Aplicativo da Igreja de Deus Todo-Poderoso

Ouça a voz de Deus e dê as boas vindas ao retorno do Senhor Jesus!

Convidamos a todos os buscadores da verdade que entrem em contato conosco.

Coleção de sermões: provisão para a vida

Cores sólidas

Temas

Fonte

Tamanho da fonte

Espaçamento entre linhas

Largura da página

0 resultados

Nenhum resultado encontrado

17. Apenas quando somos honestos mostramos a verdadeira semelhança humana

Tivemos várias comunhões sobre como ser honestos e sobre o que significa ser honesto. Agora vocês entendem que apenas quando somos honestos estamos agindo de acordo com a humanidade adequada e que somente quem é honesto pode estar em consonância com a vontade de Deus? Essa é uma questão crucial na mudança de seu caráter de vida. Já dissemos no passado que apenas quando somos honestos demonstramos um arrependimento verdadeiro. O que acham desse entendimento? Por que isso foi dito? Vocês entendem o que isso significa? Como podemos medir se uma pessoa mudou o caráter de vida? Para avaliar de modo correto, temos que mensurar se uma pessoa é honesta ou não: se ela for honesta, então haverá uma mudança em seu caráter de vida. Se ela não for honesta, não haverá nenhuma mudança. Algumas pessoas dizem: “Não estou qualificado para ser honesto, mas posso obedecer a Deus e, com devoção, gastar-me por Ele. Isso significa que mudei o meu caráter de vida”. Vocês diriam que isso faz sentido? Se alguém acreditou em Deus por muitos anos, consegue despender-se por Ele e engajar-se na busca, mas não é honesto, tem amor, obediência e devoção para com Deus de verdade? Ele diz que é dedicado e obediente a Deus. Isso parece ter sentido? E dizer que ele foi salvo ou que compreende a verdade e entrou na realidade? Se ele não é honesto, não tem nem uma gota de realidade. Em primeiro lugar, não é alguém obediente a Deus. Em segundo lugar, decerto há várias outras coisas misturadas no modo como ele gasta-se por Deus e executa o seu dever, porque ele próprio não é honesto. E se ele não é honesto, pode possuir humanidade adequada? (Não.) Portanto, apenas quem é honesto demonstra estar arrependido de modo genuíno, e apenas alguém genuinamente honesto pode mudar o caráter de vida. Conseguem entender isso agora? (Sim.) Agora reflitam sobre o seguinte: Por quantos anos vocês acreditaram em Deus? E também: Vocês são de fato honestos?

Vocês diriam que alguém honesto pratica a verdade ou um enganador pratica a verdade? Um enganador consegue praticar a verdade? Se ele pratica a verdade, com certeza será de modo adulterado e por objetivos e motivações pessoais. Por ser um mentiroso, sempre haverá trocas e o desejo de tirar proveito sem sofrer nenhuma perda. O que Deus mais odeia é a desonestidade, o engano e as mentiras das pessoas, então quem sempre mente e é capaz de tentar enganar a Deus é uma pessoa a quem Ele odeia e que não pode ser salva. Então se quiserem ser salvos por Deus e tornarem-se de fato obedientes a Ele, devem começar sendo honestos. Se as pessoas não são honestas, Deus não está satisfeito com elas e não ficarão entre a multidão; os honestos são queridos não só por Deus, mas também pelos outros. Por que as pessoas gostam dos honestos? Alguns dizem que eles são confiáveis, este é um ponto. Quando nos associamos com eles, o coração fica calmo e constante; sem dúvidas, não ficamos ansiosos por causa de problemas futuros nem preocupados se eles vão tentar nos enganar ou prejudicar. O principal é que os honestos tentam ajudar os outros, abrem o coração para os outros e ajudam-nos a ser bem-sucedidos. Deus ama os honestos porque, por acreditarem Nele, os honestos amam a verdade e são capazes de praticá-la; assim, o Espírito Santo opera neles. Quando o Espírito Santo opera nos honestos, eles obtêm a graça de Deus, conseguem entender a verdade e viver no caminho de alguém genuíno; por isso, as pessoas gostam deles. Além disso, ao associar-nos com quem é honesto, também podemos aprender a ter boa conduta; isso permite que aprendamos a nos comportar, agir, praticar a verdade e, por fim, com os honestos, podemos viver à semelhança e no estilo de uma pessoa normal. Então por que as pessoas não gostam dos astutos? Por que Deus os despreza? Quais são os comportamentos degenerados dos astutos? Qual é a natureza e essência deles? O que eles trazem às pessoas? Tentem entender isso! Para alguém desonesto e astuto, qual é a essência de seu caráter corrupto? É extremamente egoísta. Qual é o significado de “egoísta”? Significa que tudo é para eles, não consideram os outros, buscam apenas os próprios prazeres, não se importam se os outros vão viver ou morrer. Esse tipo de pessoa não é o tipo mais egoísta e desprezível? (Sim.) Então digam-me, se alguém não é honesto e exerce poder na igreja, o povo escolhido de Deus ganhará algum benefício? Ele não leva em consideração se o povo escolhido de Deus consegue obter a verdade ou não, se o fato de comer e beber as palavras de Deus vai dar frutos ou não, se o povo escolhido de Deus pode entrar na realidade ou não, se o povo escolhido de Deus pode entrar na trilha certa da fé Nele ou não, ou se será salvo ou não. O que ele considera é: “enquanto eu tiver prazer e status, destacar-me entre todos os outros, tiver controle sobre todos e estiver satisfeito, então está tudo bem!” Contanto que seus desejos carnais sejam atendidos, ele não quer saber de mais nada e não considera as condições do povo escolhido de Deus. Essa não é a principal essência de um astuto? Então esses astutos estão interessados apenas em si mesmos? (Sim.) Portanto, a essência básica dos astutos é o egocentrismo, que busca o prazer carnal para si próprio, não se importando com os sentimentos dos outros. Então vemos agora esses falsos líderes e anticristos, eles são os mais astutos? São egoístas em todos os aspectos; não consideram os interesses do povo escolhido de Deus. Tudo o que a igreja tem que é bom, eles desfrutam primeiro; seja qual for a posição que tenha grande poder e status elevado, são os primeiros a agarrá-la. Esse tipo de pessoa não é o mais egoísta? Os mais egoístas são os mais astutos, os mais falsos, não é verdade? Vejamos o exemplo de um bom pai e uma boa mãe. Qual aspecto deles os filhos mais admiram e aprovam? O principal é que eles não são egoístas, vivem apenas para os filhos, dão tudo para eles, tudo o que fazem é para eles, então esse tipo de pai e mãe é adorado pelos filhos. Vocês acham que um bom pai e uma boa mãe tratam os filhos com devoção e sinceridade? (Sim, tratam.)

O que uma pessoa precisa ter para ser alguém honesto? Suas palavras e ações devem trazer benefício aos outros e ela não deve ser egoísta, mas considerar os outros na maioria das vezes. Assim, pode mostrar consideração para com as intenções de Deus, renunciar à própria carne, suportar o sofrimento, renunciar a si mesma e abrir mão do que estima para satisfazer a Deus. Por dentro, quem é honesto ama os outros e, por amá-los, é capaz de amar a Deus; por dentro, quem é astuto ama a si mesmo e tudo o que faz é para si. Quem é honesto não é egoísta e diz: “Se você tiver dificuldades, posso ajudá-lo; se não entende a verdade, posso explicá-la de todo o coração e compartilhar tudo o que entendo com você”. Ele ajuda aos outros de modo abnegado, sem buscar recompensa nem pagamento. O astuto, se faz uma coisa boa para você, fica lembrando a vida toda e se um dia você não retribui, olha para você fixamente, como se o olhar dissesse: “Você ainda me deve, quando vai me retribuir? Onde está a sua consciência?” Se um astuto faz uma boa ação para outra pessoa, ele sempre se lembrará disso em seu coração, como se o outro lhe devesse muito, tanto que nem a vida toda seria suficiente para pagar. Essa é a característica de um astuto? Ao olharmos para um bom líder, que tem o coração extremamente bom e é gentil, qual é a característica que se destaca? A honestidade. Em uma pessoa ruim, um falso líder, extremamente mau, qual é a característica que se destaca? A astúcia e o egoísmo. Por ser tão egoísta, é astuto. Se alguém é honesto, é capaz de amar os outros e ajudá-los. A característica que se destaca em uma boa pessoa é a honestidade; a que se destaca em uma pessoa má é a astúcia e o egoísmo. Quanto mais egoísta e desonesta ela for e quanto mais fizer as coisas para o próprio benefício, mais enganadora ela é. Se não for algo para si, então não será enganadora; se for para outro, não tem motivo para deixar de enganar. Por exemplo, alguém está passando por dificuldades e é digno de pena. Ao ajudar essa pessoa – há necessidade de ser desonesto? Enganar não traria proveito algum, então simplesmente ajudamos a pessoa e ponto. As metas que uma pessoa má deseja realizar são vergonhosas, portanto, deve usar meios desonestos. Se revelasse de modo direto as suas motivações e metas, os outros veriam que ela é má, então não revela suas motivações e metas porque não pegaria bem. “Preciso florear para que aquilo que eu disser soe bem para os outros, então verão a mim como alguém gentil, vão gostar de mim e minha meta será atingida.” Não é isso o que o desonesto faz?

Vocês acham que aquilo que as pessoas boas dizem soa bem quando falam, ou aquilo que os astutos dizem soa bem? Ao observar todas as pessoas do mundo, quem profere as palavras que soam melhor com certeza é o mais astuto. Quem fala de modo direto e não lhe soa bem é alguém relativamente honesto; é, talvez, uma boa pessoa e pode nos ajudar. Essa avaliação está correta? O caráter que Deus apresenta em Sua obra dos últimos dias é justo, majestoso e cheio de ira; vemos que Suas palavras são simples e certeiras! Pelo fato de elas irem direto ao cerne da questão e apontarem tanto a natureza das pessoas como a verdade sobre Satanás, alguns não conseguem aceitá-las e criam noções; alguns até acham que as palavras de Deus são xingamentos. Na verdade, não são. Elas expõem a verdade das coisas. Se vocês não conseguem aceitá-las agora, esperem até o dia em que de fato identificarem-se nas palavras de Deus; sentirão que são o próprio demônio, a própria imundície, o próprio Satanás. Quando isso acontecer, sentirão que as palavras de Deus são verdadeiras, não são xingamentos e tampouco ferem. Então quanto mais diretas as palavras, não corrompidas, diplomáticas, boas de ouvir ou refinadas, mais são proferidas por pessoas honestas e mais práticas são. Quanto mais agradável algo é de ouvir, mais contém os esquemas ardilosos de Satanás. Há um provérbio que diz: “Tem gente que fala bonito, mas está cheio de intenções feias”, e é verdade. Todos que são capazes de falar com gentileza, muito tato e causar mal-entendidos nos outros são muito traiçoeiros. Esse tipo de pessoa tem intenções beligerantes, prestam atenção aos adornos, a como se vestem e à própria imagem. O caráter de todos aqueles que estão preocupados com a própria imagem pode ser descrito em poucas palavras; quais? Extremamente superficial, hipócrita, alguém que finge bem. Então os bons fingidores devem escolher as palavras adequadas; em primeiro lugar, devem tomar cuidado com a linguagem; em segundo lugar, devem tomar cuidado com o estilo de linguagem; em terceiro lugar, também devem tomar cuidado com os “enfeites do discurso”. Assim, quanto mais as pessoas pertencem a Satanás, mais traiçoeiro e ardiloso é o discurso delas. No momento, existem alguns indivíduos peculiares que praticam a linguagem de modo que falam algumas coisas, mas não conseguimos entendê-las; o significado fica bem vago, mas, ao tentar explicá-lo, não conseguimos; o que isso explica? Esse tipo de pessoa é astuto ao extremo, gasta muito tempo pensando na linguagem e acaba proferindo um tipo de linguagem que só pode ser compreendida pela metade. Logo, não é possível entender o problema, mesmo querendo, não é possível, e não vemos sinais de evidência na conversa. Essa pessoa, que pertence a Satanás, gasta muito esforço na linguagem, logo não é alguém astuto ao extremo? (É).

De que jeito vocês falam? Uma pessoa pergunta a alguém: “Quem é a melhor pessoa na sua igreja?” A pessoa, na verdade, sabe há muito tempo quem é a melhor pessoa, mas não diz. Ela pensa: “Devo dizer quem é? Como a resposta seria interpretada? Que tipo de opinião essa pessoa teria sobre mim?” Quem ouviu a pergunta pensa muito para responder e depois de pensar bastante, não responde. Ele não vai dizer por dizer. O que isso prova? Que sua mente está trabalhando. Só depois de alguns minutos ele responde, e eu digo: “Não responda. Seja lá o que disser, não será verdade”. É certo dizer isso? Se ele tivesse respondido dentro de dois ou três segundos, seriam palavras do coração e ele diria tudo o que estava pensando sem qualquer processamento. Essa pessoa é honesta. Se parar para pensar por um momento e só depois responder, então a resposta terá sido submetida a processamento, logo será adulterada. Não é assim que as coisas são? O que vocês falam também não passa por algum tipo de processamento? Às vezes são acrescentadas motivações e artimanhas ao discurso, e isso é ainda mais problemático. Alguns adicionam apenas um pouco de emoção ou falam de modo um tanto indireto, e isso beira não ser adequado, mas se em seguida adicionam as motivações ou artimanhas, está tudo arruinado. Vocês diriam que, para ser honesto, se tem a mente trabalhando constantemente, isso é bom ou ruim? (Ruim). Então como agir? Dizer de imediato o que está no coração — é como devemos agir. Mesmo se falarmos de modo um tanto franco ou se não soar bonito, não tem problema. É assim que se pratica ser alguém honesto. Se sempre agirmos assim, mais tarde, quando refletirmos sobre algo ou processarmos algo, saberemos que: “Eu estava processando o meu discurso e isso não é honesto. Não é puro, mas sim complicado e fraco”. Vocês conseguirão perceber assim que processarem algo. E se contarem mais mentiras será ainda mais fácil perceberem, pois reconhecerão: “Menti desta vez”. Conseguem colocar isso em prática? Por exemplo, alguém pode lhe perguntar: “Quem é a melhor pessoa na sua igreja, a que mais busca a verdade, é honesta e consegue comungar a verdade?” Conseguem dizer de imediato? Se quiserem dizer de imediato, então há vários problemas que precisam ser resolvidos. O primeiro é que vocês ainda não sofreram restrições de qualquer pessoa, coisa ou situação. Não há sentimento de desconfiança e vocês não refletiram sobre quais serão as consequências de dizer isso – primeiro devem estar preparados – e não estão com medo de ofender alguém por dizer verdade. O que acontece com algumas pessoas depois de refletir e processar? Escolhem outra pessoa como a melhor no lugar daquela em quem pensaram primeiro, percebem? É aí que mora a trapaça satânica. Lá no fundo, vocês sabem que a pessoa eleita não é a melhor do ranking, mas ocupa o segundo, terceiro ou quarto lugar. Não há trapaça satânica nisso? Ao agir assim, encobrimos e escondemos o que pensamos ser o melhor. Falando de modo honesto, a pessoa que vocês disseram ser a melhor é a primeira ou a segunda? Vocês poderiam encobrir quem reconhecem do fundo do coração ser a melhor, mas estão com preconceito ou ciúmes? Ou se alguém lhe perguntar quem é o melhor em realizar uma comunhão sobre a verdade, vocês diriam de imediato que era alguém que tem sido benéfico a vocês, com quem têm um ótimo relacionamento, que evidentemente não faz uma comunhão tão boa assim sobre a verdade? Vocês apresentam esses problemas quando falam? O que está adulterando a sua resposta? A base é a emoção. No seu coração, vocês sabem quem é o melhor, mas não dizem por estarem dominados por seus sentimentos, então falam que é alguém que não é grande coisa. Isso é enganação? O objetivo das pessoas ao mentir é enganar, e o motivo por trás de enganar é satisfazer a si mesmo. Há um tipo de líder que, quando pensa bem de outra pessoa e ela obedece a ele, faz o que ele diz, fala para ele palavras lisonjeiras e aduladoras, ele a promove para atuar como líder, ser um obreiro ou seu assistente. Mas aqueles que são melhores que ele e podem fazer o trabalho prático, estes ele suprime e não promove. Por que não? Tão logo ele os promova, não vão ofuscá-lo? Como resultado, não teria qualquer status, pois são muito melhores do que ele! Então ele adota esses tipos de meios desprezíveis a fim de proteger o próprio status. Ele suprime e encobre os bons e menciona muitos dos seus defeitos para enganar os olhos do alto. Assim, o alto acredita que é verdade e acha que aquelas pessoas não são boas e a pessoa que ele recomendou é melhor. Esse não é o tipo de pessoa mais enganadora e egoísta que existe? Com alguém tão enganador detendo poder na igreja, a vontade de Deus pode ser realizada? Ele sempre quer manter o controle na igreja e que o povo escolhido de Deus o ouça. Ele vê o seu status e o seu poder como importantes demais, e como resultado restringe o povo escolhido de Deus. Em casos graves, ele os arruína. Todos os falsos líderes, falsos trabalhadores e anticristos não utilizam esses métodos? Não compartilham a verdade de modo claro em comunhão, mas, no coração, concentram-se no status – estão cheios de pensamentos sobre status e honra. De modo algum buscam a verdade e de modo algum podem satisfazer a Deus, então não possuem a obra do Espírito Santo. Sem a obra do Espírito Santo, não conseguem compartilhar a luz da verdade em comunhão nem fornecer sustento aos outros, mas como ainda querem manter o status, fazem uso de alguns métodos desprezíveis para proteger a sua posição. Nada os faz parar e eles fazem o que querem dos outros, prejudicando-os, corrigindo-os e suprimindo-os. Como o grande dragão vermelho, que o povo claramente não apoia, mas que, para manter o status e as garras no poder, utiliza métodos de alta pressão, até mesmo usando tanques e metralhadoras para matar os outros. Qual vocês acham que é a diferença entre esse tipo de falso líder e o grande dragão vermelho? Nenhuma. É só que o poder dele não é tão grande.

Uma vez que alguém que não tem a obra do Espírito Santo e não passou pelo aperfeiçoamento por Deus recebe poder, não é Satanás ou o grande dragão vermelho que recebe poder? (Sim.) Então, se as pessoas não buscam a verdade, não podem alcançar salvação e ser aperfeiçoadas. Qualquer um que não pode alcançar a salvação e ser aperfeiçoado ainda pertence a Satanás, e não parece que uma pessoa assim causa tanto mal antes de exercer qualquer poder, mas assim que o recebe, é como o grande dragão vermelho. Isso é verdade? Se um líder é honesto, como ele se comporta? Encontra uma posição adequada para si mesmo na igreja, que realmente lhe pertença. Se não serve para ser líder, não insiste. Se descobre que outro é mais capaz do que ele, permite que a melhor pessoa ocupe o cargo. Somente essa pessoa é, de fato, honesta. Alguns dizem que, se um irmão ou irmã comum vê que o líder não está colocando a verdade em prática e não é honesto, mas não existem muitos outros candidatos à altura, eles dizem: “Acho que sou mais capaz do que ele. Carrego um fardo e consigo fazer alguns trabalhos práticos. Posso votar em mim mesmo?” Eles enxergam que são mesmo mais capazes do que ele em alguns aspectos, então votam em si mesmos. Isso conta como ser alguém honesto? Algumas pessoas dizem: “Isso não é ser arrogante e presunçoso? Diz na Bíblia: ‘por humildade; cada um considere os outros superiores a si mesmo’. Então alguém não pode ser honesto, só se tiver humildade?” Se enxergam a si mesmos como mais capazes do que os outros, podem de fato ser honestos? Se falarem a verdade, isso não é arrogância nem presunção. Se conseguem mesmo realizar o trabalho, isso não é arrogância nem presunção. Mas se não conseguem e estão apenas se gabando, então isso é arrogância e presunção. Agora vocês entenderam, não é? A modéstia e a humildade são importantes para ser uma pessoa honesta? Não. Quem é honesto está focado em buscar a verdade dos fatos e dizer as coisas como são. A hipocrisia é pior que a arrogância. Ela contém uma natureza enganadora e que carrega mentira e ambição. É melhor que as pessoas se concentrem em buscar a verdade dos fatos.

Estamos falando principalmente sobre como colocar em prática e entrar na vida como uma pessoa honesta. Isso não é de tanto proveito ao povo escolhido de Deus se alguém que não é honesto torna-se um líder ou um trabalhador. Pode ser colocado da seguinte maneira – ele não pode fornecer sustento ou liderar o povo escolhido de Deus. No máximo, ele pode manter as coisas funcionando. Se alguém é incapaz de escapar de um caráter corrupto e ter uma mentalidade adequada, ou seja, a mentalidade de uma pessoa honesta, então ele não pode receber a obra do Espírito Santo! Se alguém não tiver a obra do Espírito Santo, pode-se dizer que, como líder, não vai liderar os outros por meio da obra do Espírito Santo, mas por meio de suas próprias coisas inúteis e só vai usar essas coisas para liderá-los. Liderar os outros assim é frutífero? Por isso, encontramos nos arranjos de trabalho diversas vezes que todos esses falsos líderes e trabalhadores que não têm a obra do Espírito Santo devem ser substituídos no princípio. Por que devem ser substituídos? Por não terem a obra do Espírito Santo, então não importa como lideram, não serão capazes de liderar os outros na senda, fornecer sustento para o povo escolhido de Deus nem guiá-los para a realidade da verdade. É por isso que têm que ser substituídos. Se alguém não tem a obra do Espírito Santo, não pode falar de nenhuma verdadeira iluminação e não consegue acompanhar o ritmo da obra do Espírito Santo. Logo, tal líder não é digno de seu cargo e não possui a realidade. Estou falando agora exatamente do que vocês carecem no momento e em que vocês têm a necessidade urgente de entrar agora. Se continuarem ouvindo, antes que percebam terão cada vez mais entendimento da realidade e esclarecimento sobre a verdade. Terão mais de uma senda para entrar, e no final, sem perceber, terão entrado na realidade. Essa não é a liderança da obra do Espírito Santo? Sem esse tipo de obra do Espírito Santo, essas coisas escassas que as pessoas possuem por natureza não podem fornecer sustento aos outros e elas não podem guiá-los de modo algum. É por isso que os falsos líderes e trabalhadores que não possuem a obra do Espírito Santo devem ser substituídos. Isso está de acordo com a vontade de Deus, e é por isso que essas são as estipulações dos arranjos de trabalho. No momento, a obra principal na casa de Deus é “combater a falsidade”, expulsar os falsos líderes e anticristos e realmente trazer o povo escolhido diante de Deus, para que, de modo adequado, possam comer e beber das Suas palavras, compreender a verdade e entrar na trilha certa da crença em Deus, para que a Sua obra seja concluída e, no futuro, Seu povo escolhido consiga aceitar as provações e o refinamento. Neste momento, falsos líderes e trabalhadores estão sendo expulsos – primeiro os principais, aqueles que ocupam posição de destaque, que praticam mais mal, contra quem as pessoas têm mais queixas. Depois que esses que despertaram a raiva pública forem expulsos, os regulares, que não têm a obra do Espírito Santo, serão expulsos. Por fim, aqueles que não são capazes de compartilhar da comunhão sobre a realidade da verdade serão ajustados. Passo a passo, de modo lento, os anticristos e falsos líderes serão todos expulsos e nenhum deles subsistirá. Se um líder não consegue compartilhar algo novo na comunhão, mesmo tendo muitas, o povo escolhido de Deus sentirá que não está recebendo sustento e que não pode resolver as suas questões práticas. No final, não vão querer ouvi-lo mais e vão ficar cansados do que ele diz. Vocês não diriam que esse líder deve ser substituído? (Sim.) Às vezes, os irmãos e irmãs sentem que as coisas escassas que o líder tem compartilhado na comunhão não são boas e ficam fartos de ouvi-lo; sentem que outro poderia realizar uma comunhão melhor. Então, substituam-no e não escolham sempre a mesma pessoa. Se alguém faz uma comunhão boa sobre a verdade, o líder deve ser substituído por essa pessoa que fale algo novo e edifique o povo escolhido de Deus. Se a nova pessoa não é ruim no começo, mas gradualmente piora e há ainda um outro que é um pouco melhor do que ela, então a substituição deve ser feita de novo. Não fiquem sempre com a mesma pessoa, tudo bem? A experiência de uma determinada pessoa é muito limitada – é só aquele pouco que ela tem, então, depois de ter sido líder por seis meses ou um ano, não tem mais nada. Existem alguns líderes cuja comunhão é muito repetitiva e o povo escolhido já ouviu o bastante disso. Eles estão cansados de ouvir, fartos de ouvir e, no final, quando o líder abre a boca, as pessoas sabem exatamente o que está por vir. Então há qualquer necessidade de ele continuar falando?

Vocês diriam que é importante ser honesto agora? É muito importante! Quanto da semelhança de alguém honesto vocês têm no momento? Trinta por cento? Cinquenta por cento? Talvez setenta ou oitenta por cento? Se vocês não são honestos, não conseguirão manter-se firmes na frente dos outros, muito menos diante de Deus; Ele conhece até o que de mais íntimo há no coração das pessoas. Os outros podem acreditar em vocês algumas vezes e ser enganados, mas, em pouco tempo, não é isso o que vai acontecer? Já que foram enganados, não vão odiar vocês? Vão detestá-los. O valor de sua integridade no coração deles será zero. Não haverá um mínimo de credibilidade e os outros não gostarão de vocês. Não se pode confiar no desonesto! É adequado que ele seja líder na igreja? Se o desonesto for líder na igreja, será capaz de fazer coisas más em diversos aspectos; isso pode ser resumido? Em primeiro lugar, a verdade que ele compartilha na comunhão e o testemunho que dá são, decerto, todos adulterados. Todos contêm motivações e objetivos – estão alterados, esvaziados demais. As verdades que ele entende são absurdas. Em segundo lugar, ele definitivamente tem motivações e objetivos quando interage com os outros, quando fala e trata das questões. Há desonestidade e engano nele, e não se pode confiar nele. Em terceiro lugar, as suas palavras desencaminham as pessoas e trazem problemas. Se vocês acreditam nas palavras de um enganador, com certeza não estão na senda correta! Então, como um enganador deve ser visto? Primeiro, esse tipo de pessoa não tem humanidade nenhuma. Isso acontece por decreto. Aos olhos de Deus, todos que contam mentiras são demônios. Quando se diz que alguém tem natureza desonesta, pode-se dizer que ele mente muito? Com certeza. Em que medida? Tudo é alterado, esvaziado de sentido, e nada pode ser confiável. Nada do que ele diz é a verdade. Existem algumas coisas que estão em consonância com os fatos, mas eles também foram alterados. As coisas que foram alteradas também são mentiras? (Sim.) Então, quando podemos alcançar o ponto de não falar mentiras? Algumas pessoas dizem: “Há algumas coisas que precisam ser realizadas, mas não quero que ninguém saiba a verdade, então não posso deixar de mentir!” Portanto, para não mentir, tudo deve ser feito de modo correto e pode se tornar público. E alguns dizem: “Mas não sou capaz de fazer esse tipo de coisa!” Eles não conseguem, apegam-se aos prazeres carnais e querem preservar a reputação. Não há nada que possam fazer – apenas encobrir seus atos mentindo. As pessoas querem fazer algo injusto e que os outros ainda as elogiem, então resolvem esse problema mentindo para atingir os próprios objetivos. As pessoas não têm necessariamente uma motivação e uma meta quando mentem? Existem pessoas cujos filhos querem crer em Deus, mas elas os aconselham a ir primeiro para a faculdade e depois acreditar em Deus, mas o que elas dizem na igreja? “Meu filho quer entrar na faculdade, mas quero muito que ele acredite em Deus. Ele discorda – está decidido a ir para a faculdade, então não vou forçá-lo. Não há nada que eu possa fazer, apenas mandá-lo para a escola.” Percebem? Nem insistiram! Não é problema delas! Isso não é mentir? Então, se vocês apoiam os estudos do filho, digam: “Apoio ele nos estudos. Não sei muito bem como criar um filho, mas acho que ele deveria receber um pouco mais de instrução e não tem problema se ele acredita em Deus no tempo livre. Vou ajudá-lo”. Só isso. É claro que quem conta mentiras concentra-se em manter a própria imagem. São hipócritas e têm medo de que as pessoas falem mal deles ou não os aprovem. Também querem ganhar a aprovação dos outros, bem como fazer coisas ruins. Não há escolha – tudo o que podem fazer é mentir. Vocês diriam que um enganador pode ter amor genuíno pelos irmãos e irmãs? Ele pode carregar um verdadeiro fardo para a igreja? (Não.) Então, se houver um mentiroso que diz: “Estou muito preocupado com a entrada do povo escolhido de Deus na vida! Estou bastante preocupado com as perspectivas futuras da nossa igreja!”, isso faz algum sentido? Essas palavras não são claramente enganosas? É evidente que se trata de um enganador, mas ele ainda pode dizer esse tipo de coisa. Digam-me, qual é o problema disso? Ele quer estabelecer a própria imagem e mostrá-la aos outros para que digam: “Uau, ele carrega um grande fardo pela igreja! Seu amor pelo povo escolhido de Deus é tão genuíno!” Na verdade, tudo o que ele faz é desprezível e tudo isso é prejudicial ao povo escolhido de Deus, e perturba a vida na igreja. Esse tipo de pessoa não é completamente sem-vergonha? Ao ouvirem essas palavras, vocês não sentem que elas dão um pouco de nojo? Vocês veem que ele fez muitas coisas ruins, mas depois dá meia-volta e é capaz de dizer uma coisa dessas. Dá arrepios, não dá? Agora, vocês conseguirão discernir!

Quando alguém é capaz de ser honesto, e percebemos que suas palavras e ações são genuínas, os outros o elogiam e sentem que essa pessoa é credível e verdadeiramente boa; só esse tipo de pessoa pode ser salvo. Se alguém está sempre perturbando e prejudicando a igreja, e depois ainda diz que está preocupado com ela, é o reflexo do método do grande dragão vermelho. Está dizendo as coisas certas e, ao mesmo tempo, praticando todo tipo de mal! Vocês não odeiam esse tipo de pessoa? (Sim!) Há algumas pessoas enganosas que, de fato, já prejudicaram muito, rechaçaram e expulsaram o povo escolhido de Deus, mas o que elas dizem quando são procuradas de volta? “Puxa, eu estava preocupado achando que você não conseguiria levar uma vida de igreja! Se você não for salvo, eu poderia ficar em paz?” Elas rechaçaram e expulsaram o povo de Deus, mas continuam dizendo que estão preocupadas que as pessoas não podem viver uma vida de igreja. Depois de prejudicar os outros, ainda estão fingindo ser uma boa pessoa. Esse não é um enganador? O que dizem após prejudicar e perturbar a igreja? “Estava preocupado com o futuro da igreja! Estava preocupado que o povo escolhido de Deus não tivesse a vida de igreja.” Um enganador diz as coisas certas enquanto pratica todo tipo de mal, mas os verdadeiramente honestos não dizem essas coisas que soam bem depois de fazer algo bom – eles só falam de questões de ordem prática. Não digam palavras que soam bonitas – isso é inútil. Fazer algo bom é muito melhor do que dizer cem palavras aprazíveis! Existem algumas pessoas que estão sempre usando a palavra “amor”: “Amo a verdade e amo o povo escolhido de Deus! Amo meus irmãos e irmãs!” No entanto, elas não fazem nada real. Esse não é um enganador? Os honestos não dizem essas coisas. Eles fazem coisas práticas. É como os pais que fazem tudo para os filhos; eles, na verdade, não dizem: “Tudo o que faço é para você!” Apenas, de modo discreto, fazem o que devem fazer. Assim são os honestos. Quanto aos hipócritas, aqueles que não têm a verdade não terão discernimento algum. Quando alguém “fala bonito”, eles pensam que é uma pessoa boa. Quanto mais “bonito” alguém falar, mais eles se comovem, como se quem fala “bonito” tivesse mais realidade. Se alguém faz muito, mas diz menos palavras bonitas, é desconsiderado. Passa-se por alguém mediano, que não possui a realidade. Há muita gente que vê as coisas dessa maneira? (Sim.) Esse tipo de pessoa tem a verdade? Eles não conseguem enxergar de modo claro que tipo de pessoa de fato possui ou não a realidade. É o tipo mais superficial de pessoa, que não tem verdade nem a realidade!

Anterior:Apenas preparando e usando pessoas que busquem a verdade e possuam uma forte aptidão para o trabalho podemos cumprir a vontade de Deus

Próximo:As pessoas que creem em Deus, mas não são submissas a Ele serão eliminadas

Coisas que talvez lhe interessem