Capítulo 18

Todas as palavras de Deus contêm parte de Seu caráter. O caráter de Deus não pode ser totalmente expressado em palavras, o que é o suficiente para mostrar quanta riqueza existe Nele. O que as pessoas conseguem ver e tocar é, afinal, limitado, assim como é a capacidade das pessoas. Embora as palavras de Deus sejam claras, as pessoas são incapazes de entendê-las completamente. Tome estas palavras, por exemplo: “Em um espocar de relâmpago, todo animal é revelado em sua forma verdadeira. Assim também, iluminado pela Minha luz, o homem tem recuperado a santidade que uma vez possuiu. Oh, mundo corrupto do passado! Enfim, ele desabou na água imunda e, afundando sob a superfície, se dissolveu em lama!” Todas as palavras de Deus contêm Seu ser e, embora todas as pessoas estejam cientes dessas palavras, nenhuma jamais soube o significado delas. Aos olhos de Deus, todos os que resistem a Ele são Seus inimigos, ou seja, os que pertencem aos espíritos malignos são animais. A partir disso, pode-se observar o estado atual da igreja. Todos os homens são iluminados pelas palavras de Deus e, sob essa luz, eles podem se examinar sem passar pela repreensão ou pelo castigo ou pela demissão direta das pessoas, sem passar por outros métodos humanos de fazer as coisas, e sem que outros apontem coisas. A partir da “perspectiva microscópica”, eles veem bem claramente quanta doença existe de fato dentro deles. Nas palavras de Deus, todo tipo de espírito é classificado e revelado em sua forma original. O espírito dos anjos fica mais iluminado e esclarecido, daí as palavras de Deus: “O homem tem recuperado a santidade que uma vez possuiu”. Essas palavras são baseadas nos resultados finais alcançados por Deus. No momento, é claro que esse resultado ainda não pode ser totalmente alcançado — é só uma prelibação por meio da qual a vontade de Deus pode ser vista. Essas palavras são suficientes para mostrar que um grande número de pessoas ruirá nas palavras de Deus e será derrotado no processo gradual da santificação de todas as pessoas. Aqui, o “se dissolveu em lama” não contradiz o fato de Deus destruir o mundo com fogo, e o “relâmpago” se refere à ira de Deus. Quando Deus liberar a Sua grande ira, o mundo inteiro vai experimentar todos os tipos de desastres como consequência, como a explosão de um vulcão. Estando no alto do céu, pode-se ver que na terra todos os tipos de calamidade se aproximam de toda a humanidade, mais próximo a cada dia. Olhando do alto, a terra apresenta uma diversidade de cenas como aquelas que antecedem um terremoto. O fogo líquido jorra desimpedido, a lava flui livremente, as montanhas se movem e uma luz fria cintila por toda parte. O mundo inteiro afundou no fogo. Essa é a cena de Deus liberando a Sua ira e é a hora do Seu julgamento. Todos os que são de carne e osso serão incapazes de escapar. Assim, as guerras entre países e os conflitos entre pessoas não serão necessários para destruir o mundo inteiro; em vez disso, o mundo “desfrutará de si mesmo conscientemente” no berço do castigo de Deus. Ninguém será capaz de escapar; todas as pessoas passarão por esse sofrimento, uma a uma. Depois disso, o universo inteiro mais uma vez vai brilhar com santo esplendor e toda a humanidade começará mais uma vez uma vida nova. E Deus estará descansando acima do universo e abençoará toda a humanidade a cada dia. O céu não estará insuportavelmente desolado, mas recuperará a vitalidade que não tem tido desde a criação do mundo, e a vinda do “sexto dia” será quando Deus começa uma vida nova. Deus e a humanidade entrarão ambos em descanso e o universo não ficará mais turvo nem imundo, mas será renovado. É por isso que Deus disse: “A terra não está mais mortalmente quieta e silenciosa, o céu não está mais desolado e triste”. No reino do céu, nunca houve injustiça nem emoções humanas, nem quaisquer dos caracteres corruptos da humanidade, porque a perturbação de Satanás não está presente lá. Todas “as pessoas” são capazes de entender as palavras de Deus, e a vida no céu é uma vida cheia de alegria. Todos os que estão no céu têm a sabedoria e a dignidade de Deus. Por causa das diferenças entre céu e terra, os cidadãos do céu não são chamados de “pessoas”; em vez disso, Deus as chama de “espíritos”. Essas duas palavras têm diferenças essenciais — os que agora são chamados de “pessoas” foram todos corrompidos por Satanás, enquanto os “espíritos” não foram. No fim, Deus transformará as pessoas da terra em seres com os atributos dos espíritos do céu, e então elas não mais se sujeitarão à perturbação de Satanás. Esse é o verdadeiro significado das palavras “Minha santidade se estendeu por todo o universo”. “A terra em sua condição primordial pertence ao céu e o céu está unido à terra. O homem é a corda que une céu e terra, e por causa da santidade do homem, graças à renovação do homem, o céu não está mais escondido da terra e a terra não está mais silenciosa em relação ao céu”. Isso é dito em referência às pessoas que têm o espírito dos anjos, e nesse ponto, os “anjos” mais uma vez serão capazes de coexistir pacificamente e recuperar seu estado original, não mais divididos pela carne entre os reinos do céu e da terra. Os “anjos” da terra serão capazes de se comunicar com os anjos do céu, as pessoas da terra conhecerão os mistérios do céu e os anjos do céu conhecerão os segredos do mundo humano. Céu e terra estarão unidos, sem espaço entre eles. Essa é a beleza da realização do reino. É o que Deus completará, e é também algo pelo que todos os seres humanos e espíritos anseiam. Mas aqueles do mundo religioso não sabem nada disso. Eles estão só esperando Jesus, o Salvador, vir em uma nuvem branca e levar a alma deles, deixando o “lixo” espalhado por toda parte na terra (o “lixo” aqui se refere aos cadáveres). Essa não é uma noção que todos os humanos compartilham? É por isso que Deus disse: “Oh, o mundo religioso! Como ele poderia não ser destruído pela Minha autoridade na terra?” Por causa da completude do povo de Deus na terra, o mundo religioso será subvertido. Esse é o verdadeiro significado da “autoridade” de que Deus falou. Deus disse: “Existe alguém que, em Meu dia, desgrace o Meu nome? Todos os homens direcionam seu olhar reverente para Mim e, em seu coração, clamam secretamente por Mim”. Isso é o que Ele disse sobre as consequências da destruição do mundo religioso. Ele se submeterá em sua inteireza diante do trono de Deus por causa de Suas palavras e não vai mais esperar que uma nuvem branca desça nem olhará para o céu, mas, em vez disso, será conquistado diante do trono de Deus. Daí as palavras: “em seu coração, clamam secretamente por Mim” — esse será o resultado para o mundo religioso, que Deus conquistará inteiramente. É a isso que a onipotência de Deus se refere — derrubando todas as pessoas religiosas, as mais rebeldes da humanidade, de modo que nunca mais se agarrarão às próprias noções para que possam conhecer a Deus.

Embora as palavras de Deus tenham prenunciado repetidamente a beleza do reino, falado de seus vários aspectos e o descrito de diferentes perspectivas, elas ainda não podem expressar plenamente todas as condições da Era do Reino porque a capacidade de recepção das pessoas é deficiente demais. Todas as palavras de Suas declarações foram ditas, mas as pessoas não olharam dentro delas através de um fluoroscópio, com raios X, ficando assim privadas de clareza e entendimento, e estão até confusas. Esse é o maior defeito da carne. Embora de coração queiram amar a Deus, as pessoas resistem a Ele por causa da perturbação de Satanás, então Deus tem vez e outra tocado o coração entorpecido e estúpido das pessoas para que elas possam ser revividas. Tudo que Deus expõe é a fealdade de Satanás, pois quanto mais duras são Suas palavras, mais envergonhado é Satanás, menos amarrado se torna o coração das pessoas e mais o amor das pessoas pode ser despertado. É assim que Deus opera. Como Satanás foi exposto e porque foi percebido, ele não se atreve mais a ocupar o coração das pessoas, e assim os anjos não são mais assediados. Desse modo, elas amam a Deus de todo coração e de toda mente. Só então é claro ver que, em seu ser verdadeiro, os anjos pertencem a Deus e O amam. É só por essa senda que a vontade de Deus pode ser alcançada. “Dentro do coração deles, agora há um lugar para Mim. Não encontrarei mais aversão nem rejeição dentre os homens, pois a Minha grande obra já foi realizada e não está mais impedida”. Esse é o sentido do que foi descrito acima. Por causa do assédio de Satanás, as pessoas não conseguem encontrar tempo para amar Deus e estão sempre envolvidas com as coisas do mundo, iludidas por Satanás a ponto de agirem em confusão. É por isso que Deus disse que a humanidade “passou por tantas dificuldades da vida, tantas injustiças do mundo, tantas vicissitudes do reino humano, mas agora habita em Minha luz. Quem não chora por causa das injustiças de ontem?” Quando as pessoas ouvem essas palavras, as pessoas sentem como se Deus fosse um parceiro de miséria, Se compadecendo com elas e, naquele momento, compartilhando as reclamações delas. De repente elas sentem a dor do mundo humano e pensam: “É tão verdade que nunca gostei de nada do mundo. Desde que saí do ventre de minha mãe até hoje, experimentei a vida humana e não ganhei nada, mas sofri tanto! É tudo tão vazio! E agora estou tão corrompido por Satanás! Ah! Se não fosse pela salvação de Deus, quando a hora da minha morte chegar, eu não teria vivido minha vida inteira para nada? Há algum significado para a vida humana? Não é de admirar que Deus tenha dito que tudo sob o sol é vazio. Se Deus não tivesse me iluminado hoje, eu ainda estaria no escuro. Que infeliz!”. Nesse ponto, surge uma dúvida no coração delas: “Se eu não consigo obter a promessa de Deus, como posso continuar a experimentar a vida?”. Todos que leem essas palavras vão chorar enquanto oram. Assim é a psiquê humana. Seria impossível que alguém lesse isso e não tivesse qualquer reação, a menos que esse alguém seja um desequilibrado mental. Deus revela o estado de todos os tipos de pessoas todos os dias. Às vezes, Ele dá vazão às reclamações que elas fazem. Às vezes, Ele ajuda as pessoas a superar e atravessar determinado ambiente com êxito. Às vezes, Ele aponta as “transformações” das pessoas para elas. Caso contrário, as pessoas não saberiam o quanto cresceram na vida. Às vezes, Deus aponta as experiências das pessoas na realidade e, às vezes, aponta suas inadequações e falhas. Às vezes, Ele faz novas exigências delas e, às vezes, Ele aponta o nível em que O entendem. Mas Deus também disse: “Tenho ouvido palavras sinceras ditas por muitas pessoas, relatos contados por muitas pessoas sobre as suas experiências dolorosas em meio ao sofrimento; tenho visto muitas, nos mais extremos apertos, oferecerem infalivelmente sua lealdade a Mim e tenho observado muitos, conforme caminhavam pela senda pedregosa, procurarem uma saída”. Essa é uma descrição de personagens positivos. Em cada episódio do “drama da história humana” tem havido não somente caracteres positivos, mas negativos também. Portanto, Deus continua a revelar a fealdade desses caracteres negativos. Dessa forma, é só através do seu contraste com os “traidores” que a lealdade inflexível e a coragem destemida dos “homens retos” são reveladas. Na vida de todas as pessoas, existem fatores negativos e também, sem exceção, fatores positivos. Deus usa a ambos para revelar a verdade sobre todas as pessoas, para que os traidores abaixem a cabeça e admitam seus pecados, e para que, com o encorajamento, os homens retos continuem a ser leais. As implicações das palavras de Deus são muito profundas. Às vezes, as pessoas as leem e se dobram de rir, enquanto em outras, apenas inclinam a cabeça em silêncio. Às vezes elas pensam no passado, às vezes choram amargamente e reconhecem seus pecados, às vezes se atrapalham e às vezes buscam. No geral, há mudanças nas reações das pessoas por causa das diferentes circunstâncias nas quais Deus fala. Quando uma pessoa lê as palavras de Deus, às vezes, quem a vê pode até acreditar por engano que essa pessoa é doente mental. Considere estas palavras: “E assim, as disputas contenciosas na terra não existem mais, e, seguindo a emanação das Minhas palavras, as várias ‘armas’ da era moderna são recolhidas”. A palavra “armas” por si só poderia alimentar o correspondente a um dia inteiro de risos, e sempre que alguém por acaso se lembrar da palavra “armas”, vai rir intensamente por dentro. Não é assim? Como você poderia não rir disso?

Quando você rir, não se esqueça de captar o que Deus exige da humanidade e não se esqueça de ver o estado real da igreja: “Toda a humanidade voltou a um estado normal e embarcou em uma vida nova. Habitando em novos ambientes, um grande número de pessoas olha ao redor, sentindo como se tivessem entrado em um mundo inteiramente novo e, por causa disso, elas não são capazes de se adaptar imediatamente ao seu ambiente atual nem entrar logo na trilha certa”. Esse é o verdadeiro estado corrente da igreja. Não fique ansioso demais para que todas as pessoas entrem imediatamente na trilha certa. Uma vez que a obra do Espírito Santo tenha progredido até certo ponto, todas as pessoas entrarão nela sem perceber. Quando captar a essência das palavras de Deus, você saberá até que ponto o Seu Espírito operou. A vontade de Deus é esta: “Apenas administro, dependendo da injustiça [do homem], uma medida ‘educativa’ adequada, para melhor capacitar todos a chegar à trilha certa”. Esse é o jeito de Deus de falar e operar e é também a senda específica da prática da humanidade. Depois disso, Ele apontou às pessoas outro estado da humanidade: “Se os homens não estiverem dispostos a desfrutar da felicidade que está em Mim, só posso consentir o que determinaram em seu coração e enviá-los para o poço sem fundo”. Deus falou exaustivamente e deixou as pessoas sem a mínima chance de reclamar. Essa é exatamente a diferença entre Deus e o homem. Deus está sempre falando ao homem de modo aberto e livre. Em tudo o que Deus diz, pode-se ver o Seu coração sincero, o que faz com que as pessoas comparem o coração delas com o Dele e as capacite a abrir o coração a Ele, para que Ele possa ver o lugar em que cairão no espectro do arco-íris. Deus nunca aplaudiu a fé nem o amor de pessoa alguma, mas sempre fez exigências às pessoas e expôs o lado feio delas. Isso mostra como é baixa a “estatura” das pessoas e quão deficiente é sua “constituição”. Elas precisam de mais “exercícios” para compensar essas deficiências, motivo pelo qual Deus constantemente “libera Sua ira” sobre as pessoas. Um dia, quando Deus tiver revelado toda a verdade sobre a humanidade, as pessoas serão completadas e Deus ficará tranquilo. As pessoas não enganarão mais a Deus e Ele não as “educará” mais. Dali em diante, elas poderão “viver por conta própria”, mas agora não é a hora. Ainda há muito dentro das pessoas que pode ser chamado de “falso”, e vários outros turnos de investigação são necessários, vários outros “postos de controle” onde seus “impostos” podem ser apropriadamente pagos. Se ainda houver mercadorias falsificadas, elas serão confiscadas para que não sejam vendidas, e então esse lote de mercadorias contrabandeadas será destruído. Essa não é uma boa maneira de fazer as coisas?

Anterior: Capítulo 17

Próximo: Capítulo 19

Quando o desastre vem, como nós cristãos devemos lidar com ele? Convidamos você a participar da nossa reunião online, onde podemos explorar juntos e encontrar o caminho.
Contate-nos
Entre em contato conosco pelo Whatsapp

Conteúdo relacionado

Capítulo 26

Quem tem morado em Minha casa? Quem tem se levantado por Minha causa? Quem tem sofrido em Meu nome? Quem empenhou sua palavra diante de...

Capítulo 35

Sete trovões saem do trono, abalam o universo, transtornam céu e terra e ressoam através dos céus! O som perfura o ouvido e as pessoas não...

Configurações

  • Texto
  • Temas

Cores sólidas

Temas

Fonte

Tamanho da fonte

Espaçamento entre linhas

Espaçamento entre linhas

Largura da página

Sumário

Busca

  • Pesquise neste texto
  • Pesquise neste livro