45. Os princípios para refletir sobre transgressões

(1) Quando alguém comete uma transgressão, não se pode deixar que ele se entregue ao desespero, mas entenda que é a vontade de Deus salvar as pessoas o máximo possível. Arrependimento verdadeiro é o que mais importa;

(2) Quando alguém descobre uma transgressão, ele deve orar a Deus e, à luz de Suas palavras, refletir e conhecer a essência e a origem da transgressão, passando a se abominar e, assim, tornando-se capaz de se arrepender;

(3) Agarre-se à essência e origem de uma transgressão e resolva-a com a verdade. Deixe a prática da verdade substituir a transgressão, para que você não caia em seus velhos hábitos e ofenda o caráter de Deus;

(4) Não sofra por se sentir constrangido pelas suas transgressões passadas. Contanto que você busque a verdade, se arrependa sinceramente e aja de acordo com os princípios ao cumprir seu dever, você ainda está qualificado para ser salvo por Deus.

Palavras de Deus relevantes:

Por muito tempo, as pessoas que acreditam em Deus esperaram sinceramente por um destino belo, e todos os crentes em Deus esperam que a sorte lhes sobrevenha de repente. Todos esperam que, antes que se apercebam, eles se encontrarão serenamente sentados num local ou outro no Céu. Digo, porém, que essas pessoas, com seus pensamentos adoráveis, nunca souberam se têm a qualificação para receber tal sorte que cai do Céu ou até mesmo para se sentar num lugar lá. Vocês hoje têm bom conhecimento de si mesmos, mas ainda assim esperam poder escapar dos desastres dos últimos dias e da mão do Todo-Poderoso, quando Ele punir os malignos. Parece que ter sonhos bons e desejar as coisas bem do jeito que gostam é uma característica comum a todas as pessoas a quem Satanás corrompeu, e não um golpe de mestre de qualquer indivíduo solitário. Mesmo assim, Eu ainda quero pôr um fim a esses seus desejos extravagantes, bem como à sua ânsia por ganhar bênçãos. Considerando que suas transgressões são muitas, e o fato de sua rebeldia ser sempre crescente, como podem essas coisas se encaixar em seus belos projetos para o futuro? Se você quiser continuar como lhe agrada, permanecendo no erro sem nada que o impeça, mas ao mesmo tempo ainda quiser que seus sonhos se tornem realidade, então Eu o incito a continuar em seu estupor e jamais acordar — pois o seu é um sonho vazio, e, na presença do Deus justo, Ele não abrirá exceção para você. Se você só quer que os seus sonhos se realizem, então jamais sonhe; em vez disso, para sempre encare a verdade, encare os fatos. Essa é a única maneira de você ser salvo. Quais são os passos desse método em termos concretos?

Primeiro, dê uma olhada em todas as suas transgressões, e examine qualquer comportamento ou pensamento seu que não esteja de acordo com a verdade.

Isso é algo que você pode fazer facilmente, e acredito que todas as pessoas inteligentes são capazes de fazer. No entanto, aquelas que nunca sabem o que se entende por transgressão e verdade são a exceção, porque fundamentalmente elas não são pessoas inteligentes. Estou falando com pessoas que foram aprovadas por Deus, que são honestas, que não ofenderam seriamente os decretos administrativos e que conseguem facilmente identificar as próprias transgressões. Embora isso seja uma coisa que exijo de você, e que é fácil para você realizar, não é a única coisa que Eu exijo. Não importa o que aconteça, espero que você não ria em particular desse requisito, e principalmente que não o despreze ou dê pouco valor. Você deveria tratá-lo com seriedade, e não o descartar.

Segundo, para cada uma de suas transgressões e desobediências, você deveria procurar uma verdade correspondente, e depois usar essas verdades para resolver esses problemas. Depois disso, substitua seus atos transgressores e pensamentos e atos desobedientes pela prática da verdade.

Terceiro, você deveria ser uma pessoa honesta, não alguém que vive agindo como o espertalhão, sempre enganoso. (Aqui, estou pedindo novamente que vocês sejam pessoas honestas).

Se for capaz de realizar todas essas três coisas, então você é um dos afortunados — uma pessoa cujos sonhos se tornam realidade e que recebe a boa sorte. Talvez vocês tratem seriamente essas três exigências pouco atraentes, ou talvez as tratem de maneira irresponsável. Seja como for, Meu propósito é realizar seus sonhos e colocar seus ideais em prática, não escarnecer de vocês, tampouco fazer vocês de bobos.

Extraído de ‘As transgressões levarão o homem para o inferno’ em “A Palavra manifesta em carne”

Você não busca a verdade nem a pratica, e você não tem amor pelas coisas positivas, de modo que, quando você se depara com um problema que diz respeito a interesses próprios, você tem pouca motivação para crer em Deus e buscar a verdade, preferindo, em vez disso, cuidar dos próprios interesses. É uma transgressão não praticar de acordo com a verdade quando surge um problema; se, quando aparecer um segundo problema, você ainda assim não praticar de acordo com a verdade, preferindo não colocar em prática a verdade a fim de proteger seus interesses e salvaguardar todos os aspectos de si mesmo, suas transgressões assim se multiplicarão, e qual será seu destino final? É evidente: todas essas suas transgressões, juntamente com suas escolhas, suas buscas e seus desejos subjetivos, como também as direções e sendas que você decidiu seguir ao agir — todas essas coisas, vistas como um todo, significam que você deveria acabar no inferno. Isso não é uma questão importante? Como um todo, todas essas transgressões equivalem a um ato maligno. Algumas pessoas refletem minuciosamente sobre os problemas que encontram; outras não refletem nem um pouco sobre eles e não oram, e, quando suas buscas ou escolhas são divergentes ou contrariam a verdade, elas não vêm para diante de Deus, mas contemplam seus problemas com um coração endurecido e decidem fugir, pensando: “Eu escapei dos olhos dos homens e não vejo Deus por perto. Não me importo se Deus sabe o que fiz. Contanto que meus desejos sejam preservados, o problema foi tratado de forma suficientemente boa para mim. Em todas as coisas, meus interesses pessoais vêm em primeiro lugar”. No fim, em vez de seguir o caminho de Deus ou de defender os interesses da casa de Deus, elas decidem salvaguardar a si mesmas. Isso não é uma transgressão? É evidente que, de fato, isso é uma transgressão.

Extraído de ‘A parte mais importante de crer em Deus é colocar a verdade em prática’ em “Registros das falas de Cristo”

Às vezes, depois de terminar um trabalho, você se sente um pouco inquieto em seu coração. Inspecionando mais a fundo, você descobre que realmente há um problema. Ele deve ser corrigido; depois disso, você ficará tranquilo. Sua inquietação prova que há um problema para o qual você precisa dedicar mais tempo e no qual deve prestar mais atenção. Essa é uma atitude séria e responsável em relação ao cumprimento do seu dever. Quando se pode ser sério, responsável, dedicado e trabalhador, o trabalho será feito adequadamente. Às vezes, seu coração não é como esse, e você não consegue encontrar ou descobrir um erro que seja claro como o dia. Uma pessoa que tivesse um coração como esse, com o incentivo e a orientação do Espírito Santo, seria capaz de identificar o problema. Mas se o Espírito Santo o guiasse e lhe desse tal consciência, permitindo-lhe sentir que algo está errado, se você não tivesse um coração como esse, mesmo assim você seria incapaz de identificar o problema. Então, o que isso mostra? Mostra que é muito importante que as pessoas cooperem; seu coração é muito importante, e para onde direcionam seus pensamentos e intenções é muito importante. Deus perscruta e enxerga o que as pessoas guardam em seu coração ao cumprir seus deveres e quanta energia despendem. É crucial que as pessoas coloquem todo o seu coração e força no que fazem. A cooperação também é um componente crucial. Se as pessoas se esforçarem para não se arrepender dos deveres que cumpriram e das coisas que fizeram, e para não ficar em dívida com Deus, somente assim estarão agindo com todo o seu coração e força. Se, hoje, você não der todo o seu coração e força, quando algo der errado mais tarde, e houver consequências, não será tarde para o arrependimento? Você ficará para sempre em dívida; isso ficará marcado em você! Uma mancha no desempenho do dever é uma transgressão. Você deve, portanto, se esforçar para realizar adequadamente a parcela de coisas que precisa e deve fazer, com todo o seu coração e força. Essas coisas não devem ser feitas descuidada ou superficialmente; você não deve se arrepender de nada. Desta forma, os deveres que você desempenhar neste momento serão lembrados por Deus. Essas coisas lembradas por Deus são boas ações. Então quais são as coisas que não são lembradas? São as transgressões. Talvez as pessoas não aceitariam que são más ações se assim fossem descritas agora, mas, se chegar o dia em que houver sérias consequências para essas coisas e elas se tornarem uma influência negativa, você perceberá que essas coisas não são meras transgressões comportamentais, porém más ações. Quando perceber isso, você ficará arrependido e pensará consigo: eu deveria ter escolhido um pouco de prevenção! Com um pouco mais de reflexão e esforço, eu não teria esse problema. Nada limpará essa mancha eterna de seu coração, e ela lhe causaria problemas se o deixasse em dívida permanente. Então, hoje, toda vez que cumprirem seu dever, ou aceitarem uma comissão, vocês devem se esforçar para fazê-lo com toda a sua força e todo o seu coração. Você deve fazê-lo de forma a estar livre de culpa e arrependimento, para que o dever seja lembrado por Deus e seja uma boa ação. Não aja descuidada e superficialmente, com um olho aberto e o outro fechado; você vai se arrepender, e não poderá fazer reparações. Isso constituirá transgressão, e, por fim, em seu coração, sempre haverá culpa, endividamento e acusação. Qual dessas duas sendas é melhor? Qual senda é a certa? Cumprir seu dever com todo o seu coração e força, preparando e acumulando boas ações, sem arrependimentos. Não deixe suas transgressões se acumularem; arrependa-se delas e fique em dívida. O que acontece quando uma pessoa comete transgressões demais? Ela está acumulando a ira de Deus contra si em Sua presença! Se você transgredir cada vez mais, e a ira de Deus contra você crescer cada vez mais, no fim das contas, você será punido.

Extraído de ‘Como resolver o problema de ser descuidado e superficial no cumprimento do seu dever’ em “Registros das falas de Cristo”

Algumas pessoas que cometeram uma pequena transgressão se perguntam: “Deus me expôs e me expulsou? Ele vai me abater?”. Desta vez, Deus veio operar não para atacar as pessoas, mas para salvá-las na maior medida do possível. Quem está inteiramente livre de erro? Se todos fossem abatidos, então como isso poderia ser chamado de “salvação”? Algumas transgressões são cometidas de propósito, enquanto outras são cometidas involuntariamente. Se você consegue mudar depois de reconhecer as transgressões que comete involuntariamente, Deus o abateria antes de você ter mudado? Deus pode salvar as pessoas desse modo? Não é assim que Ele opera! Independentemente de transgredir de modo involuntário ou devido a uma natureza rebelde, você deve se lembrar que, uma vez que a transgressão foi cometida, você precisa se apressar e despertar para a realidade, e insistir adiante; não importa que situação surja, você tem que avançar. A obra que Deus está fazendo é a de salvação, e Ele não abaterá casualmente as pessoas que quer salvar. Não importa o grau em que você é capaz de se transformar, mesmo se Deus derrubasse você no fim, certamente seria justo para Ele fazer isso; e quando viesse a hora, Ele faria você entender. Neste momento, vocês devem se preocupar em buscar a verdade, concentrar-se na entrada na vida e buscar cumprir o seu dever adequadamente. Não há erro nisso! No fim das contas, não importa como Deus o trata, isso é sempre justo; você não deveria duvidar disso e não precisa se preocupar. Mesmo que você não consiga entender a justiça de Deus no momento, virá um dia em que você se convencerá. Deus certamente não é como um funcionário público ou como o rei dos diabos. Se vocês aplicarem uma cuidadosa contemplação a esse assunto, chegarão à conclusão de que a obra de Deus é salvar as pessoas e transformar o caráter delas. Visto que a obra Dele é a obra de transformar o caráter das pessoas, se elas não revelam sua corrupção, então nada pode ser feito, e nada será alcançado. Se, depois que você tiver revelado sua corrupção, você não se arrepender nem um pouco, e ainda agir como sempre fez, então você ofenderá o caráter de Deus. Deus executará diferentes graus de retribuição sobre o homem, e o homem pagará o preço por suas transgressões. De vez em quando, você inconscientemente se torna dissoluto e Deus aponta isso para você, o poda e lida com você. Se você mudar para melhor, Deus não o considerará responsável. Esse é o processo normal de uma transformação de caráter, e o verdadeiro significado da obra de salvação é manifestado nesse processo. Eis a chave!

Extraído de ‘A vontade de Deus é salvar pessoas o máximo possível’ em “Registros das falas de Cristo”

Desde que tenham um pingo de esperança, agora, ainda que Deus Se lembre ou não de eventos passados, que mentalidade vocês deveriam manter? “Devo buscar uma mudança em meu caráter, buscar conhecer a Deus, jamais ser enganado novamente por Satanás e nunca mais fazer qualquer coisa que envergonhe o nome de Deus.” Quais áreas centrais determinam se as pessoas podem ser salvas e se podem ter alguma esperança? O cerne da questão é se, após ouvirem um sermão, vocês conseguem ou não entender a verdade, se conseguem ou não colocar em prática a verdade e se conseguem ou não mudar. Essas são as áreas centrais. Se você apenas sente remorso, e quando faz coisas, faz somente aquilo que quer, do mesmo jeito de sempre, não somente não buscando a verdade, mas ainda agarrado a pontos de vista antigos e práticas antigas, e não somente estando totalmente sem compreensão, mas, ao contrário, piorando mais e mais, então não haverá mais esperança para você, e deveria ser anulado. Quanto mais entender a Deus, quanto mais entender a si mesmo e quanto mais profundo for o entendimento que você tem de sua natureza, mais capaz você será de dominar a si mesmo. Após sintetizar sua experiência, você jamais voltará a falhar nessa questão. Na verdade, todos têm máculas, é só que eles não são responsabilizados. Todos as têm — alguns têm das pequenas, e alguns têm das grandes; alguns falam francamente, e alguns são mais segredistas. Algumas pessoas fazem coisas das quais os outros têm conhecimento, enquanto algumas pessoas fazem coisas sem que os outros saibam. Existem máculas em todos, e todos revelam certos caracteres corruptos, como arrogância ou hipocrisia; ou cometem algumas transgressões ou alguns erros ou falhas em seu trabalho, ou são ligeiramente rebeldes. Todas essas são coisas perdoáveis, pois são coisas que nenhuma pessoa corrompida pode evitar. No entanto, uma vez que você entendeu a verdade, você deve evitá-las, e então não será mais necessário se preocupar sempre com coisas que aconteceram no passado. Em vez disso, o medo é que, ainda assim, você não mudará mesmo após ter entendido que você continuará a fazer coisas mesmo sabendo que são erradas, e que continuará a agir de certo modo mesmo após ser informado que é errado. Tais pessoas não podem ser redimidas.

Extraído de ‘Para servir a Deus é preciso trilhar a senda de Pedro’ em “Registros das falas de Cristo”

Por terem sido corrompidas por Satanás, as pessoas são propensas a revelar sua corrupção ao longo da obra de Deus e são também propensas a cometer algumas transgressões. Contudo, ao mesmo tempo, mesmo assim a obra de Deus alcança alguns resultados nelas. Se Deus não se importasse nem um pouco com resultados e somente olhasse para a natureza humana sendo revelada, então isso não poderia ser chamado de salvar pessoas. O resultado da salvação é manifestado principalmente quando as pessoas cumprem o seu dever e colocam a verdade em prática. Deus olha para quantas realizações elas fizeram nessas áreas e, depois, para a extensão de suas transgressões; ambos os fatores contribuem para determinar seus desfechos e se elas permanecerão ou não. Por exemplo, no passado, algumas pessoas revelavam uma boa quantia de corrupção e se preocupavam muito com a carne; não estavam dispostas a se despender por Deus nem sustentavam os interesses da casa de Deus. Contudo, após ouvir sermões por vários anos, elas passaram por uma mudança verdadeira. Elas sabem como alcançar os princípios da verdade no cumprimento de seus deveres e alcançam mais e mais resultados. Também conseguem ficar do lado de Deus em todas as coisas e fazer o máximo para sustentar o trabalho da casa de Deus. É isso que significa transformar seu caráter de vida, e é essa transformação que Deus deseja. Além disso, algumas pessoas, quando lhes ocorriam noções, gostavam de espalhá-las, mas agora, quando têm algumas noções, elas são capazes de buscar a verdade e ser submissas sem espalhar suas noções ou fazer qualquer coisa contra Deus. Aconteceu uma transformação aqui? Algumas pessoas, assim que eram tratadas e podadas por alguém, resistiam imediatamente; contudo, quando isso lhes acontece agora, elas são capazes de conhecer a si mesmas e aceitar isso. Mais tarde, passam por alguma transformação verdadeira. Isso não é um efeito? Contudo, não importa quão grande seja sua transformação, sua natureza não pode ser mudada de uma vez só. É impossível libertar-se completamente das transgressões. Se alguém embarca na trilha certa de acreditar em Deus e sabe buscar a verdade em todas as coisas, então, ainda que mostre um pouco de desobediência, ele terá ciência disso na hora. Essa consciência pode lhe trazer transformação imediata, e suas condições melhorarão cada vez mais. Ele pode cometer uma transgressão vez ou outra, mas não repetidas vezes. Isso é que é transformação. Esse tipo de transformação significa que a pessoa que experimentou a obra de Deus consegue colocar mais verdade em prática e fazer um pouco daquilo que Deus exige. Tal pessoa cometerá cada vez menos transgressões e será desobediente com uma severidade cada vez menor. Isso evidencia que a obra de Deus surtiu efeito; o que Ele deseja é esse tipo de expressão nas pessoas, mostrando que esses resultados foram alcançados nelas. Correspondentemente, o jeito com que Deus lida com os desfechos das pessoas ou como Ele trata alguém é absolutamente justo, razoável e apropriado. Você só precisa colocar todo o seu esforço em se despender por Ele, praticar ousada e acertadamente a verdade que deveria praticar, sem hesitação, e Deus não o tratará injustamente. Pense nisto: aqueles que colocam a verdade em prática podem ser punidos por Deus? Muitas pessoas sempre suspeitam do caráter justo Dele, receosas de que serão punidas ainda que coloquem a verdade em prática; elas sempre têm medo de que, mesmo que demonstrem lealdade, Ele não o verá. Tais pessoas não têm conhecimento algum do caráter justo de Deus.

Extraído de ‘As implicações da determinação de Deus dos desfechos das pessoas com base em seu desempenho’ em “Registros das falas de Cristo”

O fato é que toda pessoa, em maior ou menor extensão, transgrediu. Quando você não sabe que alguma coisa é uma transgressão, você a considera com um estado mental nebuloso, ou talvez continue apegado às suas próprias opiniões, práticas e maneiras de entender —, mas, um dia, seja tendo comunhão com seus irmãos e irmãs, seja pela revelação de Deus, você aprende que essa coisa é uma transgressão, uma ofensa contra Deus. Qual será, então, a sua atitude? Você continuará apegado, discutindo, argumentando, preso às próprias ideias, acreditando que o que está fazendo está de acordo com a verdade? Isso envolve a sua atitude para com Deus. Com qual atitude Davi considera suas transgressões? (Remorso.) Remorso — ele não mais as cometeria. Então, que fez ele? Ele orou, pedindo a Deus que o punisse: “Se eu cometer esse erro de novo, que Deus me puna e cause a minha morte!”. Foi essa a sua resolução; aquilo foi remorso de verdade. As pessoas comuns podem alcançar isso? Para as pessoas comuns, é bom se elas não tentam argumentar nem admitir responsabilidade tacitamente, e, em seu coração, elas ainda pensam: “Espero que ninguém mencione isso de novo. Eu seria humilhado”. Isso é remorso de verdade? Para arrepender-se verdadeiramente, você deve descartar seu passado mau, deitá-lo por terra, e nunca mais fazer tal coisa. Bem, o que deveria ser feito, então? Dará certo apenas descartar o mal, não fazer aquela coisa e não pensar nela? Qual é a sua atitude para com Deus? Que postura você adotará ao ser exposto por Deus agora? (Nós aceitaremos a punição de Deus.) Aceitar a punição de Deus, o Seu julgamento e o Seu castigo — isso é uma parte. A outra parte é aceitar o escrutínio de Deus enquanto você aceita a Sua punição. Quando você tiver aceitado as duas partes, qual será a sua resolução? Quando você encontrar tais circunstâncias e tais questões no futuro, o que vai fazer? Sem remorso verdadeiro, não se pode descartar o mal, e em qualquer lugar, em qualquer momento, a pessoa poderia voltar ao mesmo caminho antigo, a fazer a mesma coisa ruim, cometer a mesma transgressão, cometer o mesmo erro repetidas vezes. Não é essa a atitude que se tem para com a verdade? Isso revela a atitude do homem para com a verdade e para com Deus. O que, então, pode a pessoa fazer para se livrar por completo da transgressão? Praticar a verdade? A pessoa deve ter a atitude correta para com a verdade. E qual atitude a pessoa deveria ter e como deveria praticar para demonstrar sua atitude correta para com a verdade? O que você fará se cair na tentação quando deparar com essa questão novamente? Duas palavras: “Fique longe!”. Ao mesmo tempo, a pessoa deve ajustar sua resolução para ser punida por Deus se cometer o mesmo erro de novo. Fazer isso é odiar essa coisa do fundo do coração, enxergá-la como a coisa mais repugnante, uma coisa ruim, uma coisa que ofende a Deus, uma mancha eterna. A Bíblia diz: “O prudente vê o perigo e esconde-se; mas os simples passam adiante e sofrem a pena” (Provérbios 22:3). Isso não é simplicidade — é estupidez, plena e simples. “Fique longe” — que tal esse caminho para praticar? (É bom.) Existem entretanto momentos em que a pessoa não consegue ficar longe? O que você fará, então? Você deve orar sinceramente a Deus em seu coração, e pedir-Lhe que orquestre as coisas. Algumas provações são também tentações. Por que Deus permite que tais coisas recaiam sobre você? Elas não acontecem por acaso; elas são Deus provando e testando você. Se você não aceita o teste de Deus e tenta ignorá-lo, isso não revela a sua atitude para com Deus? Isso não fala da atitude do homem para com Deus você virar as costas para as circunstâncias que Ele arranja para você e as provações que Ele lhe proporciona, e ter uma atitude de impertinência, e não orar nem buscar, nem procurar nessas circunstâncias e provações a senda da prática? Existem aqueles que dizem: “Eu não tive esses pensamentos, e não tenho essa intenção”. Se você está sem intenção, então qual é a sua atitude para com Deus? Algumas atitudes são deliberadas e intencionais, enquanto outras não são intencionais — qual é a sua? Alguém que é impertinente e não leva Deus a sério é alguém que ama a verdade? Está estabelecido que a pessoa que trata a verdade e Deus como jogos infantis, como ar vazio, não é alguém que ama a verdade.

Extraído da comunhão de Deus

Quanto mais transgressões você comete, menores serão suas chances de obter um bom destino. Em contrapartida, quanto menos transgressões você comete, maiores são as chances de você ser louvado por Deus. Se suas transgressões aumentarem a ponto de ser impossível para Mim perdoá-lo, então você terá desperdiçado completamente suas chances de ser perdoado. Nesse caso, seu destino não será acima, mas abaixo. Se você não acredita em Mim, então ouse e faça o que é errado, e veja o que acontece. Se você for uma pessoa sincera, que pratica a verdade, então, certamente, terá oportunidade de ser perdoado por suas transgressões, e você desobedecerá menos, e com menor frequência. Se você for uma pessoa que não está disposta a praticar a verdade, então suas transgressões diante de Deus certamente aumentarão em número e você desobedecerá cada vez com mais frequência, até alcançar o limite, que será o momento da sua destruição total. Isso será quando o seu agradável sonho de receber bênçãos estará arruinado. Não considere suas transgressões como erros de uma pessoa imatura ou tola; não use a desculpa de que você não praticou a verdade porque seu baixo calibre tornou impossível que você a praticasse. Mais ainda, não considere simplesmente as transgressões que você cometeu como os atos de alguém que não sabia como agir melhor. Se você é bom em perdoar a si mesmo e em tratar a si mesmo com generosidade, então Eu digo que você é um covarde que nunca ganhará a verdade, e suas transgressões nunca deixarão de assombrá-lo; elas impedirão que você cumpra as exigências da verdade, e farão de você, para sempre, um leal companheiro de Satanás. Meu conselho para você ainda é: não preste atenção apenas ao seu destino, deixando de notar suas transgressões ocultas; leve as transgressões a sério, e não negligencie nenhuma delas por se preocupar com o seu destino.

Extraído de ‘As transgressões levarão o homem para o inferno’ em “A Palavra manifesta em carne”

Anterior: 44. Os princípios para conhecer a si mesmo por meio da autorreflexão

Próximo: 46. Os princípios para refletir sobre se seu caráter mudou

Quando o desastre vem, como nós cristãos devemos lidar com ele? Convidamos você a participar da nossa reunião online, onde podemos explorar juntos e encontrar o caminho.

Configurações

  • Texto
  • Temas

Cores sólidas

Temas

Fonte

Tamanho da fonte

Espaçamento entre linhas

Espaçamento entre linhas

Largura da página

Sumário

Busca

  • Pesquise neste texto
  • Pesquise neste livro