2. Antes, eu carecia de discernimento. Eu seguia os pastores e presbíteros na oposição e condenação da obra de Deus Todo-Poderoso dos últimos dias e pactuava com eles em falar blasfêmias. Deus ainda assim me salvará?

Versos da Bíblia para referência:

“Desviando-se o justo da sua justiça, e cometendo iniqüidade, morrerá por ela; na sua iniqüidade que cometeu morrerá. Mas, convertendo-se o ímpio da sua impiedade que cometeu, e procedendo com retidão e justiça, conservará este a sua alma em vida. pois que reconsidera, e se desvia de todas as suas transgressões que cometeu, certamente viverá, não morrerá” (Ezequiel 18:26-28).

“Pela segunda vez veio a palavra de Jeová a Jonas, dizendo: Levanta-te, e vai à grande cidade de Nínive, e lhe proclama a mensagem que Eu te ordeno. Levantou-se, pois, Jonas, e foi a Nínive, segundo a palavra de Jeová. Ora, Nínive era uma grande cidade, de três dias de jornada. E começou Jonas a entrar pela cidade, fazendo a jornada dum dia, e clamava, dizendo: Ainda quarenta dias, e Nínive será subvertida. E os homens de Nínive creram em Deus; e proclamaram um jejum, e vestiram-se de saco, desde o maior deles até o menor. A notícia chegou também ao rei de Nínive; e ele se levantou do seu trono e, despindo-se do seu manto e cobrindo-se de saco, sentou-se sobre cinzas. E fez uma proclamação, e a publicou em Nínive, por decreto do rei e dos seus nobres, dizendo: Não provem coisa alguma nem homens, nem animais, nem bois, nem ovelhas; não comam, nem bebam água; mas sejam cobertos de saco, tanto os homens como os animais, e clamem fortemente a Deus; e convertam-se, cada um do seu mau caminho, e da violência que há nas suas mãos. Quem sabe se Se voltará Deus, e Se arrependerá, e Se apartará do furor da Sua ira, de sorte que não pereçamos? Viu Deus o que fizeram, como se converteram do seu mau caminho, e Deus Se arrependeu do mal que tinha dito lhes faria, e não o fez” (Jonas 3:1-10).

Palavras de Deus relevantes:

O propósito da obra de Deus no homem é que ele possa satisfazer a vontade de Deus, e tudo é feito para salvar o homem, portanto, durante o tempo de Sua salvação do homem, Ele não faz a obra de puni-lo. Durante o tempo da salvação do homem, Deus não pune o mal, não recompensa o bem nem revela os destinos para todas as diferentes espécies de pessoas. Em lugar disso, somente quando a etapa final de Sua obra estiver completa, Ele então fará a obra de punir o mal e recompensar o bem, e somente então revelará o fim de todas as diferentes espécies de pessoas. Os que são punidos serão aqueles que realmente são incapazes de serem salvos, ao passo que os que são salvos serão aqueles que tiverem obtido a salvação de Deus durante o tempo de Sua salvação do homem. Durante o período da obra de salvação de Deus, todos os que podem ser salvos serão salvos ao limite extremo, e nenhum deles será descartado, pois o propósito da obra de Deus é salvar o homem. Todos aqueles que, durante o tempo da salvação do homem por Deus, são incapazes de alcançar uma mudança em seu caráter — bem como todos aqueles que são incapazes de se submeter a Deus completamente — se tornarão objetos de punição. Essa etapa da obra — a obra das palavras — revela ao homem todos os caminhos e mistérios que ele não compreende, para que o homem possa compreender a vontade de Deus e as exigências de Deus ao homem, de modo que possam ter condições de pôr as palavras de Deus em prática e alcançar mudanças em seu caráter. Deus usa apenas palavras para fazer Sua obra e não pune as pessoas por serem um pouco rebeldes, porque agora é o tempo da obra de salvação. Se todos os rebeldes fossem punidos, ninguém teria oportunidade de ser salvo; todos seriam punidos e cairiam no Hades. O propósito das palavras que julgam os homens é permitir que eles conheçam a si mesmos e se submetam a Deus; não é puni-los com tal julgamento. Durante o tempo da obra das palavras, muitas pessoas exporão sua rebeldia e provocação, bem como sua desobediência ao Deus encarnado. Todavia, Ele não punirá todas essas pessoas por essa razão, mas, em vez disso, apenas lançará fora aquelas que são totalmente corruptas e não podem ser salvas. Ele entregará a carne dessas pessoas a Satanás e, em alguns poucos casos, dará fim à sua carne. Aquelas que restarem continuarão a seguir e a experimentar tratamento e poda. Se, enquanto seguirem, elas ainda não conseguirem aceitar tratamento e poda e se tornarem cada vez mais degeneradas, então essas pessoas terão perdido sua chance de salvação. Cada pessoa que tiver aceitado a conquista pelas palavras terá ampla oportunidade de salvação; a salvação por Deus de cada uma dessas pessoas mostrará a Sua extrema leniência. Em outras palavras, lhes será mostrada a suprema tolerância. Desde que as pessoas retornem da senda errada, desde que possam se arrepender, Deus lhes dará a oportunidade de obterem Sua salvação. Quando as pessoas se rebelam contra Deus pela primeira vez, Deus não tem desejo de matá-las, mas faz tudo o que pode para salvá-las. Se alguém realmente não tiver espaço para a salvação, Deus o lançará fora. Deus tarda a punir alguém porque Ele quer salvar todos aqueles que podem ser salvos. Ele julga, ilumina e guia as pessoas somente com palavras e não usa um cajado para matá-las. Usar palavras para levar os homens à salvação é o propósito e o significado da etapa final da obra.

Extraído de ‘Vocês deveriam pôr de lado as bênçãos do status e entender a vontade de Deus de trazer a salvação ao homem’ em “A Palavra manifesta em carne”

“Blasfêmia e calúnia contra Deus são pecados que não serão perdoados nesta era nem na vindoura, e aqueles que cometem esses pecados jamais serão reencarnados.” Isso significa que o caráter de Deus não tolera ser ofendido pelo homem. Quando estão numa situação que não entendem, ou quando são enganadas, controladas ou suprimidas por outras, algumas pessoas podem dizer palavras que são cruéis ou feias. Mais tarde, contudo, depois que aceitaram o verdadeiro caminho, elas ficam cheias de remorso. Elas então preparam boas ações suficientes e alcançam conhecimento e passam por uma mudança nessa questão, e assim Deus não se atém a nenhuma transgressão prévia que tenham cometido. Vocês deveriam conhecer Deus plenamente, deveriam saber para quem aquelas palavras de Deus são dirigidas, bem como seu contexto, e não deveriam aplicar aleatoriamente nem definir arbitrariamente as palavras de Deus. As pessoas que não têm experiência não se comparam às palavras de Deus em nada, enquanto aquelas que têm um pouco de experiência ou certa perspectiva tendem a ser sensíveis em demasia. Quando ouvem declarações de Deus que amaldiçoam, ou que abominam e eliminam pessoas, elas assumem tudo para si indiscriminadamente. Isso mostra que elas não entendem as palavras de Deus, e sempre O entendem de modo equivocado. Algumas pessoas fazem julgamentos de Deus antes de ter lido qualquer de suas falas mais recentes, sem ter feito investigações, ouvido alguma comunicação das pessoas que entendem a nova obra de Deus, ou, menos ainda, ganhado alguma iluminação do Espírito Santo. Depois disso, alguém lhes prega o evangelho, e elas o aceitam. Mais tarde, sentem remorso por terem feito julgamentos sobre Deus e desejam arrepender-se. Depois disso, tudo depende apenas de como se comportarão no futuro. Se, depois de terem passado a ter fé, seu comportamento é especialmente ruim, e elas se menosprezam, dizendo: “Bem, eu disse palavras blasfemas e feias, enfim, e Deus declarou que pessoas como eu serão condenadas — assim, minha vida acabou”, então essas pessoas realmente estão acabadas.

Extraído de ‘Com que base Deus trata as pessoas?’ em “Registros das falas de Cristo”

Algumas pessoas que cometeram uma pequena transgressão se perguntam: “Deus me expôs e me expulsou? Ele vai me abater?”. Desta vez, Deus veio operar não para atacar as pessoas, mas para salvá-las na maior medida do possível. Quem está inteiramente livre de erro? Se todos fossem abatidos, então como isso poderia ser chamado de “salvação”? Algumas transgressões são cometidas de propósito, enquanto outras são cometidas involuntariamente. Se você consegue mudar depois de reconhecer as transgressões que comete involuntariamente, Deus o abateria antes de você ter mudado? Deus pode salvar as pessoas desse modo? Não é assim que Ele opera! Independentemente de transgredir de modo involuntário ou devido a uma natureza rebelde, você deve se lembrar que, uma vez que a transgressão foi cometida, você precisa se apressar e despertar para a realidade, e insistir adiante; não importa que situação surja, você tem que avançar. A obra que Deus está fazendo é a de salvação, e Ele não abaterá casualmente as pessoas que quer salvar. Não importa o grau em que você é capaz de se transformar, mesmo se Deus derrubasse você no fim, certamente seria justo para Ele fazer isso; e quando viesse a hora, Ele faria você entender. Neste momento, vocês devem se preocupar em buscar a verdade, concentrar-se na entrada na vida e buscar cumprir o seu dever adequadamente. Não há erro nisso! No fim das contas, não importa como Deus o trata, isso é sempre justo; você não deveria duvidar disso e não precisa se preocupar. Mesmo que você não consiga entender a justiça de Deus no momento, virá um dia em que você se convencerá. Deus certamente não é como um funcionário público ou como o rei dos diabos. Se vocês aplicarem uma cuidadosa contemplação a esse assunto, chegarão à conclusão de que a obra de Deus é salvar as pessoas e transformar o caráter delas. Visto que a obra Dele é a obra de transformar o caráter das pessoas, se elas não revelam sua corrupção, então nada pode ser feito, e nada será alcançado. Se, depois que você tiver revelado sua corrupção, você não se arrepender nem um pouco, e ainda agir como sempre fez, então você ofenderá o caráter de Deus. Deus executará diferentes graus de retribuição sobre o homem, e o homem pagará o preço por suas transgressões. […]

Como mencionado anteriormente, eventos do passado podem ser limpos num lance; pode-se fazer com que o futuro suplante o passado; a tolerância de Deus é tão ilimitada quanto o mar. Entretanto, também há princípios para essas palavras. Não é o caso de que Deus limpará qualquer pecado que você tenha cometido, não importa quão grande seja. Toda a obra de Deus tem princípios. No passado, foi estabelecido um decreto administrativo que tem a ver com essa questão — Deus perdoa e absolve todos os pecados que a pessoa comete antes de aceitar Seu nome, e há um sistema para lidar com aqueles que continuam a pecar depois de ter entrado para a igreja: aquele que comete um pecado menor recebe a chance de se arrepender, enquanto pecadores contumazes são expulsos. Deus sempre tolerou as pessoas o máximo possível em Sua obra, e nisso se pode ver que a obra de Deus é realmente a obra de salvar as pessoas. Contudo, se, nesse estágio final da obra, você ainda comete pecados imperdoáveis, então você realmente não tem condições de ser redimido e não pode mudar.

Extraído de ‘A vontade de Deus é salvar pessoas o máximo possível’ em “Registros das falas de Cristo”

Muitos são os que se opõem a Deus, mas entre eles também há muitas maneiras diferentes em que eles se opõem a Deus. Como existe todo tipo de crentes, também existe todo tipo daqueles que se opõem a Deus, cada um diferente do outro. Nenhum sequer daqueles que não conseguem reconhecem claramente o propósito da obra de Deus pode ser salvo. Independentemente de como o homem possa ter se oposto a Deus no passado, quando ele chegar a entender o propósito da obra de Deus e dedicar seus esforços para satisfazer Deus, Deus apagará todos os seus pecados passados. Contanto que o homem busque a verdade e a pratique, Deus não se lembrará do que ele fez. Além do mais, é com base na prática da verdade pelo homem que Deus o justifica. Essa é a justiça de Deus. Antes do ser humano ter visto a Deus ou experimentado Sua obra, independentemente de como o homem age em relação a Deus, Ele não se lembra disso. Entretanto, uma vez que o homem tenha visto a Deus e experimentado Sua obra, todos os feitos e ações do homem serão inscritos nos “anais” por Deus, pois o ser humano viu a Deus e viveu em meio à Sua obra.

Quando o homem tiver verdadeiramente visto o que Deus tem e é, quando tiver visto Sua supremacia e tiver realmente chegado a conhecer a obra Dele e, além disso, quando o velho caráter do homem for transformado, então o homem terá se livrado totalmente de seu caráter rebelde que se opõe a Deus. Pode-se dizer que cada pessoa já se opôs a Deus em algum momento e que cada pessoa já se rebelou contra Ele em algum momento. Todavia, se você voluntariamente obedecer ao Deus encarnado e, a partir desse ponto, satisfizer o coração de Deus com a sua lealdade, praticar a verdade que deve, cumprir seu dever como deve e obedecer aos regulamentos a que deve obedecer, então você é alguém que está disposto a se livrar de sua rebeldia para satisfazer a Deus e alguém que pode ser aperfeiçoado por Deus. Se você se recusar teimosamente a ver os seus erros e não tiver intenção de se arrepender, se persistir em sua conduta rebelde sem a menor intenção de cooperar com Deus e satisfazê-Lo, então uma pessoa tão obstinada e incorrigível como você certamente será punida e certamente jamais será alguém a ser aperfeiçoado por Deus. Sendo assim, você é o inimigo de Deus hoje e, amanhã, você também será o inimigo de Deus e, igualmente, permanecerá sendo o inimigo de Deus depois de amanhã; você será para sempre um oponente e inimigo de Deus. Nesse caso, como poderia Deus de alguma forma perdoá-lo?

Extraído de ‘Todos os que não conhecem a Deus são pessoas que se opõem a Deus’ em “A Palavra manifesta em carne”

Desde que tenham um pingo de esperança, agora, ainda que Deus Se lembre ou não de eventos passados, que mentalidade vocês deveriam manter? “Devo buscar uma mudança em meu caráter, buscar conhecer a Deus, jamais ser enganado novamente por Satanás e nunca mais fazer qualquer coisa que envergonhe o nome de Deus.” Quais áreas centrais determinam se as pessoas podem ser salvas e se podem ter alguma esperança? O cerne da questão é se, após ouvirem um sermão, vocês conseguem ou não entender a verdade, se conseguem ou não colocar em prática a verdade e se conseguem ou não mudar. Essas são as áreas centrais. Se você apenas sente remorso, e quando faz coisas, faz somente aquilo que quer, do mesmo jeito de sempre, não somente não buscando a verdade, mas ainda agarrado a pontos de vista antigos e práticas antigas, e não somente estando totalmente sem compreensão, mas, ao contrário, piorando mais e mais, então não haverá mais esperança para você, e deveria ser anulado. Quanto mais entender a Deus, quanto mais entender a si mesmo e quanto mais profundo for o entendimento que você tem de sua natureza, mais capaz você será de dominar a si mesmo. Após sintetizar sua experiência, você jamais voltará a falhar nessa questão. Na verdade, todos têm máculas, é só que eles não são responsabilizados. Todos as têm — alguns têm das pequenas, e alguns têm das grandes; alguns falam francamente, e alguns são mais segredistas. Algumas pessoas fazem coisas das quais os outros têm conhecimento, enquanto algumas pessoas fazem coisas sem que os outros saibam. Existem máculas em todos, e todos revelam certos caracteres corruptos, como arrogância ou hipocrisia; ou cometem algumas transgressões ou alguns erros ou falhas em seu trabalho, ou são ligeiramente rebeldes. Todas essas são coisas perdoáveis, pois são coisas que nenhuma pessoa corrompida pode evitar. No entanto, uma vez que você entendeu a verdade, você deve evitá-las, e então não será mais necessário se preocupar sempre com coisas que aconteceram no passado. Em vez disso, o medo é que, ainda assim, você não mudará mesmo após ter entendido que você continuará a fazer coisas mesmo sabendo que são erradas, e que continuará a agir de certo modo mesmo após ser informado que é errado. Tais pessoas não podem ser redimidas.

Extraído de ‘Para servir a Deus é preciso trilhar a senda de Pedro’ em “Registros das falas de Cristo”

Devermos determinar que, não importa quão sérias sejam as nossas circunstâncias, não importa que tipo de dificuldade nos acometa, não importa quão fracos ou negativos sejamos, não devemos perder a fé na mudança de caráter nem nas palavras faladas por Deus. Ele deu ao homem uma promessa, e o homem deve ter a determinação e a perseverança para receber essa promessa. Deus não gosta de covardes, Deus gosta de pessoas com determinação. Você pode ter revelado muita corrupção, você pode ter tomado muitas sendas tortuosas ou cometido muitas transgressões ou previamente desafiado a Deus; alternativamente, pode haver blasfêmia, ou queixas, ou desafio a Deus no coração de algumas pessoas — mas Deus não olha para essas coisas, Deus apenas olha para se, algum dia, elas mudarão. Na Bíblia, há uma história sobre o retorno do filho pródigo. Por que o Senhor Jesus conta tal parábola? A vontade de Deus de salvar a humanidade é sincera. Ele dá às pessoas oportunidades de arrependimento e oportunidades de mudança. Durante esse processo, Ele entende as pessoas e tem um profundo conhecimento de suas fraquezas e da extensão de sua corrupção. Ele sabe que elas tropeçarão e cairão. É como quando as crianças aprendem a andar: não importa quão forte seja o seu corpo, haverá momentos em que você tropeçará e momentos em que você será derrubado. Deus entende cada pessoa como uma mãe entende seu filho. Ele entende as dificuldades de cada pessoa, Ele entende as fraquezas de cada pessoa, e Ele entende, também, as necessidades de cada pessoa; Ele entende, ademais, quais problemas as pessoas encontrarão no processo de entrar na mudança de caráter, de que tipos de fraquezas elas padecerão, que tipos de fracassos ocorrerão — não há nada que Deus entende melhor. Assim Deus escrutiniza o mais profundo do coração do homem. Não importa quão fraco você seja, contanto que não abandone o nome de Deus, contanto que não deixe Deus e não se afaste desse caminho, você sempre terá a oportunidade de alcançar a mudança de caráter. Ter a oportunidade de alcançar uma mudança em nosso caráter significa que temos esperança de permanecer, e ter esperança de permanecer significa que temos esperança da salvação de Deus.

Extraído de ‘O que é uma mudança de caráter e a senda para uma mudança de caráter’ em “Registros das falas de Cristo”

Anterior: 1. Você diz que, durante os últimos dias, Deus faz a obra de julgamento, a começar pela casa de Deus, classificando cada um de acordo com sua espécie, recompensando o bem e punindo o mal. Então, exatamente qual tipo de pessoa Deus salva e qual tipo Ele elimina?

Próximo: 3. Há muitas pessoas no judaísmo e no cristianismo que também creem no Deus verdadeiro, que adoram a Deus nos templos e igrejas e que, ao que tudo indica, parecem muito piedosas. Embora algumas não aceitem a obra de Deus Todo-Poderoso dos últimos dias, elas nada fizeram que se oponha ou condene Deus explicitamente. Deus salvará pessoas como elas?

Quando o desastre vem, como nós cristãos devemos lidar com ele? Convidamos você a participar da nossa reunião online, onde podemos explorar juntos e encontrar o caminho.
Venha conversar com a gente
Entre em contato conosco pelo Whatsapp

Conteúdo relacionado

5. O valor inerente à Bíblia e como se aborda e usa a Bíblia de uma maneira que se conforme à vontade de Deus

“Crença em Deus” significa acreditar que há um Deus; esse é o conceito mais simples de fé em Deus. Mais ainda, acreditar que há um Deus não é o mesmo que crer verdadeiramente em Deus; antes é um tipo de fé simples com fortes implicações religiosas. Fé verdadeira em Deus significa experimentar as palavras e a obra de Deus com base na crença de que Deus é soberano sobre todas as coisas. Assim você será libertado de seu caráter corrupto, cumprirá o desejo de Deus e virá a conhecer Deus. Somente por meio de tal jornada se poderá dizer que crê em Deus.

Configurações

  • Texto
  • Temas

Cores sólidas

Temas

Fonte

Tamanho da fonte

Espaçamento entre linhas

Espaçamento entre linhas

Largura da página

Sumário

Busca

  • Pesquise neste texto
  • Pesquise neste livro