O homem só pode ser salvo em meio ao gerenciamento de Deus (Trecho III)

A obra de gerenciamento de Deus começou com a criação do mundo e o homem está no centro dessa obra. Pode-se dizer que a divina criação de todas as coisas se deu por causa do homem. Pela obra de Seu gerenciamento se estender por milhares de anos e não ser executada no espaço de meros minutos ou segundos, nem em um piscar de olhos, nem em um ou dois anos, Ele teve que criar mais coisas necessárias à sobrevivência do homem, tais como o sol, a lua, todas as espécies de criaturas vivas, além de comida e um ambiente habitável para a humanidade. Esse foi o início do gerenciamento de Deus.

Depois disso, Deus entregou a humanidade à Satanás, o homem viveu sob o império de Satanás, o que gradualmente levou a obra de Deus à primeira era: a história da Era da Lei… Durante os vários milhares de anos da Era da Lei, a humanidade se acostumou com a orientação dessa era e começou a encará-la com desdém, abandonando pouco a pouco o cuidado de Deus. E assim, ao mesmo tempo em que se apegaram à lei, essas pessoas também adoravam ídolos e cometiam atos perversos. Elas estavam sem a proteção de Jeová e simplesmente passavam a vida diante do altar no templo. Na verdade, a obra de Deus as havia abandonado muito tempo atrás e, embora os israelitas ainda se apegassem à lei, falassem o nome de Jeová e até acreditassem com orgulho que só eles eram o povo de Jeová, os escolhidos de Jeová, a glória divina os abandonou silenciosamente…

Quando realiza a Sua obra, Deus sempre parte de um lugar em silêncio enquanto executa suavemente a nova obra que Ele começa em outro lugar. Isso parece incrível para as pessoas que estão amortecidas. Elas sempre valorizavam as coisas antigas e consideravam as novas e desconhecidas com animosidade ou as viam como um transtorno. E assim, qualquer obra nova que Deus realize, do começo ao fim, o homem, dentre todas as coisas, é o último a tomar conhecimento dela.

Como sempre tem sido o caso, após a obra de Jeová na Era da Lei, Deus começou Sua nova obra da segunda etapa: assumir a carne, ser encarnado como homem por dez, vinte anos, falar e realizar Sua obra entre os crentes. Ainda sem exceção, ninguém sabia, e apenas um pequeno número de pessoas reconheceu que Ele era o Deus que Se tornou carne, depois que o Senhor Jesus foi pregado na cruz e ressuscitou… Assim que a segunda etapa da obra de Deus foi completada — após a crucifixão —, a obra de Deus para recuperar o homem do pecado (ou seja, recuperar o homem das mãos de Satanás) foi cumprida. E então, daquele momento em diante, a humanidade teve apenas que aceitar o Senhor Jesus como Salvador para que seus pecados sejam perdoados. Nominalmente falando, os pecados do homem não eram mais uma barreira para alcançar a salvação e ficar diante de Deus, não eram mais a influência pela qual Satanás acusava o homem, pois o Próprio Deus tinha realizado uma obra verdadeira, tornara-se a imagem e o antegozo da carne pecaminosa, e o Próprio Deus foi a oferta pelo pecado. Dessa maneira, o homem desceu da cruz, sendo redimido e salvo graças à carne de Deus, à semelhança desta carne pecaminosa. E assim, depois de ser capturado por Satanás, o homem deu um passo à frente para aceitar a salvação diante de Deus. É claro que essa etapa da obra foi o gerenciamento de Deus em um passo à frente da Era da Lei e de um nível mais profundo que o da Era da Lei.

Assim é o gerenciamento de Deus: entregar a humanidade a Satanás — uma humanidade que não sabe o que Deus é, o que o Criador é, como adorar a Deus e por que é necessário submeter-se a Ele — e tirar as rédeas da corrupção de Satanás. Passo a passo, Deus então retoma o homem das mãos de Satanás, até que o homem adore Deus e rejeite Satanás completamente. Esse é o gerenciamento de Deus. Tudo isso soa como uma história mística; parece desconcertante. As pessoas a sentem como uma história mística, pois não têm ideia do quanto tem acontecido ao homem nos últimos milhares de anos, muito menos sabem quantas histórias têm se sucedido na vastidão deste universo. E, além disso, é por que elas não conseguem apreciar o mundo mais surpreendente e temeroso que existe além do mundo material, o qual seus olhos mortais as impedem de ver. Parece incompreensível ao homem, porque ele não tem o entendimento do significado da salvação de Deus para a humanidade e da importância da obra de gerenciamento de Deus, porque ele não compreende como Deus deseja que a humanidade seja no fim das contas. É uma humanidade comparável à de Adão e Eva, não corrompida por Satanás? Não! O gerenciamento de Deus se dá a fim de ganhar um grupo de pessoas que adorem Deus e se submetam a Ele. Esta humanidade tem sido corrompida por Satanás, porém não vê mais Satanás como seu pai, ela reconhece a cara feia de Satanás e a rejeita, depois se posta diante Deus para aceitar Seus julgamentos e castigos. Ela sabe o que é feio e como isso contrasta com o que é santo, ela reconhece a grandeza de Deus e a maldade de Satanás. Uma humanidade como essa não trabalhará mais para Satanás, nem o adorará, nem o consagrará, porque ela é um grupo de pessoas que foram verdadeiramente ganhas por Deus. Esse é o significado da humanidade gerenciada por Deus. Durante a obra de gerenciamento de Deus nestes tempos, a humanidade é o objeto da corrupção de Satanás e ao mesmo tempo é o objeto da salvação de Deus, assim como o produto pelo qual Deus e Satanás lutam. Ao mesmo tempo em que conduz Sua obra, Deus gradualmente resgata o homem das mãos de Satanás, e assim o homem se aproxima ainda mais de Deus…

E então chegou a Era do Reino, que é uma etapa mais prática da obra e mesmo assim é também a mais difícil para o homem aceitar. Porque quanto mais perto o homem está de Deus, mais perto a vara de Deus se aproxima do homem e mais claramente o rosto de Deus aparece diante do homem. Seguindo a redenção da humanidade, o homem oficialmente retorna para a família de Deus. O homem pensou que agora fosse um tempo de desfrute, mas ele ainda está sujeito a um ataque frontal de Deus como ninguém jamais previu. Como se constata, esse é um batismo do qual o povo de Deus deve “desfrutar”. Sob tal tratamento, as pessoas não têm escolha senão parar e pensar consigo mesmas: eu sou a ovelha, perdida há anos, que Deus pagou caro para recuperar, então por que Deus me trata assim? É o jeito de Deus de rir de mim, de me revelar?… Passados os anos, o homem se desgastou, tendo experimentado a adversidade do refinamento e do castigo. Embora tenha perdido a “glória” e “romance” dos tempos idos, o homem inconscientemente veio a compreender a verdade de ser um homem, veio a apreciar os anos de devoção de Deus em salvar a humanidade. O homem pouco a pouco começa a detestar a própria barbaridade. Ele começa a odiar o quanto é selvagem e todos equívocos em relação a Deus e as exigências desarrazoadas que tem feito a Ele. O tempo não pode ser revertido; os acontecimentos passados se transformam em lembranças das quais o homem se arrepende, as palavras e o amor de Deus se transformam na força motora da nova vida do homem. As feridas do homem são curadas a cada dia, sua força retorna e ele se levanta e contempla a face do Todo-Poderoso… só para descobrir que Ele sempre esteve ao meu lado, que Seu sorriso e Seu belo semblante ainda são muito vivos. Seu coração ainda guarda a preocupação com a humanidade que Ele criou, Suas mãos ainda são tão calorosas e poderosas quanto eram no princípio. É como se o homem voltasse ao jardim do Éden, porém desta vez sem ouvir as tentações da serpente, sem se afastar do rosto de Jeová. O homem se ajoelha diante de Deus, contempla o rosto sorridente de Deus e oferece seu sacrifício mais precioso: “Oh! Meu Senhor, meu Deus!”.

O amor e a compaixão de Deus permeiam cada e todos os detalhes de Sua obra de gerenciamento e, quer as pessoas sejam capazes de entender ou não as boas intenções de Deus, Ele ainda está fazendo incansavelmente a obra que pretende realizar. Independentemente do quanto as pessoas compreendam o gerenciamento de Deus, os benefícios e a assistência da obra feita por Deus podem ser apreciados por todas elas. Talvez, hoje, você não tenha sentido o amor ou a vida oferecida por Deus, mas contanto que não abandone Deus, que não desista de sua determinação em buscar a verdade, então sempre haverá um dia em que o sorriso de Deus se revelará a você. Pois o objetivo da obra de gerenciamento de Deus é recuperar a humanidade que está sob o império de Satanás, não abandonar a humanidade que tem sido corrompida por Satanás e que se opõe a Deus.

Extraído de “A Palavra manifesta em carne

O significado da humanidade gerenciada por Deus

I

A gestão de Deus é conquistar pessoas que adoram e se submetem a Ele. Esta humanidade, corrompida por Satanás, já não o vê como pai. Eles conhecem sua cara feia, o rejeitam, o rejeitam. Eles ficam diante de Deus, aceitam Seu julgamento e castigo. Eles sabem o que é feio, como difere do sagrado. Reconhecem a grandeza de Deus e o mal de Satanás. E não mais trabalharão pra adorar ou consagrar Satanás, pois são pessoas conquistadas por Deus. Esse é o significado da gestão da humanidade feita por Deus. Feita por Deus.

II

Enquanto Deus faz Sua obra de gestão, a humanidade é o principal foco da corrupção de Satanás e da salvação de Deus, e é por isso que eles lutam. Enquanto faz Sua obra de gestão, Deus gradualmente recupera o homem das mãos do malvado Satanás. Assim o homem chega cada vez mais perto de Deus. Eles sabem o que é feio, como difere do sagrado. Reconhecem a grandeza de Deus e o mal de Satanás. E não mais trabalharão pra adorar ou consagrar Satanás, pois são pessoas conquistadas por Deus. Esse é o significado da gestão da humanidade feita por Deus. Eles sabem o que é feio, como difere do sagrado. Reconhecem a grandeza de Deus e o mal de Satanás. E não mais trabalharão pra adorar ou consagrar Satanás, pois são pessoas conquistadas por Deus. Esse é o significado da gestão da humanidade feita por Deus.

de Seguir o Cordeiro e cantar cânticos novos

Quando o desastre vem, como nós cristãos devemos lidar com ele? Convidamos você a participar da nossa reunião online, onde podemos explorar juntos e encontrar o caminho.
Contate-nos
Entre em contato conosco pelo Whatsapp

Conteúdo relacionado