Entrada na vida 1

Palavras diárias de Deus Trecho 374

Deus Todo-Poderoso, o Cabeça de todas as coisas, exerce Seu poder real do Seu trono. Ele governa o universo e todas as coisas, e Ele está no ato de nos guiar por toda a terra. A cada momento, devemos estar próximos Dele e comparecer diante Dele em silêncio, sem jamais perder um único momento e com lições a aprender a cada momento. Tudo, desde o ambiente à nossa volta até às pessoas, assuntos e coisas, existem todos pela permissão do Seu trono. De forma alguma, permita que queixas surjam em seu coração, caso contrário Deus não lhe concederá a Sua graça. Quando ocorre uma doença, isso se deve ao amor de Deus, e certamente Suas bondosas intenções estão abrigadas nela. Embora seu corpo possa passar por um pouco de sofrimento, não se entregue a nenhuma ideia de Satanás. Louve a Deus em meio à enfermidade e desfrute de Deus em meio ao seu louvor. Não desanime diante da enfermidade, continue buscando de novo e de novo e nunca desista, e Deus iluminará você com Sua luz. Como era a fé de Jó? Deus Todo-Poderoso é um médico onipotente! Permanecer em enfermidade é estar doente, mas permanecer no espírito é estar bem. Enquanto você ainda tiver um sopro de vida, Deus não o deixará morrer.

Temos dentro de nós a vida ressurreta de Cristo. Inegavelmente, carecemos de fé na presença de Deus: que Deus ponha a verdadeira fé dentro de nós. Doce é, de fato, a palavra de Deus! A palavra de Deus é um remédio poderoso! Ele envergonha os demônios e Satanás! Compreender a palavra de Deus nos dá apoio. Sua palavra age rapidamente para salvar nosso coração! Ela dissipa todas as coisas e faz com que tudo fique em paz. A fé é como uma ponte de um tronco só: aqueles que se agarram abjetamente à vida terão dificuldade para cruzá-la, mas aqueles que estão prontos para se sacrificar podem atravessá-la de pé firme e sem preocupação. Se o homem abriga pensamentos tímidos e temerosos, isso é porque Satanás o enganou, temendo que cruzemos a ponte da fé para entrar em Deus. Satanás está tentando de todas as maneiras possíveis enviar-nos seus pensamentos. A cada momento, devemos orar para que Deus nos ilumine com a Sua luz, a cada momento, devemos confiar em Deus para expurgar o veneno de Satanás de dentro de nós, praticar dentro de nosso espírito a cada momento para aproximar-nos de Deus e deixar Deus ter o domínio sobre todo o nosso ser.

de ‘Capítulo 6’ das Declarações de Cristo no princípio em “A Palavra manifesta em carne”

Palavras diárias de Deus Trecho 375

Qual é a primeira coisa que as pessoas devem fazer sempre que deparam com um problema? Elas devem orar; orar vem em primeiro lugar. Orar demonstra que você é devoto, que começou a ter um coração que teme a Deus, que sabe buscar Deus, que Lhe deu um lugar em seu coração, que é um cristão devoto. Muitos crentes mais velhos se ajoelham para orar no mesmo horário todos os dias, às vezes por tanto tempo que não conseguem mais se levantar. Não discutamos sobre se isso é um ritual ou se eles podem ganhar com disso; digamos apenas que esses irmãos e irmãs idosos são especialmente devotos, muito melhores e mais diligentes do que vocês, jovens. A primeira coisa a fazer ao deparar com um problema é orar. Orar não é simplesmente tagarelar sem sinceridade; isso não resolveria problema algum. Você pode orar oito ou dez vezes e não ganhar nada, mas não perca a esperança — mesmo assim, você deve orar. Quando algo lhe acontece, ore primeiro, conte primeiro a Deus, permita que Deus assuma, permita que Deus o ajude, permita que Deus o guie e lhe mostre o caminho. Isso prova que você colocou Deus em primeiro lugar, que Ele está em seu coração. Se, ao deparar com um problema, a primeira coisa que você faz é resistir, se irritar e se enfurecer — se, antes de qualquer outra coisa, você se torna negativo — isso é uma manifestação de que Deus não está em seu coração. Na vida real, você deve orar sempre que algo lhe acontece. Ao primeiro sinal, você deve se ajoelhar e orar — isso é crucial. A oração demonstra a sua atitude em relação a Deus na presença Dele. Você não o faria se Deus não estivesse em seu coração. Algumas pessoas dizem: “Eu oro, mas mesmo assim Deus não me esclarece!”. Você não deve dizer isso. Veja primeiro se suas motivações para orar são corretas; se você realmente busca a verdade e ora a Deus com frequência, Ele pode muito bem esclarecer você em alguma questão para que você possa entender — ou seja, Deus o fará entender. Sem o esclarecimento de Deus, você não poderia entender por conta própria: falta-lhe perspicácia, você não tem cérebro para isso, e isso é inalcançável para o intelecto humano. Quando você entende, esse entendimento nasceu na sua mente? Se você não é iluminado pelo Espírito Santo, ninguém a quem você perguntar saberá qual é o significado da obra do Espírito ou o que Deus significa; somente quando o Próprio Deus lhe disser o significado você saberá. E assim, a primeira coisa a fazer quando algo acontece com você é orar. Orar exige sondar com uma atitude de buscador e expressar seus pensamentos, opiniões e atitudes — é isso que orar deveria envolver. Simplesmente agir sem se envolver não terá efeito algum, portanto não culpe o Espírito Santo por não esclarecer você. Descobri que, na fé em Deus de algumas pessoas, elas continuam crendo, mas Deus está apenas em seus lábios. Deus não está em seu coração; elas negam a obra do Espírito e também negam a oração; só leem as palavras de Deus, e nada mais. Isso pode ser chamado de fé em Deus? Ficam só acreditando até que Deus desaparece totalmente de sua fé. Em especial, existem aquelas que, frequentemente, tratam de assuntos gerais e acham que estão muito ocupadas e que nada ganham em troca de seus esforços. Esse é o caso de pessoas que não trilham a senda correta em sua fé em Deus. Não é trabalho árduo seguir o caminho certo? Elas não conseguem seguir esse caminho nem mesmo após entenderem muita doutrina e tendem a seguir a senda ladeira abaixo. Por isso, quando algo lhe acontece, você deve gastar mais tempo orando e buscando — isso é o mínimo que deve fazer. Aprender a buscar a vontade de Deus e as intenções do Espírito Santo é a chave. Se as pessoas que acreditam em Deus forem incapazes de experimentar e praticar dessa forma, elas não ganharão nada e sua fé não servirá para nada.

Extraído de ‘Veja todas as coisas através dos olhos da verdade’ em “Registros das falas de Cristo”

Palavras diárias de Deus Trecho 376

Independentemente de quanta verdade a pessoa entende, de quantos deveres ela cumpriu, de quanto experimentou enquanto cumpria aqueles deveres, de quão grande ou pequena seja a estatura da pessoa, ou de que tipo de ambiente ela se encontre, do que não se pode abrir mão é olhar para Deus e confiar Nele em tudo que fizer. Esse é o maior tipo de sabedoria. Por que Eu digo que essa é a maior sabedoria? Mesmo que se tenha vindo a entender muitas verdades, isso bastará se não se confiar em Deus? Algumas pessoas, após terem acreditado em Deus durante um pouco mais de tempo, vieram a entender algumas verdades e passaram por algumas provações. Podem ter ganho um pouco de experiência prática, mas não sabem como confiar em Deus nem entendem como olhar para Deus e confiar Nele. Tais pessoas possuem sabedoria? São as pessoas mais tolas e são do tipo que se acha esperto; não temem a Deus e não evitam o mal. Algumas pessoas dizem: “Entendo muitas verdades e possuo verdade-realidade. Não há nada de errado em apenas fazer as coisas de modo baseado em princípios. Eu sou leal a Deus e sei como me aproximar Dele. Não basta que eu confie na verdade?”. “Confiar na verdade” funciona bem, falando em termos doutrinais. No entanto, há muitos momentos e situações em que as pessoas não sabem qual é a verdade ou quais são as verdades-princípio. Todos aqueles que têm experiência prática sabem disso. Por exemplo, quando encontra algum problema, você pode não saber como a verdade relevante para esse problema deve ser praticada ou aplicada. O que você deveria fazer em momentos assim? Não importa quanta experiência prática tenha, você não pode estar em posse da verdade em todas as situações. Não importa quantos anos você tenha acreditado em Deus, quantas coisas tenha experimentado e quanta poda, tratamento ou disciplina tenha experimentado, você é a fonte da verdade? Algumas pessoas dizem: “Conheço de cor todas aquelas declarações e passagens conhecidas no livro ‘A Palavra manifesta em carne’. Não preciso confiar em Deus ou olhar para Ele. Quando vier a hora, estarei bem confiando apenas nessas palavras de Deus”. As palavras que você decorou são estáticas, mas os ambientes que você encontra — como também seus estados — são dinâmicos. Ter uma compreensão das palavras literais e falar sobre muitas doutrinas espirituais não equivale a um entendimento da verdade, muito menos equivale a compreender a vontade de Deus em cada situação. Assim, há aqui uma lição muito importante a ser aprendida: é que as pessoas precisam olhar para Deus em todas as coisas, e que, ao fazê-lo, elas podem alcançar uma confiança em Deus. Só ao confiar em Deus elas terão uma senda a seguir. Caso contrário, você pode fazer algo corretamente e em conformidade com as verdades-princípio, mas se não confiar em Deus, suas ações nada mais são senão feitos de homem e não satisfarão necessariamente a Deus. Visto que as pessoas têm um entendimento tão superficial da verdade, é provável que elas sigam regras e se agarrem obstinadamente a letras e doutrinas usando essa mesma verdade quando enfrentarem situações variadas. É possível que possam completar muitas questões em conformidade geral com as verdades-princípio, mas nem a orientação de Deus nem a obra do Espírito Santo podem ser vistas nisso. Existe um problema sério aqui, que é que as pessoas fazem muitas coisas em dependência de sua experiência, das regras que entenderam e de certas imaginações humanas. Mal conseguem alcançar o melhor dos resultados, que vem através do entendimento claro da vontade de Deus quando olham para Ele e oram Ele e, então, confiam na Sua obra e orientação. Por essa razão, Eu digo que a maior sabedoria é olhar para Deus e confiar Nele em todas as coisas.

Extraído de ‘Os crentes começam a enxergar as tendências malignas do mundo’ em “Registros das falas de Cristo”

Palavras diárias de Deus Trecho 377

A verdade é a vida do Próprio Deus; ela representa o Seu caráter, Sua essência e tudo Nele. Se você disser que ter um pouco de experiência significa possuir a verdade, então você pode representar o caráter de Deus? Você pode ter certa experiência ou certa luz em relação a determinado aspecto ou faceta de uma verdade, mas não pode suprir os outros com ela para sempre, portanto essa luz que você ganhou não é a verdade; é apenas determinado ponto que as pessoas podem alcançar. É simplesmente a experiência adequada e a compreensão adequada que uma pessoa deveria possuir: alguma experiência real e conhecimento da verdade. Essa luz, esse esclarecimento e entendimento experiencial nunca podem substituir a verdade; mesmo se todas as pessoas tiverem experimentado completamente essa verdade e reunirem todo o seu entendimento experiencial, isso ainda não seria capaz de tomar o lugar dessa única verdade. Como foi dito no passado: “Eu resumo isso em uma máxima para o mundo humano: entre os homens, não há nenhum que Me ame”. Essa é uma afirmação da verdade; é a verdadeira essência da vida. Essa é a mais profunda das coisas; essa é uma expressão do Próprio Deus. Você pode continuar experimentando-a e, se experimentá-la por três anos, você terá um entendimento superficial dela; se experimentá-la por sete ou oito anos, ganhará ainda mais entendimento dela — mas qualquer entendimento que ganhar nunca será capaz de substituir aquela única afirmação da verdade. Outra pessoa, após experimentá-la por dois anos, poderia ganhar um pequeno entendimento, e depois um entendimento ligeiramente mais profundo após experimentá-la por dez anos, e depois um entendimento mais além após experimentá-la pela vida toda — mas se vocês dois combinarem o entendimento que ganharam, mesmo assim — não importa quanto entendimento, quanta experiência, quantas percepções, quanta luz ou quantos exemplos vocês dois possuírem — tudo isso ainda não pode substituir aquela única afirmação da verdade. O que quero dizer com isso? Quero dizer que a vida do homem sempre será a vida do homem, e não importa o quanto seu entendimento poderia concordar com a verdade, com as intenções de Deus e Suas exigências, ele nunca será capaz de ser um substituto da verdade. Dizer que as pessoas ganharam a verdade significa que possuem certa realidade, que ganharam certo entendimento da verdade, que alcançaram alguma entrada real nas palavras de Deus, que tiveram certa experiência real com elas e que estão na trilha certa em sua fé em Deus. Apenas uma afirmação de Deus é suficiente para uma pessoa experimentar por uma vida inteira; mesmo se fossem experimentá-la por várias vidas ou mesmo vários milênios, as pessoas ainda não seriam capazes de experimentar uma única verdade de forma completa e total. Se as pessoas simplesmente compreenderam algumas palavras superficiais, mas alegam ter ganhado a verdade, isso não seria um absurdo completo e absoluto? […]

Quando as pessoas entendem a verdade e vivem com ela como sua vida, a que vida isso se refere? Refere-se à sua capacidade de basear sua vida nas palavras de Deus; significa que elas têm um conhecimento real das palavras de Deus e um entendimento genuíno da verdade. Quando as pessoas possuem essa nova vida dentro de si, a maneira como vivem é estabelecida sobre um fundamento da palavra de Deus, a verdade, e elas estão vivendo dentro do reino da verdade. A vida das pessoas gira em torno de conhecer e experimentar a verdade e de ter isso como seu fundamento, não ultrapassando esse escopo; essa é a vida referida quando se fala em ganhar a verdade-vida. Para que você viva a verdade como sua vida, não é o caso que a vida da verdade está dentro de você, nem é o caso que, se você possui a verdade como sua vida, você se torna a verdade e sua vida interior se torna a vida da verdade; muito menos pode-se dizer que você é a verdade-vida. No fim das contas, sua vida ainda é a vida de um humano. É apenas que um humano pode viver segundo as palavras de Deus, possuir conhecimento da verdade e entendê-la até certo grau aprofundado; esse entendimento não pode ser tirado de você. Você experimenta e entende essas coisas totalmente, sentindo que são tão boas e preciosas, e você vem a aceitá-las como a base para a sua vida; além do mais, você vive em dependência dessas coisas, e ninguém pode mudar isso: essa, então, é a sua vida. Isto é, sua vida só contém essas coisas — entendimento, experiência e percepções da verdade — e, não importa o que faça, você baseará a maneira como vive nelas, e não ultrapassará esse escopo nem essas fronteiras; esse é precisamente o tipo de vida que você tem. O objetivo último da obra de Deus é que as pessoas tenham esse tipo de vida. Não importa quão bem as pessoas entendam a verdade, a essência delas ainda é uma essência de humanidade e não é, de maneira alguma, comparável à essência de Deus. Visto que sua experiência da verdade é contínua, é impossível que vivam completamente a verdade; elas só podem viver o pedaço extremamente limitado da verdade atingível pelos humanos. Como, então, eles podem se transformar em Deuses? […] Se você tem um pouco de experiência com as palavras de Deus e está vivendo de acordo com o seu entendimento da verdade, então as palavras de Deus se tornam a sua vida. No entanto, você ainda não pode dizer que a verdade é a sua vida ou que o que você está expressando é a verdade; se for essa a sua opinião, então você está errado. Se você tem alguma experiência com um aspecto da verdade, isso pode, em si mesmo, representar a verdade? Com certeza não pode. Você pode explicar totalmente a verdade? Você pode descobrir o caráter de Deus, e Sua essência, a partir da verdade? Não pode. Todos têm experiência com apenas um aspecto e um escopo da verdade; ao experimentá-la dentro de seu escopo limitado, você não pode tocar na miríade dos aspectos da verdade. As pessoas podem viver o significado original da verdade? A quanto sua pouca experiência equivale? A um único grão de areia na praia; a uma solitária gota de água no oceano. Portanto, não importa quão preciosos sejam esse conhecimento e aqueles sentimentos que você ganhou de suas experiências, eles ainda não podem ser contados como a verdade. A fonte da verdade e o significado da verdade abrangem uma área muito ampla. Nada pode contradizê-la. Algumas pessoas dizem: “Meu conhecimento de experiência nunca será contradito?” É claro que não. O conhecimento verdadeiro que vem de sua experiência das palavras de Deus está de acordo com a verdade — como poderia ser contradito? A verdade pode ser a sua vida em qualquer ambiente. Pode lhe dar uma senda e pode lhe permitir sobreviver. No entanto, as coisas que as pessoas têm e a luz que as pessoas obtiveram são adequadas apenas para si mesmas ou para outras pessoas dentro de determinado escopo, mas não seriam adequadas dentro de um escopo diferente. Não importa quão profunda seja a experiência de uma pessoa, ela ainda é tão limitada, e sua experiência nunca alcançará o escopo da verdade. A luz de uma pessoa e o entendimento de uma pessoa nunca podem ser comparados à verdade.

Extraído de ‘Você sabe o que de fato é a verdade?’ em “Registros das falas de Cristo”

Palavras diárias de Deus Trecho 378

Se você quer colocar a verdade em prática e se quer entendê-la, primeiro precisa entender a essência das dificuldades que enfrenta e as coisas que acontecem ao seu redor, quais são os problemas ligados a essas questões, bem como a qual aspecto da verdade elas estão relacionadas. Você deve buscar essas coisas e, depois, você deve buscar a verdade com base em suas dificuldades reais. Dessa forma, à medida que você gradualmente ganhar experiência, poderá ver a mão de Deus em tudo o que acontece com você, assim como o que Ele deseja fazer e os resultados que Ele deseja alcançar em você. Talvez você nunca sinta que qualquer coisa que acontece com você está relacionada à crença em Deus e à verdade, e simplesmente diga a si mesmo: “Eu tenho minha própria maneira de lidar com isso; não preciso da verdade ou das palavras de Deus. Quando eu participar de reuniões, ou quando ler as palavras de Deus, ou quando cumprir meu dever, eu me confrontarei com a verdade e com as palavras de Deus”. Se as coisas cotidianas que acontecem em sua vida — coisas que têm a ver com família, trabalho, casamento e seu futuro — se você sentir que essas várias coisas não têm nada a ver com a verdade e você as resolver usando métodos humanos, se esta for a forma como você experimenta, então você nunca ganhará a verdade; você nunca entenderá exatamente o que Deus deseja fazer em você ou os resultados que Ele deseja alcançar. Buscar a verdade é um processo longo. Existe um lado simples nisso, e existe também um lado complexo. Simplificando, devemos buscar a verdade, praticar e experimentar as palavras de Deus em tudo que acontece ao nosso redor. Quando você começar a fazer isso, verá cada vez mais quanta verdade deve ganhar e buscar em sua crença em Deus, e essa verdade é tão real e a verdade é vida. Não é fato que apenas aqueles que servem a Deus e os líderes da igreja devam fazer tudo de acordo com a verdade, enquanto os seguidores comuns não devam; se assim fosse, não haveria grande significado nas palavras expressas por Deus. Vocês agora têm uma senda para buscar a verdade? Qual é a primeira coisa que deve ser abordada ao buscar a verdade? Antes de tudo, você deve gastar mais tempo comendo e bebendo as palavras de Deus e ouvindo comunicações. Quando você encontrar um problema, ore e busque mais. Quando vocês tiverem se equipado com mais verdades e tiverem alcançado entrada na vida e possuírem estatura, vocês serão capazes de fazer algo real, empreender um pequeno trabalho e, assim, serão capazes de passar por algumas provações e tentações. Nesse momento, vocês sentirão que realmente entenderam e ganharam algumas verdades e perceberão que as palavras faladas por Deus são aquilo de que as pessoas precisam, bem como o que deveriam ganhar, e que essa é a única verdade no mundo que pode dar vida às pessoas.

Extraído de ‘A importância de buscar a verdade e a senda de buscá-la’ em “Registros das falas de Cristo”

Palavras diárias de Deus Trecho 379

Muitas pessoas já disseram isto: “Entendo toda a verdade; só não consigo colocá-la em prática”. Essa afirmação revela o problema principal, que é também um problema dentro da natureza das pessoas. Se a natureza de uma pessoa detesta a verdade, esta nunca será colocada em prática. Aqueles que detestam a verdade certamente abrigarão desejos extravagantes em sua crença em Deus; não importa o que façam, suas intenções sempre estarão presentes. Alguns, por exemplo, que sofreram perseguição e não podem voltar para casa têm este anseio: “Não posso voltar para casa agora. Mas um dia Deus me dará um lar melhor. Ele não me fará sofrer em vão”. Ou pensam: “Deus me dará comida, não importa onde eu viva. Deus não me conduzirá para um beco sem saída. Se o fizesse, estaria cometendo um erro”. As pessoas não têm esses pensamentos dentro de si? Há algumas que pensam: “Despendo tanto de mim por Deus, então Ele não deveria me colocar nas mãos das autoridades governantes. Abandonei muita coisa e busco a verdade com sinceridade, portanto é simplesmente justo Deus me abençoar; ansiamos tanto pelo dia da chegada de Deus, portanto o dia de Deus deveria chegar em breve e Ele deveria realizar os nossos desejos”. As pessoas estão sempre fazendo exigências extravagantes para Deus, em seu interior, pensando: fizemos isto, portanto o certo seria Deus fazer isso e aquilo; tivemos algumas conquistas, portanto Deus deveria nos conceder uma recompensa e nos dar uma bênção ou algo assim. Existem também aquelas pessoas que, quando veem os outros abandonar a família e se despender por Deus de forma relaxada, desanimam e pensam: “Outras pessoas deixaram seu lar há tanto tempo. Como conseguiram superar? Por que eu não consigo superar? Por que não consigo abrir mão da minha família e dos meus filhos? Por que Deus é bondoso para elas, mas não para mim? Por que o Espírito Santo não me concede graça? Por que Deus não está comigo?”. Que estado é esse? As pessoas são tão insensatas. Não colocam a verdade em prática; ao contrário, queixam-se de Deus. Não têm nenhum de seus esforços subjetivos nem nada que deveriam alcançar subjetivamente. Desistiram das escolhas que deveriam fazer subjetivamente e da senda que deveriam trilhar. Sempre exigem que Deus faça isso ou aquilo e querem que Deus seja cegamente bondoso com elas, que cegamente as agracie e guie, e que lhes dê alegria. Pensam: “Deixei meu lar, abandonei muita coisa, cumpro meu dever e já sofri demais. Por isso Deus deveria me agraciar, fazer com que eu não sinta falta do meu lar, dar-me determinação para abandonar minha família e me fortalecer. Por que sou tão fraco? Por que os outros são tão fortes? Deus deveria me fortalecer”. “Outras pessoas podem ir para casa; por que sou perseguido e impedido de ir para casa? Deus não demonstra graça para mim”. O que essas pessoas dizem é totalmente insensato e não tem verdade alguma. Como surgem as queixas das pessoas? São coisas reveladas de dentro do homem e são apenas representantes da natureza do homem. Se o homem não se livra dessas coisas de seu interior, não importa quão grande é a sua estatura, não importa quanta verdade você entende, você nunca terá garantia de que conseguirá permanecer de pé. É possível que você blasfeme contra Deus e O traia e abandone o caminho verdadeiro a qualquer hora e em qualquer lugar. É algo que pode acontecer muito facilmente. Vocês veem com clareza agora? As pessoas devem entender e dominar aquilo que sua natureza pode revelar a qualquer momento; devem abordar esse problema de forma consciente. Aqueles que têm um entendimento relativamente bom da verdade, às vezes, têm ciência de um pouco disso. Quando descobrem um problema, conseguem se aprofundar em reflexão e introspecção. Às vezes, porém, não têm ciência do problema, portanto não há nada que possam fazer. Só podem esperar que Deus lhes dê uma revelação e lhes revele os fatos. Pessoas desatenciosas às vezes têm ciência dessas coisas, mas são lenientes consigo e dizem: “Todas as pessoas são assim, portanto isso não significa nada. Deus me perdoará; não se lembrará. Isso é normal”. As pessoas não fazem nem alcançam o que deveriam escolher e fazer. Estão todas confusas, severamente inertes, e são muito dependentes; entregam-se até a desvarios. “Se Deus nos mudar totalmente, um dia, não seremos mais inertes. Poderemos prosseguir adequadamente. Deus não terá que se preocupar tanto conosco”. Você deve enxergar com clareza agora. Deve fazer as próprias escolhas em relação à senda que trilhará; as escolhas feitas por cada pessoa são cruciais. Você consegue detectar, portanto, quão forte você é quando se trata de exercer autodomínio? Quão forte você é quando se trata de renunciar a si mesmo? Essa é a precondição para praticar a verdade e o elemento-chave. Sempre que deparar com uma questão, se for uma situação em que você está ciente de como fazê-lo em conformidade com a verdade, você só saberá como proceder se tiver clareza com relação à escolha que deve fazer e o que deve colocar em prática. Se você consegue detectar o que é certo e errado em seu estado, mas não consegue ter clareza total sobre isso e simplesmente prossegue à sua maneira confusa, você nunca fará progresso nem experimentará inovação. Se não trata a entrada na vida com seriedade, você só está se impedindo, e isso prova somente que você não ama a verdade.

Extraído de ‘Só se entender seu próprio estado você pode embarcar na trilha certa’ em “Registros das falas de Cristo”

Palavras diárias de Deus Trecho 380

Aqueles que são capazes de pôr a verdade em prática podem aceitar o escrutínio de Deus quando fazem as coisas. Quando você aceita o escrutínio de Deus, seu coração é ereto. Se só faz as coisas sempre para os outros verem e não aceita o escrutínio de Deus, então Deus ainda está no seu coração? Pessoas assim não têm reverência por Deus. Não faça as coisas sempre pelo seu próprio bem, nem considere constantemente os interesses próprios; não pense em seu status, prestígio ou reputação. Tampouco considere os interesses do homem. Primeiro, você precisa pensar nos interesses da casa de Deus e fazer deles a sua primeira prioridade. Você deve ser atencioso para com a vontade de Deus e começar por contemplar se você tem sido impuro ou não no cumprimento de seu dever, se você fez ou não o melhor que pôde para ser leal, se você fez o melhor que pôde para cumprir suas responsabilidades, e deu tudo de si, e também se você pensou de todo o coração ou não sobre seu dever e a obra da casa de Deus. Você deve considerar essas coisas. Reflita sobre elas com frequência e será mais fácil para você cumprir bem o seu dever. Se seu calibre é baixo, sua experiência é superficial ou se você não é competente em seu trabalho profissional, então pode haver alguns erros ou deficiências em seu trabalho e os resultados podem não ser muito bons — mas você terá feito o maior esforço. Quando não estiver pensando em seus próprios desejos egoístas nem considerando seus interesses próprios nas coisas que faz, mas, em vez disso, estiver dando consideração constante ao trabalho da casa de Deus, tendo seus interesses em mente e desempenhando bem o seu dever, então, você estará acumulando boas obras perante Deus. Pessoas que realizam essas boas obras são aquelas que possuem verdade-realidade; como tais, elas têm dado testemunho. Se está vivendo sempre segundo a carne, constantemente satisfazendo os próprios desejos egoístas, então tais pessoas não possuem verdade-realidade; essa é a marca de trazer desonra para Deus. Você diz: “Não fiz nada; como eu trouxe vergonha para Deus?”. Em seus pensamentos e ideias, nas intenções, nos objetivos e motivos por trás de suas ações e nas consequências do que fez — de todas as maneiras você está satisfazendo Satanás, está sendo seu motivo de riso e lhe permitindo conseguir algo de você. Nem de longe você possui o testemunho que deveria possuir como cristão. Você desonra o nome de Deus em todas as coisas e não possui um testemunho genuíno. Deus Se lembrará das coisas que você fez? No fim, que conclusão Deus vai tirar dos seus atos e do dever que você desempenhou? Não tem de vir algo disso, algum tipo de declaração? Na Bíblia, o Senhor Jesus diz: “Muitos Me dirão naquele dia: Senhor, Senhor, não profetizamos nós em Teu nome? e em Teu nome não expulsamos demônios? e em Teu nome não fizemos muitos milagres? Então lhes direi claramente: Nunca vos conheci; apartai-vos de Mim, vós que praticais a iniquidade”. Por que o Senhor Jesus disse isso? Por que aqueles que curam doentes e expulsam demônios em nome do Senhor, que viajam para pregar em nome do Senhor, se tornaram malfeitores? Quem são esses malfeitores? São aqueles que não acreditam em Deus? Todos eles acreditam em Deus e seguem a Deus. Também desistem de coisas por Deus, se despendem por Deus e desempenham seu dever. No entanto, ao desempenhar o dever, eles carecem de devoção e testemunho, de modo que isso se converteu em fazer o mal. É por isso que o Senhor Jesus diz: “Apartai-vos de Mim, vós que praticais a iniquidade”.

Qual é o critério pelo qual os feitos de uma pessoa são julgados como sendo bons ou maus? Depende de, em seus pensamentos, expressões e ações, você possuir o testemunho de pôr a verdade em prática ou não e de você viver a verdade-realidade. Se não tiver essa realidade ou não viver essa realidade, então sem dúvida você é um malfeitor. Como Deus vê os malfeitores? Seus pensamentos e atos externos não dão testemunho de Deus, tampouco envergonham ou derrotam Satanás; em vez disso, envergonham a Deus e estão repletos de marcas que fazem Deus ficar envergonhado. Você não está testificando por Deus, não está se despendendo por Deus, não está cumprindo sua responsabilidade e suas obrigações em relação a Deus; em vez disso, está agindo para o próprio bem. O que é a implicação de “para o próprio bem”? Para Satanás. Por isso, no fim, Deus dirá: “Apartai-vos de Mim, vós que praticais a iniquidade”. Aos olhos de Deus, você não fez boas ações; mas, ao contrário, seu comportamento se tornou maligno. Você não será recompensado, e Deus não Se lembrará de você. Isso não é totalmente em vão? Para cada um de vocês que cumprem seu dever, não importa quão profundamente você entenda a verdade, se quiser entrar na verdade-realidade, a maneira mais simples de praticar é pensar nos interesses da casa de Deus em tudo que faz e abrir mão de seus desejos egoístas, de sua intenção, motivos, prestígio e status individuais. Coloque os interesses da casa de Deus em primeiro lugar — isso é o mínimo que você deve fazer. Se uma pessoa que cumpre seu dever não consegue fazer nem mesmo isso, então como se pode dizer que ela está cumprindo seu dever? Isso não é cumprir o dever da pessoa. Você deve considerar primeiro os interesses da casa de Deus, os próprios interesses de Deus e a Sua obra e colocar essas considerações acima de tudo; só depois disso você pode pensar sobre a estabilidade de seu status ou sobre como os outros o veem. Vocês não acham que isso fica um pouco mais fácil quando o dividem nesses passos e fazem algumas concessões? Se fizer isso por algum tempo, você vai achar que satisfazer a Deus não é difícil. Além disso, se você conseguir cumprir suas responsabilidades, executar seus deveres e obrigações, deixar de lado seus desejos egoístas, deixar de lado seus próprios motivos e intenções, ter consideração pela vontade de Deus e colocar em primeiro lugar os interesses de Deus e de Sua casa, então, após experimentar isso por algum tempo, você sentirá que essa é uma boa maneira de viver. É viver franca e honestamente, sem ser uma pessoa baixa ou inútil, é viver justa e honradamente em vez de ser mesquinho ou mau. Você achará que é assim que uma pessoa deve viver e agir. Aos poucos, o desejo em seu coração de satisfazer seus próprios interesses diminuirá.

Extraído de ‘Dê seu real coração a Deus e você poderá obter a verdade’ em “Registros das falas de Cristo”

Palavras diárias de Deus Trecho 381

A maioria das pessoas põe ênfase especial no comportamento em sua crença em Deus, e como resultado disso ocorrem certas mudanças em seu comportamento. Depois que começam a acreditar em Deus, elas param de criar contenda com os outros, de brigar com as pessoas e insultá-las, de fumar e beber, e não mais roubam propriedade pública — nem que seja só um prego ou uma tábua de madeira — e chegam ao ponto de não ir aos tribunais quando sofrem perdas ou são injustiçadas. Sem dúvida, algumas mudanças ocorrem mesmo em seu comportamento. Porque, quando passam a acreditar em Deus, aceitar o verdadeiro caminho faz com que as pessoas se sintam especialmente bem, e por terem também provado a graça da obra do Espírito Santo, elas ficam especialmente fervorosas, não havendo nada que não possam abandonar ou sofrer. No entanto, depois de acreditar por três, cinco, dez ou trinta anos, porque não houve mudança em seu caráter de vida, elas acabam retornando à velha maneira de ser; sua arrogância e soberba ficam mais evidentes, elas começam a competir por poder e lucro, cobiçam o dinheiro da igreja, fazem tudo o que serve aos seus interesses, anseiam por status e prazeres, e tornam-se parasitas da casa de Deus. A maioria dos líderes, em particular, é abandonada pelas pessoas. E o que esses fatos provam? Meras mudanças comportamentais são insustentáveis; se não houver alteração no caráter de vida das pessoas, mais cedo ou mais tarde seus lados viciosos se manifestarão. Já que a origem das mudanças em seu comportamento é fervor, associado a alguma obra do Espírito Santo nesse momento, é extremamente fácil para elas ficar fervorosas ou exibir bondade temporária. Como dizem os descrentes, “Fazer uma boa ação é fácil; o difícil é fazer uma vida inteira de boas ações”. As pessoas são incapazes de fazer boas ações durante toda a sua vida. Seu comportamento é ditado pela vida; seja qual for a sua vida, tal é o seu comportamento, e somente aquilo que é naturalmente revelado representa a vida, como também a natureza de alguém. Coisas que são falsas não podem durar. Quando Deus opera para salvar o homem, não é para adornar o homem com bom comportamento — o propósito da obra de Deus é transformar o caráter das pessoas, fazê-las renascer como novas pessoas. Assim, o julgamento, o castigo, as provações e o refinamento do homem por Deus servem todos para mudar seu caráter, para que ele possa alcançar submissão e devoção absolutas a Deus e vir a adorá-Lo normalmente. Esse é o objetivo da obra de Deus. Comportar-se bem não é o mesmo que se submeter a Deus, muito menos é igual a ser compatível com Cristo. Mudanças de comportamento são baseadas em doutrina e nascem de fervor; elas não se baseiam no verdadeiro conhecimento de Deus ou na verdade, muito menos se apoiam na orientação do Espírito Santo. Embora haja momentos em que parte do que as pessoas fazem é dirigido pelo Espírito Santo, isso não é uma expressão da vida, muito menos é o mesmo que conhecer Deus; não importa quanto seja bom o comportamento de uma pessoa, isso não prova que ela se submeteu a Deus ou que põe a verdade em prática. Mudanças comportamentais são uma ilusão momentânea; são apenas manifestações de zelo. Não podem ser consideradas expressões da vida.

Extraído de ‘A diferença entre mudanças externas e mudanças no caráter’ em “Registros das falas de Cristo”

Palavras diárias de Deus Trecho 382

As pessoas podem se comportar bem, mas isso não significa necessariamente que elas possuem a verdade. Ter fervor pode apenas fazê-las respeitar a doutrina e seguir regulamentos; as pessoas sem a verdade não têm como resolver problemas essenciais, e a doutrina não pode substituir a verdade. As pessoas que experimentaram uma mudança em seu caráter são diferentes; elas entenderam a verdade, têm discernimento em todas as questões, sabem como agir de acordo com a vontade de Deus, como agir de acordo com as verdades-princípio, como agir para satisfazer a Deus, e entendem a natureza da corrupção que elas revelam. Quando suas ideias e noções são reveladas, elas são capazes de discernir e abandonar a carne. É assim que se expressa uma mudança no caráter. A principal coisa sobre as pessoas que passaram por uma mudança no caráter é que elas vieram a entender claramente a verdade e, quando realizam as coisas, elas põem a verdade em prática com relativa precisão e não exibem corrupção com tanta frequência. Geralmente, pessoas cujo caráter se transformou parecem ser especialmente razoáveis e perspicazes e, por causa de sua compreensão da verdade, não exibem tanta justiça própria e arrogância. Elas conseguem ver claramente e discernir muito da corrupção que é nelas revelada, de modo que não dão origem à arrogância. Elas são capazes de ter uma compreensão ponderada sobre qual é o lugar do homem, como se comportar de maneira razoável, como ser obediente, o que dizer e o que não dizer, e o que dizer e o que fazer a quais pessoas. É por isso que se diz que pessoas como essas são relativamente sensatas. Aquelas que tiveram uma mudança no caráter realmente vivem a semelhança humana e possuem a verdade. Elas sempre são capazes de falar e ver as coisas de acordo com a verdade, e têm princípios em tudo que fazem; não estão sujeitas à influência de qualquer pessoa, assunto ou coisa, e todas têm as próprias visões e conseguem conservar as verdades-princípio. O caráter delas é relativamente estável, elas não são inseguras e, não importa qual sua situação, compreendem como fazer seu dever adequadamente e como fazer as coisas para satisfazer a Deus. Aquelas cujo caráter mudou não estão focadas no que fazer para parecer bem em um nível superficial; elas têm clareza interna sobre o que fazer para satisfazer a Deus. Portanto, externamente, elas podem não parecer tão entusiasmadas ou como se tivessem feito algo grandioso, mas tudo o que fazem é significativo, é valioso e tem resultados práticos. Aqueles cujo caráter mudou certamente possuem muita verdade, e isso pode ser confirmado por suas perspectivas sobre as coisas e seus princípios em suas ações. Aqueles que não possuem a verdade certamente não alcançaram nenhuma mudança de caráter. Uma mudança de caráter não significa ter uma humanidade madura e experiente; refere-se principalmente a instâncias nas quais alguns dos venenos satânicos dentro da natureza de uma pessoa mudam como resultado de obter o conhecimento de Deus e um entendimento da verdade. Ou seja, esses venenos satânicos são limpos, e a verdade expressa por Deus cria raízes dentro dessas pessoas, torna-se a vida delas e se torna o fundamento de sua existência. Somente então elas se tornam novas pessoas e, como tais, presenciam uma transformação de caráter. Uma transformação de caráter não significa que o caráter externo das pessoas seja mais manso que antes, que elas costumavam ser arrogantes e agora falam com sensatez, ou que costumavam não ouvir ninguém e agora conseguem ouvir os outros; não se pode dizer que tais mudanças externas sejam mudanças no caráter. É claro que mudanças no caráter incluem esses estados e expressões, mas a coisa mais importante é que sua vida interior mudou. A verdade expressa por Deus se torna a própria vida delas, os venenos satânicos foram eliminados, suas perspectivas mudaram completamente — e nenhuma delas está de acordo com a do mundo. Elas veem claramente os esquemas e venenos do grande dragão vermelho; elas compreenderam a verdadeira essência da vida. Assim, os valores de sua vida mudaram — essa é a mudança mais fundamental e a essência de uma mudança de caráter.

Extraído de ‘A diferença entre mudanças externas e mudanças no caráter’ em “Registros das falas de Cristo”

Palavras diárias de Deus Trecho 383

A transformação no caráter de uma pessoa não é uma mudança de comportamento, tampouco é uma mudança exterior fingida nem uma alteração temporária feita por zelo; ao contrário, é uma genuína transformação de caráter que causa uma mudança no comportamento. Tal mudança no comportamento não é igual a mudanças exibidas no comportamento e nas ações exteriores de uma pessoa. Transformação de caráter significa que você entendeu e experimentou a verdade e que a verdade se tornou sua vida. No passado, você entendeu a verdade dessa questão, mas você foi incapaz de colocá-la em prática; a verdade era meramente uma doutrina para você que não colou. Agora que seu caráter foi transformado, você não só entende a verdade, mas também pratica de acordo com ela. Você agora é capaz largar as coisas das quais gostava no passado, as coisas que costumava estar disposto a fazer, suas imaginações e suas noções. Você agora é capaz de largar as coisas que não era capaz de largar no passado. Isso é transformação de caráter e é, também, o processo de transformação do seu caráter. Isso pode soar bem simples, mas, de fato, quem se encontra em meio a esse processo deve sofrer muitas dificuldades, superar seu corpo e abandonar aspectos da carne que fazem parte da sua natureza. Tal pessoa também tem de passar por lida e poda, castigo e julgamento e provações e refinamento. Somente depois de experimentar tudo isso, uma pessoa consegue entender um pouco de sua própria natureza. Ter algum entendimento dela, porém, não significa que uma pessoa seja capaz de mudar imediatamente; é preciso suportar dificuldades no processo. De modo semelhante, você consegue praticar imediatamente, depois de ganhar algum entendimento de um assunto? Você não consegue começar a praticar imediatamente. Enquanto você possui entendimento, outros podam você e lidam com você e, então, o seu ambiente o compele e o força a agir de acordo com as verdades-princípio. Às vezes, as pessoas não estão dispostas a passar por isso e dizem: “Por que não posso fazer isso daquele jeito? Tenho de fazer isso desse modo?”. Outros dizem: “Se você crê em Deus, então, você deveria fazer isso desse modo. Fazer isso desse modo está de acordo com a verdade”. Quando as pessoas chegam a um certo ponto no qual elas têm experimentado algumas provações e acabaram por entender a vontade de Deus e algumas verdades, então, elas ficam um tanto felizes e dispostas a agir de acordo com as verdades-princípio. No início, as pessoas são relutantes em praticar a verdade. Tome o cumprimento devoto dos deveres de alguém como exemplo: você tem algum entendimento sobre o cumprimento de seus deveres e sobre ser devoto a Deus e você também entende as verdades relacionadas, mas quando você será capaz de dedicar-se completamente a Deus? Quando você será capaz de cumprir seus deveres tanto de nome como de fato? Isso exigirá um processo. Durante esse processo, você pode sofrer muitas dificuldades. Algumas pessoas podem lidar com você, e outras podem criticar você. Os olhos de todos estarão fixos em você, e somente então você começará a perceber que você está errado e que, na verdade, foi você que mostrou um desempenho fraco, que a falta de devoção no cumprimento do seu dever é inaceitável e que você não deve ser descuidado ou superficial. O Espírito Santo o esclarecerá a partir de dentro e o repreenderá, quando você cometer um erro. Durante esse processo, você entenderá algumas coisas sobre si mesmo e saberá que é impuro demais, que você abriga motivos pessoais demais e tem desejos exagerados demais quando cumpre seus deveres. Uma vez que tenha entendido a essência dessas coisas, você pode vir para diante de Deus em oração e realmente se arrepender; desse modo, você pode ser purificado daquelas impurezas. Se, dessa maneira, você buscar a verdade com frequência para resolver seus próprios problemas práticos, você gradativamente colocará o pé na senda certa da fé. Quanto mais o caráter corrupto de alguém for purificado, mais seu caráter de vida se transformará.

Em essência, em que medida você está agora cumpirndo genuinamente seu dever? Quanto você está cumprindo seu dever de acordo com a verdade depois de seu caráter ter sido transformado? Examinando isso, você poderá saber o quanto seu caráter de fato foi transformado. Alcançar transformação no caráter de uma pessoa não é um assunto simples; não significa ter apenas algumas mudanças no comportamento, ganhar algum conhecimento da verdade, conseguir falar um pouco sobre sua experiência com cada aspecto da verdade, nem mudar um pouco ou se tornar um pouco obediente após ser disciplinado. Essas coisas não constituem transformação no caráter de vida de uma pessoa. Por que digo isso? Embora você possa ser capaz de deixar de lado algumas poucas coisas, o que você está praticando ainda não atingiu o nível de realmente pôr a verdade em prática. Ou, talvez, por estar num ambiente apropriado por um tempo e numa situação favorável, ou pelo fato de suas circunstâncias atuais terem compelido você, você se comporta desse modo. Além disso, quando seu estado de espírito é estável e o Espírito Santo está operando, você é capaz de praticar. Se você estivesse passando por provações e sofrendo ao atravessá-las como Jó ou como Pedro, a quem Deus pediu que morresse, você seria capaz de dizer: “Mesmo se eu morresse depois de chegar a Te conhecer, tudo estaria bem”? A transformação no caráter não acontece da noite para o dia e, uma vez que você entenda a verdade, você não pode necessariamente colocá-la em prática dentro de cada ambiente. Isso envolve a natureza do homem. Às vezes, pode parecer como se você estivesse pondo a verdade em prática, mas, na realidade, a natureza de suas ações não mostra que você o está fazendo. Muitas pessoas têm certos comportamentos externos, tais como ser capaz de abandonar sua família e sua carreira e cumprir seus deveres, acreditando assim que estão praticando a verdade. Porém, Deus não reconhece que elas estão praticando a verdade. Se tudo que você faz tiver motivos pessoais por trás disso e estiver adulterado, então você não está praticando a verdade; está simplesmente exibindo uma conduta superficial. Falando estritamente, sua conduta provavelmente será condenada por Deus; não será louvada nem lembrada por Ele. Dissecando isso ainda mais, você está praticando o mal e sua conduta está em oposição a Deus. Externamente, você não está interrompendo nem perturbando nada e você não causou nenhum dano real nem violou nenhuma verdade. Parece que é lógico e razoável, mas a essência de suas ações pertence a fazer o mal e resistir a Deus. Por isso, você deveria determinar se houve uma mudança em seu caráter e se você está pondo a verdade em prática ao olhar os motivos por trás de suas ações à luz das palavras de Deus. Isso não depende de uma opinião humana se suas ações se conformam à imaginação e intenções humanas ou se são conforme seu gosto; tais coisas não são importantes. Antes, isso depende de Deus dizer se você está se conformando à Sua vontade; se suas ações têm verdade-realidade e se elas satisfazem Suas exigências e Seus padrões. Somente por se comparar com as exigências de Deus é acurado. Transformação no caráter e pôr a verdade em prática não são tão simples e fáceis como as pessoas imaginam. Vocês entendem isso agora? Vocês têm alguma experiência com isso? Quando se trata da essência de um problema, vocês podem não entender isso; sua entrada tem sido demasiadamente superficial. Vocês correm por aí o dia inteiro, da aurora até o crepúsculo, levantando-se cedo e indo para a cama tarde, ainda assim vocês não alcançaram transformação em seu caráter de vida e não conseguem compreender o que tal transformação envolve. Isso significa que sua entrada é rasa demais, não é? Não importa quanto tempo tenham acreditado em Deus, vocês podem não sentir a essência nem as coisas profundas que tenham a ver com alcançar transformação no caráter. Como você sabe se Deus o elogia ou não? No mínimo, você se sentirá excepcionalmente firme com relação a tudo que você faz, e você sentirá o Espírito Santo guiando e esclarecendo você e operando em você enquanto cumpre seus deveres, fazendo qualquer trabalho na casa de Deus ou normalmente. Sua conduta andará de mãos dadas com as palavras de Deus e, quando tiver ganhado certo grau de experiência, você sentirá que a forma como você agia no passado era relativamente adequada. Se, porém, depois de ganhar experiência por um período de tempo, você sentir que algumas das coisas que você fez no passado não foram adequadas e você estiver insatisfeito com elas e sentir, de fato, que não havia verdade nas coisas que você fez, então isso provará que tudo que você fez foi feito em resistência a Deus. É evidência de que seu serviço esteve repleto de rebeldia, resistência e modos de agir humanos.

Extraído de ‘O que deveria ser conhecido sobre transformar o caráter da pessoa’ em “Registros das falas de Cristo”

Palavras diárias de Deus Trecho 384

Ao medir se as pessoas podem ou não obedecer a Deus, a principal coisa a observar é se elas desejam alguma coisa extravagante de Deus, e se elas têm ou não segundas intenções. Se as pessoas estiverem sempre fazendo exigências a Deus, isso prova que elas não são obedientes a Ele. Não importa o que aconteça com você, se não conseguir recebê-lo de Deus, não conseguir buscar a verdade, sempre falar a partir de seu próprio raciocínio subjetivo e sempre sentir que você está certo e até mesmo ainda é capaz de duvidar de Deus, então você estará encrencado. Tais pessoas são as mais arrogantes e rebeldes a Deus. Pessoas que sempre fazem exigências a Deus jamais podem obedecer a Ele verdadeiramente. Se você faz exigências a Deus, isso prova que você está fazendo um acordo com Deus, que está escolhendo seus próprios pensamentos e agindo conforme seus próprios pensamentos. Nisso, você trai Deus e não tem obediência. Fazer exigências a Deus é insensato; se realmente acreditar que Ele é Deus, então você não ousará fazer exigências a Ele, nem estará qualificado para fazer exigências a Ele, sejam elas razoáveis ou não. Se você tiver uma fé verdadeira e acreditar que Ele é Deus, então não terá escolha senão adorá-Lo e obedecer a Ele. Hoje em dia, as pessoas não só têm uma escolha, mas até exigem que Deus aja de acordo com os próprios pensamentos delas. Elas escolhem os próprios pensamentos e pedem que Deus aja de acordo com eles, e não exigem que elas mesmas ajam de acordo com os pensamentos de Deus. Assim, não há uma fé verdadeira dentro delas, nem há qualquer esseência em sua fé. Quando você for capaz de fazer menos exigências de Deus, sua fé verdadeira e sua obediência crescerão e seu senso de razão também se tornará comparativamente normal. Frequentemente, acontece que, quanto mais as pessoas são propensas à razão e quanto mais se justificam, mais difícil é lidar com elas. Elas não só exigem muita coisa, como também querem a mão inteira quando alguém lhes oferece um dedo. Quando satisfeitas numa área, fazem exigências em outra, precisam estar satisfeitas em todas as áreas, e, quando não estão, começam a reclamar e desprezam a si mesmas como irremediáveis. Mais tarde, sentem-se endividadas e arrependidas, derramam lágrimas de amargura e querem morrer. Qual é a utilidade disso? Isso pode resolver o problema? Por isso, antes que algo aconteça, você deve dissecar sua natureza — quais coisas estão nela, o que você gosta e o que você deseja alcançar com suas exigências. Algumas pessoas, acreditando que possuem certo calibre e talento, sempre querem ser líderes e se elevar acima dos outros, e por isso exigem que Deus as use. E se Deus não as usa, dizem: “Deus, por que Tu não me favoreces? Faz grande uso de mim. Garanto que me despenderei por Ti”. Tais motivações são corretas? É bom despender-se por Deus, mas sua disposição de se depender por Deus ocupa o segundo lugar; no coração, elas gostam é de status — é nisso que se concentram. Se realmente for capaz de obedecer, você irá segui-Lo com um só coração e mente, independentemente de Ele usá-lo ou não, e será capaz de se despender por Ele, independentemente de ter ou não qualquer status. Somente assim você possuirá razão e será alguém que obedece a Deus.

Extraído de ‘As pessoas fazem muitas demandas de Deus’ em “Registros das falas de Cristo”

Palavras diárias de Deus Trecho 385

A única atitude que um ser criado deveria ter para com seu Criador é a de obediência, a de obediência incondicional. Isso é algo que algumas pessoas hoje podem ser incapazes de aceitar. Elas dizem: “Como isso pode ser incondicional? As palavras de Deus sempre têm que ser razoáveis, e Ele sempre tem que ter uma razão para fazer as coisas. Deus sempre tem que dar às pessoas uma maneira de sobreviver, Ele sempre tem que agir de modo razoável e justo, e Ele não pode ignorar os sentimentos humanos”. Se você é capaz de proferir essas palavras e, na verdade, pensa dessa maneira, bem, você está longe de ser capaz de obedecer a Deus. Embora seja sustentado e regado pela palavra de Deus, o homem está, na verdade, se preparando para uma única coisa. O que essa coisa poderia ser? É definitivamente ser capaz de alcançar submissão incondicional e absoluta a Deus, ponto em que você, essa criação, terá alcançado o padrão exigido. Às vezes, Deus deliberadamente faz coisas que estão em desacordo com suas noções, que vão contra o que você quer ou que até parecem contrariar princípios ou sentimentos humanos, contrariar humanidade ou opiniões, deixando você incapaz de aceitá-las e incapaz de entender. Seja qual for a maneira como você enxerga, não lhe parece certo, você simplesmente não pode aceitar e sente que o que Ele fez é simplesmente irrazoável. Então, qual é o propósito de Deus ao fazer essas coisas? É testar você. Você não precisa discutir o como e o porquê do que Deus fez; tudo o que você precisa fazer é manter sua fé de que Ele é a verdade e reconhecer que Ele é seu Criador, que Ele é seu Deus. Isso é mais elevado do que toda verdade, mais elevado do que toda sabedoria mundana, do que as tais moralidade e ética do homem, o conhecimento, a educação, a filosofia ou a cultura tradicional do homem, e é até mais elevado do que a afeição ou a camaradagem ou o tal amor entre as pessoas — é mais elevado do que absolutamente qualquer outra coisa. Se você não consegue entender isso, então, mais cedo ou mais tarde, quando algo lhe acontecer, você ficará suscetível a se rebelar contra Deus e a se desviar antes de finalmente se arrepender e reconhecer a amabilidade de Deus, e reconhecer o significado da obra que Deus realiza em você ou, até pior, você pode tropeçar e cair por causa disso. Independentemente de quanto tempo uma pessoa creu em Deus, de quão longa é a estrada que trilhou, de quanto trabalho fez e de quantos deveres desempenhou, esse período todo a tem preparado para uma única coisa: para você definitivamente ser capaz de alcançar submissão incondicional e absoluta a Deus. Então o que significa “incondicional”? Significa ignorar suas justificativas pessoais, ignorar seu raciocínio objetivo e não discutir por qualquer coisa: você é um ser criado e não é digno. Quando discute com Deus, você está na posição errada; quando tenta se justificar a Deus, uma vez mais, você está na posição errada; quando argumenta com Deus, quando quer perguntar a razão das coisas, descobrir o que está realmente acontecendo, se você não pode obedecer sem entender primeiro e só se submeterá uma vez que tudo estiver claro para você, você está novamente na posição errada. Quando a posição em que você está é errada, sua obediência a Deus é absoluta? Você é ou não é um ser criado na mente de Deus? Você está tratando Deus como Deus deveria ser tratado? Como o Senhor de toda a criação? Não, você não está; sendo assim, Deus não o reconhece. Que coisas podem capacitá-lo a alcançar obediência absoluta e incondicional a Deus? Como isso pode ser experimentado? Por um lado, um pouco de consciência e senso de humanidade normal é necessário; por outro, ao cumprir seus deveres, cada um dos aspectos da verdade deve ser entendido para que você possa entender a vontade de Deus. Às vezes, o calibre do homem deixa a desejar e o homem não tem a força nem a energia para entender todas as verdades. Há uma coisa, contudo: independentemente do ambiente, das pessoas, dos eventos e das coisas que lhe sobrevêm e que Deus arranjou, você deve sempre ter uma atitude obediente. Não pergunte o porquê das coisas — você deve ter essa atitude. Se até essa atitude estiver além de sua compreensão e se você estiver sempre pronto para argumentar: “Tenho que considerar se o que Deus está fazendo é realmente justo. Dizem que Deus é amor; bem, vejamos se há amor no que Ele está fazendo comigo e se isso é realmente amor”, se você estiver sempre examinando se o que Deus está fazendo satisfaz todos os padrões, analisando se o que Deus está fazendo é aquilo de que você gosta ou até se está em conformidade com o que você acredita ser a verdade, então sua posição está errada e isso lhe causará problemas.

Extraído de “Eles queriam que os outros obedecessem apenas a eles, não à verdade nem a Deus (II)” em Expondo a natureza e essência dos anticristos

Palavras diárias de Deus Trecho 386

Ter falhado e caído muitas vezes não é uma coisa ruim; tampouco o é ser exposto. Se você foi tratado, podado ou exposto, você deve sempre se lembrar disto: ser exposto não significa que você está sendo condenado. Ser exposto é algo bom; é a sua melhor oportunidade de conhecer a si mesmo. Isso pode fazer com que a sua experiência de vida mude de marcha. Sem isso, você não possuirá a oportunidade, a condição e nem o contexto para ser capaz de alcançar um entendimento da verdade de sua corrupção. Se você puder vir a conhecer as coisas dentro de você, todos aqueles aspectos escondidos profundamente dentro de você, que são duros de reconhecer e difíceis de desenterrar, então isso será uma coisa boa. Tornar-se capaz de verdadeiramente conhecer a si mesmo é a melhor oportunidade de você corrigir seus rumos e se tornar uma pessoa nova; é a melhor oportunidade de você obter uma vida nova. Quando conhecer a si mesmo de verdade, você será capaz de ver que, quando a verdade se torna sua vida, ela é realmente uma coisa preciosa, e você terá sede da verdade e entrará na realidade. Isso é uma coisa tão maravilhosa! Se você conseguir aproveitar essa oportunidade e refletir honestamente sobre si mesmo e ganhar um conhecimento genuíno de si mesmo sempre que você cair ou falhar, então, em meio à negatividade e fraqueza, você será capaz de se levantar de novo. Uma vez que você tiver ultrapassado esse limiar, você será capaz de tomar um grande passo à frente e entrar na verdade-realidade.

Se você acredita na soberania de Deus, então precisa acreditar que ocorrências cotidianas, sejam elas boas ou ruins, não acontecem por acaso. Não é que alguém é deliberadamente duro com você ou tem você como alvo; tudo isso foi arranjado por Deus. Por que Deus orquestra todas essas coisas? Não é para revelar você como a pessoa que é nem para expor você; expor você não é o objetivo final. O objetivo é aperfeiçoá-lo e salvá-lo. Como Deus faz isso? Ele começa conscientizando você do seu caráter corrupto, da sua natureza e essência, das suas deficiências e daquilo que lhe falta. Somente ao conhecer essas coisas e ter um entendimento claro delas você pode buscar a verdade e, gradualmente, se livrar de seu caráter corrupto. Isso é Deus lhe proporcionando uma oportunidade. Você precisa saber como aproveitar essa oportunidade e não deve entrar em choque com Deus. Sobretudo quando confrontado com pessoas, assuntos e coisas que Deus arranja ao seu redor, não pense constantemente que as coisas não são como você quer que sejam; não queira sempre fugir delas nem culpe e entenda mal a Deus o tempo todo. Se está sempre fazendo essas coisas, você não está experimentando a obra de Deus, e isso dificultará muito a sua entrada na verdade-realidade. O que quer que você enfrenta que não consegue entender totalmente, quando surge uma dificuldade, você deve aprender a se submeter. Você deveria começar vindo diante de Deus e orando mais. Dessa forma, antes que perceba, uma mudança ocorrerá em seu estado interno, e você será capaz de buscar a verdade para resolver seu problema. Como tal, você será capaz de experimentar a obra de Deus. Quando isso acontecer, a verdade-realidade estará sendo forjada dentro de você, e é assim que você progredirá e passará por uma mudança no estado da sua vida. Uma vez que tenha passado por essa mudança e possua essa verdade-realidade, você também possuirá estatura, e com a estatura vem a vida. Se alguém sempre vive baseado em um caráter satânico corrupto, então não importa quanto entusiasmo ou energia tenha, mesmo assim não pode ser considerado como tendo estatura, nem vida. Deus opera em cada pessoa, e não importa qual é Seu método, de que tipo de pessoas, assuntos ou coisas Ele faz uso em Seu serviço, ou que tipo de tom têm Suas palavras, Ele só tem um objetivo final: salvar você. Antes de salvar você, Ele precisa transformá-lo, então como você poderia não sofrer um pouco? Você vai ter que sofrer. Esse sofrimento pode envolver muitas coisas. Às vezes, Deus levanta pessoas, questões e coisas ao seu redor de modo que você possa vir a se conhecer, ou então você pode ser diretamente lidado, podado e exposto. Assim como alguém em uma mesa de cirurgia — você precisa passar por um pouco de dor para um bom desfecho. Se toda vez que você é podado e lidado e toda vez que Ele levanta pessoas, assuntos e coisas, isso estimular seus sentimentos e lhe der um impulso, então isso está correto, e você terá estatura e entrará na verdade-realidade. Se toda vez que você é podado e lidado, toda vez que Deus levanta seu ambiente, você não sente dor ou um desconforto que seja, se não sente absolutamente nada, se não vem diante de Deus para buscar Sua vontade, nem orando nem buscando a verdade, então de fato você está entorpecido demais! Se uma pessoa estiver muito entorpecida e nunca ser espiritualmente consciente, então Deus não terá como operar nela. Ele dirá: “Essa pessoa está entorpecida demais e foi corrompida muito profundamente. Olhe tudo que Eu fiz, todo o esforço que empreguei; fiz tantas coisas nele — mesmo assim não consigo mover seu coração nem despertar seu espírito. Essa pessoa estará encrencada; ela não é fácil de salvar”. Se Deus arranja certos ambientes, pessoas, assuntos e coisas para você, se Ele o poda e lida com você, e se você aprende lições com isso, se aprendeu a vir diante de Deus, aprendeu a buscar a verdade, e, involuntariamente, é esclarecido e iluminado e alcança a verdade, se experimentou uma mudança nesses ambientes, colheu recompensas e fez progresso, se começa a ter uma pequena compreensão da vontade de Deus e deixa de reclamar, então tudo isso significará que você permaneceu firme em meio às provações desses ambientes e suportou ao teste. Desse modo, você terá transposto essa experiência difícil.

Extraído de ‘A fim de ganhar a verdade, você deve aprender com as pessoas, questões e coisas ao seu redor’ em “Registros das falas de Cristo”

Palavras diárias de Deus Trecho 387

Em seu trabalho, líderes e obreiros da igreja devem dar atenção a duas coisas: uma é fazer seu trabalho exatamente de acordo com os princípios estipulados pelos arranjos de trabalho, sem jamais violar aqueles princípios e nem basear seu trabalho em qualquer coisa que eles possam imaginar ou em qualquer uma de suas próprias ideias. Em tudo que fazem, devem demonstrar preocupação pelo trabalho da casa de Deus, sempre colocando em primeiro lugar os interesses dela. Outra coisa — e isso é absolutamente crucial — é que, em todas as coisas, eles devem se concentrar em seguir a orientação do Espírito Santo e fazer tudo em observação estrita das palavras de Deus. Se você ainda for capaz de ir contra a orientação do Espírito Santo ou se seguir teimosamente as suas próprias ideias e fizer as coisas de acordo com sua própria imaginação, então suas ações constituirão uma resistência gravíssima a Deus. Voltar suas costas com frequência para o esclarecimento e a orientação do Espírito Santo só levará a um beco sem saída. Se perder a obra do Espírito Santo, você não será capaz de trabalhar; e mesmo que, de alguma forma, consiga trabalhar, não realizará nada. Esses são os dois princípios mais importantes a serem obedecidos ao trabalhar: um é realizar seu trabalho exatamente de acordo com os arranjos do Alto e também agir de acordo com os princípios que foram estabelecidos pelo Alto; e o outro é seguir a orientação interior do Espírito Santo dentro de você. Uma vez que compreender esses dois pontos, você não estará tão suscetível a cometer erros. Para vocês cuja experiência nessa área ainda é limitada, suas próprias ideias adulteram seu trabalho um pouco mais. Por vezes, vocês podem não entender o esclarecimento ou a orientação interior que vem do Espírito Santo; por outras, vocês parecem entender, mas é provável que ignorem. Você sempre imagina ou deduz de modo humano, agindo como acha ser apropriado, sem se preocupar nem um pouco com as intenções do Espírito Santo. Você faz seu trabalho exclusivamente de acordo com ideias próprias, pondo de lado qualquer esclarecimento do Espírito Santo. Essas situações ocorrem com frequência. A orientação interior do Espírito Santo não é, de forma alguma, transcendental; é, na verdade, muito normal. Ou seja, nas profundezas do seu coração, você sabe que essa é uma maneira apropriada de agir e que é a melhor maneira. Na verdade, esse pensamento é bem claro; ele não resultou de sua reflexão, mas foi um tipo de sentimento que você gerou lá no fundo, e, às vezes, você não entende completamente o que o faz agir dessa maneira. Muitas vezes, não é nada mais do que o esclarecimento do Espírito Santo, e é assim que ocorre normalmente com a maioria das pessoas. Muitas vezes, as ideias próprias resultam de reflexão e raciocínio, e todas são adulteradas pela vontade própria; ideias sobre quais áreas existem em que é possível encontrar benefício próprio e sobre quais vantagens algo pode trazer para a pessoa; toda decisão humana tem essas coisas em si. Contudo, a orientação do Espírito Santo de forma alguma contém tais adulterações. É necessário prestar muita atenção na orientação ou no esclarecimento do Espírito Santo; especialmente em questões-chave, você deve ser cuidadoso para compreender. Pessoas que gostam de usar o cérebro e que gostam de agir de acordo com ideias próprias são as mais suscetíveis a ignorar essa orientação ou esse esclarecimento. Líderes e colaboradores adequados prestam atenção na obra do Espírito Santo. Aqueles que obedecem ao Espírito Santo temem a Deus e buscam a verdade incansavelmente. Para satisfazer a Deus e dar testemunho Dele corretamente, deve-se investigar o trabalho em busca de elementos de adulteração e intenções, e então tentar ver quanto do trabalho é motivado por ideias humanas, quanto nasce do esclarecimento do Espírito Santo e quanto está de acordo com as palavras de Deus. Sempre e sob todas as circunstâncias, você deve examinar suas palavras e ações. Praticar frequentemente dessa maneira colocará você na trilha certa de servir a Deus. É necessário possuir muitas verdades para alcançar um serviço a Deus de uma maneira que esteja alinhada com Suas intenções. As pessoas têm a capacidade de discernir somente após terem entendido a verdade e serem capazes de reconhecer o que emerge de suas ideias próprias e as coisas que indicam o que as motiva. Elas são capazes de reconhecer impurezas humanas e também o que significa agir de acordo com a verdade. Somente então podem saber como se submeter de forma mais pura. Sem a verdade, é impossível que as pessoas pratiquem discernimento. Uma pessoa confusa pode acreditar em Deus por toda a vida sem saber o que significa ter a própria corrupção revelada ou o que significa resistir a Deus, pois não entende a verdade; esse pensamento nem existe em sua mente. A verdade está fora do alcance de pessoas de calibre excessivamente pobre; não importa como você comungue sobre isso com elas, elas não entendem. Essas pessoas são confusas. Em sua fé, as pessoas confusas não são capazes de testificar a Deus; só podem fazer um pouco de serviço. A fim de realizar o trabalho confiado por Deus, é necessário compreender esses dois princípios. É preciso aderir estritamente aos arranjos de trabalho do Alto e prestar atenção ao obedecer a qualquer orientação do Espírito Santo. Somente quando esses dois princípios são compreendidos, o trabalho pode ser efetivo e a vontade de Deus será satisfeita.

Extraído de ‘Os princípios de trabalho mais importantes para líderes e obreiros ’ em “Registros das falas de Cristo”

Palavras diárias de Deus Trecho 388

O que Pedro buscava era conhecer a si mesmo e ver o que tinha sido revelado nele através do refinamento das palavras de Deus e dentro das diversas provações que Deus providenciou para ele. Quando realmente veio a entender a si mesmo, Pedro percebeu o quão profundamente corruptos os humanos realmente são, quão inúteis e indignos de servir a Deus eles são e que não merecem viver diante Dele. Então, Pedro se prostrou diante de Deus. Por fim, ele pensou: “Conhecer a Deus é a coisa mais preciosa! Se eu morresse antes de conhecê-Lo, isso seria tão lamentável; sinto que conhecer a Deus é a coisa mais importante, mais significativa que existe. Se o homem não conhecer a Deus, então ele não merece viver e não tem vida”. Quando a experiência de Pedro alcançou esse ponto, ele já tinha adquirido algum conhecimento em relação à sua própria natureza e ganho um entendimento relativamente bom dela. Mesmo que não pudesse ter sido capaz de explicá-la minuciosamente em termos que se conformariam àquilo que as pessoas imaginam hoje em dia, Pedro tinha realmente alcançado esse estado. Portanto, a senda de buscar vida e alcançar aperfeiçoamento por Deus envolve ganhar um entendimento mais profundo de sua própria natureza a partir das declarações de Deus e também compreender os aspectos de sua natureza e descrevê-la precisamente em palavras. Entender completamente a sua vida antiga — a vida dessa antiga natureza satânica — significa ter alcançado os resultados que Deus exige. Se seu conhecimento ainda não alcançou esse ponto, mas você alega conhecer a si mesmo e ter ganho vida, você não está simplesmente se gabando? Você não se conhece, tampouco sabe o que você é diante de Deus, se você realmente alcançou os padrões de ser humano ou quantos elementos satânicos você ainda tem dentro de si. Você ainda não tem clareza sobre a quem você pertence nem possui autoconhecimento algum — como, então, você pode ter razão diante de Deus? Quando Pedro estava buscando vida, ele se concentrou em se entender e transformar seu caráter ao longo de suas provações e se esforçou para conhecer a Deus e, no fim, ele pensou: “As pessoas devem buscar um entendimento de Deus na vida; conhecê-Lo é a coisa mais crítica. Se eu não conheço a Deus, eu não posso descansar em paz quando morrer. Uma vez que O conheço, se Deus permite que eu morra, então me sentirei muito gratificado em morrer; eu não me queixarei nem um pouco, e toda minha vida terá sido satisfatória”. Pedro não foi capaz de ganhar esse nível de entendimento ou de alcançar esse ponto imediatamente após começar a crer em Deus; primeiro teve que passar por muitas provações. Sua experiência teve que alcançar determinada marca, e ele teve que entender totalmente a si mesmo antes de poder sentir o valor de conhecer a Deus. Portanto, a senda que Pedro tomou foi uma senda de ganhar vida e de ser aperfeiçoado; esse era o aspecto em que sua prática específica se concentrava primariamente.

Qual é a senda que todos vocês estão trilhando agora? Se não for do mesmo nível da de Pedro em termos de buscar a vida, entender a si mesmo e conhecer a Deus, você não está trilhando a senda de Pedro. Atualmente, a maioria das pessoas está neste tipo de estado: “A fim de ganhar bênçãos, preciso me despender por Deus e pagar um preço por Ele. A fim de ganhar bênçãos, preciso abandonar tudo por Deus; preciso completar o que Ele me confiou e desempenhar bem o meu dever”. Isso é dominado pela intenção de ganhar bênçãos, o que é um exemplo de despender-se inteiramente pelo propósito de obter recompensas de Deus e ganhar uma coroa. Tais pessoas não têm a verdade no coração e seu entendimento certamente consiste apenas em poucas palavras de doutrina com as quais elas se exibem para onde quer que vão. A senda delas é a de Paulo. A crença de tais pessoas é um ato de labuta constante e, lá no fundo, elas sentem que, quanto mais fizerem, mais isso provará sua lealdade a Deus; que, quanto mais fizerem, certamente Ele ficará mais satisfeito e que, quanto mais fizerem, mais merecerão que uma coroa lhes seja concedida diante de Deus e que certamente receberão as maiores bênçãos na Sua casa. Elas pensam que, se puderem suportar sofrimento, pregar e morrer por Cristo, se sacrificarem a própria vida e se conseguirem completar todos os deveres que Deus lhes confiou, estarão entre os mais abençoados de Deus — aqueles que ganham as maiores bênçãos — e uma coroa certamente lhes será concedida. Isso é precisamente o que Paulo imaginava e buscava; é exatamente a senda que ele trilhou, e foi sob a orientação de tais pensamentos que ele trabalhou para servir a Deus. Tais pensamentos e intenções não têm origem numa natureza satânica? É como os humanos mundanos, que acreditam que, enquanto estiverem na terra, precisam buscar conhecimento e que somente após obtê-lo podem destacar-se da multidão, tornar-se oficiais e ter status; acreditam que, uma vez que tiverem status, poderão realizar suas ambições e levar seu lar e negócio a determinado nível. Não são os incrédulos, todos eles, que trilham essa senda? Aqueles que são dominados por essa natureza satânica só podem ser iguais a Paulo em sua fé: “Devo renunciar a tudo e despender-me por Deus; devo ser fiel diante Dele, e um dia receberei a coroa mais magnífica e as maiores bênçãos”. Essa é a mesma atitude das pessoas mundanas que buscam coisas mundanas; elas não são nem um pouco diferentes, e estão sujeitas à mesma natureza. Quando as pessoas têm esse tipo de natureza satânica, lá fora no mundo, elas buscarão obter conhecimento, status, aprendizado e destacar-se da multidão; na casa de Deus, buscarão despender-se por Deus, ser fiéis e, eventualmente, obter coroas e grandes bênçãos. Se, após se tornarem crentes em Deus, as pessoas não possuírem a verdade e não tiverem passado por uma mudança em seus caracteres, essa certamente será a trilha em que estarão. Essa é uma realidade que ninguém pode negar, e é uma senda que é diametralmente oposta à de Pedro. Em que senda todos vocês estão atualmente? Mesmo que você não tenha planejado seguir a senda de Paulo, sua natureza determinou que você seguisse esse caminho, e você está indo nessa direção mesmo que não queira. Apesar de querer embarcar na senda de Pedro, se não tiver clareza sobre como fazer isso, você seguirá a senda de Paulo involuntariamente: essa é a realidade.

Como, exatamente, se deve trilhar a senda de Pedro nos dias de hoje? Se você é incapaz de distinguir entre as sendas de Pedro e Paulo ou se não está familiarizado com elas, não importa quanto você alega estar trilhando a senda de Pedro, tudo isso não passa de palavras vazias. Você precisa, primeiro, ter uma ideia clara de qual é a senda de Pedro e de qual é a senda de Paulo. Se você realmente entender que a senda de Pedro é a senda da vida e a única senda para a perfeição, somente então você será capaz de conhecer e compreender as verdades e as maneiras específicas de seguir sua senda. Se você não entender a senda de Pedro, a senda que você seguirá definitivamente será a de Paulo, pois não haverá outra senda para você; você não terá escolha. As pessoas que não possuírem a verdade e não tiverem determinação terão dificuldade de trilhar a senda de Pedro. Pode-se dizer que, agora, Deus revelou a vocês a senda para a salvação e perfeição. Essa é a graça e elevação de Deus, e é Ele que guia vocês na senda de Pedro. Sem a orientação e o esclarecimento de Deus, ninguém seria capaz de seguir a senda de Pedro; a única escolha seria descer pela senda de Paulo, seguindo os passos de Paulo até a destruição. Na época, Paulo não achava que era errado seguir essa senda; acreditava totalmente que era correto. Ele não possuía a verdade e, sobretudo, não tinha passado por uma mudança de caráter. Acreditava demais em si mesmo e achava que não havia problema algum em seguir esse caminho. Ele continuou avançando, cheio de convicção e com extrema autoconfiança. No fim, ele nunca caiu em si; ainda achava que, para ele, viver era Cristo. Assim sendo, Paulo continuou seguindo essa senda até o fim, e quando finalmente foi punido, tudo tinha acabado para ele. A senda de Paulo não envolvia vir a conhecer a si mesmo, muito menos buscar uma mudança no caráter. Ele nunca analisou sua própria natureza nem ganhou nenhum conhecimento daquilo que ele era; sabia simplesmente que era o principal culpado pela perseguição de Jesus. Ele não tinha o mínimo entendimento de sua própria natureza e, após terminar seu trabalho, Paulo realmente achou que era Cristo e deveria ser recompensado. O trabalho que Paulo fez era meramente um serviço prestado a Deus. Pessoalmente, apesar de receber algumas revelações do Espírito Santo, Paulo não tinha nenhuma verdade ou vida. Ele não foi salvo por Deus, foi punido por Deus. Por que se diz que a senda de Pedro é a senda do aperfeiçoamento? É porque, na prática de Pedro, ele deu ênfase especial à vida e à busca de conhecer a Deus e a conhecer a si mesmo. Através de sua experiência da obra de Deus, ele veio a conhecer a si mesmo, ganhou um entendimento dos estados corruptos do homem, conheceu suas próprias falhas e descobriu a coisa mais valiosa que as pessoas devem buscar. Ele foi capaz de amar a Deus com sinceridade, aprendeu a como retribuir a Deus, ganhou alguma verdade e possuía a realidade que Deus exige. Todas as coisas que Pedro disse durante suas provações mostram que ele era, de fato, aquele com o maior entendimento de Deus. Por ter vindo a entender tanta verdade das palavras de Deus, sua senda se tornou cada vez mais clara e alinhada com a vontade de Deus. Se Pedro não tivesse possuído essa verdade, a senda que ele seguiu não poderia ter sido tão correta.

Extraído de ‘Como trilhar a senda de Pedro’ em “Registros das falas de Cristo”

Palavras diárias de Deus Trecho 389

Pedro foi fiel a Mim por muitos anos e, mesmo assim, nunca resmungou nem teve qualquer queixa, nem mesmo Jó foi igual a ele, e, ao longo das eras, os santos ficaram todos muito aquém de Pedro. Ele não só buscou Me conhecer, como também chegou a Me conhecer durante um tempo em que Satanás estava executando seus esquemas ardilosos. Isso levou Pedro a Me servir por muitos anos, sempre alinhado com Minha vontade e, por essa razão, ele nunca foi explorado por Satanás. Pedro extraiu lições da fé de Jó, mas também percebeu claramente as deficiências de Jó. Embora fosse de grande fé, ele carecia de conhecimento das questões do reino espiritual e, assim, disse muitas palavras que não correspondiam à realidade; isso mostra que o conhecimento de Jó era superficial e incapaz de aperfeiçoamento. Por isso, Pedro sempre se concentrou em ganhar um sentido do espírito e sempre prestou atenção em observar a dinâmica do reino espiritual. Como resultado, ele não só foi capaz de verificar algo dos Meus desejos, como também teve um módico de conhecimento dos esquemas ardilosos de Satanás. Por causa disso, seu conhecimento de Mim veio a ser maior que o de qualquer outra pessoa ao longo das eras.

A partir da experiência de Pedro, não é difícil ver que, se os humanos desejam Me conhecer, eles devem se concentrar em dar consideração cuidadosa no seu espírito. Eu não peço que você “dedique” certa medida a Mim externamente; essa é uma preocupação secundária. Se você não Me conhecer, então toda fé, todo amor e toda lealdade dos quais você fala são apenas ilusões; são conversa fiada, e você certamente se tornará alguém que se gaba grandemente diante de Mim, mas não conhece a si mesmo. Como tal, mais uma vez você será enredado por Satanás e incapaz de se libertar; você se tornará um filho da perdição e um objeto de destruição. No entanto, se você for frio e negligente com as Minhas palavras, então, sem dúvida, você se oporá a Mim. Isso é fato e você faria bem em olhar pelo portão do reino espiritual para ver os muitos e variados espíritos que foram castigados por Mim. Quais deles, quando confrontados com Minhas palavras, não foram passivos, negligentes e intolerantes? Quais não foram cínicos em relação às Minhas palavras? Qual deles não tentou encontrar erros em Minhas palavras? Qual deles não usou as Minhas palavras como “armas de defesa” para se “proteger”? Eles não usaram o conteúdo das Minhas palavras como maneira para me conhecer, mas simplesmente como brinquedos para se divertir. Eles não resistiram diretamente a Mim ao fazer isso? Quem são as Minhas palavras? Quem é o Meu Espírito? Tenho feito tais perguntas a vocês tantas vezes, mesmo assim, alguma vez vocês tiveram percepções mais elevadas e claras sobre elas? Alguma vez vocês realmente as experimentaram? Lembro vocês mais uma vez: se não conhecerem as Minhas palavras, nem as aceitarem, nem as colocarem em prática, então vocês inevitavelmente se tornarão objetos do Meu castigo! Vocês certamente se tornarão vítimas de Satanás!

Extraído de ‘Capítulo 8’ das Palavras de Deus para todo o universo em “A Palavra manifesta em carne”

Palavras diárias de Deus Trecho 390

Embora muitas pessoas acreditem em Deus, poucas compreendem o que significa fé em Deus e o que elas devem fazer para se conformarem à vontade de Deus. Isso acontece porque, embora estejam familiarizadas com a palavra “Deus” e expressões tais como “a obra de Deus”, as pessoas não conhecem a Deus e menos ainda conhecem Sua obra. Não é de admirar, então, que todos aqueles que não conhecem a Deus estejam confusos em sua crença Nele. As pessoas não levam a sério a crença em Deus e isso é inteiramente porque crer em Deus não lhes é nada familiar, é estranho demais para elas. Dessa maneira, elas ficam aquém das demandas de Deus. Em outras palavras, se as pessoas não conhecem a Deus, e não conhecem Sua obra, então elas não são aptas para serem usadas por Deus, e menos ainda são capazes de satisfazer Sua vontade. “Crença em Deus” significa acreditar que há um Deus; esse é o conceito mais simples no que diz respeito a crer em Deus. Mais ainda, acreditar que há um Deus não é o mesmo que crer verdadeiramente em Deus; antes, é um tipo de fé simples com fortes sobretons religiosos. A fé verdadeira em Deus significa o seguinte: com base na crença de que Deus é soberano sobre todas as coisas, a pessoa experimenta Suas palavras e Sua obra, expurga seu caráter corrupto, satisfaz a vontade de Deus e vem a conhecer Deus. Somente uma jornada desse tipo pode ser chamada de “fé em Deus”. No entanto, as pessoas frequentemente veem a crença em Deus como uma questão simples e frívola. As pessoas que acreditam em Deus dessa maneira perderam o significado de acreditar em Deus e, embora possam continuar acreditando até o fim, elas jamais ganharão a aprovação de Deus, porque trilham a senda errada. Ainda existem hoje aquelas que creem em Deus de acordo com as letras e em doutrina vazia. Elas não sabem que lhes falta a essência da crença em Deus e não podem receber a aprovação de Deus. Ainda assim, elas oram a Deus pedindo as bênçãos da segurança e da graça suficiente. Vamos parar, aquietar nosso coração e perguntar a nós mesmos: será que acreditar em Deus é realmente a coisa mais fácil do mundo? Será que acreditar em Deus não significa nada mais que receber muita graça de Deus? As pessoas que creem em Deus sem O conhecer ou que acreditam em Deus e ainda assim se opõem a Ele são realmente capazes de satisfazer a vontade de Deus?

Extraído do Prefácio em “A Palavra manifesta em carne”

Palavras diárias de Deus Trecho 391

O que é que o homem ganhou desde que começou a acreditar em Deus pela primeira vez? O que você veio a conhecer de Deus? O quanto você mudou por causa da sua crença em Deus? Hoje, todos vocês sabem que a crença do homem em Deus não é somente para a salvação da alma e o bem-estar da carne, nem é para enriquecer sua vida através do amor a Deus e assim por diante. Nas circunstâncias atuais, se você ama a Deus por causa do bem-estar da carne ou do prazer momentâneo, então, mesmo que, no final, o seu amor por Deus alcance o auge e você não peça mais nada, esse amor que você busca é ainda um amor impuro e não O agrada. Aqueles que usam o amor a Deus para enriquecer sua existência monótona e preencher um vazio em seu coração são o tipo de pessoas que são ávidas por uma vida fácil e não os que buscam verdadeiramente amá-Lo. Esse tipo de amor é forçado, é uma busca de gratificação mental, e Deus não precisa disso. Então, que tipo de amor é o seu? Você ama a Deus com que propósito? Quanto amor verdadeiro por Deus existe dentro de você agora? O amor da maioria de vocês é do tipo mencionado anteriormente. Esse tipo de amor consegue apenas manter o status quo; ele não pode alcançar a imutabilidade, nem criar raízes no homem. Esse tipo de amor é apenas como uma flor que brota e murcha sem dar frutos. Em outras palavras, depois que você amou a Deus uma vez desse modo, se não houver ninguém para guiá-lo na senda adiante, você cairá. Se você só consegue amar a Deus no tempo de amar a Deus, mas depois seu caráter de vida permanece inalterado, então você vai continuar incapaz de sair debaixo do manto da influência das trevas, continuará incapaz de se libertar das amarras e estratagemas de Satanás. Ninguém assim pode ser totalmente ganho por Deus; no fim, o espírito, a alma e o corpo deles ainda pertencerão a Satanás. Não pode haver dúvida sobre isso. Todos aqueles que não podem ser totalmente ganhos por Deus retornarão a seus lugares de origem, isto é, voltarão para Satanás, e descerão para o lago de fogo e enxofre para aceitar a próxima etapa da punição de Deus. Aqueles que são ganhos por Deus são aqueles que renunciam a Satanás e fogem de seu império. Eles estão oficialmente contados dentre o povo do reino. É assim que surgem as pessoas do reino. Você está disposto a ser esse tipo de pessoa? Está disposto a ser ganho por Deus? Está disposto a fugir do império de Satanás e voltar para Deus? Você agora pertence a Satanás ou está contado dentre o povo do reino? Tais coisas já deveriam estar claras e não exigem mais explicações.

Extraído de ‘Qual ponto de vista os crentes devem manter’ em “A Palavra manifesta em carne”

Palavras diárias de Deus Trecho 392

No passado, muitos buscavam com ambição desenfreada e noções, buscavam como um resultado de suas próprias esperanças. Vamos deixar de lado esses assuntos por agora; o que é de fundamental importância no momento é encontrar um caminho de prática que capacitará cada um de vocês a manter uma condição normal diante de Deus e se libertar gradativamente dos grilhões da influência de Satanás, para que vocês possam ser ganhos por Deus e vivam na terra o que Ele pede de vocês. Só assim você pode satisfazer as intenções de Deus. Muitos creem Nele, mas não sabem o que é que Deus deseja nem o que Satanás deseja. Eles creem de maneira tola e confusa, simplesmente seguindo os outros, por isso jamais tiveram uma vida cristã normal; além disso, eles nunca tiveram relacionamentos pessoais normais, muito menos um relacionamento normal com Deus. A partir disso, pode-se ver que as dificuldades e falhas do homem e outros fatores que podem frustrar a vontade de Deus são muitos. Isso é suficiente para provar que o homem ainda não se colocou na trilha certa da crença em Deus, nem entrou na experiência real da vida humana. Então, o que significa colocar-se na trilha certa da crença em Deus? Colocar-se na trilha certa quer dizer que você pode aquietar o seu coração diante de Deus em todo tempo e desfrutar da comunhão normal com Ele, vindo a saber aos poucos o que está faltando no homem e ganhando lentamente um conhecimento mais profundo de Deus. Por meio disso, diariamente seu espírito ganha uma nova percepção e nova iluminação; seu anseio aumenta, você busca entrar na verdade, e todos os dias há uma nova luz e um novo entendimento. Através dessa senda, aos poucos você se liberta da influência de Satanás e cresce em sua vida. Pessoas assim entraram na trilha certa. Avalie as suas experiências reais e examine a senda que você buscou em sua fé. Compare-se com tudo isso: você está na trilha certa? Em quais questões você se libertou dos grilhões e da influência de Satanás? Se você ainda precisa se colocar na trilha certa, então seus laços com Satanás ainda não foram cortados. Sendo esse o caso, sua busca de amar a Deus levará você a um amor que seja autêntico, decidido e puro? Você diz que o seu amor por Deus é inabalável e sincero, mas você ainda não se libertou dos grilhões de Satanás. Você não está tentando fazer Deus de tolo? Se quiser alcançar um estado no qual seu amor por Deus não é contaminado, e você quer ser completamente ganho por Deus e estar incluído dentre o povo do reino, então você deve primeiro se colocar na trilha certa da crença em Deus.

Extraído de ‘Qual ponto de vista os crentes devem manter’ em “A Palavra manifesta em carne”

Palavras diárias de Deus Trecho 393

O problema comum que existe em todas as pessoas é que elas entendem a verdade, mas não a colocam em prática. Isso é porque, por um lado, elas não estão dispostas a pagar o preço e, por outro, porque seu discernimento é inadequado demais; elas são incapazes de ver muitas das dificuldades do dia a dia pelo que são e não sabem como praticar adequadamente. Porque as experiências das pessoas são superficiais demais, seu calibre é pobre demais, e o grau em que compreendem a verdade é limitado, elas não têm como resolver as dificuldades que encontram em sua vida diária. Elas acreditam em Deus apenas em palavra e são incapazes de trazer Deus para o seu dia a dia. Isto é, Deus é Deus, vida é vida, e é como se as pessoas não tivessem relação alguma com Deus em sua vida. Isso é o que todo mundo pensa. Acreditando em Deus assim, as pessoas não serão, na verdade, ganhas nem aperfeiçoadas por Ele. Na verdade, não é que a palavra de Deus não obteve expressão completa, mas, sim, que a capacidade das pessoas de receber Sua palavra é simplesmente inadequada demais. Pode-se dizer que quase ninguém age de acordo com as intenções originais de Deus; antes, sua fé em Deus está de acordo com as próprias intenções, as noções religiosas que sustentavam no passado e o jeito próprio de fazer as coisas. Poucos são aqueles que passam por uma transformação após aceitarem a palavra de Deus e começam a agir de acordo com a Sua vontade. Em vez disso, persistem em suas crenças equivocadas. Quando as pessoas começam a acreditar em Deus, elas o fazem com base nas regras convencionais da religião e vivem e interagem com os outros baseando-se inteiramente em sua própria filosofia de vida. Pode-se dizer que esse é o caso de nove em cada dez pessoas. Há muito poucos que formulam outro plano e viram uma nova página depois que começam a acreditar em Deus. A humanidade não tem considerado a palavra de Deus como verdade, ou, tomando-a como verdade, não a tem colocado em prática.

Tome como exemplo a fé em Jesus. Não importa se as pessoas tinham acabado de começar a acreditar ou vinham acreditando por um bom tempo, todas simplesmente aplicavam quaisquer talentos que tinham e demonstravam quaisquer habilidades que possuíam. As pessoas simplesmente acrescentavam “fé em Deus”, essas três palavras, à sua vida usual, no entanto não faziam mudança alguma em seu caráter, e sua fé em Deus não crescia nem um pouco. Sua busca não era quente nem fria. Elas não diziam que iam desistir de sua fé, mas também não consagravam tudo a Deus. Nunca O amaram nem Lhe obedeceram verdadeiramente. Sua fé em Deus era uma mistura do genuíno e do fingido, elas a consideravam com um olho aberto e outro fechado e não eram sinceras ao praticar sua fé. Elas continuavam em tal estado de confusão e acabavam por sofrer uma morte confusa. Qual é o sentido de tudo isso? Hoje, para acreditar no Deus prático, você deve embarcar na trilha certa. Se você acredita em Deus, você não deve apenas buscar bênçãos, mas amar a Deus e conhecer Deus. Por meio de Seu esclarecimento, por meio de sua busca individual, você pode comer e beber Sua palavra, desenvolver uma verdadeira compreensão de Deus e ter um verdadeiro amor por Deus que venha do fundo do coração. Em outras palavras, quando seu amor por Deus é o mais genuíno e ninguém pode destruir nem obstruir o caminho de seu amor por Ele, nesse momento, você está na trilha certa em sua crença em Deus. Isso prova que você pertence a Deus, pois seu coração já é posse de Deus, e nada mais pode então tomar posse de você. Por meio de sua experiência, por meio do preço que você pagou, por meio da obra de Deus, você é capaz de desenvolver um amor espontâneo por Deus — e, quando fizer isso, você será liberto da influência de Satanás e viverá na luz da palavra de Deus. Somente quando você tiver se livrado da influência das trevas, poder-se-á dizer que você ganhou Deus. Em sua crença em Deus, você deve tentar buscar esse objetivo. Esse é o dever de cada um de vocês. Nenhum de vocês deveria estar satisfeito com o estado atual das coisas. Vocês não podem estar divididos em relação à obra de Deus, nem podem considerá-la levianamente. Vocês deveriam pensar em Deus em todos os aspectos e em todos os momentos e fazer todas as coisas em prol Dele. E toda vez que falarem ou agirem, vocês deveriam colocar os interesses da casa de Deus em primeiro lugar. Somente assim vocês podem ser segundo o coração de Deus.

Extraído de ‘Já que crê em Deus você deve viver para a verdade’ em “A Palavra manifesta em carne”

Palavras diárias de Deus Trecho 394

Em sua fé em Deus, a maior falha das pessoas é que elas acreditam apenas com a boca, e Deus está totalmente ausente de seu cotidiano. Todas as pessoas, de fato, acreditam na existência de Deus, entretanto Deus não faz parte do seu dia a dia. As bocas das pessoas fazem muitas orações a Deus, mas Deus ocupa muito pouco espaço em seu coração, e assim Deus as prova repetidas vezes. É porque as pessoas são impuras que Deus não tem alternativa a não ser prová-las, para que venham a se sentir envergonhadas e venham a conhecer a si mesmas em meio a essas provações. Do contrário, a humanidade se tornaria a descendência do arcanjo e seria cada vez mais corrupta. No processo de sua fé em Deus, cada pessoa lança fora muitas de suas intenções e objetivos pessoais sob a limpeza incessante de Deus. Do contrário, Deus não teria como usar ninguém e não teria como fazer nas pessoas a obra que Ele deve fazer. Deus primeiro limpa as pessoas, e, por meio desse processo, elas vêm a conhecer a si mesmas, e Deus pode mudá-las. Somente então Deus opera Sua vida dentro delas, e somente assim seu coração pode ser completamente voltado para Deus. Por isso Eu digo que acreditar em Deus não é tão simples quanto as pessoas dizem. Na visão de Deus, se você só tem conhecimento, mas não tem a Sua palavra como vida, e se você é limitado apenas ao próprio conhecimento, mas não consegue praticar a verdade ou viver a palavra de Deus, então isso é prova ainda de que você não tem um coração que ama a Deus, e isso mostra que o seu coração não pertence a Deus. A pessoa pode vir a conhecer Deus acreditando Nele: esse é o objetivo final e o objetivo da busca do homem. Você deve se esforçar para viver as palavras de Deus para que elas possam se tornar realidade em sua prática. Se você tem apenas conhecimento doutrinário, então sua fé em Deus dará em nada. Somente se você também praticar e viver Sua palavra, sua fé poderá ser considerada completa e de acordo com a vontade de Deus. Nessa estrada, muitas pessoas podem falar de muito conhecimento, mas, na hora de sua morte, seus olhos se enchem de lágrimas, e elas se odeiam por terem desperdiçado uma vida inteira e vivido até a velhice por nada. Elas apenas entendem doutrinas, mas não conseguem colocar a verdade em prática nem dar testemunho de Deus; em vez disso, só correm para lá e para cá, ocupadas como uma abelha, e somente quando estão à beira da morte, elas finalmente veem que carecem de testemunho verdadeiro, que não conhecem Deus nem um pouco. E isso não é tarde demais? Por que você não aproveita o dia e busca a verdade que ama? Por que esperar até amanhã? Se, na vida, você não sofre pela verdade nem procura ganhá-la, será que é porque você deseja sentir arrependimento na hora da morte? Se for assim, então por que acreditar em Deus? Na verdade, há muitos assuntos nos quais as pessoas, quando empregam um mínimo de esforço, podem colocar a verdade em prática e, assim, satisfazer a Deus. É somente porque o coração das pessoas é constantemente possuído por demônios que elas não podem agir em prol de Deus e constantemente se ocupam em benefício de sua carne e não podem apresentar nenhum resultado no final. Por esse motivo, as pessoas são constantemente afligidas por problemas e dificuldades. Não são esses os tormentos de Satanás? Não é essa a corrupção da carne? Você não deveria tentar enganar a Deus apenas falando da boca para fora. Em vez disso, você deve tomar uma atitude palpável. Não se engane — qual seria o sentido disso? O que você pode ganhar vivendo em prol da sua carne e labutando por fama e fortuna?

Extraído de ‘Já que crê em Deus você deve viver para a verdade’ em “A Palavra manifesta em carne”

Palavras diárias de Deus Trecho 395

Agora vocês devem buscar tornar-se o povo de Deus e devem iniciar a entrada completa na trilha certa. Ser o povo de Deus significa entrar na Era do Reino. Hoje vocês começam oficialmente a entrar no treinamento do reino, e sua vida futura deixará de ser tão folgada e desleixada como era antes; vivendo de tal maneira, é impossível alcançar os padrões exigidos por Deus. Se você não sentir qualquer urgência, isso mostra que não melhorar desejo de melhorar, que sua busca é desnorteada e confusa e que você é incapaz de cumprir a vontade de Deus. A entrada no treinamento do reino significa iniciar a vida do povo de Deus. Você está disposto a aceitar tal treinamento? Está disposto a sentir um senso de urgência? Está disposto a viver sob a disciplina de Deus? Está disposto a viver sob o castigo de Deus? Quando as palavras de Deus vierem sobre você e o puserem à prova, como você agirá? E o que você fará quando se deparar com todo tipo de fatos? No passado, seu foco não era a vida; hoje você deve se concentrar em entrar na vida-realidade e buscar mudanças no seu caráter de vida. É isso que o povo do reino deve alcançar. Todos aqueles que são o povo de Deus devem possuir vida, devem aceitar o treinamento do reino e buscar mudanças em seu caráter de vida. Isso é o que Deus exige do povo do reino.

As exigências de Deus ao povo do reino são as seguintes:

1. Ele deve aceitar as comissões de Deus. Isso significa, ele deve aceitar todas as palavras ditas na obra de Deus dos últimos dias.

2. Ele deve entrar no treinamento do reino.

3. Ele deve buscar ter o coração tocado por Deus. Quando seu coração tiver se voltado completamente para Deus e você tiver uma vida espiritual normal, você viverá no reino da liberdade, o que significa que você viverá sob o cuidado e a proteção do amor de Deus. Apenas quando viver sob o cuidado e a proteção de Deus é que você pertencerá a Deus.

4. Ele deve ser ganho por Deus.

5. Ele deve tornar-se uma manifestação da glória de Deus na terra.

Esses cinco pontos são Minhas comissões para vocês. Minhas palavras são faladas ao povo de Deus e, se você não estiver disposto a aceitar essas comissões, Eu não o forçarei, mas se as aceitar verdadeiramente, você será capaz de fazer a vontade de Deus. Hoje vocês começam a aceitar as comissões de Deus e buscam tornar-se o povo do reino e alcançar os padrões exigidos para ser o povo do reino. Esse é o primeiro passo de entrada. Se deseja fazer a vontade de Deus plenamente, você deve aceitar essas cinco comissões, e se for capaz de alcançá-las, você será segundo o coração de Deus e certamente Deus usará você grandemente. O que é crucial hoje é entrar no treinamento do reino. A entrada no treinamento do reino envolve a vida espiritual. Antes, nada se falava da vida espiritual, mas hoje, ao começar a entrar no treinamento do reino, você entra oficialmente na vida espiritual.

Extraído de ‘Conheça a mais nova obra de Deus e siga os Seus passos’ em “A Palavra manifesta em carne”

Palavras diárias de Deus Trecho 396

Que tipo de vida é a vida espiritual? A vida espiritual é aquela em que seu coração se voltou completamente para Deus e é capaz de estar ciente do amor de Deus. É uma vida na qual você vive nas palavras de Deus e nenhuma outra coisa ocupa seu coração, e você consegue compreender a vontade de Deus hoje e é guiado pela luz do Espírito Santo, de modo a cumprir seu dever. Tal vida entre o homem e Deus é a vida espiritual. Se você é incapaz de seguir a luz de hoje, então abriu-se uma distância em seu relacionamento com Deus — talvez ele até tenha sido rompido — e você está sem uma vida espiritual normal. Um relacionamento normal com Deus é construído sobre o fundamento de aceitar as palavras de Deus hoje. Você tem uma vida espiritual normal? Você tem um relacionamento normal com Deus? Você é alguém que segue a obra do Espírito Santo? Se você é capaz de seguir a luz do Espírito Santo hoje e consegue compreender a vontade de Deus dentro das palavras Dele e entrar nessas palavras, você é alguém que segue a corrente do Espírito Santo. Se você não segue a corrente do Espírito Santo, você indubitavelmente não é alguém que busca a verdade. O Espírito Santo não tem qualquer chance de agir dentro daqueles que não desejam melhorar a si mesmos e, como resultado, tais pessoas jamais são capazes de ativar suas forças e são sempre passivas. Você segue a corrente do Espírito Santo hoje? Você está na corrente do Espírito Santo? Você emergiu de um estado passivo? Todos aqueles que creem nas palavras de Deus, que tomam a obra de Deus como o fundamento e seguem a luz do Espírito Santo hoje — todos eles estão na corrente do Espírito Santo. Se você crê que as palavras de Deus são incontestavelmente verdadeiras e corretas e se acredita nas palavras de Deus, não importa o que Ele diga, você é alguém que busca entrada na obra de Deus e desse modo satisfaz a vontade de Deus.

Para entrar na corrente do Espírito Santo, você precisa ter um relacionamento normal com Deus e deve primeiro abandonar o seu estado passivo. Algumas pessoas sempre seguem a multidão, e seu coração se afasta demais de Deus; tais pessoas não têm desejo algum de melhorar a si mesmas, e os padrões que buscam são baixos demais. Só a busca de amar a Deus e de ser ganho por Deus é a vontade de Deus. Há pessoas só usam a sua consciência para retribuir o amor de Deus, mas isso não consegue satisfazer a vontade de Deus; quanto mais elevados forem os padrões que você buscar, mais estarão em harmonia com a vontade de Deus. Como alguém que é normal e que busca o amor a Deus, a entrada no reino para se tornar integrante do povo de Deus é o verdadeiro futuro de vocês e é uma vida de valor e importância máximos; ninguém é mais abençoado do que vocês. Por que digo isso? Porque aqueles que não creem em Deus vivem para a carne, e vivem para Satanás, mas hoje vocês vivem para Deus e vivem para fazer a vontade de Deus. É por isso que Eu digo que a vida de vocês é de máxima importância. Somente esse grupo de pessoas, que foram escolhidas por Deus, é capaz de viver uma vida de máxima importância — mais ninguém na terra condições é capaz de viver uma vida de tal valor e significado. Por terem sido escolhidos por Deus e levantados por Deus e, além do mais, por causa do amor de Deus por vocês, vocês compreenderam a verdadeira vida e sabem como viver uma vida que é de máximo valor. Isso não se deve ao fato de a busca de vocês ser boa, mas à graça de Deus; foi Deus quem abriu os olhos do espírito de vocês, e foi o Espírito de Deus quem tocou seu coração, dando-lhes a boa fortuna de se apresentarem a Ele. Se o Espírito de Deus não tivesse iluminado você, você teria sido incapaz de enxergar o que é adorável em Deus e não lhe seria possível amar a Deus. É inteiramente porque o Espírito de Deus tocou o coração das pessoas que o coração delas se voltou para Deus. Às vezes, quando você está se deleitando com as palavras de Deus, seu espírito é tocado, e você sente que não tem como não amar a Deus, que há grande força dentro de você e que não há nada que você não possa desistir deixar de lado. Se você se sente assim, você foi tocado pelo Espírito de Deus, e seu coração se voltou inteiramente para Deus, e você orará a Deus e dirá: “Ó Deus! Fomos verdadeiramente predestinados e escolhidos por Ti. Tua glória me orgulha, e me sinto glorioso por ser um de Teu povo. Despenderei qualquer coisa e darei qualquer coisa para fazer a Tua vontade e a Ti devotarei todos os meus anos e uma vida inteira de esforços”. Quando você orar desta forma, haverá amor infindável e obediência verdadeira a Deus no seu coração. Você já teve uma experiência como essa? Se as pessoas são tocadas com frequência pelo Espírito de Deus, elas estão especialmente dispostas a se devotar a Deus em suas orações: “Ó Deus! Desejo contemplar Teu dia de glória e desejo viver para Ti; nada é mais digno ou significativo do que viver para Ti, e não tenho o menor desejo de viver para Satanás e para a carne. Tu me levantas ao me capacitar a viver para Ti hoje”. Quando tiver orado dessa forma, você sentirá que não tem como não entregar seu coração a Deus, que deve ganhar a Deus e detestaria morrer sem ter ganho Deus enquanto vive. Tendo pronunciado tal prece, haverá uma força inesgotável dentro de você, e você não saberá de onde ela vem; no seu coração, haverá poder ilimitado, e você terá um senso de que Deus é tão amável e que Ele é digno de ser amado. Isso é quando você terá sido tocado por Deus. Todos aqueles que tiveram tal experiência foram tocados por Deus. Para aqueles que são frequentemente tocados por Deus, ocorrem mudanças em sua vida, eles são capazes de tomar sua decisão e estão dispostas a ganhar Deus completamente, o amor por Deus é mais forte em seu coração, seu coração já se voltou totalmente para Deus, eles não se importam com a família, com o mundo, com confusões nem com seu futuro e estão dispostas a dedicar a Deus uma vida inteira de esforços. Todos aqueles que foram tocados pelo Espírito de Deus são pessoas que buscam a verdade e têm esperança de ser aperfeiçoados por Deus.

Extraído de ‘Conheça a mais nova obra de Deus e siga os Seus passos’ em “A Palavra manifesta em carne”

Palavras diárias de Deus Trecho 397

De suma importância ao seguir a Deus é que tudo esteja de acordo com as palavras de Deus hoje: quer você busque a entrada na vida ou o cumprimento da vontade de Deus, tudo deve estar centrado em torno das palavras de Deus hoje. Se aquilo que você comunga e busca não está centrado em torno das atuais palavras de Deus, você é um estranho às palavras de Deus e totalmente privado da obra do Espírito Santo. O que Deus quer são pessoas que sigam Seus passos. Não importa quão maravilhoso e puro seja aquilo que você compreendeu antes, Deus não o quer, e se você não for capaz de pôr tais coisas de lado, elas serão um enorme obstáculo para a sua entrada no futuro. Todos aqueles que são capazes de seguir a luz atual do Espírito Santo são abençoados. As pessoas de eras passadas também seguiram os passos de Deus, mas não puderam seguir até hoje; essa é a bênção das pessoas dos últimos dias. Aquelas que podem acompanhar a obra atual do Espírito Santo e são capazes de seguir os passos de Deus, de modo que seguem Deus para onde quer que Ele as conduza — essas são pessoas abençoadas por Deus. Aquelas que não seguem a obra atual do Espírito Santo não entraram na obra das palavras de Deus e, não importa quanto trabalhem nem quão grande seja seu sofrimento, nem quanto corram por aí, nada disso significa qualquer coisa para Deus, e Ele não as elogiará. Hoje, todos aqueles que seguem as palavras atuais de Deus estão na corrente do Espírito Santo; os que são estranhos às palavras atuais de Deus estão fora da corrente do Espírito Santo, e tais pessoas não são elogiadas por Deus. Um serviço divorciado das declarações atuais do Espírito Santo é um serviço que é da carne e de noções, e é impossível que ele esteja de acordo com a vontade de Deus. Se as pessoas vivem entre noções religiosas, elas não são capazes de fazer nada que é apto para a vontade de Deus e, embora sirvam a Deus, elas servem em meio à sua imaginações e noções e são totalmente incapazes de servir conforme a vontade de Deus. Aqueles que são incapazes de seguir a obra do Espírito Santo não compreendem a vontade de Deus, e aquelas que não compreendem a vontade de Deus não podem servir a Deus. Deus quer serviço que seja segundo Seu coração; Ele não quer serviço que é de noções e da carne. Se as pessoas são incapazes de seguir os passos da obra do Espírito Santo, elas vivem em meio a noções. O serviço de tais pessoas interrompe e perturba e tal serviço vai contra Deus. Portanto, aqueles que são incapazes de seguir os passos de Deus são incapazes de servir a Deus; com toda certeza, aqueles que são incapazes de seguir os passos de Deus se opõem a Deus e não são capazes de ser compatíveis com Deus. “Seguir a obra do Espírito Santo” significa entender a vontade de Deus hoje, ser capaz de agir em conformidade com as atuais exigências de Deus, ser capaz de obedecer e seguir ao Deus de hoje e entrar em concordância com as declarações mais recentes de Deus. Só essa pessoa é alguém que segue a obra do Espírito Santo e está na corrente do Espírito Santo. Tais pessoas não só são capazes de só receber o louvor de Deus e de ver a Deus, mas podem também conhecer o caráter de Deus a partir da obra mais recente de Deus e podem conhecer as noções e a desobediência do homem e a natureza e a substância do homem a partir de Sua obra mais recente; ademais, são capazes de mudar o seu caráter gradualmente durante seu serviço. Somente pessoas como essas são capazes de ganhar Deus e acharam realmente o verdadeiro caminho. Aquelas que são eliminadas pela obra do Espírito Santo são pessoas incapazes de seguir a obra mais recente de Deus e que se rebelam contra a obra mais recente de Deus. Tais pessoas se opõem abertamente a Deus porque Ele tem feito uma nova obra e porque a imagem de Deus não é igual àquela das noções delas; como resultado disso, elas se opõem abertamente a Deus e emitem julgamentos sobre Deus, com o resultado de que Deus as abomine e rejeite. Possuir o conhecimento da obra mais recente de Deus não é coisa fácil, mas se as pessoas tiverem em mente obedecer à obra e buscar a obra de Deus, elas terão a chance de ver Deus e de obter a mais recente orientação do Espírito Santo. Aquelas que se opõem propositalmente à obra de Deus não podem receber o esclarecimento do Espírito Santo nem a orientação de Deus. Assim, se as pessoas podem ou não receber a obra mais recente de Deus depende da graça de Deus, depende da busca e das intenções delas.

Extraído de ‘Conheça a mais nova obra de Deus e siga os Seus passos’ em “A Palavra manifesta em carne”

Palavras diárias de Deus Trecho 398

Todos os que são capazes de obedecer às atuais declarações do Espírito Santo são abençoados. Não importa como eles costumavam ser nem como o Espírito Santo costumava operar dentro deles — aqueles que ganharam a obra de Deus mais recente são os mais abençoados, e aqueles que hoje não são capazes de seguir a obra mais recente são eliminados. Deus quer aqueles que são capazes de aceitar a nova luz, quer aqueles que aceitam e conhecem Sua obra mais recente. Por que se diz que você deve ser uma virgem casta? Uma virgem casta é capaz de buscar a obra do Espírito Santo e compreender as coisas novas, ademais é capaz de afastar as velhas noções e obedecer à obra de Deus hoje. Esse grupo de pessoas que aceitam a obra atual mais recente foi predestinado por Deus antes dos séculos, e elas são as mais abençoadas das pessoas. Vocês ouvem a voz de Deus diretamente, contemplam a aparição de Deus e, portanto, em toda parte do céu e da terra e ao longo das eras, ninguém tem sido mais abençoado do que vocês, esse grupo de pessoas. Tudo isso se deve à obra de Deus, à predestinação e à seleção de Deus, bem como à graça de Deus; se Deus não tivesse falado e proferido as Suas palavras, as condições de vocês poderiam ser como são hoje? Logo, toda glória e todo louvor sejam dados a Deus, pois tudo isso ocorre porque Deus os levanta. Tendo essas coisas em mente, você poderia continuar passivo? Sua força ainda poderia ser incapaz de se levantar?

O fato de você ser capaz de aceitar o julgamento, o castigo, os golpes e o refinamento das palavras de Deus e, além disso, ser capaz de aceitar as comissões de Deus, foi predeterminado por Deus antes das eras; logo, você não deve se afligir demais quando for castigado. Ninguém pode tirar a obra que foi feita em vocês nem as bênçãos que lhes foram concedidas, e ninguém pode tirar tudo o que foi dado a vocês. Pessoas religiosas não admitem comparação com vocês. Vocês não são dotados de grande conhecimento sobre a Bíblia nem estão equipados de teoria religiosa, mas por Deus ter trabalhado dentro de vocês, vocês ganharam mais do que qualquer outra pessoa ao longo das eras, e essa é a sua maior bênção. Por causa disso, vocês devem ser ainda mais dedicados a Deus e ainda mais leais a Deus. Posto que Deus o levanta, você deve aumentar seus esforços e deve preparar sua estatura para aceitar as comissões de Deus. Deve manter-se firme no lugar que Deus lhe deu, buscar tornar-se um do povo de Deus, aceitar o treinamento do reino, ser ganho por Deus e, finalmente, tornar-se um glorioso testemunho de Deus. Você possui essas resoluções? Se já possui tais resoluções, você, por fim, tem a certeza de ser ganho por Deus e se tornará um glorioso testemunho de Deus. Você deve entender que a principal comissão é ser ganho por Deus e tornar-se um glorioso testemunho de Deus. Essa é a vontade de Deus.

Extraído de ‘Conheça a mais nova obra de Deus e siga os Seus passos’ em “A Palavra manifesta em carne”

Palavras diárias de Deus Trecho 399

As palavras atuais do Espírito Santo são a dinâmica da obra do Espírito Santo, e a contínua iluminação do homem pelo Espírito Santo ao longo deste período é a tendência da obra do Espírito Santo. E qual é a tendência na obra do Espírito Santo hoje? É a liderança das pessoas para a obra de Deus hoje e para uma vida espiritual normal. Há diversos passos de entrada numa vida espiritual normal:

1. Primeiro você deve derramar seu coração nas palavras de Deus. Não deve buscar as palavras de Deus no passado e não deve estudá-las nem compará-las com as palavras de hoje. Em vez disso, você deve derramar seu coração completamente nas palavras atuais de Deus. Se há pessoas que ainda desejam ler as palavras de Deus, livros espirituais ou outros relatos de pregações do passado e que não seguem as palavras atuais do Espírito Santo, essas são as pessoas mais tolas; Deus detesta tais pessoas. Se você está disposto a aceitar a luz do Espírito Santo hoje, derrame completamente seu coração nas declarações de Deus hoje. Essa é a primeira coisa que você deve alcançar.

2. Você deve orar tendo no fundamento das palavras ditas por Deus hoje, entrar nas palavras de Deus, comungar com Deus e tomar suas decisões perante Deus, estabelecendo quais padrões você deseja buscar e alcançar.

3. Você deve buscar uma entrada profunda na verdade sobre o fundamento da obra atual do Espírito Santo. Não se a agarre a declarações obsoletas ou teorias do passado.

4. Você deve procurar ser tocado pelo Espírito Santo e entrar nas palavras de Deus.

5. Você deve buscar a entrada na senda percorrida pelo Espírito Santo hoje.

E como você busca ser tocado pelo Espírito Santo? A coisa crucial é viver nas palavras atuais de Deus e orar com base nas exigências de Deus. Tendo orado desta forma, é certo que o Espírito Santo o tocará. Se você não buscar com uma base na fundação das palavras pronunciadas por Deus hoje, isso é inútil. Você deve orar e dizer: “Ó Deus! Eu me oponho a Ti, e Te devo tanto; sou tão desobediente e nunca sou capaz de Te satisfazer. Ó Deus, desejo que Tu me salves, desejo servir-Te até o fim, desejo morrer por Ti. Tu me julgas e me castigas, e eu não me queixo; oponho-me a Ti e mereço morrer, para que todos possam contemplar o Teu justo caráter em minha morte”. Quando você ora do fundo do coração dessa forma, Deus o ouvirá e o guiará; se você não orar com base nas palavras atuais do Espírito Santo, não haverá possibilidade de o Espírito Santo o tocar. Se orar conforme a vontade de Deus e de acordo com o que Deus deseja fazer hoje, você dirá: “Ó Deus! Desejo aceitar Tuas comissões e ser fiel a Tuas comissões, e estou disposto a devotar minha vida inteira à Tua glória, de modo que tudo que eu faça consiga alcançar os padrões do povo de Deus. Que meu coração seja tocado por Ti. Desejo que Teu Espírito sempre me ilumine, para que tudo o que eu faça traga vergonha para Satanás, para que finalmente seja ganho por Ti”. Se você orar assim, de uma maneira que esteja centrada em torno da vontade de Deus, o Espírito Santo inevitavelmente trabalhará em você. Não importa a quantidade de palavras de suas orações — o essencial é se você compreende ou não a vontade de Deus. Talvez todos vocês tenham tido a seguinte experiência: às vezes, enquanto se ora em grupo, a dinâmica da obra do Espírito Santo atinge seu apogeu, fazendo com que a força de todos aumente. Algumas pessoas choram amargamente e derramam lágrimas enquanto oram, vencidas pelo remorso diante de Deus, e algumas mostram sua determinação e fazem votos. Tal o efeito a ser atingido pela obra do Espírito Santo. Hoje é crucial que todas as pessoas derramem completamente o seu coração nas palavras de Deus. Não se concentre nas palavras faladas anteriormente; se você ainda se agarrar ao que veio antes, o Espírito Santo não operará dentro de você. Você percebe a importância disto?

Vocês conhecem a senda hoje percorrida pelo Espírito Santo? Os vários pontos acima mencionados são o que o Espírito Santo há de realizar hoje e no futuro; eles são a senda escolhida pelo Espírito Santo e a entrada que o homem deve buscar. Em sua entrada na vida, você deve, no mínimo, derramar seu coração nas palavras de Deus e ser capaz de aceitar o julgamento e castigo das palavras de Deus; seu coração deve ansiar por Deus, você deve buscar a entrada profunda na verdade e nos objetivos exigidos por Deus. Quando estiver em posse dessa força, isso mostrará que você foi tocado por Deus e que seu coração começou a se voltar para Deus.

O primeiro passo da entrada na vida é você derramar seu coração completamente nas palavras de Deus, e o segundo passo é aceitar ser tocado pelo Espírito Santo. Qual o efeito a ser alcançado por aceitar ser tocado pelo Espírito Santo? É para ser capaz de ansiar por, buscar e explorar uma verdade mais profunda, bem como ser capaz de cooperar com Deus de maneiras positivas. Hoje você coopera com Deus, isso é, sua busca, suas orações e sua comunhão das palavras de Deus têm um objetivo, e você cumpre seu dever em concordância com as exigências de Deus — somente isso é cooperar com Deus. Se você apenas falar em deixar Deus agir, mas não toma nenhuma, nem orando nem buscando, como pode isso ser chamado de cooperação? Se não há nenhum traço de cooperação em você, se estiver desprovido de treinamento para uma entrada que tenha um objetivo, você não está cooperando. Algumas pessoas dizem: “Tudo depende da predestinação de Deus, tudo é feito pelo Próprio Deus; se Deus não o fez, como o homem poderia?” A obra de Deus é normal e nada sobrenatural, e é apenas de sua busca ativa que o Espírito Santo opera, pois Deus não força o homem — você precisa dar a Deus a oportunidade de operar e, se você não buscar nem entrar e não tiver nem o mais ligeiro anseio no seu coração, Deus não terá chance de operar. Por qual senda você pode buscar para ser tocado por Deus? Por meio da oração e aproximando-se de Deus. Porém o mais importante, lembre-se, é que deve ser com base nas palavras faladas por Deus. Quando é tocado por Deus com frequência, você não é escravizado pela carne: marido, mulher, filhos e dinheiro — todos eles são incapazes de algemar você, e você deseja apenas buscar a verdade e viver diante de Deus. Nesse momento, você será alguém que vive no reino da liberdade.

Extraído de ‘Conheça a mais nova obra de Deus e siga os Seus passos’ em “A Palavra manifesta em carne”

Palavras diárias de Deus Trecho 400

Deus decidiu tornar o homem completo e, qualquer que seja a perspectiva a partir da qual Ele fala, é tudo em prol de tornar as pessoas perfeitas. As palavras proferidas da perspectiva do Espírito são de difícil compreensão para as pessoas; elas não têm meios para encontrar a senda para a prática, pois sua capacidade de entendimento é limitada. A obra de Deus alcança efeitos diferentes, e ao dar cada passo da obra Ele tem Seu propósito. Além disso, é imperativo que Ele fale a partir de diferentes perspectivas, pois só assim Ele pode aperfeiçoar o homem. Se Ele fosse somente declarar Sua voz da perspectiva do Espírito, não haveria como completar esta fase da obra de Deus. A partir do tom com o qual Ele fala, você pode ver que Ele está determinado a completar este grupo de pessoas. Então, qual deveria ser o primeiro passo cada um daqueles que desejam ser tornados perfeitos? Acima de tudo, você deve conhecer a obra de Deus. Hoje, um novo método foi iniciado na obra de Deus; a era passou por uma transição, a maneira na qual Deus opera também mudou, e o método pelo qual Deus fala é diferente. Hoje, não só o método de Sua obra mudou, mas também a era. Agora é a Era do Reino. É também a era de amar a Deus. É um antegosto da Era do Reino Milenar — que também é a Era da Palavra e na qual Deus usa muitas maneiras de falar para aperfeiçoar o homem, e fala de perspectivas diferentes para suprir o homem. Ao entrar na Era do Reino Milenar, Deus começará a usar palavras para tornar o homem perfeito, permitindo-lhe entrar na vida-realidade e o conduzindo na trilha certa. Tendo experimentado tantos passos da obra de Deus, o homem viu que essa obra não permanece inalterada, mas está evoluindo e se aprofundando sem cessar. Depois que as pessoas a experimentaram por tanto tempo, a obra se alterou continuamente, e mudando repetidas vezes. Por mais que mude, no entanto, ela nunca se desvia do propósito de Deus de trazer salvação para a humanidade. Mesmo com dez mil mudanças, ela nunca se desvia de seu propósito original. Não importa como o método da obra de Deus possa mudar, esta obra nunca se afasta da verdade nem da vida. Mudanças no método pelos quais a obra é feita envolvem simplesmente uma alteração no formato da obra e na perspectiva a partir da qual Deus fala; não há mudança no objetivo central da obra de Deus. Mudanças no tom da voz de Deus e no método da Sua obra são feitas para alcançar um efeito. Uma mudança no tom de voz não significa uma mudança no propósito ou no princípio por trás da obra. As pessoas acreditam em Deus, principalmente, para buscar vida; se você acredita em Deus, e mesmo assim não busca a vida nem persegue a verdade ou o conhecimento de Deus, então isso não é crença em Deus! E seria realista ainda buscar entrar no reino para ser rei? Alcançar o amor verdadeiro por Deus por meio da busca da vida — apenas isso é realidade; a busca e a prática da verdade — tudo isso é realidade. Lendo as palavras de Deus e experimentando essas palavras, você chegará a captar o conhecimento de Deus em meio à experiência real, e isso é o que significa verdadeiramente buscar.

Extraído de ‘A Era do Reino é a Era da Palavra’ em “A Palavra manifesta em carne”

Palavras diárias de Deus Trecho 401

Agora é a Era do Reino. Se você entrou nesta nova era depende de se você entrou na realidade das palavras de Deus e de se Suas palavras se tornaram sua vida-realidade. As palavras de Deus são dadas a conhecer a cada pessoa, de modo que, no fim, todas as pessoas viverão no mundo das palavras de Deus, e Suas palavras esclarecerão e iluminarão cada pessoa a partir de seu íntimo. Se, durante esse tempo, você for descuidado ao ler as palavras de Deus e não tiver interesse em Suas palavras, então isso mostra que seu estado está errado. Se você é incapaz de entrar na Era da Palavra, então o Espírito Santo não opera em você; se você tiver entrado nesta era, Ele fará a Sua obra. O que você pode fazer no início da Era da Palavra, para ser capaz de ganhar a obra do Espírito Santo? Nesta era, entre vocês, Deus produzirá o seguinte fato: que toda pessoa há de viver as palavras de Deus, de ser capaz de colocar a verdade em prática e de amar a Deus com sinceridade; que todas as pessoas hão de usar as palavras de Deus como um fundamento e como sua realidade, e hão de ter um coração que reverencia a Deus; e que, por meio da prática das palavras de Deus, o homem, então, há de exercer o majestoso poder com Deus. Essa é a obra a ser realizada por Deus. Você consegue ficar sem ler as palavras de Deus? Hoje, há muitos que acham que não conseguem passar nem um ou dois dias sem ler as Suas palavras. Eles têm de ler Suas palavras todos os dias e, se o tempo não permitir, ouvi-las será suficiente. Esse é o sentimento que o Espírito Santo dá às pessoas, e é a maneira como Ele começa a movê-las. Isto é, Ele governa as pessoas por meio das palavras, de modo que elas possam entrar na realidade das palavras de Deus. Se, depois de apenas um dia sem comer e beber das palavras de Deus, você sentir escuridão e sede, e não puder suportá-lo, isso mostra que você foi tocado pelo Espírito Santo e que Ele não Se afastou de você. Você é, então, alguém que está nesta corrente. No entanto, se depois de um dia ou dois sem comer e beber das palavras de Deus, você não sente nada, se você não tem sede, não é nem um pouco tocado, isso mostra que o Espírito Santo Se afastou de você. Isso significa, então, que há algo errado com o estado dentro de você; você não entrou na Era da Palavra e é um daqueles que ficaram para trás. Deus usa as palavras para governar as pessoas; você se sente bem se comer e beber das palavras de Deus e, se não o fizer, não terá uma senda a seguir. As palavras de Deus se tornam o alimento das pessoas e a força que as impulsiona. A Bíblia diz que “nem só de pão viverá o homem, mas de toda palavra que sai da boca de Deus”. Hoje, Deus trará esta obra à completude e Ele há de realizar esse fato em vocês. Como é que, no passado, as pessoas conseguiam passar muitos dias sem ler as palavras de Deus e ainda assim eram capazes de comer e trabalhar como de costume, mas esse não é o caso hoje? Nesta era, Deus usa principalmente as palavras para governar tudo. Por meio das palavras de Deus, o homem é julgado e aperfeiçoado, e então, é finalmente levado ao reino. Só as palavras de Deus podem suprir a vida do homem, e só as palavras de Deus podem dar ao homem uma luz e uma senda para a prática, especialmente na Era do Reino. Enquanto você não se desviar da realidade das palavras de Deus, comendo e bebendo Suas palavras cada dia, Deus será capaz de torná-lo perfeito.

Extraído de ‘A Era do Reino é a Era da Palavra’ em “A Palavra manifesta em carne”

Palavras diárias de Deus Trecho 402

A busca da vida não é algo que se pode apressar; o crescimento da vida não acontece em apenas um dia ou dois. A obra de Deus é normal e prática, e há um processo a que ela se submete necessariamente. O Jesus encarnado levou trinta e três anos e meio para completar a Sua obra de crucificação — o que dizer de purificar o homem e transformar a sua vida, obra da máxima dificuldade? Também não é tarefa fácil criar um homem normal que manifesta Deus. Isso vale particularmente para as pessoas que nasceram na nação do grande dragão vermelho, que são de calibre inferior e exigem um tempo longo da palavra e da obra de Deus. Portanto, não fique impaciente para ver os resultados. Você tem de ser proativo no comer e beber das palavras de Deus e dedicar mais esforço às palavras de Deus. Quando tiver terminado de ler Suas palavras, você deve ser capaz de colocá-las em prática de verdade, crescendo em conhecimento, percepção, discernimento e sabedoria nas palavras de Deus. Dessa forma, você vai mudar sem perceber. Se você for capaz de tomar como seu princípio o comer e beber das palavras de Deus, lendo-as, vindo a conhecê-las, vivenciando-as e as praticando, você chegará à maturidade sem perceber. Há aqueles que dizem que são incapazes de colocar as palavras de Deus em prática, mesmo depois de lê-las. Qual é a sua pressa? Quando alcançar uma certa estatura, você será capaz de colocar Suas palavras em prática. Uma criança de quatro ou cinco anos diria que é incapaz de apoiar ou honrar seus pais? Você deveria ser capaz de saber que altura a sua estatura atual tem. Coloque em prática o que você é capaz de colocar em prática, e evite ser alguém que interrompe a gestão de Deus. Apenas coma e beba das palavras de Deus e tome isso como o seu princípio de agora em diante. Não se preocupe, por enquanto, se Deus pode completar você. Não se aprofunde nisso ainda. Apenas coma e beba das palavras de Deus conforme elas chegam a você, e Deus certamente tornará você completo. No entanto, há um princípio pelo qual você deve comer e beber de Suas palavras. Não o faça cegamente. Ao comer e beber das palavras de Deus, por um lado, busque as palavras que você deve passar a conhecer — isto é, aquelas que se relacionam às visões — e, por outro lado, busque aquilo que você deveria pôr em prática real — no que você deve entrar. Um aspecto tem a ver com o conhecimento, e o outro, com entrar. Tendo compreendido ambos — quando tiver compreendido o que deveria saber e o que deveria praticar — você vai saber como comer e beber das palavras de Deus.

Extraído de ‘A Era do Reino é a Era da Palavra’ em “A Palavra manifesta em carne”

Palavras diárias de Deus Trecho 403

Seguindo adiante, conversar sobre as palavras de Deus deveria ser o princípio pelo qual você fala. Normalmente, quando vocês se reúnem, deveriam ser capazes de se engajar em comunhão sobre as palavras de Deus, tomando-as como conteúdo de suas interações, conversando sobre o que sabem sobre essas palavras, como as colocam em prática e como o Espírito Santo opera. Contanto que você comunique as palavras de Deus, o Espírito Santo o iluminará. Alcançar o mundo das palavras de Deus exige a cooperação do homem. Se você não entrar nisso, Deus não terá como operar; se você mantiver sua boca fechada e não falar sobre Suas palavras, Ele não terá como o iluminar. Sempre que você não estiver de outra forma ocupado, converse sobre as palavras de Deus, e não se meta apenas em conversa fiada! Deixe a sua vida ser preenchida com as palavras de Deus — só então você será um crente devoto. Não importa que a sua comunicação seja superficial. Sem superficialidade não pode haver profundidade. Tem de haver um processo. Através do treinamento, você captará a iluminação do Espírito Santo sobre você e como comer e beber efetivamente das palavras de Deus. Após um intervalo de exame profundo, você entrará na realidade das palavras de Deus. Só se estiver decidido a cooperar, você será capaz de receber a obra do Espírito Santo.

Dos princípios de comer e beber das palavras de Deus, um se relaciona ao conhecimento, e o outro, à entrada. Quais palavras você deveria chegar a conhecer? Você deveria chegar a conhecer as palavras que se relacionam às visões (tais como aquelas relacionadas a qual era a obra de Deus entrou agora, o que Deus deseja alcançar agora, o que a encarnação é, e assim por diante; tudo isso está relacionado às visões). O que se quer dizer com a senda na qual o homem deve entrar? Isso se refere às palavras de Deus que o homem deveria praticar e nas quais entrar. Esses são os dois aspectos de comer e beber as palavras de Deus. A partir de agora, coma e beba das palavras de Deus dessa maneira. Se você tem uma compreensão clara das Suas palavras a respeito das visões, então não há necessidade de continuar lendo o tempo todo. De importância primordial é comer e beber mais das palavras sobre a entrada, tais como de que maneira voltar seu coração para Deus, de que maneira acalmar seu coração diante de Deus e de que maneira renunciar à carne. Essas são as coisas que você deveria colocar em prática. Sem saber como comer e beber das palavras de Deus, a verdadeira comunicação é impossível. Uma vez que você saiba como comer e beber das Suas palavras, quanto tiver captado o que é fundamental, a comunicação se tornará espontânea, e qualquer assunto que surja, você será capaz de comunicar e captar a realidade. Se, ao comunicar as palavras de Deus, você não tiver realidade, então você não captou o que é fundamental, o que demonstra que você não sabe como comer e beber das palavras de Deus. Algumas pessoas podem achar cansativo ler as palavras de Deus, o que não é um estado normal. O que é normal é nunca se cansar de ler as palavras de Deus, sempre ter sede delas e sempre achar que as palavras de Deus são boas. É assim que alguém que realmente entrou come e bebe das palavras de Deus. Quando você sente que as palavras de Deus são extraordinariamente práticas e são exatamente aquilo em que o homem deve entrar; quando você sente que as Suas palavras são consideravelmente úteis e benéficas para o homem, e que elas são a provisão da vida do homem — é o Espírito Santo que lhe dá esse sentimento, e é o Espírito Santo que move você. Isso prova que o Espírito Santo está operando em você e que Deus não Se afastou de você. Algumas pessoas, vendo que Deus está sempre falando, se cansam de Suas palavras e pensam que não tem importância se elas as leem ou não — o que não é um estado normal. Falta-lhes um coração sedento de entrar na realidade, e tais pessoas não têm sede nem dão importância a serem aperfeiçoadas. Sempre que achar que não tem sede das palavras de Deus, isso mostra que você não está em um estado normal. No passado, se Deus Se afastou ou não de você podia ser determinado por se você sentia paz interior, e se experimentava alegria. Agora, o fundamental é se você tem sede das palavras de Deus, se Suas palavras são a sua realidade, se você é fiel e se é capaz de fazer tudo que pode fazer por Deus. Em outras palavras, o homem é julgado pela realidade das palavras de Deus. Deus dirige Suas palavras a toda a humanidade. Se você estiver disposto a lê-las, Ele o esclarecerá, mas se não estiver, Ele não o fará. Deus esclarece aqueles que têm fome e sede de justiça e esclarece aqueles que O buscam. Alguns dizem que Deus não os esclareceu mesmo depois que leram as Suas palavras. Mas de que maneira você leu essas palavras? Se você leu Suas palavras da maneira como um homem a cavalo olha as flores, e não deu importância à realidade, como Deus poderia esclarecê-lo? Como alguém que não aprecia as palavras de Deus poderia ser aperfeiçoado por Ele? Se você não valorizar as palavras de Deus, então não terá nem verdade nem realidade. Se você valorizar Suas palavras, então será capaz de colocar a verdade em prática e, só então, você terá a realidade. É por isso que você deve comer e beber das palavras de Deus o tempo todo, esteja você ocupado ou não, sendo as circunstâncias adversas ou não e estando você em provação ou não. Em suma, as palavras de Deus são o fundamento da existência do homem. Ninguém pode se afastar de Suas palavras, mas deve alimentar-se delas assim como são feitas as três refeições do dia. Ser tornado perfeito e ganho por Deus poderia ser tão fácil? Quer você entenda ou não, neste momento, e quer tenha ou não uma percepção da obra de Deus, você deve comer e beber das palavras de Deus o máximo possível. Isso é entrar de uma maneira proativa. Depois de ler as palavras de Deus, apresse-se em colocar em prática aquilo em que você pode entrar e deixe de lado, por enquanto, o que você não pode. Pode haver muitas das palavras de Deus que você não consiga entender no começo, mas depois de dois ou três meses, talvez até um ano, você entenderá. Como pode ser isso? É porque Deus não pode tornar as pessoas perfeitas em um dia ou dois. Na maioria das vezes, quando lê Suas palavras você pode não entender imediatamente. Nesse momento, elas podem parecer nada mais que um mero texto; você deve experimentá-las por um tempo antes de poder entendê-las. Tendo Deus falado tanto, você deveria fazer o máximo para comer e beber das Suas palavras, e então, sem o perceber, você chegará a entender e, sem o perceber, o Espírito Santo o esclarecerá. Quando o Espírito Santo esclarece o homem, muitas vezes é sem que o homem esteja ciente. Ele esclarece e guia você quando você tem sede e busca. O princípio pelo qual o Espírito Santo opera está centrado em torno das palavras de Deus que você come e bebe. Todos aqueles que não dão importância às palavras de Deus e que sempre têm uma atitude diferente para com Suas palavras — crendo que, em seu pensamento confuso, se trata de uma questão de indiferença ler ou não Suas palavras — são aqueles que não possuem realidade. Nem a obra do Espírito Santo nem Seu esclarecimento podem ser vistos numa pessoa assim. Elas estão simplesmente se saindo bem, são impostores sem qualificações verdadeiras, como o Sr. Nanguo da parábola.[a]

Extraído de ‘A Era do Reino é a Era da Palavra’ em “A Palavra manifesta em carne”

Nota de rodapé:

a. O texto original não contém a frase “da parábola”.

Palavras diárias de Deus Trecho 404

Quando as palavras de Deus surgirem, você deveria imediatamente recebê-las e delas comer e beber. Não importa o quanto entenda, o único ponto de vista ao qual você deve se apegar é comer e beber, conhecer e praticar Suas palavras. Isso é algo que você deveria ser capaz de fazer. Não importa o quão grande sua estatura possa se tornar; simplesmente se concentre em comer e beber de Suas palavras. É com isso que o homem deveria cooperar. Sua vida espiritual é principalmente tentar entrar na realidade do comer e beber das palavras de Deus e colocá-las em prática. Não compete a você concentrar-se em qualquer outra coisa. Os líderes de igrejas deveriam ser capazes de orientar todos os seus irmãos e irmãs para que saibam como comer e beber as palavras de Deus. Essa é a responsabilidade de cada um dos líderes de igreja. Sejam jovens ou velhos, todos deveriam considerar o comer e beber das palavras de Deus como tendo grande importância e deveriam ter Suas palavras no coração. Entrar nessa realidade significa entrar na Era do Reino. Hoje, a maioria das pessoas acha que não pode viver sem comer e beber das palavras de Deus, e acha que Suas palavras são frescas independentemente do tempo. Isso significa que elas estão começando a se colocar na trilha certa. Deus usa palavras para fazer Sua obra e prover para o homem. Quando todos ansiarem pelas palavras de Deus e delas tiverem sede, a humanidade há de entrar no mundo de Suas palavras.

Deus falou muito. Quanto você chegou a conhecer? Em quanto você entrou? Se um líder de igreja não levou seus irmãos e irmãs à realidade das palavras de Deus, então ele terá sido negligente em seu dever e fracassado em cumprir com suas responsabilidades! Se seu entendimento é profundo ou superficial, independentemente do grau de seu entendimento, você deve saber como comer e beber as Suas palavras, você deve prestar grande atenção às Suas palavras e entender a importância e a necessidade de comê-las e bebê-las. Tendo Deus falado tanto, se você não come e bebe das Suas palavras, se não tenta buscá-las, nem as põe em prática, isso não pode ser chamado de acreditar em Deus. Já que de fato acredita em Deus, você deve comer e beber de Suas palavras, experimentar Suas palavras e viver Suas palavras. Só isso pode ser chamado de crença em Deus! Se você diz que acredita em Deus com a sua boca e ainda é incapaz de colocar alguma de Suas palavras em prática ou de produzir qualquer realidade, isso não é chamado acreditar em Deus. Antes, é “buscar o pão para satisfazer a fome”. Só falar de testemunhos triviais, coisas inúteis e questões superficiais, sem ter sequer a menor medida de realidade: isso não constitui a crença em Deus, e você simplesmente não captou o caminho correto de crer em Deus. Por que você deve comer e beber tantas das palavras de Deus quanto possível? Se você não come e bebe de Suas palavras e só busca ascender ao Céu, isso é acreditar em Deus? Qual é o primeiro passo que alguém que acredita em Deus deveria dar? Por qual senda Deus aperfeiçoa o homem? Você pode ser aperfeiçoado sem comer e beber das palavras de Deus? Você pode ser considerado alguém do reino sem as palavras de Deus para servir como sua realidade? O que significa exatamente crer em Deus? Os crentes em Deus deveriam, no mínimo, ser bem comportados externamente; o mais importante de tudo é ser dotado das palavras de Deus. Haja o que houver, você nunca pode se afastar das Suas palavras. Conhecer Deus e realizar Suas intenções, tudo é alcançado por meio de Suas palavras. No futuro, todas as nações, denominações, religiões e todos os setores serão conquistados pelas palavras de Deus. Deus falará diretamente, e todas as pessoas terão as palavras de Deus em suas mãos, e, por meio disso, a humanidade será aperfeiçoada. Dentro e fora, as palavras de Deus permeiam tudo: a humanidade falará as palavras de Deus com sua boca, praticará segundo as palavras de Deus e manterá as palavras de Deus em seu íntimo, permanecendo imersa nas palavras de Deus tanto por dentro quanto por fora. Assim, a humanidade será aperfeiçoada. Aqueles que cumprem as intenções de Deus, e são capazes de dar testemunho Dele, são as pessoas que têm as palavras de Deus como sua realidade.

Entrar na Era da Palavra — na Era do Reino Milenar — é a obra que está sendo realizada hoje. A partir de agora, pratique o envolvimento na comunicação das palavras de Deus. Só por meio do comer e beber bem como por experimentar as palavras de Deus, você será capaz de vivê-las. Você deve produzir alguma experiência prática para convencer os outros. Se você não conseguir viver a realidade das palavras de Deus, ninguém será persuadido! Todos aqueles que são usados por Deus são pessoas que conseguem viver a realidade das palavras de Deus. Se você não puder produzir essa realidade e dar testemunho de Deus, isso mostra que o Espírito Santo não operou em você e que você não foi aperfeiçoado. Essa é a importância das palavras de Deus. Você tem um coração que tem sede das palavras de Deus? Aqueles que têm sede das palavras de Deus têm sede da verdade, e só pessoas assim são abençoadas por Deus. No futuro, há muito mais palavras que Deus dirá a todas as religiões e a todas as denominações. Ele primeiro fala e declara Sua voz dentre vocês para completá-los, antes de passar a falar e declarar Sua voz dentre os gentios para conquistá-los. Por meio de Suas palavras, todos serão sincera e totalmente convencidos. Por meio das palavras de Deus e de Suas revelações, o caráter corrupto do homem diminui, ele ganha a aparência de um homem, e seu caráter rebelde diminui. As palavras operam no homem com autoridade e conquistam o homem dentro da luz de Deus. A obra que Deus faz na presente era, bem como os pontos decisivos de Sua obra, podem ser todos encontrados em Suas palavras. Se não ler Suas palavras, você não entenderá nada. Por meio do próprio comer e beber das Suas palavras, por meio do engajamento em comunhão com irmãos e irmãs e de suas experiências reais, você ganhará o pleno conhecimento das palavras de Deus. Só então você será verdadeiramente capaz de viver a realidade delas.

Extraído de ‘A Era do Reino é a Era da Palavra’ em “A Palavra manifesta em carne”

Palavras diárias de Deus Trecho 405

Eu disse anteriormente: “Todos os que se concentram em contemplar sinais e maravilhas serão abandonados; eles não são aqueles que serão aperfeiçoados”. Já falei tantas palavras, mas o homem não tem o menor conhecimento desta obra e, tendo ela chegado a este ponto, as pessoas ainda pedem sinais e maravilhas. Sua crença em Deus não passa de uma busca por sinais e maravilhas, ou é para ganhar vida? Jesus também proferiu muitas palavras, e algumas delas ainda precisam ser cumpridas hoje. Você pode dizer que Jesus não é Deus? Deus testemunhou que Ele era Cristo e o amado Filho de Deus. Você pode negar isso? Hoje, Deus só profere palavras, e se você for incapaz de conhecer plenamente, você não pode ficar firme. Você acredita Nele porque Ele é Deus, ou acredita Nele com base no cumprimento ou não de Suas palavras? Acredita em sinais e maravilhas ou em Deus? Hoje, Ele não mostra sinais e maravilhas — Ele realmente é Deus? Se as palavras que Ele profere não são cumpridas, Ele é realmente Deus? A substância de Deus é determinada pelo cumprimento ou não das palavras que Ele profere? Por que algumas pessoas estão sempre esperando pelo cumprimento das palavras de Deus antes de crer Nele? Isso não significa que eles não O conhecem? Todos aqueles que têm tais noções são pessoas que negam a Deus. Eles utilizam noções para medir Deus; se as palavras de Deus são cumpridas, eles acreditam em Deus, se não, não acreditam em Deus; e eles sempre buscam ver sinais e maravilhas. Eles não são os fariseus dos tempos modernos? Você ser ou não capaz de se manter firme depende de se conhece ou não o verdadeiro Deus — isso é fundamental! Quanto maior a realidade da palavra de Deus em você, maior seu conhecimento da realidade de Deus e mais você será capaz de permanecer firme durante as provações. Quanto mais você se concentra em ver sinais e maravilhas, mais incapaz é de se manter firme, e você vai cair em meio a provações. Sinais e maravilhas não são a base; só a realidade de Deus é vida. Algumas pessoas não conhecem os efeitos que devem ser alcançados pela obra de Deus. Elas passam seus dias em desorientação, não buscando o conhecimento da obra de Deus. Sua busca é sempre fazer com que Deus realize seus desejos, somente depois disso são sérios em sua crença. Elas dizem que buscarão a vida se as palavras de Deus forem cumpridas, mas se não forem cumpridas, então não há possibilidade de elas buscarem a vida. O homem pensa que a crença em Deus é a busca da contemplação de sinais e maravilhas e a busca da ascensão ao Céu e ao terceiro céu. Não há quem diga que sua crença em Deus é a busca da entrada na realidade, a busca da vida e a busca de ser ganho por Deus. Que é o valor de uma busca dessas? Aqueles que não buscam o conhecimento de Deus e a satisfação de Deus são pessoas que não creem em Deus, são pessoas que blasfemam contra Deus!

Agora você entende o que é a crença em Deus? A crença em Deus é contemplar sinais e maravilhas? É ascender ao Céu? Acreditar em Deus não é nada fácil. Aquelas práticas religiosas deveriam ser purgadas; buscar a cura dos enfermos e a expulsão de demônios, concentrar-se em sinais e maravilhas, cobiçar mais da graça, paz e alegria de Deus, buscar as perspectivas e conforto da carne — essas são práticas religiosas e tais práticas religiosas são um tipo vago de crença. O que é a crença real em Deus hoje? É a aceitação da palavra de Deus como sua vida-realidade e o conhecimento de Deus a partir de Sua palavra, a fim de alcançar um verdadeiro amor a Ele. Para ser claro: a crença em Deus é para que você possa obedecer a Deus, amar a Deus e realizar o dever que deveria ser realizado por uma criatura de Deus. Esse é o objetivo de acreditar em Deus. Você deve alcançar um conhecimento da beleza de Deus, de quão digno Deus é de reverência, de como, em Suas criaturas, Deus realiza a obra da salvação e as torna perfeitas — essas são as essências mínimas da sua crença em Deus. A crença em Deus é principalmente passar de uma vida da carne para uma vida de amor a Deus; de viver dentro da corrupção para viver dentro da vida das palavras de Deus; é sair do império de Satanás e viver sob o cuidado e proteção de Deus, é ser capaz de alcançar a obediência a Deus e não a obediência à carne, é permitir que Deus ganhe todo o seu coração, permitindo que Deus o torne perfeito e se libertar do caráter satânico corrupto. Crer em Deus é, principalmente, para que o poder e a glória de Deus se manifestem em você, para que você possa fazer a vontade de Deus e realizar o plano de Deus e ser capaz de dar testemunho de Deus diante de Satanás. Crer em Deus não deveria girar em torno do desejo de contemplar sinais e maravilhas, nem deveria ser por causa da própria carne. Deveria ser a busca de conhecer a Deus, e ser capaz de obedecer a Deus e, como Pedro, obedecer-Lhe até a morte. Esses são os objetivos principais de se crer em Deus. Come-se e bebe-se a palavra de Deus a fim de se conhecer a Deus e satisfazer a Deus. Comer e beber a palavra de Deus lhe dá um maior conhecimento de Deus, e somente depois disso você pode obedecer a Deus. Somente com conhecimento de Deus você pode amá-Lo, e esse é o objetivo que o homem deve ter em sua crença em Deus. Se, em sua crença em Deus, você sempre tenta ver sinais e maravilhas, então o ponto de vista dessa crença em Deus é errado. A crença em Deus é, principalmente, a aceitação da palavra de Deus como a vida-realidade. O objetivo de Deus só é alcançado por meio de se colocar em prática as palavras de Deus que saem de Sua boca e executá-las dentro de si. Ao acreditar em Deus, o homem deveria buscar ser aperfeiçoado por Deus, ser capaz de se submeter a Deus e ser completamente obediente a Deus. Se você puder obedecer a Deus sem reclamar, estar atento aos desejos de Deus, alcançar a estatura de Pedro e ter o estilo de Pedro mencionado por Deus, será então que você terá alcançado sucesso na crença em Deus, e isso significará que você foi ganho por Deus.

Extraído de ‘Tudo é realizado pela palavra de Deus’ em “A Palavra manifesta em carne”

Anterior: X. Entrada na vida

Próximo: Entrada na vida 2

Todos os dias temos 24 horas e 1440 minutos. Você está disposto a dedicar 10 minutos para estudar o caminho de Deus? Você está convidado a se juntar ao nosso grupo de estudo.

Conteúdo relacionado

O mistério da encarnação (1)

Na Era da Graça, João preparou o caminho para Jesus. João não poderia fazer a obra do Próprio Deus, mas simplesmente cumpriu o dever do...

Capítulo 28

O estado das pessoas é que quanto menos elas entendem as palavras de Deus, mais céticas elas são sobre os meios atuais pelos quais Deus...

Capítulo 15

A aparição de Deus já se deu em todas as igrejas. É o Espírito que fala; Ele é um fogo consumidor, Ele porta majestade e está julgando. Ele...

Configurações

  • Texto
  • Temas

Cores sólidas

Temas

Fonte

Tamanho da fonte

Espaçamento entre linhas

Espaçamento entre linhas

Largura da página

Sumário

Busca

  • Pesquise neste texto
  • Pesquise neste livro

Entre em contato conosco pelo Whatsapp