3. O que se pode alcançar experimentando julgamento, castigo, provações e refinamento

Palavras de Deus relevantes:

Cristo dos últimos dias usa uma variedade de verdades para ensinar o homem, expor a substância do homem e dissecar suas palavras e ações. Essas palavras abrangem várias verdades: o dever do homem, como o homem deveria obedecer a Deus, como o homem deveria ser leal a Deus, como o homem deve viver a humanidade normal, bem como a sabedoria e o caráter de Deus e assim por diante. Essas palavras são todas dirigidas à substância do homem e ao seu caráter corrupto. Em especial, essas palavras que expõem como o homem desdenha de Deus são faladas em relação a como o homem é a corporificação de Satanás e uma força inimiga contra Deus. Ao realizar Sua obra de julgamento, Deus não torna clara a natureza do homem simplesmente com algumas palavras; Ele também expõe, trata e poda a longo prazo. Todos esses métodos diferentes de exposição, tratamento e poda não podem ser substituídos por palavras comuns, mas pela verdade que o homem absolutamente não possui. Apenas métodos desse tipo podem ser chamados de julgamento; só por meio de julgamento desse tipo é que o homem pode ser subjugado e completamente convencido em relação a Deus e, além disso, ganhar verdadeiro conhecimento de Deus. O que a obra de julgamento produz é o entendimento do homem da verdadeira face de Deus e da verdade sobre a própria rebelião. A obra de julgamento permite que o homem ganhe bastante entendimento da vontade de Deus, do propósito da obra de Deus e dos mistérios que lhe são incompreensíveis. Também permite que o homem reconheça e conheça sua essência corrupta e as raízes de sua corrupção, bem como descubra a fealdade do homem. Esses efeitos são todos produzidos pela obra de julgamento, pois a essência dessa obra é, de fato, a obra de revelar a verdade, o caminho e a vida de Deus a todos aqueles que têm fé Nele.

Extraído de ‘Cristo realiza a obra do julgamento com a verdade’ em “A Palavra manifesta em carne”

Diante do estado do homem e de sua atitude para com Deus, Deus fez uma nova obra, permitindo ao homem possuir tanto conhecimento Dele quanto obediência a Ele e tanto amor quanto testemunho. Assim, o homem precisa experimentar o refinamento de Deus para ele, bem como Seu julgamento, tratamento e poda, sem os quais o homem jamais conheceria Deus e jamais seria capaz de amá-Lo verdadeiramente e dar testemunho Dele. O refinamento do homem por parte de Deus não é meramente para o bem de um efeito unilateral, mas para o bem de um efeito multifacetado. Só dessa maneira é que Deus faz a obra de refinamento naqueles que estão dispostos a buscar a verdade, a fim de que a resolução e o amor deles sejam aperfeiçoados por Deus. Àqueles que estão dispostos a buscar a verdade e àqueles que anseiam por Deus, nada é mais significativo, ou de maior auxílio, que um refinamento como esse. O caráter de Deus não é tão facilmente conhecido nem compreendido pelo homem, pois Deus, afinal, é Deus. No fim, é impossível que Deus tenha o mesmo caráter que o homem e, assim, não é fácil que o homem conheça Seu caráter. A verdade não pode ser inerentemente possuída pelo homem e não é facilmente entendida por aqueles que foram corrompidos por Satanás; o homem é desprovido da verdade e da resolução de colocar a verdade em prática, e, se ele não sofrer e não for refinado nem julgado, então sua resolução jamais será aperfeiçoada. Para todas as pessoas, o refinamento é excruciante e muito difícil de aceitar — mas é durante o refinamento que Deus deixa claro Seu caráter justo para o homem, torna públicas Suas exigências para o homem e oferece mais esclarecimento e mais tratamento e poda reais; por meio da comparação entre os fatos e a verdade, Ele proporciona ao homem um conhecimento maior de si mesmo e da verdade, e proporciona ao homem um entendimento maior da vontade de Deus, permitindo, assim, que o homem tenha um amor a Deus mais verdadeiro e mais puro. Tais são os objetivos de Deus ao executar o refinamento. Toda a obra que Deus faz no homem tem seus objetivos e significados próprios; Deus não faz uma obra sem sentido nem uma obra que não beneficie o homem. O refinamento não significa remover pessoas da frente de Deus e não significa destruí-las no inferno. Antes, significa mudar o caráter do homem durante o refinamento, mudar suas intenções, seus pontos de vista antigos, mudar seu amor a Deus e mudar sua vida inteira. O refinamento é um verdadeiro teste para o homem e uma forma de treinamento real, e é só durante o refinamento que seu amor pode servir à sua função inerente.

Extraído de ‘Só ao experimentar o refinamento o homem pode possuir o amor verdadeiro’ em “A Palavra manifesta em carne”

Quando Deus opera para refinar o homem, o homem sofre. Quanto maior for o refinamento de uma pessoa, maior será seu amor por Deus, mais do poder de Deus será revelado nela. Em contrapartida, quanto menos refinamento uma pessoa recebe, menos o seu amor por Deus crescerá, e menos poder de Deus será revelado nela. Quanto maiores forem o refinamento e a dor de uma pessoa e quanto maior tormento experimentar, mais profundo se tornará seu amor por Deus, mais genuína sua fé em Deus se tornará, e mais profundo será seu conhecimento de Deus. Em suas experiências, você verá pessoas que sofrem grandemente enquanto são refinadas, que são muito lidadas e disciplinadas, e você verá que são essas pessoas que têm um profundo amor por Deus e um conhecimento mais profundo e penetrante de Deus. Os que não experimentaram tratamento têm somente um conhecimento superficial e podem apenas dizer: “Deus é tão bom. Ele concede graça às pessoas para que possam desfrutar Dele”. Se as pessoas experimentaram tratamento e disciplina, então são capazes de falar do verdadeiro conhecimento de Deus. Assim, quanto mais maravilhosa é a obra de Deus no homem, mais valiosa e significativa ela é. Quanto mais impenetrável ela é para você e mais incompatível com suas noções, mais a obra de Deus é capaz de conquistá-lo, ganhá-lo e aperfeiçoá-lo. Como é grande o significado da obra de Deus! Se Deus não refinasse o homem dessa maneira, se Ele não operasse de acordo com esse método, então Sua obra seria ineficaz e sem significado. Foi dito no passado que Deus selecionaria e ganharia esse grupo e o tornaria completo nos últimos dias; nisso, há um significado extraordinário. Quanto maior a obra que Ele conduz dentro de vocês, mais profundo e mais puro o amor de vocês por Deus. Quanto maior for a obra de Deus, mais o homem é capaz de entender alguma coisa de Sua sabedoria e mais profundo é o conhecimento que o homem tem Dele. Durante os últimos dias, o plano de gerenciamento de Deus de seis mil anos chegará ao fim. Será que realmente poderá terminar facilmente? Uma vez que Ele conquiste a humanidade, Sua obra estará encerrada? Pode ser tão simples assim? As pessoas, sem dúvida, imaginam que é simples assim, mas o que Deus faz não é tão simples. Seja qual for a parte da obra de Deus que você mencione, toda ela é insondável para o homem. Se você fosse capaz de sondá-la, então a obra de Deus não teria significado nem valor. A obra feita por Deus é insondável; é completamente contrária às suas noções e é quanto mais irreconciliável for com suas noções, mais demonstra que a obra de Deus é significativa; se fosse compatível com suas noções, então não teria sentido. Hoje, você acha que a obra de Deus é tão maravilhosa e, quanto mais maravilhosa você achar que é, mais você acha que Deus é insondável e você vê como são grandes os feitos de Deus. Se Ele só realizasse uma obra superficial, perfuntória, para conquistar o homem e não fizesse nada mais depois disso, então o homem seria incapaz de contemplar o significado da obra de Deus. Embora você esteja recebendo um pouco de refinamento agora, isso é de grande benefício para o seu crescimento na vida; assim, é da máxima necessidade que vocês passem por tal dificuldade. Hoje, você está recebendo um pouco de refinamento, mas posteriormente você será verdadeiramente capaz de contemplar os feitos de Deus e, por fim, você dirá: “Os feitos de Deus são tão maravilhosos!”. Essas serão as palavras em seu coração. Depois de terem experimentado o refinamento de Deus por algum tempo (a provação dos servidores e os tempos de castigo), algumas pessoas por fim disseram: “Crer em Deus é realmente difícil!”. O fato de terem usado as palavras “realmente difícil” mostra que os feitos de Deus são insondáveis, que a obra de Deus possui grande significado e valor e é altamente digna de ser estimada pelo homem. Se, depois de Eu ter feito tanta obra, você não tivesse o menor conhecimento, então Minha obra ainda poderia teria valor? Ela o fará dizer: “Servir a Deus é realmente difícil; os feitos de Deus são tão maravilhosos, e Deus realmente é sábio! Deus é tão lindo!”. Se, após passar por um período de experiência, você é capaz de dizer tais palavras, então isso prova que você ganhou a obra de Deus em si.

Extraído de ‘Aqueles que hão de ser aperfeiçoados devem passar pelo refinamento’ em “A Palavra manifesta em carne”

Quando Deus chegou na terra, tudo o que Ele realizou no homem e permitiu que ele visse foi para que o homem O amasse e realmente O conhecesse. O fato de o homem ser capaz de sofrer por Deus e ter conseguido chegar tão longe se deve, em um sentido, ao amor de Deus e, em outro, à salvação de Deus; além disso, é por causa da obra de julgamento e castigo que Deus realizou no homem. Se vocês não passaram pelo julgamento, castigo e provações de Deus e se Deus não os fez sofrer, então, com toda honestidade, vocês não amam verdadeiramente a Deus. Quanto maior a obra de Deus no homem, e quanto maior o sofrimento do homem, mais aparente é quão significativa é a obra de Deus e quanto mais o coração desse homem pode realmente amar a Deus. Como você aprende a amar a Deus? Sem tormento e refinamento, sem provações dolorosas — e se, além disso, tudo que Deus desse ao homem fosse graça, amor e misericórdia — você seria capaz de alcançar um ponto de amar a Deus de verdade? Por um lado, durante as provações de Deus, o homem vem a conhecer suas deficiências e a ver que ele é insignificante, desprezível e baixo, que ele não tem nada e não é nada; por outro, durante Suas provações, Deus cria ambientes diferentes para o homem que o tornam mais capaz de experimentar a amabilidade de Deus. Embora a dor seja grande e às vezes insuperável — alcançando até um nível de tristeza esmagadora — ao experimentá-la, o homem vê o quão amável é a obra de Deus nele, e é somente sobre esse fundamento que nasce o verdadeiro amor a Deus no homem. Hoje, o homem vê que, somente com a graça, o amor e a misericórdia de Deus, ele é incapaz de se conhecer verdadeiramente e, ainda mais, de conhecer a sua substância. Somente através do refinamento e julgamento de Deus, somente durante o próprio processo de refinamento, o homem pode conhecer suas deficiências e saber que não possui nada. Assim, o amor do homem por Deus é construído sobre o fundamento do refinamento e julgamento de Deus.

Extraído de ‘Somente experimentando provações dolorosas é que você pode conhecer a amabilidade de Deus’ em “A Palavra manifesta em carne”

Quanto maior o refinamento de Deus, mais o coração das pessoas é capaz de amar Deus. O tormento em seu coração é benéfico para sua vida, elas são mais capazes de estar em paz diante de Deus, seu relacionamento com Ele fica mais próximo e elas são mais capazes de ver o amor supremo de Deus e Sua suprema salvação. Pedro experimentou o refinamento centenas de vezes e Jó passou por diversas provações. Se desejarem ser aperfeiçoados por Deus, vocês também precisam passar pelo refinamento centenas de vezes; só se passarem por esse processo e confiarem nessa etapa, vocês serão capazes de satisfazer a vontade de Deus e ser aperfeiçoados por Deus. O refinamento é o melhor meio pelo qual Deus aperfeiçoa as pessoas; só o refinamento e as provações amargas podem revelar o amor verdadeiro a Deus no coração das pessoas. Sem adversidade, as pessoas carecem do amor verdadeiro a Deus; se não forem testadas por dentro, se não forem sujeitadas verdadeiramente ao refinamento, então seu coração estará sempre flutuando do lado de fora. Tendo sido refinado até certo ponto, você verá suas fraquezas e dificuldades próprias, verá do quanto está carecendo e que é incapaz de vencer os muitos problemas que encontra, e verá como é grande a sua desobediência. Só durante as provações as pessoas são capazes de conhecer verdadeiramente o seu estado real; as provações tornam as pessoas mais capazes de ser aperfeiçoadas.

Durante sua vida, Pedro experimentou o refinamento centenas de vezes e passou por muitas provas dolorosas. Esse refinamento se tornou o fundamento de seu amor supremo a Deus e a experiência mais significativa de toda a sua vida. O fato de ele ter sido capaz de possuir um amor supremo por Deus se deveu, em certo sentido, à sua resolução de amar Deus; mais importante, entretanto, se deveu ao refinamento e ao sofrimento pelo qual passou. Esse sofrimento se tornou seu guia na senda de amar Deus e a coisa que foi mais memorável para ele. Se as pessoas não passam pela dor do refinamento ao amar Deus, então seu amor é repleto de impurezas e preferências pessoais; tal amor está cheio das ideias de Satanás e é fundamentalmente incapaz de satisfazer a vontade de Deus. Ter a resolução de amar Deus não é o mesmo que amar Deus verdadeiramente. Embora tudo que elas pensem em seu coração seja para o bem de amar e satisfazer Deus, e embora seus pensamentos pareçam estar inteiramente devotados a Deus e destituídos de quaisquer ideias humanas, ainda assim, quando seus pensamentos são trazidos perante Deus, Ele não elogia nem abençoa tais pensamentos. Mesmo quando as pessoas entenderam completamente todas as verdades — quando vieram a conhecer todas elas — isso não pode ser considerado como um sinal de amar Deus, não pode ser considerado como se essas pessoas de fato amassem Deus. A despeito de terem entendido muitas verdades sem passar pelo refinamento, as pessoas são incapazes de colocar essas verdades em prática; só durante o refinamento elas podem entender o real significado dessas verdades, só então elas podem apreciar genuinamente seu significado interior. Nesse momento, quando tentam de novo, elas são capazes de colocar as verdades em prática adequadamente e de acordo com a vontade de Deus; nesse momento, suas ideias humanas são atenuadas, sua corrupção humana é reduzida e suas emoções humanas são diminuídas; só nesse momento sua prática é uma manifestação verdadeira do amor a Deus.

Extraído de ‘Só ao experimentar o refinamento o homem pode possuir o amor verdadeiro’ em “A Palavra manifesta em carne”

O propósito da obra de refinamento é principalmente para aperfeiçoar a fé das pessoas. No fim, o que é alcançado é que você quer sair, mas, ao mesmo tempo, não consegue; algumas pessoas ainda são capazes de ter fé mesmo quando estão desprovidas do menor fiapo de esperança; e as pessoas não têm mais nenhuma esperança em relação às suas próprias perspectivas futuras. Somente então é que o refinamento por Deus terá terminado. O homem ainda não atingiu o estágio de pairar entre a vida e a morte e não provou a morte, de modo que o processo de refinamento ainda não terminou. Inclusive aqueles que estavam no estágio dos servidores não foram refinados ao máximo. Jó passou por refinamento extremo e não tinha nada com que contar. As pessoas devem passar por refinamentos ao ponto de não terem esperança e de não terem nada com que contar — somente esse é refinamento verdadeiro. Durante o tempo dos servidores, se seu coração sempre esteve calado diante de Deus, e se, não importasse o que Ele tenha feito nem qual tenha sido Sua vontade para você, você sempre obedeceu aos arranjos Dele, então, no fim do caminho, você compreenderia tudo o que Deus tinha feito. Você passa pelas provações de Jó e, ao mesmo tempo, você passa pelas provações de Pedro. Quando Jó foi testado ele deu testemunho e, no fim, Jeová foi revelado a ele. Somente depois de ter dado testemunho foi que ele se tornou digno de ver a face de Deus. Por que é dito: “Eu Me escondo da terra da imundície, mas Me mostro ao reino santo”? Isso significa que somente quando você é santo e dá testemunho é que pode ter a dignidade para ver a face de Deus. Se você não consegue dar testemunho Dele, você não tem a dignidade para ver Sua face. Se você recuar ou fizer reclamações contra Deus diante dos refinamentos, assim deixando de dar testemunho Dele e se tornando motivo de riso para Satanás, você não ganhará a aparição de Deus. Se você for como Jó que, no meio das provações, amaldiçoou a própria carne e não reclamou contra Deus, e foi capaz de detestar a própria carne sem se queixar nem pecar por meio de suas palavras, então você estará dando testemunho. Quando você passar por refinamentos até certo grau e ainda puder ser como Jó, totalmente obediente perante Deus e sem fazer outras exigências a Ele, e sem suas próprias noções, então Deus aparecerá a você. Agora Deus não aparece a você porque você tem muitas noções próprias, preconceitos pessoais, pensamentos egoístas, exigências individuais e interesses carnais e não é digno de ver Sua face. Se você visse Deus, iria medi-Lo por meio de suas próprias noções e, assim fazendo, Ele seria pregado na cruz por você. Se lhe acontecem muitas coisas que não se alinham com suas noções, mas você ainda é capaz de deixá-las de lado e ganhar conhecimento das ações de Deus a partir dessas coisas e se, em meio aos refinamentos, você revela o amor a Deus de coração, então isso é dar testemunho. Se seu lar é pacífico, você desfruta os confortos da carne, ninguém o está perseguindo, seus irmãos e irmãs na igreja obedecem a você, você consegue mostrar que ama a Deus de coração? Essa situação pode refinar você? Somente através do refinamento é que seu amor por Deus pode ser demonstrado, e é somente por meio da ocorrência de coisas que não se alinham com suas noções que você pode ser aperfeiçoado. Com o serviço de muitas coisas contrárias e negativas, e pelo emprego de todo tipo das manifestações de Satanás — suas ações, acusações, perturbações e enganos — Deus lhe mostra claramente a horrenda face de Satanás e portanto aperfeiçoa a sua habilidade de distinguir Satanás, para que você possa odiar Satanás e abandoná-lo.

Extraído de ‘Aqueles que hão de ser aperfeiçoados devem passar pelo refinamento’ em “A Palavra manifesta em carne”

Todos vocês estão no meio de provação e refinamento. Como você deveria amar Deus durante o refinamento? Tendo experimentado o refinamento, as pessoas são capazes de oferecer louvor verdadeiro a Deus e, em meio ao refinamento, podem ver que são muito carentes. Quanto maior o seu refinamento, mais capaz você é de renunciar à carne; quanto maior o refinamento das pessoas, maior o amor delas a Deus. É isso que vocês deveriam entender. Por que as pessoas precisam ser refinadas? Que efeito isso visa alcançar? Qual é o significado da obra de refinamento de Deus no homem? Se você buscar Deus verdadeiramente, então, tendo experimentado Seu refinamento até certo ponto, você sentirá que ele é extremamente bom e de necessidade absoluta. Como o homem deveria amar Deus durante o refinamento? Usando a resolução de amá-Lo para aceitar Seu refinamento: durante o refinamento, você é atormentado por dentro, como se uma faca estivesse sendo revolvida em seu coração, ainda assim você está disposto a satisfazer Deus usando o seu coração, que O ama, e não está disposto a se importar com a carne. É isso o que quer dizer praticar o amor a Deus. Você está machucado por dentro e seu sofrimento alcançou certo ponto, ainda assim você está disposto a vir diante de Deus e orar, dizendo: “Oh, Deus! Não posso abandonar-Te. Embora haja trevas dentro de mim, desejo satisfazer-Te; Tu conheces meu coração e eu gostaria que investisses mais do Teu amor em mim”. Essa é a prática durante o refinamento. Se usar o amor a Deus como o fundamento, o refinamento pode trazer você para mais perto de Deus e torná-lo mais íntimo Dele. Já que você acredita em Deus, precisa entregar seu coração diante de Deus. Se você oferecer e depositar seu coração diante de Deus, então, durante o refinamento, será impossível você negar Deus ou abandoná-Lo. Dessa forma, seu relacionamento com Deus se tornará cada vez mais íntimo e cada vez mais normal, e sua comunhão com Deus se tornará cada vez mais frequente. Se praticar sempre dessa maneira, então você passará mais tempo na luz de Deus e mais tempo sob a orientação de Suas palavras. Também haverá cada vez mais mudanças em seu caráter e seu conhecimento aumentará dia a dia. Quando chegar o dia que as provações de Deus lhe sobrevierem repentinamente, você não só será capaz de ficar ao lado de Deus, mas também de dar testemunho Dele. Nesse momento, você será como Jó e como Pedro. Tendo dado testemunho de Deus, você O amará verdadeiramente e entregará sua vida por Ele de bom grado; você será a testemunha de Deus e alguém que é amado por Deus. O amor que experimentou o refinamento é forte, não fraco. Independentemente de quando ou como Deus o sujeita às Suas provações, você é capaz de entregar suas preocupações em relação a se vai viver ou morrer, de bom grado abandonar tudo por Deus e alegremente suportar qualquer coisa por Deus — assim, seu amor será puro e sua fé, real. Só então você será alguém que é verdadeiramente amado por Deus e que foi verdadeiramente aperfeiçoado por Deus.

Extraído de ‘Só ao experimentar o refinamento o homem pode possuir o amor verdadeiro’ em “A Palavra manifesta em carne”

Quando Jó primeiro se submeteu a suas provações, ele foi destituído de todas as suas propriedades e de todos os seus filhos, mas ele não caiu ou disse qualquer coisa que fosse um pecado contra Deus como resultado. Ele tinha superado as tentações de Satanás, ele tinha superado seus bens materiais, seus descendentes e a provação de perder todas as suas posses terrenas, o que significa que ele foi capaz de obedecer a Deus quando Ele tirou coisas dele e ele também foi capaz de oferecer graças e louvor a Deus por causa daquilo que Deus fez. Essa foi a conduta de Jó durante a primeira tentação de Satanás, e esse também foi o testemunho de Jó durante a primeira provação de Deus. Na segunda provação, Satanás estendeu a mão para afligir Jó e, embora Jó sentisse uma dor maior do que jamais sentira antes, ainda assim seu testemunho foi suficiente para deixar as pessoas espantadas. Ele usou sua fortaleza, convicção e obediência a Deus, bem como seu temor a Deus, para mais uma vez derrotar Satanás, e sua conduta e seu testemunho foram mais uma vez aprovados e favorecidos por Deus. Durante essa tentação, Jó usou sua conduta real para proclamar a Satanás que a dor da carne não poderia alterar sua fé e obediência a Deus ou tirar sua devoção a Deus e o temor de Deus; ele não renunciaria a Deus nem renunciaria à sua própria perfeição e retidão porque enfrentava a morte. A determinação de Jó fez de Satanás um covarde, sua fé deixou Satanás tímido e trêmulo, a intensidade com que ele lutou contra Satanás durante sua batalha de vida e morte gerou em Satanás um profundo ódio e ressentimento; sua perfeição e retidão deixaram Satanás com nada mais a fazer contra ele, tal que Satanás abandonou seus ataques contra ele e desistiu de suas acusações contra Jó que ele tinha apresentado a Deus Jeová. Isso significava que Jó havia vencido o mundo, vencido a carne, vencido a Satanás e vencido a morte; ele era completa e totalmente um homem que pertencia a Deus. Durante essas duas provações, Jó permaneceu firme em seu testemunho, realmente viveu sua perfeição e retidão e ampliou o escopo de seus princípios vivos de temer a Deus e se desviar do mal. Tendo passado por essas duas provações, nasceu em Jó uma experiência mais rica, e essa experiência o tornou mais maduro e experiente, fortaleceu-o e deu-lhe maior convicção, tornando-o mais confiante na retidão e dignidade da integridade que ele manteve firme. As provações de Jó por Deus Jeová lhe deram uma profunda compreensão e um senso da preocupação de Deus peloo homem e permitiram que ele sentisse a preciosidade do amor de Deus, a partir desse ponto a consideração e amor a Deus foram acrescentados ao seu temor a Deus. As provações de Deus Jeová não apenas não afastaram Jó Dele, mas também aproximaram seu coração de Deus. Quando a dor carnal suportada por Jó atingiu seu apogeu, a preocupação que ele sentia de Deus Jeová não lhe deu escolha senão amaldiçoar o dia de seu nascimento. Tal conduta não foi planejada por muito tempo, mas uma revelação natural da consideração e amor a Deus de dentro de seu coração, foi uma revelação natural que veio de sua consideração e amor a Deus. Isto é, porque ele abominava a si mesmo e ele não estava disposto a, nem podia suportar, atormentar a Deus, assim, sua consideração e amor alcançaram o ponto de abnegação. Nesse momento, Jó elevou sua adoração e anseio por Deus de longa data e devoção a Deus ao nível de consideração e amor. Ao mesmo tempo, ele também elevou sua fé e obediência a Deus e o temor de Deus ao nível de consideração e amor. Ele não se permitia fazer nada que pudesse causar dano a Deus, ele não se permitia qualquer conduta que ferisse a Deus, e não se permitia trazer qualquer tristeza, dor ou até infelicidade a Deus por suas próprias razões. Aos olhos de Deus, embora Jó ainda fosse o mesmo Jó de antes, a fé, a obediência e o temor de Jó a Deus tinham trazido a Deus satisfação e desfrute completos. Nesse momento, Jó havia atingido a perfeição que Deus esperava que ele atingisse; ele havia se tornado alguém verdadeiramente digno de ser chamado de “perfeito e reto” aos olhos de Deus. Seus atos justos lhe permitiram vencer Satanás e permanecer firme em seu testemunho a Deus. Assim, também, seus atos justos o tornaram perfeito, permitiram que o valor de sua vida fosse elevado e transcendesse mais do que nunca, e também fizeram dele a primeira pessoa a não ser mais atacada e tentada por Satanás. Porque Jó era justo, ele foi acusado e tentado por Satanás; porque Jó era justo, foi entregue a Satanás; e porque Jó era justo, ele venceu e derrotou Satanás, e permaneceu firme em seu testemunho. Doravante, Jó tornou-se o primeiro homem que nunca mais seria entregue a Satanás, ele verdadeiramente veio perante o trono de Deus e viveu na luz, sob as bênçãos de Deus, sem a espionagem ou a ruína de Satanás… Ele havia se tornado um homem verdadeiro aos olhos de Deus; ele havia sido libertado…

Extraído de ‘A obra de Deus, o caráter de Deus e o Próprio Deus II’ em “A Palavra manifesta em carne”

Se você for alguém que busca ser aperfeiçoado, então terá dado testemunho, e dirá: “Nessa obra passo a passo de Deus, aceitei a obra de Deus de castigo e de julgamento, e, apesar de ter suportado grande sofrimento, fiquei sabendo como Deus torna o homem perfeito, ganhei a obra feita por Deus, tive o conhecimento da justiça de Deus, e Seu castigo me salvou. Seu caráter justo veio sobre mim e me trouxe bênçãos e graça; são o Seu julgamento e castigo que me protegem e purificam. Se eu não tivesse sido castigado e julgado por Deus e se as palavras duras de Deus não tivessem caído sobre mim, eu não poderia ter conhecido Deus e tampouco poderia ter sido salvo. Hoje, eu vejo: como criatura não só se desfruta de todas as coisas feitas pelo Criador, mas, o que é ainda mais importante, todas as criaturas deveriam desfrutar do caráter justo de Deus e de Seu julgamento justo, porque o caráter de Deus é digno de ser desfrutado pelo homem. Como criatura que foi corrompida por Satanás, deve-se desfrutar o caráter justo de Deus. Em Seu caráter justo há castigo e julgamento, mas, além disso, há muito amor. Embora eu seja incapaz de ganhar completamente o amor de Deus hoje, tive a grande sorte de vê-lo, e nisso fui abençoado”. Essa é a senda pela qual andam os que experimentam ser aperfeiçoados, e esse é o conhecimento do qual estão falando. Tais pessoas são iguais a Pedro; elas têm as mesmas experiências como Pedro. Essas pessoas também são aquelas que ganharam vida, que possuem a verdade. Quando elas vivenciarem até o fim, durante o julgamento de Deus, elas certamente se livrarão completamente da influência de Satanás e serão ganhas por Deus.

Extraído de ‘As experiências de Pedro: seu conhecimento de castigo e julgamento’ em “A Palavra manifesta em carne”

Em grande parte de Sua obra, qualquer pessoa com verdadeira experiência sente reverência por Ele, o que é mais do que admiração. As pessoas viram Seu caráter graças à Sua obra de castigo e julgamento e, por isso, elas O reverenciam em seu coração. Deus deve ser reverenciado e obedecido, porque Seu ser e Seu caráter não são os mesmos de um ser criado e estão acima daqueles de um ser criado. Deus é autoexistente e eterno, Ele é um ser não criado, e somente Deus é digno de reverência e obediência; o homem não está qualificado para isso. Assim, todos que experimentaram Sua obra e verdadeiramente O conheceram têm reverência por Ele. Contudo, aqueles que não abandonam suas noções sobre Ele — aqueles que simplesmente não O consideram Deus, não têm nenhuma reverência por Ele e, embora O sigam, não são conquistados; eles são desobedientes por natureza. O que ele pretende alcançar operando dessa forma é que todos os seres criados tenham um coração de reverência pelo Criador, que O adorem e se submetam ao Seu domínio incondicionalmente. Esse é o resultado final que toda a Sua obra visa alcançar.

Extraído de ‘A obra de Deus e a obra do homem’ em “A Palavra manifesta em carne”

Enquanto Eu julgo vocês assim hoje, que grau de entendimento terão no final? Vocês dirão que, embora seu status não seja elevado, vocês têm desfrutado assim mesmo a elevação de Deus. Porque vocês são de nascimento humilde, vocês não têm status, mas ganham status porque Deus eleva vocês — isso é algo que Ele concedeu a vocês. Hoje vocês podem receber pessoalmente o treinamento de Deus, Seu castigo e Seu julgamento. Isso, ainda mais assim, é a Sua elevação. Vocês podem receber pessoalmente a purificação e a queima Dele. Este é o grande amor de Deus. Ao longo das eras, não houve uma única pessoa que tenha recebido Sua purificação e queima, nem uma única pessoa que tenha sido capaz de ser aperfeiçoada por Suas palavras. Agora Deus está falando com vocês face a face, purificando vocês, revelando sua rebeldia interior — essa é realmente Sua elevação. Que habilidades as pessoas têm? Quer sejam filhos de Davi ou descendentes de Moabe, em resumo, as pessoas são seres criados que não têm nada digno de que se gabar. Visto que são criaturas de Deus, vocês precisam desempenhar o dever de uma criatura. Não há outras exigências a vocês. É assim que vocês deveriam orar: “Ó Deus! Quer eu tenha status ou não, agora eu me entendo. Se meu status é alto, é por causa da Tua elevação, e, se é baixo, é por causa da Tua ordenação. Tudo está em Tuas mãos. Eu não tenho nenhuma escolha nem nenhuma queixa. Tu ordenaste que eu nascesse neste país e em meio a este povo, e tudo o que eu deveria fazer é ser completamente obediente sob o Teu domínio porque tudo está dentro do que ordenaste. Eu não penso em status; afinal de contas, não passo de uma criatura. Se Tu me colocares no poço sem fundo, no lago de fogo e enxofre, eu não passo de uma criatura. Se Tu me usares, eu sou uma criatura. Se me aperfeiçoares, eu ainda sou uma criatura. Se não me aperfeiçoares, eu ainda Te amarei porque não sou mais que uma criatura. Eu não sou mais que uma criatura minúscula criada pelo Senhor da criação, apenas uma entre todos os seres humanos criados. Foste Tu que me criaste, e agora mais uma vez me colocaste em Tuas mãos, para fazeres comigo o que quiseres. Eu estou disposta a ser Tua ferramenta e Teu contraste porque tudo é o que Tu ordenaste. Ninguém pode mudá-lo. Todas as coisas e todos os acontecimentos estão em Tuas mãos”. Quando chegar a hora em que você não pensará mais em status, então você se libertará disso. Somente então você será capaz de buscar com confiança e ousadia, e somente então seu coração poderá se tornar livre de quaisquer restrições. Quando forem libertas dessas coisas, então as pessoas não terão mais preocupações.

Extraído de ‘Por que você é relutante em ser um contraste?’ em “A Palavra manifesta em carne”

Passados os anos, o homem se tornou desgastado pelo tempo, tendo experimentado a adversidade do refinamento e do castigo. Embora tenha perdido a “glória” e o “romance” do passado, o homem, sem o saber, veio a compreender os princípios da conduta humana, veio a apreciar os anos de devoção de Deus em salvar a humanidade. O homem pouco a pouco começa a detestar a própria barbárie. Ele começa a odiar o quanto é bestial, todos os seus equívocos em relação a Deus e as exigências irracionais que fez a Ele. O relógio não pode ser revertido. Os acontecimentos passados se tornam, para o homem, lembranças lamentáveis, e as palavras e o amor de Deus se transformam na força motriz da nova vida do homem. As feridas do homem cicatrizam dia a dia, sua força retorna e ele se levanta e contempla a face do Todo-Poderoso… só para descobrir que Ele sempre esteve ao lado do homem, que Seu sorriso e Seu belo semblante ainda são muito inspiradores. Seu coração ainda guarda a preocupação com a humanidade que Ele criou, Suas mãos ainda são tão calorosas e poderosas quanto eram no princípio. É como se o homem voltasse ao jardim do Éden, porém, desta vez, sem ouvir as tentações da serpente e sem se afastar do rosto de Jeová. O homem se ajoelha diante de Deus, contempla o rosto sorridente de Deus e oferece seu sacrifício mais precioso: “Oh! Meu Senhor, meu Deus!”.

Extraído de ‘O homem só pode ser salvo em meio ao gerenciamento de Deus’ em “A Palavra manifesta em carne”

Anterior: 2. O que se deve possuir para dar testemunho por meio de provações e refinamento

Próximo: 1. O que é mudança de caráter e quais são as diferenças entre mudança de caráter e bom comportamento

Quando o desastre vem, como nós cristãos devemos lidar com ele? Convidamos você a participar da nossa reunião online, onde podemos explorar juntos e encontrar o caminho.

Conteúdo relacionado

2. O nome de Deus pode mudar, mas Sua essência nunca muda

Também já fui chamado de Messias, e as pessoas uma vez Me chamaram de Jesus, o Salvador, porque elas Me amavam e respeitavam. Mas hoje não sou o Jeová ou o Jesus que as pessoas conheceram nos tempos passados; sou o Deus que voltou nos últimos dias, o Deus que irá colocar fim a esta era. Sou o Próprio Deus que Se ergue nos confins da terra, repleto de todo o Meu caráter e pleno de autoridade, honra e glória.

1. O que é a verdade e se conhecimento teológico é a verdade

A verdade é o mais real dos aforismos da vida e o mais alto de tais aforismos entre toda a humanidade. Porque ela é a exigência que Deus faz ao homem e é a obra realizada pessoalmente por Deus, é chamada de aforismo da vida. Não é um aforismo resumido de alguma coisa, nem uma citação famosa de uma grande personalidade; em vez disso, é a declaração para a humanidade do Mestre dos céus e da terra e de todas as coisas e não algumas palavras resumidas pelo homem, mas a vida inerente de Deus. E assim é chamado o mais alto de todos os aforismos da vida.

1. As diferenças essenciais entre a obra de Deus e o trabalho do homem

A obra do Próprio Deus envolve a obra de toda a humanidade e também representa a obra da era inteira. Em outras palavras, a própria obra de Deus representa o movimento e tendência de toda a obra do Espírito Santo, enquanto a obra dos apóstolos segue a própria obra de Deus e não lidera a era nem representa a tendência da obra do Espírito Santo na era inteira. Eles realizam apenas a obra que o homem deve realizar, sem nenhuma relação com a obra de gestão. A própria obra de Deus é o projeto dentro da obra de gestão. A obra do homem é apenas o dever dos homens que são usados e não tem qualquer relação com a obra de gestão.

3. Por que Deus não usa o homem para fazer Sua obra de julgamento nos últimos dias, mas Se torna carne e a faz Ele Próprio

A obra do Espírito é capaz de cobrir todo o universo, através de todas as montanhas, rios, lagos e oceanos, no entanto a obra da carne relaciona-se de maneira mais eficaz a todas as pessoas com a quais Ele tem contato. Além disso, a carne de Deus com uma forma tangível pode ser melhor entendida, confiada pelo homem, pode aprofundar o conhecimento que o homem tem de Deus e pode deixar no homem uma impressão mais profunda dos feitos reais de Deus. A obra do Espírito é envolta em mistério, é difícil para seres mortais compreenderem, ainda mais difícil para eles verem e então podem apenas confiar em imaginações vãs. A obra da carne, contudo, é normal, baseada na realidade, possui uma rica sabedoria e é um fato que pode ser visto pelo olho físico do homem;

Configurações

  • Texto
  • Temas

Cores sólidas

Temas

Fonte

Tamanho da fonte

Espaçamento entre linhas

Espaçamento entre linhas

Largura da página

Sumário

Busca

  • Pesquise neste texto
  • Pesquise neste livro