Aplicativo da Igreja de Deus Todo-Poderoso

Ouça a voz de Deus e dê as boas vindas ao retorno do Senhor Jesus!

Convidamos a todos os buscadores da verdade que entrem em contato conosco.

Testemunhos de experiências diante do trono do julgamento de Cristo

Cores sólidas

Temas

Fonte

Tamanho da fonte

Espaçamento entre linhas

Largura da página

0 resultados

Nenhum resultado encontrado

O que é aceitar verdadeiramente a verdade?

Xiaohe Cidade de Puyang, Província de Henan

No passado, todas as vezes que eu lia as palavras reveladas por Deus sobre como as pessoas não aceitam a verdade, eu não acreditava que aquelas palavras se aplicavam a mim. Eu gostava de comer e beber a palavra de Deus e comunicá-la e era capaz de aceitar e reconhecer como verdade tudo que Deus havia dito — independentemente de quanto isso atingia o meu coração ou não se conformava às minhas ideias. Além disso, a despeito de quantas imperfeições meus irmãos e irmãos apontassem, eu conseguia reconhecer e aceitar. Eu não buscava me justificar, portanto, eu pensava ser uma pessoa que, sem dúvida, aceitava a verdade. Só não aceitavam a verdade as pessoas especialmente arrogantes e orgulhosas e que tinham noções sobre a palavra de Deus, que não reconheciam que ela é a verdade. Sempre pensei assim até que, certo dia, ao ouvir a “Comunhão e pregação sobre a entrada na vida”, compreendi de fato o que significava aceitar a verdade.

Ela diz: “Não é o suficiente reconhecer que a palavra de Deus é a verdade, você deve aceitá-la em seu coração e permitir que a verdade tenha um lugar nele e exerça poder. Ela deve se enraizar em seu coração e tornar-se a sua vida. Essa é a verdadeira expressão da aceitação da verdade. […] O que significa aceitá-la em seu coração? O seu coração entende que essa frase é a verdade e tem um reconhecimento verdadeiro da substância da verdade. Depois, você deve aceitar completamente esta verdade e permitir que ela entre no seu coração e se enraíze. Em seguida, você deve viver por esta verdade e ver as coisas de acordo com ela. Isso é aceitar a verdade. […] Comer e beber a palavra de Deus e reconhecer que ela é a verdade não significa aceitar a verdade. Mas sim, reconhecer totalmente a substância da verdade na palavra de Deus e aceitá-la em seu coração. Bem como, negar completamente as suas noções de Deus e seus conceitos equivocados para poder aceitar a palavra de Deus como a verdade e viver de acordo com ela. Isso é verdadeiramente aceitar a verdade” (de ‘Como saber que Cristo é a verdade, o caminho e a vida’ em “Sermões e comunhão sobre a entrada na vida II”). Quando ouvi isso, meu coração ficou instantaneamente em choque. Pois isso não era o que eu pensava sobre aceitar a verdade. Ouvi com atenção mais uma vez e, através de ponderação e busca, eu finalmente compreendi o que significava aceitar a verdade. Ser capaz de reconhecer verbalmente que a palavra de Deus é a verdade ou admitir as imperfeições mencionadas por outras pessoas não era aceitar de fato a verdade como eu tinha pensado. Aceitar de fato a verdade não significa apenas reconhecer que a palavra de Deus é a verdade, é também reconhecer a substância da verdade e acolhê-la por completo em seu coração. É negar totalmente as suas ideias, pontos de vista e equívocos prévios. É permitir que a verdade se enraíze em seu coração e ser capaz de viver por ela. Isso é aceitar de fato a verdade.

Depois de entender tudo isso, comecei a refletir comigo mesmo: acredito que sou uma pessoa que aceita a verdade, mas acolho a palavra de Deus em meu coração? A verdade exerce poder em meu coração? Neguei as noções e equívocos prévios que existiam em meu coração? Depois de examinar com cuidado, constatei que não havia feito nada disso. Por exemplo: Deus havia revelado que não há amor verdadeiro na humanidade e que todos se aproveitam uns dos outros. Apesar de eu reconhecer verbalmente a verdade que Deus disse, sempre senti em meu coração que a minha esposa, meus filhos e meus pais e eu tínhamos amor verdadeiro uns pelos outros. Meus lábios reconheciam a verdade de que Deus não aperfeiçoa a humanidade com base em sua posição, mas de acordo com sua posse da verdade ou não, mas meu coração ainda sustentava meus pontos de vista pessoais que, quanto mais alto fosse minha posição, mais Deus me aperfeiçoaria e mais as pessoas me admirariam. Eu pensava que Deus também se alegraria comigo. Portanto, sempre me preocupei com a obtenção e a perda de status, e sempre me senti desconfortável com isso. Eu reconhecia verbalmente o que Deus disse sobre dificuldades e refinamentos e que corrigir e podar são parte do amor de Deus, o que há de mais benéfico na vida de uma pessoa. Mas eu não buscava compreender a substância da verdade dessas palavras, nem reconhecia como Deus ama a humanidade e como Seu amor se manifesta. Eu não estava disposto a aceitar que Deus usava pessoas, questões e coisas que não estavam alinhadas com minhas noções para me refinar e me corrigir, até mesmo ao ponto de reclamar e resmungar sobre isso. Eu sabia que a pedido de Deus para que as pessoas sejam honestas era crucial, mas não enfatizava que isso fosse colocado em prática nem entrava nisso. Eu mentia e engana com frequência para proteger minha dignidade. Por fim, eu não estava disposto a expressar abertamente a verdade. Ao me deparar com um problema que requeriam dificuldade física no desempenho das minhas funções, eu começava a enrolar e não me dedicava às minhas funções. A minha boca aceitava que Deus dizia para buscar a vontade Dele em todas as coisas e agir de acordo com Seus desejos, mas, na vida real, ao confrontar as questões, eu fazia as coisas de acordo com a minha própria vontade e preferência. Eu pus Deus no fundo da minha mente. Além disso, quando outras pessoas apontavam as minhas imperfeições, dizendo que eu era arrogante demais e que queria fazer as coisas do meu modo, o meu coração não aceitava a crítica delas. Eu tinha medo que os outros dissessem que eu não aceitava a verdade, assim concordava e reconhecia isso contra a minha vontade. Mas, na realidade, eu não levava a crítica delas em consideração. Havia muitas coisas sobre mim que demonstravam que eu não tinha aceitado a verdade. Mas, quando vi que a palavra de Deus revela que todas as pessoas não aceitam a verdade, eu não reconheci a palavra de Deus como verdade e não tentei entender a substância da palavra de Deus e me examinar. Em vez disso, imaginei que eu fosse uma exceção à palavra de Deus e me considerei como alguém que tinha aceitado a verdade. Não era essa a expressão mais óbvia de não aceitação da verdade? Naquela época, vi que eu era alguém que não tinha aceitado a verdade sob nenhum aspecto. As minhas supostas expressões de aceitação da verdade eram ações completamente externas, eram um disfarce que não chegava nem perto da verdadeira aceitação. Eu não me conhecia, eu não me conhecia de verdade! Depois de tomar conhecimento disso, não conseguia evitar o medo. Eu sabia que tinha acreditado em Deus por todos esses anos, mas, mesmo assim, tinha vivido fora de Suas palavras. Eu não havia recebido de verdade o julgamento e o castigo de Deus. Eu era simplesmente um descrente em meu coração, sem Deus e sem verdade na vida. Se eu continuasse a acreditar assim, a palavra de Deus nunca seria capaz de se tornar a minha vida. Nunca me libertaria da influência de Satanás e seria salvo e aperfeiçoado. Pelo contrário, eu seria condenado por Deus e sofreria a Sua punição.

Louvo a Deus por me guiar e me permitir compreender o que significa de fato aceitar a verdade e ver que o meu conhecimento e prática anteriores eram muito absurdos e não estavam alinhados à vontade de Deus. Quero começar de novo e concentrar os meus esforços para aceitar a substância da verdade em meu coração em tudo que Deus diz e implementar isso em minha prática. Quero ser capaz de viver pela verdade, para me tornar uma pessoa que de fato aceita a verdade.

Anterior:Tudo o que Deus diz é o julgamento do homem

Próximo:O significado real de rebelião contra Deus

Conteúdo Relacionado

  • Pessoas ingênuas não são necessariamente pessoas honestas

    Cheng Mingjie Cidade de Xi’an, Província de Shaanxi Eu me considero uma pessoa extrovertida e franca. Falo com as pessoas de uma maneira muito dire…

  • As riquezas da vida

    Wang Jun Província de Shandong Ao longo dos anos, desde que aceitei a obra de Deus Todo-Poderoso nos últimos dias, eu e minha esposa temos vivencia…

  • Por que eu não mudei depois de tantos anos de fé?

    Jinru Cidade de Nanyang, Província de Henan Quando um irmão ou irmã indicava as minhas falhas ou não dava atenção à minha opinião, eu discordava ou…

  • Emergindo da névoa

    Zhenxi Cidade de Zhengzhou, Província de Henan Dez anos atrás, movida pela minha natureza arrogante, eu nunca conseguia obedecer completamente aos …