Aplicativo da Igreja de Deus Todo-Poderoso

Ouça a voz de Deus e dê as boas vindas ao retorno do Senhor Jesus!

Convidamos a todos os buscadores da verdade que entrem em contato conosco.

Cores sólidas

Temas

Fonte

Tamanho da fonte

Espaçamento entre linhas

Largura da página

0 resultados

Nenhum resultado encontrado

Capítulo 50. Se você tem ou não tem a verdade decide tudo

Além daqueles que foram possuídos por maus espíritos, não importa que tipo de espírito você tenha dentro de você, a natureza do homem é a mesma. Algumas pessoas sempre acham que, por serem capazes de fazer algumas coisas particulares, deve haver algo errado com seu espírito; e há também aquelas que, por nunca serem capazes de mudar, também sentem que deve haver um problema com seu espírito. Na verdade, quer haja um problema com o espírito delas quer não, a natureza do homem é a mesma – ela desafia Deus e trai Deus, com um nível comparável de corrupção, e isso também vale para as coisas universalmente compartilhadas que se encontram na natureza do homem. Algumas pessoas sempre suspeitam que há algo errado com seu espírito, dizendo: “Como eu poderia fazer isso? Eu nunca pensei que faria uma coisa dessas. Há algo errado com meu espírito?” Algumas pessoas nunca analisam seus espíritos, não importa o que elas façam. Em vez disso, elas se examinam desta maneira, dizendo: “Por que fiz isso dessa maneira? Qual é a minha natureza nisso? Como posso fazer isso no futuro de uma maneira que esteja de acordo com a verdade?” A maneira como as pessoas se examinam e a senda de seu exame são diferentes. Algumas pessoas buscam a verdade e algumas pessoas colocam toda a sua energia em estados negativos. Você deve entender agora que, não importando que tipo de espírito uma pessoa tenha, ninguém é capaz de tocar ou ver as coisas dentro do espírito. A máxima atenção deve ser dada ao que é sua natureza e que coisas existem dentro de sua natureza; as coisas que são reveladas quando você faz isso provam que tipo de natureza você tem e que tipo de natureza é substancial; as coisas que são reveladas não provam que tipo de espírito você tem.

Uma vez que a humanidade foi corrompida por Satanás, sua natureza se tornou a mesma. Todos os homens descenderam de um ancestral, todos eles vivem num só mundo, todos passaram pela mesma corrupção e todos têm as mesmas coisas em comum. No entanto, algumas pessoas são capazes de fazer um tipo de coisa em um ambiente e outras pessoas são capazes de fazer outro tipo de coisa em outro ambiente; algumas pessoas têm algum conhecimento cultural, foram educadas, e algumas pessoas não têm conhecimento cultural, não foram educadas; algumas pessoas têm um modo de ver as coisas, outras têm outro modo de ver as coisas; algumas vivem em um tipo de ambiente social e outras vivem em outro tipo de ambiente social e têm tradições herdadas e hábitos de vida diferentes. A essência das coisas que são reveladas dentro da natureza do homem, no entanto, é exatamente a mesma. Portanto, não há necessidade de você continuar a se preocupar com o tipo de espírito que você possui. Isso é algo que o homem não pode alcançar; só Deus pode saber disso, e seria inútil para o homem conhecê-lo. Sempre querer dissecar o espírito de alguém ou deliberar sobre o próprio espírito não é benéfico. Isso é algo feito pelas pessoas mais ignorantes, as pessoas mais confusas. Não faça algo errado nem transgrida de alguma forma e, em seguida, duvide de si mesmo, dizendo: “Há algo de errado com meu espírito? Eu sou um espírito maligno? Meu espírito é anormal? Por que eu sempre faço isso?” Não importa o que você faça, você deve olhar para a sua natureza, para a raiz do problema e buscar as verdades em que você deveria entrar. Se você examinar seu espírito, você aparecerá de mãos vazias – mesmo que venha a saber que tipo de espírito tem dentro de você, você ainda não será capaz de conhecer sua natureza, nem será capaz de resolver seus problemas. Por isso, algumas pessoas estão sempre falando sobre que espírito têm, como se fossem excepcionalmente espirituais, como se fossem excepcionalmente especializadas, quando, na verdade, são ainda mais leigas e até mais tolas. Algumas pessoas falam de modo especialmente espiritual, sentem que as palavras que dizem são muito profundas e que as pessoas comuns não as entenderão. Elas dizem coisas assim: “É crucial que examinemos qual é o nosso espírito. Se nós não tivermos espírito humano, embora acreditemos em Deus, não seremos salvos por Deus. Não devemos fazer Deus se cansar de nós”. E algumas pessoas estão envenenadas e sentem profundamente que é razoável o que foi dito a elas e dizem: “Você está certo. Vou examinar que tipo de espírito eu tenho”. Como prestam uma atenção tão especial ao seu espírito, ficam neuróticas, examinam seu espírito toda vez que fazem alguma coisa e acabam descobrindo um problema, dizendo: “Por que vou contra a verdade em tudo que faço? Por que eu não tenho nem um fiapo de senso humano? Eu devo ser um espírito maligno”. De fato, com uma natureza ruim e privado da verdade, como pode o homem fazer algo de bom? Não importa quão boas as coisas que fazem que aparentam ser, elas ainda estão em desacordo com a verdade e ainda são hostis a Deus. A natureza do homem é ruim e foi corrompida e processada por Satanás; ele simplesmente não tem semelhança humana, rebela-se completamente contra Deus e O desafia, está tão longe de Deus que não consegue fazer nada que esteja de acordo com a vontade de Deus, e dentro da natureza inata do homem não há nada compatível com Deus. Isso tudo é óbvio. Algumas pessoas são sempre tão neuróticas, dizendo: “Por que sempre faço as coisas erradas? Por que eu sempre faço coisas ignorantes, sempre faço coisas ridículas e vergonhosas? Não seria porque há algo errado com meu espírito?” Elas veem as questões do espírito como sendo tão incrivelmente importantes e colocam a questão de sua natureza de lado. Isso é chamado de “ser sábio com pequenas quantias e tolo com grandes quantias”; é abandonar as questões reais e colocá-las de lado, agarrando-se a coisas vazias e ilusórias. Isso não é tolice? Você tem deliberado sobre assuntos do espírito por vários anos, então, você os compreendeu completamente? Você entendeu completamente os assuntos da alma? Você já viu que tipo de espírito tem dentro de você? Você é capaz de sentir a sua alma? Você é capaz de tocar a sua alma? Você é capaz de perceber o que a sua alma está fazendo? Você não sabe, sabe? Se você for capaz de sentir ou tocar alguma coisa semelhante, então é outro espírito dentro de você fazendo algo à força – controlando suas ações e palavras. É algo extrínseco a você, não de você mesmo. Aqueles com um espírito maligno terão uma apreciação profunda disso.Você não traz à tona as coisas da sua natureza que estão nas profundezas da sua alma, você só tenta trazer à tona o tipo de espírito que você tem. Mas você é capaz de tirá-lo e olhar para ele? Isso não é o mesmo que um homem cego acender uma vela e desperdiçar a cera? Você deixa de lado suas dificuldades reais e não pensa em como elas podem ser resolvidas, você sempre segue o caminho errado e está sempre deliberando sobre que tipo de espírito você tem, mas isso pode resolver algum problema? Você é negligente em seus deveres em sua crença em Deus por estar sempre deliberando sobre o seu espírito e você é simplesmente como alguém que tem um transtorno mental.

A atitude adotada pelo genuinamente sábio é: “Não importa o que Deus faça ou como Ele me trate, não importa quão profundamente corrompido eu esteja ou como minha humanidade seja, eu devo ser inabalável em minha determinação de buscar a verdade e procurar conhecer a Deus”. Essa é a direção para a vida humana, é o que o homem deveria estar procurando alcançar e é a única senda para a salvação. Ora, buscar a verdade é real, conhecer sua própria natureza corrupta é real e ser capaz de satisfazer a Deus é real. É inútil deliberar sobre as coisas que não podem ser tocadas ou vistas. Você agora está vivendo na carne, então você deve buscar as coisas que você é capaz de alcançar. Para determinar se alguém está possuído por espíritos malignos, você deve verificar se ele tem ou não um estado mental normal quando age. Se não, então não poderá ser salvo. Normalmente vocês agora têm um sentido especialmente normal, vocês falam normalmente e nenhum fenômeno sobrenatural ou incomum ocorre em vocês. Embora algumas vezes vocês tenham alguns estados anormais, estes são as expressões da sua natureza, assim como algumas maneiras incorretas de fazer as coisas. Na verdade, vocês não são diferentes de mais ninguém, apenas o contexto e o momento de suas expressões são diferentes. É uma crença equivocada vocês pensarem que todas as outras pessoas parecem estar certas. É como se a estatura de vocês fosse ligeiramente madura e, tendo entrado em contato com algumas questões do espírito ou ditos sobre o espírito, vocês, por fim, voltam a se dissecar como se fossem pessoas extremamente importantes. Os doutores em teologia não entendem as questões do espírito; só Deus as conhece e entende, então como o homem poderia entendê-las? Não é fácil as pessoas se perderem? Hoje em dia todas as pessoas têm esse estado dentro delas. Embora você nem sempre esteja discutindo seriamente esses assuntos e não possa ficar fraco ou cair por causa deles, você ainda pode ser temporariamente afetado pelas palavras dos outros. Embora você possa não prestar muita atenção a esse tipo de assunto, você ainda tem essas coisas dentro de você, e chega o dia em que você realmente faz algumas coisas erradas e, quando sofre um revés e cai, você começa a duvidar de si mesmo, dizendo: “Será que há algo errado com meu espírito também?”. Normalmente, você parece não ter nenhuma dúvida e, quando vê outras pessoas atoladas na dúvida, você acha que elas são absurdas. Se chegar o dia em que você for lidado, ou alguém disser que você é Satanás, ou que você é um espírito maligno, você crerá e, como ele, ficará atolado na dúvida e não será capaz de se libertar. De fato, a maioria das pessoas é suscetível a essa doença, considerando os assuntos do espírito como incrivelmente importantes e colocando a questão de sua natureza de lado. Isso as torna completamente divorciados da realidade e é um desvio experiencial. Vocês devem prestar atenção em saber quais aspectos de sua natureza podem facilmente fazer com que façam coisas erradas ou com que se desviem, e vocês devem, com base nisso, resumir a experiência e as lições. Particularmente em termos de servir, em termos de suas experiências e em termos de conhecer sua própria natureza, você deve gradativamente vir a ter um conhecimento mais elevado dessas coisas e somente então você será capaz de compreender seu próprio estado e desenvolver-se na direção correta. Se você puder possuir esses aspectos da verdade e torná-los sua vida interior, você estará muito mais seguro, você não fará mais comentários irresponsáveis com coisas que você não entende, você falará objetivamente e você comunicará coisas reais. Quando as pessoas adquirirem um conhecimento mais profundo de sua própria natureza e uma compreensão mais profunda da verdade, elas falarão mais com um senso de propriedade e não mais falarão arbitrariamente. Aquelas que estão sem a verdade são sempre simplórias e ousam dizer qualquer coisa; e há algumas pessoas que, quando estão espalhando o evangelho, a fim de converter mais algumas pessoas, elas nem têm escrúpulos em pagar o preço de blasfemar contra Deus, como uma maneira de ganhar essas pessoas. Elas não têm ideia do que elas são, elas não conhecem sua própria natureza e não temem a Deus. Algumas pessoas acreditam que isso não é grande coisa, mas isso realmente não é grande coisa? Quando chegar o dia em que reconheçam a seriedade do problema, elas ficarão com medo. Que coisa terrível é ter feito isso! Elas não conseguem discernir a essência desse assunto e até se consideram tão sábias e que entendem tudo; porém, elas não estão conscientes de que ofendem a Deus e não estão conscientes de como perecerão. É fútil para você entender todos os assuntos que têm a ver com o inferno ou o mundo espiritual, caso você não conheça sua própria natureza.

O principal agora é resolver as dificuldades da natureza do homem. Você precisa compreender cada um dos estados revelados por sua natureza – se você não puder fazer isso, qualquer outro entendimento será inútil; se você não puder fazer isso, não importa o quanto você se disseca para ver o tipo de espírito que você tem ou o tipo de alma que você tem, é tudo inútil. É crucial que você compreenda todas as coisas diferentes que realmente existem em sua natureza. Agora, não importando o tipo de espírito que tem dentro de você, você agora é uma pessoa, você tem pensamentos e você tem um cérebro normal, então você deve entender a verdade e aceitar a verdade. Se você puder entender a verdade, você deve agir de acordo com a verdade – esse é o dever do homem. Deliberar sobre assuntos do espírito é simplesmente inútil para você. Aqueles que possuem espíritos malignos que já foram expostos experimentam períodos ocasionais de normalidade e entenderão se você comunicar a verdade com eles e algumas vezes eles também serão capazes de ter algumas experiências menores. Esse não é o caso, entretanto, daqueles que têm um senso anormal e que são inteiramente possuídas por demônios. Além desses, com relação aos que normalmente têm um senso normal, não importa que tipo de espírito elas tenham dentro delas ou seu nível de educação, contanto que elas tenham uma compreensão dos assuntos espirituais, elas serão capazes de entender a verdade, e isso basta. Embora o homem não tenha a faculdade de aceitar a verdade, ele ainda pode acolhê-la e seu pensamento ainda é eficaz em relação ao aspecto doutrinário da verdade. Isso é algo que ele é capaz de alcançar. E assim é desnecessário para você deliberar sobre que tipo de espírito você tem. Não é necessário agora compreender ou entender que tipo de espírito você tem, se seu espírito pode ou não aceitar a verdade ou se seu espírito crê em Deus – isso não é fundamental. O que é fundamental é se você pode ou não aceitar a verdade, quer você seja ou não alguém que busque a verdade, quer você seja ou não alguém capaz de compreender seu próprio estado, e se você é ou não alguém que conhece sua própria natureza – esta é a questão mais crucial. Não tem importância deliberar sobre que tipo de espírito você tem e tem menos valor ainda. Se você está sempre deliberando sobre que tipo de espírito você tem, sempre deliberando sobre qual é a situação da sua alma, o que o seu espírito faz, qual será o fim para o seu espírito, ou o que acontecerá no futuro, deliberar sobre essas coisas interferirá em assuntos importantes. Mesmo se você deliberar sobre esse assunto até que você o compreenda completamente, quando chegar o dia que todos os outros entenderem a verdade e chegarem à realidade, você terá causado atrasos para si mesmo e ficará preso em sua própria armadilha; isso significa que você terá se desviado, toda a sua crença em Deus terá sido em vão e você não terá ganho nada. Quando essa hora chegar, quem você culpará?

Anterior:Capítulo 46. Aqueles que perderam a obra do Espírito Santo estão em maior risco

Próximo:Capítulo 53. Entendendo atributos compartilhados e diferenças na natureza humana

Coisas que talvez lhe interessem