4. Quais são os princípios de prática para ser uma pessoa honesta

Palavras de Deus relevantes:

Ser honesto significa entregar seu coração a Deus, ser genuíno com Ele em todas as coisas, ser aberto com Ele em todas as coisas, nunca esconder os fatos, nunca tentar enganar quem está acima e abaixo de você e não fazer as coisas apenas para conseguir o favor de Deus. Resumindo, ser honesto é ser puro em suas ações e palavras e não enganar nem a Deus nem aos homens. O que digo é muito simples, mas, para vocês, é duplamente árduo. Muitos prefeririam ser condenados ao inferno a falar e agir com honestidade. Não é de admirar que Eu tenha outro tratamento reservado para aqueles que são desonestos. É claro, Eu entendo bem como é difícil para vocês ser honestos. Porque vocês todos são tão astutos, tão hábeis em medir as pessoas com o próprio critério mesquinho, isso faz da Minha obra muito mais simples. E já que cada um de vocês guarda segredos em seu peito, pois bem, Eu os enviarei, um por um, ao desastre para serem “disciplinados” pelo fogo, de modo que depois vocês possam se tornar totalmente comprometidos em crer nas Minhas palavras. Por fim, Eu arrancarei de sua boca as palavras “Deus é um Deus fiel”, ao que vocês baterão no peito e lamentarão: “Desonesto é o coração do homem!” Qual será o seu estado de espírito nesse momento? Imagino que vocês não serão tão triunfantes como são agora. E menos ainda serão “profundos e obstrusos” como são agora. Na presença de Deus, alguns são impecáveis e fazem um esforço especial para serem “bem-comportados”, mas mostram as presas e brandem as garras na presença do Espírito. Vocês considerariam tais pessoas como pertencentes às fileiras dos honestos? Se você for hipócrita, uma pessoa hábil em “relações interpessoais”, então digo que você é definitivamente uma pessoa que brinca com Deus. Se suas palavras forem repletas de desculpas e justificativas sem valor, então digo que você detesta colocar a verdade em prática. Se você tiver muitas confidências que reluta em compartilhar, se estiver muito indisposto a desnudar seus segredos — suas dificuldades — diante dos outros de forma a buscar o caminho da luz, então digo que você é alguém que não alcançará a salvação facilmente e que não emergirá facilmente das trevas. Se buscar o caminho da verdade o agrada, então você é alguém que habita sempre na luz. Se você fica muito contente em ser um servidor na casa de Deus, trabalhando diligente e conscienciosamente no anonimato, sempre dando e nunca tirando, então digo que você é um santo leal, porque não busca recompensa e está simplesmente sendo honesto. Se você estiver disposto a ser sincero, se estiver disposto a despender tudo de si, se for capaz de sacrificar sua vida por Deus e ser firme em seu testemunho, se você for honesto a ponto de somente saber satisfazer a Deus sem considerar a si mesmo ou tomar para si mesmo, então digo que tais são pessoas nutridas na luz e que viverão para sempre no reino.

Extraído de ‘Três admoestações’ em “A Palavra manifesta em carne”

Hoje em dia, a maioria das pessoas tem muito medo de levar suas ações para diante de Deus; embora possa enganar Sua carne, você não pode enganar Seu Espírito. Qualquer questão que não possa resistir ao escrutínio de Deus está em conflito com a verdade e deveria ser deixada de lado; fazer diferente é cometer um pecado contra Deus. Portanto, você precisa colocar seu coração diante de Deus em todos os momentos, quando ora, quando conversa e tem comunhão com seus irmãos e irmãs e quando realiza o seu dever e trata dos seus afazeres. Quando você cumpre a sua função, Deus está com você, e, contanto que sua intenção seja correta e seja para a obra da casa de Deus, Ele aceitará tudo que você fizer; você deveria se dedicar sinceramente a cumprir a sua função. Quando você ora, se tiver amor a Deus em seu coração e buscar o cuidado, a proteção e o escrutínio de Deus, se essas coisas forem a sua intenção, suas orações serão eficazes. Por exemplo, quando orar em reuniões, se você abrir seu coração e orar a Deus e Lhe disser o que está em seu coração sem falar falsidades, então suas orações certamente serão eficazes. […]

Ser um crente em Deus significa que tudo que você faz precisa ser trazido para diante Dele e ser submetido ao Seu escrutínio. Se o que você faz pode ser trazido para diante do Espírito de Deus, mas não para diante da carne de Deus, isso mostra que você não esteve sob o escrutínio de Seu Espírito. Quem é o Espírito de Deus? Quem é a pessoa a quem Deus dá testemunho? Não são Eles um só e o mesmo? A maioria Os vê como dois seres separados, acreditando que o Espírito de Deus é o Espírito de Deus e a pessoa de quem Deus dá testemunho é meramente um humano. Mas você não está equivocado? Em nome de quem essa pessoa opera? Aqueles que não conhecem o Deus encarnado não têm entendimento espiritual. O Espírito de Deus e a Sua carne encarnada são um só, porque o Espírito de Deus está materializado na carne. Se essa pessoa não for bondosa com você, o Espírito de Deus será bondoso? Você não fica confuso? Hoje, todos aqueles que não podem aceitar o escrutínio de Deus não podem receber Sua aprovação, e aqueles que não conhecem o Deus encarnado não podem ser aperfeiçoados. Olhe tudo que você faz e veja se pode ser trazido para diante de Deus. Se você não pode trazer tudo que faz para diante de Deus, isso mostra que você é um malfeitor. Os malfeitores podem ser aperfeiçoados? Tudo que você faz, cada ação, cada intenção e cada reação devem ser trazidos para diante de Deus. Até sua vida espiritual diária — suas orações, sua proximidade com Deus, como você come e bebe das palavras de Deus, a comunhão com seus irmãos e irmãs e sua vida dentro da igreja — e seu serviço em parceria podem ser trazidos diante de Deus para Seu escrutínio. É tal prática que ajudará você a alcançar crescimento na vida. O processo de aceitar o escrutínio de Deus é o processo de purificação. Quanto mais puder aceitar o escrutínio de Deus, mais você será purificado e mais estará de acordo com a vontade de Deus, de modo que você não será atraído à devassidão e seu coração viverá na Sua presença. Quanto mais você aceitar Seu escrutínio, maior será a humilhação de Satanás e sua capacidade de renunciar à carne. Assim, aceitar o escrutínio de Deus é uma senda de prática que as pessoas deveriam seguir. Seja lá o que você faça, mesmo quando em comunhão com seus irmãos e irmãs, você pode trazer seus atos para diante de Deus e buscar o Seu escrutínio e buscar obedecer ao Próprio Deus; isso tornará muito mais correto o que você pratica. Só se trouxer para diante de Deus tudo que faz e aceitar o escrutínio de Deus, você poderá ser alguém que vive na presença de Deus.

Extraído de ‘Deus aperfeiçoa aqueles que são segundo o Seu coração’ em “A Palavra manifesta em carne”

A parte mais importante de ser uma pessoa honesta é que o seu coração deve estar aberto para Deus. Depois, você pode aprender a se abrir para outras pessoas, a falar honesta e verdadeiramente, a dizer o que está em seu coração, a ser uma pessoa com dignidade, integridade e caráter, e a não falar pomposa ou falsamente ou usar palavras para se disfarçar ou enganar os outros. Existe ainda outro aspecto de prática envolvido em ser uma pessoa honesta, que é que a pessoa deve adotar uma atitude honesta no cumprimento do seu dever e fazê-lo com um coração honesto. Você deve estar de acordo com os princípios e implementá-los em sua prática; não é uma simples questão de falar nem meramente de ter certa atitude e então mandar que outros façam as coisas enquanto você descansa. Onde está a realidade de ser uma pessoa honesta enquanto você descansa? Não basta gritar slogans sem possuir realidade alguma. Deus escrutiniza o homem e, além de escrutinizar o coração mais íntimo do homem e de ver o coração interior do homem, Ele também vê o comportamento e a prática do homem. Se você pensa algo em seu coração interior, mas não o coloca em prática, isso é a expressão de uma pessoa honesta? Fazer isso significa dizer uma coisa e pensar outra; significa fazer coisas que lhe dão uma boa aparência e fazer os outros de bobo com suas palavras — exatamente como os fariseus, que eram excelentes em ler as escrituras e as conheciam de cor. No entanto, quando chegava a hora de praticar, quando deveriam pagar um preço e desistir dos benefícios do status, eles não o faziam e começavam a julgar e condenar a Deus e competir por Sua posição. Deus achou isso detestável; não era um bom caminho de se trilhar! Os outros podem confiar nesse tipo de pessoa? (Não.)

Extraído de ‘Somente sendo honesto é que se pode viver uma semelhança humana real’ em “Registros das falas de Cristo dos últimos dias”

Ao praticar para ser uma pessoa honesta, primeiro deve-se aprender a abrir o coração para Deus e orar todos os dias, dizendo a Deus o que está em seu coração. Suponha que hoje você tenha falado falsamente, que ninguém tenha descoberto ainda e você ainda não tenha reunido coragem para se abrir com todos. No mínimo, você deve levar imediatamente a Deus os erros, falsidades e mentiras que você examinou e encontrou em sua conduta hoje, confessar seus pecados e dizer: “Ó Deus, falei uma mentira de novo. Eu o fiz por causa disso e daquilo. Imploro que me disciplines”. Se você tiver tal atitude, Deus o aceitará, e Ele Se lembrará disso. Talvez vá ser muito extenuante e penoso você resolver o defeito ou caráter corrupto de mentir, mas não se preocupe — Deus está com você, e Ele o guiará e ajudará a superar essa dificuldade recorrente, dando-lhe a coragem de não falar mentiras ou a coragem de reconhecer que você falou mentiras; de reconhecer quais mentiras você falou, por que mentiu e quais eram suas intenções e metas; de reconhecer que você não é uma pessoa honesta; de reconhecer que você é uma pessoa enganosa; e Ele lhe dará a coragem de romper essa barreira e sair da gaiola de Satanás e escapar do controle dele. Dessa forma, você gradualmente passará a viver na luz, sob a orientação e a bênção de Deus. Quando romper essa barreira de restrições carnais e for capaz de se submeter à verdade, você ficará livre e liberado. Quando você viver dessa forma, não só pessoas, mas também Deus, gostarão de você. Embora você vá, às vezes, ainda ser capaz de atos errados, e embora você vá, às vezes, ainda ser capaz de dizer mentiras, e embora você vá, às vezes, ainda ter suas próprias intenções, bem como motivos egoístas e ações e ideias egoístas e desprezíveis, você poderá aceitar o exame de Deus e revelar seu coração, seu estado real e seu caráter corrupto diante de Deus — e assim você terá uma senda de prática correta. Se sua senda de prática for correta e sua direção adiante for correta, suas perspectivas serão belas e brilhantes. Dessa forma, você viverá com o coração tranquilo; seu espírito será nutrido e você se sentirá enriquecido e alegre. Se você é incapaz de romper essa barreira de restrições carnais e está sempre preso a emoções e filosofias satânicas e sua fala e ações são sempre furtivos e secretos, nunca em plena luz do dia, então você é alguém que vive sob o império de Satanás. Quando entende a verdade e é capaz de romper a barreira das restrições carnais, você gradualmente assume uma semelhança humana. Você fala e age de forma franca e direta e mostra a outros qualquer visão ou pensamentos que possa ter ou qualquer coisa que fez de errado para que todos possam vê-la claramente — e, por fim, eles dirão que você é uma pessoa transparente. O que é uma pessoa transparente? É alguém que não fala mentiras, que é extremamente honesto no falar e cujas palavras todos acreditam ser verdade. Mesmo que fale uma mentira inconscientemente ou diga algo errado, todos são capazes de perdoá-lo, sabendo que ele o faz inconscientemente. Uma vez que esteja consciente disso, ele voltará para se desculpar e corrigir a situação. Isso é uma pessoa transparente. Todos gostam e podem confiar nesse tipo de pessoa. Se alcançar esse nível e ganhar a confiança de Deus e de outros, você terá realizado uma tarefa nada simples — essa é a maior dignidade que uma pessoa pode ter, e somente tais pessoas têm autorrespeito.

Extraído de ‘Somente sendo honesto é que se pode viver uma semelhança humana real’ em “Registros das falas de Cristo dos últimos dias”

Como uma pessoa honesta, primeiro você precisa desnudar seu coração de modo que todos possam olhar para ele, ver tudo que você está pensando e vislumbrar a sua verdadeira face; você não deve tentar se disfarçar ou se embalar para parecer bom. Só então as pessoas confiarão em você e o considerarão honesto. Essa é a prática mais fundamental e o pré-requisito de ser uma pessoa honesta. Você está sempre fingindo, sempre simulando santidade, virtuosidade, grandeza, simulando qualidades morais elevadas. Você não permite que as pessoas vejam a sua corrupção e seus fracassos. Você apresenta uma imagem falsa às pessoas para que elas acreditem que você é honrado, grandioso, abnegado, imparcial e altruísta. Isso é desonestidade. Não vista um disfarce e não embale a si mesmo; ao contrário, desnude a si mesmo e o seu coração para os outros verem. Se você puder desnudar o seu coração para os outros verem e desnudar todos os seus pensamentos e planos — tanto positivos quanto negativos — então você não está sendo honesto? Se puder se desnudar para os outros verem, então Deus, também, verá você e dirá: “Você se desnudou para os outros verem e, por isso, certamente é honesto também diante de Mim”. Se você só se desnudar para Deus quando está fora da vista de outras pessoas e sempre fingir ser grandioso e virtuoso ou justo e altruísta quando está na companhia delas, então o que Deus pensará e dirá? Ele dirá: “Você é genuinamente enganador; você é puramente hipócrita e mesquinho; e você não é uma pessoa honesta”. Deus condenará você assim. Se deseja ser uma pessoa honesta, então, independentemente do que fizer perante Deus ou dos outros, você deve ser capaz de se abrir e de se desnudar. É fácil alcançar isso? Isso exige tempo, exige uma luta interna, e devemos praticar constantemente. Pouco a pouco, nosso coração se abrirá e seremos capazes de nos desnudar.

Extraído de ‘A prática mais fundamental de ser uma pessoa honesta’ em “Registros das falas de Cristo dos últimos dias”

Não importa o que você encontre ao desempenhar seu dever — negatividade e fraqueza, ou ficar de mau humor depois de lidarem com você — você deve tratar isso adequadamente e deve também procurar a verdade e entender a vontade de Deus. Ao fazer essas coisas, você terá uma senda para praticar. Se você deseja fazer um bom trabalho no cumprimento de seu dever, não deve ser afetado por seu humor. Não importa o quão negativo ou fraco você esteja se sentindo, você deve praticar a verdade em tudo o que faz, com absoluto rigor e aderindo aos princípios. Se você fizer isso, não só as outras pessoas aprovarão você, mas Deus também gostará de você. Assim, você será uma pessoa que é responsável e que assume um fardo; você será uma pessoa genuinamente boa que realmente cumpre seus deveres à altura dos padrões e que vive plenamente a semelhança de uma pessoa genuína. Essas pessoas são purificadas e alcançam verdadeira transformação ao cumprir seus deveres, e pode-se dizer que são honestas aos olhos de Deus. Somente pessoas honestas podem perseverar em praticar a verdade e obter êxito em agir com princípios e conseguem cumprir seus deveres de acordo com as normas. Pessoas que agem com princípios cumprem seus deveres meticulosamente quando estão de bom humor; elas não trabalham de maneira superficial, não são arrogantes e elas e não se exibem para fazer os outros as terem em alta estima. Quando estão de mau humor, no entanto, concluem as tarefas cotidianas com a mesma seriedade e responsabilidade, e mesmo que enfrentem algo que seja prejudicial ao cumprimento de seus deveres, ou que exerça alguma pressão sobre elas ou cause perturbações enquanto cumprem seus deveres, ainda conseguem acalmar seu coração diante de Deus e orar, dizendo: “Não importa o tamanho do problema que eu enfrente — mesmo que o céu desmorone — enquanto Deus permitir que eu continue vivendo, estou determinado a fazer o possível para cumprir meu dever. Todo dia que me for permitido viver é um dia em que trabalharei duro no cumprimento de meu dever, para que eu seja digno desse dever que me foi concedido por Deus, bem como do fôlego que Ele colocou em meu corpo. Não importa a dificuldade em que possa estar, deixarei tudo de lado, pois cumprir meu dever é da maior importância!” Aqueles que não são afetados por qualquer pessoa, evento, coisa ou ambiente, que não são controlados por qualquer humor ou situação externa e que colocam seus deveres e as comissões que Deus lhes confiou em primeiro lugar — são as pessoas que são leais a Deus e se submetem genuinamente a Ele. Pessoas assim obtiveram a entrada na vida e entraram na verdade-realidade. Esta é uma das expressões mais práticas e genuínas de viver a verdade.

Extraído de ‘A entrada na vida deve iniciar com a experiência de cumprir o dever da pessoa’ em “Registros das falas de Cristo dos últimos dias”

Não importa que questão você enfrente, seja algo com que Deus comissionou você diretamente ou o dever que você cumpre, seja algo que alguém lhe contou, não importa se envolva como você se comporta ou como você lida com as coisas, você sempre deve abordá-las com um coração honesto. Como se deve praticar abordar as coisas com um coração honesto? Diga o que você pensa e fale com honestidade; não use jargão oficial, não diga coisas falsas agradáveis, bajuladoras ou hipócritas, mas diga as palavras que estão no seu coração e expresse os pensamentos e as opiniões verdadeiras que estão no seu coração — é isso que as pessoas honestas devem fazer. Se você nunca falar nem divulgar o que pensa em seu coração e se as palavras em seus lábios nunca forem iguais ao que você pensa em seu coração, não é assim que uma pessoa honesta se comporta. Digamos, por exemplo, que você não cumpriu bem um dever. Alguém lhe pergunta o que aconteceu, e você diz: “Eu quis cumprir bem o meu dever, mas não cumpri por esta ou aquela razão”. Na verdade, você sabe, em seu coração, que você foi desatento, mas não fala aberta e honestamente e passa a bola adiante, ou procura todos os tipos de razões que escondem a verdade. Isso é ser uma pessoa honesta? Dizer isso lhe permitiu sair dessa, mas você não trouxe à luz as coisas de dentro de você para que fossem resolvidas, o que o deixará constrangido no coração. Se isso criar raízes em seu coração, será uma questão preocupante. Você deve falar aberta e honestamente: “Fui um pouco negligente ao cumprir esse dever e não o levei a sério. Eu trabalho bastante por um tempo e depois relaxo por um tempo. Quando estou bem-humorado, consigo pagar algum preço, mas quando não estou muito bem-humorado, e relaxo em meus esforços, eu me torno indisposto a pagar o preço, fico ocioso e cobiço conforto físico, por isso meu desempenho no meu dever não alcança nada. Nesses últimos dias, tenho dado a volta por cima, e estou me esforçando para melhorar cada vez mais em avançar meus deveres, para melhorar minha eficiência e trabalhar mais rápido”. É possível perceber qual dessas duas respostas é honesta? O que vocês acham? É óbvio que a primeira resposta é um ataque preventivo de alguém que, por temer receber tratamento, por temer que os outros descubram que existe um problema e por temer ser investigado e ser considerado responsável, preventivamente inventa desculpas para encobrir a verdade e reprimir acusações, passando a bola para não receber tratamento. Essa é a fonte da sua mentira. A segunda resposta é alguém dizendo a verdade e, embora faça sentido que ele receba tratamento e deva assumir responsabilidade, é a verdade. É assim que é o estado normal das pessoas — mesmo que você não diga nada, as pessoas sabem. Você não escolheu não falar, e você não escolheu justificar ou defender a si mesmo; em vez disso, falou diretamente. Isso prova que você tem uma atitude honesta e está buscando mudança, em vez de se agarrar rígida e teimosamente às suas desculpas para encontrar a verdade ou para enganar os outros. Qual é a senda correta? Qual é a maneira com que as pessoas honestas praticam? Ser aberto e se desnudar, falar honestamente, prestar contas de seu estado atual e do problema real — é assim que as pessoas honestas praticam, e é correto praticar assim.

Extraído de ‘Somente sendo honesto é que se pode viver uma semelhança humana real’ em “Registros das falas de Cristo dos últimos dias”

Quando interage com outros, você deve primeiro fazer com que percebam seu coração verdadeiro e sinceridade. Se, ao falar e fazer contato e trabalhar em conjunto com outros, as palavras de alguém forem superficiais, grandiloquentes, cordialidades, bajulação, irresponsáveis e imaginárias, ou se a pessoa simplesmente falar para buscar o favor da outra, então suas palavras perdem toda credibilidade e ela não é, de modo algum, sincera. Esse é o seu modo de interação com outros, não importa quem esses outros sejam. Tal pessoa tem um coração honesto? Essa não é uma pessoa honesta. Digamos que alguém tenha alguma falha e diga a você sincera e verdadeiramente: “Diga-me por que, exatamente, eu sou tão negativo. Eu simplesmente não consigo compreender!” E digamos que você realmente entenda o problema dele em seu coração, mas não lhe diga, falando, antes: “Não é nada. Eu muitas vezes fico negativo também”. Essas palavras são um grande consolo a quem as ouve, mas a sua atitude é sincera? Não, não é. Você está sendo superficial com a outra pessoa; a fim de fazê-la se sentir mais confortável e consolada, você se absteve de falar honestamente com ela. Você não está ajudando ela sinceramente, para que ela possa deixar sua negatividade para trás. Só para tentar consolá-la e garantir que não haja estranhamento nem conflito entre vocês, você fez o mínimo com ela — e isso não é o que significa ser uma pessoa honesta. Então, como pessoa honesta, o que você deve fazer ao encontrar esse tipo de situação? Diga-lhe o que você viu e identificou: “Eu lhe direi o que vi e o que tenho experimentado. Você decide se o que digo é certo ou errado. Se for errado, você não tem que aceitar. Se for certo, espero que aceite. Se eu disser algo que seja difícil para você ouvir e o magoe, espero que possa aceitá-lo da parte de Deus. Minha intenção e propósito é ajudar você. Eu vejo o problema claramente: seu orgulho pessoal foi ferido. Ninguém alimenta seu ego e você pensa que todos o menosprezam, que está sendo atacado e que nunca foi tão injustiçado. Você não pode suportar isso e se torna negativo. O que você acha — isso é de fato o que está havendo?” E, ouvindo isso, ela sente que realmente é o caso. Isso é o que está de fato no coração de você, mas se você não for uma pessoa honesta, você não o dirá. Você dirá: “Muitas vezes eu também fico negativo”, e quando a outra pessoa ouve que todos ficam negativos, ela pensa que isso é normal e, no fim, ela não deixa sua negatividade para trás. Se você for uma pessoa honesta e a auxiliar com uma atitude honesta e um coração honesto, você pode ajudá-la a entender a verdade e a deixar sua negatividade para trás.

Extraído de ‘Somente sendo honesto é que se pode viver uma semelhança humana real’ em “Registros das falas de Cristo dos últimos dias”

Quais são os princípios pelos quais as pessoas deveriam interagir com Cristo? Quais são os princípios que as pessoas deveriam seguir em relação ao uso de bajulação, à tentativa de obter favores e de escolher palavras que tenham um efeito agradável? Seja sincero e não se preocupe com bajulação ou obtenção de favores. Não há necessidade de bajular — simplesmente seja sincero. Como isso deve ser colocado em prática especificamente? Para ser sincero, você deve primeiro pôr de lado seus desejos pessoais. Em vez de se concentrar em como Deus o trata, diga o que está em seu coração e não pondere nem considere quais serão as consequências de suas palavras; diga o que estiver pensando, coloque de lado suas motivações e não diga coisas simplesmente para alcançar algum objetivo. Quando tem intenções pessoais em demasia, você sempre é calculista em seu modo de falar. “Devo dizer isso, não aquilo, devo ter cuidado com o que digo, devo alcançar meu objetivo” — há motivações pessoais envolvidas aqui? Em sua mente, você já está falando em círculos antes mesmo das palavras saírem de sua boca, processou muitas vezes o que irá dizer e o filtrou muitas vezes em sua cabeça. Ao saírem de sua boca, essas palavras carregam os esquemas enganosos de Satanás. Isto é, as palavras de sua boca abrigam motivos e objetivos pessoais; tais palavras não são genuínas e não vêm do coração. Isso não é ser sincero. Como se chama isso? Chama-se cultivar intenções malignas. Além disso, você pode observar constantemente as expressões no rosto e nos olhos enquanto fala, continuando a falar somente quando Sua expressão for favorável. Quando você detecta uma expressão desfavorável, você retém suas palavras. Assim que vê que Ele não está gostando daquilo que está ouvindo, você para de falar. Assim que Ele parece estar desinteressado e indisposto a reconhecer você, você pensa, consigo: “O que posso dizer que Te interesse e Te faça prestar atenção em mim? Como posso Te convencer de que sou bom? Como posso fazer com que Tu gostes de mim? Como posso mudar a impressão que tens de mim? O que posso dizer que Te alegre, para que não lides comigo? O que posso dizer para impedir que Tu descubras a situação atual? Como posso evitar um tema que Te desagrade? Qualquer coisa que precise ser dita para alcançar isso, eu a direi”. É isso que se chama ser sincero? (Não, não é.) Algumas pessoas pensam: “Se Tu não estiveres ciente dessa coisa, eu não a relatarei. Em vez disso, esperarei até que outra pessoa a relate e somente então seguirei todos os outros e falarei sobre isso. Ao fazer isso, eu Te conscientizo de que meu relato é verdadeiro. Mas se eu for o primeiro a relatá-lo, eu posso receber tratamento. A ave que mostra a cabeça leva o tiro, e eu não quero ser essa ave. Certamente não serei o primeiro a se manifestar”. Isso é ser sincero? Suponha que você descubra alguma informação verdadeira sobre alguém, e se você for a única pessoa a saber e todos os outros não estiverem cientes disso e ainda acharem que essa pessoa é uma pessoa boa e se Cristo também não estiver ciente dessa informação, sob essas circunstâncias você falaria com Cristo sobre isso com toda a veracidade? Se você o embrulhar, o esconder e nunca falar sobre isso, nunca o revelar, e se você só se levantar e se manifestar quando essa pessoa se revelar como realmente é e for demitida de sua posição ou expurgada da casa de Deus — isso é ser sincero? Não importa quem possa ser exposto como tendo um problema ou qual outro problema possa ser relatado, você é sempre o último a se manifestar. Isso é ser sincero? Suponha que você desgosta pessoalmente de alguém, ou que alguém guarda rancor contra você. Essa pessoa pode não ser uma pessoa maligna e não ter cometido nenhum ato maligno, mas você a odeia e quer causar sua queda, fazer com que ela pareça tola, e assim você imagina maneiras e aguarda uma oportunidade para dizer algo ruim sobre ela. Embora você possa estar falando sem fazer declarações definitivas sobre essa pessoa, seus motivos se tornam óbvios em cada parte de sua descrição da questão. Você está tentando usar a mão do Alto para lidar com ela. Na superfície, pode parecer que você está apenas falando sobre fatos verídicos, mas eles estão manchados por seus motivos pessoais; isso não é ser sincero.

Extraído de ‘Eles odeiam a verdade, violam descaradamente os princípios e ignoram os arranjos da casa de Deus (II)’ em “Expondo os anticristos”

Ser capaz de ser correto e direto é ser uma pessoa honesta. Significa alguém que tem coração e espírito completamente abertos para Deus, sem nada a esconder e nada de que se esconder. O coração desse tipo de pessoa está entregue a Deus e totalmente revelado a Ele. Isto é, tudo que ela é está entregue a Deus. Se Deus disser que ela é má, ela admite isso. Se Deus disser que ela é arrogante e hipócrita, ela admite e aceita completamente. Ela pode apenas admitir e dar o assunto como resolvido? Ela ainda precisa se arrepender, procurar alcançar a verdade-princípio, corrigir os erros com os quais aprende e buscar a raiz de seus equívocos. Então, antes mesmo de perceber, ela corrigiu todos os tipos de comportamento errôneo, e as maneiras com que ela engana, ludibria, improvisa e é superficial nas coisas diminuem cada vez mais. Quanto mais tempo vive dessa forma, mais aberta e direta ela se torna e mais ela se aproxima do objetivo de ser uma pessoa honesta. Isso é viver na luz. Toda essa glória pertence a Deus! É Deus que faz com que as pessoas vivam na luz — as pessoas não têm nada do que se gabar. Quando vivem na luz, as pessoas têm um coração que teme a Deus, sabem buscar a verdade em cada problema que encontram e vivem com semelhança humana. Embora não possam ser chamadas completamente de pessoas boas, aos olhos de Deus elas têm alguma semelhança humana e não são mais briguentas ou contrárias, e não estão mais em perigo de se revoltar contra Deus nem de rejeitá-Lo. Embora possam não ter um entendimento muito profundo da verdade, são capazes de obedecer, e quando recebem uma tarefa ou um dever, são capazes de usar todo o seu coração e toda a sua mente e fazê-lo da melhor forma que podem. São confiáveis, e Deus não se preocupa com elas — pessoas como essas vivem na luz. Aqueles que vivem na luz são capazes de aceitar o escrutínio de Deus? Eles conseguem, ainda, esconder seu coração de Deus? Ainda empregam algum truque pequeno? Têm algum segredo? (Não.) Seu coração está totalmente aberto para Deus. Isto é, nada é escondido, não existe nada que eles tenham vergonha de dizer e nada pelo que devam baixar a cabeça, por vergonha. Entregam tudo a Deus — e Deus sabe tudo. Quando as pessoas são capazes de alcançar isso, elas vivem leve e facilmente, e vivem livremente.

Extraído de ‘Apenas sendo uma pessoa honesta pode-se ser verdadeiramente feliz’ em “Registros das falas de Cristo dos últimos dias”

Anterior: 3. Por que pessoas enganadoras são incapazes de alcançar a salvação

Próximo: 1. O que é dever e como se deve vê-lo

Quando o desastre vem, como nós cristãos devemos lidar com ele? Convidamos você a participar da nossa reunião online, onde podemos explorar juntos e encontrar o caminho.

Conteúdo relacionado

3. Qual é a recompensa das virgens sábias e por que as virgens tolas cairão em desastre

Mesmo as profecias feitas pelos profetas não poderiam ter alcançado esse resultado. Os profetas falaram apenas profecias, falaram do que aconteceria no futuro, mas não da obra que Deus desejava fazer naquele tempo. Nem falavam para conduzir o homem em sua vida, nem para conferir verdades ao homem nem revelar mistérios ao homem, e, muito menos, para conceder vida. Das palavras ditas neste estágio, há profecia e verdade, mas principalmente elas servem para dar vida ao homem. No presente, as palavras são diferentes das profecias dos profetas. Este é um estágio da obra para a vida do homem, para mudar o caráter de vida do homem, e não em benefício de falar profecia.

1. O que é a verdade e se conhecimento teológico é a verdade

A verdade é o mais real dos aforismos da vida e o mais alto de tais aforismos entre toda a humanidade. Porque ela é a exigência que Deus faz ao homem e é a obra realizada pessoalmente por Deus, é chamada de aforismo da vida. Não é um aforismo resumido de alguma coisa, nem uma citação famosa de uma grande personalidade; em vez disso, é a declaração para a humanidade do Mestre dos céus e da terra e de todas as coisas e não algumas palavras resumidas pelo homem, mas a vida inerente de Deus. E assim é chamado o mais alto de todos os aforismos da vida.

3. As diferenças entre a vida da igreja na Era da Graça e na Era do Reino

Sempre que se congregam, essas pessoas religiosas perguntam: “Irmã, como tem passado esses dias?”. Ela responde: “Sinto-me em dívida com Deus e incapaz de satisfazer o desejo de Seu coração”. Outra diz: “Também eu estou em dívida com Deus e sou incapaz de satisfazê-Lo”. Essas poucas frases e palavras em si expressam as coisas vis que existem no fundo do coração dessas pessoas. São as palavras mais repulsivas, extremamente repugnantes. A natureza desses homens opõe-se a Deus. Aqueles que se concentram na realidade comunicam o que quer que tenham no coração e se abrem na comunicação. Não há um único exercício falso, nem cortesias nem cordialidades vazias. Eles são sempre francos e não observam regras terrenais.

3. A relação entre todos os três estágios da obra de Deus

O objetivo dos três estágios da obra é a salvação de toda a humanidade — o que significa a salvação completa do homem do império de Satanás. Embora cada um dos três estágios da obra tenha um objetivo e um significado diferentes, cada uma é parte da obra de salvar a humanidade, e é uma obra de salvação diferente, realizada de acordo com as exigências da humanidade.

Configurações

  • Texto
  • Temas

Cores sólidas

Temas

Fonte

Tamanho da fonte

Espaçamento entre linhas

Espaçamento entre linhas

Largura da página

Sumário

Busca

  • Pesquise neste texto
  • Pesquise neste livro