Palavras diárias de Deus | "Os perversos certamente serão punidos" | Trecho 328

Analisar se pratica a justiça em tudo o que faz, e se todas as próprias ações são observadas por Deus são os princípios comportamentais daqueles que acreditam em Deus. Vocês serão chamados de justos porque são capazes de satisfazer a Deus, e porque aceitam Seu cuidado e proteção. Aos olhos de Deus, todos aqueles que aceitam Seu cuidado, proteção e perfeição e que são adquiridos por Ele são justos e vistos por Ele com amor. Quanto mais vocês aceitarem as palavras de Deus no aqui e agora, quanto mais vocês forem capazes de receber e entender a vontade de Deus, mais vocês estarão aptos a viver Suas palavras e satisfazer Suas exigências. Esta é a comissão de Deus para vocês e o que devem alcançar. Se vocês usam conceitos para medir e retratar Deus como se Ele fosse uma estátua de argila imutável, e se vocês O restringem à Bíblia e O confinam em um escopo limitado de trabalho, isso prova que vocês condenaram Deus. Porque, em seus corações, os judeus da era do Antigo Testamento lançaram Deus em um molde de ídolo, como se Deus só pudesse ser chamado de Messias, e somente aquele que foi chamado de Messias fosse Deus, e porque eles serviam e adoravam a Deus como se Ele fosse uma estátua de argila (sem vida), eles pregaram o Jesus daquele tempo na cruz, condenando-O à morte — condenando o inocente Jesus à morte. Deus não cometeu nenhum crime, mas o homem não O poupou e O condenou resolutamente à morte. Assim, Jesus foi crucificado. O homem sempre acredita que Deus é imutável e o define de acordo com a Bíblia, como se o homem conhecesse toda a gestão de Deus, como se tudo o que Deus faz estivesse nas mãos do homem. As pessoas são ridículas ao extremo, possuem extrema arrogância, e todas têm um toque para a eloquência exacerbada. Independentemente de quão grande seja o seu conhecimento de Deus, ainda digo que você não conhece Deus, que não há alguém mais oposto a Deus, e que você condena Deus, porque você é totalmente incapaz de obedecer à obra de Deus e de andar no caminho de ser aperfeiçoado por Deus. Por que Deus nunca está satisfeito com as ações do homem? Porque o homem não conhece Deus, porque ele tem muitas concepções, e porque, em vez de se portar de acordo com a realidade, todo seu conhecimento de Deus é cortado do mesmo tecido, e rígido e inflexível. Assim, se viesse à terra hoje, Deus seria, mais uma vez, pregado na cruz. Humanidade cruel, brutal! O engodo e a intriga, o chocarem-se uns contra os outros, a disputa por reputação e fortuna, o abate mútuo — quando isso irá acabar? Deus falou centenas de milhares de palavras, mas nenhuma alcançou os sentidos deles. Eles agem por causa de suas famílias, e filhos e filhas, por suas carreiras, expectativas, status, vaidade e dinheiro, por causa de roupas, por comida e pela carne — as ações de quem são verdadeiramente favoráveis a Deus? Mesmo entre aqueles cujas ações são voltadas para Deus, há poucos que conhecem Deus. Quantos não agem por causa de seus próprios interesses? Quantos não oprimem e discriminam outros para manter seu próprio status? Assim, Deus foi condenado forçosamente à morte inúmeras vezes, incontáveis juízes bárbaros condenaram Deus e, mais uma vez, O pregaram na cruz. Quantos podem ser chamados de justos por realmente agir em favor de Deus?

Diante de Deus, é tão fácil assim ser aperfeiçoado e tornar-se uma pessoa santa ou justa? É um truísmo que “não há justos nesta terra, os justos não estão neste mundo”. Quando vocês forem diante de Deus, reflitam sobre o que vocês estiverem vestindo, considerem cada palavra e ação sua, todos os seus pensamentos e ideais, e até mesmo os sonhos nos quais vocês pensam todos os dias — eles são todos em benefício de vocês. Não é essa a verdadeira situação? “Justiça” não significa dar esmolas, não significa amar o seu próximo como a você mesmo, e não significa não lutar, discutir ou roubar. Justiça significa entender a comissão de Deus como seu dever e obedecer às orquestrações e aos planos de Deus como uma vocação enviada pelo céu, independentemente do tempo ou lugar, como tudo o que foi feito pelo Senhor Jesus. Esta é a verdadeira justiça a que Deus se refere. Ló poderia ser chamado de justo por ter salvo os dois anjos enviados por Deus sem se importar com o que teria a ganhar ou perder; o que ele fez naquela ocasião pode ser chamado de justiça, mas ele não pode ser chamado de um homem justo. Só porque viu Deus é que Ló deu suas duas filhas em troca dos anjos. Mas, nem todo seu comportamento no passado representa justiça, e por isso digo “não há justo sobre esta terra”. Mesmo dentre aqueles que estão no fluxo da recuperação, ninguém pode ser chamado de justo. Não importa quão boas sejam suas ações, não importa quanto você pareça glorificar o nome de Deus, não agredir nem amaldiçoar os outros, não os roubar nem furtar, ainda assim você não pode ser chamado de justo, pois essas coisas podem ser feitas por qualquer pessoa normal. Hoje, o fundamental é que você não conhece Deus. Só se pode dizer que hoje você tem um pouco de humanidade normal, mas você está desprovido da justiça a que Deus se refere, e assim, nada do que você faz é prova do seu conhecimento de Deus.

Extraído de “A Palavra manifesta em carne

Quando o desastre vem, como nós cristãos devemos lidar com ele? Convidamos você a participar da nossa reunião online, onde podemos explorar juntos e encontrar o caminho.
Contate-nos
Entre em contato conosco pelo Whatsapp

Conteúdo relacionado