Convidamos a todos os buscadores da verdade que entrem em contato conosco.

Coleção de sermões: provisão para a vida

Cores sólidas

Temas

Fonte

Tamanho da fonte

Espaçamento entre linhas

Largura da página

0 resultados

Nenhum resultado encontrado

28. Os princípios necessários e os problemas que precisamos resolver para conseguir a salvação e perfeição

Aqueles que amam a verdade a buscarão, assim como o conhecimento sobre Deus, para serem salvos e aperfeiçoados. A verdade só pode ser obtida na busca através da experiência e obediência à obra de Deus; quanto mais se experimenta e se é obediente ao julgamento e castigo de Deus, Sua poda e tratamento, Suas provações e refinamento, mais se ganha o esclarecimento e a iluminação da obra do Espírito Santo. O efeito disso é entender a verdade e entrar em sua realidade, de modo a trazer conhecimento real de Deus; como resultado, o caráter da vida da pessoa é alterado. Este é o caminho para a salvação e perfeição. Salvação e perfeição, na realidade, significam a busca pela verdade comendo e bebendo as palavras de Deus ao vivenciar Sua obra para alcançar os efeitos de conhecer e ser obediente a Deus e verdadeiramente amá-Lo. Somente aqueles que realmente buscam a verdade e amam a Deus de todo o coração podem ser aperfeiçoados. Aqueles que não buscam a verdade ou que não procuram ser aperfeiçoados são aqueles que não amam a verdade. Mesmo que não sejam maus, eles não são bem-intencionados e lhes falta resolução. Somente aqueles que amam a verdade, que anseiam pela luz, podem realmente buscar a verdade e obedecer verdadeiramente à obra de Deus. Quando as pessoas alcançam conhecimento real de Deus e podem verdadeiramente amar e ser obedientes a Ele, elas foram salvas e aperfeiçoadas. Essa é a perfeição da obra do Espírito Santo. É claro que a perfeição do homem por Deus significa aperfeiçoar o homem para compreender e alcançar a verdade. Significa aperfeiçoar o conhecimento do homem sobre Deus, seu conhecimento da obra de Deus, seu conhecimento da sabedoria e onipotência de Deus, seu conhecimento do caráter de Deus e da substância da vida de Deus. Quando as pessoas têm conhecimento real de Deus, sua visão das coisas, sua visão da vida e dos valores e seu caráter de vida mudam naturalmente; elas podem verdadeiramente amar a Deus e ser obedientes a Ele, tudo o que é aperfeiçoamento por Deus. Enquanto as pessoas se esforçarem para buscar a verdade e perseverarem destemidamente até o fim em obediência à obra de Deus, elas poderão alcançar uma real compreensão de Deus e alcançar mudanças em seu caráter de vida e, como tal, ser aperfeiçoadas por Deus. Aqueles cuja crença em Deus resulta em seu aperfeiçoamento por Ele são aqueles que foram bem-sucedidos em sua crença. Os padrões para a perfeição são: amor verdadeiro a Deus, verdadeiro conhecimento Dele e verdadeira obediência a Ele, que é a verdadeira capacidade de exaltar a Deus e testemunhá-Lo e verdadeiramente servi-Lo e seguir Sua vontade. A chave para saber se alguém pode ser aperfeiçoado está em saber se a pessoa realmente tem um coração que teme a Deus, se verdadeiramente O ama, realmente O conhece e é verdadeiramente obediente a Ele. Somente aqueles que têm esses quatro aspectos da realidade realmente conhecem a Deus e alcançam a verdade, somente eles realmente amam a Deus e são obedientes a ele. Para saber se a pessoa obteve a verdade, você observa se ela está equipada com esses quatro aspectos da realidade. Enquanto estiver assim equipada, ela é realmente aperfeiçoada. Não há dúvida sobre isso!

Afinal de contas, o que é “obter a verdade”? Primeiro, temos que entender que estar equipado com esses quatro aspectos da realidade para obter a verdade não é uma questão simples. Deve-se certamente passar por todo tipo de provação e refinamento e sofrer muita dor para ocasionar o verdadeiro conhecimento de Deus e mudanças no caráter de vida. Há muitos que acreditaram em Deus por anos e, embora compreendam apenas diversas doutrinas espirituais, pensam que obtiveram e entenderam a verdade. Isso é enganar-se a si mesmo. Vemos que aqueles que pertencem à categoria de anticristos e trilham o caminho do anticristo estão todos convencidos de que alcançaram e compreenderam a verdade. Mas eles não conseguem ver que tudo o que fazem resiste a Deus e, sobretudo, deixam de ver a substância essencial e a verdadeira imagem da corrupção, que são demoníacas e detestam a verdade. Não só não têm a menor obediência verdadeira a Deus, mas não sabem se, no final, o que fazem é em resistência a Deus ou em obediência a Ele. Essas pessoas não possuem a realidade da verdade. Se realmente entendessem a verdade, ainda resistiriam a Deus? Elas se colocariam contra o homem usado pelo Espírito Santo e atrapalhariam, perturbariam e destruiriam descaradamente a obra de Deus? Claramente, os demônios do anticristo são arrogantes e presunçosos na medida em que não conseguem entender nem mesmo o senso comum mais básico da crença em Deus. Embora tão carentes, tão lamentáveis e cegas, ainda têm o descaramento de se passar por pastores para enganar e controlar os escolhidos de Deus. Essa é a feiura de Satanás e dos demônios do anticristo. O homem foi corrompido em suas profundezas por Satanás e possui sua natureza. Se ele foca na busca da compreensão das doutrinas e conhecimentos espirituais, torna-se cada vez mais vaidoso, recalcitrante e sem lei e viaja na senda do anticristo. Aqueles que pertencem à categoria de anticristos certamente não têm a menor ideia da verdadeira imagem de sua própria corrupção e natureza demoníaca; eles até professam que são enviados por Deus e que Deus os está usando para fazer com que Seus escolhidos aceitem e obedeçam. Eles procuram confundir e controlar os escolhidos de Deus, o que é ridículo ao extremo! Aqueles que não experimentaram o julgamento e o castigo de Deus são tão presunçosos e descarados assim. Se as pessoas não passaram pelo o julgamento e castigo de Deus, por Sua poda e tratamento, não importa quantas doutrinas espirituais compreendam, elas resistirão a Deus, exatamente como antes. Se não se arrependeram verdadeiramente, elas se manifestam como demônios do anticristo. Claramente, se a humanidade corrupta busca ser salva e aperfeiçoada, ela deve aceitar o julgamento e castigo de Deus e, sobretudo, aceitar e obedecer à poda e ao tratamento de Deus e às Suas provações e refinamento. Essa é a estrada para a salvação e perfeição. Alcançar a verdade ao experimentar a obra de Deus nos últimos dias é, na verdade, o efeito de experimentar o julgamento e castigo de Deus, Sua poda e tratamento e Suas provações e refinamento; sem esses o homem jamais alcançará a verdade. Sem o julgamento e o castigo de Deus, o homem nunca verá a verdadeira imagem de sua própria corrupção. Ele nunca verá verdadeiramente a substância de sua própria natureza, nunca conhecerá verdadeiramente a obra de Deus e nunca saberá verdadeiramente como Deus salva e aperfeiçoa o homem. Ele nunca conhecerá o caráter justo de Deus e Sua sabedoria e onipotência, e nunca conhecerá a beleza e a bondade da substância de Deus e o Seu amor mais verdadeiro. A entrada do homem na vida começa com o conhecimento de si mesmo, e se uma pessoa conhece a verdadeira imagem de sua própria corrupção e a substância de sua natureza e pode, ao mesmo tempo, ocasionar conhecimento verdadeiro do caráter de justiça de Deus, ela pode verdadeiramente conhecer a Deus e ser obediente a Ele e pode conseguir um coração que teme a Deus e verdadeiramente O adora. Essa é a realidade da verdade alcançada por meio do julgamento e castigo de Deus, Sua poda e tratamento e Suas provações e refinamento. Os anticristos de todos os tipos e aqueles que trilham a mesma estrada que eles não têm conhecimento verdadeiro de si mesmos e, sobretudo, certamente nenhum conhecimento verdadeiro de Deus, porque nunca aceitaram verdadeiramente Seu julgamento e castigo, nunca passaram por provações e refinamento e não podem aceitar nada de Sua poda e tratamento. Eles só podem estar sujeitos à sua natureza demoníaca, se envolver na ruptura desenfreada, perturbar o trabalho de Deus e fazer oposição a Ele diretamente. É absolutamente correto dizer que, a menos que a humanidade corrupta seja submetida ao julgamento e ao castigo de Deus, Sua poda e tratamento, ela é satânica em sua espécie e se opõe a Deus. Ao buscar a salvação e a perfeição, os escolhidos de Deus devem aceitar o julgamento e castigo de Deus, Sua poda e tratamento, bem como provações e refinamentos de todo tipo. Esta é a única senda para obter a verdade e alcançar o conhecimento de Deus. Como dizem as palavras de Deus: “O que a obra de julgamento produz é o entendimento do homem da verdadeira face de Deus e da verdade sobre a própria rebelião. A obra de julgamento permite que o homem ganhe bastante entendimento da vontade de Deus, do propósito da obra de Deus e dos mistérios que lhe são incompreensíveis. Também permite que o homem reconheça e conheça sua substância corrupta e as raízes de sua corrupção, bem como descubra a fealdade do homem. Esses efeitos são todos produzidos pela obra de julgamento, pois a substância dessa obra é, de fato, a obra de abrir a verdade, o caminho e a vida de Deus a todos aqueles que têm fé Nele. Essa obra é a obra de julgamento realizada por Deus. Se você não considera essas verdades com importância e constantemente pensa em evitá-las ou em encontrar um novo caminho além delas, então digo que você é um pecador atroz. Se você tem fé em Deus, mas não busca a verdade ou a vontade de Deus, nem ama o caminho que o leva para mais perto de Deus, digo que você é alguém que está tentando se esquivar do julgamento, um fantoche e um traidor que foge do grande trono branco. Deus não poupará nenhum rebelde que fuja de Sua vista. Tais homens irão receber punição ainda mais severa”.

Entender e obter a verdade é o efeito que deriva de experimentar o julgamento e castigo de Deus, Sua poda e tratamento, Suas provações e refinamento. Especialmente no caso de comer e beber as palavras de Deus, se alguém não orou e obedeceu, não experimentou e praticou, tal pessoa jamais entenderá de fato a verdade e entrará na realidade e, assim, não terá como alcançar a salvação. Somente aqueles que podem aceitar a verdade e praticá-la ao comer e beber as palavras de Deus podem receber a obra do Espírito Santo, e somente aqueles com a obra do Espírito Santo sobre eles enquanto estão passando por provações e refinamento podem alcançar os efeitos de verdadeiramente entrar na realidade da verdade e mudanças em seu caráter de vida. Aqueles sem a obra do Espírito Santo sobre eles não entenderão nem alcançarão a verdade, não importa quantos desastres e sofrimentos lhes sucedam. Compreender e alcançar a verdade é um aperfeiçoamento por meio da obra do Espírito Santo, e a chave para saber se alguém é capaz de receber a obra do Espírito Santo é se a pessoa, ao comer e beber as palavras de Deus, pode aceitar a verdade e colocá-la em prática, se ela pode aceitar e obedecer ao julgamento e castigo de Deus, Sua poda e tratamento, se ela tem um coração que verdadeiramente teme a Deus e um coração que O ama; aqui reside a chave para buscar a verdade para alcançar a salvação e a perfeição. Ao experimentar a obra de Deus, percebemos que a atitude com a qual se trata a verdade das palavras de Deus é de vital importância. Isto toca em saber se alguém pode receber a obra do Espírito Santo e se pode ter um relacionamento normal com Deus. Sem um coração que teme a Deus e um coração que verdadeiramente O ama, o homem não pode adquirir o aperfeiçoamento por Deus; somente aqueles que amam a verdade de todo o coração e que se esforçam ao máximo na busca da verdade podem verdadeiramente amar a Deus, somente eles podem ser aperfeiçoados por Ele. Isso é absoluto. Portanto, os escolhidos de Deus devem entender que não basta simplesmente ter alguma vontade de buscar a verdade. A busca da verdade deve se basear na obediência à obra de Deus, e é preciso possuir alguns princípios de prática antes de alcançar a salvação e a perfeição. A diferença entre salvação e perfeição está na qualidade, na vontade e nos custos que se paga. Aqueles que ganham a salvação são o povo do reino de Deus, enquanto os que ganham a perfeição servirão a Deus na Era do Reino; aqui reside a diferença entre salvação e perfeição. Agora, listados abaixo estão os sete princípios de prática que são necessários na busca da verdade para alcançar a salvação e perfeição.

1. Você deve aceitar o julgamento, o castigo, a poda e o tratamento das palavras de Deus.

2. Enquanto come e bebe as palavras de Deus, você deve aceitar a verdade e ser obediente a ela.

3. Você deve receber o esclarecimento, a iluminação e a orientação da obra do Espírito Santo.

4. Você deve estabelecer um relacionamento normal com Deus e, em todos os assuntos, estar de acordo com Ele.

5. Você deve cumprir plenamente seu dever como criatura de Deus e, ao fazê-lo, garantir sua lealdade a Ele.

6. Em todas as coisas você deve procurar a verdade, colocar a verdade em prática e ter um coração que tema, ame e seja obediente a Deus.

7. Ao cumprir seu dever de servir a Deus, sua prática deve ser exaltá-Lo, dar testemunho Dele e fazer o máximo para proteger Sua obra.

Os sete princípios acima são os princípios de prática na busca da verdade necessários para alcançar a salvação e a perfeição. Somente aqueles que possuem estes sete princípios de prática são os que verdadeiramente buscam a verdade. Enquanto as pessoas tiverem esses princípios, elas são verdadeiramente obedientes à obra de Deus e são as que verdadeiramente buscam a verdade, o que significa que elas alcançam plenamente o padrão para crença em Deus. Elas são então, no sentido verdadeiro, os escolhidos de Deus, e não há dúvida de que podem receber a obra do Espírito Santo e a bênção de Deus. Aqueles que verdadeiramente buscam a verdade nunca recaem na negatividade; não importa em que tipo de ambiente estejam, eles podem realmente confiar em Deus, ser obedientes a Ele e garantir que estejam de acordo com Ele. Enquanto as pessoas tiverem verdadeira fé e obediência a Deus, não haverá negatividade nelas, ainda menos traição. Não amar a verdade, ter uma mente sempre voltada para a carne, ser sempre egoísta e desprezível resultará em ser frequentemente negativo. Se a pessoa realmente tem um coração que ama a Deus, mesmo quando sofre e está em dificuldades no meio de provações e refinamentos, ela pode ter consideração pela vontade de Deus; por mais amargas e duras que sejam as coisas, ela não culpará a Deus e fácil virará as costas para a carne e colocará a verdade em prática. Essa pessoa nunca será negativa. Embora, às vezes, possa haver negatividade, a pessoa pode emergir rapidamente dela orando a Deus e abrindo o coração para Ele, e, assim, será muito menos provável que ela trairá Deus. Portanto, aqueles que verdadeiramente buscam a verdade podem facilmente alcançar o aperfeiçoamento por Deus, enquanto é muito difícil para aqueles que são frequentemente negativos entrarem na realidade da verdade e alcançarem o aperfeiçoamento por Deus. Quando alguém é negativo, ele estagna, resiste à verdade em confronto silencioso com Deus. Ser negativo com frequência leva facilmente à evasão e à traição, conforme provado pelo fracasso de uma quantidade incontável de pessoas. Quando não é possível aperfeiçoar alguém, a principal razão disso reside em seu excesso de elementos negativos que resultam na incapacidade de aceitar a verdade e colocá-la em prática. Por isso, não podem receber a obra do Espírito Santo. Uma vez que essa pessoa começa a expressar suas queixas, não há como pará-la, e as consequências disso são impensáveis. Reclamações representam um desafio negativo, culpa e resistência e uma tendência à traição. Por isso, é muito difícil que aqueles que se queixam com frequência alcancem a salvação e ainda mais que alcancem a perfeição. Salvação e perfeição são baseadas na obediência à obra de Deus. Naturalmente, também é preciso ter um coração que tema a Deus e a vontade de buscar a verdade. Somente se alguém realmente tem fé e é verdadeiramente obediente à obra de Deus, ele pode receber a obra do Espírito Santo para entender a verdade e entrar na realidade e, especialmente ao cumprir seu dever, tal pessoa pode ser leal a Deus, garantindo assim que não fará mal, não resistirá nem O trairá. Esse é o padrão para a salvação. Se as pessoas querem alcançar a perfeição, devem buscar conhecimento de Deus; em seus corações devem verdadeiramente amar a Deus para finalmente alcançar a habilidade de estar em harmonia e em completa conformidade com Ele e se tornarem verdadeiras testemunhas para Deus. Esse é o padrão para a perfeição. Atualmente, a maioria dos escolhidos de Deus tem fé verdadeira em Deus, pois entenderam que a obra de Deus é salvar e aperfeiçoar o homem. No entanto, quanto à disposição de Deus e à substância de Deus, eles não têm conhecimento verdadeiro; eles não podem verdadeiramente amar a Deus em seu coração ou estar de acordo com Ele. Assim, ao cumprir seu dever, há muitas impurezas e, às vezes, eles podem até seguir seus próprios desejos ao fazer coisas contrárias a Deus e resistir a Ele. Eles deixam de ser de alguma utilidade para Deus e só podem fazer um pouco de trabalho de proteção e é isso. Isso basta para dizer que estão longe de serem aperfeiçoados e que até deixam de cumprir o padrão para a salvação e falharam em sua crença em Deus. Pode-se dizer que aqueles que creem em Deus, mas não podem obter a salvação, não creem verdadeiramente nEle e estão apenas tentando se passar pelo que não são e pertencem em sua recusa absoluta de aceitar a verdade à escola dos descrentes. Acreditar em Deus para alcançar a salvação requer pelo menos o cumprimento dos sete critérios a seguir.

1. Reconhecer verdadeiramente que a obra de Deus é a salvação e perfeição do homem e ter fé verdadeira.

2. Fazer o máximo possível ao cumprir seu dever como criatura de Deus e fazer algumas boas ações.

3. Ser obediente ao homem utilizado pelo Espírito Santo como seu pastor para liderar, ter uma vida normal na igreja comendo e bebendo as palavras de Deus e sendo equipado com a verdade.

4. Procurar se tornar uma pessoa honesta e fazer o dever de não agir superficialmente ou enganar a Deus e ser fiel a Deus.

5. Buscar a verdade para garantir que a pessoa não esteja sujeita ao controle ou feitiço do anticristo ou dos iníquos e permaneça resoluta do lado daqueles que buscam a verdade.

6. Ser obediente à obra de Deus até o fim e não ser controlado por qualquer pessoa, qualquer assunto ou coisa e ser apenas obediente à verdade das palavras de Deus e não adorar ou seguir os outros.

7. Garantir que no julgamento e no desastre a pessoa não abandone ou traia a Deus e que sobreviva dando testemunho.

Se a crença em Deus pode atender aos sete critérios acima, não há dúvida de que a pessoa está salva. Se a pessoa acreditou em Deus por muitos anos e ainda não cumpriu estes critérios, ela deve ser eliminada com certeza; isso é absoluto. Se a pessoa não se apressa agora em buscar a verdade e, no final da obra de Deus, ainda não é capaz de entrar na realidade da verdade, ela será uma que falhou em sua crença em Deus. Essas pessoas não podem alcançar a salvação devido às cinco categorias de razões a seguir:

1. Elas só participam da vida da igreja, mas são incapazes de comer e beber as palavras de Deus com sinceridade e ainda menos de buscar e aceitar a verdade e estão satisfeitas apenas com a compreensão da doutrina na palavra e com a observância de regras e regulamentos e falham constantemente entrar na realidade da verdade; essa é a primeira categoria de razões pelas quais as pessoas não podem ser salvas.

2. Elas admitem externamente que as palavras de Deus são a verdade e estão dispostas a obedecer ao julgamento e castigo de Deus, mas não conseguem aceitar a verdade e, especialmente, ao enfrentar a poda e o tratamento, têm grande dificuldade em aceitar e obedecer e chegam até mesmo a argumentar em desafio e ficam descontentes; essa é a segunda categoria de razões pelas quais as pessoas não podem ser salvas.

3. Ao comer e beber as palavras de Deus, elas são sempre seletivas e unilaterais, focando apenas em seu coração na busca por bênçãos e, ao obterem recompensas e coroas, são sempre ambiciosas para liderar na linha de frente e tomar a estrada do anticristo, e não aceitarão o julgamento e o castigo de Deus; essa é a terceira categoria de razões pelas quais as pessoas não podem ser salvas.

4. Elas são incapazes de obedecer ao homem utilizado pelo Espírito Santo como seu pastor para liderar, são particularmente arrogantes e desprovidas de razão e desafiadoras para com todos e, portanto, incapazes de serem verdadeiramente regadas, providas e cuidadas e não têm meios de entrar na realidade da verdade; essa é a quarta categoria de razões pelas quais as pessoas não podem ser salvas.

5. Elas são incapazes de realmente cumprir seu dever como uma criatura de Deus, e mesmo que possam fazer seu dever, isso é feito perfunctoriamente para enganar a Deus, ou elas estão sempre se misturando com o anticristo, com os espíritos ímpios e malignos, trazendo problemas, e não tem nenhum arrependimento verdadeiro em não buscar a verdade; essa é a quinta categoria de razões pelas quais as pessoas não podem ser salvas.

Você poderia dizer que aqueles que se enquadram nas cinco categorias de circunstâncias acima são cinco tipos de pessoas. De fato, todos aqueles que se enquadram nessas categorias realmente não têm amor pela verdade e não têm como receber a obra do Espírito Santo. Se não se arrependerem de verdade, certamente não há como alcançar a salvação. Os escolhidos de Deus devem ser claros sobre a relação entre salvação e perfeição: Aqueles que são salvos são os que são verdadeiramente obedientes à obra de Deus e podem cumprir seu dever e fazer boas obras, enquanto a perfeição está na base da salvação. Aqueles que são aperfeiçoados são os que buscam a verdade e podem verdadeiramente amar a Deus, são os que podem exaltar e testemunhar a Deus e verdadeiramente servir a Deus e pertencer àqueles que mais tarde serão utilizados por Deus como Seus sacerdotes.

Por que algumas pessoas alcançam a salvação, mas não a perfeição? Existem, em geral, cinco tipos de razões, conforme descrito detalhadamente abaixo:

1. A pessoa só tem fé real em Deus, mas não pode realmente buscar a verdade. Ao entender a verdade superficialmente, a pessoa não estará à altura no cumprimento de seu dever. A pessoa falhará consistentemente em realmente entrar na realidade da verdade e não terá conhecimento real de Deus. Esse é o primeiro tipo de razão pelo qual a pessoa não pode ser aperfeiçoada.

2. A pessoa não enfatiza aceitar e obedecer ao julgamento e castigo de Deus e à Sua poda e tratamento. Portanto, a pessoa não tem conhecimento verdadeiro da substância de sua própria natureza, ainda é arrogante e hipócrita, desafia todos e, em última instância, falha em obedecer a Deus. Esse é o segundo tipo de razão pelo qual a pessoa não pode ser aperfeiçoada.

3. Embora a pessoa possa aceitar e obedecer à obra de Deus, e também aceitar a verdade, e até mesmo compreendê-la em parte, ela não tem um coração que tema a Deus; a pessoa falha constantemente em amar verdadeiramente a Deus e em considerar Sua vontade. Assim, ela não pode estar de acordo com Deus. Esse é o terceiro tipo de razão pelo qual a pessoa não pode ser aperfeiçoada.

4. Embora a pessoa seja leal em fazer seu dever, há impurezas misturadas nisso. A pessoa depende muito de sentimentos e, muitas vezes, segue seus próprios desejos. Quando confrontada com a poda e tratamento de Deus, ou quando sofre retrocessos e derrotas, a pessoa pode até entender mal a Deus, culpá-Lo e reclamar. Por causa de um excesso de elementos negativos, a pessoa deixa de amar verdadeiramente a Deus, de ser obediente a Ele e, frequentemente, pode até ser contra Deus e resistir a Ele. Existem deficiências na busca da verdade por parte da pessoa. Esse é o quarto tipo de razão pelo qual a pessoa não pode ser aperfeiçoada.

5. Embora a pessoa seja capaz de buscar a verdade e cumpra seu dever lealmente, uma vez capaz de fazer um pouco de trabalho prático, a pessoa se considera como tendo entrado na realidade da verdade e realmente salva. A pessoa passa a descansar sobre os louros, a estagnar e, dessa forma, seu caráter de vida simplesmente não muda. Assim que a pessoa ocupa uma posição de poder, os mesmos velhos defeitos reaparecem, e ela se torna mais arrogante; a pessoa não pode nem ser limitada pela verdade nem administrada por qualquer pessoa, e ainda assim, imprudentemente, ela toma a estrada do anticristo, chegando a ponto até de se envolver em estabelecer o próprio reino em traição a Deus. Esse é o quinto tipo de razão pelo qual a pessoa não pode ser aperfeiçoada.

Resumindo as razões acima pelas quais as pessoas não podem ser aperfeiçoadas, embora aceitem a obra de Deus, em última instância o motivo é principalmente porque tais pessoas realmente não buscam a verdade e não amam verdadeiramente a Deus; esses são defeitos em sua substância. Aqueles que não amam a verdade nunca engendrarão um coração que ame a Deus e, mesmo que tenham convivido com Deus por muitos anos, não alcançarão compatibilidade com Ele. A raiz do problema é que eles não amam a verdade e não a buscam. Por que existem muitos que podem obedecer externamente à obra de Deus, deixar tudo de lado para cumprir seu dever, mas ainda assim não têm um coração que ama a Deus? Se tivessem vivido junto com Deus, como poderiam ter tantas concepções sobre Ele e continuar sendo contra Ele? Obviamente, alcançar a verdadeira obediência a Deus não é, de modo algum, uma questão simples. Se as pessoas realmente não conseguem entender muito da verdade, elas não podem ser verdadeiramente obedientes a Deus. Se as pessoas não têm um coração que teme a Deus e um coração que verdadeiramente O ama, é ainda mais improvável que realmente obedeçam a Deus. Embora externamente não pareçam resistir a Deus, isso não é prova de que, em seu coração, tenham verdadeira obediência a Ele. Você poderia dizer que aqueles sem um coração que ama a Deus são aqueles sem a realidade da verdade. Embora possam entender alguma coisa da verdade, isso está muito longe de entrar na realidade da verdade. Todos nós já vimos que há muitos que servem a Deus, mas, como não houve mudança em seu caráter de vida, eles continuam a resistir a Ele enquanto o servem. Há muitos que externamente aparentam buscar a verdade; suas qualidades são adequadas para a tarefa, e eles conseguem alguns resultados práticos ao cumprir seu dever. É, no entanto, precisamente devido aos cinco tipos de razões acima que não conseguem alcançar a perfeição. De modo geral, o problema que eles têm em comum é que, como lhes falta um coração que teme a Deus e um coração que verdadeiramente O ama, certamente haverá muitas deficiências em sua busca da verdade, e eles carecerão ainda mais da entrada em sua realidade. Todos aqueles que não podem ser aperfeiçoados têm problemas que não foram abordados principalmente em sete áreas, e é por isso que sua perfeição não pode ser efetivada. Abaixo estão as sete áreas problemáticas que devem ser abordadas:

1. A busca pela perfeição deve abordar as questões de arrogância, hipocrisia, desafio e ausência de verdadeira obediência a Deus.

2. A busca pela perfeição deve abordar as questões do caráter satânico de egoísmo, falsidade, ganância e malevolência que controlam o desempenho adequado dos deveres da pessoa.

3. A busca pela perfeição deve abordar a questão de a pessoa não ter um lugar para Deus em seu coração, não ter medo de Deus no coração e não magnificá-Lo.

4. A busca pela perfeição deve abordar a questão de apenas se engajar na busca de status, fama e riqueza e, embora servindo a Deus, ainda resistir a Ele e obstinadamente seguir o caminho do anticristo.

5. A busca pela perfeição deve abordar as questões de entender as doutrinas apenas na palavra, apenas guardar as regras e regulamentos e não ser leal em fazer seu dever ou entrar na realidade da verdade.

6. Na busca pela perfeição, é preciso conhecer a substância da própria natureza e eliminar a desonestidade, a falsidade, a insídia e a malícia para resolver o problema de não se tornar uma pessoa honesta.

7. A busca pela perfeição deve tratar do problema de sempre se ter concepções sobre Deus, sempre se fazer exigências a Ele, estar descontente e constantemente deixar de amá-Lo de todo o coração.

Para a maioria das pessoas, as sete áreas problemáticas acima são fatais para a obtenção da perfeição. Em sua substância, elas são realmente sérias o bastante para resultar na morte de alguém, e se não forem abordadas por completo, a pessoa falhará completamente em alcançar a perfeição. Pode-se dizer que essas sete áreas problemáticas existem em graus variados nos humanos corruptos; apenas aqueles que verdadeiramente buscam a verdade que, tendo acreditado em Deus por muitos anos, podem finalmente resolvê-las e finalmente alcançar a perfeição. Existe uma conexão e inter-relação necessárias entre eles. Com algumas pessoas, as primeira, segunda, terceira e quarta áreas problemáticas são bastante sérias, até mesmo pontos fatais. Com outras, são as quarta e sexta áreas problemáticas que são assim. Mas em toda a humanidade corrupta, a questão comum que existe é a sétima área problemática: Não se pode amar a Deus de todo o coração e não há como ser compatível com Ele; esse é a questão fatal que toda a humanidade corrupta compartilha. Pode-se dizer que, se as pessoas não mudarem seu caráter, é extremamente difícil alcançarem o estado de amor verdadeiro a Deus. No entanto, é essencial que as pessoas tenham um coração que ame a Deus se quiserem ser aperfeiçoadas. Sem um coração que ama a Deus, você não pode ter uma humanidade normal e não é bondoso, e certamente você não é alguém que realmente ama a verdade. Por que as pessoas servem a Deus, mas também resistem a ele? Em última instância, é porque não amam verdadeiramente a Deus e, portanto, carecem de obediência absoluta a Ele. Portanto, a busca pela perfeição deve resolver os problemas de não amar a verdade e não amar a Deus de todo o coração. É claro que esses problemas devem depender da busca da verdade para serem resolvidos e, acima de tudo, é preciso aceitar e ser obediente ao julgamento e castigo de Deus e à Sua poda e tratamento. Ao mesmo tempo, também é indispensável passar por amplas provações e refinamento. Para resolver esses problemas que tocam a humanidade, é preciso sofrer muita dor; não há dúvida disso. Quanto a se o caráter de vida realmente mudará, a chave está em saber se a pessoa ama a Deus de todo o coração. Deus deve aperfeiçoar aqueles que o amam de todo o coração e capacitá-los a compreender toda a verdade e alcançar o verdadeiro conhecimento Dele. Deus gosta de dizer que somente aqueles que amam a Deus podem servi-lo e que somente aqueles que amam a Deus podem ser Seus íntimos. Pedro foi uma pessoa que foi aperfeiçoada por Deus. Como ele foi capaz de amá-Lo com sinceridade, foi capaz de alcançar a obediência a Deus até a morte e sacrificar sua vida por Ele. Para avaliar se alguém é bondoso, o principal é saber se a pessoa ama a Deus de todo o coração; somente aqueles que verdadeiramente amam a Deus são bondosos e são aqueles que têm o mais belo dos corações. Aqueles que não têm um coração que ama a Deus são, com certeza, maliciosos e enganosos de coração; esse é absolutamente o caso! Se for realmente possível limpar as toxinas satânicas e o caráter corrupto das pessoas e sua disposição de vida realmente mudar, seu coração poderá realmente amar a Deus. Em última análise, alguém que alcança um amor por Deus sem impurezas é aperfeiçoado por Ele. Alguém que serve a Deus poder ser aperfeiçoado depende se a pessoa tem um coração que realmente ama a Deus. Se alguém serviu a Deus por muitos anos, mas permanece sem um coração que O ama, então a pessoa certamente é o anticristo, pois a estrada tomada pela pessoa que falha em amar sinceramente a Deus é a senda do anticristo. Não há dúvida disso. Aqueles que, servindo a Deus ainda que resistindo a Ele, tomaram a estrada do anticristo, e essa é a consequência de ter um coração que falha em amar verdadeiramente a Deus. Se alguém falha em seu amor a Deus, não pode ser compatível com Ele e, ao falhar em ser compatível com Ele, está, com certeza, separado e é antagônico a Ele. Não há como duvidar disso. Se alguém quer saber se pode eventualmente ser aperfeiçoado, a maneira mais simples é ver em si mesmo se tem um coração que ama a Deus. Se alguém tem um coração que realmente ama a Deus, tal pessoa está fadada a dedicar todos os esforços para buscar a verdade e o conhecimento de Deus. Ele é obrigado a procurar mudanças em seu caráter. Resistir constantemente a Deus e deixar de ser um com Ele é o maior sofrimento para o coração da pessoa. O amor por Deus é o maior dos prazeres e consolações para o coração. Portanto, aquele que ama a Deus de todo o coração coloca a maior importância em buscar a verdade e conhecimento de Deus, de modo a ser compatível com Ele. Aqueles que não podem amar a Deus em seu coração são, com certeza, os que estão apenas em busca das bênçãos e recompensas, que são egoístas e desprezíveis, e não dão a mínima consideração à vontade de Deus. Portanto, é inevitável que todos aqueles que anseiam por bênçãos com um coração que não ama a Deus e que não são compatíveis com Deus escolham naturalmente a estrada do anticristo. Quem toma a estrada do anticristo é egoísta e desprezível, sinistro, enganador e malicioso de coração. Como todos aqueles que deixam de amar a Deus podem ter um amor verdadeiro pelos escolhidos de Deus? Seria o suficiente que essas pessoas não fizessem mal a elas. Portanto, aqueles que não têm um coração que ama a Deus pertencem ao tipo de Satanás que resistem a Deus. Não há dúvida disso. Obviamente, se alguém deseja buscar a perfeição, deve resolver o problema de um coração que não ama a Deus. Se alguém deseja alcançar o verdadeiro amor de Deus sem impurezas, deve buscar a verdade e buscar o conhecimento de Deus. É preciso aceitar honestamente o julgamento e o castigo de Deus, e é preciso alcançar o verdadeiro conhecimento da substância da própria natureza para gerar verdadeiro arrependimento. Em última análise, a pessoa obtém mudanças em seu caráter de vida por causa de seu conhecimento de Deus. Essa é a senda para alcançar a perfeição.

Aqueles que buscam a verdade devem entender que ter um coração que teme a Deus é de vital importância, mas ainda mais crítico é a pessoa ter um coração que ama a Deus. Isso está relacionado diretamente à questão de se as pessoas podem ser aperfeiçoadas. Sem um coração que ama a Deus, não há ímpeto para buscar a verdade, enquanto cumprir o dever de alguém pode ser apenas superficial e para enganar os outros, e não há absolutamente lealdade alguma a Deus. Mesmo se alguém puder implementar alguma verdade, esta não é uma verdadeira obediência a Deus. Somente com amor verdadeiro a Deus a pessoa pode realmente exaltá-Lo e dar testemunho Dele ao fazer seu dever e servir a Deus, obedecer a todas as Suas orquestrações e arranjos e verdadeiramente servi-Lo para alcançar a realização de Sua vontade. Então, estritamente falando, não ter um coração que ama a Deus significa estar resistindo a Deus; quem deixa de se aperfeiçoar com certeza não tem um coração que ama a Deus. Isso é absoluto. Sem um coração que ama a Deus, a relação da pessoa com Ele de fato não é normal. Ao cumprir seu dever de servir a Deus, existe, com certeza, rebeldia e resistência de todo tipo; mesmo que a pessoa esteja servindo a Deus, ainda pode resistir a Ele. As principais manifestações disso estão nos cinco aspectos a seguir, que também são os cinco tipos de razões pelas quais as pessoas não podem ser aperfeiçoadas.

1. Ao fazer seu dever, a pessoa nunca tem consideração pela vontade de Deus; ela faz coisas sem relação com a verdade; a pessoa falha em seu coração em amar verdadeiramente a Deus.

2. Não há lugar para Deus no coração da pessoa; o relacionamento da pessoa com Deus não é nem próximo nem distante, ou a pessoa O mantém à distância de um braço; a pessoa não tem um coração que tema a Deus.

3. A pessoa se esforça para trabalhar por sua própria reputação e status, e cumpre seu dever, mas não por amor a Deus e para retribuir Seu amor; a pessoa falha em ser verdadeiramente obediente a Deus e satisfazê-Lo.

4. Quando sua própria fama, fortuna e status estão em questão, a pessoa ainda persiste em manter várias noções e mal-entendidos a respeito de Deus; a pessoa falha em aceitar a verdade e obedecer a Deus.

5. Em seu coração há frequentemente um afastamento de Deus que não pode ser removido; considera-se que Deus é injusto com eles, muitas vezes há ressentimento em seu coração, e a pessoa não é compatível com Deus.

As cinco condições acima bastam para mostrar que, embora as pessoas realmente acreditem em Deus, e embora estejam dispostas a despender por Deus e até cumprir seu dever com lealdade, elas não têm verdadeiro amor a Deus e sempre fazem seu trabalho por status, fama e fortuna. Essa é a questão fatal em sua incapacidade de conseguir alcançar a perfeição. Se a pessoa falha em amar a Deus em seu coração, ela certamente não é bondosa e, com certeza, existem elementos malévolos em seu coração, e ela abriga más intenções. Mesmo que externamente a pessoa possa ser capaz de obedecer a Deus, obedecer à obra de Deus, cumprir seu dever e ter um mínimo de consciência e razão, ela não tem, no entanto, um coração que tema a Deus e, mais ainda, um coração que O ama. Isso é suficiente para mostrar que a pessoa não tem verdadeiro conhecimento de Deus e, portanto, não O obedece verdadeiramente. Há pessoas que são leais em cumprir seu dever; eles podem conhecer a si mesmos e colocar alguma verdade em prática e até mesmo obedecer a todos os arranjos da obra que a família de Deus faz e ao pastoreio do homem que o Espírito Santo utiliza. No entanto, apesar disso, elas ainda não têm amor verdadeiro por Deus. Se a pessoa está em contato com Deus e vive com Ele, ela realmente pode se rebelar contra Ele, resistir a Ele e até se tornar Seu inimigo. Isso realmente provoca sérias reflexões. Há muitas pessoas cujo fracasso está exatamente nisso; é tão lamentável e trágico como aquelas pessoas religiosas que só acreditam na Bíblia e só acreditam nas palavras de Deus, mas ainda podem resistir a Ele. Para ser aperfeiçoado, é preciso enxergar até o âmago dessas questões, encontrar as causas profundas do fracasso e buscar a verdade para resolver essas questões práticas. Só assim a pessoa pode pegar a estrada rumo à perfeição. Somente aqueles que, de todo o coração, amam a Deus podem alcançar a perfeição, uma vez que somente aqueles que amam a Deus podem ter consideração por Sua vontade e podem estar ao Seu lado em todas as coisas e gradualmente alcançar acordo com Ele. Se alguém realmente tem um coração que ama a Deus, quando confrontado com provações e refinamento, é possível entender a dificuldade de Deus nisso; não importa quanta dor se sofra, pode-se orar para Deus, ver Seu amor e entender melhor Seu ponderado cuidado por nós. Portanto, ao sofrer, ao passar por provações, é possível agradecer a Deus, louvá-Lo e cumprir seus deveres com mais lealdade. A pessoa pode obedecer a tudo o que Deus arranja. Assim, é possível que a pessoa compreenda mais profundamente a verdade, entre em sua realidade e obtenha conhecimento de Deus. Essa é a chave que permite àqueles que amam a Deus alcançarem a perfeição.

A estrada que a pessoa toma em busca da verdade para alcançar a perfeição é como escalar uma montanha; os que sobem são muitos, mas poucos conseguem chegar ao cume. A maioria das pessoas para em alturas diferentes, como se realmente fossem impotentes para subir além desse ponto. São muitos os motivos para isso: a substância das pessoas varia, a estrada que elas seguem na escalada e a altura à qual conseguem subir também variam. Como dizem as palavras de Deus: “Muitas pessoas dizem: ‘Eu creio em Deus e sigo dessa maneira, então é provável que eu a obtenha alguma coisa. Não busco a verdade, mas sigo até o fim, e uso todas as minhas forças para despender esforço e abandonar as coisas no decurso de meus deveres. Mesmo se eu cometer algumas transgressões, ainda posso obter alguma coisa’. Elas não sabem o que estão dizendo. Com tanta corrupção dentro das pessoas, como elas podem mudar se não buscam a verdade? Com o grau de corrupção que o homem tem, se não houver proteção de Deus, então se pode vacilar e trair a Deus a qualquer momento. Você acredita nisso? Mesmo que force a si mesmo, você ainda não consegue chegar até o fim, porque a etapa final consiste em criar um grupo de vencedores; pode ser tão fácil quanto você imagina? No final, não é necessário que as pessoas mudem 100% ou 80%, mas pelo menos é preciso haver uma mudança de 30% ou 40%; no mínimo, você deve cavar as coisas que estão enterradas profundamente dentro de você e mudá-las, e você poderá alcançar a exigência de Deus de 30% a 40% ou, melhor ainda, alcançar uma mudança de 60% a 70%, significando que você possui alguma verdade dentro de si, que tem algumas coisas compatíveis com Deus dentro de você e que, quando encontrar alguns problemas, não será fácil para você resistir a Deus e não será fácil ofender o caráter de Deus. Dessa forma, no final, você será aperfeiçoado e será elogiado”. Ser aperfeiçoado por Deus realmente não é uma questão simples. Há uma quantidade incontável de pessoas que acreditam sinceramente em Deus, mas apenas alguns poucos podem alcançar a perfeição. Isso provoca séria reflexão. É apenas quando realmente percebemos os motivos pelos quais não podemos ser aperfeiçoados e nossos pontos fatais que podemos realmente resolver os problemas práticos de entrar na vida. Todos têm falhas, todos têm seu ponto fatal, então, para alcançar a perfeição, é preciso resolver seus próprios problemas práticos. De fato, a principal causa de não ser aperfeiçoado reside principalmente em não se ter um coração que ama a Deus e a vontade de sofrer na busca da verdade. Estar satisfeito por ter um pouco de entendimento da verdade e descansar em seus louros é um ponto fatal para as pessoas. Pensar que alguém é verdadeiramente obediente a Deus ao ser um pouco obediente à Sua obra e ser capaz de se abster de praticar o mal e de resistir a Ele ou de traí-Lo e se contentar com isso e não mais buscar a verdade é um ponto fatal para as pessoas. Pensar que a pessoa ama a Deus, que Deus certamente gosta da pessoa por ela ser capaz de suportar dificuldades ao fazer seu dever e por ter alguma lealdade e não largar de sua carga e, portanto, estagnar e não mais buscar a verdade e deixar de se tornar apto para uso por Deus é um ponto fatal para as pessoas. Certamente existe uma infinidade de problemas quando a pessoa é incapaz de ser aperfeiçoada; tudo isso deve ser abordado na busca pela perfeição.

Todos sabemos que aqueles que Deus aperfeiçoa são aqueles que O amam de todo o coração; somente aqueles que O amam de todo o coração são aqueles que verdadeiramente buscam a verdade. Se as pessoas se consideram verdadeiras perseguidoras da verdade, e elas têm fé verdadeira em Deus, e podem cumprir seu dever, mas se contentam meramente em buscar a verdade em meio às palavras de Deus e não têm um coração que verdadeiramente ame a Deus, existem sérias falhas em buscar a verdade dessa maneira. Em última análise, de fato haverá limites à compreensão da verdade, e elas deixarão de ser aperfeiçoadas. A razão é que entrar na realidade da verdade para obter conhecimento de Deus não é, de maneira alguma, uma questão simples. Requer a cooperação do homem em vários pontos. Requer não apenas fé, mas a obediência do homem e sua lealdade; sobretudo. requer um coração que verdadeiramente ame a Deus. A fé sozinha não funcionará; se a pessoa não tem um coração que realmente ama a Deus, sua obediência a Ele será limitada, assim como sua lealdade, e, ao cumprir seu dever, ela certamente não conseguirá satisfazer a Deus. Aqueles que realmente têm um coração que ama a Deus são pelo menos leais a Deus ao cumprir seus deveres, e podem, por iniciativa própria, assumir a responsabilidade de fazer seu trabalho adequadamente e ter a maior lealdade àquilo que Deus lhes confia. Eles juram que não descansarão até que tenham completado Sua comissão, e se não fizerem seu trabalho adequadamente, sentirão que estão em dívida com Deus e que decepcionaram Seus escolhidos. Seu senso de responsabilidade é especialmente grande. Portanto, na comissão de Deus, eles sempre sentem energia ilimitada e que sempre há trabalho a ser feito. Eles sempre esperam realizar cada tarefa de seu trabalho melhor do que bem para retribuir o amor de Deus e não cessarão antes de atingirem seu objetivo. O senso de responsabilidade daqueles que amam a Deus de todo o coração em cumprir seu dever é particularmente forte; pelo menos é isso que um homem de consciência e razão deveria possuir. Sem um coração que ama a Deus, a pessoa não terá amor verdadeiro pelos escolhidos de Deus; só saberá aproveitar descaradamente os benefícios do status sem levar em conta o destino dos escolhidos de Deus. Ainda mais, a pessoa ignorará como o coração de Deus dói. Isso é não ter consciência. Sem um coração que ama a Deus, a pessoa certamente não tem consciência; é, para ser exato, uma besta sem coração desprovida de humanidade. Portanto, aqueles que não têm um coração que ama a Deus falham completamente em considerar sua vontade e, assim, não terão meios de atingir a perfeição por Ele. Vimos como todos os anticristos, os falsos líderes não têm consciência e razão, muito menos têm um coração que ama a Deus. Eles só procuram ser líderes muito acima dos outros, para dominá-los; eles são incapazes de fazer um trabalho substancial em servir a Deus. Com seu status, eles fazem um pequeno trabalho que apenas arranha a superfície, então sentem que têm as credenciais para desfrutar as bênçãos de seu status à vontade; fazem uma bagunça de seu trabalho na igreja e ainda correm em sua própria defesa descaradamente sem um pingo de pesar em seu coração. São simplesmente parasitas, vampiros! Eles não cumprem corretamente os deveres que deveriam cumprir, então, que direito têm de desfrutar das ofertas de Deus? São verdadeiramente descarados! Por isso, aqueles que eu mais odeio são os anticristos e os falsos líderes; tais pessoas são as raposas e cobras venenosas na vinha, são o diabo Satanás, que sejam amaldiçoadas! Aqueles que não realizaram corretamente a obra prática para os escolhidos de Deus e que não cumpriram seus próprios deveres adequadamente, são bestas que não têm nem consciência nem razão. Se as pessoas realmente não têm um coração que ama a Deus, elas não são dignas de serem chamadas de humanas. Especialmente aqueles líderes e obreiros em todos os níveis, se forem incapazes de realizar obras práticas, se não cumprirem seus deveres como deveriam e, ainda assim, como vampiros e parasitas, gozarem descaradamente das bênçãos de seu status, devem incorrer na ira de Deus. Por isso, é essencial bani-los, expulsá-los e eliminá-los; Deus não salvará os ímpios e absolutamente não aperfeiçoará uma besta sem coração, sem consciência ou razão. Essa é a justiça de Deus. É óbvio que, sem um coração que realmente ama a Deus, a busca pela perfeição não conseguirá atingir seu efeito. Somente aqueles com um verdadeiro amor por Deus podem realmente ter consideração por Sua vontade. Não importa o quão negativos sejam, quanta dor e desconforto sintam, por causa de seu amor a Deus, eles podem ser transformados. Por causa de seu amor a Deus, podem abandonar a carne e suportar as dores de abandonar o que valorizam. Por causa de seu amor a Deus, podem suportar toda a humilhação e, por causa de seu amor a Deus, podem ser absolutamente obedientes àquilo que, por enquanto, não compreendem. Aqueles que verdadeiramente amam a Deus podem cumprir tais deveres que uma pessoa comum não poderia cumprir de forma adequada através de seu amor a Deus. Eles têm a capacidade de usar a verdade para resolver os problemas práticos dos escolhidos de Deus e a capacidade de realmente dar testemunho da justiça e onipotência de Deus. São capazes de fazer as pessoas aceitarem a Deus e obedecerem a Ele através do seu testemunho, de levar as pessoas a entrar na realidade da verdade e de fazer todo o trabalho da igreja apropriadamente. Portanto, o coração que verdadeiramente ama a Deus é o mais precioso de todos. Somente aqueles que verdadeiramente amam a Deus são aqueles que estão de acordo com Sua vontade, somente aqueles cujo coração pode realmente amar a Deus são os realmente bons que anseiam pela luz e a justiça, aqueles a quem Deus ama de verdade, e são aqueles que Deus quer aperfeiçoar. Portanto, se alguém deseja alcançar a perfeição, deve ter um coração que verdadeiramente ama a Deus; isso é algo sobre o qual seus escolhidos devem ter clareza. Se alguém quer se tornar uma pessoa que realmente ama a Deus, é preciso saber o que é verdadeiramente amá-Lo e que padrões isso envolve. Isso é extremamente importante. Agora, abaixo, estão listados os sete padrões para o verdadeiro amor por Deus.

1. Orar a Deus com frequência e abrir o coração para Ele, refletir sobre si mesmo, deixar Deus exercer poder sobre seu coração e ser capaz de honrar a Deus como grande e verdadeiramente adorá-Lo.

2. Não fazer seu dever de forma superficial e enganar os outros, não se envolver em transações para ganhar algo; mesmo prestando serviço como cão de guarda, a pessoa quer ficar em seu posto para cuidar da família de Deus e proteger adequadamente a porta.

3. A capacidade de realizar aquilo que Deus confia à pessoa de forma resoluta, sendo consciencioso, responsável e meticuloso e capaz de fazer um trabalho adequadamente substancial para servir a Deus para Sua satisfação.

4. A capacidade de fazer o máximo possível em busca da verdade, ser absolutamente obediente ao julgamento e castigo de Deus, Sua poda e tratamento com o objetivo único de ser purificado e alcançar acordo com a vontade de Deus.

5. A capacidade de buscar ser uma pessoa honesta, de verdadeiramente comungar com Deus, de se livrar de concepções, estranhamentos e mal-entendidos, de se tornar confidente de Deus e ser completamente obediente a Ele.

6. A capacidade de ser atencioso com a vontade de Deus, de estar ansioso com aquilo com o qual Deus está ansioso, de pensar naquilo que Deus está pensando, de estar em harmonia com a vontade de Deus em tudo e dedicar a vida a fazer a vontade Dele.

7. A capacidade de amar a Deus com todo seu coração e mente, trazer os outros diante de Deus ao exaltar a Deus e dar testemunho por Ele e de se tornar uma verdadeira testemunha Dele.

Contanto que você compare com esses sete padrões de amor verdadeiro a Deus, você pode saber se as pessoas realmente O amam; fica completamente claro desde que a pessoa veja se ela mesma é capaz de fazer alguma coisa por amor a Deus, se é capaz de retribuir o amor de Deus fazendo a obra prática corretamente e se pode suportar muito sofrimento em busca da verdade. É somente utilizando Pedro como referência que aqueles que desejam buscar a verdade para se tornarem verdadeiramente amorosos de Deus podem tomar o caminho à perfeição. Todos sabemos que Pedro é aquele que foi aperfeiçoado por Deus. Como dizem as palavras de Deus: “Porque sempre procurou Me conhecer e isso o levou a voltar as costas para seus pais. Foi por isso que, em primeiro lugar, ele creu que os céus e a terra e todas as coisas estão nas mãos do Todo-Poderoso e que todas as coisas positivas se originam de Deus e vêm diretamente Dele, sem passar por nenhum processamento de Satanás. O exemplo oposto dado por seus pais lhe serviu de contraste e o capacitou ainda mais para prontamente reconhecer Meu amor e Minha misericórdia, inflamando nele, desse modo, uma paixão ainda maior por Me buscar. Ele prestou muita atenção não só em comer e beber Minhas palavras, mas tanto mais em captar Minhas intenções, e foi constantemente prudente e cauteloso em seus pensamentos, de modo que sempre foi extremamente astuto em seu espírito e, em consequência, foi capaz de Me agradar em tudo que fez. Na vida comum, ele deu muita atenção a integrar as lições daqueles que falharam no passado, de modo a incitar-se a um esforço maior, profundamente temeroso de que pudesse cair nas malhas do fracasso. Ele também deu muita atenção a assimilar a fé e o amor de todos aqueles que, no decorrer das eras, tinham amado a Deus. Desse modo, não só nos aspectos negativos, mas, o que é bem mais importante, também nos aspectos positivos, ele acelerou o progresso do seu crescimento, até que se tornou, na Minha presença, o único ser humano que Me conheceu da melhor forma”. Com base nessa passagem das palavras de Deus, você pode ver que Pedro é alguém que verdadeiramente buscou o conhecimento de Deus. A razão pela qual ele conseguiu amar verdadeiramente a Deus não é difícil de entender: é somente a capacidade de amar verdadeiramente a Deus que capacita a pessoa a buscar verdadeiramente o conhecimento Dele e a se tornar alguém que verdadeiramente ama a verdade. Pedro conseguia verdadeiramente amar a Deus; por que nós não somos capazes? Para resolver o problema do coração da pessoa de não amar a Deus, é preciso seguir o exemplo de Pedro e enfatizar o ato de comer e beber as palavras de Deus e buscar de Deus para sentir a vontade Dele. Quando se tem um conhecimento verdadeiro do caráter de Deus e da essência de Sua vida, a perspectiva da vida e dos valores mudará, o que permite que alguém engendre um coração que ama a Deus. Na busca da verdade, as principais coisas são orar com frequência, expor o coração a Deus e buscar a obra do Espírito Santo para atingir a perfeição. Dessa forma, as pessoas são capazes de amar verdadeiramente a Deus. Se a pessoa verdadeiramente deseja amar a Deus em seu coração, ela deve ser bondosa, ter um senso de justiça e um amor por coisas positivas, deve ansiar pela luz e justiça e odiar as trevas e o mal; isso é o que é necessário para alguém ter uma humanidade normal. Se as pessoas têm as coisas mais belas e boas em uma humanidade normal e buscam a verdade e têm uma conexão genuína com Deus, um coração dentro delas que ama a Deus se tornará cada vez mais real e puro. Lembremos que quando Pedro seguiu Jesus, o Senhor Jesus perguntou a Pedro muitas vezes: “Simon, son of Jonas, love you me?” Depois que Pedro falou de seus sentimentos mais íntimos a Jesus, sentiu muita tristeza e dor. Por que Jesus lhe perguntou isso repetidamente? Foi para indicar a Pedro a estrada para a perfeição que ele experimentaria mais tarde. Depois, ele gerou gradativamente um verdadeiro coração que amava a Deus. Passando depois pelo julgamento e refinamento centenas de vezes, ele finalmente alcançou a perfeição. Do exemplo de Pedro podemos ver que aqueles que Deus aperfeiçoa são aqueles que realmente O amam, isso é inquestionável. Se as pessoas realmente amam a verdade, realmente a entendem, devem se esforçar em praticar o amor por Deus e fazer tudo para amá-Lo. Treinar-se ao praticar a verdade para satisfazê-Lo, fazer seu dever de retribuir Seu amor corretamente e voluntariamente sofrer muito para amá-Lo e obter a verdade naturalmente engendra um coração que ama a Deus. Contanto que amem a verdade, quando as pessoas têm conhecimento verdadeiro do caráter de Deus, elas podem verdadeiramente amar a Deus. Quanto mais da amabilidade de Deus as pessoas notam, mais real e mais poderoso dentro delas se torna um coração que ama a Deus. A essa altura, se elas se rebelam contra Deus e resistem a Ele por não praticar a verdade, elas se sentem particularmente dolorosos; se odeiam e até amaldiçoam a si mesmas e só sentem consolo em amar a Deus e satisfazê-Lo. É neste ponto que conseguem verdadeiramente amar a Deus e realmente tomaram a estrada rumo à perfeição. O objetivo da busca da verdade é alcançar o verdadeiro conhecimento de Deus, e os efeitos alcançados são o verdadeiro amor por Deus e a verdadeira obediência a Ele. Contanto que a pessoa busque a verdade sem medo e de maneira realista, não há verdade que não possa ser alcançada e nenhum efeito está fora de alcance; depende do tipo de desejo de sofrer que a pessoa tem e que tipo de preço ela paga. Se a pessoa é alguém que realmente busca a verdade, não ser capaz de amar a Deus no momento não significa que deixará de fazê-lo mais tarde. Contanto que as pessoas tenham vontade de buscar o amor por Deus, Deus as aperfeiçoará. É extremamente importante que a pessoa tenha um coração que verdadeiramente ame a Deus. Quanto à aceitação do aperfeiçoamento por Deus, você não pode continuar sua experiência se não tiver um coração que O ame de verdade e não terá como suportar muita provação e refinamento. A corrupção da humanidade é profunda demais; a humanidade é particularmente arrogante e sempre se acha certa, é egoísta e desprezível, negativa e argumentativa demais. Sempre gostando de viver diante de um pano de fundo que se conforme à “razão” e às suas próprias ideias e noções, a humanidade raramente mostra verdadeira obediência a Deus, menos ainda obediência completa. A obediência de tal homem a Deus é muito limitada; se ele se deparar repetidamente com a implacável exposição de Deus e a contínua poda e tratamento, é difícil para ele aceitar ou obedecer; mesmo que seja obediente temporariamente, isso não durará muito. Ele ainda dará uma série de motivos para culpar a Deus e, em seu coração, ele realmente considera que Deus é imprudente, tornando impossível para ele ser obediente a Ele; assim como um paciente gravemente doente pode exigir do médico, sempre querendo ser curado de acordo com seu próprio método, bem como querendo alcançar o resultado da recuperação da doença. O resultado mostra o quanto as pessoas são irracionais e que elas não têm o menor entendimento das boas intenções de Deus. Portanto, ao aceitar o aperfeiçoamento de Deus, se alguém não tem um coração que realmente ama a Deus, é extremamente difícil obedecer ao Seu trabalho até o fim. Receio que agora a maioria das pessoas não possa aceitar podas e tratamentos bastante severos. Se forem expostas e dissecadas perante a multidão, temo que resistirão, se revoltarão e, finalmente, se arrastarão; isso é verdade. No passado, havia alguns líderes e trabalhadores que não conseguiam fazer nenhuma obra prática; a corrupção que revelaram era grande demais e, em seu trabalho, não alcançaram o menor resultado e, portanto, foram substituídos. Eles eram negativos e até mesmo incrédulos. Havia alguns um pouco melhores que, embora acreditassem, não buscavam a verdade. Apenas a experiência de ser substituído foi suficiente para eles se entregarem à esmagadora negatividade e estagnação. Essa é uma doença crônica da humanidade corrupta e, mais ainda, uma questão fatal para as pessoas; não há como elas possam ser aperfeiçoadas. Agora há alguns que, tendo sido expulsos, sofreram muito, ainda assim não abandonam Deus e continuam crendo Nele como antes e cumprindo seu dever de pregar o evangelho, o que basta para mostrar que têm uma crença verdadeira: realmente não podem se afastar de Deus e não teriam como viver se o fizessem. Assim, não importa como a igreja lide com eles, eles são capazes de obedecer e manter sua crença em Deus. Tal coração que verdadeiramente acredita em Deus é precioso. Se as pessoas de fato têm um coração que realmente ama a Deus, para elas é fácil colocar a verdade em prática e obedecer a Ele. Não importa como Deus julgue e castigue as pessoas, como Ele as prove e lida com elas, ou as refine, contanto que tenham um coração que ama a Deus, elas podem buscar a verdade e aceitá-la e ser obedientes a ela e a Deus. O único medo é daqueles que deixam de buscar e aceitar a verdade e, ao contrário, são injustificados, importunos e irracionais; essas são as mais problemáticas, as mais difíceis das pessoas, que não têm como alcançar a perfeição de Deus. Aqueles que realmente buscam a verdade devem buscá-la em todas as coisas, e aceitá-la e obedecê-la. Somente com tal razão e vontade alguém pode verdadeiramente obedecer ao trabalho de Deus e obter perfeição por Ele. Jó, tendo somente fé verdadeira, foi testemunha de suas provações, enquanto Pedro tinha um verdadeiro amor por Deus e pôde ser obediente até a morte, que foi de fato aperfeiçoado. Essa é a estrada para a perfeição que Deus nos aponta.

Atualmente, há alguns dos escolhidos de Deus que foram dispensados e substituídos muitas vezes e que sofreram podas e tratamentos repetidos. No entanto, ainda são capazes de buscar a verdade e, cumprindo seu dever, são ainda mais capazes de se colocar à mercê de Deus e fazer tudo o que Ele exige que façam sem reclamar, visto que realmente não importa o que Deus diga ou faça, tudo isso tem significado; para o homem é salvação e é amor. Desde que as pessoas sejam obedientes desse modo à obra de Deus até o fim, grande parte de sua rebeldia, suas muitas concepções e várias intenções e toxinas satânicas podem ser purificadas em diferentes graus. Portanto, quanto mais refinamento as pessoas passam ao experimentar a obra de Deus, e quanto maior o sofrimento que elas suportam, mais são capazes de alcançar a purificação. Tendo provado assim da doçura da obediência à obra de Deus, elas realmente percebem que nunca errarão em tal obediência. As pessoas poderem ser absolutamente obedientes à obra de Deus indica mais claramente se elas têm fé verdadeira. Aqueles que adoram discutir as coisas certamente serão mais rebeldes e muito menos obedientes; eles persistirão em manter suas próprias ideias e suas próprias justificativas. Seus corações são realmente os mais endurecidos de todos, sem um pingo de amor a Deus, e é muito difícil para tais pessoas serem aperfeiçoadas. Sem um coração que verdadeiramente ama a Deus é muito fácil se rebelar contra Ele e resistir a Ele. Se alguém acreditou em Deus por muitos anos e ainda não tem um coração que O ama, e chega a ponto de não se importar e até mesmo se orgulhar de resistir e traí-Lo, tal pessoa pertence ao anticristo demoníaco; somente os traiçoeiros e mal-intencionados de coração ignoram totalmente as dificuldades de Deus e se concentram apenas em satisfazer seus próprios desejos e intenções. Se isso não é o diabo Satanás, então o que é? Há muitos que, quando confrontados com podas e tratamentos ou com exposição e dissecação, quando rejeitados ou expulsos, envergonham-se com raiva e fúria. Ao serem resistentes a Deus e até fazendo todo tipo de mal para perturbar Sua obra, tais pessoas nunca imaginaram o grau de sofrimento e dor no coração de Deus por isso. Quem poderia entender isso? As pessoas só consideram seus próprios sentimentos, mas não entendem a vontade de Deus. Elas possuem razão e consciência? Elas possuem humanidade? Esse é um ponto extremamente digno de reflexão. Depois de ter aceitado o encargo de Deus, passei por muito de Seu julgamento, castigo, poda e tratamento. À época, eu era fraco e negativo com frequência, e havia muita dor em meu coração. Orava muito para buscar o esclarecimento e a iluminação de Deus e, finalmente, percebi que a essência de minha própria natureza era se rebelar e resistir a Deus, e muitas vezes ficava cheio de remorso. Toda vez que eu tentava refletir sobre o amor e a salvação de Deus, um coração que amava a Deus surgia de si mesmo; eu não sentia tanta dor nesses momentos e conseguia me levantar para cumprir meu dever. Ao vivenciar muitas outras provações, vi o amor verdadeiro de Deus e, por isso, não ficava mais negativo. Por fim, minha resolução endureceu — por mais que Deus me tratasse, eu cumpria meu dever adequadamente e completava aquilo que Deus me confiou. Eu prestava serviço voluntariamente até o fim. Contanto que a pessoa possa deixar de lado seu futuro e destino e, de bom grado, se empenhar para Deus, ela se sentirá muito mais feliz em seu coração; ao cumprir seu dever, agirá normalmente e de maneira discreta, e não de maneira tão arrogante e dominadora. Tudo isso é fruto de sofrer o julgamento e o castigo de Deus. Finalmente, percebi que, se aqueles que servem a Deus não tiverem recebido julgamento e castigo por Ele junto com Sua poda e tratamento, eles serão arrogantes e presunçosos e insuportavelmente prepotentes. A essa altura, vi que minha própria corrupção por Satanás era profunda demais; se não fosse pelo julgamento e castigo de Deus, Sua provação e refinamento, a humanidade corrompida seria um demônio sem vestígios de semelhança humana. Isso é verdade.

Agora as pessoas veem claramente que a busca da perfeição não é uma questão simples, uma vez que toca em mudanças no caráter de vida. Apenas ao sofrer muita dor e refinamento é que podemos renascer e alcançar as mudanças que são semelhantes a ressuscitar dos mortos. Ao vivenciar as provações e refinamento, é improvável que o homem não afunde em negatividade; se alguém não tem fé verdadeira e um coração que verdadeiramente ama a Deus, ele definitivamente nunca suportará provações e refinamentos de todo tipo e será extremamente difícil para ele se manter firme. A poda e tratamento ou dispensa e substituição, o desprezo por outros que a maioria das pessoas enfrenta hoje em dia, esses são julgamentos pequenos, mas as pessoas ainda ficam particularmente doídas e excessivamente negativas. As consequências seriam inimagináveis se fossem enfrentar um grande julgamento; talvez logo fugissem. Atualmente, os escolhidos de Deus estão todos em busca da verdade para entrar em sua realidade. Na verdade, eles estão lançando o fundamento para a série de provações que mais tarde sofrerão; este é exatamente o caso. Se as pessoas no presente têm apenas uma compreensão superficial da verdade, elas não podem possuir fé real. Se enfrentassem as provações como Jó, achariam muito difícil permanecer firme. Por que Deus exige que o homem conheça sua obra? É para fazer o homem entender como Ele salva o homem e o aperfeiçoa. O homem deve primeiro ver que dor e provações ele deve sofrer ao receber a salvação e a perfeição de Deus e deve compreender o verdadeiro significado de receber o julgamento e castigo de Deus e Suas provações e aperfeiçoamentos. Isso não é precisamente para estabelecer uma base para as pessoas se submeterem a provas e aperfeiçoamentos para alcançar a perfeição? Se a família de Deus não regar e prover os escolhidos de Deus, então a maioria deles achará muito difícil permanecer firme em meio a futuras provações e refinamentos. Aqueles que buscam a verdade devem entender que quanto maiores, mais severas forem as provações e o refinamento, e quanto mais sofrerem, maiores serão as mudanças que alcançarão e mais profundamente entenderão a realidade da verdade. Essa é a perfeição da obra do Espírito Santo. Ao querer alcançar o aperfeiçoamento por Deus, se um preço não for pago no sofrimento, absolutamente nenhum resultado será alcançado. Os escolhidos de Deus devem entender a vontade de Deus nisso e entender suas boas intenções; esse é o efeito que o conhecimento do trabalho de Deus deve alcançar. Somente aqueles que realmente têm conhecimento da obra de Deus podem permanecer firmes no meio de futuras provações e aperfeiçoamentos e dar testemunho glorioso e ressonante de Deus.

Ao passar pelo aperfeiçoamento de Deus, o homem deve cooperar com a obra do Espírito Santo para ser aperfeiçoado. Ao cooperar com a obra de Deus, existem os cinco princípios principais abaixo que devem ser praticados.

1. Em provações de todo tipo, é preciso aprender a sentir a vontade de Deus, e isso é fundado com base no conhecimento da obra de Deus. Se as pessoas realmente têm conhecimento da obra de Deus, é fácil entender Sua vontade; se não têm conhecimento real disso, é muito fácil entender mal a Deus, culpar e até resistir a Ele; que a obra de Deus não está de acordo com as concepções das pessoas é manifesto aqui. Quanto mais fé as pessoas tiverem, mais provações sofrerão, e quanto mais amarem verdadeiramente a Deus, mais severas serão as provações delas; isso é algo que ninguém jamais esperaria. Somente quando as pessoas se submetem a elas e veem como realmente foram limpas, elas podem entender completamente as boas intenções de Deus e ver Seu profundo amor e bondade.

2. Toda vez que alguém enfrenta uma provação, deve procurar a verdade para encontrar seu próprio modo de praticá-la. Se alguém pode entender a verdade e ter um modo de praticar, pode naturalmente permanecer firme; esse é um ponto-chave. Se alguém deixa de buscar a verdade e não tem como praticar, não pode saber como ser obediente ao trabalho de Deus. Nesse ponto, é preciso ter amor verdadeiro por Deus; se você é alguém que ama a Deus, não O entenderá mal e perceberá que nunca há nada de errado naquilo que Deus faz e nem em sua obediência a ele. Se alguém pode verdadeiramente amar a Deus, independentemente de entender a verdade, isso basta, desde que possa satisfazer a Deus e humilhar Satanás. Isso é verdadeiramente dar testemunho, e se alguém pode obedecer a Deus por amor a Ele, e pode evitar culpar a Deus por mais sofrimento que suporte, isso é dar testemunho para a humilhação de Satanás.

3. Não importa o que Deus faça, a pessoa não tem nenhuma concepção sobre Ele, nem qualquer mal-entendido. Mesmo quando se depara com um grande desastre no qual membros de sua família pereçam e as posses da pessoa se forem, ainda assim pode estar livre de quaisquer concepções sobre Ele e de qualquer mal-entendido; isso é fé verdadeira em Deus. No meio das provações, é completamente revelado se alguém tem fé verdadeira; tais julgamentos revelam uma pessoa e são os melhores testes para saber se alguém possui a verdade e tem um coração que ama a Deus. É altamente louvável se alguém pode manter não ter quaisquer concepções sobre Deus e quaisquer mal-entendidos Dele em tais provações e pode verdadeiramente louvá-Lo e crer em Sua justiça e que Deus nunca erra em tudo o que Ele faz. Somente isso constitui verdadeiro conhecimento da obra de Deus.

4. Não importa a que provações uma pessoa se submeta, e independentemente de sua compreensão da verdade, ela não pode ser negativa; é preciso lidar com as questões confiando na fé e com um coração que realmente ama a Deus para se manter firme. É preciso confiar em algo para não cair em negatividade; é muito difícil alcançar tal estado sem verdadeira fé e amor. Tais momentos exigem muita oração até que a verdadeira fé e um coração que ama a Deus sejam engendrados, quando então a negatividade será completamente eliminada.

5. Em provações de todo tipo, o coração deve temer a Deus e ficar longe do mal; não se deve aceitar o controle por qualquer pessoa, qualquer coisa ou qualquer assunto. Não se deve ouvir o que os outros dizem, nem olhar para o que eles fazem, e sobretudo não se deve seguir a tendência da maioria. É preciso acreditar na liderança do Espírito Santo seguindo o próprio caminho; assim, pode-se superar as várias tentações e seduções de Satanás e escapar do perigo de se desviar do verdadeiro caminho. Mesmo que o céu caia, em seu coração a pessoa só acredita em Deus, só segue a Deus e só coloca ênfase em orar e comungar com Ele. Assim, a pessoa não será subjugada pela influência das trevas nem dominada pela calamidade ou confusão. A pessoa acredita que somente Deus pode conduzir o homem e salvá-lo e aperfeiçoá-lo. Além de Deus, nenhuma humanidade ou ser superior pode salvar o homem. Isso é fé verdadeira.

Os cinco princípios de prática mencionados acima para cooperar com a obra do Espírito Santo são extremamente importantes para aqueles que estão passando pelo aperfeiçoamento por Deus. Se as pessoas entenderem esses princípios de prática, elas conseguirão se livrar de concepções e negatividade; elas podem contar com fé verdadeira e um coração que ama a Deus para orar para Ele e comungar com Ele. Assim, no meio de provações de todo tipo, elas não chegarão a ponto de tropeçar na derrota. Contanto que a pessoa assim busque a verdade, ela realmente alcançará a perfeição por Deus.

Agora as igrejas entraram na grande revelação, na grande eliminação e na grande limpeza das pessoas de acordo com sua classe. À medida que a igreja de Deus é purificada após o término da obra de limpeza, as calamidades de todo tipo já caíram do céu. As grandes calamidades começarão imediatamente e serão cada vez maiores; Deus começou a castigar oficialmente o grande dragão vermelho. Depois que as calamidades tiverem caído do céu, os povos do grande dragão vermelho se levantarão para resistir ao império das trevas do diabo Satanás, e o grande dragão vermelho cairá do poder quando ele balançar na tempestade e ele será banido eternamente; todos os povos da terra terão entrado nas provações das calamidades. Sem a verdade, será muito difícil para as pessoas se manterem firmes. Deus dará retribuição a cada pessoa de acordo com suas ações. Todos aqueles que prepararam boas ações suficientes com antecedência e realmente compreendem a verdade e entram em sua realidade terão seu apoio e fé. Todos aqueles que fizeram muito mal terão dificuldade em escapar da retribuição. Esse é o momento em que a justiça de Deus será manifestada e quando todas as palavras de Deus começarão a ser cumpridas. Todos aqueles que buscarem a verdade e obedeceram à obra de Deus para serem purificados terão Deus com eles e Sua salvação. Todos aqueles sem a menor compreensão da verdade e sem verdadeira fé em Deus perecerão com os incrédulos. Esse é o início da retribuição de Deus para cada pessoa de acordo com suas ações. Neste meio ano, todos aqueles que não têm a menor compreensão da verdade e de qualquer realidade serão completamente eliminados. Todos aqueles que nunca buscaram a verdade cairão na escuridão gritando e rangendo os dentes. Isso cumprirá as palavras de Deus por completo: “Você entende agora o que é julgamento e o que é verdade? Se tiver entendido, exorto você a que se submeta obedientemente a ser julgado, caso contrário jamais terá a oportunidade de ser elogiado por Deus ou de ser trazido por Ele ao Seu reino. Aqueles que só aceitarem o julgamento, mas nunca puderem ser purificados, isto é, aqueles que fugirem em meio à obra de julgamento, serão para sempre detestados e rejeitados por Deus. Os pecados deles são mais numerosos e mais graves que os dos fariseus, pois eles traíram a Deus e são rebeldes contra Deus. Tais homens, que não são dignos nem mesmo de fazer serviço, irão receber punição mais severa, uma punição que é, mais que isso, eterna. Deus não irá poupar nenhum traidor que antes tenha manifestado lealdade com palavras, mas que depois O tenha traído. Homens assim irão receber retribuição por meio da punição do espírito, da alma e do corpo. Essa não é precisamente uma revelação do caráter justo de Deus? Não é o propósito de Deus ao julgar o homem e revelá-lo? Deus consigna todos aqueles que realizam todo tipo de atos perversos durante a época do julgamento a um lugar infestado de espíritos malignos, deixando esses espíritos malignos destruírem livremente seus corpos carnais. Seus corpos exalam o mau cheiro de cadáveres e tal é a sua adequada retribuição. Deus escreve em seus livros de registros cada um dos pecados desses falsos seguidores desleais, falsos apóstolos e falsos trabalhadores; então, no devido tempo, Ele os lança no meio de espíritos imundos, deixando esses espíritos imundos profanarem seus corpos inteiros à vontade, para que jamais possam ser reencarnados e jamais vejam a luz novamente. Aqueles hipócritas que fizeram serviço num momento, mas que são incapazes de permanecer leais até o fim, são contados por Deus dentre os perversos, para que andem no conselho dos perversos e se tornem parte de sua corja desordenada; no fim, Deus os aniquilará. Deus descarta e desconsidera aqueles que nunca foram leais a Cristo nem dedicaram qualquer esforço e aniquilará a todos na mudança das eras. Eles não existirão mais na terra, menos ainda terão acesso ao reino de Deus. Aqueles que nunca foram sinceros com Deus e que são forçados pelas circunstâncias a lidar superficialmente com Ele são contados entre aqueles que fazem serviços a Seu povo. Só um pequeno número de tais homens pode sobreviver, enquanto a maioria irá perecer juntamente com aqueles que não são qualificados nem para fazer serviços. Por fim, Deus trará a Seu reino todos os que forem de uma mesma mente com Ele, o povo e os filhos de Deus, bem como aqueles predestinados por Deus a serem sacerdotes. Tal é o destilado obtido por Deus por meio de Sua obra. Quanto àqueles que não puderem ser enquadrados em nenhuma categoria estabelecida por Deus, esses serão contados entre os descrentes. E vocês certamente podem imaginar qual será o resultado. Eu já disse a vocês tudo que deveria dizer; a estrada que vocês escolherem será uma decisão sua. O que vocês devem entender é o seguinte: a obra de Deus nunca espera por alguém que não possa acompanhar Seus passos e o caráter justo de Deus não mostra misericórdia para com qualquer homem”.

Ao se reunir para comunicar este sermão, ele deve ser combinado com as seguintes passagens das palavras de Deus.

Neste estágio da obra, é necessário grande fé e amor da nossa parte. Podemos tropeçar ao menor descuido porque este estágio da obra é diferente de todos os anteriores. O que Deus está aperfeiçoando é a fé da humanidade — não se pode vê-la nem tocá-la. O que Deus faz é converter palavras à fé, ao amor e à vida. As pessoas devem chegar a um ponto em que tenham suportado centenas de refinamentos e tenham fé maior que a de Jó. Elas precisam suportar um sofrimento incrível e todos os tipos de tortura sem se afastarem de Deus em momento algum. Quando são obedientes até a morte e têm grande fé em Deus, então, este estágio da obra de Deus está completo.

de ‘A senda… (8)’ em “A Palavra manifesta em carne”

O homem vive em meio à carne, o que significa que ele vive em um inferno humano, e, sem o julgamento e castigo de Deus, o homem é tão imundo quanto Satanás. Como o homem poderia ser santo? Pedro acreditava que o castigo e o julgamento por Deus eram a melhor proteção e a maior graça do homem. Somente através do castigo e julgamento de Deus o homem poderia despertar e odiar a carne e odiar Satanás. A disciplina estrita de Deus liberta o homem da influência de Satanás, o livra do seu próprio mundinho lhe permite viver na luz da presença de Deus. Não há melhor salvação do que castigo e julgamento!

de ‘As experiências de Pedro: seu conhecimento de castigo e julgamento’ em “A Palavra manifesta em carne”

Você deveria saber que aperfeiçoar homens, completar homens e ganhar homens não trouxe nada além de espadas e golpes para sua carne, trouxe sofrimento sem fim, o fogo ardente, o julgamento impiedoso, o castigo e a maldição, bem como provações sem limites. Tal é a história interna e a verdade da obra de gerir o homem. […] Portanto, talvez noventa por cento daquilo que as pessoas experimentam sejam sofrimentos e provações de fogo, mas há muito poucos ou mesmo nenhum dia doce e feliz pelo qual a carne do homem ansiava, e eles são ainda mais incapazes de desfrutar de momentos felizes na carne, passando noites lindas com Deus. A carne é imunda, então o que a carne do homem vê ou desfruta nada mais é do que o castigo de Deus que não é favorecido pelo homem, e é como se estivesse faltando a razão normal. Isto é porque Ele manifestará Seu caráter justo que não é favorecido pelo homem, não tolera as ofensas do homem e abomina os inimigos. Deus revela abertamente todo o Seu caráter através de qualquer meio necessário, concluindo assim a obra de Sua batalha de seis mil anos com Satanás — a obra da salvação de toda a humanidade e a destruição do velho Satanás!

de ‘O propósito de gerenciar a humanidade’ em “A Palavra manifesta em carne”

Deus está ansioso para que o homem O ame, mas quanto mais o homem O ama, quanto maior o sofrimento do homem e quanto mais o homem O ama, maiores as suas provações. Se você O ama, então todo tipo de sofrimento lhe sobrevirá — e se não O ama, então, talvez tudo correrá bem para você e terá paz ao seu redor. Quando você ama a Deus, você sentirá que muita coisa ao seu redor é insuperável, e porque sua estatura é muito pequena, você será refinado; além disso, você é incapaz de satisfazer a Deus e sempre sentirá que a vontade de Deus é muito elevada, que está fora do alcance do homem. Por tudo isso, você será refinado — porque há muita fraqueza dentro de você e muita coisa que é incapaz de satisfazer a vontade de Deus, você será refinado por dentro. No entanto, vocês devem entender claramente que a purificação só é alcançada através do refinamento.

de ‘Somente experimentando provações dolorosas é possível conhecer a beleza de Deus’ em “A Palavra manifesta em carne”

Se o homem deseja amar a Deus, precisa ser despojado de sua hipocrisia, presunção, arrogância, convencimento e coisas semelhantes, todas as quais pertencem ao caráter de Satanás. Caso contrário, o amor do homem será um amor impuro, um amor satânico que não pode, de modo algum, receber a aprovação de Deus. Sem ser diretamente aperfeiçoado, lidado, quebrado, podado, disciplinado, castigado ou refinado pelo Espírito Santo, ninguém é capaz de amar verdadeiramente a Deus.

de ‘O homem corrupto é incapaz de representar Deus’ em “A Palavra manifesta em carne”

Quanto maior o refinamento de Deus, mais o coração das pessoas pode amá-Lo. O tormento em seu coração é benéfico a sua vida, elas são mais capazes de estar em paz diante de Deus, seu relacionamento com Ele é mais próximo e elas são mais capazes de ver o amor supremo de Deus e Sua suprema salvação. Pedro experimentou o refinamento centenas de vezes, e Jó passou por diversas provações. Se desejarem ser aperfeiçoados por Deus, vocês também devem passar pelo refinamento centenas de vezes; somente se passarem por esse processo, e confiarem nessa etapa, é que poderão satisfazer a vontade de Deus e ser aperfeiçoado por Ele.

de ‘Somente experimentando refinamento o homem pode amar verdadeiramente a Deus’ em “A Palavra manifesta em carne”

Ao acreditar em Deus, o homem deve buscar ser aperfeiçoado por Deus, sendo capaz de se submeter a Deus e à completa obediência a Deus. Se você puder obedecer a Deus sem reclamar, estar atento aos desejos de Deus, alcançar a estatura de Pedro e ter o estilo de Pedro mencionado por Deus, será então que você terá sido bem-sucedido em alcançar sucesso na crença em Deus, e isso significará que você foi ganho por Deus.

de ‘Tudo é realizado pela palavra de Deus’ em “A Palavra manifesta em carne”

Pedro experimentou a obra do Espírito Santo por muitos anos e tinha conhecimento prático de Cristo, bem como profundo conhecimento de si mesmo. Logo, seu amor a Deus era puro. Muitos anos de refinamento haviam elevado o seu conhecimento de Jesus e da vida, e seu amor era um amor incondicional, um amor espontâneo, e ele não pedia nada em troca nem esperava benefício algum.

de ‘O sucesso ou o fracasso dependem da senda que o homem percorre’ em “A Palavra manifesta em carne”

Você deve sofrer dificuldades pela verdade, deve se entregar à verdade, deve suportar humilhação pela verdade e, para ganhar mais da verdade, você deve passar por mais sofrimento. É isso que você deve fazer. Você não deve jogar a verdade fora em favor de uma vida familiar pacífica nem deve perder a dignidade e integridade da sua vida por causa de um prazer momentâneo. Você deve buscar tudo que é belo e bom e buscar uma senda na vida que seja mais significativa. Se você levar uma vida tão vulgar e não buscar quaisquer objetivos, você não desperdiça a vida? O que você pode ganhar com uma vida assim? Você deve abandonar todos os prazeres da carne em favor da verdade e não deve jogar fora todas as verdades em favor de um pouco de prazer. Pessoas assim não têm integridade nem dignidade; sua existência não faz sentido!

de ‘As experiências de Pedro: seu conhecimento de castigo e julgamento’ em “A Palavra manifesta em carne”

Por meio de que a perfeição de Deus é realizada pelo homem? Por meio de Seu caráter justo. O caráter de Deus consiste principalmente em justiça, ira, majestade, julgamento e maldição, e Seu aperfeiçoar do homem é principalmente através do julgamento.

de ‘Somente experimentando provações dolorosas é possível conhecer a beleza de Deus’ em “A Palavra manifesta em carne”

A transformação do caráter do homem é alcançada por meio de diferentes tipos de obras de Deus; sem tais mudanças no caráter do homem, ele seria incapaz de dar testemunho de Deus e não poderia ser segundo Seu coração. A transformação do caráter do homem significa que ele se libertou da escravidão de Satanás e da influência das trevas e se tornou verdadeiramente um modelo e um exemplo da obra de Deus; tornou-se uma testemunha de Deus e alguém que é segundo Seu coração.

de ‘Somente aqueles que conhecem a Deus podem testemunhar Dele’ em “A Palavra manifesta em carne”

15 de agosto de 2012

Anterior:Como comer e beber as palavras de Deus e praticar a verdade para compreendê-la e entrar na realidade

Próximo:A realidade da verdade em que você deve entrar para tratar de questões com princípios