Aplicativo da Igreja de Deus Todo-Poderoso

Ouça a voz de Deus e dê as boas vindas ao retorno do Senhor Jesus!

Convidamos a todos os buscadores da verdade que entrem em contato conosco.

Testemunhos a Cristo dos últimos dias

Cores sólidas

Temas

Fonte

Tamanho da fonte

Espaçamento entre linhas

Largura da página

0 resultados

Nenhum resultado encontrado

Pergunta 25: Vocês testificam que o Senhor Jesus já voltou como Deus Todo-Poderoso, que Ele expressa toda a verdade capaz de permitir que as pessoas alcancem a purificação e sejam salvas, e que atualmente está fazendo a obra de julgamento, começando pela casa de Deus. Mas não nos atrevemos a aceitar isso, porque os pastores e presbíteros religiosos frequentemente nos informam que todas as palavras e obras de Deus estão registradas na Bíblia, que não pode haver outras palavras ou obras de Deus fora da Bíblia e que qualquer coisa que vai contra ou além da Bíblia é heresia. Não temos discernimento sobre isso — vocês poderiam explicar isso para nós?

Resposta:

Esse tipo de ponto de vista da comunidade religiosa tem base nas palavras de Deus? Ele não tem base nas palavras de Deus; surgiu inteiramente como resultado de um erro de interpretação da Bíblia. A Bíblia dá testemunho dos primeiros dois estágios da obra de Deus e isso é verdade. No entanto, o que está registrado na Bíblia não inclui todas as palavras que Deus pronunciou nos dois estágios da Sua obra, nem todos os testemunhos relativos a obra Dele. O que está registrado na Bíblia é limitado. Devido a omissões e discórdias entre os compiladores da Bíblia, foram deixadas de fora algumas predições dos profetas e os testemunhos das experiências dos apóstolos — este é um fato reconhecido. Como, então, pode-se dizer que, fora a Bíblia, não há outros registros relativos à obra de Deus e testemunhos das experiências do homem? Todas aquelas profecias e as epístolas dos apóstolos que faltam estão mescladas com a vontade humana? O Senhor Jesus não disse apenas as palavras registradas no Novo Testamento. Algumas de Suas declarações e parte de Sua obra não foram escritas lá. Essa obra e declarações não deveriam ter sido registradas na Bíblia? Esta não foi compilada sob a direção do Próprio Deus, mas em conjunto por muitas pessoas a Seu serviço. Inevitavelmente, teriam ocorrido discordâncias e omissões, ou alguns problemas teriam acontecido. Até mesmo pessoas nos tempos modernos têm interpretações e perspectivas variadas sobre a Bíblia. As pessoas devem respeitar os fatos, porém, de modo que não se pode dizer que as declarações e a obra de Deus não existem fora da Bíblia — isso não estaria de acordo com os fatos. Originalmente, a Bíblia consistia apenas no Antigo Testamento. Nada do que o Senhor Jesus disse enquanto fazia Sua obra de redenção pode ser encontrado no Antigo Testamento. Como tais, as expressões do Senhor Jesus e Sua obra redentora podem ser encontradas na Bíblia de então ou fora dela? As pessoas não entendem os fatos concretos e não têm absolutamente nenhuma ideia de que, toda vez que Deus terminou um estágio de Sua obra, somente então é que se dariam tais fatos e que eles seriam escritos na Bíblia. Argumentar que fora da Bíblia não existe um registro das declarações e da obra de Deus é um tanto arbitrário e absurdo. O Antigo e o Novo Testamentos foram cada qual produzidos depois que Deus tinha terminado um estágio de Sua obra, mas, após o aparecimento da Bíblia, ninguém sabia que outra obra Deus faria ou quais outras palavras Ele diria. Isso é um fato. Os humanos simplesmente não são qualificados para delimitar a Bíblia desse modo, nem delimitar Deus com base no que está escrito ali. A esse respeito, todos podemos ver com clareza quão genuinamente arrogante e, portanto, presunçosa e desprovida de sentido a humanidade corrupta se tornou. Quando confrontada com a verdade, ela até ousa tirar conclusões precipitadas. Não é isso uma repetição do erro cometido pelos sumos sacerdotes judeus, os escribas e os fariseus quando usaram a Bíblia para resistir a Deus? Assim, não podemos crer em Deus, segui-Lo nem investigar o verdadeiro caminho baseados inteiramente na Bíblia, pois ela só pode ser usada como uma referência. Mais importante ainda é que devemos basear nossas decisões em se a obra do Espírito Santo está presente ou não e a verdade está presente ou não — somente esse fundamento é preciso, e somente então poderemos fazer a escolha certa. Portanto, afirmações como “Qualquer coisa que vá contra ou vá além da Bíblia é uma heresia e uma falácia” são realmente inapropriadas. Na Era da Graça, os sumos sacerdotes judeus, os escribas e os fariseus basearam sua condenação do Senhor Jesus na Bíblia e pregaram-No na cruz — um ato que ofendeu o caráter de Deus e fez com que eles fossem punidos e amaldiçoados. Tudo isso foi consequência de crer na Bíblia e idolatrá-la cegamente e de rejeitar Cristo. Eu gostaria de perguntar: a obra de redenção do Senhor Jesus é conforme o Antigo Testamento ou não? Dois mil anos depois que o Senhor Jesus terminou Sua obra redentora, Deus Todo-Poderoso veio para realizar a obra de julgamento nos últimos dias. Isso está alinhado com o conteúdo do Novo Testamento? Os círculos religiosos sempre usaram a Bíblia para delimitar a obra de Deus — isso é tão ridículo e absurdo! Na superfície, eles parecem respeitar a Bíblia, mas o que estão realmente fazendo é tentar proteger suas próprias posições e manter seu controle. Não estão genuinamente buscando a verdade. A senda pela qual estão caminhando é, na realidade, a do anticristo. Disso fica evidente que é errôneo usar a Bíblia como base para julgar o verdadeiro caminho e estudar a obra de Deus. A única maneira precisa e correta de afirmar se é o caminho verdadeiro e a obra de Deus é basearmos nossa determinação em se a obra do Espírito Santo e a verdade estão presentes ou não. Assim, é errado dizer que, além das declarações na Bíblia, não há outras declarações ou obra de Deus. Essa alegação é verdadeiramente uma falácia.

da comunhão do alto

Quem crê no Senhor acha que todas as palavras de Deus encontram-se na Bíblia, que a salvação de Deus está completa na Bíblia e que não há obras nem palavras de Deus fora dela. A crença no Senhor baseia-se na Bíblia e se apega a ela. Se nos fiarmos à Bíblia, quando o Senhor vier, Ele nos levará para o reino dos céus. Tal ponto de vista pode estar de acordo com as noções e ideias das pessoas, mas está baseada nas palavras do Senhor Jesus? Vocês garantem que está de acordo com a verdade? O Senhor Jesus nunca disse que as palavras e a obra de Deus estão registradas na Bíblia e que não há palavra de Deus fora dela. É verdade. Quem entende a Bíblia sabe que ela foi compilada pelos homens muitos anos depois da obra de Deus. Primeiro veio Deus, depois a Bíblia. Em outras palavras, sempre que Deus completava uma fase de Sua obra, quem vivenciou a obra Dele registrava a palavra de Deus daquela época, e esses registros eram compilados na Bíblia. Quando pensamos nisso, como é que a obra que Deus ainda não foi toda compilada na Bíblia antes de ser realizada? O julgamento de Deus, especialmente Sua obra dos últimos dias, não poderia ter sido registrado na Bíblia. O Velho e o Novo Testamentos têm feito parte da Bíblia por quase dois mil anos. Deus Todo-Poderoso apenas começou Seu julgamento, que é obra dos últimos dias. Portanto, a palavra e a obra de Deus nos últimos dias não poderiam ter sido registradas na Bíblia milhares de anos atrás. Não é verdade? Nos últimos dias, Deus Todo-Poderoso realizou Seu julgamento começando pela casa de Deus e proferindo milhões de palavras. Essas palavras são verdades que purificam e salvam a humanidade e são o caminho da vida eterna trazida por Cristo nos últimos dias. Elas já foram compiladas na Bíblia da Era do Reino. Este é o livro “A Palavra manifesta em carne.” Embora as verdades expressadas por Deus Todo-Poderoso não tenham sido registradas antecipadamente na Bíblia, elas foram totalmente cumpridas nas profecias do Senhor Jesus. “Ainda tenho muito que vos dizer; mas vós não o podeis suportar agora. Quando vier, porém, Aquele, o Espírito da verdade, Ele vos guiará a toda a verdade; porque não falará por Si Mesmo, mas dirá o que tiver ouvido, e vos anunciará as coisas vindouras” (João 16:12-13). “Quem tem ouvidos, ouça o que o Espírito diz às igrejas” (Apocalipse 2:17). A verdade expressa por Deus Todo-Poderoso confirmou totalmente que Deus Todo-Poderoso é a personificação do Espírito da verdade. Ele é Deus encarnado. Todas as palavras expressas por Deus Todo-Poderoso, ou seja, expressas pelo Espírito da verdade nos últimos dias, são palavras do Espírito Santo para as igrejas. Ousamos dizer que elas não são as palavras de Deus? Ainda ousamos negá-las? Se virmos que Deus realmente está falando e agindo nos últimos dias, ainda diremos que as palavras de Deus estão registradas na Bíblia e que não há palavra nem obra de Deus fora da Bíblia? Não compreendemos a história de como a Bíblia foi formada. Não sabemos se a ela foi formada apenas depois de Deus ter concluído cada fase de Sua obra, e ainda assim concluímos e decidimos arbitrariamente que não há palavra nem obra de Deus fora da Bíblia. Isso não é bem arbitrário e absurdo?

Se não compreendermos como a Bíblia foi formada e sua própria história, nos desviaremos facilmente do caminho da crença em Deus. Na verdade, durante as duas fases da obra de Deus na Era da Lei e na Era da Graça, nem todas as palavras expressas por Deus foram totalmente registradas na Bíblia. Por exemplo, na Era da Lei, houve alguns profetas cujas profecias não foram registradas na Bíblia. Algumas profecias do profeta Esdras não foram registradas na Bíblia. Na Era da Graça, houve ainda mais palavras que foram ditas pelo Senhor Jesus. Mas as palavras registradas na Bíblia são muito limitadas. Pensemos. O Senhor Jesus pregou na Terra por três anos e meio. Quantas palavras Ele deve ter falado em cada dia? Em cada sermão? Muitos sermões foram dados, e muitas palavras foram ditas pelo Senhor Jesus naqueles três anos e meio. Não há como calcularmos isso. Exatamente como o apóstolo João disse: “E ainda muitas outras coisas há que Jesus fez; as quais, se fossem escritas uma por uma, Creio que nem ainda no mundo inteiro caberiam os livros que se escrevessem” (João 21:25). Agora vejamos os quatro Evangelhos do Novo Testamento. As palavras do Senhor Jesus registradas ali são muito limitadas! São apenas a ponta do iceberg! Se o Senhor Jesus tivesse dito apenas aquelas poucas palavras nos quatro Evangelhos durante esses três anos e meio, como Ele teria conquistado as pessoas que O seguiram na época? Como a obra do Senhor Jesus abalou toda a Judeia? Portanto, as palavras de Deus registradas na Bíblia contêm uma porção muito limitada, certamente não são todas as palavras ditas por Deus durante a Sua obra. Esse é um fato que ninguém pode negar! Todos sabemos que Deus é o Senhor da criação, a fonte da vida humana, a fonte de água viva que jamais se seca. As riquezas de Deus são inextinguíveis e estão sempre disponíveis para serem usadas, enquanto que a Bíblia é apenas um registro das duas primeiras fases da obra de Deus. A quantidade de palavras de Deus que está registrada é muito limitada. É como uma gota no mar da vida de Deus. Como delimitamos a palavra de Deus e trabalhar apenas com a Bíblia? É como se Deus só proferisse essas palavras limitadas que estão na Bíblia. Isso não é delimitar, depreciar e blasfemar contra Ele? Portanto, limitar todas as palavras e obras do Senhor à Bíblia e pensar que não há palavra nem obra de Deus fora dela é um grande erro!

Vamos agora ler algumas passagens das palavras de Deus Todo-Poderoso, e tudo ficará ainda mais claro quanto a esse aspecto da verdade. Deus Todo-Poderoso diz: “As coisas que estão registradas na Bíblia são limitadas; elas não podem representar a obra de Deus em sua plenitude. Os Quatro Evangelhos têm, juntos, menos de cem capítulos nos quais está escrito um número limitado de acontecimentos, tais como Jesus amaldiçoar a figueira, Pedro negar o Senhor três vezes, Jesus aparecer aos discípulos após Sua crucificação e ressurreição, ensinar sobre o jejum, ensinar sobre a oração e sobre o divórcio, o nascimento e a genealogia de Jesus, a escolha dos discípulos por Jesus, e assim por diante. Entretanto, o homem as valoriza como tesouros, até comparando a obra de hoje com elas. Ele até acredita que toda a obra que Jesus fez em Sua vida só equivaleu a esse tanto, como se Deus só fosse capaz de fazer esse tanto e nada além disso. Não é absurdo?” (de ‘O mistério da encarnação (1)’ em “A Palavra manifesta em carne”).

Se você deseja ver a obra da Era da Lei e como os israelitas seguiram o caminho de Jeová, deve ler o Antigo Testamento; se deseja entender a obra da Era da Graça, deve ler o Novo Testamento. Mas, como você vê a obra dos últimos dias? Você deve aceitar a liderança do Deus de hoje e entrar na obra de hoje, pois esta é a nova obra, e ninguém a registrou anteriormente na Bíblia. […] A obra de hoje é um caminho que o homem nunca trilhou, e que ninguém jamais viu. É obra que nunca foi feita antes — é a mais recente obra de Deus na terra. […] Quem poderia ter registrado cada pedacinho da obra de hoje, sem omissão, antecipadamente? Quem poderia registrar essa obra mais poderosa e mais sábia, que desafia as convenções, contida no velho livro mofado? A obra de hoje não é história e, como tal, se você deseja seguir o novo caminho de hoje deve se separar da Bíblia, deve ir além dos livros de profecia ou de história contidos na Bíblia. Só então você será capaz de percorrer o novo caminho corretamente, e só então você poderá entrar no novo reino e na nova obra” (de ‘A respeito da Bíblia (1)’ em “A Palavra manifesta em carne”).

Afinal, o que é maior: Deus ou a Bíblia? Por que a obra de Deus deve estar de acordo com a Bíblia? Será que Deus não tem o direito de ir além da Bíblia? Deus não pode Se afastar da Bíblia e fazer outra obra? Por que Jesus e Seus discípulos não guardavam o sábado? Se guardasse o sábado e a prática de acordo com os mandamentos do Antigo Testamento, por que Jesus não guardou o sábado depois que veio, mas, em vez disso, lavou os pés, cobriu a cabeça, partiu o pão e bebeu vinho? Tudo isso não está ausente dos mandamentos do Antigo Testamento? Se Jesus honrava o Antigo Testamento, por que Ele desafiou essas doutrinas? Você deve saber qual veio primeiro, Deus ou a Bíblia! Sendo o Senhor do sábado, Ele não poderia também ser o Senhor da Bíblia?” (de ‘Concernente à Bíblia (1)’ em “A Palavra manifesta em carne”).

O fato que estou explicando aqui é o seguinte: Aquilo que Deus é e tem é para sempre inexaurível e ilimitado. Deus é a fonte da vida e de todas as coisas. Deus não pode ser entendido por nenhum ser criado. Finalmente, ainda preciso lembrar a todos: Não voltem a delimitar Deus em livros, palavras ou em Suas declarações passadas. Só existe uma palavra para a característica da obra de Deus: nova. Ele não gosta de percorrer velhos caminhos nem de repetir Sua obra e, além do mais, Ele não quer que as pessoas O adorem ao delimitá-Lo no âmbito de um certo escopo. Esse é o caráter de Deus” (de ‘Posfácio’ em “A Palavra manifesta em carne”).

de “Perguntas e respostas clássicas sobre o evangelho do reino”

Anterior:Pergunta 24: Vocês dão testemunho de que Deus Todo-Poderoso é Deus encarnado, que atualmente está realizando Sua obra de julgamento nos últimos dias. Mas os pastores e presbíteros religiosos dizem que a obra de Deus Todo-Poderoso é, na verdade, trabalho de um ser humano, e, além disso, muitas pessoas que não creem no Senhor Jesus também dizem que o próprio cristianismo é apenas crença num homem. Ainda não podemos discernir qual é exatamente a diferença entre a obra de Deus e o trabalho do homem; então, por favor, comunguem conosco sobre isso.

Próximo:Pergunta 26: Os pastores e presbíteros religiosos se atêm às palavras de Paulo na Bíblia, “Toda Escritura é inspirada por Deus” (2 Timóteo 3:16), acreditando que tudo na Bíblia é palavra de Deus. Mas vocês dizem que a Bíblia não é inteiramente composta das palavras de Deus, então do que se trata tudo isso?

Conteúdo Relacionado

  • Como Deus governa e administra todo o mundo universal?

    Deus é Aquele que governa sobre todas as coisas e quem administra todas as coisas. Ele criou tudo o que existe, administra tudo o que existe e também governa tudo o que existe e supre tudo o que existe. Esse é o status de Deus e a identidade de Deus. Para todas as coisas e para tudo o que existe, a verdadeira identidade de Deus é a de Criador e Governante de todas as coisas. Essa é a identidade que Deus possui e Ele é único entre todas as coisas.

  • O nome de Deus pode mudar, mas Sua essência jamais mudará

    Há quem diga que Deus é imutável. Isso está correto, mas tem a ver com a imutabilidade do caráter de Deus e Sua substância. Mudanças em Seu nome e obra não provam que Sua substância mudou; em outras palavras, Deus sempre será Deus, e isso nunca mudará.[…] Assim, as palavras “Deus é sempre novo e nunca velho” referem-se à Sua obra, e as palavras “Deus é imutável” ao que Deus tem e é inerentemente. Independentemente disso, você não pode fazer a obra de seis mil anos depender de um único ponto, ou circunscrevê-la com palavras mortas. Tal é a estupidez do homem. Deus não é tão simples como o homem imagina, e Sua obra não pode permanecer em uma só era. Jeová, por exemplo, não pode sempre significar o nome de Deus; Deus também pode fazer Sua obra sob o nome de Jesus. Esse é um sinal de que a obra de Deus está sempre progredindo adiante.

  • Que pessoas Deus salva? Que pessoas Ele elimina?

    Palavras de Deus relevantes: Aqueles que pertencem a Satanás não entendem as palavras de Deus, e aqueles que pertencem a Deus podem ouvir a voz de Deu…

  • O que é um incrédulo?

    Palavras de Deus relevantes: Já que você acredita em Deus, então deve pôr fé em todas as palavras de Deus e em toda a Sua obra. Ou seja, já que você a…