163. Os princípios para tratar arranjos de trabalho

(1) Os arranjos de trabalho, os sermões e a comunicação representam a direção da obra do Espírito Santo e a vontade atual de Deus. Devem ser aceitos, obedecidos e postos em prática;

(2) Ao cumprir bem o dever, é necessário aderir estritamente aos princípios dos arranjos de trabalho. Nunca se deve fazer as coisas como se deseja, por seus próprios meios, trilhando assim a senda dos anticristos;

(3) Arranjos de trabalho, sermões e comunicação são esclarecidos e iluminados pelo Espírito Santo. Eles são considerados conhecimento humano e nunca devem suplantar as palavras de Deus ou ser tratados como Suas palavras;

(4) Os arranjos de trabalho, os sermões e a comunicação devem ser promulgados de forma rápida e decisiva, sem tomar atalhos, a fim de garantir a realização da obra do Espírito Santo e o desempenho eficaz do dever.

Palavras de Deus relevantes:

Em seu trabalho, líderes e obreiros da igreja devem dar atenção a duas coisas: uma é fazer seu trabalho exatamente de acordo com os princípios estipulados pelos arranjos de trabalho, sem jamais violar aqueles princípios e nem basear seu trabalho em qualquer coisa que eles possam imaginar ou em qualquer uma de suas próprias ideias. Em tudo que fazem, devem demonstrar preocupação pelo trabalho da casa de Deus, sempre colocando em primeiro lugar os interesses dela. Outra coisa — e isso é absolutamente crucial — é que, em todas as coisas, eles devem se concentrar em seguir a orientação do Espírito Santo e fazer tudo em observação estrita das palavras de Deus. Se você ainda for capaz de ir contra a orientação do Espírito Santo ou se seguir teimosamente as suas próprias ideias e fizer as coisas de acordo com sua própria imaginação, então suas ações constituirão uma resistência gravíssima a Deus. Voltar suas costas com frequência para o esclarecimento e a orientação do Espírito Santo só levará a um beco sem saída. Se perder a obra do Espírito Santo, você não será capaz de trabalhar; e mesmo que, de alguma forma, consiga trabalhar, não realizará nada. Esses são os dois princípios mais importantes a serem obedecidos ao trabalhar: um é realizar seu trabalho exatamente de acordo com os arranjos do Alto e também agir de acordo com os princípios que foram estabelecidos pelo Alto; e o outro é seguir a orientação interior do Espírito Santo dentro de você. Uma vez que compreender esses dois pontos, você não estará tão suscetível a cometer erros.

Extraído de ‘Os princípios de trabalho mais importantes para líderes e obreiros ’ em “Registros das falas de Cristo”

No trabalho e nos assuntos da igreja, além de obedecer a Deus, siga as instruções do homem que é usado pelo Espírito Santo em tudo. Até mesmo a mais leve infração é inaceitável. Seja absoluto em sua obediência e não analise o que é certo ou errado; o que é certo ou errado não tem nada a ver com você. Você deve se preocupar apenas com a obediência total.

Extraído de ‘Os dez decretos administrativos que devem ser obedecidos pelo povo escolhido de Deus na Era do Reino’ em “A Palavra manifesta em carne”

Há alguns que são completamente arrogantes em sua atitude em relação aos arranjos de trabalho do alto. “O alto faz os arranjos de trabalho”, pensam, “e nós estamos aqui embaixo, fazendo o trabalho. Parte do que é dito e algumas das tarefas podem ser implementadas com flexibilidade — podem ser alteradas quando chegam a nós. Afinal de contas, o alto só fala, e nós somos aqueles que fazem o trabalho prático. Nós entendemos a situação na igreja, mas o alto não, assim, cabe a nós fazer com as pessoas e o trabalho da igreja o que acharmos adequado. Podemos fazer o que quisermos, e ninguém tem o direito de interferir”. Para tais pessoas, o princípio de servir a Deus é este: “Se achar que algo é certo, tomarei nota disso; se achar que algo é impraticável, ignorarei. Posso resistir a você se eu quiser ou me opor a você e não preciso implementar nem executar nada que eu não queira. Se algo que você diz me parecer inapropriado, eu corrigirei para você, e, após ter filtrado, eu o passarei adiante. Nada que eu não tenha aprovado pode ser impresso”. Em todos os outros lugares, os arranjos do alto são disseminados em sua forma original, mas essa pessoa envia sua versão editada dos arranjos de trabalho para as pessoas na região que lidera. Essa pessoa sempre deseja colocar Deus de escanteio e quer desesperadamente que todos a sigam e acreditem nela. A seu ver, Deus não está à altura dela em certas áreas — ela também deveria ser Deus, e todos deveriam acreditar nela. Essa é a natureza daquilo que faz. Se vocês entenderam isso, ainda assim chorariam quando essa pessoa for removida e substituída? Ainda teriam simpatia por ela? Ainda pensariam: “O que o alto faz é desnecessário e injusto — como o alto pode dispensar alguém que sofreu tanto?”. Pelo bem de quem ela sofreu? Sofreu pelo bem do próprio status. Ela serve a Deus? Está cumprindo seu dever? É leal e submissa a Deus? Ela nada mais é do que um lacaio de Satanás, e seu trabalho é o império do diabo; ele destrói o plano de gerenciamento de Deus e perturba Sua obra. Que tipo de fé é essa? Ela nada mais é do que um diabo, um anticristo!

Extraído de ‘O que é ofender a Deus?’ em “Registros das falas de Cristo”

Algumas pessoas, embora não consigam entender partes dos arranjos feitos pelo Alto, mesmo assim são capazes de obedecer a eles. Dizem elas: “Tudo que Deus faz é correto e tem significado. Mesmo que não o entendamos, nós nos submetemos a isso. O que não faremos é julgar Deus! Se algo não nos soa correto, obedecemos mesmo assim. Somos humanos com mentes humanas — o que sabemos? Então apenas seguimos e nos submetemos aos arranjos de Deus até chegar o dia em que os entenderemos. Mesmo que esse dia não chegue, ainda assim nos submetemos voluntariamente. Somos humanos e devemos nos submeter a Deus. É isso que devemos fazer”. Outros, porém, não são assim. Quando veem o que está sendo feito pelo Alto, sua primeira reação é investigar. Dizem eles: “Deus, analisemos o que Tu dizes e o que Tu exiges. Tudo certo com o primeiro item, mas o segundo não está certo. Eu o consertarei para Ti”. Alguém que fala assim tem um coração que reverencia a Deus? Talvez ele tenha noções sobre algo que Deus faz e, por isso, não executa Seus arranjos na igreja, e irresponsavelmente espalha suas noções entre seus irmãos e irmãs para que eles venham a ter noções sobre Deus. Em primeiro lugar, essa pessoa não pode prover a verdade; em segundo lugar, ela espalha noções; em terceiro, faz com que os outros tenham noções sobre Deus e se oponham ao que Ele faz, e tentem levá-Lo a agir diferentemente para que, no fim, Ele ceda a eles. Há aqueles que fariam tais coisas na esperança de dissipar as noções das pessoas, fazendo com que Deus ceda e aja diferentemente e satisfaça as pessoas. Se uma pessoa dessas sentisse remorso e chorasse após fazer tais coisas, ela poderia ser considerada alguém que tem um coração de reverência por Deus? Algumas pessoas são um pouco zelosas e ignorantes em seu serviço a Deus — por isso, você pode ser perdoado. Se, porém, continuar a agir assim, você terá agido errado conscientemente, o que é um pecado maior e mais grave, e uma coisa terrível! Se seu ponto de vista acerca desses assuntos é simplicista, e você acha que eles não contam muito, você está fadado a ofender a Deus um dia. Já vi algumas pessoas assim; mesmo que não sejam expurgadas, seu desfecho já foi decidido desde cedo.

Extraído de ‘O que é ofender a Deus?’ em “Registros das falas de Cristo”

Trechos de sermão e comunhão para referência:

Os arranjos de trabalho, sermões e comunicações do alto representam os novos passos e direção da obra do Espírito Santo. Logo líderes e colaboradores de todos os níveis devem seguir de perto os arranjos de trabalho, sermões e comunicações do Alto para comungar sobre a verdade e cumprir seus deveres. Isso é um princípio de servir a Deus e é também a senda correta de serviço. Alguém que se desvia dos arranjos de trabalho, sermões e comunicações do Alto para fazer sua própria coisa perturba e interrompe a obra de Deus. Tal pessoa é alguém que resiste a Deus. Se alguém não conseguir cumprir seu dever de acordo com os arranjos de trabalho, sermões e comunicações do Alto, ele não saberá se suas ações são boas ou más e se elas se conformam à vontade de Deus ou não. Portanto, os arranjos de trabalho, sermões e comunicações do alto são um espelho que reflete se líderes e colaboradores estão entrando na realidade. Aqueles que conseguem aceitar os arranjos de trabalho, sermões e comunicações do Alto em todos os momentos são pessoas que conseguem aceitar a verdade e entrar na realidade. Se alguém vê que os arranjos de trabalho, sermões e comunicações do Alto não estão de acordo com suas próprias noções ou sente que essas coisas expõem ou negam suas ações e sua conduta e então se irrita de vergonha e julga e condena os arranjos de trabalho do Alto como falsos, isso basta para provar que essa pessoa resiste e odeia a verdade, está tentando proteger sua própria posição e insiste em seguir a senda errada. Esse tipo de pessoa certamente é um falso líder ou um anticristo. Alguns líderes e colaboradores odeiam especialmente a verdade. Se os arranjos de trabalho, sermões e comunicações se conformarem às suas próprias noções e forem benéficos para eles, eles os considerarão reais e então os aceitarão e os passarão adiante. Mas se essas coisas não se conformarem às suas próprias noções ou forem desvantajosas para eles, eles as julgarão como falsas, se recusarão a aceitá-las e as reterão. Isso é puramente um ato de Satanás. Confiar cegamente em suas próprias noções em suas opiniões das coisas, avaliando se algo é verdadeiro ou falso com base em se aquilo beneficia sua própria fama, ganho e status é absurdo demais. Tal ponto de vista é puramente o de Satanás e não possui nenhuma verdade-realidade. Tais pessoas definitivamente não amam a verdade, não buscam a verdade nem têm reverência por Deus. Pode-se dizer com certeza que os arranjos de trabalho, sermões e comunicações do Alto são a obra atual do Espírito Santo e provêm do esclarecimento e da iluminação do Espírito Santo. Aquilo que provém da obra do Espírito Santo pode, é claro, liderar e guiar todos aqueles que buscam a verdade a entender a verdade e entrar na realidade. A fim de avaliar se líderes e colaboradores em todos os níveis da igreja fazem seu trabalho e cumprem seus deveres de acordo com a vontade de Deus, devemos ver se eles realmente aceitam e obedecem aos arranjos de trabalho, sermões e comunicações do Alto e se eles fazem seu trabalho e cumprem seus deveres de acordo com eles. Se um líder ou colaborador nunca consegue aceitar e obedecer aos arranjos de trabalho, sermões e comunicações do Alto, então podemos ter certeza de que essa pessoa é um falso líder ou colaborador que deve ser eliminado. Se um líder ou colaborador conseguir aceitar os arranjos de trabalho, sermões e comunicações do Alto, ele será capaz de comunicar verdade-realidade na igreja, será capaz de cooperar com a obra do Espírito Santo e de guiar o povo escolhido de Deus para a verdade-realidade.

Somente se aquilo que líderes e colaboradores comunicam se conformar completamente aos arranjos de trabalho, sermões e comunicações do Alto, seu trabalho poderá alcançar resultados e ganhar a aprovação do povo escolhido de Deus. Se aquilo que os líderes e colaboradores comunicam não conseguir seguir de perto os arranjos de trabalho, sermões e comunicações do Alto, seu trabalho não será capaz de acompanhar a nova luz e os novos passos da obra do Espírito Santo. Se as coisas sobre as quais as pessoas falam forem antiquadas demais e não acompanharem a obra atual do Espírito Santo e se elas ainda não buscarem a verdade, será impossível elas terem a obra do Espírito Santo. O trabalho dessas pessoas definitivamente não trará nenhum benefício para o povo escolhido de Deus, e então a vida da igreja só poderá ser uma poça de água estagnada. Todos aqueles que não conseguem acompanhar a obra atual do Espírito Santo nem aceitar os arranjos de trabalho, sermões e comunicações do Alto correm perigo e podem facilmente ser eliminados. Assim, o Alto exige que líderes e colaboradores de todos os níveis sigam de perto os arranjos de trabalho, sermões e comunicações do Alto para comungar sobre a verdade e fazer trabalho real. Esse é o caminho para obterem a obra do Espírito Santo e alcançarem resultados reais em seu dever. Somente isso é serviço que se conforma à vontade de Deus. Se alguém consegue ou não aceitar e obedecer aos arranjos de trabalho, sermões e comunicações do Alto é um sinal que mostra se ele obedece à obra de Deus ou se está trilhando a senda de um anticristo. Somente se uma pessoa seguir estritamente os arranjos de trabalho, sermões e comunicações do Alto ao trabalhar e cumprir seu dever, ela será uma pessoa que realmente segue a Deus e obedece à Sua obra. Somente tal pessoa receberá a confirmação da obra do Espírito Santo e, aos poucos, entrará na verdade-realidade para se tornar aperfeiçoada e apta a ser usada por Deus. Pode-se dizer que todos aqueles que se opõem aos arranjos de trabalho, sermões e comunicações do Alto não são pessoas que buscam a verdade, e todos eles são falsos líderes e anticristos. Não há dúvida quanto a isso. Se alguém consegue aceitar ou não os arranjos de trabalho, sermões e comunicações do Alto é extremamente revelador.

Extraído de “Arranjos de trabalho”

Anterior: 162. Os princípios para obedecer à igreja

Próximo: 164. Os princípios para conhecer a Deus

Quando o desastre vem, como nós cristãos devemos lidar com ele? Convidamos você a participar da nossa reunião online, onde podemos explorar juntos e encontrar o caminho.

Configurações

  • Texto
  • Temas

Cores sólidas

Temas

Fonte

Tamanho da fonte

Espaçamento entre linhas

Espaçamento entre linhas

Largura da página

Sumário

Busca

  • Pesquise neste texto
  • Pesquise neste livro