1. O que é praticar a verdade

Palavras de Deus relevantes:

A verdade que o homem precisa possuir se encontra na palavra de Deus e é uma verdade que é a mais benéfica e útil para a humanidade. É o tônico e o sustento de que o corpo de vocês necessita; algo que ajuda o homem a recuperar sua humanidade normal. É uma verdade com a qual o homem deveria estar equipado. Quanto mais vocês praticarem a palavra de Deus, mais rapidamente a vida de vocês se desenvolverá; e mais clara a verdade se tornará. À medida que crescerem em estatura, vocês verão as coisas do mundo espiritual mais nitidamente, e mais força terão para triunfar sobre Satanás. Grande parte da verdade que vocês não compreendem será esclarecida quando vocês praticarem a palavra de Deus. A maioria das pessoas está satisfeita com simplesmente entender o texto da palavra de Deus e se concentrar em equipar-se com doutrinas, em vez de aprofundar sua experiência na prática, mas esse não é o caminho dos fariseus? Então, como a expressão “A palavra de Deus é vida” pode ser real para elas? A vida de uma pessoa não pode crescer simplesmente por ler a palavra de Deus, mas somente quando Sua palavra é posta em prática. Se a sua crença é que entender a palavra de Deus é tudo o que é necessário para se ter vida e estatura, então sua compreensão está distorcida. A verdadeira compreensão da palavra de Deus ocorre quando você pratica a verdade, e você deve entender que “somente por praticar a verdade ela poderá alguma vez ser entendida”. Hoje, depois de ler a palavra de Deus, você pode dizer apenas que a conhece, mas não pode dizer que a entende. Alguns dizem que a única maneira de praticar a verdade é entendendo-a primeiro, mas isso é apenas parcialmente correto, e certamente não é totalmente exato. Antes de ter conhecimento sobre uma verdade, você não a experimentou. Sentir que você entende algo que ouve em um sermão não é entendimento verdadeiro — isso é simplesmente tomar posse das palavras literais da verdade e não é o mesmo que entender o verdadeiro significado ali contido. Só ter um conhecimento superficial da verdade não significa que você realmente a entende ou tem conhecimento sobre ela; o verdadeiro significado da verdade vem de tê-la experimentado. Portanto, somente quando experimenta a verdade é que você a pode entender, e somente então você consegue entender as partes ocultas dela. Aprofundar sua experiência é a única maneira de compreender as conotações e entender a essência da verdade. Portanto, você pode ir a qualquer lugar com a verdade, mas, se não há verdade em você, então não pense em tentar convencer nem os membros de sua família, menos ainda as pessoas religiosas. Sem a verdade, você é como flocos de neve flutuando; mas com a verdade, você pode ser feliz e livre, e ninguém pode atacá-lo. Não importa quão forte seja uma teoria, ela não pode vencer a verdade. Com a verdade, o próprio mundo pode ser abalado e montanhas e mares movidos, ao passo que a ausência dela pode fazer com que os fortes muros de uma cidade sejam reduzidos a escombros pelas larvas. Isso é um fato óbvio.

Extraído de ‘Quando compreender a verdade, você deve colocá-la em prática’ em “A Palavra manifesta em carne”

Qual é a coisa mais importante na prática da verdade? Não é que você deve primeiro compreender os princípios? O que são os princípios? Os princípios são o lado prático da verdade. Quando lê uma frase das palavras de Deus, você pensa que é a verdade, mas não compreende os princípios contidos nela; você sente que a frase está correta, mas não sabe de que maneira ela é prática ou a que estado se dirige. Você não consegue compreender seus princípios ou sua senda de prática. Para você, essa verdade que você percebe é meramente doutrina. No entanto, uma vez que você compreende a verdade-realidade dessa frase, bem como quais são as exigências de Deus — se você realmente entender essas coisas e for capaz de pagar o preço e colocá-las em prática — então você ganhará essa verdade. À medida que você ganha essa verdade, pouco a pouco, seu caráter corrompido é resolvido, e essa verdade é trabalhada em você. Quando você é capaz de colocar em prática a verdade-realidade e quando o cumprimento de seu dever, todas as suas ações e sua conduta como pessoa são baseadas nos princípios da prática dessa verdade, você então não está mudado? Acima de tudo, você se tornou alguém que possui a verdade-realidade. Alguém que está em posse da verdade-realidade não é igual a alguém que age com princípios? E alguém que age com princípios não é igual a alguém que possui a verdade? Alguém que está em posse da verdade também não é capaz de se conformar à vontade de Deus? É assim que essas coisas se relacionam.

Extraído da comunhão de Deus

Praticar a verdade não é dizer palavras vazias e recitar frases fixas. Ao contrário, significa que, não importa o que você encontre na vida, contanto que envolva os princípios de conduta humana, perspectivas sobre eventos, questões de crença em Deus, as verdades-princípio ou a atitude com que alguém cumpre seu dever, todos devem fazer uma escolha — todos devem ter uma senda para praticar. Por exemplo, se seu ponto de vista original é que você não deve ofender ninguém, mas manter a paz e evitar que qualquer pessoa seja humilhada, para que, no futuro, todos consigam conviver, então, restringido por esse ponto de vista, quando você vê alguém fazer algo ruim, cometer um erro ou cometer um ato que contraria os princípios, você prefere corrigir isso pessoalmente a confrontar essa pessoa. Restringido pelo seu ponto de vista, você se torna avesso a ofender alguém. Não importa quem está à sua frente, ou impedido como você está por pensar em reputação, emoções e relacionamentos, ou por sentimentos que cresceram ao longo de muitos anos de interação, você sempre diz coisas agradáveis para proteger a dignidade da outra pessoa. Quando há coisas que você acha insatisfatórias, você dá vazão à sua raiva somente por trás das costas dela e faz afirmações no particular, em vez de prejudicar a reputação dela. O que vocês acham de tal conduta? Não é a de um homem que quer agradar a todos, que é bajulador e enganoso? Isso viola os princípios; não é baixo agir dessa forma? Aqueles que agem dessa forma não são pessoas boas, tampouco são nobres. Não importa quanto você tenha sofrido, não importa que preço tenha pago, se você se comportar sem princípios, você falhou e não será aprovado diante de Deus, nem será lembrado por Ele, nem agradará a ele. Tendo percebido isso, você se sente angustiado? (Sim.) A angústia que sente é prova de que você ainda ama a verdade, que você tem um coração de amor pela verdade, a vontade de amar a verdade e que sua consciência ainda é perceptiva. […] A percepção lhe provê a capacidade de distinguir entre certo e errado e entre coisas positivas e negativas. Com percepção e capacidade de praticar discernimento, é fácil odiar essas coisas negativas e odiar visões incorretas e caracteres corruptos. Isso porque, no mínimo, você já tem a coisa mais fundamental — um senso de consciência. Esse senso de consciência é valioso demais, pois é a capacidade de distinguir entre certo e errado e ter a aquela parte da humanidade que ama justiça e coisas positivas. Essas são as coisas mais preciosas — são as três coisas mais desejáveis e valiosas que uma pessoa pode ter e que, uma vez possuídas, permitem que a verdade seja colocada em prática. Por ora, deixemos de lado as duas últimas. Enquanto você tiver consciência perceptiva, uma pessoa perversa que, flagrantemente, cometer um ato maligno que seja interrupção e perturbação provocará sentimentos e opiniões em você? (Sim.) Se você tiver opiniões e sentimentos, você satisfez uma das exigências mais básicas para praticar a verdade. Se você consegue ver e sentir que o que essa pessoa fez é um ato maligno e você toma um passo à frente para agir, isso não é praticar a verdade? O que é praticar a verdade? (Expor, relatar e impedir esses atos.) Sim. Quando tais coisas surgem e você cumpre sua responsabilidade de acordo com os princípios, isso é praticar a verdade.

Extraído de ‘Realizar bem o dever exige, no mínimo, uma consciência’ em “Registros das falas de Cristo dos últimos dias”

Se você é capaz de praticar a verdade, então, em tudo que acontece com você em sua vida, com todos com que você tem contato e em todo trabalho que Deus lhe confia, você deve compará-lo com as verdades que você entende e colocá-las em prática. Isto é, quando acontece algo, com que meios você deve agir e quais deveriam ser o fundamento teórico e a base da sua existência? As palavras de Deus. Suponhamos, por exemplo, que você receba um dever: na maneira com que o cumpre, você deve ter uma senda segundo a qual praticar, o que requer primeiramente uma base na teoria da verdade. Como esse dever deve ser executado a fim de estar de acordo com a vontade de Deus? Você não pode ser descuidado nem superficial; no que diz respeito ao aspecto passivo, isso é o mínimo que deve ser realizado. Suponhamos, por exemplo, que você está lavando louça. Isso é um dever; um dever que você aceitou. Você enxagua cada peça rapidamente e para. Isso é praticar a verdade? Você acha que praticou a verdade. Você lavou a louça; você enxaguou. Em que você estava pensando enquanto lavava? Qual era o seu princípio para lavar a louça? Se você seguir um princípio ao fazer isso, você está praticando a verdade. Então, o que você deveria fazer a fim de praticar a verdade quando recebe uma tarefa que é seu dever? Existe um princípio? O princípio em questão é a base teórica. Em primeiro lugar, você não pode ser descuidado nem superficial; primeiro, obedeça a esse princípio. O que você deveria estar pensando e o que deveria fazer a fim de não ser descuidado nem superficial? Há vários passos. Você vê que a louça está suja e imunda, que enxaguar não basta; pode haver bactérias, então você deve usar detergente para matar as bactérias, enxaguar a louça várias vezes até ficar limpa e inspecioná-la minuciosamente. Desse modo, você não será descuidado nem superficial. Isso é ter um princípio em sua mente e fazer as coisas de acordo com o princípio. Você não dá apenas uma rápida olhada na louça e enxagua e larga o trabalho ali, ignorando se há gordura ou bactérias ali, e pensando: “Pediram que eu fizesse isso, então eu o farei — contanto que eu faça, não estou sendo descuidado nem superficial”. Isso não é praticar a verdade; isso é simplesmente gastar alguma energia, fazer um serviço, empenhar-se em labuta física. Você terminou de lavar a louça; quem poderia dizer que você não praticou a verdade? Como isso se tornou um mero “gasto de energia”? Se você não age de acordo com o princípio, você não está praticando a verdade, e isso significa que a tarefa foi feita sem aderir às verdades-princípio; não havia princípio em seu coração, você agiu com base em suas próprias inclinações, humor, emoções, imaginações e opiniões. “Vou enxaguar a louça rapidamente, e pronto — para que usar detergente? Não há bactérias. Podem usar a louça; não haverá problema algum”. Essa não é a sua opinião? Você pensa assim, então age de acordo com suas opiniões — isso não é praticar a verdade. Para agir de acordo com as verdades-princípio, você deve pensar: “Não posso ser descuidado nem superficial; o princípio deve ser lavar a louça e matar as bactérias, para que seu uso seja seguro e higiênico para as pessoas”. Isso é um princípio, e se você fizer tudo baseado em torno desse princípio, você não será descuidado nem superficial, e será diligente, fará o melhor possível, e nesse caso você cumprirá o seu dever com todo o seu coração e com toda a sua mente. Isso é que é praticar a verdade.

Extraído de ‘A parte mais importante de crer em Deus é colocar a verdade em prática’ em “Registros das falas de Cristo dos últimos dias”

Quais, exatamente, são os critérios para colocar a verdade em prática? Como se avalia e define se você está colocando a verdade em prática? Como Deus determina se você é uma pessoa que aceita Suas palavras ao ouvi-las? Ele analisa se, durante o tempo em que você tem crido Nele e ouvido sermões, houve alguma mudança em seu estado interior, em sua desobediência a Ele e na essência dos diversos aspectos de seu caráter corrupto. Ele analisa se você os substituiu pela verdade e se você mudou em seu comportamento e ações externos ou na essência do seu caráter corrupto na profundeza do seu coração. Deus avalia você de acordo com essas coisas. Após ouvir sermões e comer e beber das palavras de Deus por todos esses anos, suas mudanças são apenas superficiais ou essenciais? Houve mudanças em seu caráter? Houve mudanças em seus equívocos sobre Deus, em sua desobediência a Deus e em como você aborda as comissões e os deveres que Deus lhe confia? Houve uma redução em sua desobediência a Deus? Quando algo acontece e você é revelado como desobediente, você é capaz de refletir sobre si mesmo? Você é capaz de obedecer? Você se tornou uma pessoa mais leal às comissões e aos deveres que Deus lhe confia, e essa lealdade é pura? Durante o tempo em que você ouviu sermões, seus motivos, ambições, desejos e intenções foram purificados? Esses não são critérios de avaliação? Há também seus equívocos sobre Deus: você ainda se agarra às suas noções originais, às suas imaginações vagas e abstratas e às suas conclusões? Você ainda tem queixas e outras emoções negativas? Houve mudanças com relação a essas coisas? Se não houve mudança alguma nesses aspectos, que tipo de pessoa você é? Isso prova um fato: você não é uma pessoa que pratica a verdade.

Extraído de ‘Somente praticando as palavras de Deus pode-se alcançar uma mudança no caráter’ em “Registros das falas de Cristo dos últimos dias”

Muitas pessoas têm certos comportamentos externos, tais como ser capaz de abandonar sua família e sua carreira e cumprir seus deveres, acreditando assim que estão praticando a verdade. Porém, Deus não reconhece que elas estão praticando a verdade. Se tudo que você faz tiver motivos pessoais por trás disso e estiver adulterado, então você não está praticando a verdade; está simplesmente exibindo uma conduta superficial. Falando estritamente, sua conduta provavelmente será condenada por Deus; não será louvada nem lembrada por Ele. Dissecando isso ainda mais, você está praticando o mal e sua conduta está em oposição a Deus. Externamente, você não está interrompendo nem perturbando nada e você não causou nenhum dano real nem violou nenhuma verdade. Parece que é lógico e razoável, mas a essência de suas ações pertence a fazer o mal e resistir a Deus. Por isso, você deveria determinar se houve uma mudança em seu caráter e se você está pondo a verdade em prática ao olhar os motivos por trás de suas ações à luz das palavras de Deus. Isso não depende de uma opinião humana se suas ações se conformam à imaginação e intenções humanas ou se são conforme seu gosto; tais coisas não são importantes. Antes, isso depende de Deus dizer se você está se conformando à Sua vontade; se suas ações têm verdade-realidade e se elas satisfazem Suas exigências e Seus padrões. Somente por se comparar com as exigências de Deus é acurado. Transformação no caráter e pôr a verdade em prática não são tão simples e fáceis como as pessoas imaginam. Vocês entendem isso agora? Vocês têm alguma experiência com isso? Quando se trata da essência de um problema, vocês podem não entender isso; sua entrada tem sido demasiadamente superficial. Vocês correm por aí o dia inteiro, da aurora até o crepúsculo, levantando-se cedo e indo para a cama tarde, ainda assim vocês não alcançaram transformação em seu caráter de vida e não conseguem compreender o que tal transformação envolve. Isso significa que sua entrada é rasa demais, não é? Não importa quanto tempo tenham acreditado em Deus, vocês podem não sentir a essência nem as coisas profundas que tenham a ver com alcançar transformação no caráter. Pode-se dizer que o seu caráter mudou? Como você sabe se Deus o elogia ou não? No mínimo, você se sentirá excepcionalmente firme com relação a tudo que você faz, e você sentirá o Espírito Santo guiando e esclarecendo você e operando em você enquanto cumpre seus deveres, fazendo qualquer trabalho na casa de Deus ou normalmente. Sua conduta andará de mãos dadas com as palavras de Deus e, quando tiver ganhado certo grau de experiência, você sentirá que a forma como você agia no passado era relativamente adequada. Se, porém, depois de ganhar experiência por um período de tempo, você sentir que algumas das coisas que você fez no passado não foram adequadas e você estiver insatisfeito com elas e sentir, de fato, que não havia verdade nas coisas que você fez, então isso provará que tudo que você fez foi feito em resistência a Deus. É evidência de que seu serviço esteve repleto de rebeldia, resistência e modos de agir humanos.

Extraído de ‘O que deveria ser conhecido sobre transformar o caráter da pessoa’ em “Registros das falas de Cristo dos últimos dias”

Se você crê em Deus, mas não busca a verdade, então você poderia crer por dez anos sem experimentar qualquer mudança. No fim, pensará que isso é exatamente o que significa crer em Deus; pensará que é praticamente igual a como você vivia no mundo anteriormente e que estar vivo não tem sentido. Isso mostra realmente que, sem a verdade, a vida é vazia. Talvez você seja capaz de dizer algumas palavras de doutrina, mas ainda se sentirá inquieto e sem consolo. Quando as pessoas tiverem algum conhecimento de Deus, souberem como viver uma vida significativa e conseguirem fazer algumas coisas que satisfazem a Deus, elas sentirão que isso é vida real, que somente vivendo dessa forma sua vida terá sentido e que devem viver dessa forma a fim de dar um pouco de satisfação a Deus e se sentir gratificadas. Se conseguirem satisfazer a Deus conscientemente, colocar a verdade em prática, abandonar a si mesmas, abrir mão de suas próprias ideias e ser obedientes e atentas à vontade de Deus — se forem capazes de fazer todas essas coisas conscientemente — então é isso que significa colocar a verdade em prática correta e genuinamente, e isso é muito diferente de sua confiança anterior em suas imaginações e de seu apego a doutrinas e regras. Na verdade, é exaustivo fazer qualquer coisa quando não entendem a verdade, é exaustivo aderir a regras e doutrinas e é exaustivo não ter objetivos e fazer as coisas cegamente. Elas só podem ser livres com a verdade — isso não é mentira — e, com ela, conseguem fazer coisas com facilidade e alegria. Aqueles que possuem esse tipo de estado são pessoas que possuem a verdade; são aqueles cujo caráter foi transformado.

Extraído de ‘Somente buscando a verdade pode-se alcançar uma mudança no caráter’ em “Registros das falas de Cristo dos últimos dias”

Anterior: 3. Por que Deus exige que o homem prepare um número suficiente de bons atos

Próximo: 2. O que é seguir regras e quais são as diferenças entre seguir regras e praticar a verdade

Quando o desastre vem, como nós cristãos devemos lidar com ele? Convidamos você a participar da nossa reunião online, onde podemos explorar juntos e encontrar o caminho.

Conteúdo relacionado

1. O que são a igreja de Deus e grupos religiosos

Hoje, todos aqueles que seguem as palavras atuais de Deus estão na corrente do Espírito Santo; os que são estranhos às palavras atuais de Deus estão fora da corrente do Espírito Santo, e tais pessoas não são elogiadas por Deus. Um serviço divorciado das declarações atuais do Espírito Santo é um serviço que é da carne e de concepções, e é incapaz de estar de acordo com a vontade de Deus. Se as pessoas vivem entre concepções religiosas, elas não são capazes de fazer nada que é apto para a vontade de Deus e, embora sirvam a Deus, elas servem em meio à sua imaginação e concepções e são totalmente incapazes de servir conforme a vontade de Deus. Aqueles que são incapazes de seguir a obra do Espírito Santo não compreendem a vontade de Deus, e aquelas que não compreendem a vontade de Deus não podem servir a Deus. Deus quer serviço que seja segundo Seu coração; Ele não quer serviço que é de concepções e da carne. Se as pessoas são incapazes de seguir os passos da obra do Espírito Santo, elas vivem em meio a concepções. O serviço de tais pessoas interrompe e perturba e tal serviço vai contra Deus. Portanto, aqueles que são incapazes de seguir os passos de Deus são incapazes de servir a Deus; com toda certeza, aqueles que são incapazes de seguir os passos de Deus se opõem a Deus e não são capazes de ser compatíveis com Deus. “Seguir a obra do Espírito Santo” significa entender a vontade de Deus hoje, ser capaz de agir em conformidade com as atuais exigências de Deus, ser capaz de obedecer e seguir ao Deus de hoje e entrar em concordância com as declarações mais recentes de Deus. Só essa pessoa é alguém que segue a obra do Espírito Santo e está na corrente do Espírito Santo.

4. Como conhecer o significado da obra de julgamento de Deus nos últimos dias

Deus realiza a obra de julgamento e castigo para que o homem possa ganhar conhecimento Dele e em favor de Seu testemunho. Sem o Seu julgamento do caráter corrupto do homem, o homem não poderia, de modo algum, conhecer o Seu caráter justo que não permite ofensa, nem seria capaz de transformar seu antigo conhecimento de Deus em um novo. Por causa de Seu testemunho e por causa de Seu gerenciamento, Ele torna a Sua plenitude pública, assim permitindo ao homem, por meio de Sua aparição pública, chegar ao conhecimento de Deus, ser transformado em seu caráter e dar testemunho retumbante de Deus.

2. O mundo religioso acredita que toda a Escritura é inspirada por Deus e é inteiramente Suas palavras; essa visão é falsa

Nem tudo contido na Bíblia é um registro das palavras pronunciadas pessoalmente por Deus. A Bíblia simplesmente documenta os dois estágios prévios da obra de Deus, dos quais uma parte é um registro das previsões dos profetas, enquanto a outra as experiências e conhecimentos escritos por pessoas empregadas por Deus ao longo das eras. Experiências humanas estão contaminadas com opiniões e conhecimentos humanos, o que é inevitável. Em muitos dos livros da Bíblia, há conceitos e preconceitos humanos e interpretações humanas absurdas. É claro que a maioria das palavras resulta da iluminação e esclarecimento do Espírito Santo, e elas são interpretações corretas, mas ainda assim, não se pode dizer que são expressões inteiramente corretas da verdade. Suas visões sobre certas coisas não passam de conhecimento pela experiência pessoal ou da iluminação pelo Espírito Santo. As previsões dos profetas foram instruídas pessoalmente por Deus: as profecias de Isaías, Daniel, Esdras, Jeremias e Ezequiel vieram da instrução direta do Espírito Santo; essas pessoas eram videntes, haviam recebido o Espírito de profecia, todas eram profetas do Antigo Testamento. Durante a Era da Lei, essas pessoas que haviam recebido as inspirações de Jeová fizeram muitas profecias instruídas diretamente por Jeová.

1. Se o verdadeiro Deus que criou os céus e a terra e todas as coisas é um ou três

Há somente um Deus, somente uma pessoa nesse Deus, e somente um Espírito de Deus, tanto quanto está escrito na Bíblia que “existe somente um Espírito Santo e um só Deus”. Independentemente de se o Pai e o Filho de que você fala existem, há um só Deus no final das contas, e a substância do Pai, do Filho e do Espírito Santo em que você crê é a substância do Espírito Santo. Em outras palavras, Deus é um Espírito, mas Ele consegue Se tornar carne e viver entre os homens, assim como estar acima de todas as coisas. Seu Espírito é todo-inclusivo e onipresente. Ele pode estar simultaneamente na carne e em todo o universo. Já que todas as pessoas dizem que Deus é o único Deus verdadeiro, então há um único Deus, que não é divisível arbitrariamente por ninguém! Deus é um só Espírito e somente uma pessoa; e esse é o Espírito de Deus.

Configurações

  • Texto
  • Temas

Cores sólidas

Temas

Fonte

Tamanho da fonte

Espaçamento entre linhas

Espaçamento entre linhas

Largura da página

Sumário

Busca

  • Pesquise neste texto
  • Pesquise neste livro