Aplicativo da Igreja de Deus Todo-Poderoso

Ouça a voz de Deus e dê as boas vindas ao retorno do Senhor Jesus!

Declarações de Deus Todo-Poderoso (O caminho para conhecer a Deus)

Declarações de Deus Todo-Poderoso
Declarações de Deus Todo-Poderoso (O caminho para conhecer a Deus)

Categorias

Declarações de Cristo dos últimos dias (Seleções)
Declarações de Cristo dos últimos dias (Seleções)

A santidade de Deus (III) (Parte 3)

Eu sei que muitas pessoas, agora, estão esperando que Eu diga o que é exatamente a santidade de Deus, mas quando Eu falar da santidade de Deus falarei primeiro dos feitos que Deus realiza. Todos vocês devem escutar com atenção, depois, Eu lhes perguntarei o que exatamente é a santidade de Deus. Eu não direi a vocês diretamente, mas, em vez disso, deixarei vocês tentarem descobrir, darei espaço para que vocês descubram isso. O que vocês acham desse método? (É bom.) Então escutem cuidadosamente.

Sempre que Satanás corrompe o homem ou se envolve em um dano descontrolado, Deus não fica impassível, de perto, nem empurra para um lado ou finge que não vê aqueles que Ele escolheu. Tudo que Satanás faz é perfeitamente claro e compreendido por Deus. Não importa o que Satanás faça, não importa que tendência ele faça surgir, Deus sabe tudo que Satanás está tentando fazer, e Deus não desiste daqueles que Ele escolheu. Ao contrário, sem atrair qualquer atenção, em segredo, silenciosamente, Deus faz tudo que é necessário. Quando Deus começa a obra em alguém, quando Ele escolhe alguém, Ele não proclama isso a ninguém, nem proclama isso a Satanás, muito menos faz algum grande gesto. Ele apenas, muito tranquilamente, muito naturalmente, faz o que é necessário. Primeiro, Ele escolhe uma família para você; que tipo de antecedentes a família tem, quem são seus pais, quem são seus ancestrais, tudo isso já foi decidido por Deus. Em outras palavras, não foram decisões tomadas de improviso por Ele, mas ao contrário, foi um trabalho começado muito tempo atrás. Depois de Deus escolher uma família para você, Ele também escolhe a data em que você vai nascer. Agora, Deus observa como você vem chorando ao mundo, observa seu nascimento, observa quando você diz suas primeiras palavras, observa quando você tropeça e dá seus primeiros passos aprendendo a andar. Primeiro, você dá um passo e, então, outro... agora você consegue correr, agora consegue pular, agora consegue falar e agora consegue expressar seus sentimentos. À medida que os homens crescem, o olhar de Satanás está fixo em cada um deles, como um tigre espreitando sua presa. Mas, ao fazer Sua obra, Deus nunca sofreu quaisquer limitações das pessoas, dos eventos ou das coisas, do espaço ou do tempo; Ele faz o que deve e faz o que necessita ser feito. No processo do crescimento, você pode encontrar muitas coisas que não são do seu agrado, pode encontrar enfermidades e frustrações. Mas, enquanto você trilha essa estrada, sua vida e seu futuro estão estritamente sob os cuidados de Deus. Deus lhe dá uma garantia genuína que dura toda sua vida, pois Ele está bem ao seu lado, protegendo você e cuidando de você. Sem saber disso, você cresce. Você começa a entrar em contato com coisas novas e começa a conhecer este mundo e esta humanidade. Tudo é fresco e novo para você. Você gosta de fazer suas próprias coisas e gosta de fazer o que lhe apraz. Você vive dentro de sua própria humanidade, você vive dentro de seu próprio espaço de vida e não possui a menor percepção da existência de Deus. Mas Deus observa você em cada passo do caminho enquanto você cresce, e o observa enquanto você dá cada passo adiante. Mesmo quando você está aprendendo conhecimentos, ou estudando ciências, nem durante um passo seu Deus sai de seu lado. Você é exatamente igual às outras pessoas quanto a isso, no decurso de conhecer e entrar em contato com o mundo, você estabeleceu seus próprios ideais, tem seus próprios hobbies, seus próprios interesses e também mantém ambições elevadas. Você frequentemente pondera seu próprio futuro, sempre esboçando o perfil de como deve ser seu futuro. Mas, não importa o que aconteça ao longo do caminho, Deus vê tudo claramente. Talvez você mesmo tenha se esquecido de seu próprio passado, mas para Deus, não há ninguém que possa entendê-lo melhor que Ele. Você vive sob o olhar de Deus, crescendo, amadurecendo. Durante esse período, a tarefa mais importante de Deus é algo que ninguém jamais percebe, algo que ninguém sabe. Deus certamente não lhe conta a respeito. O que é essa coisa mais crucial? Vocês sabem? (Trazer as pessoas para diante de Si.) Então, o que faz Deus para trazer as pessoas para diante Dele? Em que momento Deus traz as pessoas diante Dele? Você sabe? É essa a principal tarefa de Deus? Essa é a coisa mais importante que Deus faz? Pode-se dizer que é uma garantia que Deus salvará uma pessoa. Isso significa que Deus quer salvar essa pessoa, portanto, Ele deve fazer isso, e essa tarefa é de vital importância para ambos, o homem e Deus. Vocês sabiam disso? Parece que vocês não têm nenhum sentimento a respeito disso ou nenhum conceito sobre isso, assim sendo, Eu lhes direi. Da hora em que você nasceu até agora, Deus realizou muita obra em você, mas Ele não lhe dá um relato ponto a ponto de tudo o que Ele fez. Deus não lhe permitiu saber e Ele não lhe contou certo? No entanto, para o homem, tudo que Ele faz é importante. Para Deus, é algo que Ele deve fazer. Em Seu coração há algo importante que Ele necessita fazer que excede em muito qualquer uma dessas coisas. E o que é? É isto: da hora em que os homens nasceram até agora, Deus deve garantir a segurança de cada um deles. Depois de ouvir essas palavras, vocês podem achar que não entenderam completamente, dizendo: “Esta segurança é tão importante?”. Então, qual o significado literal de “segurança”? Talvez vocês entendam que ela signifique paz, ou talvez, vocês entendam que ela signifique nunca vivenciar qualquer desastre ou calamidade, viver bem, viver uma vida normal. Mas, em seu coração, vocês devem saber que não é tão simples assim. Então, que coisa é essa sobre a qual venho falando que Deus tem que fazer? O que segurança significa para Deus? É realmente uma garantia da segurança de vocês? Como agora mesmo? Não. Então o que é isto que Deus faz? Essa segurança significa você não ser devorado por Satanás. Isso é importante? Você não ser devorado por Satanás diz respeito à sua segurança, ou não? (Sim.) Isso diz respeito à sua segurança pessoal, e não pode haver nada mais importante. Depois que você tiver sido devorado por Satanás, nem sua alma, nem sua carne pertencem mais a Deus. Deus não mais o salvará. Deus abandona almas assim e abandona pessoas assim. Por isso, Eu digo que a coisa mais importante que Deus tem a fazer é garantir sua segurança, garantir que você não seja devorado por Satanás. Isso é muito importante, não é? Então, por que vocês não conseguem responder? Parece que vocês não conseguem sentir a grande bondade de Deus!

Deus faz bem mais do que garantir a segurança das pessoas, garantindo que elas não serão devoradas por Satanás; Ele também faz uma grande quantidade de obra na preparação para escolher alguém e para salvá-lo. Em primeiro lugar, que tipo de caráter você tem, em que tipo de família você nascerá, quem são seus pais, quantos irmãos e irmãs você tem, quais são a sua situação familiar e seu status econômico, quais são as condições da sua família – tudo isso é meticulosamente providenciado para você por Deus. Vocês sabem em que tipo de família as pessoas escolhidas por Deus geralmente nascem, no que concerne à maior parte das pessoas? São famílias proeminentes? Pode haver algumas. Não podemos dizer com certeza que não há nenhuma, mas são muito poucas. São famílias de uma riqueza excepcional, tal como bilionárias ou multimilionárias? Elas quase nunca são esse tipo de família. Então, que tipo de família Deus mais arranja para essas pessoas? (Famílias comuns.) Então, quais são as famílias comuns? Há as famílias trabalhadoras. Os trabalhadores dependem dos seus salários para viver e podem custear as necessidades básicas. Eles, em todo caso, não deixarão você passar fome, mas você não pode esperar que todas as suas necessidades materiais sejam atendidas. Depois, há as famílias dos agricultores. Os agricultores dependem do plantio da safra para a sua alimentação, eles têm cereais para comer e, venha o que vier, você não passará fome, mas não poderá ter roupas muito finas. Depois, há algumas famílias envolvidas com negócios ou que administram pequenos negócios, e algumas nas quais os pais são intelectuais e essas também podem ser consideradas famílias comuns. Há também alguns pais que são funcionários de escritório ou, no máximo, oficiais de baixo escalão no governo, que tampouco podem ser considerados como sendo famílias proeminentes. Mais pessoas nascem em famílias comuns e tudo isso é arranjado por Deus. Quer dizer, em primeiro lugar, esse ambiente em que você vive não é a família de meios substanciais que você imagina, mas uma família destinada por Deus para você e a maioria das pessoas viverá dentro dos limites desse tipo de família; nós não discutiremos as exceções aqui. Então, o que dizer do status social? As condições econômicas da maioria dos pais são medianas e eles não têm um status social elevado – para eles, só ter um trabalho já é bom. Há algum que seja governador? Algum que seja presidente? (Não.) Na maioria, são pessoas como os gerentes de pequenas empresas ou chefes inferiores. Seu status social é mediano e suas condições econômicas são médias. Outro fator é o ambiente de vida da família. Primeiro de tudo, não há pais que claramente influenciariam seus filhos para trilhar a senda da adivinhação e da leitura da sorte; esses também são muito poucos. A maioria dos pais são bastante normais e são similares a vocês. Deus estabelece esse tipo de ambiente para as pessoas, ao mesmo tempo que as escolhe, e é muito benéfico para a Sua obra de salvar as pessoas. Vendo de fora, parece que Deus não fez nada avassalador pelo homem; Ele apenas faz tudo secreta e humildemente e em silêncio. Mas, na verdade, tudo o que Deus faz é para lançar um fundamento para a sua salvação, para preparar a estrada à frente e preparar todas as condições necessárias para a sua salvação. Imediatamente, no tempo especificado para cada pessoa, Deus a traz de volta diante Dele – quando chega o tempo de você escutar a voz de Deus, esse é o tempo em que você vem diante Dele. No momento em que isso acontece, algumas pessoas já se tornaram pais, enquanto que outras são apenas filhos de alguém. Em outras palavras, algumas pessoas se casaram e tiveram filhos, enquanto outras ainda estão solteiras e ainda não constituíram suas próprias famílias. Mas, independentemente da situação das pessoas, Deus já estabeleceu os tempos em que você será eleito e em que Seu evangelho e Suas palavras alcançarão você. Deus estabeleceu as circunstâncias, decidiu sobre uma determinada pessoa ou um determinado contexto através do qual o evangelho será passado para você, para que você possa ouvir as palavras de Deus. Deus já preparou para você todas as condições necessárias para que, sem o saber, você venha diante Dele e seja devolvido à família de Deus. Você também, sem o saber, segue a Deus e entra na Sua obra passo a passo, entrando no caminho da obra de Deus que Ele tem, passo a passo, preparado pra você. Que tipos de caminhos Deus usa quando Ele faz coisas para o homem nesse momento? Primeiro, o menor de todos é o cuidado e a proteção de que o homem desfruta. Além disso, Deus estabelece várias pessoas, eventos e coisas de modo que o homem possa ver Sua existência e Suas ações neles. Por exemplo, algumas pessoas acreditam em Deus porque alguém na Sua família está doente e elas dizem: “Alguém na minha família está doente, o que devo fazer?”. Algumas pessoas então dizem: “Creia em Jesus!”. Elas, então, começam a crer em Deus e essa crença em Deus surgiu devido à situação. Então, quem arranjou essa situação? (Deus.) Por meio dessa doença, há algumas famílias em que todos são crentes, jovens e velhos, enquanto há algumas famílias em que a crença é individual. Aparentemente, você acredita em Deus devido à doença, mas é de fato uma condição que lhe foi outorgada para que você comparecesse diante de Deus – essa é a amabilidade de Deus. Porque a vida familiar de algumas pessoas é difícil e elas não conseguem encontrar paz, surge uma oportunidade casual em que alguém transmitirá o evangelho e dirá: “Sua família tem essa dificuldade. Creia no Senhor Jesus. Creia no Senhor Jesus e você terá paz”. Inconscientemente, essa pessoa, então, passa a crer em Deus sob circunstâncias muito naturais; então, isso não é um tipo de condição? (Sim.) E o fato da família dessa pessoa não estar em paz não é uma graça que lhe foi dada por Deus? (Sim.) Há ainda alguns que passam a crer em Deus por outras razões. Há diferentes razões e diferentes caminhos de crença, mas não importa qual a razão que fez você crer Nele, tudo, na realidade, é arranjado e guiado por Deus. A princípio, Deus emprega vários caminhos para escolher você e para trazê-lo para a Sua família. Essa é a graça que Deus concede a cada pessoa.

Agora com a obra de Deus nos últimos dias, Ele não mais simplesmente concede graça e bênçãos ao homem como Ele fez no princípio, nem persuade as pessoas a seguir em frente. Durante essa etapa da obra, o que os homens têm visto de todos os aspectos da obra de Deus que experimentaram? Eles viram o amor de Deus e o juízo e o castigo de Deus. Neste tempo, Deus ademais provê, sustenta, ilumina e guia o homem para que ele gradualmente venha a conhecer Suas intenções, as palavras que Ele fala e a verdade que Ele concede ao homem. Quando o homem estiver fraco, quando ele estiver desanimado, quando não tiver para onde ir, Deus usará as Suas palavras para consolá-lo, aconselhá-lo e encorajá-lo, para que o homem de pequena estatura possa gradualmente encontrar a sua força, ascender em positividade e tornar-se disposto a cooperar com Deus. Mas, quando o homem desobedecer a Deus ou resistir a Ele, ou revelar a sua própria corrupção, Deus não mostrará misericórdia ao castigá-lo e discipliná-lo. Entretanto, para a loucura, a ignorância, a fraqueza e a imaturidade do homem, Deus mostrará tolerância e paciência. Dessa forma, através de toda a obra que Deus faz pelo homem, este gradualmente amadurece, cresce e passa a conhecer as intenções de Deus, a conhecer alguma verdade, a conhecer o que são coisas positivas e o que são coisas negativas, a conhecer o que é o mal e o que são as trevas. Deus nem sempre castiga e disciplina o homem, nem sempre mostra tolerância e paciência. Antes, Ele provê para cada pessoa de diferentes maneiras, em seus diferentes estágios e de acordo com suas diferentes estaturas e calibres. Ele faz muitas coisas pelo homem e com grande custo; o homem não percebe nada desse custo ou dessas coisas que Deus faz e, mesmo assim, tudo o que Ele faz é, na realidade, realizado em cada pessoa individual. O amor de Deus é real: através da graça de Deus, o homem evita um desastre depois do outro, enquanto que, pela fraqueza do homem Deus mostra reiteradamente Sua tolerância. O julgamento e o castigo de Deus permitem que as pessoas gradualmente venham a conhecer a corrupção da humanidade e a sua essência satânica. O que Deus provê, Sua iluminação do homem e Sua orientação permitem a humanidade conhecer cada vez mais da essência da verdade e conhecer de maneira crescente do que as pessoas precisam, que estrada devem tomar, para que vivem, o valor e o sentido de suas vidas e como percorrer a estrada à frente. Todas essas coisas que Deus faz são inseparáveis do Seu único propósito original. Qual é, pois, esse propósito? Vocês sabem? Por que Deus usa esses métodos para executar Sua obra no homem? Que resultado Ele quer alcançar? Em outras palavras, o que Ele quer ver no homem e obter dele? O que Deus quer ver é que o coração do homem pode ser reavivado. Esses métodos que Ele usa para operar no homem são para continuamente despertar o coração do homem, despertar o espírito do homem, fazer com que o homem saiba de onde ele veio, quem o está guiando, apoiando, provendo para ele e quem tem permitido ao homem viver até agora; eles são para permitir que o homem saiba quem é o Criador, a quem ele deve adorar, que tipo de estrada ele deve seguir e de que maneira o homem deveria chegar diante de Deus; eles são usados para gradualmente reavivar o coração do homem, de modo que o homem conheça o coração de Deus, entenda o coração de Deus, e compreenda o grande cuidado e pensamento por trás da Sua obra para salvar o homem. Quando o coração do homem é reavivado, ele não deseja mais viver a vida de um caráter degenerado e corrupto, mas, em vez disso, deseja seguir a verdade na satisfação de Deus. Quando o coração do homem tiver sido despertado, ele será capaz de fazer uma ruptura completa com Satanás, para não ser mais prejudicado por Satanás, para não ser mais controlado ou enganado por ele. Em vez disso, o homem pode cooperar com a obra de Deus e com Suas palavras de uma maneira positiva para satisfazer o coração de Deus, alcançando assim o temer a Deus e o evitar do mal. Esse é o propósito original da obra de Deus.

Falar sobre o mal de Satanás há pouco fez com que todos se sentissem como se as pessoas vivessem muito infelizes e como se a vida do homem fosse cercada de desgraças. Mas como vocês se sentem agora que Eu falei da santidade de Deus e da obra que Ele realiza no homem? (Muito felizes.) Podemos ver agora que tudo o que Deus faz, tudo o que Ele arranja meticulosamente para o homem é imaculado. Tudo o que Deus faz é sem erro, o que significa que é impecável, não precisando de ninguém para o corrigir, dar conselhos ou fazer qualquer mudança. Tudo o que Deus faz para todo indivíduo está acima de dúvida; Ele conduz todo mundo pela mão, cuida de você a todo momento e nunca saiu do seu lado. À medida que as pessoas crescem neste tipo de ambiente e crescem com este tipo de experiência, poderíamos dizer que as pessoas de fato crescem na palma da mão de Deus? (Sim.) Então agora vocês ainda têm uma sensação de perda? (Não.) Alguém ainda se sente desanimado? (Não.) Então, alguém sente que Deus abandonou a humanidade? (Não.) Então, o que foi que Deus fez afinal? (Ele mantém a humanidade.) O grande pensamento e cuidado por trás de tudo que Deus faz está acima de questionamento. Além disso, enquanto Deus realiza essa obra, Ele nunca estabeleceu nenhuma condição ou exigência a qualquer um de vocês para saber o preço que Ele paga por você, para que você se sinta profundamente grato a Ele. Deus alguma vez fez algo assim antes? (Não.) Durante sua longa vida, basicamente todo indivíduo encontrou muitas situações perigosas e passou por muitas tentações. Isso é assim porque Satanás está bem ali ao seu lado, de olhos fixos em você constantemente. Ele gosta quando acontece um desastre com você, quando as calamidades o assolam, quando nada dá certo para você e gosta quando você é pego na rede de Satanás. Quanto a Deus, Ele está protegendo você constantemente, prevenindo que você sofra um infortúnio após o outro e um desastre após o outro. É por isso que Eu digo que tudo que o homem tem – paz e alegria, bênçãos e segurança pessoal – está, de fato, sob o controle de Deus e Ele guia e decide a vida e o destino de cada indivíduo. Mas Deus tem uma percepção exagerada de Sua posição, como dizem algumas pessoas? Dizendo a você: “Eu sou o maior de todos, sou Eu que tomo conta de vocês, todos vocês devem implorar a Mim por misericórdia e a desobediência será punida com a morte”. Deus já ameaçou a humanidade desse jeito? (Não.) Ele já disse que “a humanidade é corrupta, portanto, não importa como Eu os trato, qualquer tratamento arbitrário servirá; Eu não preciso arranjar as coisas muito bem para ela”. Deus pensa dessa maneira? (Não.) Então Deus agiu dessa maneira? (Não.) Pelo contrário, o tratamento de Deus para cada pessoa é sério e responsável, mais responsável até do que você é por si mesmo. Não é assim? Deus não fala em vão, nem assume ares de superioridade, nem se satisfaz enganando as pessoas. Em vez disso, Ele está honesta e silenciosamente fazendo as coisas que Ele Próprio precisa fazer. Essas coisas trazem bênçãos, paz e alegria ao homem, elas trazem o homem pacífica e alegremente diante da visão de Deus e para dentro de Sua família e trazem ao homem a razão certa, o pensamento correto, o julgamento correto e o estado de espírito correto que ele precisa para comparecer diante de Deus e receber a salvação de Deus. Então, Deus já foi ambíguo com o homem em Sua obra? (Não.) Ele alguma vez deu uma falsa demonstração de amabilidade, aplacando o homem com alguns agrados e depois virando as costas para o homem? (Não.) Deus alguma vez disse uma coisa e depois fez outra? (Não.) Deus já fez promessas vazias e Se gabou, dizendo-lhe que pode fazer isso por você ou ajudar a fazer aquilo por você e depois sumiu? (Não.) Não há engano em Deus, nem falsidade. Deus é fiel e tudo o que ele faz é real. Ele é a única coisa com a qual as pessoas podem contar e a única coisa à qual as pessoas podem confiar sua vida e tudo mais. Como não há engano em Deus, poderíamos dizer que Deus é o mais sincero? (Sim.) É claro que podemos, certo? Embora, falando sobre essa palavra agora, quando aplicada a Deus é muito fraca, humanizada demais, não há nada que possamos fazer a respeito disso, pois esses são os limites da linguagem humana. É um pouco impróprio aqui chamar Deus de sincero, mas usaremos essa palavra por enquanto. Deus é fiel e sincero. Então, o que queremos dizer ao falar sobre esses aspectos? Queremos dizer as diferenças entre Deus e o homem e as diferenças entre Deus e Satanás? Nós podemos dizer isso. Isso é assim porque o homem não pode ver um traço do caráter corrupto de Satanás em Deus. Estou correto em dizer isso? Posso receber um amém por isso? (Amém!) Não vemos nenhuma das maldades de Satanás revelada em Deus. Tudo o que Deus faz e revela é totalmente benéfico e útil para o homem, é feito inteiramente para prover o homem, é cheio de vida e dá ao homem uma estrada para seguir e uma direção a tomar. Deus não é corrupto e, além disso, olhando agora para tudo o que Deus faz, podemos dizer que Deus é santo? (Sim.) Como Deus não tem nada da corrupção da humanidade e não tem nada similar nem idêntico ao caráter corrupto da humanidade, nem da essência de Satanás, desse ponto de vista, podemos dizer que Deus é santo. Deus não revela corrupção e a revelação de Sua Própria essência em Sua obra é toda a confirmação de que precisamos de que o Próprio Deus é santo. Vocês veem isso? Agora, para conhecer a essência santa de Deus, por enquanto vamos olhar para estes dois aspectos: 1) não há caráter corrupto em Deus; 2) a essência da obra de Deus no homem permite ao homem ver a Própria essência de Deus e essa essência é inteiramente positiva. Pois as coisas que toda maneira da obra de Deus traz ao homem são todas positivas. Em primeiro lugar, Deus exige que o homem seja honesto – isso não é positivo? Deus dá sabedoria ao homem – isso não é positivo? Deus torna o homem capaz de discernir entre o bem e o mal – isso não é positivo? Ele permite que o homem entenda o significado e o valor da vida humana – isso não é positivo? Ele permite que o homem investigue a essência das pessoas, dos eventos e das coisas de acordo com a verdade – isso não é positivo? (Sim, é.) E o resultado de tudo isso é que o homem não é mais enganado por Satanás, não continuando a ser prejudicado por Satanás nem controlado por ele. Em outras palavras, ele permite que as pessoas se libertem completamente da corrupção de Satanás e, portanto, gradualmente andem na senda de temer a Deus e evitar do mal. Até que ponto vocês andaram nessa senda agora? É difícil dizer, não é? Mas, no mínimo, vocês têm, agora, uma compreensão inicial de como Satanás corrompe o homem, que coisas são malignas e que coisas são negativas? (Sim.) Com esse entendimento inicial, vocês estão, no mínimo, trilhado agora a senda correta. Podemos dizer isso? (Sim.)

Nós terminaremos, agora, falando sobre a santidade de Deus, portanto, quem dentre vocês, de tudo o que vocês ouviram e receberam, pode dizer o que é a santidade de Deus? A que se refere a santidade de Deus de que Eu falo? Pensem nisso por um segundo. A veracidade de Deus é Sua santidade? A fidelidade de Deus é Sua santidade? A abnegação de Deus é Sua santidade? A humildade de Deus é Sua santidade? O amor de Deus pelo homem é Sua santidade? Deus concede livremente a verdade e a vida ao homem – isso é Sua santidade? (Sim.) Toda a santidade que Deus revela é única; ela não existe dentro da humanidade corrupta, nem pode ser vista lá. Nem o menor vestígio dela pode ser visto durante o processo de corrupção do homem por Satanás, nem no caráter corrupto de Satanás, nem na essência ou natureza de Satanás. Tudo o que Deus tem e é é único e só o Próprio Deus tem esse tipo de essência, só o Próprio Deus possui esse tipo de essência. Tendo discutido isso até agora, algum de vocês viu alguém santo assim na humanidade? (Não.) Então existe alguém santo assim entre as pessoas famosas, as grandes pessoas e os ídolos que vocês adoram na humanidade? (Não.) Então, agora, dizemos que a santidade de Deus é única; Ele incorpora isso tanto no nome quanto na verdade? (Sim.) Ele faz isso. Além disso, há também seu lado prático. Há alguma discrepância entre a santidade de que falo agora e a santidade que vocês conceberam, entenderam e imaginaram previamente? (Sim.) Então, qual é o tamanho dessa discrepância? (Muito grande!) Quão grande é muito grande? Usem suas próprias palavras para descrevê-la. O que as pessoas frequentemente querem dizer quando falam sobre santidade? (Algum comportamento externo.) Um comportamento, ou como uma maneira de descrever algo, eles dizem que é santo. Então, essa descrição de “santidade” é uma teoria? É apenas algo que parece limpo e bonito, algo que parece ou soa bem para as pessoas, nada com qualquer substância real de santidade. Isso é teoria. Além disso, a que o aspecto prático de “santidade” que as pessoas pensam se refere? É, principalmente, o que elas imaginam ou julgam que seja? Por exemplo, alguns budistas morrem enquanto estão praticando, partindo enquanto estão sentados ali, dormindo. Algumas pessoas dizem que se tornaram santas e voaram para o céu. Isso também é um tipo de imaginação. Há ainda algumas que pensam que uma fada que desce flutuando do céu é santa. Na realidade, o conceito que as pessoas têm da palavra “santo” sempre foi apenas um tipo de imaginação e teoria vazias fundamentalmente sem nenhuma substância real para ela e, além disso, não tendo nada a ver com a essência da santidade. A essência da santidade é o amor verdadeiro, mas, mais do que isso, é a essência da verdade, justiça e luz. A palavra “santo” só é apropriada quando aplicada a Deus; nada na criação pode ser digno de ser chamado de santo. O homem deve entender isso. De agora em diante, só aplicamos a palavra “santo” a Deus. Isso é apropriado? (Sim.)

0Busca por x resultados