Aplicativo da Igreja de Deus Todo-Poderoso

Ouça a voz de Deus e dê as boas vindas ao retorno do Senhor Jesus!

Convidamos a todos os buscadores da verdade que entrem em contato conosco.

Coleção de sermões: provisão para a vida

Cores sólidas

Temas

Fonte

Tamanho da fonte

Espaçamento entre linhas

Largura da página

0 resultados

Nenhum resultado encontrado

16. Se alguém desejar entrar na realidade, deverá resolver o problema de obedecer a regras

A obra de Deus dos últimos dias envolve julgar as pessoas, castigá-las, prová-las e refiná-las, a fim de mudar seu carácter corrupto. Ao mesmo tempo, as pessoas devem experimentar a obra de Deus para que possam compreender a verdade e conhecer a Deus. Quando o homem tiver conhecimento genuíno de Deus, terá alcançado os resultados reais de compreender a verdade e ter a Sua palavra como sua vida. Colocar a verdade em prática se constrói sobre a fundação de uma compreensão genuína da verdade. Somente uma compreensão genuína da essência das palavras de Deus e a compreensão do verdadeiro significado da verdade podem produzir a senda e o resultado de colocar a verdade em prática. Quando experimentamos a obra de Deus, Ele exige que busquemos a verdade e obtenhamos a verdade para que possamos usá-la para resolver problemas – somente os que têm essa realidade podem ser verdadeiramente salvos e aperfeiçoados. Há muitas pessoas que creem em Deus há vários anos, mas que não sabem o que significa colocar a verdade em prática, pois não a compreendem realmente. O grau em que alguém compreende a verdade é também o grau em que se pode colocá-la em prática. Aqueles que se apegam a regras e são restringidos por elas não compreendem a verdade porque compreendem apenas letras e doutrinas, e não a essência da verdade. Portanto, tudo o que podem fazer é obedecer a regras e observar formalidades. Há um problema universal nas igrejas: os crentes só são capazes de falar sobre letras e doutrinas, obedecer a regras ao fazer as coisas e são sempre restringidos por elas. Nas reuniões, eles se comunicam muito bem. No entanto, quando se trata de suas vidas são incapazes de colocar a verdade em prática, estando sempre restringidos por essa ou aquela regra. Não sabem o que fazer e não conseguem encontrar uma solução. São estrategistas de poltrona que, quando tentam aplicar suas teorias em situações da vida real, ficam confusos e desorientados. Portanto, não são capazes de satisfazer a Deus quando cumprem seus deveres. A origem desse problema é que não entendem genuinamente a verdade. Falam somente sobre cartas e doutrinas. Como podem guiar outras pessoas na realidade das palavras de Deus se falham em entrar na realidade da verdade? Em contraste, os que genuinamente entendem a verdade sabem que o verdadeiro significado de colocar a verdade em prática é cumprir as exigências que Deus faz ao homem. É viver a semelhança de um ser humano genuíno diante de Deus. Viver a verdade foi a única exigência que Deus fez ao homem quando Ele o criou. Além disso, eles sabem que obedecer a regras não cumprirá de forma alguma as exigências de Deus nem fará com que alcancem a semelhança que deveriam viver. Portanto, os que genuinamente compreendem a verdade não obedecem de maneira alguma a regras nem são restringidos por elas. Eles sentem que não faz nenhum sentido. Somente aqueles que gostam de falar sobre letras e doutrinas e não entendem genuinamente a verdade instruiriam as pessoas a obedecer a regras porque eles mesmos fazem assim, porque acreditam que obedecer a regras é colocar a verdade em prática e porque pensam que obedecer a regras é suficiente para cumprir as exigências de Deus. Todos aqueles que obedecem a regras ou são restritos por elas não compreendem assuntos espirituais e são incapazes de compreender a verdade. Independentemente de quão claramente os outros comuniquem a verdade, eles só compreendem doutrinas. Quando se trata de praticar, tudo o que fazem é obedecer a regras – para eles, obedecer a regras é praticar a verdade, e praticar a verdade não pode ser feito sem obedecer a regras. Essas pessoas são absurdas e não compreendem questões espirituais. Elas não compreendem de modo algum a essência da verdade.

Aqueles que genuinamente entendem a verdade nunca obedecem a regras quando fazem coisas. Não são de maneira alguma restringidos por regras. Quando trabalham, concentram-se apenas em princípios e buscam resultados. São competentes em perceber as intenções de Deus e ponderar sobre o significado de Deus quando buscam a verdade. Uma pessoa assim obedece a regras quando trabalha ou entrega arranjos de trabalho, bem como sermões e comunhão? De modo algum. Sua obra é baseada nas problemas reais da igreja. Ela busca oportunidades para distribuí-las para a igreja. A finalidade dos arranjos de trabalho e sermões que ela entrega é resolver as questões reais que existem dentro da igreja e resolver os problemas que o povo escolhido de Deus enfrenta em relação à entrada na vida. Se não encontra nenhum problema, ela não trabalha. Normalmente, ela se concentra apenas em estudar a situação e esclarecer as origens dos problemas. Além disso, é muito fácil para ela descobrir problemas em todos os tipos de situações. Ela nunca obedece a regras e age por princípios em todas as coisas. Aqueles que não têm a verdade não sabem o que fazer quando enfrentam problemas. Aqueles que genuinamente compreendem a verdade são particularmente perspicazes quando descobrem problemas. Quando se comunicam com os outros ou por causa dos problemas que existem dentro da vida da igreja, são capazes de descobrir problemas existentes com líderes e obreiros da igreja. Também são capazes de descobrir dificuldades que o povo escolhido de Deus tem com a entrada na vida. É por isso que, na experiência de guiar o povo escolhido de Deus para entrar na realidade das Suas palavras, sempre têm trabalho para realizar, verdade para comunicar e problemas para resolver. Não há regras quando se trata de seu trabalho nem são controlados por quaisquer regras. Aqueles que genuinamente compreendem a verdade são flexíveis e normais. Os que genuinamente compreendem a verdade podem usar a verdade para resolver problemas, não são controlados por regras, podem satisfazer a Deus quando cumprem seus deveres e podem servir à Sua vontade como líderes e obreiros. Somente esses tipos de pessoas são os que genuinamente entendem a verdade e que entram na realidade das palavras de Deus.

Onde ficam as diferenças entre praticar a verdade e obedecer a regras? Exemplos serão dados a seguir. Tomemos a verdade da obediência a Deus. O que é exatamente obediência a Deus? Obedecer a Deus é obedecer a tudo o que vem Dele. Isso inclui tudo o que Deus diz e toda a verdade que Ele tem. Isso também abrange obedecer à obra do Espírito Santo e obedecer a toda a dominação e a todos os arranjos de Deus. Isso é o que significa obedecer a Deus. Os que genuinamente obedecem a Deus não fazem escolhas individuais nem têm impurezas pessoais quando O obedecem. Eles praticam incondicional e totalmente de acordo com o significado e as exigências de Deus. Eles obedecem a Deus como soldados seguindo ordens – essas são pessoas que genuinamente O obedecem. São capazes de obedecer totalmente à autoridade das palavras de Deus. Podem obedecer até a morte sem reclamação alguma. Esse é o estado mais elevado de obediência a Deus. Os que obedecem a Deus com condições, razões ou escolhas pessoais não são pessoas que genuinamente obedecem a Ele. Os que obedecem a regras frequentemente tomam o significado superficial de um determinado versículo de Deus e o seguem como se fosse uma regra. Eles não buscam as verdadeiras exigências que Deus faz ao homem e não buscam os resultados reais que devem ser alcançados, colocando as Suas palavras em prática. Obedecer a regras não representa obediência genuína. Mais que isso, não representa viver a semelhança de um ser humano genuíno pela prática da verdade. Obviamente, isso não satisfaz a vontade de Deus. Portanto, esse modo de prática de obedecer a regras não é de maneira alguma colocar a verdade em prática. O que é ainda mais lamentável é que algumas pessoas escolhem um versículo das palavras de Deus para obedecer ao que está em consonância com as concepções do homem, e desconsideram as outras palavras mais profundas e mais importantes. Esse tipo de modo de prática fora de contexto é colocar ainda menos a verdade em prática e não é, de maneira alguma, obedecer a Deus. Algumas pessoas até tomam algumas das palavras associadas à obra passada de Deus para negar a Sua palavra atual. Esse é um meio pelo qual Satanás resiste a Deus, e lá dentro, há truques de Satanás e sua intenção. Esses tipos de pessoas obedecem a um dos versículos de Deus relacionado a uma etapa anterior de Sua obra que já está desatualizada e o usam para negar as Suas palavras atuais. Essa é uma maneira muito traiçoeira e maliciosa de resistir a Deus. Todos os tipos de anticristos e enganadores resistem a Deus e se opõem a Ele dessa maneira.

Praticar a verdade da obediência a Deus deve envolver princípios e deve estar de acordo com as Suas palavras atuais. Somente as exigências atuais que Deus faz ao homem representam a Sua vontade. No que diz respeito àqueles que genuinamente obedecem a Deus, independentemente de quais sejam as Suas condições e exigências, o homem deve obedecer incondicionalmente. Para algumas pessoas, sua obediência a Deus é praticada sob a condição de desfrutar da graça. Sua premissa para a obediência é que ela deve estar de acordo com as noções e imaginação do homem. Se não há graça para desfrutar, elas não obedecerão a Deus. Essas pessoas não buscam a verdade. Essas pessoas que apenas desfrutam da graça e não estão dispostas a sofrer e pagar o preço são genuinamente obedientes a Deus? Elas podem obter a perfeição de Deus? Em relação à verdade da obediência a Deus, a como exatamente praticar de uma maneira que seja obedecer a Ele e a regras, em que você deveria basear seu discernimento sobre essas questões? Os que genuinamente obedecem a Deus e colocam a verdade em prática, obedecem a Deus de coração. Eles guardam inteiramente um coração que obedece a Deus quando colocam a verdade em prática. Seus corações já obedeceram a Deus. Depois, obedecem aos princípios da prática. Os resultados que podem ser alcançados por meio da prática da obediência a Deus dessa maneira são que as pessoas terão uma mudança em seu caráter de vida e terão um coração que obedece e reverencia a Deus. Ao praticar a verdade dessa maneira, você está usando seu coração e, ao mesmo tempo, usando ações para satisfazer a Deus. Os resultados desse modo de prática permitirão que outras pessoas vejam que essa pessoa é realmente alguém que reverencia a Deus. O coração dessa pessoa realmente tem consideração pela vontade de Deus e O satisfaz. Os que obedecem a regras só podem fazer com que outras pessoas vejam isso externamente; parece que eles não estão resistindo a Deus. No entanto, outras pessoas não podem ver que os corações dessas pessoas obedecem a Deus. Externamente, parece que elas estão obedecendo e satisfazendo a Deus. No entanto, após certo período de tempo, esse tipo de implementação não dá indicação alguma de que essa pessoa tenha alguma mudança em seu caráter de vida. Essa é a diferença essencial entre obedecer a regras e colocar a verdade em prática. Qual forma de prática você diria que satisfaz a Deus? Colocar genuinamente a verdade em prática ou obedecer a regras? Que forma de prática você diria que é obedecer a Deus?

Tomemos outro exemplo. Como a verdade de servir a Deus deveria ser colocada em prática? Primeiramente, você deve compreender as exigências de Deus, e isso deve estar de acordo com a Sua palavra . Servir a Deus é guiar o povo escolhido de Deus para comer e beber as Suas palavras e experimentar as Suas palavras para que possam ter compreensão da verdade e entrar na realidade e se tornar pessoas que O obedecem e adoram. É assim que guiar as pessoas à presença de Deus é colocado em prática. No processo de colocar isso em prática, você deve, de acordo com sua própria experiência e compreensão da verdade, continuamente resolver todos os problemas que o povo escolhido de Deus encontra em suas experiências. Dessa forma, à medida que o povo escolhido de Deus passa gradativamente a compreender a verdade e entrar na realidade das Suas palavras, ele também alcança uma compreensão genuína de Deus e, ao final, será capaz de obedecer e adorar a Deus completamente. Se você puder alcançar esses resultados enquanto estiver cumprindo a comissão de Deus, será uma pessoa que genuinamente O serve. Ao praticar servir a Deus, cada vez que você se comunica, será capaz de exaltá-Lo, dar testemunho dos Seus feitos , usar a verdade para resolver problemas e ajudar as pessoas a produzir compreensão, louvor e adoração genuínos a Ele. Se você puder alcançar esses resultados, então estará servindo a Deus da maneira mais substancial. Quem pode falar de uma compreensão genuína de Deus pode mais clara, abrangente e incisivamente dar testemunho da obra, da salvação e do amor de Deus pelo homem, e fazer com que outros O conheçam genuinamente e retornem totalmente a Ele – essa pessoa é alguém que verdadeiramente O serve. Portanto, pode-se dizer que apenas aqueles que genuinamente dão testemunho de Deus e O exaltam são pessoas que O servem. Esse é o verdadeiro significado da verdade de servir a Deus. Há alguns líderes e obreiros da igreja que são incapazes de comunicar um conhecimento genuíno de Deus quando trabalham. Em vez disso, falam sobre letras e doutrinas, fazem os outros trabalhar de acordo com seus caprichos e obedecem a regras. Eles não podem de maneira alguma fazer com que as pessoas compreendam a verdade e entrem na realidade. O resultado é que as pessoas não compreendem a verdade nem conhecem a Deus, mesmo depois de muitos anos de fé. Claramente, nada do que eles fazem dá testemunho de Deus nem O exalta de maneira alguma. Portanto, são pessoas que servem a Deus? De maneira alguma. Em vez disso, são pessoas que se expõem e se exibem. São pessoas que servem a Deus, mas resistem a Ele. Sua maneira de fazer as coisas nunca será capaz de trazer as pessoas diante Dele. Quanto à questão de se essas pessoas colocam a verdade em prática ou não, isso é óbvio.

Deixe-me dar outro exemplo a vocês. O que é exatamente dar testemunho? Dar testemunho também é a realidade da verdade na qual o povo escolhido de Deus deve entrar. De acordo com o significado de Deus, é perseverar em comer e beber a Sua palavra e buscar a verdade ao experimentar a Sua obra . Independentemente de quantos julgamentos e castigos, provações e refinamentos, perseguições e tribulações você experimente, mesmo assim você não abandona a palavra de Deus, você persiste em comer e beber a Sua palavra e obedece ao caminho da verdade, seguindo-O até o fim. Finalmente, você alcança fé e conhecimento genuínos de Deus e seu caráter de vida muda. Cada vez mais você sente que Deus é amor, o caminho, a verdade e a vida. Além disso, você é capaz de obedecer a toda a dominação e aos arranjos de Deus. Ou seja, não importa quão dolorosas ou severas sejam suas provações e refinamento, ainda assim você é capaz de obedecer até o fim sem uma palavra de reclamação. Esse tipo de pessoa é alguém que dá testemunho. Esse tipo de pessoa é alguém que segue a Deus até o fim da estrada e que recebe o Seu elogio. Mesmo que Deus refine essas pessoas por mais algumas décadas, elas não O trairão . Sua fé simplesmente cresce cada vez mais, elas seguem a Deus cada vez mais de perto e sua humanidade se torna cada vez mais normal. Em cada igreja há certo número de pessoas assim. Elas creem em Deus e buscam a verdade com sinceridade. Essas pessoas dão testemunho sem duvidar e recebem a salvação de Deus. A essência de dar testemunho é ficar ao lado de Deus e ter o mesmo modo de pensar que Deus ao passar por todo o tipo de refinamento e provação. É amar a Deus sem arrependimentos, fazer o máximo para defender a Sua obra , defender os interesses do Seu povo escolhido e ser leal a Ele até a morte. Independentemente do refinamento e das provações que essas pessoas experimentaram, elas não abandonam a Deus, cumprem seus deveres da mesma maneira e são leais a Ele. Quando o grande dragão vermelho cair, essas pessoas serão capazes de falar sobre suas próprias experiências e testemunhos genuínos. Em seus corações, elas expressam louvor e reverência genuínos por Deus. Esses compõem o grupo de vencedores que Deus formou. Aqueles que não dão testemunho são os que não buscam a verdade, que desfrutam dos prazeres da carne, que não cumprem seus deveres e são covardes inacreditáveis que temem o grande dragão vermelho. Além disso, em suas experiências da obra de Deus, não buscam a verdade e buscam apenas poder, status e enganar o povo escolhido de Deus. Eles perturbam a vida da igreja e são pessoas que fazem todo tipo de coisas más. Além disso, essas pessoas não se concentram em comer e beber a palavra de Deus nem em buscar a verdade. Elas anseiam pela chegada do dia de Deus e querem ser abençoadas e se livrar do sofrimento dos desastres, e essas pessoas querem entrar no reino de uma só vez. Essas pessoas que creem em Deus, mas não dão testemunho, não comunicam absolutamente nenhuma compreensão genuína de Deus, nem vivem uma humanidade normal nem uma semelhança de um ser humano real. Portanto, essas pessoas não têm do que dar testemunho. Aqueles que não têm testemunho real não podem dar testemunho. Aqueles que creem em Deus, mas não cumprem seus próprios deveres, menos ainda dão testemunho. Todos aqueles que não buscam a verdade, que sempre esperam que o dia de Deus chegue mais depressa e que possam escapar do sofrimento, que sempre almejam guardar apenas o nome de Deus, e, contanto que não O traiam, possam obter a Sua salvação e bênção são as pessoas que obedecem a regras. Essas pessoas são sonhadoras e querem que seus sonhos se realizem. Na verdade, todos aqueles que não têm a realidade da verdade e não dão testemunho não experimentarão nenhuma mudança em seu caráter de vida. São todos fracassos quando se trata de fé.

Vou dar a vocês outro exemplo. O que significa desprezar o grande dragão vermelho? Todos os que genuinamente compreendem e amam a Deus certamente são também pessoas que detestam o grande dragão vermelho e se rebelam contra ele. Na verdade, quanto mais genuína é a compreensão que o homem tem de Deus, mais profundo é seu ódio por Satanás e o grande dragão vermelho. Quanto mais ele compreender a verdade e se tornar uma pessoa equipada com a verdade, mais genuína será sua rebelião contra Satanás e o grande dragão vermelho. Algumas pessoas não compreendem a verdade. Embora elas também odeiem o grande dragão vermelho, seu ódio é definitivamente mais superficial. Não é genuíno e elas não podem alcançar a verdadeira rebelião. Se as pessoas não tiverem a verdade, não serão capazes de ver claramente a natureza e essência malignas do grande dragão vermelho. Nesse caso, seu ódio pelo grande dragão vermelho será apenas um ódio superficial. Elas odeiam apenas as ações e o comportamento do grande dragão vermelho. Elas não têm ódio genuíno pela natureza e essência do grande dragão vermelho. Se o grande dragão vermelho não as persegue, ou se concede a elas algum benefício, então até param de odiá-lo. Se o grande dragão vermelho não fizer tantas coisas malignas que resistem a Deus, elas até cantarão louvores a ele. Se uma pessoa tem ódio apenas superficial pelo grande dragão vermelho, ela realmente o odeia? Tal ódio pode produzir testemunho de rebelião contra ele? De modo algum. Quantos tipos de ódio há pelo grande dragão vermelho? Qual ódio é ódio verdadeiro e qual ódio é ódio superficial? Que tipo de ódio pode produzir rebelião contra ele? Que tipo de ódio faz com que alguém seja facilmente enganado e usado, confie no grande dragão vermelho e seja capaz de até mesmo se juntar às suas fileiras? Você consegue enxergar esses problemas essenciais do ódio a ele? Quais são as manifestações de rebelião genuína contra ele? Você está totalmente do lado de Deus? Seu coração se voltou totalmente para Deus? Você cumpre fielmente suas obrigações? Você obedece verdadeiramente a Deus e foi ganho por Deus? Você tem essas realidades de verdadeiramente se rebelar contra o dragão? O grande dragão vermelho é o adversário de Deus. Não pode haver harmonia alguma entre Deus e o grande dragão vermelho. Não há terreno neutro entre eles. Se você não é leal a Deus, então você não se revolta genuinamente contra o grande dragão vermelho. Se você não pode verdadeiramente obedecer a Deus, você não se rebela genuinamente contra o grande dragão vermelho. Se você não pode ter o mesmo modo de pensar de Deus, então você não é alguém que rompeu completamente com o grande dragão vermelho. Você acredita que se rebelar contra o grande dragão vermelho é uma questão simples? Entrar na realidade da verdade não é uma questão simples.

Aqueles sem a verdade não conseguem enxergar o estado real de uma pessoa. Não é fácil para eles perceber se alguém realmente compreende a verdade. Como podemos discernir se alguém realmente compreende a verdade? Primeiramente, você deve reconhecer que a verdade é algo que Deus exige que o homem compreenda e coloque em ação. Além disso, é uma realidade de vida que o homem deve possuir. Somente os que possuem a verdade podem viver a semelhança de um ser humano genuíno. O que é a verdade? Segundo a palavra de Deus, é uma realidade de vida que alguém com humanidade normal deveria ter. Essa realidade de vida é tangível. Possui a semelhança que é vivida. Quando alguém vive a semelhança da verdade, é uma pessoa que está vivendo a semelhança de um ser humano genuíno conforme a exigência de Deus. Somente se o homem vive de acordo com a palavra de Deus ele tem a semelhança de um ser humano genuíno. É totalmente impossível para o homem viver o verdadeiro significado de uma vida se não possuir a verdade. Ele só pode viver uma vida genuína se tiver a verdade. Isso é certo. Claramente, compreender a verdade não é tão simples quanto as pessoas imaginam. A implicação da verdade é algo que o homem é incapaz de descrever plenamente com palavras. Somente os que compreendem Deus e que foram aperfeiçoados por Ele podem sentir uma parte do mistério por dentro. A verdade é vida. É humanidade normal e o caráter de vida de um ser humano genuíno. As coisas a seguir estão relacionadas ao grau de verdade que a humanidade compreende: como o homem pode obedecer a Deus para que possa cumprir os Seus critérios e exigências,, o que os que genuinamente obedecem a Deus podem desfrutar e as coisas que o homem pode ver quando vive na semelhança que está de acordo com as Suas palavras.,. Portanto, para os que genuinamente compreendem a verdade, quando suas expressões de colocar a verdade em prática e a maneira como a vivem são vistas por outros, esses observadores certamente receberão benefícios e edificação, e verão que eles têm verdade e humanidade e são normais e práticos. Se todo o povo escolhido de Deus puder viver de acordo com a palavra de Deus e se tornar um povo que possui verdade e humanidade, então o reino de Cristo emergirá. O que o povo escolhido por Deus vive é a semelhança de um ser humano genuíno. No entanto, obedecer a regulamentos não pode nem chegar perto de alcançar esses resultados. Já que aqueles que obedecem a regulamentos não compreendem a essência da verdade, não há como eles viverem uma humanidade normal. Em vez disso, ainda vivem sob o controle do velho Satanás e de acordo com os desejos da carne. Seus corações são como poças de água estagnada. Suas manifestações são as dos mortos. Mesmo que pratiquem algumas coisas, obedecem a regulamentos como robôs seguindo um protocolo e não têm vitalidade. Porque eles não têm a semelhança de um ser humano genuíno, nem mostram sinais de ter o sopro de um ser vivente, não podem contribuir para as outras pessoas em nada. Essas são as diferenças entre praticar a verdade e obedecer a regulamentos. Aqueles que obedecem a regulamentos cumprem seus deveres na superfície, mas estão meramente enganando a Deus e lidando com Ele superficialmente. Externamente, parece que estão servindo a Deus, mas, na verdade, estão interrompendo e perturbando a obra. Na superfície, parece que estão comunicando a verdade. Na realidade, estão usando raciocínio teórico para se exibir. Seu trabalho não serve a Deus. Na essência, eles resistem a Deus. Embora os que obedecem a regulamentos digam que odeiam o grande dragão vermelho, em seus corações ainda gostam dele por vezes. Se o grande dragão vermelho manifesta alguma graça a eles, ainda são capazes de sentir gratidão por isso. Isso nos permite enxergar um fato: as pessoas que obedecem a regulamentos não compreendem a verdade e não têm vida. Ainda são capazes de resistir e trair a Deus. Portanto, os que obedecem a regulamentos não têm a realidade da verdade.

Somente os que realmente compreendem a verdade podem entrar na realidade, porque somente os que compreendem a verdade podem colocar a verdade em prática. Os que são propensos a obedecer a regulamentos são totalmente incapazes de colocar a verdade em prática. Deve ficar claro que praticar a verdade envolve princípios. Enquanto você está praticando, o critério principal deve ser manter esses princípios. O fator mais importante é que você não deve violar os princípios de maneira alguma. Somente agir de acordo com os princípios e garantir que eles não sejam violados é praticar a verdade com precisão. Somente os que não compreendem a verdade obedecem a regulamentos. Os que genuinamente compreendem a verdade prestam atenção aos princípios da prática. Deus frequentemente nos diz para fazer as coisas de acordo com princípios. Somente fazendo as coisas de acordo com princípios é que podemos colocar a verdade em prática com precisão. O que significa fazer as coisas de acordo com princípios? Como surgem os princípios? Se não compreendermos realmente a verdade, não seremos capazes de encontrar e compreender os princípios. Os princípios surgem precisamente do reconhecimento da essência da verdade. Somente quando pudermos ver claramente a essência da verdade descobriremos os princípios. Agora, como podemos determinar os princípios de praticar a verdade? Isso envolve compreender a essência da verdade. Os princípios da prática vêm da compreensão da essência da verdade. Ou seja, são baseados no verdadeiro significado da verdade e surgem dele. Quando você compreender a essência da verdade, saberá os resultados que deveriam ser alcançados pela prática da verdade. Com base nos efeitos em vários aspectos que podem ser alcançados, você será capaz de determinar alguns princípios de prática. Depois, você age de acordo com esses princípios, e se puder alcançar resultados, então isso é colocar a verdade em prática. O aspecto mais importante de seguir os princípios da prática é que você pode satisfazer as exigências de Deus. Não se trata de haver uma maneira certa de fazer as coisas. Ao invés disso, é que o coração das pessoas é capaz de obedecer e satisfazer a Deus, e essa é a base da prática da verdade. Se o seu coração não pode obedecer a Deus, mesmo que você esteja indo bem externamente, é uma imagem falsa e é uma fraude. Se o seu coração obedece a Deus, sua prática externa é definitivamente genuína. Portanto, a principal expressão de colocar a verdade em prática é que você é, antes de tudo, capaz de obedecer dentro de seu coração. Depois, você tem a maneira certa de praticar de acordo com os princípios. Esse é o resultado que Deus exige que o homem alcance em relação a colocar a verdade em prática. Somente se você compreender os princípios de colocar a verdade em prática é que poderá fazê-lo com precisão.

Tomemos como exemplo a prática de ser uma pessoa honesta. Mesmo que você não diga mentiras, há em seu coração fraude, traição ou outras intenções diante de Deus? Isso envolve os princípios de praticar a verdade de se tornar uma pessoa honesta. Se o seu coração for totalmente limpo, simples, aberto e honesto diante de Deus, então você será capaz de dizer coisas honestas sem falsidade. Se você se concentrar apenas em não dizer mentiras, mas as intenções fraudulentas em seu coração não foram resolvidas, então mesmo que você às vezes diga e realize coisas que são muito boas, seu coração não foi purificado. Essa é uma pessoa verdadeiramente honesta? É alguém que coloca a verdade em prática? Praticar a verdade de se tornar uma pessoa honesta não é uma questão simples. Se você se concentra apenas em não dizer mentiras, isso é uma manifestação de obedecer a regulamentos. Mesmo que você possa temporariamente impedir sua boca de dizer mentiras, se há traição e fraude em seu coração e você é capaz de usar outros métodos para mentir, então isso não é praticar a verdade de ser uma pessoa honesta. Para algumas pessoas, a verdade de ser uma pessoa honesta é apenas se concentrar em não dizer mentiras com os lábios. Elas negligenciam a resolução das mentiras e fraudes que existem em seus corações. O resultado é que após vários anos de prática, elas ainda não resolveram suas mentiras e fraudes. Esse modo de prática representa a entrada delas na realidade da palavra de Deus? Elas viveram a semelhança de uma pessoa verdadeiramente honesta? Nenhum desses resultados foi alcançado. Como se pode dizer que elas entraram na realidade da verdade? Agora, como os princípios da verdade de ser uma pessoa honesta podem ser determinados? Para resolver a questão de não dizer mentiras, você deve antes resolver a traição e fraude em seu coração. Você deve antes compreender a essência de dizer mentiras e praticar fraude. Quando o coração de um homem for capaz de odiar a traição e a fraude, ele será capaz de realizar a verdade de ser uma pessoa honesta. Essa é a fundação sobre a qual se constrói ser uma pessoa honesta. Seu coração deve compreender a essência da traição e das mentiras e ser capaz de odiá-las, e verdadeiramente odiar a traição e fraude do grande dragão vermelho, bem como sua natureza satânica de odiar a verdade e se opor a Deus. Essas são as precondições de ser uma pessoa honesta. Algumas pessoas não conseguem enxergar a essência das mentiras e da fraude. Seus corações não as odeiam. É por isso que elas não podem alcançar resultados por meio da prática. Embora possam garantir que não dirão mentiras em relação a uma situação, não podem fundamentalmente resolver o problema da fraude e de dizer mentiras. Essa prática de obedecer a regras pode ocasionar mudanças no caráter de uma pessoa? Ela pode viver a semelhança de um ser humano genuíno? A resposta é óbvia e dispensa explicações. Para praticar a verdade e entrar na realidade das palavras de Deus, você deve antes entender claramente quais problemas devem ser resolvidos e quais resultados devem ser alcançados. Isso remete à questão dos princípios da prática. O primeiro princípio de ser uma pessoa honesta é que seu coração não deve, de maneira alguma, ter mentiras e traição. O segundo princípio é que seu coração não deve, de maneira alguma, ter outras intenções. Não deve ter transações, raciocínio nem escolhas. O terceiro princípio é que seu coração deve ser exclusivamente para o propósito de satisfazer a Deus. Ele não deve se preocupar com o modo como os outros tratam você. Quando tiver certeza absoluta sobre esses poucos princípios, verá que cada um desses princípios é indivisível e indispensável à prática da verdade de ser uma pessoa honesta. Se você praticar ser uma pessoa honesta seguindo esses três princípios, alcançará os resultados apropriados. Portanto, colocar a verdade em prática deve envolver princípios de prática. Quando você a coloca em prática, a maneira correta e verdadeira de fazê-lo é obedecendo aos princípios e não violando os princípios. Quando você for capaz de praticar ser um homem honesto seguindo esses princípios, isso significa praticar com precisão a verdade de ser um homem honesto. Se você pode determinar princípios precisos e apropriados para cada aspecto da verdade que você coloca em prática e é capaz de seguir esses princípios ao praticar a verdade, então você está colocando a verdade em prática com precisão. Uma vez que puder determinar os princípios de prática precisos para cada verdade em que você deveria entrar e puder fazer coisas de acordo com esses princípios, você será uma pessoa que genuinamente coloca a verdade em prática. Somente os que podem colocar a verdade em prática em todas as circunstâncias são pessoas que genuinamente obedecem a Deus. Agora, você deveria ter clareza sobre as principais diferenças entre colocar a verdade em prática e obedecer a regulamentos! No passado, quando falamos sobre entrar na realidade, isso se referia principalmente a colocar a verdade em prática em todas as questões. Qualquer aspecto no qual você coloque a verdade em prática é o aspecto em que você tem realidade. Se você pudesse colocar em prática uma verdade específica, essa seria a verdade na qual você entraria na realidade. Somente colocar verdades em prática é entrar na realidade.

A maioria das pessoas não sabe a diferença entre praticar a verdade e seguir regras. Podem até mesmo tratar de seguir regras como se fosse praticar a verdade. Isso acontece com muita frequência. Vou dar a vocês os seguintes exemplos. Algumas pessoas perguntam: eu deveria me aproveitar dos infiéis com quem eu lido? O que eu deveria fazer se encontrasse dinheiro? Eu deveria frequentar a universidade? Posso comer carne de porco ou não? Eu deveria procurar um companheiro ou companheira ao atingir a maioridade? O que eu deveria fazer se circunstâncias especiais me impedissem de participar de reuniões? Se um alvo do evangelho me der um presente, eu deveria repassá-lo para a igreja? Eu deveria entregar as doações recebidas das igrejas da Era da Graça para a igreja? Se eu der dinheiro a irmãos e irmãs, deveria antes obter a aprovação de um líder ou deveria dá-lo a um líder ou obreiro para repassar a eles? Quando alguns líderes ou obreiros descobrem um problema, simplesmente tentam às cegas fazer com que os irmãos e irmãs conheçam a si mesmos e façam autorreflexão, mas não comunicam a verdade para solucionar o problema. Independentemente da doença que acometa um irmão ou irmã, esses líderes ou obreiros dirão: “Você deve ter ofendido a Deus. Trate de conhecer a si mesmo rapidamente”. Isso faz com que a pessoa se sinta muito reprimida. E há vários outros exemplos. Essas questões, na realidade, não envolvem a verdade de maneira alguma. Não importa quão boa seja sua prática em relação a essas questões, mesmo assim você não está praticando a verdade. Só porque alguém pratica algumas boas ações, isso não significa que esteja obedecendo a Deus. Independentemente de quão bem você lide com esses assuntos triviais, significa apenas que você tem um pouco de humanidade e praticou algumas boas ações. Por que a maioria das pessoas se interessa tanto por esses assuntos triviais? A principal razão é que elas não compreendem o que é a verdade. Essa é a raiz do problema. Para praticar a verdade, é imperativo resolver primeiro a questão de compreender a verdade. Se alguém não compreender genuinamente a verdade, nunca poderá praticar a verdade. Praticar a verdade deve ser construído sobre a fundação da genuína compreensão da verdade. Somente aqueles que podem praticar a verdade são pessoas que entraram na realidade das palavras de Deus. Fazer coisas que não têm relação com a verdade, independentemente de quão bem, não representa entrar na realidade da verdade. Essas coisas que até mesmo as pessoas boas entre os infiéis podem fazer nada têm a ver com a verdade. Atualmente, as verdades nas quais as pessoas mais precisam entrar são as dez verdades nas quais se deve entrar para ser salvo. Se você estiver equipado com essas dez verdades, não só terá verdadeira fé em Deus, como também terá verdadeiro conhecimento Dele. Você não só enxergará a natureza e essência de Satanás, como será também capaz de enxergar seus truques e não ser enganado por ele. Você não só compreenderá a obra do Espírito Santo, como também saberá diferenciar a obra dos espíritos malignos, e será capaz de discernir a obra dos espíritos malignos bem como as fraudes de todos os tipos de falsos cristos, anticristos e pessoas malignas. Somente se você estiver equipado com essas dez verdades terá a garantia de possuir esses quatro discernimentos e não ser enganado por Satanás. Somente os crentes que são capazes de não ser enganados por Satanás e derrotá-lo são as pessoas que serão salvas e irão se libertar da influência dele. Somente tais pessoas são vencedores aperfeiçoados por Deus. Somente essa é a verdadeira estatura que o povo escolhido de Deus deve possuir. Mesmo que você possa obedecer a regras extremamente bem, isso significa que você pode discernir o trabalho de espíritos malignos e as fraudes de falsos cristos e anticristos? Isso significa que você pode enxergar os truques de Satanás para permanecer firme e dar testemunho?

Crer em Deus requer engajamento em trabalho adequado e conseguir compreender e entrada dessas dez verdades. Não faça alarde de assuntos triviais. Capte essas dez verdades e faça o máximo possível para compreendê-las. Somente descobrindo a maneira de praticar essas verdades é que você será capaz de entrar na realidade. Por exemplo, como se deve praticar a verdade para alcançar a obediência a Deus? Quais verdades devem ser compreendidas para se ter discernimento? Como se pode alcançar o uso da verdade para resolver problemas? Como se pratica para exaltar a Deus e dar testemunho Dele? Como se deveria lidar com a fraude e manipulação de falsos líderes, falsos obreiros e anticristos? Essas coisas estão diretamente relacionadas a se alguém pode seguir a Deus até o fim da estrada, se alguém pode permanecer firme, dar testemunho e ser salvo. Apenas essas são questões fundamentais nas quais as pessoas deveriam estar se concentrando. Somente resolvendo essas questões é que se soluciona a questão mais básica e crucial de crer em Deus. Muitas pessoas não trabalham duro quando se trata da verdade, mas estão sempre perguntando por toda a parte sobre como praticar em relação a assuntos triviais. Essas pessoas estão sendo muito míopes e não compreendem, de maneira alguma, as verdades que deveriam compreender e em que deveriam entrar. Essas pessoas creem em Deus há vários anos e, no entanto, ainda são lamentáveis a esse ponto. Mesmo agora elas não sabem quais são as verdades mais importantes para se compreender. Essas pessoas ainda têm esperança de ser salvas? Quais verdades são as mais importantes para se compreender em relação a crer em Deus? Estar equipado com essas dez verdades é realmente fundamental. Não se preocupe com assuntos triviais por ora. Se você compreender essas dez verdades, saberá naturalmente lidar com esses assuntos triviais de maneira apropriada. Se você não compreender as dez verdades, não importa quão bem você lide com esses assuntos triviais, pois Deus não o elogiará. Isso é porque as pessoas que não compreendem a verdade ainda podem ser capturadas por Satanás, ter uma recaída e podem continuar a praticar o mal e o pecado, resistir a Deus e traí-Lo. Isso não é uma coisa assustadora? Resolver a questão de obedecer a Deus é crucial para crer em Deus. Alcançar o conhecimento de Deus é crucial. Somente mudando o caráter de vida é que se ganha vida. Uma pessoa que não busca a verdade e simplesmente segue regras é extremamente tola! É semelhante a alguém que têm câncer e também várias doenças menos graves. Ele deveria tratar primeiro o câncer ou as doenças menos graves? Deveria tratar primeiro o câncer, é claro. Não é tarde demais para tratar doenças menos graves uma vez que é certo que ele não morrerá. Se as doenças menos graves forem tratadas antes, mesmo assim ele não poderá evitar a morte no final, quando o câncer se manifestar, embora as doenças menores tenham sido curadas. Como pessoas inteligentes deveriam escolher quando se trata da questão de ser salvo? Elas deveriam primeiramente resolver a questão crítica da natureza do homem, que é a questão de como buscar a verdade para resolver seu problema de caráter de resistir e trair a Deus. É por isso que aconselho àqueles que apenas seguem regras que despertem o quanto antes e deixem de ser confusos! Somente compreendendo essas dez verdades claramente é que você não será mais enganado por Satanás e terá a garantia de seguir a Deus até o fim da estrada, permanecer firme, dar testemunho e não traí-Lo. Uma vez que essas várias questões importantes forem resolvidas, as questões triviais também ficarão naturalmente claras. Você diria que seguir regras é mais importante ou compreender a verdade é mais importante? Qual dos dois pode ajudá-lo a alcançar uma mudança no caráter de vida e a verdadeira obediência a Deus? Crer em Deus exige inteligência e sabedoria. Todos os que meramente seguem regras são míopes e cegos. Somente os que sempre se concentram em buscar a verdade e levam a sério a busca pela verdade são sábios e serão elogiados por Deus.

Quando comunico a verdade, nunca digo às outras pessoas como seguir regras. Eu tenho extrema aversão àqueles que sempre falam em como praticar em relação a assuntos irrelevantes e insignificantes. Eu nunca respondo a eles. Eu dedico minha atenção a responder a perguntas que envolvem a verdade e a entrada na vida. Muitas pessoas fazem alarde de assuntos triviais. É como se estivessem buscando satisfazer a Deus e, no entanto, elas O traem quando se trata de questões envolvendo princípios maiores. Elas fingem ser gentis em coisas triviais, mas fazem o mal quando se trata de coisas importantes. Elas aceitam levar desvantagem quando se trata de coisas triviais, mas tiram proveito dos outros quando se trata de coisas importantes. Elas fingem obedecer quando se trata de coisas triviais, mas traem quando se trata de coisas importantes. Essas pessoas não são hipócritas? O que Deus quer é que as pessoas O satisfaçam quando se trata de coisas cruciais e importantes e em questões de princípio. Se uma pessoa não satisfaz a Deus em relação a coisas pequenas, mas O satisfaz em relação a coisas importantes e cruciais, então, mesmo assim, ela receberá o Seu elogio. Se uma pessoa satisfaz a Deus em relação a coisas pequenas, mas O trai em relação a coisas e princípios importantes, então, mesmo assim, ela será punida e amaldiçoada por Ele. Isso é semelhante a uma família em que os filhos trazem presentes quando visitam os pais em seu tempo livre, mas quando os pais estão doentes ou em dificuldades e precisam de ajuda, os filhos não vão visitá-los. Essas são realmente pessoas que são filiais aos pais? Os pais gostariam de ter tais filhos? Praticar a verdade deve envolver princípios, e de modo algum se trata de apenas seguir regras. Aqueles que buscam a verdade devem compreender assuntos que envolvam a verdade, e não devem desistir. Como agir de acordo com as intenções de Deus é uma questão de princípio. Você só pode satisfazer a Deus se for capaz de praticar a verdade em relação a coisas grandes que envolvam princípios. Não importa quão bem você pratique em relação a assuntos triviais, isso não significa que você tem a verdade e, além disso, não significa que você é uma pessoa que obedece a Deus. Aqueles que creem em Deus deveriam, em particular, prestar atenção à realidade, dedicar-se a trabalho adequado e fazer o máximo para entrar na realidade da verdade com urgência e sem demora. Somente compreendendo totalmente cada verdade é que se pode encontrar os princípios da prática e uma senda concreta de prática. Se você frequentemente trata a verdade de maneira superficial e quer apenas compreender algumas doutrinas e seguir regras como se estivesse praticando a verdade e tendo realidade, então você não está simplesmente enganando a Deus? É semelhante a alguém que se considera erudito depois de concluir apenas o ensino fundamental. Essa não é uma pessoa superficial e tola? Eis quão absurdos são aqueles que apenas seguem regras. As pessoas que apenas seguem regras nunca serão capazes de praticar a verdade. Todas as pessoas que apenas seguem regras são pessoas que não compreendem a verdade, isso é certo. Todos aqueles na igreja que fazem alarde de assuntos triviais são pessoas que apenas seguem regras. Todos aqueles na igreja que ficam perguntando como isso deveria ser feito ou aquilo deveria ser feito são pessoas que não compreendem a verdade. Somente aqueles que prestam atenção em como obedecer a Deus, amar a Deus, satisfazer a Deus, dar testemunho de Deus, usar a verdade para resolver problemas e como cumprir seus deveres lealmente são pessoas que podem praticar a verdade. Somente aqueles que podem praticar a verdade são pessoas que podem viver a realidade da palavra de Deus.

Atualmente, a obra do Espírito Santo é guiar o povo escolhido de Deus para entrar em todas as verdades. Consequentemente, nossa vida na igreja gira em torno de apenas comer e beber as palavras de Deus e comunicar a verdade, cujo objetivo é permitir ao povo escolhido de Deus compreender todas as verdades. Somente por meio de uma compreensão clara de cada aspecto da verdade pode-se praticar a verdade com precisão. O problema que a maioria das pessoas tem hoje é que elas apenas se agarram a regras, são controladas por regras e não sabem como praticar a verdade com precisão. Há algumas pessoas que até tratam de seguir regras como praticar a verdade. Assim, seguir regras tornou-se a maior dificuldade das pessoas em termos de praticar a verdade. Resolver o problema de seguir regras e ser controlado por regras não é uma questão simples. As pessoas só enfrentam a dificuldade de seguir regras e ser controladas por elas porque sua compreensão da verdade é incerta e inadequada. Mais precisamente, as pessoas ainda não conseguem genuinamente compreender a verdade, muito menos praticá-la. Somente os que compreendem apenas letras e doutrinas desenvolvem “seguir regras” como seu método de prática. Isso mostra que o método de prática de “seguir regras” é desenvolvido a partir da mera compreensão de letras e doutrinas. Somente quando uma pessoa genuinamente compreender a verdade é que ela desenvolverá princípios para praticar a verdade. Todos os que não compreendem genuinamente a verdade e só compreendem cartas e doutrinas são pessoas que gostam de seguir regras. Somente quando enxergarmos a raiz dessa questão é que saberemos como resolver inteiramente o problema de seguir regras. Portanto, todos os que gostam de seguir regras e são controlados por elas devem entender claramente que se quiserem resolver fundamentalmente esse problema, devem seguir buscando a verdade para alcançar compreensão e conhecimento genuínos da verdade. Você só compreende genuinamente a verdade quando sua compreensão da verdade alcança certo nível e quando você pode ter certeza de que desenvolveu princípios para praticar a verdade. Nesse momento, seu problema de seguir regras e ser controlado por elas também estará resolvido.

1o de dezembro de 2010

Anterior:Somente aqueles que podem reconhecer a voz de Deus são verdadeiramente salvos

Próximo:Ninguém será verdadeiramente salvo, a menos que escape da influência de Satanás

Coisas que talvez lhe interessem