Só pôr a verdade em prática é possuir realidade

Erguer as palavras de Deus e ser capaz de explicá-las despudoradamente não significa estar de posse da realidade; as coisas não são tão simples como você imagina. Estar de posse da realidade não tem por base o que você diz; antes, tem por base o que vive. Só quando as palavras de Deus se tornam a sua vida e a sua expressão natural você pode dizer que tem realidade e só então pode ser contado como tendo ganhado entendimento verdadeiro e estatura real. Você precisa ser capaz de suportar o exame por longos períodos de tempo e precisa ser capaz de viver a semelhança que é exigida por Deus. Isso não deve ser mera pose; precisa fluir de você naturalmente. Só então você possuirá realidade verdadeiramente, só então terá ganhado vida. Permita-Me usar o exemplo da provação dos servidores, com a qual todos estão familiarizados: qualquer um pode oferecer as teorias mais grandiosas a respeito de servidores e todos têm um entendimento decente do assunto; eles falam disso e cada discurso supera o último, como se fosse uma competição. Todavia, se o homem não passou por uma grande provação, então é muito difícil dizer que ele tem um testemunho bom para dar. Em suma, o viver do homem ainda é muito deficiente, inteiramente contrário a seu entendimento. Portanto, ele ainda tem de se tornar a real estatura do homem e ainda não é a vida do homem. Como o entendimento do homem não foi trazido à realidade, a estatura dele ainda é como um castelo construído na areia, balançando e à beira do desmoronamento. O homem possui pouquíssima realidade; é quase impossível encontrar alguma realidade no homem. Há pouquíssima realidade fluindo naturalmente do homem e toda a realidade que ele vive foi forçada. Essa é a razão de Eu dizer que o homem não possui realidade. Embora aleguem que seu amor por Deus nunca muda, isso é simplesmente o que as pessoas dizem antes de ter enfrentado quaisquer provações. Quando, um dia, são confrontadas repentinamente com provações, as coisas de que falam resultarão uma vez mais em desacordo com a realidade, e isso provará de novo que o homem não possui realidade. Pode-se dizer que toda vez que encontra coisas que não se ajustam às suas noções e que exigem que você se ponha de lado, essas coisas são as suas provações. Antes que a vontade de Deus seja revelada, todos passam por um teste rigoroso e uma provação imensa. Você consegue compreender isso? Quando quer provar as pessoas, Deus sempre lhes permite fazer suas escolhas antes que a verdade real seja revelada. Isso significa que, quando estiver sujeitando o homem a provações, Deus nunca lhe dirá a verdade; essa é a maneira pela qual as pessoas são expostas. Essa é uma maneira de Deus realizar a Sua obra, para ver se você conhece o Deus de hoje, bem como se você possui alguma realidade. Você está verdadeiramente livre de dúvidas a respeito da obra de Deus? Você será capaz de verdadeiramente permanecer firme quando uma grande provação lhe sobrevier? Quem se atreve a dizer: “Eu garanto que não haverá problema”? Quem se atreve a afirmar: “Os outros podem ter dúvidas, mas eu nunca duvidarei”? É exatamente como quando Pedro foi submetido às provações: ele sempre se vangloriou antes que a verdade fosse revelada. Essa não é uma falha pessoal exclusiva de Pedro; essa é a maior dificuldade que todo homem enfrenta atualmente. Se Eu fosse visitar uns poucos lugares ou fizesse uma visita a uns poucos irmãos e irmãs para ver o que é seu entendimento da obra de Deus da atualidade, vocês certamente seriam capazes de dizer muito sobre o seu conhecimento e pareceriam não ter quaisquer dúvidas. Se Eu lhe perguntasse: “Você consegue realmente determinar que a obra de hoje é realizada pelo Próprio Deus? Sem dúvida alguma?”, é certo que você responderia: “Sem nenhuma dúvida, é a obra realizada pelo Espírito de Deus”. Uma vez que tenha respondido de tal maneira, seguramente você não sentiria um pingo de dúvida e até se sentiria muito satisfeito, pensando ter ganho um pouco de realidade. Aqueles que tendem a entender as coisas desse jeito são pessoas que possuem menos realidade; quanto mais alguém pensa que a ganhou, menos será capaz de permanecer firme quando confrontado com provações. Ai daqueles que são arrogantes e soberbos, ai daqueles que não têm conhecimento de si mesmos; tais pessoas são peritas em falar, mas acabam sendo as piores quando põem suas palavras em ação. Ao menor sinal de problema, essas pessoas começam a ter dúvidas, e a ideia de desistir rouba a sua mente. Elas não possuem realidade alguma; têm apenas teorias que estão acima da religião, sem qualquer realidade exigida agora por Deus. Estou muito enojado por aqueles que só falam de teorias sem possuir realidade alguma. Eles gritam o mais alto quando executam seu trabalho, mas, assim que deparam com a realidade, desmoronam. Isso não mostra que essas pessoas não têm realidade? Por mais que o vento e as ondas sejam ferozes, se você puder permanecer de pé sem permitir um pingo de dúvida entrar em sua mente, e se puder permanecer firme e livre de negação, mesmo quando não restar mais ninguém, então você será contado como tendo entendimento verdadeiro e genuinamente em posse de realidade. Se você se virar conforme o vento sopra — se seguir a maioria e aprender a papaguear o discurso dos outros —, então, por mais eloquente que possa ser, isso não será prova de que você possui realidade. Portanto, Eu sugiro que você não seja prematuro em gritar palavras vazias. Você sabe o que Deus vai fazer? Não se comporte como outro Pedro, para não causar vergonha a si mesmo e perder a capacidade de manter a cabeça erguida; isso não fará bem a ninguém. A maioria das pessoas não tem estatura real. Embora tenha realizado um bom tanto da obra, Deus não trouxe a realidade para as pessoas; para ser mais exato, Ele nunca castigou ninguém pessoalmente. Algumas pessoas foram expostas por tais provações, com suas mãos pecadoras chegando cada vez mais longe, pensando que é fácil levar a melhor sobre Deus, que podem fazer o que bem querem. Já que não são capazes de suportar nem esse tipo de provação, provações mais desafiadoras estão fora de questão para elas, assim como a posse da realidade. Elas não estão apenas tentando enganar Deus? Possuir realidade não é algo que possa ser falsificado, nem a realidade é algo que você possa alcançar por conhecê-la. Isso depende da sua estatura real, bem como de se você pode ou não suportar todas as provações. Você compreende?

Deus não exige das pessoas a mera capacidade de falar sobre a realidade; isso seria fácil demais, não seria? Por que, então, Deus fala da entrada na vida? Por que Ele fala sobre transformação? Se são capazes apenas de conversa vazia sobre a realidade, então as pessoas podem alcançar uma transformação em seu caráter? Os bons soldados do reino não são treinados para ser um grupo de pessoas que só podem falar sobre a realidade ou se vangloriar; antes, são treinados para viver as palavras de Deus a todo momento, permanecer inflexíveis, apesar dos reveses que enfrentarem, e viver constantemente de acordo com as palavras de Deus e não voltar ao mundo. Essa é a realidade da qual Deus fala; essa é a exigência de Deus para o homem. Assim, não considere a realidade mencionada por Deus como sendo simples demais. O mero esclarecimento do Espírito Santo não equivale à posse da realidade. Tal não é a estatura do homem — é a graça de Deus, para a qual o homem não contribui em nada. Cada pessoa deve suportar os sofrimentos de Pedro e, ainda mais, possuir a glória de Pedro, que elas vivem após terem ganhado a obra de Deus. Só isso pode ser chamado de realidade. Não pense que você possui a realidade só porque pode falar dela; isso é uma falácia. Tais pensamentos não concordam com a vontade de Deus e não têm significação real. Não diga essas coisas no futuro — suprima tais dizeres! Todos aqueles com um entendimento falso das palavras de Deus são descrentes. Eles não têm conhecimento real algum, muito menos qualquer estatura real; são pessoas ignorantes que carecem de realidade. Em outras palavras, todos aqueles que vivem fora da essência das palavras de Deus são descrentes. Aqueles considerados descrentes pelas pessoas são bestas aos olhos de Deus e aqueles considerados descrentes por Deus são pessoas que não têm as palavras de Deus como sua vida. Pode, portanto, ser dito que aqueles que não possuem a realidade das palavras de Deus e que não vivem Suas palavras são descrentes. A intenção de Deus é fazer com que todos vivam a realidade de Suas palavras — não simplesmente que todos falem sobre a realidade, mas, mais que isso, capacitar todos a viver a realidade de Suas palavras. A realidade que o homem percebe é superficial demais; não tem valor e não pode satisfazer a vontade de Deus. É baixa demais e nem sequer merece menção. É deficiente demais e fica muito aquém dos padrões das exigências de Deus. Cada um de vocês será submetido a uma grande inspeção para ver quem dentre vocês sabe simplesmente como falar sobre o seu entendimento sem ser capaz de apontar a senda, bem como para descobrir quem dentre vocês é lixo inútil. Lembre-se disso a partir de agora! Não fale de conhecimento vazio; fale apenas sobre a senda da prática e sobre a realidade. Faça a transição do conhecimento real para a prática real e, depois, passe da prática para o viver real. Não passe um sermão nos outros e não fale sobre o conhecimento real. Se o seu entendimento é uma senda, então deixe suas palavras seguirem livres sobre ele; se não for, então, por favor, cale a sua boca e pare de falar! O que você diz é inútil. Você fala de entendimento a fim de iludir a Deus e fazer os outros invejarem você. Não é essa a sua ambição? Você não está brincando com os outros deliberadamente? Há algum valor nisso? Se falar de entendimento depois de tê-lo experimentado, você não será visto como um gabarola. Do contrário, você é alguém que cospe fora palavras arrogantes. Há muitas coisas em sua experiência real que você não consegue superar, e você não consegue se rebelar contra a própria carne; está sempre fazendo o que quer, nunca satisfazendo a vontade de Deus — mas ainda tem o descaro de falar sobre o entendimento teórico. Você é desavergonhado! Você ainda é ousado demais para falar do seu entendimento das palavras de Deus. Quanta impudência sua! Discursar e gabar-se passou a ser a sua natureza absoluta, e você se acostumou a fazer assim. Toda vez que deseja falar, você o faz com facilidade, mas, quando se trata de praticar, você se entrega às ornamentações. Esse não é um modo de enganar os outros? Você pode ser capaz de iludir homens, mas Deus não pode ser ludibriado. Os homens são inconscientes e não têm discernimento, mas Deus é sério em relação a tais questões e Ele não o poupará. Seus irmãos e irmãs podem defender você, louvar seu entendimento e admirá-lo, mas, se você não possuir realidade, o Espírito Santo não o poupará. Talvez o Deus prático não busque suas falhas, mas o Espírito de Deus o ignorará, e isso já será difícil o bastante para você suportar. Você acredita nisso? Fale mais sobre a realidade da prática; você já se esqueceu? Fale mais sobre as sendas práticas; você já se esqueceu? “Ofereça menos teorias grandiosas e conversa inflada e sem valor; é melhor começar a prática a partir de agora.” Você esqueceu essas palavras? Não entende de jeito nenhum? Não tem compreensão da vontade de Deus?

Quando o desastre vem, como nós cristãos devemos lidar com ele? Convidamos você a participar da nossa reunião online, onde podemos explorar juntos e encontrar o caminho.
Contate-nos
Entre em contato conosco pelo Whatsapp