisas, elas deveriam ser abandonadas, mas essas coisas estão fixas em seus corações e eles oram e buscam para forçar Deus a conceder a eles e forçar Deus a lhes dar uma resposta. Há ainda aqueles que trazem irmãos e irmãs da igreja para o lado deles e estabelecem seus próprios reinos independentes. Você sabe muito bem que essas ações desafiam a Deus, mas você ainda busca e ora a Deus. Você é insensível demais e, quando faz coisas assim, ainda consegue parecer destemido e ora calmamente a Deus. Você realmente não tem vergonha! No que diz respeito a percorrer a senda do mundo, isso foi pregado há muito tempo. Deus abomina isso, mas você ainda ora e diz: “Oh, Deus! Você me permite caminhar pelo caminho do mundo? Posso satisfazer Sua vontade dessa maneira? Na verdade, minhas intenções estão certas. Eu não estou fazendo isso pela carne; só o faço para que o Seu nome não seja envergonhado, faço para Sua glória, para que as pessoas do mundo possam ver Sua glória em mim.” Essa maneira de orar não é apenas um monte de bobagem? Você não se sente envergonhado? E você não está sendo muito tolo em pensar que isso é algo valioso de se fazer? Você não está disposto a experimentar a vida de luz, em vez disso, intencionalmente prova a vida das trevas e do sofrimento. Você não está apenas pedindo para sofrer? Você foi informado sobre como viver uma vida espiritual, uma vida de humanidade normal e você foi informado sobre todos os aspectos da verdade. Se você não entende nenhum deles, então os leia diretamente. Você ainda precisa fechar os olhos e orar? Se você ainda busca ao erguer os olhos para o céu, você ainda não está acreditando em um Deus vago? Você previamente viu os resultados de sua busca e oração e o Espírito Santo moveu seu espírito um pouco, porque aquela era a Era da Graça. Você não conseguiu ver Deus, então você não teve escolha senão sentir seu caminho adiante e procurar dessa maneira. Agora Deus veio entre os homens e a Palavra apareceu na carne. Agora você pode ver Deus e, assim, o Espírito Santo não opera mais como antes. A era mudou e mudou também a maneira pela qual o Espírito Santo opera. Embora a oração possa ser feita menos do que antes, porque Deus está na terra, o homem agora tem a oportunidade de amar a Deus. A humanidade entrou na era de amar a Deus e ela tem dentro de si uma proximidade adequada de Deus: “Oh, Deus! Você é realmente muito bom, e estou disposto a Lhe amar!” Apenas algumas palavras claras e simples dão voz ao amor de Deus dentro de seu coração e é apenas para aprofundar o amor entre você e Deus. Às vezes você pode se ver expressando alguma rebeldia, ao dizer: “Oh, Deus! Por que sou tão corrupto?” Você realmente quer se machucar, com lágrimas em seus olhos. Nesse momento, seu coração se sente arrependido e angustiado, mas você não tem como expressar isso. Essa é a obra atual do Espírito Santo, mas isso é apenas algo que aqueles que buscam a vida podem alcançar. Você sente que Deus tem um grande amor por você e você nutre um sentimento especial, mas você não tem as palavras para orar claramente. Você sempre sente, no entanto, que o amor de Deus é tão profundo como o mar, mas você não tem como expressar essa condição, sempre sentindo isso em seu coração, mas nunca tendo as palavras certas para expressá-lo. Essa é uma condição que surge frequentemente no espírito. Esse tipo de oração e comunhão dentro de seu coração que visa se aproximar de Deus é normal.

Embora agora a vida de sentir o caminho adiante e buscar tenha terminado, isso não quer dizer que as pessoas nunca devam orar, nem quer dizer que as pessoas não precisem esperar que a vontade de Deus se revele antes de prosseguir com a obra; esses são apenas os preconceitos do homem. Deus veio entre os homens para viver entre eles e ser a luz do homem, a vida do homem e o caminho do homem, e isso é fato. É claro que, na vinda de Deus à terra, é necessário que Ele traga ao homem uma maneira prática que se adapte às suas estaturas e vida para ele desfrutar – Ele não veio para destruir todos os caminhos da prática do homem. O homem não vive mais sentindo seu caminho adiante e buscando, porque isso foi substituído pela vinda de Deus à terra para operar e para falar Sua palavra. Ele veio para libertar o homem da obscura vida das trevas e lhe dar uma vida de luz. A obra atual é para apontar as coisas claramente, falar claramente, dizer diretamente ao homem e definir as coisas explicitamente, para que o homem possa colocar essas coisas em prática. Assim como Jeová guiou o povo de Israel, dizendo-lhes como sacrificar e como construir o templo, você não precisa mais levar uma vida de busca como você fazia depois da partida do Senhor Jesus. É necessário que vocês sintam seus caminhos para a obra futura de propagar o evangelho? É necessário que vocês sintam seus caminhos para saber como devem viver? É necessário que vocês sintam seus caminhos para saber como devem realizar seus deveres? É necessário que vocês se prostrem no chão e procurem para saber como devem dar testemunho? É necessário que vocês jejuem e orem para saber como devem se vestir ou viver? É necessário que vocês perseverem em suas orações para Deus nos céus para que saibam como devem aceitar serem conquistados? É necessário que vocês orem sem parar o dia todo e a noite toda para saber como devem obedecer? Há muitos entre vocês que dizem que vocês são incapazes de praticar porque vocês não entendem. As pessoas realmente não estão prestando atenção à obra de hoje! Muitas dessas coisas Eu disse há muito tempo, é que vocês simplesmente não prestaram atenção, então não é de admirar que vocês não saibam. É claro que, na era de hoje, o Espírito Santo ainda move as pessoas para permitir que sintam prazer, e Ele vive junto com o homem. Esses são alguns sentimentos especiais e prazerosos que frequentemente ocorrem em sua vida. De vez em quando chega um dia em que você sente que Deus é muito amável, e você não pode deixar de orar a Deus: “Oh, Deus! Seu amor é tão lindo e Sua imagem é tão grande. Desejo Lhe amar mais profundamente. Desejo dedicar tudo o que sou para despender toda a minha vida. Enquanto for por Sua causa, desejo dedicar tudo a Você, só para que eu possa Lhe amar...” Esse é um sentimento de prazer dado a você pelo Espírito Santo. Não é esclarecimento nem iluminação; é um mover. Esse tipo de experiência acontecerá de vez em quando, como no seu caminho para o trabalho. Você orará e se sentirá perto de Deus, tanto que as lágrimas molharão seu rosto, você ficará tão comovido que não poderá se controlar e ficará ansioso para encontrar um ambiente adequado onde possa expressar todo o fervor dentro de seu coração... Às vezes, você estará em uma ocasião pública e sentirá que o amor de que desfruta é demais, que seu destino é tudo menos comum, e, sobretudo, sentirá que vale mais do que qualquer outro. Você saberá profundamente que Deus está levantando você, que esse é o grande amor de Deus por você. Nos recessos mais profundos de seu coração, você sentirá que há um tipo de amor em Deus que é inexprimível e ilegível; é como se você soubesse, mas não tivesse como expressar isso, sempre lhe dando uma pausa para pensar, mas deixando você incapaz de expressar isso por completo. Em momentos assim, você até esquecerá onde está, a ponto de dizer: “Oh, Deus! Você é tão difícil de entender, mas Você é tão amado!” Às vezes, você pode até mesmo fazer algumas ações estranhas e excêntricas que as pessoas acham inexplicáveis, e essas são todas coisas que podem acontecer com frequência…. Esse tipo de vida é demais para vocês em sua experiência, e essas coisas são a vida que o Espírito Santo deu a vocês hoje e a vida que vocês deveriam estar vivendo agora. Não é para impedi-lo de viver a vida, mas sim que a maneira como você vive é mudada. É um sentimento que não pode ser descrito ou expresso. É também o verdadeiro sentimento do homem e, sobretudo, é a obra do Espírito Santo. Faz com que você entenda em seu coração, mas você não tem como expressá-lo claramente para ninguém. Não porque você fale devagar ou gagueje, mas porque é um tipo de sentimento que não pode ser descrito em palavras. Ele permite que você aproveite essas coisas hoje, pois essa é a vida que você deveria estar vivendo. Naturalmente, sua outra vida não é vazia; é só que ser movido dessa maneira se torna uma espécie de alegria em sua vida que faz com que você sempre queira desfrutar de tais moveres do Espírito Santo. Mas você deve saber que ser movido dessa maneira não é para que você possa se separar da carne e ir para o terceiro céu, ou viajar pelo mundo, mas sim para que você possa experimentar o amor de Deus hoje, experimentar o significado da obra de Deus hoje, para reviver o cuidado e a proteção de Deus. Todas essas coisas são para você ter um maior conhecimento da obra que Deus faz hoje e ser capaz de sentir e experimentar mais do amor de Deus que você desfruta hoje – esse é o objetivo dessa obra.

A vida de buscar e sentir o caminho era quando Deus ainda não havia sido encarnado. Naquela época, as pessoas não podiam ver Deus e, portanto, não tinham escolha a não ser buscar e sentir o caminho. Hoje, você pode ver Deus e Ele lhe diz diretamente como você deve praticar, então você não precisa mais sentir seu caminho ou buscar. O caminho conduzido por Ele é o caminho da verdade, e o que Ele diz ao homem, o que o homem recebe é a vida e a verdade. Você tem o caminho, a vida e a verdade, então, qual é a necessidade de buscar em qualquer lugar? O Espírito Santo não pode fazer dois estágios da obra simultaneamente. Se, quando Eu terminar de falar Minha palavra, as pessoas ainda precisarem orar e buscar, isso não significaria que esse estágio da Minha obra está sendo feito em vão? Embora Eu tenha terminado de falar Minha palavra, as pessoas ainda não entendem completamente, e isso é porque elas não têm qualidade. Esse problema pode ser resolvido por meio da vida da igreja e da comunhão uns com os outros. Antes, a carne do Deus encarnado não iniciou a obra, então o Espírito Santo operou dessa maneira na época e manteve a obra. Naquela época, o Espírito Santo fez a obra, mas agora é o Próprio Deus encarnado que está a fazendo, tendo tomado o lugar da obra do Espírito Santo. Antes, quando as pessoas oravam, elas experimentavam paz, alegria, reprovação e disciplina, e tudo isso pertencia à obra do Espírito Santo. Esses estados agora são poucos e distantes entre si. Por que quando Pedro orou ele teve sentimentos de paz ou de reprovação, e por que Paulo e os outros também sentiram o mesmo quando oraram? Isso foi porque foi durante o tempo em que a aparição de Deus não tinha sido vista, e além disso, foi durante a Era da Graça, quando Deus trabalhou de forma diferente. O Espírito Santo só pode fazer um tipo de obra em qualquer era. Se Ele fizesse dois tipos de obra simultaneamente, com a carne fazendo um tipo e o Espírito Santo fazendo outro tipo dentro das pessoas, e se o que a carne dissesse não fosse válido e o que o Espírito dissesse sim, então Cristo não teria qualquer verdade, caminho ou vida a mencionar. Isso seria uma autocontradição e um erro na própria fonte.

As pessoas se desviaram demais e cometeram erros em demasia em sua experiência passada. Originalmente, havia algumas coisas que pessoas de humanidade normal deveriam ter e deveriam fazer, ou havia erros difíceis de evitar que deveriam ser vistos na vida humana, e quando essas coisas eram mal feitas, elas colocavam a responsabilidade em Deus por isso. Houve uma irmã que recebeu hóspedes em sua casa. Seus pães cozidos no vapor não cozeram direito, então ela pensou: “Essa pode ser a disciplina de Deus. Deus está lidando com meu coração vão. Sou vã demais.” Na verdade, no que diz respeito ao modo de pensar normal do homem, quando chegam convidados, você fica empolgado e se apressa, sem saber o que fazer primeiro e sem organizar o que está fazendo, e o resultado disso é que se o arroz não acaba queimando, seus pratos ficam salgados demais. Normalmente, sem convidados, você fica bem, mas quando chegam pessoas, tudo dá errado. Essa situação é criada pelos sentimentos de empolgação, mas as pessoas acabam atribuindo isso à “disciplina de Deus”. Na verdade, isso tem a ver com falhas na vida humana. Você também não encontraria esse tipo de coisa se não acreditasse em Deus? Esse tipo de coisa não é uma ocorrência frequente? Há muitas coisas que dizem respeito às falhas das pessoas; as pessoas cometem erros, mas eles não são feitos pelo Espírito Santo e nada têm a ver com Deus. Como quando você morde a língua enquanto come – isso poderia ser a disciplina de Deus? A disciplina de Deus é baseada em princípios e geralmente é vista quando você comete ofensa de forma consciente. Deus disciplina o homem com coisas que envolvem Seu nome, ou quando se referem ao Seu testemunho ou à Sua obra. As pessoas entendem o suficiente da verdade agora para ter consciência interna das coisas que fazem, por exemplo: você consegue não sentir se desviar o dinheiro da igreja ou gastá-lo de forma imprudente? Você sentirá algo quando fizer isso. Não é possível fazer algo e depois começar a sentir algo. Você tem clareza em seu coração sobre as coisas que você faz que são contrárias à sua consciência. Embora possam conhecer a verdade claramente, porque todos têm seus próprios gostos, simplesmente se satisfazem, então, depois de fazer algo, eles não têm nenhum sentimento óbvio de reprovação. Se não são disciplinados no momento em que cometem erros, que disciplina poderia haver depois? Que disciplina poderia haver depois que todo o dinheiro foi desperdiçado? Eles estão totalmente conscientes do que fazem quando o fazem e se sentem reprovados. Se você não escutar, então Deus não prestará atenção a você. Quando chegar a hora do julgamento justo acontecer, a retribuição será imposta a cada um de acordo com suas ações. Como pessoa normal com um senso de razão, alguém com consciência, você está ciente de tudo que faz, especialmente quando faz algo errado. Ainda há poucas pessoas na igreja que desviam dinheiro? Ainda há poucas pessoas que não mantêm limites claros entre homens e mulheres? Ainda há poucas pessoas que julgam, desafiam e tentam demolir coisas em segredo? Por que tudo ainda está bem com vocês? Todos vocês têm consciência, sentimentos e censuras em seus corações e, por isso, às vezes sofrem castigo e refinamento. É só que as pessoas são sem-vergonhas demais! Se a punição realmente caísse sobre elas, ainda se atreveriam a praticar dessa maneira? Quando as pessoas de consciência fazem coisas, elas se sentem inquietas quando sua consciência é pungida um pouquinho, e então elas são capazes de abandonar sua carne. Como aquelas que cometem os pecados entre homens e mulheres. Elas estão cientes do que fazem no momento, mas sua luxúria é grande demais e elas não conseguem se controlar. Mesmo se o Espírito Santo der disciplina, isso não terá efeito, então o Espírito Santo não mais se incomodará com você. No momento, se o Espírito Santo não disciplinar você, reprovar você, nem fizer nada por sua carne, que reprovação poderia haver depois? Que disciplina pode haver depois que a ação está feita? Isso só prova que você é muito desavergonhado e degradado. Você é um desgraçado sem valor! O Espírito Santo não opera desnecessariamente. Se você conhece a verdade muito bem, mas não coopera e é capaz de fazer qualquer coisa, então você pode apenas esperar até que chegue o dia em que você será punido junto com aquele maligno. Este é o melhor final para você! Eu tenho pregado repetidamente sobre consciência, já que esse é o padrão mais baixo. Sem consciência, as pessoas também perderão a disciplina do Espírito Santo e poderão fazer o que quiserem. Se alguém realmente tem consciência, então quando o Espírito Santo o repreende, ele passa por uma batalha interna, e é improvável que faça algo muito sério. Independentemente de como o Espírito Santo disciplina e castiga, em geral as pessoas terão algum sentimento quando fizerem algo errado. Então, as pessoas agora entendem todos os tipos de verdade e, se não os praticam, então isso é problema delas. Eu não reajo a pessoas assim, nem tenho qualquer esperança para elas. Você pode fazer o que quiser!

Algumas pessoas se reúnem e colocam a palavra de Deus de lado, sempre falando sobre como é essa pessoa ou aquela pessoa. É claro que é bom ser um pouco perspicaz, pois não importa aonde você vá, você não será facilmente enganado, nem será facilmente induzido ou ludibriado; esse também é um aspecto que as pessoas devem possuir. Mas você não deve se concentrar apenas nesse aspecto no que diz respeito a coisas que são negativas. Seus olhos nem sempre devem ficar fixos nas pessoas. Seu conhecimento sobre como o Espírito Santo funciona no momento é muito pequeno, sua crença em Deus é superficial demais e você tem poucas coisas positivas. Aquele em quem você acredita é Deus, Aquele que você precisa entender é Deus, não Satanás. Se você só entende como Satanás opera e tem conhecimento de todas as maneiras pelas quais os espíritos malignos operam, mas não tem conhecimento de Deus, qual o significado disso? Não é em Deus que você acredita hoje? Por que seu conhecimento não inclui essas coisas positivas? Você simplesmente não presta atenção ao aspecto positivo da entrada e não a entende, então o que você quer ganhar? Você não sabe como deveria estar buscando? Você tem muitos “materiais de ensino” negativos, mas desenha um espaço em branco com o aspecto positivo da entrada, então, como sua estatura pode crescer? Se alguém fala apenas sobre a guerra com Satanás, que perspectivas futuras de desenvolvimento essa pessoa terá? Sua entrada não está muito desatualizada? Que coisas você poderá ganhar com a obra atual se continuar assim? O que é chave no momento é você entender o que Deus quer fazer agora, como o homem deve cooperar, como deve amar a Deus, como deve entender a obra do Espírito Santo, como deve entrar em todas as palavras que Deus diz hoje, como deve lê-las, entendê-las e experimentá-las, como deve satisfazer a vontade de Deus, ser completamente conquistado por Deus e obedecer diante de Deus... Você deve se concentrar nessas coisas, pois são coisas em que se deve entrar agora. Você entende? De que serve se concentrar apenas no discernimento das pessoas? Você pode discernir Satanás aqui, discernir os maus espíritos, você pode discernir muitas coisas, ter uma compreensão completa dos espíritos malignos e reconhecer um assim que o vir. Mas se você é incapaz de dizer algo sobre a obra de Deus, seu discernimento pode substituir sua compreensão de Deus? Eu já fiz comunhão com relação às expressões da obra dos espíritos malignos, mas isso não é importante. É claro que as pessoas também devem ter um pouco de discernimento, pois esse é um aspecto que aqueles que servem a Deus devem possuir para evitar fazer coisas tolas e interromper a obra de Deus. Mas o mais importante continua sendo ter conhecimento da obra de Deus e entender a vontade de Deus. Que conhecimento você tem dessa etapa da obra de Deus? Você pode dizer o que Deus faz, qual é a vontade de Deus, e você pode dizer quais são suas próprias falhas e com quais coisas deve se equipar? Você pode dizer qual é sua mais nova entrada? Você deve entender quais de suas entradas anteriores foram desvios e erros e quais entradas estavam desatualizadas. Você deve ser capaz de colher frutos e alcançar compreensão em suas novas entradas. Não finja ignorância; você deve fazer mais esforço em suas novas entradas para aprofundar sua própria experiência e conhecimento, e ainda mais deve ter compreensão especialmente sobre suas entradas mais recentes e a maneira mais correta de experimentar. Você também deve saber como eliminar seus métodos de prática ultrapassados e adentrar uma nova experiência. Sobretudo, você deve discernir sua prática anterior desatualizada e desviada da nova obra e entrada. Essas são coisas que você agora precisa entender e entrar urgentemente. Você deve entender as diferenças e o relacionamento entre suas entradas antigas e novas. Se você não tiver um entendimento dessas coisas, não terá como progredir, pois não será capaz de acompanhar a obra do Espírito Santo. Uma boa parte de sua entrada e experiência passadas pertencia a um modo de prática desviada e equivocada, e muito disso era uma maneira de experimentar que pertencia a um tempo passado; você deve entender como deve abordar essas coisas. Por meio do apropriado comer e beber da palavra de Deus e por meio da comunhão apropriada, você deve ser capaz de mudar suas antigas formas ultrapassadas de prática e suas antigas concepções tradicionais, para que possa entrar em uma nova prática e entrar na nova obra. Essas são coisas que você deve realizar. Eu não estou pedindo para você se entender até o menor detalhe; Eu não estou pedindo para você levar isso muito a sério. Em vez disso, Eu estou pedindo que você leve a sério sua entrada e compreenda o aspecto positivo. Embora você possa ser capaz de se conhecer, isso não significa necessariamente que essa é sua verdadeira estatura. Mas se você puder experimentar a prática e a entrada da nova obra, até o ponto em que você consegue discernir quais foram suas concepções pessoais ou mal-entendidos anteriores, então essa é sua verdadeira estatura e é algo que você deve possuir. Essas são coisas que todos entre vocês devem alcançar.

Há muitas coisas em que vocês simplesmente não sabem como praticar, muito menos sabem como o Espírito Santo opera. Às vezes você faz algo que claramente não está sendo obediente ao Espírito Santo. Você já tem uma compreensão do princípio da coisa através de seu comer e beber, então você sofre por dentro de um sentimento de reprovação e inquietação e, claro, esse é um sentimento que se terá com base no conhecimento da verdade. Não cooperar e não fazer as coisas de acordo com a palavra de hoje obstrui a obra do Espírito Santo e necessariamente se sentirá inquietação por dentro. Você entende os princípios desse aspecto, mas não pratica em conformidade com isso, então sofre um sentimento de censura por dentro. Mas se você não entende esse princípio, e simplesmente não comeu ou bebeu esse aspecto da verdade, se você não o conhece, então você não necessariamente terá um sentimento de censura sobre esse assunto. Gerar a reprovação do Espírito Santo é condicional. Você acha que, porque não orou, não cooperou com o Espírito Santo, não liberou o fardo que carrega dentro de você, atrasou a obra do Espírito Santo. Na verdade, ela não pode ser adiada, e se você não disser algo, então o Espírito Santo moverá alguém para dizê-lo; o Espírito Santo não é contido por você. Você sente pena de Deus e isso é algo que você deveria estar sentindo. Mas Deus não pensa nada a respeito disso, então isso é passado. Se você pode ganhar algo ou não é problema seu. Às vezes sua consciência sente que sofre acusações, mas esse não é o esclarecimento ou iluminação do Espírito Santo na época, nem é a reprovação do Espírito Santo. Em vez disso é um sentimento em sua consciência. Se isso envolve o nome de Deus, o testemunho de Deus ou a obra de Deus, e você age loucamente, Ele não vai aliviar para você. Mas isso tem um limite, e como com relação a coisas que praticamente não valem a pena mencionar, Ele não se incomodará com você, Ele lhe ignorará e, portanto, isso é algo que você deve sentir em sua consciência. Algumas coisas são o que as pessoas da humanidade normal devem fazer, outras são as questões da vida humana normal. Por exemplo, você não prepara seus pães corretamente e diz que Deus está disciplinando você – isso é algo totalmente irracional de se dizer. Antes de você acreditar em Deus, esse tipo de coisa não acontecia com frequência? Era Satanás que disciplinava você naquela época? Na verdade, se você praticar mais esse assunto, provavelmente não cometerá erros; é apenas seu cérebro que comete erros. Você sente que parece ser a disciplina do Espírito Santo, quando na verdade não é esse o caso (algumas circunstâncias excepcionais à parte), porque essa obra não é feita totalmente pelo Espírito Santo, mas esses são apenas sentimentos que as pessoas têm. Mas pensar nesse sentido é o que aqueles que têm uma crença adequada em Deus devem fazer. Você não poderia ter pensado assim quando não acreditava em Deus. Uma vez que você passou a acreditar em Deus, seu coração despendeu esforço nesse sentido e você, sem saber, começou a pensar nesse sentido. Isso surge do pensamento normal das pessoas e também diz respeito ao efeito de sua própria mentalidade. Mas deixe-Me lhe dizer, isso não é algo que está sob o escopo da obra do Espírito Santo. Esse aspecto refere-se a uma reação normal dada ao homem pelo Espírito Santo por meio de seu próprio pensamento; mas você deve entender que essa reação não é obra do Espírito Santo. Ter esse tipo de “conhecimento” não prova que você tem a obra do Espírito Santo. Seu conhecimento não pertence à iluminação do Espírito Santo, muito menos é a obra do Espírito Santo. É apenas uma reação do pensamento normal das pessoas e nada tem a ver com o esclarecimento ou iluminação do Espírito Santo. São duas coisas completamente diferentes e não são feitas totalmente pelo Espírito Santo. Quando o Espírito Santo trabalha para iluminar as pessoas, Ele geralmente lhes dá um conhecimento da obra de Deus, e de sua verdadeira entrada e verdadeiro estado, e também lhes dá determinação, permite que compreendam a intenção ansiosa de Deus e Suas exigências para o homem hoje, Ele lhes dá a vontade de abrir todos os sentidos. Mesmo quando as pessoas sofrem derramamento de sangue e sacrifício, elas devem agir em nome de Deus e, mesmo quando se deparam com perseguição e adversidade, elas ainda devem amar a Deus, e não se arrepender, e devem prestar testemunho de Deus. Tal resolução é o mover do Espírito Santo e a obra do Espírito Santo – mas saiba que você não está possuído por esse mover a cada momento que passa. Às vezes, nas reuniões, você pode se sentir extremamente comovido e inspirado, e você dá grandes louvores e dança. Você sente que tem uma incrível compreensão do que os outros estão comungando, você se sente novo por dentro, e seu coração está perfeitamente claro sem nenhum sentimento de vazio – tudo isso pertence à obra do Espírito Santo. Se você é alguém que lidera, e o Espírito Santo lhe dá esclarecimento e iluminação excepcionais quando vai à igreja para trabalhar, o que torna de você incrivelmente sincero, responsável e sério em seu trabalho, isso pertence à obra do Espírito Santo.

Anterior:A respeito da Bíblia (4)

Próximo:Prática (2)