Aplicativo da Igreja de Deus Todo-Poderoso

Ouça a voz de Deus e dê as boas vindas ao retorno do Senhor Jesus!

Convidamos a todos os buscadores da verdade que entrem em contato conosco.

Testemunhos a Cristo dos últimos dias

Cores sólidas

Temas

Fonte

Tamanho da fonte

Espaçamento entre linhas

Largura da página

0 resultados

Nenhum resultado encontrado

XVIII. É preciso comunicar claramente o que é seguir a vontade de Deus e qual é o verdadeiro testemunho de fé em Deus

3. O que exatamente é alguém que segue a vontade de Deus? E qual é o verdadeiro testemunho de fé em Deus?

Versos da Bíblia para referência:

“Então Jó se levantou, rasgou o seu manto, rapou a sua cabeça e, lançando-se em terra, adorou; e disse: Nu saí do ventre de minha mãe, e nu tornarei para lá. Jeová deu, e Jeová tirou; bendito seja o nome de Jeová” (Jó 1:20-21).

“Prosseguiu Deus: Toma agora teu filho; o teu único filho, Isaque, a quem amas; vai à terra de Moriá, e oferece-o ali em holocausto sobre um dos montes que te hei de mostrar. […] E, estendendo a mão, pegou no cutelo para imolar a seu filho” (Gênesis 22:2, 10).

Estes são os que não se contaminaram com mulheres; porque são virgens. Estes são os que seguem o Cordeiro para onde quer que vá. Estes foram comprados dentre os homens para serem as primícias para Deus e para o Cordeiro. E na sua boca não se achou engano; porque são irrepreensíveis” (Apocalipse 14:4-5).

Palavras de Deus relevantes:

Jesus conseguiu concluir a comissão que recebeu de Deus – a obra de redenção de toda a humanidade – porque dedicou todo cuidado à vontade de Deus, sem os Seus planos e considerações pessoais. Portanto, também, Ele foi o íntimo de Deus – o Próprio Deus, algo que todos vocês entendem muito bem. (Na verdade, Ele foi o Próprio Deus de Quem Deus deu testemunho; menciono isso aqui para usar o fato de Jesus para ilustrar a questão.) Ele foi capaz de colocar o plano de gerenciamento de Deus bem no centro, sempre orava ao Pai celestial e buscava a vontade do Pai celestial. Ele orava e dizia: “Deus Pai! Realiza o que é da Tua vontade e não ajas conforme Minhas intenções; Eu desejo que Tu ajas conforme o Teu plano. O homem pode ser fraco, mas por que Tu deverias Te importar com ele? Como poderia o homem ser o objeto de Tua preocupação, se ele é como uma formiga em Tua mão? No Meu coração, Eu desejo apenas realizar a Tua vontade, e espero que Tu possas fazer o que farias em Mim conforme Tuas próprias intenções.” Na estrada para Jerusalém, Jesus sentiu agonia, como se uma faca estivesse sendo torcida no Seu coração, mas Ele não tinha a menor intenção de faltar à Sua palavra; havia sempre uma força poderosa que O compelia adiante em direção aonde seria crucificado. Finalmente, Ele foi cravado na cruz e tornou-se semelhante à carne pecadora, completando essa obra da redenção da humanidade e levantando-se sobre os grilhões da morte e do Hades. Na Sua presença, a mortalidade, o inferno e Hades perderam seu poder e foram por Ele derrotados. Ele viveu trinta e três anos, ao longo dos quais sempre fez tudo quanto pôde para cumprir a vontade de Deus de acordo com Sua obra daquele momento, nunca levando em consideração o que Ele próprio ganhava ou perdia e sempre pensando na vontade de Deus Pai. Assim, depois que Ele foi batizado, Deus disse “Este é o Meu Filho amado, em quem Me comprazo.” Em razão de Seu serviço ante Deus, que estava em harmonia com a vontade de Deus, Deus pôs sobre Seus ombros o pesado encargo de redimir toda a humanidade e mandou que Ele partisse para executá-lo – e Ele estava qualificado e autorizado para cumprir essa importante tarefa.

de ‘Como servir em harmonia com a vontade de Deus’ em “A Palavra manifesta em carne”

Aqueles que servem a Deus devem ser os íntimos Dele, devem ser amados por Ele e capazes de ter lealdade absoluta a Ele. Quer você aja por trás das pessoas ou diante delas, você é capaz de ganhar a alegria de Deus ante Deus, é capaz de se manter firme perante Ele e, independentemente de como outras pessoas o tratem, você segue sempre pelo seu próprio caminho e dá todo cuidado ao encargo de Deus. Só quem é assim é íntimo de Deus. Os íntimos de Deus são capazes de servir a Ele diretamente porque eles receberam a grande comissão de Deus e o Seu encargo, eles são capazes de tomar o coração de Deus como se fosse deles e o encargo de Deus como se fosse deles, sem levar em consideração se ganham ou perdem perspectiva; mesmo quando não tiverem perspectiva alguma e nada forem ganhar, eles sempre acreditarão em Deus com um coração amoroso. Por isso, esse tipo de pessoa é um íntimo de Deus. Os íntimos de Deus são também Seus confidentes; apenas os confidentes de Deus poderiam compartilhar Sua inquietação e Seus anseios e, ainda que a carne deles esteja dolorida e fraca, eles conseguem suportar a dor e renunciar ao que amam para satisfazer a Deus. Deus dá mais encargos a tais pessoas, e o que Ele há de fazer expressa-se através delas. Portanto, essas pessoas são amadas por Deus, são servas de Deus que são segundo o Seu coração e somente pessoas assim podem dominar junto com Ele.

de ‘Como servir em harmonia com a vontade de Deus’ em “A Palavra manifesta em carne”

Alguém que verdadeiramente executa a vontade de Deus pode tecer elogios do fundo de seu coração durante o julgamento de Deus, Seu castigo e provações, e consegue obedecer totalmente a Deus e se abandonar, amando assim a Deus com um coração sincero, determinado e puro. Essa é uma pessoa completa, e também é a obra que Deus quer realizar, é o que Deus quer alcançar.

de ‘Nos passos da obra de Deus’ em “A Palavra manifesta em carne”

Na sua crença em Deus, Pedro procurou satisfazer Deus em tudo, bem como procurou obedecer a tudo o que viesse de Deus. Sem a mais ligeira queixa, ele pôde aceitar castigo e julgamento, refinamento, tribulação e falta em sua vida, mas nada disto conseguiu mudar seu amor a Deus. Não é este o máximo amor a Deus? Não é este o cumprimento do dever de uma criatura de Deus? Castigo, julgamento, tribulação; você é capaz de conseguir a obediência até a morte, e é isto o que uma criatura de Deus deve conseguir, esta é a pureza do amor a Deus. Se o homem pode conseguir tanto assim, ele é uma criatura de Deus qualificada, e não há nada que melhor satisfaça o desejo do Criador.

de ‘O sucesso ou o fracasso dependem da senda que o homem trilha’ em “A Palavra manifesta em carne”

No momento em que Pedro é mencionado, todos se enchem de louvor, […] Ele prestou muita atenção não só em comer e beber Minhas palavras, mas tanto mais em captar Minhas intenções, e foi constantemente prudente e cauteloso em seus pensamentos, de modo que sempre foi extremamente astuto em seu espírito e, em consequência, foi capaz de Me agradar em tudo que fez. Na vida comum, ele deu muita atenção a integrar as lições daqueles que falharam no passado, de modo a incitar-se a um esforço maior, profundamente temeroso de que pudesse cair nas malhas do fracasso. Ele também deu muita atenção a assimilar a fé e o amor de todos aqueles que, no decorrer das eras, tinham amado a Deus. Desse modo, não só nos aspectos negativos, mas, o que é bem mais importante, também nos aspectos positivos, ele acelerou o progresso do seu crescimento, até que se tornou, na Minha presença, o único ser humano que Me conheceu da melhor forma. Por essa razão, não é difícil imaginar como ele pôde confiar tudo o que tinha às Minhas mãos, não mais sendo seu próprio senhor nem mesmo ao comer, vestir-se, dormir ou onde estivesse, mas fez de satisfazer-Me em todas as coisas o fundamento sobre o qual ele gozou da Minha recompensa. Muitas vezes o submeti a provação, que obviamente o deixou semimorto, mas mesmo em meio a essas centenas de provações, ele nunca perdeu a fé em Mim nem ficou decepcionado Comigo. Mesmo quando Eu disse que já o tinha descartado, ele não desanimou em seu coração nem entrou em desespero, mas continuou como antes a praticar seus princípios de modo a realizar seu amor por Mim. […] Por causa de sua lealdade na Minha presença e por causa das Minhas bênçãos sobre ele, ele se tornou exemplo e modelo para o gênero humano por milhares de anos.

de ‘A sexta declaração’ das declarações de Deus para todo o universo em “A Palavra manifesta em carne”

Quando Jó primeiro se submeteu a suas provações, ele foi destituído de todas as suas propriedades e de todos os seus filhos, mas ele não caiu ou disse qualquer coisa que fosse um pecado contra Deus como resultado. Ele tinha superado as tentações de Satanás, ele tinha superado seus bens materiais e descendentes e a provação de perder todas as suas posses terrenas, o que significa dizer que ele foi capaz de obedecer a Deus tirando dele e oferecer graças e louvor a Deus por causa disso. Essa foi a conduta de Jó durante a primeira tentação de Satanás, e esse também foi o testemunho de Jó durante a primeira provação de Deus. Na segunda provação, Satanás estendeu a mão para afligir Jó e, embora Jó sentisse uma dor maior do que jamais sentira antes, ainda assim seu testemunho foi suficiente para deixar as pessoas espantadas. Ele usou sua fortaleza, convicção e obediência a Deus, bem como seu temor a Deus, para mais uma vez derrotar Satanás, e sua conduta e seu testemunho foram mais uma vez aprovados e favorecidos por Deus. Durante essa tentação, Jó usou sua conduta real para proclamar a Satanás que a dor da carne não poderia alterar sua fé e obediência a Deus ou tirar sua devoção a Deus e o temor de Deus; ele não renunciaria a Deus nem renunciaria à sua própria perfeição e retidão porque enfrentava a morte. A determinação de Jó fez de Satanás um covarde, sua fé deixou Satanás tímido e trêmulo, a força de sua batalha de vida e morte com Satanás gerou em Satanás um profundo ódio e ressentimento, sua perfeição e retidão deixaram Satanás com nada mais que poderia fazer para ele, tal que Satanás abandonou seus ataques contra ele e desistiu de suas acusações contra Jó diante de Deus Jeová. Isso significava que Jó havia vencido o mundo, vencido a carne, vencido a Satanás e vencido a morte; ele era completa e totalmente um homem que pertencia a Deus. Durante essas duas provações, Jó permaneceu firme em seu testemunho, e realmente viveu sua perfeição e retidão e ampliou o escopo de seus princípios vivos de temer a Deus e se desviar do mal. Tendo passado por essas duas provações, nasceu em Jó uma experiência mais rica, e essa experiência o tornou mais maduro e experiente, fortaleceu-o e deu-lhe maior convicção, tornando-o mais confiante na retidão e dignidade da integridade que ele manteve firme. As provações de Jó por Deus Jeová lhe deram uma profunda compreensão e um senso da preocupação de Deus com o homem e permitiram que ele sentisse a preciosidade do amor de Deus, a partir da qual a consideração e amor a Deus foram acrescentados ao seu temor a Deus. As provações de Deus Jeová não apenas não afastaram Jó Dele, mas também aproximaram seu coração de Deus. Quando a dor carnal suportada por Jó atingiu seu apogeu, a preocupação que ele sentia de Deus Jeová não lhe deu escolha senão amaldiçoar o dia de seu nascimento. Tal conduta não foi planejada por muito tempo, mas uma revelação natural da consideração e amor a Deus de dentro de seu coração, foi uma revelação natural que veio de sua consideração e amor a Deus. Ou seja, porque ele abominava a si mesmo e ele não estava disposto a, nem podia suportar, atormentar a Deus, assim, sua consideração e amor alcançaram o ponto de abnegação. Nesse momento, Jó elevou sua adoração e anseio por Deus de longa data e devoção a Deus ao nível de consideração e amor. Ao mesmo tempo, ele também elevou sua fé e obediência a Deus e o temor de Deus ao nível de consideração e amor. Ele não se permitia fazer nada que pudesse causar dano a Deus, ele não se permitia qualquer conduta que ferisse a Deus, e não se permitia trazer qualquer tristeza, dor ou até infelicidade a Deus por suas próprias razões. Aos olhos de Deus, embora Jó ainda fosse o Jó de antes, a fé, a obediência e o temor de Jó a Deus tinham trazido a Deus satisfação e desfrute completos. Nesse momento, Jó havia atingido a perfeição que Deus esperava que ele atingisse, ele havia se tornado alguém verdadeiramente digno de ser chamado de “perfeito e reto” aos olhos de Deus. Seus atos justos lhe permitiram vencer Satanás e permanecer firme em seu testemunho a Deus. Assim, também, seus atos justos o tornaram perfeito, permitiram que o valor de sua vida fosse elevado e transcendesse mais do que nunca, e fizeram dele a primeira pessoa a não ser mais atacada e tentada por Satanás. Porque Jó era justo, ele foi acusado e tentado por Satanás; porque Jó era justo, foi entregue a Satanás; e porque Jó era justo, ele venceu e derrotou Satanás, e permaneceu firme em seu testemunho. Doravante, Jó tornou-se o primeiro homem que nunca mais seria entregue a Satanás, ele verdadeiramente veio perante o trono de Deus e viveu na luz, sob as bênçãos de Deus, sem a espionagem ou a ruína de Satanás… Ele havia se tornado um homem verdadeiro aos olhos de Deus, ele havia sido libertado…

de ‘A obra de Deus, o caráter de Deus e o Próprio Deus II’ em “A Palavra manifesta em carne”

Você pode dizer que foi conquistado, mas pode obedecer até a morte? Você deve ser capaz de seguir até o derradeiro momento, independentemente de haver ou não quaisquer perspectivas, e não deve perder a fé em Deus, seja qual for o ambiente. Por fim, você deve atingir dois aspectos do testemunho: o testemunho de Jó – obediência até a morte – e o testemunho de Pedro – o amor supremo por Deus. Em certo sentido, você deve ser como Jó: ele não tinha posses materiais e padecia de dores da carne; no entanto, não abandonou o nome de Jeová. Esse foi o testemunho de Jó. Pedro foi capaz de amar a Deus até a morte. Quando ele morreu – quando foi posto na cruz – ainda amava a Deus; não pensava em seus próprios projetos nem buscava esperanças gloriosas ou pensamentos extravagantes; buscava somente amar a Deus e obedecer aos arranjos de Deus. Esse é o padrão que você deve alcançar antes de poder ser considerado alguém que deu testemunho, antes que se torne alguém que foi aperfeiçoado depois de ter sido conquistado.

de ‘A verdade interior da obra de conquista (2)’ em “A Palavra manifesta em carne”

O que é exatamente um testemunho verdadeiro? O testemunho de que se fala aqui tem duas partes: um é o testemunho de ter sido conquistado, o outro é o testemunho de ter sido aperfeiçoado (que é, naturalmente, o testemunho dado após as grandes provações e tribulações do futuro). Em outras palavras, se você for capaz de permanecer firme durante as tribulações e provações, terá dado o segundo passo do testemunho. O que é fundamental hoje é o primeiro passo do testemunho: ser capaz de permanecer firme durante todas as instâncias das provações de castigo e julgamento. Esse é o testemunho de ter sido conquistado. A razão disso é que hoje é o tempo da conquista. (Você deve saber que hoje é o tempo da obra de Deus na terra; a principal obra do Deus encarnado na terra é o uso de julgamento e castigo para conquistar esse grupo de pessoas na terra que O seguem.) Se você é ou não capaz de dar testemunho de ter sido conquistado não só depende de você ser capaz ou não de seguir até o fim, mas, mais importante, quando você vivencia cada passo da obra de Deus, de ser capaz ou não do verdadeiro conhecimento do castigo e julgamento nessa obra, e de realmente enxergar ou não toda essa obra. Não é o caso de que você conseguirá avançar desordenadamente se seguir até o fim. Você deve ser capaz de se submeter voluntariamente durante cada instância de castigo e julgamento, deve ser capaz de ter o conhecimento verdadeiro de cada passo da obra que vivenciar, e deve ser capaz de alcançar o conhecimento e obediência do caráter de Deus. Esse é o testemunho supremo de ter sido conquistado que é exigido de você. O testemunho de ter sido conquistado se refere principalmente ao seu conhecimento da encarnação de Deus. Essa etapa é principalmente o testemunho da encarnação de Deus. Não importa o que você faça ou diga diante das pessoas do mundo ou daqueles que detêm poder; o que importa acima de tudo é você ser capaz ou não de obedecer a todas as palavras proferidas pela boca de Deus e a toda Sua obra. Portanto, essa etapa do testemunho é dirigida a Satanás e a todos os inimigos de Deus – os demônios e opositores que não creem que Deus será encarnado uma segunda vez e que virá realizar uma obra ainda maior, e, além disso, não creem no fato do retorno de Deus à carne. Em outras palavras, é dirigido a todos os anticristos – todos os inimigos que não acreditam na encarnação de Deus.

[…]

O testemunho dos últimos dias é um testemunho sobre se você é ou não capaz de ser aperfeiçoado – ou seja, o testemunho final é que, tendo aceitado todas as palavras proferidas pela boca de Deus encarnado, e tendo adquirido conhecimento de Deus e convicção sobre Ele, você vive todas as palavras proferidas pela boca de Deus e alcança as condições que Deus lhe pede – o estilo de Pedro e a fé de Jó, de tal modo que você é capaz obedecer até a morte, entregar-se completamente a Ele e definitivamente alcançar a imagem do homem que é de acordo com o padrão – a imagem de alguém que foi conquistado, castigado, julgado e aperfeiçoado. Este é o testemunho que deve ser dado por alguém que ao final é aperfeiçoado.

de ‘Prática (4)’ em “A Palavra manifesta em carne”

Dar um testemunho contundente de Deus está principalmente relacionado a você ter ou não um entendimento do Deus prático, e a você ser ou não capaz de obedecer em frente a essa pessoa que não é apenas comum, mas normal, e ainda obedecer até a morte. Se você realmente dá testemunho de Deus por meio dessa obediência, isso significa que você foi adquirido por Deus. Ser capaz de obedecer até a morte e não ter reclamações perante Ele, sem fazer julgamentos, sem difamação, sem ter noções e sem ter qualquer outra intenção – assim Deus obterá glória. A obediência perante uma pessoa comum que é menosprezada pelo homem e ser capaz de obedecer até a morte sem quaisquer noções – isso é testemunho verdadeiro. A realidade na qual Deus requer que as pessoas entrem é que você seja capaz de obedecer às Suas palavras, capaz de colocar as Suas palavras em prática, capaz de se curvar perante o Deus prático e de conhecer sua própria corrupção, capaz de abrir seu coração perante Ele e no final ser ganho por Ele por meio dessas palavras Dele. Deus ganha glória quando essas palavras conquistam você e o tornam totalmente obediente a Ele; por meio disso Ele envergonha Satanás e completa a Sua obra.

de ‘As pessoas que conseguem ser absolutamente obedientes em relação à praticidade de Deus são aquelas que amam verdadeiramente a Deus’ em “A Palavra manifesta em carne”

Não importa como Deus o refina, você permanece cheio de confiança e nunca perde a confiança em Deus. Você faz o que o homem deveria fazer. É isso o que Deus requer do homem, e o coração do homem deveria ser capaz de retornar completamente para Ele e voltar-se para Ele em todo e qualquer momento. Isto é um vencedor. Aqueles a quem Deus designa como vencedores são aqueles que ainda são capazes de prestar testemunho, de manter sua confiança e sua devoção a Deus, quando estiverem sob a influência de Satanás e sob o cerco de Satanás, isto é, quando estiverem cercados pelas forças das trevas. Se você ainda for capaz de manter um coração puro e o seu genuíno amor por Deus, não importa o quê, você mantém o testemunho diante de Deus, é isso o que Deus designa como sendo um vencedor.

de ‘Você deve manter sua devoção a Deus’ em “A Palavra manifesta em carne”

Em cada passo da obra que Deus faz no interior das pessoas, externamente ela parece ser interações entre pessoas, como se nascesse de arranjos humanos ou de interferência humana. Mas nos bastidores, cada passo da obra e tudo o que acontece, é uma aposta feita por Satanás diante de Deus e requer que as pessoas permaneçam firmes em seu testemunho a Deus. Veja quando Jó foi provado, por exemplo: Nos bastidores, Satanás estava fazendo uma aposta com Deus e o que aconteceu a Jó foram as ações dos homens e a interferência dos homens. Por trás de cada passo que Deus faz em vocês está a aposta de Satanás com Deus – por trás disso tudo há uma batalha. Por exemplo, se você tem preconceitos em relação a seus irmãos, haverá palavras que você quer dizer – palavras que acha que podem desagradar a Deus – mas será difícil para você interiormente e, neste momento, começará uma batalha interior: falo ou não? Esta é a batalha. Assim, em tudo há uma batalha, e quando há uma batalha interna, graças às suas cooperação e sofrimento reais, Deus trabalha no seu interior. Em última análise, interiormente, você consegue colocar o assunto de lado e a raiva é naturalmente extinta. Esse é o efeito da sua cooperação com Deus. Tudo o que você faz exige que pague um certo preço em seus esforços. Sem sofrimento real, você não pode satisfazer a Deus, nem chegar perto de satisfazer a Deus, e você está apenas dizendo expressões vazias! Essas expressões vazias podem satisfazer a Deus? Quando Deus e Satanás lutam no reino espiritual, como você deve satisfazer a Deus e como você deve permanecer firme em seu testemunho a Ele? Você deve saber que tudo o que acontece com você é uma grande provação e é o momento em que Deus precisa que você dê testemunho. Externamente, podem não parecer grande coisa, mas quando essas coisas acontecem, mostram se você ama a Deus ou não. Se você O ama, será capaz de permanecer firme em seu testemunho a Ele, e se você não coloca o amor a Ele em prática, isto mostra que você é alguém que não pratica a verdade, está sem a verdade e sem vida, e que você é palha! Tudo o que acontece com as pessoas é quando Deus precisa que elas permaneçam firmes em seu testemunho Dele. Nada muito grande tem acontecido com você atualmente, e você não dá um grande testemunho, mas cada detalhe de sua vida diária se relaciona com o testemunho de Deus. Se você pode ganhar a admiração de seus irmãos, familiares e todos ao seu redor; se, um dia, os incrédulos vierem e admirarem tudo o que você fizer, e virem que tudo o que Deus faz é maravilhoso, então você terá dado testemunho. Embora você não tenha discernimento e seu calibre seja pequeno, por meio do aperfeiçoamento de Deus em você, você conseguirá satisfazê-Lo e estará atento à Sua vontade. Outros verão que grande obra Ele tem feito em pessoas dos mais baixos calibres. As pessoas vêm a conhecer a Deus e se tornam vencedoras diante de Satanás e leais a Deus até certo ponto. Ninguém terá mais força de caráter do que esse grupo de pessoas. Este será o maior testemunho.

de ‘Apenas amando a Deus é que verdadeiramente se crê em Deus’ em “A Palavra manifesta em carne”

Por fim, que testemunho você será solicitado a dar? Você vive numa terra de imundície, mas é capaz de se tornar santo, e não ser mais imundo e impuro; você vive sob o império de Satanás, mas se afasta da influência dele e não é possuído nem assediado por Satanás, e vive nas mãos do Todo-Poderoso. Esse é o testemunho e a prova da vitória na batalha contra Satanás. Você é capaz de abandonar Satanás, o que você vive não revela Satanás, mas é o que Deus exigiu que o homem alcançasse quando Ele o criou: humanidade normal, racionalidade normal, percepção normal, determinação normal de amar a Deus, lealdade a Deus. Esse é o testemunho dado por uma criatura de Deus. Você diz: “Vivemos numa terra de imundície, mas por causa da proteção de Deus, por causa de Sua liderança e porque Ele nos conquistou, nós nos livramos da influência de Satanás. Que hoje possamos obedecer também é o efeito de ser conquistado por Deus, e não é por sermos bons ou porque naturalmente amamos a Deus. É porque Deus nos escolheu e nos predestinou para que hoje fôssemos conquistados que podemos dar testemunho Dele e podemos servi-Lo. Portanto, é também porque Ele nos escolheu e nos protegeu que fomos salvos e libertados do império de Satanás e podemos deixar a imundície para trás e ser purificados na nação do grande dragão vermelho”. Além disso, o que você vive externamente mostrará que você possui uma humanidade normal, que existe racionalidade no que você diz e que você parece uma pessoa normal. […] Se as pessoas olham para você e dizem: “Embora Deus tenha dito que vocês são os descendentes de Moabe, o que vocês vivem provou que deixaram para trás a influência de Satanás; embora essas coisas ainda existam dentro de vocês, vocês foram capazes de dar as costas a elas”, então isso mostra que vocês foram completamente conquistados. Vocês que foram conquistados e salvos dirão: “É verdade que somos os descendentes de Moabe, mas fomos salvos por Deus e, embora os descendentes de Moabe costumassem ser abandonados e amaldiçoados, e exilados entre os gentios pelo povo de Israel, hoje Deus nos salvou. É verdade que somos os mais corruptos de todos os povos – isso foi decretado por Deus, é um fato e é inegável por todos. Mas hoje escapamos dessa influência. Detestamos nosso ancestral, estamos dispostos a dar as costas a nosso ancestral, a abandoná-lo radicalmente e obedecer a todos os arranjos de Deus, a agir de acordo com a vontade de Deus, cumprir as exigências que Ele nos faz e alcançar a satisfação de Sua vontade. Moabe traiu a Deus, não agiu de acordo com a vontade de Deus e foi odiado por Ele. Mas devemos cuidar do coração de Deus e hoje, como entendemos a vontade de Deus, não podemos traí-Lo e devemos renunciar ao nosso velho ancestral”.

de ‘A verdade interior da obra de conquista (2)’ em “A Palavra manifesta em carne”

Assim que Deus Se torna a vida dentro das pessoas, elas se tornam incapazes de abandonar Deus. Isto não é o feito de Deus? Não há maior testemunho! Deus trabalhou até certo ponto; Ele disse para as pessoas fazerem o serviço, serem castigadas ou morrerem, e as pessoas não recuaram, o que mostra que elas foram conquistadas por Deus. As pessoas que têm a verdade são aquelas que, em suas experiências reais, podem se manter firmes em seu testemunho, permanecem firmes em sua posição, ficam do lado de Deus, sem nunca se afastar, e que podem ter um relacionamento normal com pessoas que amam a Deus, os quais, quando lhe acontecem as coisas, são capazes de obedecer completamente a Deus e podem obedecer a Deus até a morte. Sua prática e revelações na vida real são o testemunho de Deus, são a vivência do homem e o testemunho de Deus, e isso é verdadeiramente desfrutar do amor de Deus; quando você tiver experimentado até este ponto, o devido efeito terá sido alcançado. Você é tomado de um viver real e cada uma de suas ações é encarada com admiração pelos outros. Sua aparência não tem nada de especial, mas você vive uma vida de extrema devoção, e quando comunica as palavras de Deus, você é guiado e iluminado por Ele. Você é capaz de falar a vontade de Deus através de suas palavras, comunicar a realidade e entender muito sobre servir em espírito. Você é sincero em seu discurso, é decente e correto, não é de confrontar; é decoroso, capaz de obedecer aos arranjos de Deus e permanecer firme em seu testemunho quando acontecem as coisas, e se mantem calmo e sereno, não importa com o que esteja lidando. Esse tipo de pessoa realmente viu o amor de Deus. Algumas pessoas ainda são jovens, mas agem como pessoas de meia-idade; são maduras, possuidoras da verdade e admiradas pelos outros – e essas pessoas são as que têm testemunho e são a manifestação de Deus. O que significa dizer que, quando tiverem experimentado até certo ponto, no interior delas haverá uma percepção de Deus, e assim seu caráter externo também se estabilizará.

de ‘Aqueles que amam a Deus viverão para sempre em Sua luz’ em “A Palavra manifesta em carne”

Durante a obra de Sua provisão permanente e apoio ao homem, Deus conta a totalidade de Sua vontade e exigências para o homem, e mostra Seus feitos, caráter e o que Ele tem e é para o homem. O objetivo é equipar o homem com estatura e permitir que o homem ganhe várias verdades de Deus enquanto O segue – verdades que são as armas dadas ao homem por Deus para combater Satanás. Equipado dessa forma, o homem deve encarar as provas de Deus. Deus tem muitos meios e caminhos para provar o homem, mas cada um deles requer a “cooperação” do inimigo de Deus: Satanás. Ou seja, tendo dado ao homem as armas com as quais batalhar contra Satanás, Deus entrega o homem a Satanás e permite que Satanás “teste” a estatura do homem. Se o homem conseguir escapar das formações de batalha de Satanás, se ele puder escapar do cerco de Satanás e ainda viver, então o homem terá passado no teste. Mas se o homem não conseguir sair das formações de batalha de Satanás e se submeter a Satanás, então ele não terá passado no teste. Qualquer que seja o aspecto do homem que Deus examina, os critérios para Seu exame são se o homem permanece firme ou não em seu testemunho quando atacado por Satanás, e se ele abandonou a Deus e se rendeu e se submeteu a Satanás enquanto estava enlaçado por Satanás. Pode-se dizer que se o homem pode ou não ser salvo depende de se ele pode vencer e derrotar Satanás, e se ele pode ou não ganhar a liberdade depende de se ele é capaz de erguer, sozinho, as armas que lhe são dadas por Deus para vencer o cativeiro de Satanás, fazendo Satanás abandonar completamente a esperança e deixá-lo em paz. Se Satanás abandona a esperança e renuncia a alguém, isso significa que Satanás nunca mais tentará tirar essa pessoa de Deus, nunca mais acusará e interferirá nessa pessoa, nunca mais torturá-la ou atacá-la sem motivo; somente alguém assim terá verdadeiramente sido ganho por Deus. Esse é todo o processo pelo qual Deus ganha pessoas.

de ‘A obra de Deus, o caráter de Deus e o Próprio Deus II’ em “A Palavra manifesta em carne”

Anterior:Somente gozar da graça de Deus é um testemunho verdadeiro de fé em Deus?

Próximo:Por que o governo comunista chinês brutalmente persegue, reprime e aperta o cerco contra Deus Todo-Poderoso e a Igreja de Deus Todo-Poderoso?