Aplicativo da Igreja de Deus Todo-Poderoso

Ouça a voz de Deus e dê as boas vindas ao retorno do Senhor Jesus!

Convidamos a todos os buscadores da verdade que entrem em contato conosco.

Testemunhos a Cristo dos últimos dias

Cores sólidas

Temas

Fonte

Tamanho da fonte

Espaçamento entre linhas

Largura da página

0 resultados

Nenhum resultado encontrado

Pergunta 34: Os pastores e presbíteros religiosos têm um forte conhecimento da Bíblia, eles frequentemente interpretam as Escrituras para as pessoas e as fazem aderir à Bíblia. Então expor e elevar a Bíblia é realmente dar testemunho do Senhor e exaltá-Lo? Por que se diz que os pastores e presbíteros religiosos são fariseus hipócritas? Ainda não temos clareza sobre essa questão — vocês podem responder isso para nós?

Resposta:

Pras pessoas, explicar a Bíblia não deveria ser errado, mas, ao mesmo tempo em que explicam a Bíblia, o que eles fazem, de fato, são atos que resistem a Deus. Que tipo de pessoas são essas? Não são fariseus hipócritas? Eles não são anticristos que resistem a Deus? Por que explicar a Bíblia é resistir a Deus? Por que isso é condenar Deus? Mesmo comunicando assim, ainda existem pessoas que não entendem e ainda pensam que explicar a Bíblia é exaltar e dar testemunho de Deus. Os principais dos sacerdotes judeus, escribas e fariseus eram todos eruditos das escrituras e peritos que explicavam as escrituras pras pessoas. Se explicar a Bíblia é exaltar e dar testemunho de Deus, então por que quando o Senhor Jesus veio pregar e fazer Sua obra, eles resistiram e condenaram o Senhor Jesus, e no final, conspiraram com o governo pra crucificar Senhor Jesus? Os pastores e presbíteros religiosos modernos são pessoas que conhecem a Bíblia e têm explicado a Bíblia por muitos anos. Se explicar a Bíblia é exaltar e dar testemunho de Deus, então por que quando Deus Todo-Poderoso veio a expressar verdades e realizar Sua obra de julgamento, eles não só deixaram de buscar e investigar, como resistiram e condenaram? Qual é o problema aqui? Esse não é um problema sério sobre o qual todos os crentes devem refletir? Além disso, se os líderes religiosos que explicam a Bíblia são os mesmos que exaltam e dão testemunho de Deus, então, na Era da Graça, por que o Senhor Jesus não pregou no templo quando Ele veio? Por que Deus Todo-Poderoso dos últimos dias não pregou na igreja quando Ele veio? É porque os líderes religiosos não exaltam e dão testemunho de Deus, são todos fariseus hipócritas e arrogantes. Eles são todos anticristos que controlam a religião e se opõem a Deus. Como eles poderiam permitir que Deus existisse ou permitir que o mundo religioso tivesse vozes que dessem testemunho de Deus? Se o Cristo encarnado entrasse na religião, realizasse Sua obra e pregasse na igreja, então Ele certamente seria preso e entregue ao governo e crucificado. Se as pessoas fossem a igrejas religiosas pra testemunharem por Deus, certamente seriam presas e perseguidas. Como o Senhor Jesus disse: “Eis que vos envio como ovelhas ao meio de lobos” (Mateus 10:16). Será que as pessoas ainda não conseguem ver esse fato claramente? Com base no fato de os fariseus religiosos resistirem e condenarem Deus, devemos ver com clareza se a exaltação da Bíblia está dando testemunho de Deus. As pessoas que, de fato, exaltam e estão dando testemunhos de Deus podem resistir a Deus? Elas podem ver Deus como inimigo? Além disso, todos nós devemos saber que a Bíblia não contém apenas as palavras de Deus, mas também muitas palavras do homem. Portanto, exaltar a Bíblia e exaltar Deus não são a mesma coisa. Seguir a Bíblia e seguir os mandamentos do Senhor não são a mesma coisa. Quando os fariseus religiosos explicam a Bíblia, eles se concentram apenas em explicar as palavras do homem na Bíblia, explicando o conhecimento bíblico e a teoria teológica, pregando e dando testemunho das palavras do homem, mas não se concentram em espalhar e dar testemunho das palavras de Deus e da verdade expressa por Deus na Bíblia. Ainda podemos dizer que isso é exaltar e dar testemunho de Deus? Isso não é resistir e trair Deus? Portanto, aqueles que pensam que explicar a Bíblia é exaltar e dar testemunho de Deus, não entendem as questões espirituais e não conseguem enxergar a essência do problema. São pessoas confusas, que adoram e creem cegamente e seguem líderes religiosos. Isso não é fato?

Naquela época, aqueles fariseus judaicos só se concentravam em explicar o conhecimento e as doutrinas da Bíblia, assim como se envolver em rituais religiosos e observar regras religiosas e tradições humanas, e abandonaram os mandamentos de Deus e se desviaram do caminho de Deus quando o Senhor Jesus veio, eles resistiram e condenaram o Senhor Jesus e O crucificaram. Como resultado, eles foram amaldiçoados e punidos por Deus. Embora os pastores e presbíteros religiosos de hoje em dia expliquem a Bíblia e dão testemunho da Bíblia pras pessoas, eles não cuidam da divulgação e testemunho da palavra de Deus, nem cuidam da pregação da vontade do Senhor Jesus e Suas exigências ao homem, e também raramente dão testemunha da substância divina e da beleza do Senhor Jesus. Eles não orientam as pessoas a praticar e a viver a palavra do Senhor e, além disso, não se concentram em como seguir os mandamentos do Senhor e seguir a vontade de Deus. Eles apenas se concentram em explicar e exaltar as palavras do homem na Bíblia, pedindo aos outros que tratem as palavras do homem na Bíblia como palavras de Deus e como a verdade pra praticar e seguir. Quando eles resolvem problemas, isso também é baseado principalmente nas palavras do homem na Bíblia, em vez das palavras de Deus na Bíblia. Eles usam as palavras do homem na Bíblia pra rejeitar e resistir às palavras de Deus. Sobre a questão da entrada no reino dos céus, por exemplo, o Senhor Jesus disse claramente às pessoas: “Nem todo o que Me diz: Senhor, Senhor! entrará no reino dos céus, mas aquele que faz a vontade de Meu Pai, que está nos céus” (Mateus 7:21). Mas os pastores e os presbíteros deixam as palavras do Senhor Jesus de lado e tratam as palavras do homem na Bíblia como a verdade e como norma pra entrada do homem no reino dos céus, ensinando às pessoas que elas só precisam trabalhar para o Senhor pra entrar no reino dos céus. Usam as palavras do homem no lugar das palavras de Deus e rejeitam as palavras de Deus e, como resultado, levam as pessoas a se desviarem do caminho. Esse é o aspecto mais traiçoeiro e maldoso da resistência a Deus dos pastores e presbíteros religiosos. Eles interpretam a Bíblia fora de contexto, usando as palavras do homem na Bíblia pra resistir e condenar Deus Todo-Poderoso, e não medem esforços pra enganar, prender e controlar os crentes, e impedi-los de investigar e aceitar a obra de Deus dos últimos dias, deixando todos eles firmemente sob controle. É como Deus Todo-Poderoso diz: “Basta olhar para os líderes de cada denominação — são todos arrogantes e hipócritas, eles interpretam a Bíblia fora de contexto e de acordo com a própria imaginação. Eles todos se fiam em seus dons e em sua erudição para realizar seu trabalho. Se fossem incapazes de pregar qualquer coisa, será que aquelas pessoas iriam segui-los? Afinal de contas, eles, de fato, possuem certo conhecimento e conseguem pregar sobre alguma doutrina, ou sabem como conquistar as pessoas e como usar alguns artifícios. Eles usam isso para trazer as pessoas para si mesmos e enganá-las. Teoricamente, essas pessoas acreditam em Deus, mas, na realidade, seguem seus líderes. Se encontrarem alguém pregando o caminho verdadeiro, algumas dizem: “Temos que consultar nosso líder sobre a nossa fé”. A fé dessas pessoas tem de passar por um ser humano; isso não é um problema? Então, no que esses líderes se transformaram? Será que não se tornaram fariseus, falsos pastores, anticristos e pedras de tropeço para que as pessoas aceitem o caminho verdadeiro?” (de ‘Somente a busca da verdade é a verdadeira crença em Deus’ em “Registros das falas de Cristo”). Com base nesses fatos, como podemos dizer que os pastores e presbíteros religiosos que explicam a Bíblia estão exaltando e dando testemunho de Deus? Eles não estão aproveitando a chance de explicar a Bíblia pra interpretar erroneamente a Bíblia e tirar as coisas do contexto pra resistir a Deus? Faz tempo eles se tornaram obstáculos que dificultam pras pessoas aceitarem o verdadeiro caminho e retornarem pra Deus, e são (precisamente) os anticristos expostos pela obra de Deus Todo-Poderoso nos últimos dias. As pessoas ainda não conseguem ver esse fato claramente?

De acordo com as concepções das pessoas, explicar a Bíblia é o mesmo que exaltar e dar testemunho de Deus, mas a explicação explícita dos fariseus e líderes religiosos da Bíblia mostra que esse não é, de fato, o caso. O que os fariseus religiosos estão exaltando e dando testemunho é a Bíblia e não Deus. Sua pregação é principalmente explicar as palavras do homem na Bíblia e não as palavras de Deus. Eles usam as palavras do homem na Bíblia pra substituir e resistir às palavras de Deus, e usam as palavras do homem na Bíblia fora de contexto, pra resistir e tirar conclusões sobre Deus. O propósito da explicação deles da Bíblia não é exaltar e dar testemunho de Deus, mas enganar e controlar as pessoas e alcançar seus propósitos desprezíveis. Tal explicação da Bíblia está resistindo a Deus e fazendo o mal. É por isso que, quando Deus vem realizar Sua obra, eles usam a Bíblia pra manter o controle sobre as pessoas, fazendo-as crer cegamente e se apegarem à Bíblia, levando todos a resistir a Deus. Isso mostra que os líderes fariseus e religiosos explicam a Bíblia como um meio de resistir a Deus. Eles estão usando as palavras do homem na Bíblia fora de contexto pra resistir e se opor a Deus, pra estabelecer seu próprio reino independente. Então, como alguém deve explicar a Bíblia pra exaltar e dar o testemunho de Deus? O registro da Bíblia é a obra de Deus e Seu testemunho. Explicar a Bíblia significa exaltar e dar o testemunho de Deus de acordo com as palavras de Deus e as verdades na Bíblia. É espalhar e dar testemunho das palavras de Deus na Bíblia. É comunicar as intenções de Deus de acordo com Seus requisitos, se basear nas Suas palavras e comunicar a verdade nas Suas palavras. É levar pras pessoas os testemunhos da obra e do caráter de Deus e dar testemunho da essência de Deus e Sua amabilidade. É levar as pessoas a praticar e viver as palavras de Deus, permitindo-lhes entrar na realidade das palavras de Deus. É exaltar o Senhor Jesus e dar testemunho Dele em todas as coisas. Somente explicando a Bíblia de tais maneiras é que se exalta e se dá testemunho de Deus, é buscar o coração de Deus e genuinamente servir a Deus. As palavras do homem na Bíblia só podem ser usadas como referência e suplemento, e nunca podem ser comparadas às palavras de Deus. Mas os pastores e presbíteros religiosos só se preocupam em explicar as palavras do homem na Bíblia. Eles tratam as palavras do homem na Bíblia como palavras de Deus, como a verdade, usando-as como uma diretriz pra sua conduta e comportamento, como a base do modo como lidam com os problemas. Mas eles raramente mencionam as palavras de Deus, e usam as palavras do homem na Bíblia pra substituir as palavras de Deus e deixar as palavras de Deus de lado. Explicar a Bíblia assim é dar testemunho de Deus? Isso não é apenas exaltação e testemunho do homem? Além disso, quando eles explicam a Bíblia, eles se concentram apenas em explicar a teoria teológica, explicando personagens, locais e origens históricas da Bíblia pra se exibirem. Isso não é apenas enganar e prender as pessoas? Isso não está fazendo as pessoas adorá-los e segui-los? Naquela época, aqueles fariseus hipócritas aproveitavam a chance de explicar a Bíblia pra interpretar erroneamente a Bíblia a fim de enganar e controlar as pessoas, e no final, levaram os crentes a seguir o homem e resistir a Deus, e transformaram o judaísmo num reino independente com um Deus que se opõe. Nos últimos dias, pastores e presbíteros religiosos também estão se aproveitando da explicação da Bíblia pra fazer as pessoas crerem cegamente e adorar a Bíblia, e estão usando a Bíblia pra substituir o lugar de Deus no coração das pessoas, inconscientemente levando os crentes a traírem a palavra do Senhor e resistirem a Deus, transformando também o mundo religioso num reino independente que se opõe a Deus, um firme reduto de resistência à obra de Deus. Explicar a Bíblia como eles fazem não é resistir e blasfemar contra Deus? Não é exatamente essa a enganação dos fariseus anticristos, se opor a Deus pra estabelecer seu próprio reino independente? Como isso é exaltar e dar testemunho de Deus? A astúcia dos fariseus religiosos em resistir a Deus está em usar a chance de explicar a Bíblia pra interpretá-la erroneamente a fim de enganar e controlar as pessoas. A Bíblia foi originalmente um testemunho de Deus. Com base nas concepções do homem, eles estão sempre dando testemunho de Deus, não importa como expliquem a Bíblia, mas os fariseus hipócritas se aproveitam dessa concepção do homem, fazendo o máximo pra exaltar e dar testemunho da Bíblia. Eles usam a Bíblia pra substituir e resistir a Deus e enganar as pessoas. Isso faz com que as pessoas acreditem cegamente e adorem a Bíblia, e faz com que adorem e sigam os estudiosos da Bíblia como elas e, assim, traírem Deus. Essa é a enganação mais traiçoeira e astuta de Satanás pra resistir a Deus e enganar as pessoas e o aspecto mais difícil pras pessoas enxergarem e o mais fácil pra elas serem enganadas.

Vamos dar uma olhada nas palavras de Deus Todo-Poderoso: “Aqueles que leem a Bíblia em igrejas majestosas a recitam todos os dias, mas ninguém compreende o propósito da obra de Deus. Nenhum é capaz de conhecer Deus; além disso, nenhum está de acordo com o coração de Deus. Todos eles são homens inúteis e vis, cada um se achando na posição de ensinar Deus. Embora ostentem o nome de Deus, eles intencionalmente se opõem a Ele. Embora se rotulem como crentes em Deus, eles são aqueles que comem a carne e bebem o sangue do homem. Todos esses homens são diabos que devoram a alma do homem, demônios chefes que atrapalham propositalmente aqueles que tentam entrar na senda certa e pedras de tropeço que obstruem a senda daqueles que buscam a Deus. Apesar de serem “carne robusta”, como seus seguidores podem saber que são anticristos que conduzem o homem em oposição a Deus? Como podem saber que são diabos vivos que procuram especialmente almas para devorar?” (de ‘Todos os que não conhecem a Deus são aqueles que se opõem a Deus’ em “A Palavra manifesta em carne”). “Se você tem acreditado em Deus por muitos anos e, no entanto, nunca Lhe obedeceu nem aceitou todas as Suas palavras, mas, em vez disso, pediu a Deus que Se submetesse a você e agisse de acordo com as suas noções, então você é a mais rebelde das pessoas e é um incrédulo. Como alguém assim conseguirá obedecer à obra e às palavras de Deus que não estão em conformidade com as noções do homem? A pessoa mais rebelde é aquela que intencionalmente desafia Deus e resiste a Ele. É inimiga de Deus e é o anticristo. Tal pessoa tem constantemente uma atitude hostil em relação à nova obra de Deus, nunca demonstrou a menor intenção de se submeter, e nunca se submeteu ou humilhou a si mesma. Ela se exalta diante dos outros e nunca se submete a ninguém. Diante de Deus, ela se considera a mais proficiente em pregar a palavra e a mais hábil em trabalhar com os outros. Não descarta os tesouros já em sua posse, mas trata-os como heranças familiares para adoração, para pregar aos outros, e os utiliza para ensinar a esses tolos que a idolatram. Há, de fato, um certo número de pessoas assim na igreja. Pode-se dizer que são ‘heróis indomáveis’, que permanecem na casa de Deus, geração após geração. Elas tomam a pregação da palavra (doutrina) como seu dever mais elevado. Ano após ano, geração após geração, vão vigorosamente impondo seu dever ‘sagrado e inviolável’. Ninguém ousa tocá-los e nenhuma pessoa se atreve a reprová-los abertamente. Elas se tornam ‘reis’ na casa de Deus, correndo desenfreados enquanto tiranizam os outros, de geração em geração. Esse bando de demônios procura unir esforços e demolir a Minha obra. Como posso permitir que esses demônios vivos existam diante de Meus olhos?” (de ‘Aqueles que obedecem a Deus com um coração sincero certamente serão ganhos por Deus’ em “A Palavra manifesta em carne”). É evidente que, embora pastores e presbíteros religiosos sempre expliquem a Bíblia, eles não são pessoas que entendem a verdade e conhecem Deus. Eles são precisamente os fariseus hipócritas. Eles são falsos pastores e trabalhadores que enganam, controlam, prendem e prejudicam as pessoas, levam as pessoas a negar a Cristo, condenam Cristo, a ponto de resistir e se opor a Deus, tornando todas cúmplices e marionetes de Satanás. Qualquer pessoa que enxergue pode ver que é esse o caso.

de “Perguntas e respostas clássicas sobre o evangelho do reino”

Testemunhar e exaltar o Senhor verdadeiramente, não se trata de como os homens interpretam a Bíblia. O segredo é se eles conseguem praticar as palavras de Deus e vivenciar a Sua obra. Se os homens amarem a verdade, eles vão obter o esclarecimento do Espírito Santo, a vivência real e o conhecimento da palavra de Deus. Esse conhecimento é originado pela prática e vivência das palavras de Deus. Significa realmente conhecer Deus. Comunicar essas vivências e testemunhos reais é o que significa exaltar verdadeiramente Deus e dar testemunho Dele! O verdadeiro conhecimento de Deus daqueles que falam que exaltam e dão testemunho Dele não provém de suas próprias concepções, imaginação ou lógica; e não provém da interpretação literal deles das palavras de Deus. Aqueles que exaltam e dão testemunho de Deus focam em comunicar as palavras de Deus na Bíblia, comunicar a Sua vontade, Suas exigências para com as pessoas, Seu caráter e tudo o que Ele tem e é, permitindo que eles entendam a vontade e o caráter de Deus e O conheçam verdadeiramente. É dessa forma que as pessoas conseguem reverenciar e obedecer verdadeiramente a Deus. Essas interpretações bíblicas e comunicações das palavras de Deus são como eles conseguem de verdade exaltar e dar testemunho Dele. No entanto, quando os pastores e presbíteros interpretam a Bíblia, eles realmente conseguem comunicar a essência da verdade das palavras de Deus? Eles conseguem comunicar a vontade de Deus? Eles conseguem dar testemunho do caráter Dele? Eles conseguem fazer outros saberem, obedecerem ou reverenciarem Deus? Os fatos nos mostraram que a maioria dos pastores e presbíteros na comunidade religiosa odeiam a verdade e resistem a Deus; essa é a verdadeira natureza deles. Eles não praticam as palavras de Deus ou vivenciam a Sua obra. Eles não entendem a Sua vontade ou Suas exigências, e certamente não entendem o caráter Dele, tudo o que Ele tem e é. Portanto, eles não conseguem comunicar nenhum conhecimento real de Deus e eles não podem dar testemunho do da essência divina ou das qualidades cativantes do Senhor Jesus. Eles apenas interpretam o conhecimento bíblico e a teoria teológica ou certas histórias de personagens na Bíblia, junto com o passado histórico, para fazer com que as pessoas os admirem e os adoram.

Não é só isso, mas na maior parte do tempo os pastores e presbíteros estão interpretando as palavras do homem, como as de Paulo na Bíblia. Segundo Paulo, “Toda Escritura é divinamente inspirada” (2 Timóteo 3:16), eles aceitam as palavras da Bíblia como se fossem as de Deus. Isso fez com que toda a comunidade religiosa aceitasse as palavras dos apóstolos como as palavras de Deus e dissesse aos fiéis para observá-las e praticá-las. Eles estão citando as palavras dos apóstolos cada vez com mais frequência quando dão sermões, comunicam ou testemunham. No entanto, eles estão citando Deus e o Senhor Jesus cada vez menos. O resultado final é que as palavras de Deus e do Senhor Jesus na Bíblia têm sido todas substituídas e anuladas. O lugar do Senhor Jesus no coração das pessoas está diminuindo continuamente, enquanto que o lugar de Paulo e dos outros no coração deles continua a crescer. Isso permitiu que as palavras de Paulo e as palavras do homem na Bíblia ocupassem o coração deles. As pessoas acreditam no Senhor Jesus em nome, mas na realidade elas apenas estão agindo de acordo com as palavras do homem na Bíblia, como as palavras de Paulo. Elas estão seguindo seus próprios caminhos da fé em Deus. Como podem as pessoas que acreditam em Deus dessa forma não se desviarem do caminho do Senhor? Como esse serviço pode estar de acordo com a vontade de Deus? Por exemplo, o Senhor Jesus uma vez disse isso com respeito a entrar no reino dos céus: “mas aquele que faz a vontade de Meu Pai, que está nos céus” (Mateus 7:21). No entanto, em vez disso, pastores e presbíteros falam sobre salvação e sobre entrar no reino dos céus conforme as palavras de Paulo. Isso é uma completa traição às palavras do Senhor Jesus. O resultado é que a maioria dos fiéis não sabem como seguir a vontade de Deus. E sabem menos ainda sobre os tipos de pessoas que podem entrar no reino dos céus. As pessoas usam as palavras de Paulo como lema: “Combati o bom combate, acabei a carreira, guardei a fé. Desde agora, a coroa da justiça me está guardada” (2 Timóteo 4:7-8). Os pastores e presbíteros ensinam aos outros que enquanto eles trabalharem para o Senhor como Paulo o fez e suportarem sofrimento, eles podem entrar no reino dos céus. Eles substituem as palavras de Deus pelas dos homens; excluem as palavras de Deus. O resultado é que eles desviam as pessoas do caminho. Quando interpretam a Bíblia dessa forma, estão exaltando Deus ou dando testemunho Dele? Esse é um problema muito sério mesmo! Os pastores e presbíteros religiosos geralmente substituem palavras de Deus pelas as palavras dos homens na Bíblia. Nós agora devíamos estar cientes das consequências de tudo disso, não é mesmo? Como muitos acreditam no Senhor por anos e ainda assim não O conhecem? Por que eles nunca vivenciam as palavras do Senhor? Como os que acreditam no Senhor dessa forma podem obter a verdade ou a vida? Não é por causa dos pastores e presbíteros continuarem a interpretar e a testemunhar sobre as palavras dos homens da Bíblia e pedir aos seguidores deles para guardarem essas palavras?

A obra de Deus Todo-Poderoso nos últimos dias expôs esses pastores e presbíteros, esses demônios anticristos na comunidade religiosa. Senão, ninguém seria capaz de ver que a exaltação e interpretação deles da Bíblia são na verdade seus caminhos insidiosos para enganar e controlar as pessoas, e ninguém poderia ver a verdade: eles estão estabelecendo seu próprio reino independente como inimigos de Deus. Naquela época, os fariseus exaltaram e deram testemunho da Bíblia; eles limitaram Deus apenas à Bíblia. Eles nunca buscaram a verdade ou procuraram seguir os passos de Deus. O resultado foi de que eles crucificaram o Senhor Jesus, usando a rejeição Dele para seguir o Velho Testamento como justificativa. Eles cometeram um pecado extremamente sério! Os pastores e presbíteros nos últimos dias são como os fariseus foram. Eles exaltam e dão testemunho da Bíblia; eles definem Deus na Bíblia. Eles também disseminam falácia, dizendo que “Nenhuma das palavras ou obra de Deus existe fora da Bíblia”, “Acreditar na Bíblia é acreditar em Deus. Se você abandonar a Bíblia, você não acredita mais em Deus”. Eles usam essa declaração para fazer as pessoas acreditarem e adorarem a Bíblia. Os pastores e presbíteros estão usando esse segredo, métodos desonestos para roubar as pessoas de Deus e trazê-las diante da Bíblia. Isso faz com que as pessoas inconscientemente percam sua relação com Deus. As pessoas que antes acreditavam em Deus agora só acreditam na Bíblia. A Bíblia se torna o Senhor nos corações deles, o Deus nos seus corações. Portanto, a crença e adoração deles à Bíblia faz com que eles adorem e sigam os eruditos bíblicos: os pastores e presbíteros. E quanto a eles, eles usam a Bíblia como uma ferramenta para controlar a comunidade religiosa e para realizar suas próprias ambições. Eles exaltam a Bíblia e a interpretam fora de contexto para enganar, laçar e controlar as pessoas. Eles inconscientemente conduzem as pessoas a um caminho para adorar e seguir homens, resistindo e sendo inimigos de Deus. Eles induzem as pessoas a acharem que adorar e guardar a Bíblia é acreditar em Deus e ter a presença de Deus. Portanto, essas pessoas não buscam ou estudam a obra de Deus nos últimos dias e perdem Sua última chance de salvação. Esse é realmente o mais astuto e insidioso plano de Satanás. Portanto, nós podemos ver que os pastores e presbíteros na comunidade religiosa são um grupo genuíno de fariseus e vigaristas! Eles são falsos pastores e anticristos que enganam e controlam os escolhidos de Deus! A comunidade religiosa é controlada por um grupo de fariseus e demônios anticristos que resistem a Deus. Ela deixou há muito tempo de ser um lugar onde Deus podia fazer a Sua obra. Ela se tornou um campo satânico que toma Deus como inimigo. Ela se tornou há muito tempo a grande cidade da Babilônia! Como a Babilônia religiosa pode não cair sob a ira de Deus?

de “Perguntas e respostas clássicas sobre o evangelho do reino”

Anterior:Pergunta 33: Quando o Senhor Jesus veio para fazer Sua obra, os fariseus judeus O desafiaram e condenaram brutalmente, e O pregaram na cruz. Agora que Deus Todo-Poderoso dos últimos dias veio para fazer Sua obra, os pastores e presbíteros religiosos também O desafiam e condenam brutalmente, pregando Deus novamente à cruz. Por que os fariseus judeus e os pastores e presbíteros religiosos odeiam tanto a verdade e se colocam contra Cristo dessa maneira? Qual é exatamente sua natureza e essência?

Próximo:Pergunta 35: A maioria das pessoas em círculos religiosos crê que os pastores e os presbíteros foram selecionados e instituídos pelo Senhor e que todos eles são pessoas que servem ao Senhor em igrejas. Se seguirmos e obedecermos a esses pastores e presbíteros, estaremos, na verdade, obedecendo e seguindo ao Senhor. O que exatamente significa obedecer e seguir ao homem, e o que exatamente significa obedecer e seguir a Deus? A maioria das pessoas não entende esse aspecto da verdade. Por favor, comuniquem conosco sobre essa questão.

Conteúdo Relacionado

  • Por que se diz que as duas encarnações de Deus completam o significado da encarnação?

    A primeira encarnação foi para redimir o homem do pecado, para redimi-lo por meio do corpo de carne de Jesus, isto é, Ele salvou o homem da cruz, mas o caráter satânico corrupto ainda permaneceu dentro do homem. A segunda encarnação não é mais para servir como uma oferta pelo pecado, mas, em vez disso, salvar totalmente aqueles que foram redimidos do pecado. Isso é feito de modo que aqueles que são perdoados possam ser libertos de seus pecados e ser completamente limpos, e por alcançar um caráter transformado, libertar-se da influência das trevas de Satanás e retornar para diante do trono de Deus. Só dessa maneira o homem pode ser plenamente santificado.

  • O que são as virgens prudentes? O que são as virgens tolas?

    Palavras de Deus relevantes: No passado, algumas pessoas fizeram predições sobre “cinco virgens sábias, cinco virgens tolas”; embora não seja uma pred…

  • Cristo é realmente o Filho de Deus ou é o Próprio Deus?

    O Deus encarnado é chamado de Cristo e Cristo é a carne vestida pelo Espírito de Deus. Essa carne é diferente de qualquer homem que é da carne. Essa diferença existe porque Cristo não é de carne e sangue, mas é a encarnação do Espírito. Ele tem tanto uma humanidade normal como uma divindade completa. Sua divindade não é possuída por nenhum homem. Sua humanidade normal sustenta todas as Suas atividades normais na carne, enquanto Sua divindade realiza a obra do Próprio Deus. Seja Sua humanidade ou divindade, ambas se submetem à vontade do Pai celestial. A substância de Cristo é o Espírito, isto é, a divindade.

  • Reconheça as diferenças entre o Cristo encarnado e os falsos cristos e falsos profetas

    Ele que é a encarnação de Deus deve possuir a substância divina, e Ele que é a encarnação de Deus deve possuir a expressão de Deus. Já que Deus Se torna carne, Ele levará adiante a obra que precisa fazer, e já que Deus Se torna carne, Ele expressará o que Ele é e será capaz de trazer a verdade ao homem, conceder vida ao homem e mostrar o caminho ao homem. Carne que não contém a substância de Deus certamente não é o Deus encarnado; disso não há dúvida. Para investigar se é a carne encarnada de Deus, o homem deve determinar isso a partir do caráter que Ele expressa e das palavras que Ele fala. O que quer dizer, se é ou não a carne encarnada de Deus, se é ou não o verdadeiro caminho deve ser julgado pela Sua substância. E assim, ao determinar[a] se é a carne do Deus encarnado, a chave é prestar atenção na Sua substância (Sua obra, Suas palavras, Seu caráter e muito mais), em vez de na aparência exterior. Se o homem olha apenas a Sua aparência exterior e ignora a Sua substância, então isso mostra a ignorância e a ingenuidade do homem.