Aplicativo da Igreja de Deus Todo-Poderoso

Ouça a voz de Deus e dê as boas vindas ao retorno do Senhor Jesus!

Declarações de Deus Todo-Poderoso (O caminho para conhecer a Deus)

Declarações de Deus Todo-Poderoso
Declarações de Deus Todo-Poderoso (O caminho para conhecer a Deus)

Categorias

Declarações de Cristo dos últimos dias (Seleções)
Declarações de Cristo dos últimos dias (Seleções)

A santidade de Deus (I) (Parte 2)

Vejamos agora quais as outras palavras e expressões de Satanás que permitem ao homem ver sua hedionda fisionomia. Continuemos lendo um pouco da Escritura.

Diálogo entre Satanás e Deus Jeová

Jó 1:6–11 Ora, chegado o dia em que os filhos de Deus vieram apresentar-se perante Jeová, veio também Satanás entre eles. Jeová perguntou a Satanás: Donde vens? E Satanás respondeu a Jeová, dizendo: De rodear a terra, e de passear por ela. Disse Jeová a Satanás: Notaste porventura o meu servo Jó, que ninguém há na terra semelhante a ele, homem íntegro e reto, que teme a Deus e se desvia do mal? Então respondeu Satanás a Jeová, e disse: Porventura Jó teme a Deus debalde? Não o tens protegido de todo lado a ele, a sua casa e a tudo quanto tem? Tens abençoado a obra de suas mãos, e os seus bens se multiplicam na terra. Mas estende agora a tua mão, e toca-lhe em tudo quanto tem, e ele blasfemará de ti na tua face!

Jó 2:1–5 Chegou outra vez o dia em que os filhos de Deus vieram apresentar-se perante Jeová; e veio também Satanás entre eles apresentar-se perante Jeová. Então Jeová perguntou a Satanás: Donde vens? Respondeu Satanás a Jeová, dizendo: De rodear a terra, e de passear por ela. Disse Jeová a Satanás: Notaste porventura o meu servo Jó, que ninguém há na terra semelhante a ele, homem íntegro e reto, que teme a Deus e se desvia do mal? Ele ainda retém a sua integridade, embora me incitasses contra ele, para o consumir sem causa. Então Satanás respondeu a Jeová: Pele por pele! Tudo quanto o homem tem dará pela sua vida. Estende agora a mão, e toca-lhe nos ossos e na carne, e ele blasfemará de ti na tua face!

Essas duas passagens são um diálogo entre Deus e Satanás, e registram o que Deus disse e o que Satanás disse. Deus disse muitas coisas? (Não.) Ele não falou muito e falou com grande simplicidade. Podemos ver a santidade de Deus em Suas simples palavras? Alguns dirão que isso não é fácil. Podemos então ver a hediondez de Satanás em suas respostas? (Sim.) Então, vejamos primeiro o tipo de pergunta que Deus Jeová fez a Satanás. (“Donde vens?”) Essa é uma pergunta direta? (Sim.) Existe algum significado oculto? (Não.) É apenas uma pergunta, pura sem nenhum outro propósito. Se Eu perguntasse a vocês: “De onde você vem?”, como vocês responderiam? É uma pergunta difícil de responder? Vocês diriam: “De ir para cá e para lá e de andar para cima e para baixo”? (Não.) Vocês não responderiam desse modo, então como é que vocês se sentem quando veem Satanás respondendo assim? (Achamos que Satanás é absurdo e astucioso.) Vocês pensam assim? Você consegue saber o que Eu estou sentindo? Toda vez que vejo essas palavras Me sinto enojado. Vocês se sentem enojados? (Sim.) Por que enojados? Porque ele fala e não diz nada! Satanás respondeu à pergunta de Deus? (Não.) Por quê? Suas palavras não foram uma resposta, não houve nenhum resultado. Não foram uma resposta dirigida à pergunta de Deus. “De rodear a terra, e de passear por ela.” Você entende essas palavras? Entende? De onde na terra é que Satanás vem? Vocês receberam uma resposta? (Não.) Esse é o “brilhantismo” da astúcia de Satanás, não deixar que ninguém descubra o que ele está realmente dizendo. Tendo ouvido essas palavras, você ainda não consegue discernir o que ele disse, embora Satanás já tenha acabado de responder. Ele acredita que respondeu perfeitamente. Como você se sente então? (Enojado) Enojado. Agora, você começa a sentir nojo com essas palavras. Satanás não fala diretamente e por isso deixa você coçando a cabeça, incapaz de perceber a fonte das palavras dele. Ele fala deliberada e astuciosamente, e é dominado por sua própria essência, por sua própria natureza. Essas palavras vieram diretamente da boca de Satanás. Não foram cogitadas por longo tempo e depois pronunciadas por Satanás, pensando que era esperto. Ele apenas as expressou naturalmente. “De onde na terra ele vem?” Você se sente muito intrigado, sem saber de onde ele vem. Há alguém dentre vocês que fale assim? (Sim.) Que jeito de falar é esse? (É ambíguo e não dá uma resposta certa.) Que espécie de palavras devemos usar para descrever esse modo de falar? É diversivo e enganoso, não é? Imagine que alguém não queira que os outros saibam onde ele foi ontem. Você lhe pergunta: “Ontem eu te vi. Aonde você estava indo?”. Ele não lhe responde diretamente para dizer aonde foi ontem. Ele diz: “Que dia tive ontem! Muito cansativo!”. Ele respondeu à sua pergunta? Respondeu, mas essa não é a resposta que você queria. Esse é o “brilhantismo” do artifício do homem. Você nunca consegue descobrir o que ele quer dizer, nem percebe a fonte ou a intenção por trás de suas palavras. Você não conhece o que ele está tentando evitar porque no coração dele ele tem a sua própria história; isso é insídia. Vocês também costumam falar assim? (Sim.) Então, qual é o seu propósito? Seria, algumas vezes, proteger seus próprios interesses, manter sua própria posição, sua própria imagem, guardar os segredos de sua vida particular, salvar a própria reputação? Seja qual for o propósito, ele é inseparável de seus interesses, está ligado aos seus interesses. Não é essa a natureza do homem? Não são semelhantes a Satanás todos os que têm esse tipo de natureza? Podemos afirmar isso, não é? Falando generalizadamente, essa manifestação é detestável e abominável. Agora vocês também se sentem enojados, não é? (Sim.)

Olhando novamente para a primeira passagem, Satanás responde novamente a Deus Jeová, dizendo: “Porventura Jó teme a Deus debalde?”. Ele começa a atacar o modo como Deus Jeová avalia Jó, e esse ataque é marcado pela hostilidade. “Não o tens protegido de todo lado a ele, a sua casa e a tudo quanto tem?” Esse é o entendimento de Satanás e a análise da obra de Deus Jeová em Jó. Satanás analisa-o assim, dizendo: “Tens abençoado a obra de suas mãos, e os seus bens se multiplicam na terra. Mas estende agora a tua mão, e toca-lhe em tudo quanto tem, e ele blasfemará de ti na tua face!”. Satanás sempre fala com ambuiguidade, mas aqui ele fala com segurança. Entretanto, essas palavras ditas com segurança são um ataque, uma blasfêmia, e uma rivalidade para com Deus Jeová, para com o Próprio Deus. Como vocês se sentem ao ouvir isto? Você sente aversão? Você é capaz de ver suas intenções? Primeiramente, ele repudia a análise que Deus Jeová faz de Jó – aquele que teme a Deus e evita o mal. Então ele repudia tudo que Jó diz e faz no temor a Deus Jeová. Ele é acusador? Satanás está acusando, repudiando e duvidando de tudo que Deus Jeová faz e diz. Ele não acredita, dizendo: “Se você diz que as coisas são assim, como é que eu não tenho visto isso? Você tem dado a ele tantas bênçãos, como pode ele não temê-Lo?”. Isso não é uma repudiação de tudo que Deus faz? Acusação, repudiação, blasfêmia – não são agressivas essas palavras? Elas não são uma verdadeira expressão do que Satanás pensa em seu coração? Essas palavras não são certamente as mesmas palavras que acabamos de ler agora: “De rodear a terra, e passear por ela”. Elas são completamente diferentes daquelas. Através dessas palavras, Satanás revela completamente sua atitude em relação a Deus e a aversão ao temor de Jó por Deus que mantém em seu coração. Quando isso acontece, sua natureza maliciosa e maléfica é completamente exposta. Ele odeia aqueles que temem a Deus, odeia aqueles que evitam o mal, e ainda mais odeia a Deus Jeová por conceder bênçãos ao homem. Ele quer usar essa oportunidade para destruir Jó a quem Deus o criou com Suas próprias mãos, para arruiná-lo, dizendo: “Você diz que Jó O teme e evita o mal. Eu vejo de outra forma”. Ele usa várias maneiras para provocar e tentar Deus Jeová, e usa várias formas a ponto de Deus Jeová entregar Jó nas mãos de Satanás para ser deliberadamente manipulado, ferido e manuseado. Ele quer tirar vantagem dessa oportunidade para exterminar esse homem que é justo e perfeito aos olhos de Deus. O fato de Satanás ter esse tipo de coração é um impulso momentâneo? Não, não é. Isso tem sido preparado há muito tempo. Deus age, Deus cuida de uma pessoa, olha para uma pessoa, e Satanás segue cada um de Seus passos. A quem quer que Deus favoreça, Satanás também observa, seguindo atrás dele. Se Deus quer essa pessoa, Satanás faria tudo em seu poder para obstruir Deus, usando vários artifícios malignos para tentar, assediar e destruir a obra que Deus faz com intuito de atingir seu objetivo oculto. Qual é seu objetivo? Ele não quer que Deus tenha ninguém; ele quer a todos que Deus quer, para ocupá-los, controlá-los, para comandá-los para que eles o adorem, para que cometam atos malignos junto com ele. Não é esse o motivo sinistro de Satanás? Normalmente, vocês dizem com frequência que Satanás é tão vil, tão ruim, mas vocês já o viram? Você apenas consegue ver quanto o homem é mau e não tem visto na realidade quanto Satanás é mau na verdade. Mas consegue ver isso na questão referente a Jó? (Sim). Esse assunto tornou o rosto hediondo e a essência de Satanás muito claros. Satanás está em guerra com Deus, seguindo Seus rastros. Seu objetivo é demolir toda a obra que Deus quer realizar, para ocupar e controlar aqueles a quem Deus quer, para extinguir completamente aqueles a quem Deus quer. Se eles não são extintos, então eles se juntam às posses de Satanás para serem usados por ele – esse é seu objetivo. E o que Deus faz? Deus diz apenas uma simples sentença nessa passagem; não há mais nenhum registro de algo mais que Deus faça, mas vemos que há muitos outros registros do que Satanás faz e diz. Na passagem da Escritura abaixo, Deus Jeová perguntou a Satanás: “Donde vens?”. Qual é a resposta de Satanás? (Ela ainda é: “De rodear a terra, e de passear por ela”.) Ainda é essa frase. Como isso se tornou o lema de Satanás, a obra-prima dele? Satanás não é odioso? Ao dizer essa frase nojenta uma vez já basta. Por que Satanás sempre volta a essa frase? Isso prova uma coisa. A natureza de Satanás é imutável. Sua face hedionda não é algo que ele possa manter escondida por muito tempo. Deus faz-lhe uma pergunta e ele responde de tal maneira, não importando como ele trata as pessoas. Ele não tem medo de Deus, não teme a Deus e não obedece a Deus. Então se atreve a ser inescrupulosamente presunçoso diante de Deus, a usar essas mesmas palavras para disfarçar a pergunta de Deus, a usar essa mesma resposta para responder à pergunta de Deus, a tentar usar essa resposta para confundir Deus – essa é a face feia de Satanás. Ele não crê na onipotência de Deus, não crê na autoridade de Deus, e certamente não está disposto a obedecer sob o domínio de Deus. Ele está constantemente em oposição a Deus, constantemente atacando o que Deus faz, tentando destruir tudo que Ele faz – esse é o seu objetivo maligno.

No plano de gestão de Deus de seis mil anos, essas duas passagens em que Satanás diz e faz coisas, no Livro de Jó, são representativas de sua resistência a Deus. Isso é Satanás mostrando quem de fato é. Você já viu as palavas e os feitos de Satanás na vida real? Quando você os vir, talvez não pense que são coisas ditas por Satanás, mas, em vez disso, ache que são coisas ditas pelo homem, certo? O que é representado quando essas coisas são ditas pelo homem? Satanás é representado. Mesmo que o reconheça, você ainda não consegue perceber que está realmente sendo dito por Satanás. Mas, aqui e agora, você viu inequivocamente o que o próprio Satanás disse. Agora, você tem um entendimento inequívoco e claro como cristal de sua hedionda fisionomia e do mal de Satanás. Portanto, são essas duas passagens ditas por Satanás valiosas para as pessoas hoje conseguirem conhecer a natureza de Satanás? Essas duas passagens valem a pena ser reunidas para que hoje a humanidade seja capaz de reconhecer a face hedionda de Satanás, reconhecer sua verdadeira face original? Embora dizer isso possa não parecer muito apropriado, expressá-lo nesses termos ainda pode ser considerado acurado. Eu só posso dizê-lo desse modo e, se vocês puderem entender, então é suficiente. Várias vezes, Satanás ataca as coisas que Deus Jeová faz, lançando acusações sobre o temor de Jó a Deus Jeová. Ele tenta provocar Deus Jeová por vários métodos, fazendo com que Deus Jeová permita que ele tente Jó. Suas palavras, portanto, são altamente provocativas. Portanto, digam-Me, uma vez que Satanás disse essas palavas, Deus pode enxergar claramente o que Satanás quer fazer? (Sim.) Deus entende o que ele quer fazer? (Sim.) No coração de Deus, esse homem, Jó, que Deus observa – esse servo de Deus que é por Ele considerado um homem justo, um homem perfeito – pode resistir a tal tipo de tentação? (Sim.) Por que Deus diz “Sim” com tanta certeza? Deus está sempre examinando o coração dos homens? (Sim.) E Satanás é capaz de examinar o coração dos homens? (Não.) Satanás não pode fazer isso. Ainda que Satanás consiga ver o coração do homem, sua natureza maligna nunca pode acreditar que santidade é santidade ou que sordidez é sordidez. O maligno Satanás nunca pode valorizar nada que seja santo, justo ou nítido. Satanás não pode evitar sempre infligir dor para agir segundo sua natureza, seu mal, e por meio dos métodos que utiliza. Ainda que ao custo de ser ele mesmo punido ou destruído por Deus, Satanás não hesita em se opor obstinadamente a Deus; isso é maligno, essa é a natureza de Satanás. Assim, nessa passagem, Satanás diz: “Pele por pele! Tudo quanto o homem tem dará pela sua vida. Estende agora a mão, e toca-lhe nos ossos e na carne, e ele blasfemará de ti na tua face!”. Satanás pensa que o temor que o homem sente de Deus é devido a ele ter obtido muitas vantagens de Deus. O homem obtém vantagens de Deus, então diz que Deus é bom. Mas não porque Deus é bom; é somente porque o homem obtém muitas vantagens que ele pode temer a Deus dessa maneira. Assim que Deus o priva dessas vantagens, o homem então O abandona. Em sua natureza maligna, Satanás não acredita que o coração do homem pode verdadeiramente temer a Deus. Por causa de sua natureza maligna, ele não sabe o que é a santidade, e menos ainda sabe o que é uma reverência temerosa. Satanás não sabe o que é obedecer a Deus, nem o que é temer a Deus. Porque ele mesmo não teme a Deus, ele pensa que o homem tampouco pode temer a Deus, que isso é impossível. Digam-Me, Satanás nao é maligno? (Sim!) Satanás é maligno. Excetuando nossa igreja, quer sejam as várias religiões e denominações, quer sejam os grupos religiosos e sociais, nenhum deles acredita na existência de Deus, nem acredita que Deus pode fazer a obra, então pensam que aquilo em que você acredita também não é Deus. O homem promíscuo olha e vê todas as outras pessoas sendo promíscuas, assim como ele. Um homem que mente o tempo todo olha e não vê ninguém honesto; vê todos eles contando mentiras. Um homem mau vê todos como maus e quer lutar contra todos que vê. Por outro lado, aquelas pessoas que são comparativamente honestos veem todos como honestos, portanto, são sempre ludibriadas, sempre enganadas, e não há nada que possam fazer a respeito. Eu digo esses poucos exemplos para fazer com que vocês tenham mais certeza: a natureza maligna de Satanás não é uma compulsão temporária nem algo causado por seu ambiente, nem é uma manifestação temporária provocada por alguma razão ou pano de fundo. Absolutamente não! Ele não consegue evitar ser desse modo! Ele não pode fazer nada de bom. Mesmo quando diz algo que é agradável de ouvir, ele só seduz você. Quanto mais agradáveis, mais diplomáticas e mais gentis são as palavras de Satanás, mais maliciosas e sinistras se tornam as intenções por trás dessas palavras. Que espécie de face, que espécie de natureza Satanás mostra nessas duas passagens? (Insidiosa, maliciosa e maligna.) Sua característica fundamental é má, especialmente má e maliciosa.

0Busca por x resultados