Pergunta 8: Você testemunha que Deus, ao encarnar nos últimos dias, iniciou a Era do Reino, encerrando a era antiga do governo de Satanás. O que gostaríamos de perguntar é: como a obra de julgamento de Deus Todo-Poderoso nos últimos dias encerrou a era da crença da humanidade num Deus vago e a era sombria do governo de Satanás? Por favor, compartilhe sua comunhão detalhada.

Resposta:

Na obra de julgamentos de Deus Todo-Poderoso nos últimos dias, Ele expressou todas as verdades para purificar e salvar a humanidade. Ele também revelou à humanidade todos os mistérios do plano de gerenciamento de Deus, Sua vontade, Seus arranjos para o destino final da humanidade etc. Isso preencheu completamente a lacuna entre Deus e o homem, permitindo que a humanidade estivesse como que face a face com Deus. Tal obra de Deus Todo-Poderoso realmente encerrou a era em que as pessoas acreditavam num Deus vago e encerrou também a era do mal e das trevas do governo de Satanás e de sua corrupção da humanidade. A obra de Deus Todo-Poderoso é verdadeiramente a obra de encerrar uma era e de inaugurar uma nova era. Leiamos algumas passagens de Suas palavras: “Só hoje, quando Eu venho pessoalmente entre os homens e profiro as Minhas palavras, é que o homem tem um pouco de conhecimento de Mim, removendo o lugar ocupado por ‘Mim’ em seus pensamentos e criando, em vez disso, um lugar para o Deus prático em sua consciência. O homem tem noções e está cheio de curiosidade; quem não iria querer ver Deus? Quem não desejaria se encontrar com Deus? Todavia, a única coisa que ocupa um lugar definitivo no coração do homem é o Deus que o homem sente ser vago e abstrato. Quem perceberia isso se Eu não o dissesse claramente? Quem acreditaria verdadeiramente, com certeza e sem um pingo de dúvida, que Eu, de fato, existo? Há uma grande diferença entre o ‘Eu’ no coração do homem e o ‘Eu’ da realidade, e ninguém é capaz de fazer comparações entre eles. Se Eu não Me tornasse carne, o homem nunca Me conheceria e, mesmo se viesse a Me conhecer, tal conhecimento ainda não seria uma noção?” (‘Capítulo 11’ das Palavras de Deus para todo o universo em “A Palavra manifesta em carne”). “Porque o homem foi tentado e corrompido por Satanás, porque ele foi tomado por noções e pensamentos, Eu Me tornei carne a fim de conquistar pessoalmente toda a humanidade, expor todas as noções do homem e destruir o pensamento do homem. Como resultado, o homem não se exibe mais na Minha frente e não Me serve mais utilizando suas próprias noções e, assim, o ‘Eu’ nas noções do homem é dissipado por completo” (‘Capítulo 11’ das Palavras de Deus para todo o universo em “A Palavra manifesta em carne”).

Na construção do reino, ajo diretamente por meio da Minha divindade e permito que todas as pessoas saibam o que Eu tenho e sou sobre o fundamento de seu conhecimento das Minhas palavras, finalmente permitindo que alcancem o conhecimento de Mim como carne encarnada. Assim termina toda a busca da humanidade pelo Deus vago e assim ela deixa de guardar um lugar em seu coração para o Deus do céu; isto é, Eu permito que a humanidade conheça os feitos que realizo enquanto sou carne encarnada e assim concluirei o Meu tempo na terra” (‘Capítulo 8’ das Palavras de Deus para todo o universo em “A Palavra manifesta em carne”).

Para todos aqueles que vivem na carne, mudar seu caráter exige metas para perseguir, e conhecer Deus exige testemunhar os fatos reais e a verdadeira face de Deus. Ambos podem somente ser alcançados pela carne encarnada de Deus, ambos podem apenas ser realizados pela carne normal e verdadeira. É por isso que a encarnação é necessária, e por isso toda a humanidade corrupta precisa dela. Uma vez que se requer que as pessoas conheçam a Deus, as imagens de deuses vagos e sobrenaturais devem ser dissipadas de seu coração, e uma vez que se lhes exige que abandonem seu caráter corrupto, elas devem primeiro conhecer seu caráter corrupto. Se somente o homem fizer a obra para dissipar as imagens dos deuses vagos do coração das pessoas, então ele não alcançará o resultado esperado. As imagens dos deuses vagos no coração das pessoas não podem ser expostas, banidas ou completamente expulsas apenas com palavras. Ao fazer isso, no fim, ainda não seria possível dissipar das pessoas essas coisas que estão profundamente arraigadas. Somente pela substituição dessas coisas vagas e sobrenaturais pelo Deus prático e a imagem verdadeira de Deus, e fazendo as pessoas gradualmente as conhecerem, pode o devido resultado ser alcançado. O homem reconhece que o Deus que ele buscou no passado é vago e sobrenatural. O que pode alcançar esse efeito não é a liderança direta do Espírito, muito menos os ensinamentos de certo indivíduo, mas o Deus encarnado. As noções do homem são descobertas quando o Deus encarnado realiza Sua obra, porque a normalidade e a realidade do Deus encarnado são a antítese do Deus vago e sobrenatural na imaginação do homem. As noções originais do homem somente podem ser reveladas quando contrastadas com o Deus encarnado. Sem a comparação do Deus encarnado, as noções do homem não poderiam ser reveladas; em outras palavras, sem o contraste da realidade, as coisas vagas não poderiam ser reveladas. Ninguém é capaz de usar palavras para fazer essa obra e ninguém é capaz de enunciar essa obra usando palavras. Somente o Próprio Deus pode fazer Sua Própria obra e ninguém mais pode fazer essa obra no lugar Dele. Não importa quão rica seja a linguagem do homem, ele é incapaz de enunciar a realidade e a normalidade de Deus. O homem apenas pode conhecer a Deus mais praticamente e vê-Lo mais claramente se Deus operar pessoalmente entre os homens e mostrar-lhes de forma completa Sua imagem e Seu ser. Esse resultado não pode ser alcançado por nenhum homem carnal. Claro, o Espírito de Deus é também incapaz de alcançar esse resultado” (‘A humanidade corrupta está mais necessitada da salvação do Deus encarnado’ em “A Palavra manifesta em carne”).

Quando todas as pessoas tiverem um conhecimento maior de Mim depois de aceitar Minhas declarações será o tempo em que Meu povo Me viverá, será o tempo em que Minha obra na carne estará concluída e o tempo em que Minha divindade será inteiramente vivida na carne. Nesse momento, todas as pessoas hão de Me conhecer na carne e verdadeiramente serão capazes de dizer que Deus aparece na carne, e esse será o fruto. […] No final, o povo de Deus será capaz de dar a Deus o louvor que é verdadeiro, não forçado e que vem de seu coração. Isso é o que está no coração do plano divino de gerenciamento de 6.000 anos. Ou seja, é a cristalização desse plano de gerenciamento de 6.000 anos: permitir que todas as pessoas conheçam o significado da encarnação de Deus — permitir que conheçam na prática o Deus tornado carne, ou seja, os feitos de Deus na carne —, de modo que neguem o Deus vago e conheçam o Deus que é de hoje e também de ontem e, mais que isso, de amanhã, que existiu de fato e realmente de eternidade a eternidade. Só então Deus entrará no descanso!” (‘Capítulo 3’ das Interpretações dos mistérios das palavras de Deus para todo o universo em “A Palavra manifesta em carne”).

Antes de Deus Se tornar carne ou seja, dois mil anos atrás toda a humanidade (com a exceção dos israelitas) estava completamente no escuro referente à existência de Deus e ao fato de que Ele criou e governa todas as coisas. Havia muitas pessoas que acreditavam que a natureza tinha criado os seres humanos. A maioria das pessoas adorava diversos espíritos malignos e ídolos, queimava incenso e se curvava, e por toda parte havia templos que honravam falsos deuses. As pessoas viam todos os tipos de espíritos malignos e Satanás como Deus verdadeiro, ao ponto em que toda a humanidade adorava e servia a Satanás. A humanidade estava completamente sob o controle de Satanás e vivia inteiramente sob seu império. Caiu em escuridão e pecado — esse é um fato amplamente reconhecido. Após Deus completar Sua obra da Era da Lei em Israel, os israelitas começaram a adorar e servir ao Deus verdadeiro. Mas Deus operava apenas através de humanos, e Ele não tinha encarnado para fazer a obra. Assim, os resultados da obra de Deus na Era da Lei foram alcançados apenas entre os israelitas, mas todo o mundo gentio ainda estava adorando e servindo a Satanás e continuava a viver nas trevas e no pecado não conseguia libertar-se a si mesmo. Foi diante desse pano de fundo que Deus encarnou no mundo como o Senhor Jesus pela primeira vez para fazer a obra de redimir a humanidade. Ele pregava o caminho do arrependimento: “Arrependei-vos, porque é chegado o reino dos céus”. Ele expressou algumas verdades para que a humanidade pudesse ver a aparição do Salvador, e apenas então a humanidade começou a reconhecer que era Deus que tinha criado os céus e a terra e todas as coisas e que Ele é seu Senhor. Foi apenas então que muitas pessoas começaram a crer e adorar a Deus, mas ainda havia tantas pessoas entre a humanidade corrupta que negava a Deus, acreditava em espíritos malignos e seguia a Satanás. Satanás ainda continuava a enganar e corromper a humanidade. Além disso, a maioria das pessoas religiosas acreditava em Deus, mas não O conhecia verdadeiramente e estava muito longe de uma obediência e adoração genuína a Deus. Mesmo assim, a aparição e a obra do Senhor Jesus permitiram que as pessoas vissem a aparição do Salvador pela primeira vez, como se estivessem vendo a aparição de Deus. Isso é um fato que ninguém pode negar. Nos últimos dias, Deus Se tornou carne mais uma vez — Ele é Deus Todo-Poderoso — e realizou a obra de julgamento dos últimos dias, e, ao fazê-lo, Deus finalmente ganhou um grupo de pessoas entre a humanidade que são de um só coração e de uma só mente com Ele. Esse grupo de pessoas ganhou um entendimento genuíno do caráter justo de Deus por causa do Seu julgamento e castigo pelo qual essas pessoas passaram, e elas desenvolveram um coração de reverência a Ele, tornando-se pessoas que são absolutamente obedientes a Deus e que foram ganhadas por Ele. Esse é o primeiro grupo de pessoas que Deus ganhou entre a humanidade corrupta, e elas são os primeiros vencedores criados pela obra de julgamento de Deus dos últimos dias. Como a expressão de Deus Todo-Poderoso — A Palavra manifesta em carne — tem se espalhado e disseminado pelo mundo inteiro, a humanidade começou a despertar e a desenvolver um interesse pelas palavras de Deus. Há muitas pessoas que estão examinando o caminho verdadeiro e buscando a verdade, e toda a humanidade corrupta está apenas começando a retornar gradual e oficialmente para diante do trono de Deus. Tudo isso é o resultado alcançado por Deus Se tornar carne e professar palavras entre a humanidade. As palavras de Deus farão tudo acontecer, razão pela qual Ele disse: “Enquanto Minhas palavras são consumadas, o reino é gradualmente formado na terra e o homem retorna gradualmente à normalidade e, portanto, está estabelecido na terra o reino em Meu coração. No reino, todo o povo de Deus recupera a vida do homem normal. Foi-se o inverno gelado, substituído por um mundo de cidades de primavera, onde a primavera dura o ano todo. As pessoas já não são confrontadas com o triste, miserável mundo do homem e já não suportam o frio do mundo do homem. As pessoas não lutam umas com as outras, os países não entram em guerra uns contra os outros, já não há a carnificina e o sangue que flui da carnificina; todas as terras estão cheias de felicidade, e todos os lugares estão repletos de calor entre os homens” (‘Capítulo 10’ das Palavras de Deus para todo o universo em “A Palavra manifesta em carne”).

Quando Eu formalmente assumir o Meu poder e reinar como Rei no reino, todo o Meu povo será, ao longo do tempo, completado por Mim. Quando todas as nações do mundo estiverem desfeitas, é precisamente quando o Meu reino será estabelecido e moldado e também quando Eu serei transformado e Me voltarei para encarar todo o universo. Naquele tempo, todas as pessoas verão o Meu rosto glorioso e testemunharão o Meu semblante verdadeiro” (‘Capítulo 14’ das Palavras de Deus para todo o universo em “A Palavra manifesta em carne”).

No final, Ele queimará totalmente tudo o que é impuro e injusto dentro das pessoas no universo todo, para mostrar a elas que Ele não é somente um Deus misericordioso e amoroso, não somente um Deus de sabedoria e maravilhas, não somente um Deus santo, mas, além disso, um Deus que julga o homem. Para os malignos dentre a humanidade, Ele é queima, julgamento e punição; para aqueles que devem ser aperfeiçoados, Ele é tribulação, refinamento e provações, assim como conforto, sustento, a provisão de palavras, tratamento e poda. E para aqueles que são eliminados, Ele é punição e retribuição” (‘As duas encarnações completam o significado da encarnação’ em “A Palavra manifesta em carne”).

Quando todas as nações e todos os povos do mundo voltarem e se apresentarem diante do Meu trono, Eu então tomarei toda a abundância do que há no céu e a conferirei ao mundo humano, de modo que, graças a Mim, ele ficará repleto de inigualável abundância. Mas enquanto o velho mundo continuar existindo, Eu lançarei Minha raiva sobre suas nações, promulgando abertamente os Meus decretos administrativos por todo o universo, e enviando castigo sobre quem quer que os viole:

Quando Eu volto a Minha face ao universo para falar, toda a humanidade ouve a Minha voz e então vê todas as obras que Eu realizei por todo o universo. Aqueles que forem contrários à Minha vontade, isto é, que se opõem a Mim com os feitos do homem, cairão sob o Meu castigo. Eu tomarei as numerosas estrelas dos céus e as farei de novo e, graças a Mim, o sol e a lua serão renovados — os céus não serão mais como eram; as miríades de coisas na terra serão renovadas. Tudo se tornará completo mediante Minhas palavras. As muitas nações do universo serão redivididas e substituídas pelo Meu reino, de modo que as nações sobre a terra desaparecerão para sempre e tudo se tornará um reino que Me adora; todas as nações da terra serão destruídas e deixarão de existir. Dos seres humanos do universo, todos aqueles que pertencem ao diabo serão exterminados; todos os que adoram Satanás serão abatidos pelo Meu fogo ardente — isto é, exceto aqueles que agora estão na corrente, o resto será transformado em cinzas. Quando Eu castigar os muitos povos, aqueles que estiverem no mundo religioso, em extensões diferentes, voltarão para o Meu reino, conquistados por Minhas obras, porque terão visto o advento do Santo vindo numa nuvem branca. Toda a humanidade seguirá a própria espécie e receberá castigos que variam conforme suas ações. Aqueles que se levantaram contra Mim irão todos perecer; quanto àqueles cujos feitos na terra não Me envolveram, por causa da maneira como se absolveram, continuarão a existir na terra sob a governança dos Meus filhos e do Meu povo. Eu Me revelarei à miríade de povos e à miríade de nações, ressoando com Minha própria voz sobre a terra, proclamando a completude da Minha grande obra, para que toda humanidade veja com os próprios olhos” (‘Capítulo 26’ das Palavras de Deus para todo o universo em “A Palavra manifesta em carne”).

Agora, todos nós podemos ver que a aparição e a obra de Deus realmente encerraram a era da crença da humanidade num Deus vago e também a era do mal e das trevas em que Satanás governava e corrompia a humanidade. Isso inaugurou a Era do Reino da aparição pessoal e da obra de Deus e o reinado das palavras de Deus. Por que o mundo religioso também tem sido exposto e eliminado pela obra de Deus nos últimos dias e até mesmo submetido à Sua maldição? Porque a maioria das pessoas no mundo religioso ainda acredita num Deus vago, no Deus de suas noções, mas em seu coração a imagem verdadeira de Deus e Seu caráter verdadeiro não existem. Assim, elas são capazes de resistir e condenar Deus na carne e de pregá-Lo na cruz mais uma vez, razão pela qual Deus as amaldiçoou, dizendo: “Ai daqueles que crucificam Deus” (‘Os perversos certamente serão punidos’ em “A Palavra manifesta em carne”). A aparição e a obra de Deus Todo-Poderoso nos últimos dias realizaram o fato de a Palavra aparecer na carne. O caráter de Deus foi mostrado abertamente a toda a humanidade, permitindo que todos vissem e ouvissem as palavras de Deus e vivessem dentro da purificação de Seu julgamento e castigo. Na humanidade, se alguém acredita ou não em Deus, se ele pertence a Deus ou a Satanás, todas as pessoas são classificadas segundo a sua espécie através da exposição das palavras de Deus. Todos aqueles que pertencem a Deus começaram a ser despertados por Suas palavras e a gradualmente entendê-Lo a partir do sustento de Suas palavras, a estar face a face com Ele, a ver que Deus governa sobre tudo e que Ele governa o destino das pessoas. Viram também o caráter justo e santo de Deus, que não tolera as ofensas das pessoas. Todos os povos retornarão para Deus, e Suas palavras realizarão todas as coisas. Aquilo que pertence a Deus retornará para Deus, e aquilo que pertence a Satanás retornará para Satanás. Logo depois disso, Deus recompensará o bem e punirá o mal e usará o desastre para aniquilar todos que pertencem a Satanás. Todas as forças do mal serão inevitavelmente derrubadas por Seu castigo, e Deus levará para o Seu reino todos aqueles que são capazes de obedecer à Sua obra e que se voltam verdadeiramente para Ele. Isso é um fato daquilo que Deus completará em breve. A Era do Reino é a era em que o caráter de Deus é abertamente revelado à humanidade e é, também, a era em que a humanidade começa a conhecer Deus. Além disso, a Era do Reino é a era em que Deus professa palavras e aparece abertamente às pessoas. Nenhuma força é capaz de impedir a implementação da vontade de Deus na terra. O reino de Cristo já apareceu na terra, e a profecia do livro de Apocalipse foi completamente cumprida: “Eis que o tabernáculo de Deus está com os homens, pois com eles habitará, e eles serão o seu povo, e Deus mesmo estará com eles, e será o seu Deus. Ele enxugará de seus olhos toda lágrima; e não haverá mais morte, nem haverá mais pranto, nem lamento, nem dor; porque já as primeiras coisas são passadas” (Apocalipse 21:2-4). Deus Todo-Poderoso diz: “No reino, a vida que o povo de Deus tem com Deus é feliz sem medida. As águas dançam com alegria pela vida abençoada das pessoas, as montanhas desfrutam com as pessoas a Minha abundância. Todos os homens estão se esforçando, trabalhando arduamente, mostrando sua lealdade em Meu reino. No reino, a rebelião não existe mais, a resistência não existe mais; os céus e a terra dependem um do outro, o homem e Eu nos aproximamos em profundo sentimento, por meio das doces alegrias da vida, um apoiando o outro…” (‘Alegrai-vos, todos os povos!’ das Palavras de Deus para todo o universo em “A Palavra manifesta em carne”). No reino, Deus Se mostrará ao Seu povo e guiará os sobreviventes da humanidade em sua vida na terra. Ele viverá ao lado deles, residirá com eles e Se regozijará com eles. As pessoas também desfrutarão uma vida feliz e linda de estar com Deus. É isso que Deus encarnado alcançará nos últimos dias, e é a maior promessa e benção que Deus dá ao homem.

Extraído do roteiro do filme

Anterior: Pergunta 7: As duas encarnações de Deus testemunharam que Cristo é a verdade, o caminho e a vida. Como devemos entender o fato de Cristo ser a verdade, o caminho e a vida?

Próximo: 1. Por que Deus faz o trabalho de salvar a humanidade?

Quando o desastre vem, como nós cristãos devemos lidar com ele? Convidamos você a participar da nossa reunião online, onde podemos explorar juntos e encontrar o caminho.

Conteúdo relacionado

3. A relação entre todos os três estágios da obra de Deus

O objetivo dos três estágios da obra é a salvação de toda a humanidade — o que significa a salvação completa do homem do império de Satanás. Embora cada um dos três estágios da obra tenha um objetivo e um significado diferentes, cada uma é parte da obra de salvar a humanidade, e é uma obra de salvação diferente, realizada de acordo com as exigências da humanidade.

1. Por que o Senhor Jesus amaldiçoou os fariseus e qual era a essência dos fariseus

Eles condenaram e blasfemaram contra o Senhor Jesus Cristo. A essência de sua resistência e blasfêmia contra Deus era inteiramente a mesma que a essência de Satanás e a resistência e blasfêmia do diabo contra Deus. Eles não apenas representavam humanos corruptos, porém mais ainda, eram a personificação de Satanás. Eram um canal para Satanás entre a humanidade, e eram os cúmplices e mensageiros de Satanás. A essência da sua blasfêmia e sua difamação do Senhor Jesus Cristo era a luta que travavam com Deus pelo prestígio, sua disputa com Deus, seus intermináveis testes de Deus.

Configurações

  • Texto
  • Temas

Cores sólidas

Temas

Fonte

Tamanho da fonte

Espaçamento entre linhas

Espaçamento entre linhas

Largura da página

Sumário

Busca

  • Pesquise neste texto
  • Pesquise neste livro