Aplicativo da Igreja de Deus Todo-Poderoso

Ouça a voz de Deus e dê as boas vindas ao retorno do Senhor Jesus!

Declarações de Deus Todo-Poderoso (O caminho para conhecer a Deus)

Declarações de Deus Todo-Poderoso
Declarações de Deus Todo-Poderoso (O caminho para conhecer a Deus)

Categorias

Declarações de Cristo dos últimos dias (Seleções)
Declarações de Cristo dos últimos dias (Seleções)

Como Deus estabelece o desfecho do homem e o padrão pelo qual Ele estabelece o desfecho do homem

Antes de você ter qualquer um de seus pontos de vista ou conclusões, você deve, primeiro, entender a atitude de Deus para com você, o que Deus está pensando, e, então, decidir se a sua própria ideia é ou não correta. Deus nunca usou unidades de tempo para estabelecer o desfecho de uma pessoa e Ele nunca usou a quantidade de sofrimento suportada por alguém para estabelecer seu desfecho. Então, o que Deus usa como um padrão para estabelecer o desfecho do homem? Usar unidades de tempo para estabelecer um desfecho de uma pessoa – isso é que mais se conforma às concepções das pessoas. E ainda existem aqueles indivíduos que vocês veem com frequência, aqueles que, em certo ponto, dedicaram-se muito, despenderam muito, pagaram muito, sofreram muito. Esses são aqueles que, no ponto de vista de vocês, podem ser salvos por Deus. Tudo que essas pessoas mostram, tudo que elas vivem, é precisamente a concepção da humanidade do padrão pelo qual Deus estabelece o desfecho do homem. Apesar daquilo que vocês acreditam, Eu não listarei esses exemplos um por um. Em suma, contanto que não seja o padrão do próprio pensamento de Deus, então, ele vem da imaginação do homem e é tudo concepção do homem. Qual é a consequência de insistir cegamente em sua própria concepção e imaginação? Obviamente, a consequência só pode ser Deus rejeitando você. Isso se dá porque você sempre ostenta as suas qualificações diante de Deus, compete com Deus e disputa com Deus, e você não tenta verdadeiramente compreender o pensamento de Deus, nem tenta verdadeiramente compreender as intenções de Deus e a atitude de Deus para com a humanidade. Proceder dessa maneira é honrar a si mesmo sobre todas as coisas, não honrar a Deus. Você acredita em si mesmo; você não acredita em Deus. Deus não quer esse tipo de pessoa e Deus não salvará esse tipo de pessoa. Se você conseguir se livrar desse tipo de ponto de vista e, depois, retificar esses pontos de vista incorretos do passado; se você puder proceder de acordo com as demandas de Deus; começar a praticar o caminho de temer a Deus e evitar o mal desse ponto em diante; conseguir honrar a Deus como grande em todas as coisas; não usar suas próprias fantasias pessoais, pontos de vista ou crenças para definir a si mesmo, definir a Deus. E, em vez disso, você buscar as intenções de Deus em todos os aspectos, você alcançar uma realização e entendimento da atitude de Deus para com a humanidade e você usar o padrão de Deus para satisfazer a Deus – isso seria maravilhoso! Isso significaria que você está prestes a embarcar no caminho de temer a Deus e evitar o mal.

Uma vez que Deus não usa a maneira como as pessoas pensam dessa forma ou daquela forma, as ideias e pontos de vista delas, como um padrão para estabelecer o desfecho do homem, então, que tipo de padrão Ele usa? Deus usa as provações para estabelecer o desfecho do homem. Há dois padrões para usar as provações para estabelecer o desfecho do homem: o primeiro é o número de provações que as pessoas passam, e o segundo é o resultado das pessoas nessas provações. São esses dois indicadores que estabelecem o desfecho do homem. Agora, nós explicaremos melhor esses dois padrões.

Em primeiro lugar, quando você for confrontado com uma provação de Deus (nota: é possível que, em sua visão, essa provação seja pequena e não seja digna de menção), Deus lhe deixará claramente ciente de que essa é a mão de Deus sobre você, e que é Deus quem arranjou essa circunstância para você. Quando sua estatura for imatura, Deus arranjará provações a fim de testar você. Essas provações corresponderão à sua estatura, aquilo que você seja capaz de entender e aquilo que você seja capaz de suportar. Testar que parte de você? Testar a sua atitude para com Deus. Essa atitude é muito importante? Claro que é importante! Além do mais, ela é especialmente importante! Como essa atitude do homem é o resultado que Deus quer, é a coisa mais importante no que diz respeito a Deus. Do contrário, Deus não despenderia Seus esforços nas pessoas empenhando-Se nesses tipos de obra. Deus quer ver a sua atitude para com Ele por meio dessas provações; Ele quer ver se você está ou não na senda certa; e Ele quer ver se você está ou não temendo a Deus e evitando o mal. Portanto, independentemente de você entender muito ou pouco da verdade nesse momento em particular, você ainda será confrontado com a provação de Deus e, depois de qualquer aumento na quantidade da verdade que você entender, Deus continuará a arranjar provações correspondentes para você. Quando você, mais uma vez, for confrontado com uma provação, Deus irá querer ver se o seu ponto de vista, as suas ideias e a sua atitude para com Deus tiveram ou não algum crescimento nesse meio tempo. Algumas pessoas dizem: “Por que Deus sempre quer ver as atitudes das pessoas? Deus não viu como elas colocaram a verdade em prática? Por que Deus ainda quer ver as atitudes das pessoas?”. Essa é uma verborreia sem sentido! Já que Deus procede dessa forma, então, as intenções de Deus devem estar nisso. Deus sempre observa as pessoas ao lado delas, observando cada palavra e feito delas, cada ação e movimento delas, até mesmo cada pensamento e ideia delas. Todas as coisas que acontecem com as pessoas: seus bons feitos, suas faltas, suas transgressões e até mesmo suas rebeldias e traições, Deus registrará tudo como evidência para estabelecer o desfecho delas. À medida que a obra de Deus se desenvolve passo a passo, você ouve mais e mais verdade, você aceita mais e mais coisas positivas, informações positivas e a realidade da verdade. Ao longo do curso desse processo, as exigências que Deus faz de você também aumentarão. Ao mesmo tempo, Deus arranjará provações mais pesadas para você. O Seu objetivo é examinar se a sua atitude para com Deus amadureceu ou não nesse meio tempo. Claro, durante esse tempo, o ponto de vista que Deus demanda de você se conforma ao seu entendimento da realidade da verdade.

À medida que a sua estatura se desenvolve gradualmente, o padrão que Deus demanda de você também se desenvolverá de forma gradual. Quando você for imaturo, Deus lhe dará um padrão bem baixo; quando a sua estatura estiver um pouco maior, Deus lhe dará um padrão um pouco maior. No entanto, como Deus será depois de você entender tudo da verdade? Deus fará você enfrentar provações ainda maiores. No meio dessas provações, o que Deus quer obter, o que Deus quer ver, é o seu conhecimento mais profundo de Deus e o seu verdadeiro temor. Nesse momento, as demandas que Deus faz de você serão maiores e “mais severas” do quando a sua estatura era mais imatura (nota: As pessoas as veem como severas, mas, na verdade, Deus as vê como razoáveis). Quando Deus está dando provações para as pessoas, que tipo de realidade Deus quer criar? Deus está constantemente pedindo que as pessoas deem a Ele o seu coração. Algumas pessoas dirão: “Como alguém dá isso? Eu cumpro meu dever, eu abandonei o meu lar e meio de vida, eu despendi por Deus. Esses não são todos exemplos de dar o meu coração a Deus? De que outra maneira eu poderia dar o meu coração para Deus? Será que esses não são exemplos de dar o meu coração para Deus? Qual é a exigência específica de Deus?”. Essa exigência é muito simples. Na realidade, há algumas pessoas que já deram o seu coração a Deus em diferentes graus em vários estágios de suas provações. Porém, a grande maioria das pessoas nunca dá o seu coração a Deus. Quando Deus dá a você uma provação, Deus vê se o seu coração está com Deus, com a carne ou com Satanás. Quando Deus dá a você uma provação, Deus vê se você está ou não em oposição a Deus, ou se você está ou não em uma posição que é compatível com Ele e Ele vê se o seu coração está ou não do mesmo lado que Ele. Quando você é imaturo e enfrenta provações, a sua confiança é muito baixa, e você não consegue saber exatamente o que é que você precisa fazer a fim de satisfazer as intenções de Deus porque você tem um entendimento limitado da verdade. Apesar de tudo isso, você ainda pode orar a Deus de forma genuína e sincera, estar disposto a dar o seu coração a Deus, a fazer de Deus o seu soberano e estar disposto a oferecer a Deus aquelas coisas que você acredita que sejam as mais preciosas. Isso é o que é já ter dado o seu coração a Deus. À medida que você ouvir mais e mais pregações e você entender mais e mais a verdade, a sua estatura também amadurecerá gradualmente. O padrão que Deus demanda de você nesse momento não é o mesmo de quando você era imaturo; Ele demanda um padrão maior do que aquele. Quando o coração do homem é dado gradualmente a Deus, ele está se aproximando cada vez mais de Deus; quando o homem consegue verdadeiramente se aproximar de Deus, ele, de modo crescente, tem um coração que O teme. Deus quer esse tipo de coração.

Quando Deus quiser obter o coração de alguém, Ele lhe dará numerosas provações. Durante essas provações, se Deus não obtiver o coração dessa pessoa, nem vir que essa pessoa tem alguma atitude – isso quer dizer que Ele não vê que essa pessoa faz coisas ou se comporta de uma maneira que teme a Deus e Ele não vê uma atitude e resolução que evite o mal por parte dessa pessoa. Se for dessa maneira, então, após numerosas provações, a paciência de Deus para com esse indivíduo será retirada e Ele não tolerará mais essa pessoa. Ele não dará mais provações para ela e Ele não operará mais nela. Então, isso implica que o desfecho dessa pessoa será qual? Significa que ela não terá desfecho. É possível que essa pessoa não tenha feito o mal. É possível também que ela não tenha feito nada para interromper ou perturbar. É possível também que ela não tenha resistido abertamente a Deus. Todavia, o coração dessa pessoa está oculto a Deus. Ela nunca teve uma atitude e um ponto de vista claros para com Deus, e Deus não consegue ver com nitidez que o coração dela foi dado a Ele e Ele não consegue ver com clareza que essa pessoa está buscando temer a Deus e evitar o mal. Deus não tem mais paciência com essas pessoas, Ele não pagará mais preço algum, Ele não estenderá mais misericórdia e Ele não operará mais nelas. A vida da crença dessa pessoa em Deus já está acabada. Isso se dá porque em todas as provações que Deus deu a essa pessoa, Deus não obteve o resultado que Ele quer. Por isso, há várias pessoas nas quais Eu nunca vi o esclarecimento e a iluminação do Espírito Santo. Como é possível ver isso? Esse tipo de pessoa pode ter acreditado em Deus por muitos anos e, superficialmente, ela pode ter sido muito ativa. Ela leu muito livros, tratou muitos assuntos, completou mais de 10 cadernos com anotações e dominou muitas letras e doutrinas. Todavia, nunca há qualquer crescimento visível e nunca há qualquer ponto de vista visível para com Deus por parte dessa pessoa, tampouco há qualquer atitude clara. Isso quer dizer que você não consegue ver o coração dessa pessoa. O coração dela está sempre fechado, o coração dela está selado – está selado para Deus, então, Deus não viu o verdadeiro coração dessa pessoa, Ele não viu o verdadeiro temor dessa pessoa para com Deus, e ainda mais, Ele não viu como essa pessoa anda no caminho de Deus. Se até agora Deus não ganhou esse tipo de pessoa, Ele a pode ganhar no futuro? Ele não pode! Deus continuará se esforçando por coisas que não podem ser obtidas? Ele não continuará! Qual é a atitude atual de Deus para com essas pessoas, então? (Ele as rejeita, Ele não presta atenção nelas.) Ele não presta atenção nelas! Deus não presta atenção nesse tipo de pessoa; Ele as rejeita. Vocês memorizaram essas palavras de modo muito rápido e preciso. Parece que vocês entenderam o que vocês ouviram!

Há algumas pessoas que, quando começam a seguir a Deus, são imaturas e ignorantes; elas não compreendem as intenções de Deus; elas também não sabem o que é acreditar em Deus, adotando uma maneira criada pelo homem e equivocada de acreditar em Deus, seguir a Deus. Quando esse tipo de pessoa se depara com uma provação, ela não está consciente disso e está insensível à orientação e iluminação de Deus. Ela não sabe o que é dar o seu coração a Deus e o que é permanecer firme durante uma provação. Deus dará a essa pessoa uma quantidade limitada de tempo e, durante esse tempo, Ele lhe permitirá entender o que é a provação de Deus, quais são as intenções de Deus. Depois, essa pessoa precisa expor o seu ponto de vista. Com relação àquelas pessoas que estão nesse estágio, Deus ainda está esperando. Com relação àquelas pessoas que têm algumas visões, mas ainda oscilam, que querem dar o seu coração a Deus, mas ainda não estão concordes a fazê-lo, que, embora tenham colocado em prática algumas verdades básicas, quando confrontadas com uma grande provação, elas se esquivam e querem desistir – qual é a atitude de Deus para com essas pessoas? Deus ainda tem um pouco de expectativa para com essas pessoas. O resultado depende das atitudes e desempenho delas. Como Deus responde se as pessoas não estão ativas para fazerem progresso? Ele desiste. Isso se dá porque, antes de Deus desistir de você, você já desistiu de si mesmo. Portanto, você não pode culpar Deus por fazê-lo, pode? Isso é justo? (É justo.)

Uma pergunta prática cria todo tipo de constrangimento nas pessoas

Há um outro tipo de pessoa que tem o desfecho mais trágico de todos. Essa é aquela que Eu menos gosto de mencionar. Não é trágico porque essa pessoa recebe a punição de Deus, ou que as demandas de Deus sobre ela são severas e ela tem um desfecho trágico. Pelo contrário, é trágico porque ela faz isso com si mesma, como é frequentemente dito: ela cava a sua própria sepultura. Que tipo de pessoa é essa? Essa pessoa não percorre a senda correta, e seu desfecho é revelado antecipadamente. Deus vê esse tipo de pessoa como o maior alvo de Sua abominação. Como as pessoas dizem, essas são as mais trágicas de todas. Esse tipo de pessoa está muito entusiasmada no começo do seguir a Deus; ela paga muitos preços; ela tem uma boa opinião sobre a perspectiva da obra de Deus; ela está cheia de imaginação sobre seu próprio futuro; ela está particularmente confiante em Deus, acreditando que Deus pode tornar o homem completo e trazer para o homem um destino glorioso. Contudo, por uma razão qualquer, essa pessoa, então, foge no transcurso da obra de Deus. O que significa essa pessoa fugir? Significa que ela desaparece sem um adeus, sem um som. Ela parte sem uma palavra. Embora esse tipo de pessoa afirme acreditar em Deus, ela nunca, realmente, cria quaisquer raízes na senda da crença em Deus. Sendo assim, não importa por quanto tempo ela tenha acreditado, ela ainda pode se afastar de Deus. Algumas pessoas partem para entrar nos negócios, algumas pessoas partem para viverem sua vida, algumas pessoas partem para enriquecerem, algumas pessoas partem para se casarem, ter um filho... Dentre esses que partem, há alguns que têm um ataque de consciência e querem voltar, e outros que estão indo muito mal, vagueando no mundo por anos e anos. Esses andarilhos experimentaram muito sofrimento e eles acreditam que estar no mundo é extremamente doloroso e que não podem ser separados de Deus. Eles querem retornar à casa de Deus para receber conforto, paz, alegria e continuar acreditando em Deus a fim de escapar do desastre, ou para serem salvos e obter um lindo destino. Isso se dá porque essas pessoas acreditam que o amor de Deus é infinito, que a graça de Deus é inesgotável e que ela não pode ser esgotada. Elas acreditam que não importa o que uma pessoa tenha feito, Deus deve perdoá-la e ser tolerante quanto ao seu passado. Essas pessoas dizem que elas querem voltar e cumprir seu dever. Há aquelas que até doam alguns de seus pertences para a igreja, esperando que esse seja o caminho de volta para a casa de Deus. Qual é a atitude de Deus para com esse tipo de pessoa? Como Deus deve estabelecer o desfecho dela? Sinta-se à vontade para falar. (Pensei que Deus admitiria esse tipo de pessoa, mas, depois de ouvir isso bem agora, talvez, elas não sejam mais aceitas de novo.) E qual é o seu raciocínio? (Esse tipo de pessoa vem diante de Deus para que o seu desfecho não seja o de morte. Ela não vem por sinceridade genuína. Pelo contrário, sabendo que a obra de Deus logo estará concluída, ela vem sob a ilusão de receber bênçãos.) Você está dizendo que essa pessoa não acredita sinceramente em Deus, por isso, Deus não pode admiti-la? É isso? (Sim.) (Meu entendimento é que esse tipo de pessoa é um oportunista, e ela não acredita sinceramente em Deus.) Ela não passou a acreditar em Deus; ela é um oportunista. Bem falado! Esses oportunistas são o tipo de pessoa que todos odeiam. Eles simplesmente navegam para qualquer direção que vento soprar e não podem ser incomodadas para fazer nada, a não ser que obtenham alguma coisa disso. Claro que elas são desprezíveis! Algum outro irmão ou irmã tem um ponto de vista? (Deus não as admitirá mais porque a obra de Deus está prestes a ser completada e agora é quando o desfecho das pessoas está sendo determinado. É neste momento que essas pessoas querem voltar. Não é porque elas realmente querem buscar a verdade; elas querem voltar porque elas veem desastres sobrevindo, ou elas estão sendo influenciadas por fatores externos. Se elas realmente tivessem um coração que estivesse em busca da verdade, elas jamais teriam fugido no meio do curso.) Há quaisquer outras opiniões? (Elas não serão admitidas. Deus realmente lhes deu oportunidades, mas a atitude delas para com Deus foi sempre de não prestar atenção Nele. Sejam quais forem as intenções dessa pessoa e, mesmo se ela realmente se arrepender, Deus ainda não a admitirá. Isso se dá porque Deus já lhe deu muitas oportunidades, contudo, ela já demonstrou sua atitude: ela quis deixar a Deus. Portanto, quando ela voltar agora, Deus não a admitirá.) (Eu também aceito que Deus não admitirá esse tipo de pessoa, pois, se uma pessoa viu o caminho verdadeiro, experimentou a obra de Deus por um período de tempo tão longo e ainda consegue retornar para o mundo, retornar para o abraço de Satanás, então, essa é uma grande traição a Deus. Não obstante o fato de que a essência de Deus é misericórdia, é amor, ela depende do tipo de pessoa à qual está sendo direcionada. Se essa pessoa vem diante de Deus buscando conforto, buscando alguma coisa em que colocar sua esperança, então, esse tipo de pessoa simplesmente não é o tipo que acredita com sinceridade em Deus, e a misericórdia de Deus para com ela vai somente até certo ponto.) A essência de Deus é misericórdia então, por que Ele não dá a esse tipo de pessoa um pouco mais de misericórdia? Com um pouco de misericórdia, ela não ganha uma oportunidade? Antes, muitas vezes seria dito: Deus quer que cada pessoa seja salva e não quer que ninguém sofra a perdição. Se uma entre cem ovelhas se perder, Deus deixará as noventa e nove e procurará a ovelha perdida. Hoje em dia, com relação a esse tipo de pessoa, se for em favor da verdadeira crença dela em Deus, Deus deveria admiti-la e lhe dar uma segunda chance? Na realidade, não é uma pergunta difícil; é muito simples! Se vocês compreenderem verdadeiramente a Deus e tiverem um entendimento real de Deus, então, não é necessária muita explicação; muita especulação também não é necessária, certo? Suas respostas estão na trilha certa, mas ainda existe certa distância entre elas e a atitude de Deus.

Há pouco, havia alguns de vocês que estavam certos de que Deus não poderia admitir esse tipo de pessoa. Outros não estavam tão certos, acreditando que Deus poderia admiti-la e poderia não admiti-la – essa atitude é a mais moderada; e então, havia aqueles cujo ponto de vista era que eles esperam que Deus admita esse tipo de pessoa – essa é a atitude ambígua. Aqueles com certa atitude acreditam que Deus operou até agora e sua obra está completa, por isso, Deus não precisa ser tolerante com essas pessoas, e Ele não a admitirá outra vez. As pessoas moderadas acreditam que essas questões devam ser tratadas de acordo com suas circunstâncias: se coração dessa pessoa é inseparável de Deus e ela ainda é uma pessoa que verdadeiramente acredita em Deus, uma pessoa que busca a verdade, então, Deus não deveria se lembrar da fraqueza anterior e faltas dela; Ele deveria perdoá-la, dar-lhe outra chance, deixá-la retornar para a casa de Deus e aceitar a salvação de Deus. Todavia, se essa pessoa fugir mais uma vez, é quando Deus não pode mais querer essa pessoa e não é possível considerar que esteja sendo feita uma injustiça com ela. Há outro grupo que espera que Deus possa admitir essa pessoa. Esse grupo não sabe claramente se Deus a está admitindo ou não. Se ele acredita que Deus deveria admiti-la, mas Deus não a admite, então, parece que ele está um pouco fora da conformidade do ponto de vista de Deus. Se ele acredita que Deus não deveria admiti-la, e Deus, por acaso, diz que Seu amor para com o homem é indefinido e que Ele está disposto a dar a essa pessoa outra chance, então, isso não é um exemplo da ignorância humana sendo revelada? Em qualquer caso, todos vocês têm seus próprios pontos de vista. Esses pontos de vista são um conhecimento em seus próprios pensamentos; eles também são uma reflexão da profundidade de seu entendimento da verdade e de seu entendimento das intenções de Deus. Bem colocado, não? É maravilhoso que vocês tenham opiniões sobre essa questão! No entanto, quanto a se as opiniões de vocês estão corretas ou não, ainda há um ponto de interrogação. Vocês todos não estão um pouco preocupados? “O que é correto, então? Eu não consigo ver com clareza e não sei exatamente o que Deus está pensando. Deus não me disse nada. Como eu posso saber o que Deus está pensando? A atitude de Deus para com o homem é amor. De acordo com a atitude passada de Deus, Ele deve admitir essa pessoa. Contudo, eu não estou muito certo sobre a atitude presente de Deus – eu só posso dizer que, talvez, Ele admitirá essa pessoa e, talvez, Ele não admitirá”. Isso não é ridículo? Isso realmente deixou vocês perplexos. Se vocês não têm uma visão apropriada sobre essa questão, então, o que vocês farão quando a sua igreja se deparar de verdade com esse tipo de pessoa? Se vocês não lidarem com isso de modo apropriado, então, talvez, vocês ofenderão a Deus. Esse não é um assunto perigoso?

Por que Eu quero perguntar sobre suas visões a respeito daquilo que Eu acabei de discutir? Eu quero testar seus pontos de vista, testar quanto conhecimento de Deus vocês têm, quanto entendimento vocês têm das intenções de Deus e atitude de Deus. Qual é a resposta? A resposta está dentro dos pontos de vista de vocês. Alguns de vocês são muito conservadores, e alguns de vocês estão usando a imaginação deles para adivinhar. O que é “adivinhar”? É quando vocês não têm ideia de como Deus pensa, então, vocês criam ideias infundadas sobre como Deus deveria pensar desta forma ou daquela. Vocês não sabem, realmente, se a sua adivinhação está certa ou errada, então, vocês expressam um ponto de vista ambíguo. Confrontados com esse fato, o que vocês veem? Quando seguem a Deus, as pessoas raramente prestam atenção nas intenções de Deus e raramente prestam atenção nos pensamentos de Deus e nas atitudes de Deus para com o homem. Vocês não entendem os pensamentos de Deus, então, quando lhes fazem perguntas envolvendo as intenções de Deus, envolvendo o caráter de Deus, vocês ficam confusos; vocês estão profundamente incertos e adivinham ou apostam. Que atitude é essa? Ela prova este fato: a maioria das pessoas que acreditam em Deus O considera como ar vazio, como indistinto. Por que Eu coloco dessa forma? Porque todas as vezes em que vocês se deparam com uma questão, vocês não sabem as intenções de Deus. Por que vocês não sabem? Não é que vocês simplesmente não sabem neste momento. Pelo contrário, do começo ao fim, vocês não sabem qual é a atitude de Deus em relação a essa questão. Naqueles momentos em que você não pode ver e que você não conhece a atitude de Deus, você ponderou a respeito disso? Você buscou isso? Você comunicou isso? Não! Isso confirma um fato: o Deus da sua crença e o verdadeiro Deus não estão conectados. Você, que acredita em Deus, pondera somente a sua própria vontade, pondera somente a vontade de seus líderes e pondera somente o significado superficial e doutrinal da palavra de Deus, mas não tenta verdadeiramente saber e buscar a intenção de Deus de forma alguma. Não é assim que é? A essência dessa questão é terrível! Ao longo de muitos anos, Eu vi muitas pessoas que acreditam em Deus. Que forma essa crença assume? Algumas pessoas acreditam em Deus como se Ele fosse um ar vazio. Essas pessoas não têm resposta para questões sobre a existência de Deus porque elas não podem sentir ou estar conscientes da presença ou ausência de Deus, quanto mais ver com clareza ou entendê-la. Subconscientemente, essas pessoas acham que Deus não existe. Algumas outras acreditam em Deus como se Ele fosse um homem. Essas pessoas acreditam que Deus é incapaz de fazer todas as coisas que elas são incapazes de fazer, e que Deus deve pensar da maneira como elas pensam. A definição de Deus dessas pessoas é “uma pessoa invisível e intocável”. Há também um grupo de pessoas que acredita em Deus como se Ele fosse uma marionete. Essas pessoas acreditam que Deus não tem emoções, que Deus é uma estátua. Quando confrontado com uma questão, Deus não tem atitude, não tem ponto de vista, não tem ideias; Ele está à mercê do homem. As pessoas só acreditam no que querem acreditar. Se elas O fazem grande, Ele é grande; se elas O fazem pequeno, Ele é pequeno. Quando as pessoas pecam e necessitam da misericórdia de Deus, necessitam da tolerância de Deus, necessitam do amor de Deus, então, Deus deve estender a Sua misericórdia. Essas pessoas criam um Deus em sua própria mente e fazem esse Deus cumprir suas demandas e satisfazer todos os seus desejos. Não importa quando ou onde, e não importa o que essa pessoa faça, ela adotará essa fantasia em seu tratamento com Deus e em sua crença em Deus. Há até mesmo aqueles que acreditam que Deus pode salvá-los depois de terem agravado o caráter de Deus. Isso se dá porque eles acreditam que o amor de Deus é infinito, o caráter de Deus é justo e que, não importa o quanto as pessoas ofendem a Deus, Deus não se lembrará de nada disso. Uma vez que as faltas do homem, as transgressões do homem e a desobediência do homem são expressões momentânea do caráter daquela pessoa, Deus dará chances para as pessoas e será tolerante e paciente para com elas. Deus ainda as amará como antes. Portanto, a esperança de sua salvação ainda é grande. Na realidade, não importa como uma pessoa acredita em Deus, contanto que não esteja buscando a verdade, então, Deus possui uma atitude negativa para com ela. Isso se dá porque, embora você acredite em Deus, talvez, você valorize o livro da palavra de Deus, você o estude todos os dias, você o leia todos os dias, mas você coloca de lado o verdadeiro Deus, você O considera como ar vazio, O considera como uma pessoa e, alguns de vocês simplesmente O consideram como uma marionete. Por que Eu coloco isso dessa maneira? Porque do modo que Eu vejo, independentemente de se vocês se deparam com uma questão ou enfrentam uma circunstância, aquelas coisas que existem em seu subconsciente, essas coisas que são desenvolvidas no interior – nenhuma delas tem qualquer ligação com a palavra de Deus ou a busca pela verdade. Você sabe apenas o que você mesmo está pensando, quais são seus pontos de vista e, depois, as suas próprias ideias, seus próprios pontos de vista são forçados a Deus. Eles se tornam os pontos de vista de Deus, os quais são usados como padrões a serem resolutamente cumpridos. Com o tempo, proceder dessa forma o coloca cada vez mais longe de Deus.

0Busca por x resultados