155. Os princípios para tratar o governo no poder

(1) É necessário discernir se o governo no poder é composto de crentes em Deus ou incrédulos. Se eles resistirem a Deus, são demônios e não devem ser obedecidos;

(2) Políticas e leis nacionais devem ser observadas; elas não devem ser violadas. Entretanto, se forem contrárias aos princípios da fé, não se deve obedecer-lhes;

(3) Todas as políticas e leis de uma nação democrática devem ser obedecidas, exceto aquelas que fazem as pessoas pecarem contra Deus e O ofenderem, as quais nunca devem ser obedecidas;

(4) Deve-se exercer discernimento em relação a todas as políticas e leis perversas de uma ditadura. Discirnam sua verdade e essência.

Versos da Bíblia para referência:

“Quem não é Comigo é contra Mim; e quem Comigo não ajunta, espalha” (Matthew 12:30).

“Importa antes obedecer a Deus que aos homens” (Atos 5:29).

Palavras de Deus relevantes:

Quem é Satanás, quem são os demônios, quem são os inimigos de Deus se não os que resistem e que não acreditam em Deus? Não são elas as pessoas que desobedecem a Deus? Não são elas aquelas que alegam ter fé, mas carecem da verdade? Não são elas aquelas que meramente buscam obter bênçãos, mas são incapazes de dar testemunho de Deus? Você ainda se mistura com esses demônios hoje e tem consciência e amor por eles, mas, nesse caso, você não está estendendo boas intenções a Satanás? Você não está se associando com demônios? Se as pessoas nos dias de hoje ainda são incapazes de distinguir entre o bem e o mal e continuam cegamente a ser amorosas e misericordiosas sem qualquer intenção de buscar a vontade de Deus ou de ser capazes, de alguma forma, de abrigar as intenções de Deus como se fossem suas, então seus desfechos serão ainda mais miserável. Qualquer um que não acredita no Deus na carne é um inimigo de Deus. Se você pode ter consciência e amor por um inimigo, não lhe falta um senso de justiça? Se você é compatível com aqueles que Eu detesto e dos quais discordo e ainda tem amor ou sentimentos pessoais para com eles, você não é desobediente? Você não está resistindo intencionalmente a Deus? Tal pessoa possui verdade? Se as pessoas têm consciência para com os inimigos, amor pelos demônios e misericórdia com Satanás, elas não estão interrompendo intencionalmente a obra de Deus? Essas pessoas que só acreditam em Jesus e não acreditam em Deus encarnado durante os últimos dias, como também aquelas que afirmam verbalmente acreditar em Deus encarnado, mas praticam o mal, são todos anticristos, sem mencionar aquelas que nem mesmo acreditam em Deus. Todas essas pessoas serão objetos da destruição.

Extraído de ‘Deus e o homem entrarão em descanso juntos’ em “A Palavra manifesta em carne”

Trechos de sermão e comunhão para referência:

Como tratar as leis nacionais: isso deve ser discernido segundo a verdade. As leis não são a verdade; são meramente preceitos pelos quais os países mantêm a estabilidade do regime. Em nossa fé em Deus, devemos tomar as palavras de Deus como a verdade; tudo deveria ser baseado nas palavras de Deus. Os cristãos deveriam respeitar as leis legítimas decretadas pelos governos nacionais, mas não devem, absolutamente, respeitar leis que violem as palavras de Deus e a verdade — particularmente as que se opõem à fé, se opõem a Deus e condenam Deus. Obedecer a tais leis é trair a Deus e ficar do lado de Satanás. A fé em Deus, por exemplo, é um princípio inquestionável, e, quando ela é suprimida e restringida pelos países, nós deveríamos ser resolutos ao nos opor a essas leis malignas. Leis imorais e injustas não devem ser respeitadas, mas recusadas resolutamente.

Extraído de “Arranjos de trabalho”

Como lidar com funcionários públicos: isso deve ser discernido segundo a verdade. Existem funcionários bons e maus, e existem funcionários benevolentes e maldosos. Nós deveríamos respeitar os bons funcionários e aqueles que realmente fazem uma diferença na vida das pessoas. Funcionários que se opõem, condenam e perseguem a Deus são demônios malignos, e nós deveríamos odiá-los e amaldiçoá-los. Hoje, contudo, ainda vivemos sob o império maligno e sombrio de Satanás, então deveríamos ser espertos — deveríamos agir com esperteza, e saber o que é o quê. Se há alguns funcionários públicos que estão dispostos a acreditar em Deus e aceitar o caminho verdadeiro, então deveríamos pregar o evangelho para eles e levá-los para diante de Deus para que possam atingir a salvação; isso está inteiramente de acordo com a vontade de Deus.

Extraído de “Arranjos de trabalho”

A que se refere o “governo de Satanás”? Os diferentes partidos governantes dos países se submetem a Deus ou se submetem a Satanás? Qualquer um que se submete a Satanás pertence às forças de Satanás. Se você adora um partido governante de Satanás, se a sua obediência ao partido governante de Satanás é absoluta e você segue os líderes de Satanás, então você é de Satanás, você vive sob o império de Satanás. Por exemplo, o grande dragão vermelho governa a China. Se você apoia o grande dragão vermelho, grita “Vida longa ao grande dragão vermelho”, adora o grande dragão vermelho e se submete ao grande dragão vermelho, então você vive sob o império de Satanás. Não importa qual sistema social você adore ou em qual você tenha fé cega, se você adora, segue e obedece aos partidos e políticos governantes de Satanás, então você está vivendo sob o domínio de Satanás. Isso é porque esses políticos pertencem a Satanás, não a Deus; eles não obedecem nem adoram a Deus, então, ao adorá-los, você segue e adora Satanás. Portanto, se um cristão se une ao partido de Satanás, isso significa que ele adora as forças de Satanás, que segue Satanás e que sua crença em Deus é falsa.

Extraído de “Sermões e comunhão sobre a entrada na vida”

As políticas formuladas pelo grande dragão vermelho não são realmente para o governo do país ou pelo bem das pessoas. Elas são inteiramente opostas a Deus e diametralmente opostas à verdade, revelando assim a substância maligna do grande dragão vermelho, que é perverso e contrário ao Céu. O grande dragão vermelho não passa de uma gangue de reacionários! Você deve ter clareza com relação a isso. Se eles odeiam você, o matam e atacam, então eles são espíritos malignos, e sua substância é maldosa; se eles são bons com você, se fazem uns pequenos favores para você, se o beneficiam de diversas maneiras, então continuam sendo espíritos malignos, e são, também, maldosos. Quando a substância deles se torna clara para você, você não se encontra mais restrito a saber se eles são superficialmente bons ou maus para você. Para ser capaz de enxergar a substância real do grande dragão vermelho, você não deve julgá-lo apenas por seus anúncios públicos, mas por suas ações e pelos efeitos destas. É de suma importância olhar para como ele trata Deus e todas as verdades expressas por Deus e como ele trata aqueles que acreditam em Deus e O seguem — somente então você verá seu rosto feio. Para ter discernimento do grande dragão vermelho, você deve considerá-lo segundo todas as verdades expressas por Deus; sem um entendimento da verdade, isso nunca será possível.

Extraído de “Sermões e comunhão sobre a entrada na vida”

Anterior: 154. Os princípios para tratar os incrédulos

Próximo: 156. Os princípios para obedecer a Deus

Quando o desastre vem, como nós cristãos devemos lidar com ele? Convidamos você a participar da nossa reunião online, onde podemos explorar juntos e encontrar o caminho.

Configurações

  • Texto
  • Temas

Cores sólidas

Temas

Fonte

Tamanho da fonte

Espaçamento entre linhas

Espaçamento entre linhas

Largura da página

Sumário

Busca

  • Pesquise neste texto
  • Pesquise neste livro