5. Por que Deus não salva aqueles que têm neles o trabalho de espíritos malignos ou aqueles possuídos por demônios

Palavras de Deus relevantes:

Há muito tempo que vejo com clareza os vários feitos dos espíritos malignos. E as pessoas usadas pelos espíritos malignos (as que têm intenções erradas, as que desejam a carne ou riquezas, as que se vangloriam, as que interrompem a igreja etc.) também enxerguei cada uma delas. Não suponham que tudo estará terminado assim que os espíritos malignos forem expulsos. Vou dizer isto a você! De agora em diante, vou descartar essas pessoas uma a uma e nunca as usarei! Isso quer dizer que qualquer pessoa corrompida por espíritos malignos não será usada por Mim e será expulsa! Não pense que Eu não tenho sentimentos! Saiba disso! Sou o Deus santo e não habitarei num templo imundo! Uso somente pessoas honestas e sábias, completamente leais a Mim, que podem dar atenção ao Meu fardo. Isso porque tais pessoas foram predestinadas por Mim e absolutamente nenhum espírito maligno está operando nelas. Quero deixar isto claro: de agora em diante, todos aqueles sem a obra do Espírito Santo têm a obra dos espíritos malignos. Deixe-Me reiterar: não quero ninguém em quem os espíritos malignos operam. Eles serão todos lançados ao Hades junto com sua carne!

Extraído de ‘Capítulo 76’ das Declarações de Cristo no princípio em “A Palavra manifesta em carne”

As pessoas frequentemente mencionam o inferno e Hades. Mas a que se referem essas duas palavras e qual a diferença entre elas? Elas realmente se referem a algum canto frio e escuro? As mentes humanas estão sempre atrapalhando o Meu gerenciamento, pensando que suas próprias ponderações aleatórias são perfeitamente boas! Mas todas elas não passam de sua própria imaginação. Tanto o Hades como o inferno se referem a um templo de imundície anteriormente habitado por Satanás ou por espíritos malignos. Isso quer dizer que aqueles que antes foram ocupados por Satanás ou por espíritos malignos — são eles que são o Hades e são eles que são o inferno — não há engano! É por isso que no passado enfatizei repetidamente que Eu não habito num templo de imundície. Posso Eu (o Próprio Deus) viver no Hades ou no inferno? Isso não seria um absurdo ridículo? Já disse isso várias vezes, mas vocês ainda não entendem o que quero dizer. Comparado ao inferno, Hades é mais severamente corrompido por Satanás. Os que são para o Hades são os casos mais graves, e Eu simplesmente não predestinei tais pessoas; os que são para o inferno são aqueles a quem predestinei, e depois eliminei. Dito simplesmente, não escolhi nem uma dessas pessoas.

Extraído de ‘Capítulo 90’ das Declarações de Cristo no princípio em “A Palavra manifesta em carne”

Alguns anticristos são muito claramente espíritos malignos, enquanto outros anticristos não chegam ao ponto de se apresentarem como espíritos malignos, de modo que não podem ser definidos como tais. Quanto aos anticristos que são claramente espíritos malignos, uma vez que outra pessoa os segue, Deus ainda aceitaria essa pessoa, levando em conta a essência e o caráter de Deus? Deus é santo, e Ele é um Deus ciumento — Ele rejeita aqueles que seguiram espíritos malignos. Mesmo que, na superfície, essa pessoa lhe pareça ser boa, Deus não está olhando para esse aspecto. O que é ser “ciumento”? O que “ciumento” significa aqui? Se a palavra em si não for clara, vejam se conseguem entender Minha explicação. Desde o momento em que uma pessoa é selecionada por Deus até o momento em que ela determina que Deus é a verdade, que Ele é justiça, sabedoria e onipotência, que Ele é o único — uma vez que ela entende tudo isso, ela ganha um entendimento básico, no fundo do coração, do caráter e da essência de Deus e também daquilo que Ele tem e é. Esse entendimento básico se torna, então, sua fé e se torna aquilo que a impulsiona a seguir a Deus, despendendo-se por Deus e cumprindo seu dever. Essa é sua estatura, certo? (Sim.) Essas coisas já se enraizaram em sua vida, e nunca mais ela negará a Deus. Mas se ela não tiver conhecimento verdadeiro de Cristo ou do Deus prático, talvez ela ainda venha a adorar e seguir um anticristo. Esse tipo de pessoa ainda está em perigo. Ela ainda pode dar as costas para Cristo na carne para seguir um anticristo maligno; isso seria negar abertamente a Cristo e cortar os laços com Deus. O subtexto disso é: “Eu não Te seguirei mais, mas estou seguindo Satanás. Eu amo Satanás e desejo servi-lo; quero seguir Satanás, não importa como ele me trate, como ele me arruíne, me pisoteie e me corrompa, estou mais do que disposto. Não importa quão justo e quão santo Tu és, eu não quero mais seguir-Te. Não quero seguir-Te a despeito do fato de Tu seres Deus”. E ela vai embora, desse jeito, seguindo alguém que nada tem a ver com ela, alguém que é um inimigo de Deus ou até mesmo um espírito maligno. Deus ainda iria querer esse tipo de pessoa? Seria razoável Deus rejeitá-la? Seria perfeitamente razoável. Todas as pessoas com senso comum sabem que Deus é um Deus ciumento, que Ele é santo, mas você entende a situação real por trás disso? O que estou dizendo aqui não é correto? (É, sim.) Se for correto, então o fato de Deus desistir dessa pessoa contaria como crueldade da parte Dele? Deus age com base em princípios — se você sabe quem Deus é, mas não quer segui-Lo, e sabe quem Satanás é e, ainda assim, quer segui-lo, Eu não insistirei. Deixarei que você siga Satanás para sempre e não pedirei que volte; desistirei de você. Que tipo de caráter é esse da parte de Deus? É obstinação? Ele está agindo com base em emoções ou está sendo digno? Isso não é dignidade nem obstinação, mas parte do “ciúme” de Deus. Isto é, se você, como um ser criado, fica feliz em se tornar depravado, o que Deus pode dizer? Se você deseja se tornar depravado, essa é sua escolha pessoal — no fim das contas, você terá que suportar as consequências e só poderá culpar a si mesmo. Os princípios de Deus para lidar com as pessoas são imutáveis, então, se você está feliz com a depravação, seu fim inevitável é ser punido. Não importa há quantos anos você segue a Deus; se você deseja ser depravado, Deus não o ajudará em sua escolha nem o obrigará. Você mesmo está disposto a seguir Satanás, a ser enganado e manchado por Satanás, e, portanto, no fim, você terá de suportar as consequências. É por isso que nada funciona com essas pessoas, não importa como os outros tentem ajudá-las. Deus não as quer mais; o que, então, um humano pode fazer? Essa é a razão verdadeira por trás disso. Mas as pessoas devem fazer o que devem fazer, cumprir suas obrigações e responsabilidades, e uma vez que tenham feito isso, o desfecho final caberá à liderança de Deus. Com a Minha explicação detalhada, vocês todos entenderam um pouco melhor o significado da expressão: “Deus é um Deus ciumento”? Esse é um aspecto disso, isto é, Deus rejeita aqueles que foram manchados por espíritos malignos. E por que Deus os rejeita? Porque eles escolheram Satanás. Como Deus poderia querê-los depois disso? Deus poderia ainda ter misericórdia para com eles, comovê-los para que voltem? Isso é algo que Deus poderia fazer? Ele certamente poderia, mas não faria. É isso que significa ser “ciumento”.

Extraído de ‘Eles são malignos, insidiosos e enganosos (II)’ em “Expondo os anticristos”

Anterior: 4. O que é possessão demoníaca e quais são as manifestações de possessão demoníaca

Próximo: 1. O que é um anticristo e como ele pode ser identificado

Quando o desastre vem, como nós cristãos devemos lidar com ele? Convidamos você a participar da nossa reunião online, onde podemos explorar juntos e encontrar o caminho.

Conteúdo relacionado

3. As diferenças entre a vida da igreja na Era da Graça e na Era do Reino

Sempre que se congregam, essas pessoas religiosas perguntam: “Irmã, como tem passado esses dias?”. Ela responde: “Sinto-me em dívida com Deus e incapaz de satisfazer o desejo de Seu coração”. Outra diz: “Também eu estou em dívida com Deus e sou incapaz de satisfazê-Lo”. Essas poucas frases e palavras em si expressam as coisas vis que existem no fundo do coração dessas pessoas. São as palavras mais repulsivas, extremamente repugnantes. A natureza desses homens opõe-se a Deus. Aqueles que se concentram na realidade comunicam o que quer que tenham no coração e se abrem na comunicação. Não há um único exercício falso, nem cortesias nem cordialidades vazias. Eles são sempre francos e não observam regras terrenais.

2. Como conhecer o caráter e a essência de Deus

se uma pessoa só usar o seu tempo ocioso para focar e entender as palavras ou feitos do Criador e prestar um pouco de atenção aos pensamentos e à voz de Seu coração, não será difícil para ela perceber que os pensamentos, palavras e feitos do Criador são visíveis e transparentes. Da mesma forma, pouco esforço será necessário para perceber que o Criador está entre os homens o tempo inteiro, que Ele está sempre em conversação com o homem e com toda a criação, e que Ele está realizando feitos novos todos os dias. A Sua substância e caráter são expressos em Seu diálogo com o homem; Seus pensamentos e ideias são completamente revelados em Seus feitos; Ele acompanha e observa a humanidade o tempo todo. Ele fala calmamente à humanidade e a toda a criação com Suas palavras silenciosas: Eu estou no céu e Eu estou entre a Minha criação. Eu estou vigiando; Eu estou esperando; Eu estou a seu lado…

2. O que realmente significa ser arrebatado, e como alguém pode ser levantado para diante do trono de Deus

“Ser apanhado” não é ser levado de um lugar baixo para um lugar alto, como as pessoas imaginam. Esse é um grande engano. Ser apanhado refere-se à Minha predestinação e seleção. Destina-se a todos aqueles a quem predestinei e escolhi. Aqueles que ganharam o status de filho primogênito, o status de filhos ou povo, são aqules que foram apanhados. Isso é mais incompatível com as concepções das pessoas. Os que partilham da Minha casa no futuro são todos aqueles que foram apanhados diante de Mim. Essa é a verdade absoluta, imutável, que não pode ser refutada por ninguém. É o contra-ataque a Satanás. Qualquer um que predestinei será apanhado diante de Mim.

Configurações

  • Texto
  • Temas

Cores sólidas

Temas

Fonte

Tamanho da fonte

Espaçamento entre linhas

Espaçamento entre linhas

Largura da página

Sumário

Busca

  • Pesquise neste texto
  • Pesquise neste livro