Aplicativo da Igreja de Deus Todo-Poderoso

Ouça a voz de Deus e dê as boas vindas ao retorno do Senhor Jesus!

Convidamos a todos os buscadores da verdade que entrem em contato conosco.

Testemunhas de Cristo dos últimos dias

Cores sólidas

Temas

Fonte

Tamanho da fonte

Espaçamento entre linhas

Largura da página

0 resultados

Nenhum resultado encontrado

XV. É preciso comunicar claramente como discernir a essência dos fariseus e do mundo religioso que desafia a Deus

3. Por que cada nova etapa da obra de Deus encontra a selvagem oposição e condenação do mundo religioso? Qual é a raiz do problema?

Versos da Bíblia para referência:

“Então começou Jesus a falar-lhes por parábolas. Um homem plantou uma vinha, cercou-a com uma sebe, cavou um lagar, e edificou uma torre; depois arrendou-a a uns lavradores e ausentou-se do país. No tempo próprio, enviou um servo aos lavradores para que deles recebesse do fruto da vinha. Mas estes, apoderando-se dele, o espancaram e o mandaram embora de mãos vazias. E tornou a enviar-lhes outro servo; e a este feriram na cabeça e o ultrajaram. Então enviou ainda outro, e a este mataram; e a outros muitos, dos quais a uns espancaram e a outros mataram. Ora, tinha ele ainda um, o seu filho amado; a este lhes enviou por último, dizendo: A meu filho terão respeito. Mas aqueles lavradores disseram entre si: Este é o herdeiro; vinde, matemo-lo, e a herança será nossa. E, agarrando-o, o mataram, e o lançaram fora da vinha. Que fará, pois, o senhor da vinha? Virá e destruirá os lavradores, e dará a vinha a outros” (Marcos 12:1-9).

“Então os principais sacerdotes e os fariseus reuniram o sinédrio e diziam: Que faremos? porquanto este homem vem operando muitos sinais. Se o deixarmos assim, todos crerão nele, e virão os romanos, e nos tirarão tanto o nosso lugar como a nossa nação. [...] Desde aquele dia, pois, tomavam conselho para o matarem” (João 11:47-48, 53).

Palavras de Deus relevantes:

A obra de Deus continua a avançar e, apesar de o propósito da obra divina permanecer imutável, os meios pelos quais Deus opera mudam constantemente, assim como aqueles que O seguem. Quanto maior a obra de Deus tanto mais plena é a compreensão do homem sobre Deus, pois o caráter do homem muda de acordo com a obra divina. No entanto, porque a obra de Deus muda continuamente, aqueles que não conhecem a obra do Espírito Santo e os homens insensatos que não conhecem a verdade se tornam oponentes de Deus. Nunca a obra de Deus se conforma às concepções do homem, pois a obra divina é sempre nova, nunca velha. Nunca Deus repete obras passadas, pois Ele avança com obras nunca antes realizadas. Assim como Deus não repete Sua obra e o homem invariavelmente julga a obra de Deus hoje de acordo com a obra feita no passado, é muito difícil para Deus realizar cada etapa da obra nesta nova era. O homem cria empecilhos demais! O pensamento do homem é muito atrasado! Homem algum conhece a obra de Deus; no entanto, todos definem tal obra. Longe de Deus o homem perde a vida, a verdade e as bênçãos de Deus; não obstante, o homem não aceita nem a vida, nem a verdade e muito menos as grandes bênçãos concedidas à humanidade. Todos os homens desejam alcançar Deus, mas são incapazes de tolerar qualquer mudança na obra de Deus. Aqueles que não aceitam a nova obra de Deus creem que a obra divina é imutável, que a obra de Deus permanece eternamente paralisada. Na crença dessas pessoas, para ganhar a salvação eterna de Deus, é necessário apenas observar a lei e, desde que se arrependam e confessem os pecados, o coração de Deus ficará eternamente satisfeito. Tais pessoas têm a opinião de que Deus só pode ser o Deus sob a lei e o Deus que foi pregado à cruz pelo homem; também é opinião delas que Deus não pode nem deve exceder a Bíblia. Pois são exatamente essas opiniões que as prendem firmemente à lei antiga e que as acorrentam à rigidez dos regulamentos. Há ainda mais pessoas que acreditam que, qualquer que seja a nova obra de Deus, esta precisa ser substanciada por profecias e que em cada etapa dessa tal obra, a todos aqueles que seguem a Deus com coração verdadeiro, também precisam ser manifestadas as revelações, caso contrário não se trataria da obra de Deus. Que o homem venha a conhecer Deus já não é uma tarefa fácil. Acrescentar a isso o coração insensato do homem e a natureza rebelde da autoimportância e presunção torna ainda mais difícil para o homem aceitar a nova obra de Deus.

de ‘Como o homem que definiu Deus de acordo com as suas concepções pode receber as revelações de Deus’ em “A Palavra manifesta em carne”

Os três estágios da obra são a expressão completa da obra de salvar a humanidade. Aqueles que não conhecem os três estágios da obra serão ignorantes dos vários métodos e princípios da obra do Espírito Santo; aqueles que apenas se apegam rigidamente à doutrina que permanece de um estágio da obra são pessoas que limitam Deus à doutrina e cuja crença em Deus é vaga e incerta. Tais pessoas nunca receberão a salvação de Deus. Somente os três estágios da obra de Deus podem expressar completamente a totalidade do caráter de Deus e expressar completamente a intenção de Deus de salvar toda a humanidade, e todo o processo de salvação da humanidade. Essa é a prova de que Ele derrotou Satanás e ganhou a humanidade, é a prova da vitória de Deus e é a expressão do caráter inteiro de Deus. Aqueles que entendem apenas um estágio dos três estágios da obra de Deus só conhece uma parte do caráter de Deus. Na concepção do homem, é fácil para esse único estágio de obra tornar-se doutrina; torna-se provável que o homem estabeleça regras sobre Deus, e o homem usa essa única parte do caráter de Deus como representação do caráter inteiro de Deus. Além disso, grande parte da imaginação do homem é misturada em seu íntimo, de tal modo que ele restringe rigidamente o caráter, 0 ser e a sabedoria de Deus, bem como os princípios da obra de Deus, dentro de parâmetros limitados, acreditando que se Deus fosse assim uma vez, então Ele permanece o mesmo o tempo todo e nunca mudará. Somente aqueles que conhecem e apreciam os três estágios da obra podem conhecer Deus de maneira plena e precisa. No mínimo, eles não definirão Deus como o Deus dos israelitas, ou dos judeus, e não O verão como um Deus que será pregado na cruz para sempre pelo bem do homem. Se você só conhece Deus com base em um estágio de Sua obra, então seu conhecimento é muito, muito pequeno. Seu conhecimento é apenas uma gota no oceano. Se não, por que muitos da velha guarda religiosa pregarão Deus à cruz vivo? Não é porque o homem confina Deus dentro de certos parâmetros? Muitas pessoas não se opõem a Deus e obstruem a obra do Espírito Santo porque não conhecem a variada e diversificada obra de Deus, e, além disso, porque possuem apenas uma pequena quantidade de conhecimento e doutrina para medir a obra do Espírito Santo? Embora as experiências de tais pessoas sejam superficiais, elas são arrogantes e indulgentes por natureza, e consideram a obra do Espírito Santo com desprezo, ignoram as disciplinas do Espírito Santo e, além disso, usam seus antigos argumentos triviais para confirmar a obra do Espírito Santo. Elas também encenam um ato, e estão totalmente convencidas de sua própria aprendizagem e erudição, e que são capazes de viajar pelo mundo. Não são essas as pessoas desprezadas e rejeitadas pelo Espírito Santo, não serão elas eliminadas pela nova era? Não são aquelas pessoas pequenas que, míopes, vêm diante de Deus e se opõem abertamente a Ele, e estão apenas tentando mostrar como são inteligentes? Com um conhecimento escasso da Bíblia, elas tentam atravessar para a “academia” do mundo, mas com uma doutrina superficial para ensinar as pessoas, elas tentam reverter a obra do Espírito Santo, e tentam fazê-la girar em torno de seu próprio processo de pensamento. e, míopes como são, tentam contemplar de relance seis mil anos da obra de Deus. Essas pessoas têm alguma razão para falar? De fato, quanto maior o conhecimento das pessoas sobre Deus, mais lentas elas são para julgar Sua obra. Além disso, elas só falam um pouco de seu conhecimento da obra de Deus hoje, e não são precipitadas em seus julgamentos. Quanto menos as pessoas sabem de Deus, mais arrogantes e confiantes em excesso elas são, e mais arbitrariamente proclamam o ser de Deus; no entanto, elas só falam de teoria e não oferecem nenhuma evidência real. Essas pessoas não têm valor algum. Aqueles que veem a obra do Espírito Santo como uma brincadeira são frívolos! Aqueles que não são cautelosos quando encontram a nova obra do Espírito Santo, que são grosseiras, rápidas para julgar, que dão rédea livre ao seu instinto natural de negar a retidão da obra do Espírito Santo, e também insultam e blasfemam – essas pessoas desrespeitosas não ignoram a obra do Espírito Santo? Não são, além disso, os da arrogância, inerentemente orgulhosos e ingovernáveis? Mesmo que chegue o dia em que essas pessoas aceitem a nova obra do Espírito Santo, ainda assim Deus não as tolerará. Não apenas elas desprezam aqueles que trabalham por Deus, mas também blasfemam contra o próprio Deus. Essas pessoas imprudentes não serão perdoadas, seja nesta era ou na era vindoura, e perecerão para sempre no inferno! Essas pessoas desrespeitosas e indulgentes estão fingindo acreditar em Deus e, quanto mais o fazem, mais provável é que ofendam os decretos administrativos de Deus. Não é que todos esses arrogantes, inatamente desenfreados e que nunca obedeceram a ninguém andam todos eles por esse caminho? Eles não se opõem a Deus dia após dia, Aquele que é sempre novo e nunca é velho?

de ‘Conhecer os três estágios da obra de Deus é o caminho para conhecer Deus’ em “A Palavra manifesta em carne”

Cada um dos três estágios da obra é realizado com base no estágio anterior; não é realizado de modo independente, separado da obra da salvação. Embora existam grandes diferenças na era e no tipo de obra realizada, em seu âmago ainda está a salvação da humanidade, e cada estágio da obra de salvação é mais profundo do que o último. Cada estágio da obra prossegue com base no último estágio, que não é abolido. Dessa maneira, em Sua obra que é sempre nova e nunca antiga, Deus está constantemente expressando um aspecto de Seu caráter que nunca antes foi expresso ao homem, e está sempre revelando ao homem Sua nova obra e Seu novo ser e, embora a velha guarda religiosa faça o máximo para resistir a isso, e se oponha abertamente a isso, Deus sempre faz a nova obra que Ele pretende fazer. Sua obra está sempre mudando e, por causa disso, sempre encontra a oposição do homem. Assim também, Seu caráter está sempre mudando, assim como a era e os destinatários de Sua obra. Além disso, Ele está sempre fazendo uma obra que nunca foi feita antes, mesmo realizando uma obra que parece ao homem estar em contradição com a obra feita antes, para se opor a ela. O homem só é capaz de aceitar um tipo de obra ou uma maneira de praticar. É difícil para o homem aceitar a obra, ou modos de praticar, que esteja em desacordo com ela, ou seja superior a ela, mas o Espírito Santo está sempre fazendo novas obras, e assim aparecem sucessivos grupos de especialistas religiosos que se opõem à nova obra de Deus. Essas pessoas se tornaram especialistas precisamente porque o homem não tem conhecimento de como Deus é sempre novo e nunca velho, e não tem conhecimento dos princípios da obra de Deus e, além disso, não tem conhecimento das muitas maneiras pelas quais Deus salva o homem. Como tal, o homem é totalmente incapaz de dizer se a obra vem do Espírito Santo, e se é obra do Próprio Deus. Muitas pessoas se apegam a uma atitude que, se corresponde às palavras que vieram antes, então elas aceitam e, se há diferenças com a obra de antes, então elas se opõem e a rejeitam. […] Saibam que vocês se opõem à obra de Deus ou usam suas próprias concepções para medir a obra de hoje porque não conhecem os princípios da obra de Deus e porque não levam a obra do Espírito Santo suficientemente a sério. Sua oposição a Deus e a obstrução da obra do Espírito Santo são causadas por suas concepções e por sua arrogância inerente. Não é porque a obra de Deus está errada, mas porque vocês são naturalmente muito desobedientes.

de ‘Conhecer os três estágios da obra de Deus é o caminho para conhecer Deus’ em “A Palavra manifesta em carne”

Vocês desejam conhecer a raiz do motivo pelo qual os fariseus se opunham a Jesus? Desejam conhecer a essência dos fariseus? Eles tinham muitas fantasias sobre o Messias. E mais, eles criam somente que o Messias viria, mas não buscavam a verdade da vida. Assim, até hoje eles ainda aguardam o Messias, pois não têm conhecimento do caminho da vida, e não sabem qual é o caminho da verdade. Como, dizem vocês, poderia um povo tão tolo, obstinado e ignorante ganhar a bênção de Deus? Como poderiam contemplar o Messias? Eles se opunham a Jesus porque não conheciam a direção da obra do Espírito Santo, porque não conheciam o caminho da verdade do qual Jesus falava e, além disso, porque não entendiam o Messias. E como nunca haviam visto o Messias e nunca haviam estado na companhia do Messias, cometeram o erro de pagar tributo vazio ao nome do Messias enquanto se opunham à essência do Messias a qualquer custo. Tais fariseus eram obstinados, arrogantes em essência e não obedeciam à verdade. O princípio de sua crença em Deus era: Não importa quão profunda seja a sua pregação, não importa quão elevada seja sua autoridade, você não é Cristo a menos que seja chamado o Messias. Tais visões não são absurdas e ridículas?

de ‘Quando você contemplar o corpo espiritual de Jesus será quando Deus já terá feito novo céu e nova terra’ em “A Palavra manifesta em carne”

Homens insensatos e ignorantes geralmente consideram a humanidade de Cristo como uma falha. Não importa como Ele expressa e revela o ser de Sua divindade, o homem é incapaz de reconhecer que Ele é Cristo. E quanto mais Cristo demonstra Sua obediência e humildade, mais os homens tolos consideram a Cristo levianamente. Existem até aqueles que adotam uma atitude de exclusão e desprezo em relação a Ele, porém colocam aqueles “grandes homens” de imagens sublimes sobre o pedestal para serem adorados. A resistência e a desobediência do homem a Deus vêm do fato de que a substância do Deus encarnado se submete à vontade de Deus, bem como da humanidade normal de Cristo; aqui reside a fonte da resistência do homem e da desobediência a Deus. Se Cristo não tivesse a aparência de Sua humanidade nem buscasse a vontade de Deus, o Pai, da perspectiva de um ser criado, mas fosse revestido de uma super-humanidade, então não haveria desobediência em homem algum. A razão pela qual o homem está sempre disposto a acreditar em um Deus invisível no céu é porque Deus no céu não tem humanidade e não possui uma qualidade única de ser criado. Portanto, o homem sempre O considera com a maior estima, mas mantém uma atitude de desprezo em relação ao Cristo.

de ‘A substância de Cristo é obediência à vontade do Pai Celestial’ em “A Palavra manifesta em carne”

Um Deus invisível e intangível é amado e bem-vindo por todos. Se Deus fosse apenas um espírito invisível ao homem, seria fácil para o homem crer em Deus. O homem pode dar asas à sua imaginação, pode escolher qualquer imagem de Deus que ele queira e que mais lhe agrade e lhe faça feliz. Desse modo, o homem pode fazer o que for mais agradável ao seu próprio Deus e aquilo que esse Deus estiver mais disposto a fazer, sem escrúpulos. Ainda mais, o homem pode acreditar que ninguém é mais devoto e leal do que ele em relação a Deus, e que todos os demais são cães gentis e desleais a Deus. Pode-se dizer que isso é o que é buscado por aqueles cuja crença em Deus é vaga e baseada em doutrina; o que eles buscam é a mesma coisa, com pequenas variações. Isso acontece porque as imagens de Deus em suas imaginações são diferentes, ainda que sua essência seja na verdade a mesma.

O homem não é perturbado por sua crença despreocupada em Deus e acredita em Deus da maneira que lhe agrada. Esse é um dos “direitos e liberdades do homem”, nos quais ninguém pode interferir, pois o homem acredita em seu próprio Deus e não no Deus de um outro qualquer. É sua propriedade particular e quase todo mundo possui esse tipo de propriedade particular. O homem preza por sua propriedade como um tesouro precioso, mas para Deus não há nada mais inferior e sem valor, pois não há uma indicação mais clara de oposição a Deus do que essa propriedade humana. É por causa dessa obra do Deus encarnado que Ele Se torna uma carne que possui uma forma tangível e que pode ser vista e tocada pelo homem. Ele não é um Espírito sem forma, mas uma carne que pode ser contatada e vista pelo homem. Contudo, a maioria dos deuses em que as pessoas acreditam são divindades sem carne e sem forma, as quais são também de formas livres. Dessa maneira, o Deus encarnado torna-Se inimigo da maioria daqueles que creem em Deus e aqueles que não podem aceitar o fato do Deus encarnado, da mesma forma, tornaram-se adversários de Deus. O homem é possuído de conceitos não por causa do modo de pensar, ou por causa de sua rebeldia, mas devido à essa propriedade privada do homem. É por causa dessa propriedade que a maioria das pessoas morre, e é esse Deus vago que não pode ser tocado, não pode ser visto e não existe de fato, que arruína a vida do homem. A vida do homem é perdida não pelo Deus encarnado, muito menos pelo Deus do céu, mas pelo Deus de sua própria imaginação.

de ‘A humanidade corrupta está mais necessitada da salvação do Deus encarnado’ em “A Palavra manifesta em carne”

Todos os homens desejam ver a verdadeira face de Jesus e almejam estar com Ele. Acredito que ninguém, dentre os irmãos ou irmãs, diria que não tem vontade de ver ou de estar com Jesus. Antes de ver Jesus, isto é, antes de ver o Deus encarnado, vocês terão muitos pensamentos, por exemplo, sobre a aparência de Jesus, a Sua maneira de falar, o Seu modo de vida e assim por diante. Entretanto, quando vocês realmente O virem, seus pensamentos irão mudar rapidamente. Por quê? Vocês querem saber? Embora o pensamento do homem realmente não possa ser ignorado, é muito mais intolerável para o homem alterar a substância de Cristo. Vocês consideram Cristo como um imortal, um sábio, mas ninguém considera Cristo como um mortal com natureza divina. Assim, muitos daqueles que anseiam dia e noite por ver a Deus são, na verdade, inimigos de Deus e incompatíveis com Deus. Isto não seria um erro por parte do homem? Até mesmo agora, vocês ainda pensam que sua fé e lealdade são tais, que vocês mereçam ver a face de Cristo; mas exorto-os a se equiparem com coisas mais tangíveis! Pois, no passado, no presente e no futuro, muitos daqueles que têm contato com Cristo falham; todos eles desempenham o papel de fariseus. Qual é a razão de sua falha? É precisamente porque, em suas concepções, há um Deus grandioso e admirável. Mas a verdade não é como o homem deseja. Cristo não somente não é grandioso, mas Ele é particularmente pequeno; não somente Ele é um homem, mas um homem comum; não somente Ele não pode ascender aos céus, mas também não pode se movimentar livremente na terra. E, assim, as pessoas O tratam como homem comum; elas fazem o que querem quando estão com Ele e falam palavras displicentes a Ele, e, durante o tempo todo, ainda esperam pela vinda do “verdadeiro Cristo”. Vocês consideram o Cristo que já veio como homem comum e as Suas palavras como aquelas de um homem comum. Portanto, vocês não receberam nada de Cristo e têm, em vez disso, exposto completamente a sua feiura à luz.

de ‘Aqueles que são incompatíveis com Cristo certamente são oponentes de Deus’ em “A Palavra manifesta em carne”

Por que digo que, aqueles, no mundo religioso, que não creem em Deus e são malfeitores, são do mesmo tipo que o diabo? Quando digo que são malfeitores, é porque não entendem a vontade de Deus nem veem Sua sabedoria. Deus jamais revela Sua obra para eles; são cegos que não veem os feitos de Deus. Esses são os abandonados por Deus e não têm o cuidado e a proteção total Dele, muito menos a obra do Espírito Santo. Esses sem a obra de Deus são os malfeitores e permanecem em oposição a Deus.

de ‘Todos os que não conhecem a Deus são aqueles que se opõem a Ele’ em “A Palavra manifesta em carne”

A fonte de oposição e de rebeldia do homem contra Deus é a sua corrupção por Satanás. Porque ele foi corrompido por Satanás, a consciência do homem se tornou entorpecida, ele é imoral, seus pensamentos são degenerados e ele tem uma perspectiva mental subdesenvolvida. Antes de ser corrompido por Satanás, o homem naturalmente seguia a Deus e obedecia às Suas palavras. Ele tinha naturalmente bom senso, boa consciência e humanidade normal. Depois de corrompido por Satanás, seu sentido original, sua consciência e sua humanidade ficaram embotados e foram comprometidos por Satanás. Assim, o homem perdeu a obediência e o amor para com Deus. O sentido do homem tornou-se aberrante, seu caráter tornou-se o mesmo que o de um animal, sua rebeldia para com Deus é cada vez frequente e grave. No entanto, o homem ainda não sabe nem reconhece isso e apenas se opõe e se rebela cegamente. A revelação do caráter do homem é a expressão de seu sentido, percepção e consciência e, como o seu sentido e percepção estão deteriorados e sua consciência se tornou extremamente entorpecida, seu caráter é rebelde contra Deus. […]

A fonte da revelação do caráter corrupto do homem nada mais é do que sua consciência entorpecida, sua natureza maliciosa e seu sentido deteriorado. Se a consciência e o sentido do homem forem capazes de voltar ao normal, então ele se tornará apto para uso diante de Deus. É simplesmente porque a consciência do homem tem sempre estado entorpecida, porque seu sentido nunca foi são e está cada vez mais embotado, que o homem se revolta contra Deus cada vez mais, a ponto de ter até pregado Jesus na cruz e recusado a entrada do Deus encarnado dos últimos dias em sua casa, e condena a carne de Deus e considera a carne de Deus vil e desprezível. Se o homem tivesse só um pouco de humanidade, não seria tão cruel em seu tratamento da carne do Deus encarnado; se tivesse apenas um pouco de razão, não trataria de forma tão maldosa a carne do Deus encarnado; se tivesse apenas um pouco de consciência, não seria tão “grato” ao Deus encarnado dessa maneira. O homem vive na era do Deus que se tornou carne e, no entanto, é incapaz de agradecer a Deus por lhe dar uma oportunidade tão boa. Em vez disso, ele amaldiçoa a vinda de Deus ou ignora completamente o fato da encarnação de Deus, parecendo ser contra ela e estar farto dela. […] O caráter do homem se tornou extremamente maldoso, seu sentido se tornou extremamente embotado, sua consciência tem sido completamente pisoteada pelo maligno e há muito deixou de ser a consciência original do homem.

de ‘Ter um caráter inalterado é estar em inimizade contra Deus’ em “A Palavra manifesta em carne”

Anterior:Por que se diz que pastores e anciãos religiosos estão todos seguindo a senda dos fariseus? Qual é a essência deles?

Próximo:Será que os pastores e anciãos religiosos são todos realmente instituídos por Deus? Será que aceitar e obedecer aos pastores e anciãos religiosos equivale a obedecer e seguir a Deus?

Coisas que talvez lhe interessem