Palavras diárias de Deus | "A verdade interna da obra de conquista (1)" | Trecho 30

A obra de conquista de hoje é destinada a tornar óbvio qual será o fim do homem. Por que Eu digo que o castigo e julgamento de hoje são julgamento diante do grande trono branco dos últimos dias? Você não vê isso? Por que a obra de conquista é a fase final? Não é precisamente para tornar manifesto que tipo de fim cada classe de homem encontrará? Não é para permitir que todos, no decurso da obra de conquista de castigo e julgamento, mostrem suas cores verdadeiras e então, na sequência, seja classificado de acordo com sua espécie? Em vez de dizer que isso é conquistar a humanidade, talvez seja melhor dizer que é mostrar que tipo de fim haverá para cada classe de pessoa. Isso é para julgar os pecados das pessoas e, então, revelar as várias classes de pessoas, decidindo, desse modo, se são malignas ou justas. Após a obra de conquista, vem então a obra de recompensar o bom e punir o mau. As pessoas que obedecem completamente — o que significa as conquistadas plenamente — serão colocadas no próximo passo de espalhar a obra de Deus para o universo inteiro; as não conquistadas serão colocadas nas trevas e encontrarão a calamidade. Assim, o homem será classificado de acordo com a espécie, os malfeitores agrupados com o mal, para ficar sem a luz do sol sempre de novo, e os justos agrupados com o bem, para receber a luz e viver para sempre na luz. O fim está próximo para todas as coisas; o fim do homem foi claramente mostrado aos seus olhos, e todas as coisas serão classificadas de acordo com a espécie. Como, então, as pessoas podem escapar da angústia de cada uma ser agrupada de acordo com a espécie? Os diferentes fins de cada classe de homem são revelados quando o fim estiver próximo para todas as coisas, e isso é feito durante a obra de conquista do universo inteiro (incluindo toda a obra de conquista, começando com a obra atual). A revelação do fim de toda a humanidade é feita diante do trono de julgamento, no decurso do castigo e no decurso da obra de conquista dos últimos dias. Classificar as pessoas de acordo com a espécie não é retorná-las para as suas classes originais, pois, quando o homem foi criado no tempo da criação, havia apenas uma espécie de humanos, a única divisão sendo entre homem e mulher. Não havia muitas espécies diferentes de pessoas. Foi somente após vários milhares de anos de corrupção que diferentes classes de humanos emergiram, com algumas sob o império de diabos imundos, algumas sob o império de diabos malignos e algumas, as que buscam o caminho da vida, sob o domínio do Todo-Poderoso. Só dessa forma surgem gradualmente as classes entre as pessoas, e só assim as pessoas são separadas em classes dentro da grande família do homem. Todas as pessoas vêm a ter “pais” diferentes; não é o caso que todas estejam completamente sob o domínio do Todo-Poderoso, pois o homem é rebelde demais. O julgamento justo revela o verdadeiro eu de cada tipo de pessoa, sem deixar nada escondido. Todos mostram a sua verdadeira face na luz. Nesse ponto, o homem não é mais do jeito que era originalmente, a semelhança original de seus ancestrais há muito desapareceu, porque incontáveis descendentes de Adão e Eva há muito têm sido capturados por Satanás, para nunca mais conhecerem o sol celestial, e porque as pessoas têm sido preenchidas com todas as formas do veneno de Satanás. Assim, as pessoas têm seus destinos apropriados. Além disso, é com base nos seus diferentes venenos que elas são classificadas de acordo com a espécie, o que significa que elas são separadas pela extensão com que são conquistadas hoje. O fim do homem não é algo que foi predestinado desde a criação do mundo. É porque, no princípio, havia apenas uma classe, a qual coletivamente era chamada de “humanidade”, e no início o homem não havia sido corrompido por Satanás, e todas as pessoas viviam na luz de Deus, sem a escuridão caindo sobre elas. Mas, depois que o homem foi corrompido por Satanás, todos os tipos e espécies de pessoas se espalharam por toda a terra — todos os tipos e espécies de pessoas que vieram da família coletivamente chamada de “humanidade”, que consistia de homens e mulheres. Todos eles foram guiados por seus ancestrais para se desviarem de seus ancestrais mais antigos — a humanidade que consistia de homem e mulher (isto é, os originais Adão e Eva, seus mais antigos ancestrais). Na época, os israelitas eram as únicas pessoas cuja vida na terra era guiada por Jeová. Os vários tipos de pessoas que emergiram do todo de Israel (ou seja, do clã familial original) então perderam a guia de Jeová. Esse povo primitivo, completamente ignorante de questões do mundo humano, seguiu, subsequentemente, seus ancestrais para viver nos territórios que reivindicou, o que continuou até o presente dia. Assim, eles permanecem ignorantes de como se desviaram de Jeová e de como vêm sendo corrompidos até hoje por toda forma de diabos imundos e espíritos malignos. Aqueles que têm sido profundamente corrompidos e envenenados até agora — os que no fim não podem ser resgatados — não terão escolha senão ir com seus ancestrais, os diabos imundos que os corromperam. Aqueles que no fim podem ser resgatados irão para o destino apropriado da humanidade, quer dizer, para o fim reservado aos salvos e conquistados. Tudo será feito para salvar aqueles que podem ser salvos — mas para as pessoas que são insensíveis e incuráveis, a única escolha será seguir seus ancestrais ao poço do abismo de castigo. Não pense que o seu fim foi predestinado no princípio e só agora foi revelado. Se você pensa dessa forma, então esqueceu que, durante a criação inicial da humanidade, nenhuma classe satânica foi criada à parte? Esqueceu que só uma humanidade composta por Adão e Eva foi criada (quer dizer, só homem e mulher foram criados)? Se você tivesse sido um descendente de Satanás no princípio, isso não significaria que, quando criou o homem, Jeová incluiu um grupo satânico em Sua criação? Ele poderia ter feito algo assim? Ele criou o homem pelo bem de Seu testemunho; Ele criou o homem pelo bem de Sua glória. Por que Ele teria criado intencionalmente uma classe de prole de Satanás para deliberadamente resistir a Ele? Como Jeová poderia ter feito tal coisa? Se tivesse feito, quem diria que Ele é um Deus justo? Quando Eu digo agora que alguns de vocês irão com Satanás no final, isso não significa que você estava com Satanás desde o princípio; em vez disso, significa que você afundou tanto que, mesmo se Deus tentasse salvá-lo, você ainda assim não conseguiu ganhar aquela salvação. Não há outra escolha a não ser classificá-lo com Satanás. Isso é só porque você está fora da salvação, não porque Deus seja injusto com você e intencionalmente fixou o seu destino como uma personificação de Satanás e então o classifica com Satanás e propositalmente quer que você sofra. Essa não é a verdade interna da obra de conquista. Se é isso que você acredita, então seu entendimento é muito parcial! O estágio final da conquista pretende salvar as pessoas e também revelar seus fins. É para revelar a degeneração das pessoas através do julgamento, fazê-las, com isso, se arrepender, levantar e buscar a vida e a senda correta da vida humana. É para despertar o coração das pessoas entorpecidas e obtusas e para mostrar, através do julgamento, sua rebeldia interior. Contudo, se as pessoas ainda são incapazes de se arrepender, ainda incapazes de buscar a senda correta da vida humana e incapazes de se desfazer dessas corrupções, então elas estão fora da salvação e serão devoradas por Satanás. Este é o significado da conquista de Deus: salvar as pessoas e também mostrar o fim delas. Fins bons, fins maus — todos eles são revelados pela obra de conquista. Se as pessoas serão salvas ou amaldiçoadas, isso tudo é revelado durante a obra de conquista.

Extraído de “A Palavra manifesta em carne

Quando o desastre vem, como nós cristãos devemos lidar com ele? Convidamos você a participar da nossa reunião online, onde podemos explorar juntos e encontrar o caminho.
Contate-nos
Entre em contato conosco pelo Whatsapp

Conteúdo relacionado