Palavras diárias de Deus | "Pessoas confusas não podem ser salvas" | Trecho 572

Todas as coisas que surgem cada dia, grandes ou pequenas, que podem abalar sua determinação, ocupar seu coração ou limitar sua capacidade de cumprir seu dever e seu progresso exigem tratamento diligente; elas devem ser examinadas cuidadosamente, e sua verdade deve ser buscada. Todas essas são coisas que acontecem na esfera da experiência. Algumas pessoas desistem de seus deveres quando a negatividade cai sobre elas e são incapazes de se reerguer após cada contratempo. Todas essas pessoas são tolos que não amam a verdade e não ganhariam a verdade mesmo com uma vida inteira de fé. Como tais tolos poderiam prosseguir até o fim? Se a mesma coisa acontecer dez vezes com você, mas você não ganhar nada com isso, então, você é uma pessoa medíocre e inútil. Pessoas astutas e aquelas de calibre real que compreendem os assuntos espirituais são buscadores da verdade; se algo acontecer com elas dez vezes, então, em talvez oito desses casos, elas seriam capazes de ganhar alguma inspiração, aprender alguma lição, alcançar algum esclarecimento e fazer algum progresso. Quando coisas acontecem dez vezes a um tolo — alguém que não entende os assuntos espirituais — nem uma vez isso beneficiará sua vida, nem uma vez isso o mudará e nem uma vez fará com que ele entenda sua natureza — e esse é o fim dele. Sempre que algo acontece a ele, ele cai, e toda vez que cai, ele precisa de alguém que o apoie e persuada; sem apoio e persuasão, ele não consegue se levantar. Se, toda vez que algo acontece, ele estiver em perigo de cair e se, toda vez que estiver em perigo de ser degradado, isso não será o fim para ele? Existem quaisquer outras razões para tal pessoa inútil ser salva? A salvação da humanidade por parte de Deus é uma salvação daqueles que amam a verdade, uma salvação da parte dela com vontade e resolução, e a parte dela que é o seu anseio pela verdade e pela justiça em seu coração. A determinação de uma pessoa é a parte dela em seu coração que anseia por justiça, bondade e verdade e que possui consciência. Deus salva essa parte das pessoas, e, através disso, Ele muda o caráter corrupto delas, de modo que possam entender e ganhar a verdade, de modo que a corrupção delas seja purificada e o seu caráter de vida possa ser transformado. Se você não tem essas coisas dentro de você, você não pode ser salvo. Se, dentro de você, não existe amor pela verdade nem aspiração por justiça e luz; se, sempre que encontrar o mal, você não tem nem a vontade de descartar as coisas malignas nem a resolução de suportar adversidade; se, além disso, a sua consciência está entorpecida; se sua capacidade de receber a verdade também está entorpecida e você não está sintonizado com a verdade e os eventos que surgem; e se você não for capaz de discernir em todos os assuntos e for incapaz de lidar com as coisas ou de resolvê-las, então não há como ser salvo. Tal pessoa não tem nada que a recomende, nada com que valha a pena trabalhar. Sua consciência está entorpecida, sua mente está confusa e ela não ama a verdade nem anseia pela justiça no fundo de seu coração, e, não importa o quão clara ou transparentemente Deus fale da verdade, ela não reage, como se já estivesse morta. Não acabou para ela? Uma pessoa em quem ainda reste um suspiro pode ser salva por respiração artificial, mas se ela já morreu e sua alma partiu, a respiração artificial nada fará. Se, sempre que você se deparar com um problema, você recuar dele e tentar evitá-lo, isso significa que você não deu testemunho; assim você nunca pode ser salvo e está completamente condenado. Quando um problema o acomete, você precisa ter uma cabeça fria e uma abordagem correta e deve fazer uma escolha. Vocês deveriam aprender a usar a verdade para resolver o problema. Em tempos normais, que utilidade tem entender algumas verdades? Não é para encher a sua barriga e não é para lhe dar algo a dizer, nem é para resolver os problemas dos outros. O mais importante é que seu uso é para resolver os seus próprios problemas, as suas próprias dificuldades — é só depois que você resolve suas próprias dificuldades que você consegue resolver as dificuldades dos outros. Por que se diz que Pedro é um fruto? Porque há coisas de valor nele, coisas que valem a pena ser aperfeiçoadas; ele estava determinado a buscar a verdade e tinha uma vontade firme; tinha razão, estava disposto a sofrer adversidade, ele amava a verdade em seu coração e ele não abriu mão daquilo que veio a acontecer. Todos esses são pontos fortes. Se você não tiver nenhuma dessas qualidades, você está encrencado. Você é incapaz de ter experiência e não tem nenhuma, nem consegue resolver as dificuldades dos outros. Isso se dá porque você não sabe como entrar. Você fica confuso quando as coisas lhe acontecem; você fica angustiado, chora, se torna negativo, foge e, não importa o que faça, você é incapaz de lidar com elas corretamente.

Extraído de “Registros das falas de Cristo”

Quando o desastre vem, como nós cristãos devemos lidar com ele? Convidamos você a participar da nossa reunião online, onde podemos explorar juntos e encontrar o caminho.

Conteúdo relacionado