Palavras diárias de Deus | "Interpretações dos mistérios das palavras de Deus para todo o universo: Capítulo 14" | Trecho 373

Deus criou a humanidade, mas quando Ele vem ao mundo humano, as pessoas buscam resistir a Ele e a afastá-Lo de seu território, como se Ele fosse apenas um órfão qualquer que vagueia pelo mundo ou como um homem do mundo sem país. Ninguém se sente ligado a Deus, ninguém O ama verdadeiramente, e ninguém jamais acolheu a Sua vinda. Ao contrário, observando a vinda de Deus, nuvens cobrem rostos alegres num piscar de olhos, como se uma tempestade repentina estivesse a caminho ou como se Deus pudesse roubar a felicidade de suas famílias e como se Deus nunca tivesse abençoado os humanos, mas, em vez disso, só lhes tivesse trazido infortúnio. Portanto, na mente dos humanos, Deus não é uma dádiva, ao contrário, é Aquele que sempre os amaldiçoa. Por causa disso, as pessoas não prestam atenção Nele nem O acolhem; são sempre frios para com Ele, e isso sempre tem sido o caso. Visto que os humanos abrigam essas coisas em seu coração, Deus diz que a humanidade é irracional e imoral, e que nem mesmo os sentimentos com que os humanos supostamente estão equipados podem ser percebidos neles. Os humanos não demonstram nenhuma consideração pelos sentimentos de Deus, mas usam em vez disso a chamada “justiça” para lidar com Ele. Eles têm sido assim por muitos anos e, por essa razão, Deus tem dito que o caráter deles não mudou. Isso serve para mostrar que eles não têm mais substância do que um punhado penas. Pode-se dizer que os humanos são uns miseráveis sem valor, pois não valorizam a si mesmos. Se eles não amam nem a si mesmos, pisoteando a si mesmos em vez disso, isso não demonstra sua inutilidade? A humanidade é como uma mulher imoral que brinca consigo mesma e se entrega de bom grado aos outros para ser violada. Mesmo assim, as pessoas não reconhecem o quão baixas são. Sentem prazer em trabalhar para os outros ou em conversar com os outros, colocando-se sob o controle dos outros; essa não é precisamente a imundície da humanidade? Embora Eu não tenha experimentado uma vida dentre a humanidade e não tenha experimentado verdadeiramente a vida humana, tenho ganhado um entendimento muito claro de cada movimento, de cada ação, de cada palavra e de cada ato que os humanos fazem. Sou até capaz de expor os humanos à sua vergonha mais profunda, a ponto de eles não se atreverem mais a revelar sua própria conivência nem a dar lugar à sua luxúria. Como caracóis que se refugiam em sua concha, eles não se atrevem mais a expor seu próprio estado feio. Como os humanos não se conhecem, seu maior defeito é uma disposição de desfilar seus encantos diante dos outros, exibindo seu semblante feio; isso é uma coisa que Deus mais detesta. Isso é assim porque as relações entre as pessoas são anormais e há uma falta de relações interpessoais normais entre as pessoas, menos ainda existem relacionamentos normais entre elas e Deus. Deus tem dito tanto e, ao fazê-lo, Seu principal objetivo tem sido ocupar um lugar no coração das pessoas para que elas possam se livrar de todos os ídolos que residem ali. Depois disso, Deus pode exercer poder sobre toda a humanidade e alcançar o propósito de Sua existência na terra.

Extraído de “A Palavra manifesta em carne

As pessoas não sabem quão baixas são

Na mente dos seres humanos, Deus é Aquele que sempre os maldiz. E assim eles não Lhe dão atenção; eles sempre foram frios com Deus. Então Deus diz que eles são imorais e são irracionais por causa dos equívocos de seus corações; lhes faltam até sentimentos reais.

O homem não liga para o que Deus sente, mas usa a suposta “justiça” para lidar com Ele. O homem tem sido assim por muitos anos; seu caráter não mudou. O homem não se valoriza, lhe chamam de desprezível e sem valor. Sem amor próprio, fazendo mal a si mesmo, será que isso não mostra sua falta de valor?

A humanidade é como uma mulher perversa que brinca consigo mesma e se entrega de bom grado para ser violada, mas o homem não vê sua baixeza. O tipo de prazer que ele encontra em falar ou trabalhar com os outros; ficando, assim, em suas mãos, não seria essa a imundície da humanidade?

Como ele não se conhece, sua vontade de exibir seu charme e seu rosto feio é o defeito que Deus detesta mais. Não há relações apropriadas entre as pessoas, como poderia então haver com Deus?

Deus falou tanto com a humanidade, para viver no coração das pessoas, para elas se livrarem de seus ídolos que lá fizeram morada. E assim Deus possa exercer poder sobre toda a humanidade e possa alcançar o propósito da existência de Deus na terra.

de “Seguir o Cordeiro e cantar cânticos novos”

Quando o desastre vem, como nós cristãos devemos lidar com ele? Convidamos você a participar da nossa reunião online, onde podemos explorar juntos e encontrar o caminho.
Contate-nos
Entre em contato conosco pelo Whatsapp

Conteúdo relacionado