11. Os princípios para viver diante de Deus

(1) Todos os dias, é necessário comer e beber de uma passagem ou um parágrafo das palavras de Deus e então buscar e orar dentro delas e ter comunhão com Ele genuinamente;

(2) Seja capaz de buscar a verdade em tudo que você encontrar, de orar a Deus e alcançar a quietude perante Ele, com uma senda na qual praticar a verdade;

(3) É necessário cumprir seu dever em cooperação pacífica com outros e em submissão à verdade. Se encontrar dificuldades, você deve se apresentar perante Deus e buscar a verdade para resolvê-las;

(4) Aceite o escrutínio de Deus em todas as coisas. Reflita se suas palavras, maneiras e ações estão de acordo com a verdade e venha a se conhecer verdadeiramente;

(5) É necessário seguir o caminho de Deus de todo o coração e toda a mente. Venha a temer a Deus, evitar o mal e agir de acordo com os princípios. É isso que é viver diante de Deus.

Palavras de Deus relevantes:

Você deve se colocar diante de Deus com frequência, comer e beber e ponderar sobre Suas palavras e aceitar Sua disciplina e orientação. Você deve ser capaz de se submeter a todos os ambientes, pessoas, coisas e questões que Deus arranjou para você, e quando se trata de questões que não consegue sondar, você deve orar frequentemente buscando a verdade; apenas se entender a vontade de Deus, você pode encontrar uma maneira de avançar. Você deve ter reverência a Deus e fazer com cuidado o que deve fazer; deve estar em paz diante de Deus muitas vezes e não deve ser dissoluto. No mínimo, quando algo lhe acontece, sua primeira reação deve ser acalmar-se e então orar imediatamente. Quando orar, esperar e buscar, você alcançará um entendimento da vontade de Deus. Essa é uma atitude que demonstra reverência a Deus, não é? Se, lá no fundo, você reverenciar a Deus e se submeter a Ele, e consegue se aquietar diante Dele e compreender a Sua vontade, então, ao cooperar e praticar dessa maneira, você pode ser protegido. Você não encontrará tentação, nem fará coisas que interrompem a obra de gerenciamento de Deus, tampouco irá tão longe a ponto de provocar o ódio de Deus. Com um coração temente a Deus, você terá medo de ofender a Deus; no momento em que for confrontado com tentação, você viverá diante Dele, tremendo de pavor, e esperará que em todas coisas você será capaz de se submeter a Ele e de satisfazê-Lo. É apenas praticando dessa maneira, vivendo frequentemente em tal estado e estando frequentemente em paz diante de Deus, que você será capaz de se distanciar da tentação e do mal sem nem mesmo ter que pensar nisso.

Extraído de ‘Somente vivendo diante de Deus o tempo todo você pode trilhar a senda da salvação’ em “Registros das falas de Cristo dos últimos dias”

Se as pessoas, em sua crença em Deus, não vivem habitualmente diante Dele, então elas não conseguirão ter nenhuma reverência por Ele e, assim, elas serão incapazes de evitar o mal. Essas coisas estão conectadas. Se, no fundo, você vive amiúde diante de Deus, você será contido e O temerá em muitas coisas. Você não irá longe demais nem fará coisa alguma que seja dissoluta, nem fará qualquer coisa que é detestada por Deus, nem falará palavras que não sejam sensatas. Se você aceitar o escrutínio de Deus e aceitar a Sua disciplina, você evitará fazer muitas coisas malignas. Sendo assim, você não terá evitado o mal? Se, em sua crença em Deus, você vive sempre um estado de desorientação, não sabendo se Ele está em seu coração e não sabendo o que você deseja fazer no fundo; se você é incapaz de estar em paz diante de Deus e não ora nem busca a verdade sempre que algo lhe acontece; se você sempre age de acordo com a sua própria vontade, vive de acordo com seu caráter satânico e revela seu caráter arrogante; e se você não aceita o escrutínio nem a disciplina de Deus e não se submete, então, no fundo, pessoas assim sempre viverão diante de Satanás e serão controladas por Satanás e por seu caráter corrompido. Tais pessoas, portanto, não têm a mínima reverência para com Deus. Simplesmente são incapazes de evitar o mal e, mesmo que não façam coisas malignas, tudo que elas pensam ainda é do mal e está desconectado com a verdade e vai contra ela. Então, fundamentalmente, tais pessoas não têm conexão com Deus? Embora sejam regidas por Ele, nunca se apresentaram diante Dele, nunca trataram Deus como Deus, nunca O trataram como o Criador que as governa, nunca reconheceram que Ele é o Deus e Senhor delas e nunca consideraram adorá-Lo a sério. Tais pessoas não entendem o que significa temer a Deus e acham que é direito delas cometer o mal. Dizem: “Farei o que quiser. Cuidarei dos meus assuntos, sem depender de mais ninguém”. Entrementes, tratam a fé em Deus como uma espécie de mantra, como uma forma de cerimônia. Isso não faz delas descrentes? Elas são descrentes! E como Deus chama essas pessoas em Seu coração? Durante o dia inteiro, tudo que pensam é maligno. Elas são os degenerados da casa de Deus, e Ele não reconhece tais pessoas como membros de Sua casa.

Extraído de ‘Somente vivendo diante de Deus o tempo todo você pode trilhar a senda da salvação’ em “Registros das falas de Cristo dos últimos dias”

No curso de um dia, quantas horas você passa nas quais está genuinamente perante Deus? Quanto de seu dia é de fato dedicado a Deus? Quanto é dedicado à carne? Ter um coração sempre voltado para Deus é o primeiro passo para estar na trilha certa de ser aperfeiçoado por Ele. Se você puder devotar seu coração, corpo e todo o seu amor genuíno a Deus, colocá-los diante Dele, ser completamente obediente a Ele e ser absolutamente atento à Sua vontade — não pela carne, não pela família e não pelos seus desejos próprios e pessoais, mas pelos interesses da casa de Deus, tomando a palavra de Deus como o princípio e a base de tudo — então, ao fazer isso, suas intenções e suas perspectivas estarão todas no lugar certo e você então será uma pessoa perante Deus que recebe Seu elogio. As pessoas de quem Deus gosta são aquelas que são absolutas para com Ele; são aquelas que podem ser devotadas exclusivamente a Ele. Aquelas a quem Ele abomina são as que têm o coração dividido em relação a Ele e que se rebelam contra Ele. Ele abomina aquelas que acreditam Nele e sempre querem desfrutar Dele enquanto continuam sendo incapazes de se despender completamente por Sua causa. Ele abomina aquelas que dizem que O amam, mas que se rebelam contra Ele em seu coração; Ele abomina aquelas que usam palavras eloquentes e rebuscadas para envolver em engano. Aquelas que não são genuinamente dedicadas a Deus ou que não se submeteram verdadeiramente perante Ele são traiçoeiras e excessivamente arrogantes por natureza. Aquelas que não conseguem ser genuinamente submissas em frente ao Deus normal e prático são ainda mais arrogantes e são especialmente a progenitura dedicada do arcanjo. Pessoas que verdadeiramente se despendem por Deus expõem seu ser inteiro perante Ele; submetem-se genuinamente a todas as Suas declarações e são capazes de pôr as Suas palavras em prática. Elas fazem das palavras de Deus a base de sua existência e são capazes de procurar seriamente dentro das palavras de Deus para descobrir quais partes praticar. Tais são as pessoas que verdadeiramente vivem perante Deus.

Extraído de ‘Aqueles que verdadeiramente amam a Deus são os que podem se submeter totalmente à Sua praticidade’ em “A Palavra manifesta em carne”

Hoje, todos aqueles que não podem aceitar o escrutínio de Deus não podem receber Sua aprovação, e aqueles que não conhecem o Deus encarnado não podem ser aperfeiçoados. Olhe tudo que você faz e veja se pode ser trazido para diante de Deus. Se você não pode trazer tudo que faz para diante de Deus, isso mostra que você é um malfeitor. Os malfeitores podem ser aperfeiçoados? Tudo que você faz, cada ação, cada intenção e cada reação devem ser trazidos para diante de Deus. Até sua vida espiritual diária — suas orações, sua proximidade com Deus, como você come e bebe das palavras de Deus, a comunhão com seus irmãos e irmãs e sua vida dentro da igreja — e seu serviço em parceria podem ser trazidos diante de Deus para Seu escrutínio. É tal prática que ajudará você a alcançar crescimento na vida. O processo de aceitar o escrutínio de Deus é o processo de purificação. Quanto mais puder aceitar o escrutínio de Deus, mais você será purificado e mais estará de acordo com a vontade de Deus, de modo que você não será atraído à devassidão e seu coração viverá na Sua presença. Quanto mais você aceitar Seu escrutínio, maior será a humilhação de Satanás e sua capacidade de renunciar à carne. Assim, aceitar o escrutínio de Deus é uma senda de prática que as pessoas deveriam seguir. Seja lá o que você faça, mesmo quando em comunhão com seus irmãos e irmãs, você pode trazer seus atos para diante de Deus e buscar o Seu escrutínio e buscar obedecer ao Próprio Deus; isso tornará muito mais correto o que você pratica. Só se trouxer para diante de Deus tudo que faz e aceitar o escrutínio de Deus, você poderá ser alguém que vive na presença de Deus.

Extraído de ‘Deus aperfeiçoa aqueles que são segundo o Seu coração’ em “A Palavra manifesta em carne”

Como Deus escrutiniza o coração das pessoas? Ele não olha apenas com Seus olhos; Ele estabelece ambientes para você, tocando seu coração com as mãos Dele. E por que Eu digo isso? Porque, quando Deus estabelece um ambiente para você, Ele observa se você sente aversão e revolta ou alegria e obediência; Ele vê se você espera em silêncio ou se busca a verdade; Deus observa como seu coração muda e em que direção seu coração está crescendo. As mudanças em seu coração, cada um de seus pensamentos e ideias sobre pessoas, eventos e coisas que Ele estabelece para você, cada mudança em seus sentimentos — Deus pode sentir tudo isso. Você não contou essas coisas para ninguém nem orou sobre elas. Você só pensou sobre elas em seu coração, em seu próprio mundo — mas Deus as conhece bem e, para Ele, elas são claras como o dia. As pessoas veem você com seus olhos, mas Deus toca seu coração com o coração Dele; é tão próximo assim que Ele está de você. Se você consegue sentir que está sendo escrutinizado por Deus, então você está vivendo diante de Deus. Se não sente nada, então está vivendo em seu próprio mundo, e nesse caso você está encrencado. Você não vive diante de Deus, existe uma distância entre você e Deus, você está distante Dele, seus corações não estão próximos, eles não se tocam, você não aceita o escrutínio de Deus — e Deus também sabe disso, Ele pode sentir isso intensamente. Assim, quando você possui determinação e propósito, deseja ser aperfeiçoado por Deus e se torna alguém que segue Sua vontade e alguém que teme a Deus e evita o mal — uma vez que você tem essa determinação, e ora e pede frequentemente essas coisas, e está vivendo diante de Deus, e não O evita nem O abandona, então essas coisas se tornarão claras para você, e Ele estará ciente disso. Algumas pessoas dizem: “Isso está claro para mim; Deus está ciente disso?” Tais palavras não têm nenhuma credibilidade. Dizer isso prova que você nunca se comunicou com Deus e que não existe nenhum relacionamento entre você e Ele. Por que Eu digo que não existe relacionamento? Porque você não vive diante de Deus e, portanto, você não tem nenhuma noção se Deus está com você ou não, se Ele está guiando você, se Ele está protegendo você, se Ele repreende você quando você faz algo errado. Se você não sentir nada disso, então você não está vivendo diante de Deus. Se você só pensa em si mesmo e está absorvido em si mesmo, então você está vivendo em seu próprio mundo e não diante de Deus, e não existe nenhum relacionamento entre você e Deus.

Extraído de ‘Se não consegue viver sempre diante de Deus, você é um incrédulo’ em “Registros das falas de Cristo dos últimos dias”

Entrar na verdade-realidade não é uma questão simples. A chave é concentrar-se em buscar a verdade e colocar a verdade em prática. Você deve ter essas coisas em seu coração todos os dias. Independentemente de quais problemas você enfrente, não proteja sempre seus próprios interesses; antes, aprenda a buscar a verdade e a autorrefletir. Não importa que corrupções sejam reveladas em você, você não pode permitir que não sejam controladas; é melhor se você puder refletir sobre sua essência corrupta e reconhecê-la. Se, em situações do dia a dia, seus pensamentos se concentram em como resolver seu caráter corrupto, em como praticar a verdade e em qual é a verdade-princípio, então você é capaz de aprender a usar a verdade para resolver seus problemas de acordo com as palavras de Deus. Ao fazê-lo, você gradualmente entrará na realidade. Se sua mente está cheia de pensamentos sobre como alcançar uma posição mais elevada ou o que fazer na frente dos outros para conseguir que o admirem, então você está na senda errada. Significa que você está fazendo coisas por Satanás; está prestando serviço. Se sua mente está cheio de pensamentos sobre como mudar para que você seja cada vez mais semelhante a um humano, esteja de acordo com as intenções de Deus, seja capaz de se submeter a Ele e de reverenciá-Lo e de mostrar moderação e de aceitar o Seu escrutínio em tudo que faz, então sua condição ficará cada vez melhor. É isso que significa ser alguém que vive diante de Deus. Sendo assim, há duas sendas: uma enfatiza apenas o comportamento, realizando as próprias ambições, os próprios desejos, intenções e planos; isso é viver diante de Satanás e viver sob seu império. A outra senda enfatiza como satisfazer a vontade de Deus, entrar na verdade-realidade, submeter-se a Deus e não ter equívocos nem desobediência para com Ele, a fim de reverenciar a Deus e cumprir bem o seu dever. É isso que significa viver diante de Deus.

Extraído de ‘Apenas praticando a verdade é possível possuir humanidade normal’ em “Registros das falas de Cristo dos últimos dias”

Em sua vida diária, quando vocês experimentam a obra de Deus e oram a Ele, vocês o fazem com descaso — vocês oram a Deus enquanto trabalham. Isso pode ser chamado de entregar seu coração a Deus? Vocês estão pensando em assuntos domésticos ou em questões da carne; vocês estão sempre divididos. Isso pode ser considerado aquietar seu coração na presença de Deus? Isso ocorre porque seu coração está sempre fixado em assuntos externos e não é capaz de voltar para diante de Deus. Se quiserem ter o coração verdadeiramente em paz diante de Deus, então vocês precisam fazer o trabalho de cooperação consciente. Isso quer dizer que cada um de vocês precisa ter um tempo para as suas devoções, um tempo em que deixam pessoas, eventos e coisas de lado; assentam seu coração e aquietam-se diante de Deus. Todos precisam ter anotações devocionais individuais, registrando seu conhecimento da palavra de Deus e como o seu espírito é comovido, independentemente de serem profundas ou superficiais; todos precisam aquietar seu coração diante de Deus com consciência. Se puder dedicar uma ou duas horas por dia à vida espiritual verdadeira, então nesse dia sua vida se sentirá enriquecida e seu coração ficará brilhante e claro. Se você viver esse tipo de vida espiritual todos os dias, então seu coração será capaz de voltar mais para a posse de Deus, seu espírito se tornará cada vez mais forte, sua condição melhorará constantemente, você se tornará mais capaz de trilhar a senda pela qual o Espírito Santo conduz e Deus lhe concederá bênçãos maiores. O propósito da sua vida espiritual é ganhar conscientemente a presença do Espírito Santo. Não é observar regras nem dirigir rituais religiosos, mas agir verdadeiramente em consonância com Deus, disciplinar verdadeiramente seu corpo — isso é o que o homem deveria fazer, assim vocês deveriam fazê-lo com o máximo esforço. Quanto melhor a sua cooperação e quanto mais esforço consignar, mais seu coração será capaz de voltar para Deus e mais você será capaz de aquietar seu coração diante Dele. Em certo ponto, Deus ganhará completamente o seu coração. Ninguém será capaz de influenciar ou capturar seu coração e você pertencerá completamente a Deus. Se trilhar essa senda, então a palavra de Deus se revelará a você em todo o tempo e o esclarecerá em tudo que você não entender — tudo isso pode ser alcançado através da sua cooperação. É por isso que Deus sempre diz: “A todos os que agem em consonância Comigo, Eu recompensarei em dobro”. Vocês precisam ver claramente essa senda. Se desejam trilhar a senda certa, então precisam fazer tudo que podem para satisfazer a Deus. Vocês precisam fazer tudo que podem para alcançar uma vida espiritual. No início, talvez você não consiga grandes resultados nessa busca, mas não pode se permitir a retroceder ou chafurdar em negatividade — você precisa continuar trabalhando arduamente! Quanto mais viver uma vida espiritual, mais seu coração será ocupado pelas palavras de Deus, sempre preocupado com esses assuntos, sempre carregando esse fardo. Depois disso, revele sua verdade mais íntima a Deus através da sua vida espiritual; conte a Ele o que você está disposto a fazer, o que está pensando a respeito, seu entendimento e visão de Sua palavra. Não retenha nada, nem mesmo uma pequena parte! Pratique falar as palavras dentro de seu coração e revelar seus sentimentos verdadeiros a Deus; se estiver em seu coração, então, sem dúvida, diga-o. Quanto mais você falar dessa maneira, mais sentirá a amabilidade de Deus, e Deus puxará seu coração com mais força. Quando isso acontecer, você sentirá que Deus é mais querido para você que qualquer outra pessoa. Você nunca sairá do lado de Deus, não importa o que aconteça. Se você praticar esse tipo de devocional espiritual todos os dias e não o tirar de sua mente, mas tratá-lo como um assunto de grande importância em sua vida, então a palavra de Deus ocupará o seu coração. Isso é o que significa ser tocado pelo Espírito Santo. Será como se seu coração sempre tivesse sido possuído por Deus, como se o que você ama estivesse sempre em seu coração. Ninguém pode tirar isso de você. Quando isso acontecer, Deus viverá verdadeiramente dentro de você e terá um lugar em seu coração.

Extraído de ‘Uma vida espiritual normal conduz as pessoas à trilha certa’ em “A Palavra manifesta em carne”

Como as pessoas podem manter um relacionamento com Deus? E em que devem confiar para fazer isso? Elas devem confiar em suplicar e orar a Deus e em comunicar-se com Deus em seu coração. Com um relacionamento como esse, as pessoas vivem sempre diante de Deus, e essas pessoas são muito serenas. Algumas pessoas gastam todo o seu tempo com ações externas, ocupando-se com tarefas externas. Depois de um ou dois dias sem vida espiritual, elas não sentem nada; depois de três ou cinco dias, ou um ou dois meses, ainda não sentem nada; não oraram, não fizeram súplicas, não tiveram comunhão espiritual. A súplica é quando algo lhe acontece e você pede que Deus o ajude, o guie, proveja para você, o ilumine e permita que você entenda a vontade Dele e saiba o que fazer de acordo com a verdade. O escopo da oração é mais amplo: às vezes, você fala palavras em seu coração, conversa com Deus sobre suas dificuldades ou sobre sua negatividade e fraqueza; você também ora a Deus quando é rebelde ou fala com Ele sobre as coisas que acontecem com você todos os dias, estejam elas claras para você ou não. Isso é orar. O escopo da oração é, basicamente, falar e se abrir para Deus. Às vezes, isso é feito em momentos regulares, às vezes não; você pode orar sempre que quiser e onde quiser. A comunhão espiritual não é excessivamente formal. Às vezes, ela acontece porque você tem um problema, às vezes não. Às vezes, envolve palavras, às vezes não. Quando tem um problema, você conversa com Deus sobre ele e ora; quando não tem um problema, você reflete sobre como Deus ama as pessoas, como se preocupa com as pessoas, como repreende as pessoas. Você pode se comunicar com Deus a qualquer hora e em qualquer lugar. Isso é comunhão espiritual. Às vezes, quando está na rua e pensa em algo que o perturba, você não precisa ficar de joelhos ou fechar os olhos. Basta dizer a Deus em seu coração: “Ó Deus, por favor, guia-me nisso. Sou fraco, não consigo superar isso”. Seu coração é comovido; você só diz algumas palavras simples, e Deus sabe. Às vezes, você tem saudade de casa e diz: “Ó Deus! Sinto muita saudade de casa…”. Você não diz de quem, especificamente, sente falta. Você está deprimido e fala disso a Deus. Os problemas só podem ser resolvidos quando você ora a Deus e diz o que está em seu coração. Falar com outras pessoas pode resolver os problemas? Tudo bem se você encontra uma pessoa que entende a verdade, mas se ela não entende — se você encontra uma pessoa negativa e fraca — você pode exercer um efeito sobre ela. Se você falar com Deus, Deus o confortará e comoverá. Se for capaz de ler as palavras de Deus em silêncio diante de Deus, você será capaz de entender a verdade e resolver o problema. As palavras de Deus lhe permitirão encontrar um caminho para superar esse pequeno obstáculo. O obstáculo não o fará tropeçar, não o impedirá nem afetará o cumprimento do seu dever. Há momentos em que, de repente, você se sente um pouco desanimado ou incomodado em seu interior. Em momentos assim, não hesite em orar a Deus. Talvez você não faça uma súplica a Deus, talvez não haja nada que você queira que Deus faça ou com que o ilumine — você só fala com Deus e se abre para Ele a qualquer hora, onde quer que esteja. O que você deve sempre ter em mente? Isto: “Deus está sempre comigo; Ele nunca me abandonou, eu posso sentir. Não importa onde estou ou o que estou fazendo — posso estar descansando ou numa reunião ou cumprindo meu dever — no coração, sei que minha mão é guiada por Deus, que Ele nunca me abandonou”. Às vezes, ao lembrar-se de como você passou cada dia dos últimos anos, você sente que sua estatura aumentou, que você foi guiado por Deus, que o amor de Deus o protegeu o tempo todo. Ao refletir sobre essas coisas, você ora em seu coração, dando graças a Deus: “Ó Deus, eu Te agradeço! Sou tão fraco e frágil, tão profundamente corrompido. Sem a Tua orientação, eu não teria alcançado este dia contando apenas comigo”. Isso não é comunhão espiritual? Se as pessoas conseguirem comungar com frequência dessa maneira, elas não terão muito a dizer a Deus? Elas não passariam muitos dias sem ter nada a dizer a Deus. Quando você não tem nada a dizer a Deus, Deus está ausente do seu coração. Se Deus estiver em seu coração e você tiver fé em Deus, você será capaz de falar com Deus sobre tudo que está em seu coração, incluindo aquelas coisas que você diria aos seus confidentes. Na verdade, Deus é seu confidente mais próximo. Se você tratar Deus como seu confidente mais próximo, como o parente do qual você mais depende, em que mais confia, que é mais próximo de você, será impossível você não ter nada a dizer a Deus. Se sempre tiver algo a dizer a Deus, você não viverá sempre diante de Deus? Se puder viver sempre diante de Deus, você sentirá a cada momento como Deus o guia, como se importa com você e o protege, como lhe traz paz e alegria, como o abençoa, como o ilumina e como o repreende, disciplina, pune, julga e castiga; tudo isso será claro e evidente para você em seu coração. Você não simplesmente sobreviverá a cada dia, sem saber de nada, apenas dizendo que crê em Deus, cumprindo seu dever e participando de reuniões apenas por aparência, lendo as palavras de Deus e rezando diariamente, apenas agindo sem se envolver — você não estará simplesmente cumprindo esse tipo de cerimônia religiosa superficial. Ao contrário, em seu coração, você olhará para Deus e orará a Deus a todo momento, comungará com Deus a todo momento e será capaz de se submeter a Deus e viver diante Dele.

Extraído de ‘Se não consegue viver sempre diante de Deus, você é um incrédulo’ em “Registros das falas de Cristo dos últimos dias”

Se passar um tempo experimentando perante Deus e vier a entender a obra de Deus e o Seu caráter, você inconscientemente ganhará muita percepção e sua estatura crescerá gradualmente. Você entenderá melhor muitas coisas espirituais e terá mais clareza sobre a obra de Deus em particular. Você aceitará as palavras de Deus, a obra de Deus, toda ação de Deus, o caráter de Deus e o que Deus é e tem como a sua vida. Se tudo que você fizer é vaguear pelo mundo, suas asas se tornarão cada vez mais rígidas e sua resistência a Deus se tornará ainda maior; como então Deus pode usar você? Por haver demasiado “na minha opinião” em você, Deus não o usa. Quanto mais estiver na presença de Deus, mais experiências você terá. Se ainda viver no mundo como uma besta — com sua boca professando a crença em Deus enquanto seu coração está em outro lugar — e se você ainda estudar as filosofias mundanas para viver, então todas as suas labutas anteriores não terão sido por nada? Portanto, quanto mais estiverem na presença de Deus, mais facilmente as pessoas serão aperfeiçoadas por Deus. Essa é a senda pela qual o Espírito Santo faz a Sua obra. Se não entender isso, será impossível você entrar na trilha certa e ser aperfeiçoado por Deus estará fora de questão. Você não será capaz de ter uma vida espiritual normal; será como se você fosse deficiente e terá apenas o próprio trabalho árduo e nada da obra de Deus. Isso não é um erro em sua experiência? Você não precisa necessariamente orar para estar na presença de Deus; às vezes é ao contemplar Deus ou ao ponderar sobre a Sua obra, às vezes é ao lidar com alguma questão e às vezes é por meio de você ser revelado em um evento, que você vem à presença de Deus. A maioria das pessoas diz: “Não estou na presença de Deus, já que oro com frequência?”. Muitas pessoas oram infinitamente “na presença de Deus”. Embora as orações possam estar sempre em seus lábios, essas pessoas não vivem de fato na presença de Deus. Essa é a única forma pela qual tais pessoas podem manter suas condições na presença de Deus; elas são completamente incapazes de usar o coração para se engajar com Deus o tempo todo, tampouco são capazes de vir perante Deus por meio de experimentar, seja pela ponderação, seja pela contemplação silenciosa ou pelo uso da mente para se engajar com Deus dentro de seu coração, tendo consideração pelo fardo de Deus. Elas apenas oferecem orações a Deus no céu com a boca. O coração da maioria das pessoas está desprovido de Deus e Deus só está ali quando elas se aproximam Dele; na maior parte do tempo, Deus não está ali de forma alguma. Essa não é a manifestação de não ter Deus no coração? Se realmente tivessem Deus em seu coração, elas poderiam fazer as coisas que ladrões e bestas fazem? Se uma pessoa realmente reverencia a Deus, ela colocará seu coração verdadeiro em contato com Deus e seus pensamentos e ideias sempre estarão ocupados pelas palavras de Deus. Não cometerá erros nem na fala nem na ação e não fará nada que obviamente se oponha a Deus. Esse é o padrão para ser um crente.

Extraído de ‘Sobre experiência’ em “A Palavra manifesta em carne”

Na sua fé, se as pessoas desejam alcançar a salvação, o cerne da questão é se elas temem a Deus e se Ele tem um lugar no coração delas. Se seu coração for incapaz de viver diante Dele ou se não existir um relacionamento normal entre você e Deus, você nunca será salvo. Sua senda para a salvação será bloqueada; você terá alcançado um beco sem saída. Sua crença em Deus será inútil se existir apenas no nome, e não importa quanta doutrina você é capaz de falar, quanto sofreu ou quão grandes são os seus dons naturais. Deus dirá: “Afaste-se de Mim, seu malfeitor”. Você terá sido classificado como um malfeitor. Você não tem nenhuma conexão com Deus; Ele não é seu Governante, Ele não é seu Criador, Ele não é seu Deus, Ele não é Aquele que você adora, e Ele não é Aquele que você segue. Você segue a Satanás e demônios. Você é seu próprio senhor. Em última instância, pessoas como você serão eliminadas, detestadas, rejeitadas e punidas por Deus. Ele não salva pessoas assim. Somente quando as pessoas aceitam que Deus é seu Senhor e Governante, somente quando aceitam que Ele é a verdade e a fonte do caminho e da vida do homem, e somente quando tudo o que fazem e a senda que trilham estão conectados à verdade, a Deus, à submissão a Ele e a seguir Seu caminho — somente então elas serão salvas. Caso contrário, serão condenadas por Deus. É correto as pessoas terem a esperança de apenas serem sortudas? É correto elas sempre se agarrarem às próprias noções? É correto se apegarem constantemente a imaginações vagas e abstratas? (Não.) Não pense que você pode simplesmente ter sorte; se você quer alcançar salvação em sua fé em Deus, não existe outra senda a seguir. […]

O que o exalta após ter ouvido esses sermões não importa; no fim das contas, a única senda correta é a senda que o leva a temer a Deus e a evitar o mal. Se você acredita em Deus, mas sua fé nada tem a ver com Ele, se Ele não é seu Senhor nem seu Criador, se você não aceita que Ele é o Governador de seu destino, se você não se submete a tudo que Ele estabeleceu para você, se você não aceita o fato de que Ele é a verdade, então seu sonho de ser salvo está em farrapos. Se você trilha essa senda, você está na senda da destruição. Suponhamos que aquilo em que você se concentra, aquilo que você busca, aquilo pelo que você ora e suplica a cada dia lhe dê um senso cada vez maior de que você deve se submeter ao Criador, de que Deus é seu Senhor. E suponhamos que você aceite e obedeça alegremente à Sua soberania e orquestração para você, submetendo-se ao que Deus arranja para você com uma alegria cada vez maior, seu estado se tornando cada vez mais normal, seu relacionamento com Deus se tornando cada vez mais íntimo e seu amor por Ele se tornando cada vez mais puro, e que, então, você tenha cada vez menos desejos, queixas e equívocos extravagantes em relação a Deus, que cometa cada vez menos males, evitando-os cada vez mais, e que seu temor de Deus se torne cada vez mais genuíno. O que isso significaria? Significaria que você colocou o pé na senda da salvação. Se você acha que não há nada de errado naquilo que você busca e que a senda que você está seguindo é a senda correta, mas então, depois de toda a sua busca, você não foi disciplinado por Deus e não consegue sentir Seu julgamento e castigo, indisposto a ser examinado por Ele e querendo ser seu próprio chefe, então essa não é a senda certa. Se, quanto mais você buscar, maior for seu senso de que você deve viver diante de Deus a cada momento, e você temer que algum dia fará algo errado, que, assim que não for cauteloso, você ofenderá a Deus e estará encrencado e certamente será abandonado por Ele, e que não há nada mais aterrorizante do que isso, e se você achar que, quando as pessoas acreditam em Deus, elas não devem se afastar Dele, e que, se elas se afastarem de Sua disciplina, tratamento, poda, julgamento e castigo, isso será igual a perder o cuidado e a proteção de Deus — se você perceber essas coisas, então você orará a Deus e dirá: “Ó Deus! Eu imploro que Tu me julgues e castigues, me repreendas e me disciplines, que me escrutinizes em todos os momentos, me concedas reverência por Ti e me faças evitar o mal”. O que você acha dessa senda? Essa é a senda certa. Portanto, vocês devem se comparar a este padrão: vocês estão na senda da salvação? (Não.) É fácil trilhar a senda da salvação? (Devemos confiar em Deus por Sua orientação.) Vocês devem confiar em Deus, e isso também depende da sua cooperação. Se, depois de ouvirem esta mensagem, vocês sentirem que ainda não embarcaram na senda da salvação, mas que não ficam preocupados e não lhe dão importância alguma, e sentirem que, mais cedo ou mais tarde, virá o dia em que vocês farão isso — se é assim que vocês veem as coisas, então vocês terão dificuldade ao trilhar a senda da salvação. Qual, então, deve ser sua determinação para que vocês sejam capazes de embarcar nessa senda? Você deve dizer: “Eu não iniciei a senda da salvação, portanto estou em perigo! Deus diz que as pessoas devem sempre viver diante Dele, que devem orar mais, que, lá no fundo, devem estar em paz e não ser impetuosas. Devo começar a praticar dessa forma imediatamente”. Isso chega perto de estar na trilha certa, não chega? É simples assim! As pessoas que colocam as palavras de Deus em prática assim que as ouvem são aquelas que amam a verdade. Que tipo de pessoa permanece obstinado, indiferente e apático após ouvir Suas palavras, tratando-as com uma atitude frívola e permitindo que entrem por um ouvido e saiam pelo outro? Essas pessoas não estão confusas? As pessoas sempre perguntam se existe algum atalho para alcançar a salvação por meio da fé. Eu lhes digo que não existe, e Eu já lhes falei de uma senda assim tão simples — mas após ouvirem dela, se, ainda assim, vocês não a colocam em prática, vocês não sabem o que é bom ou ruim. Essas pessoas podem ser salvas? (Não.) Não se pode dizer que não serão salvas de jeito nenhum, mas elas certamente enfrentarão grandes dificuldades. Elas podem acordar um dia, refletir sobre as coisas e dizer: “Durante todos esses anos, não levei a minha fé em Deus a sério; Ele exige que as pessoas sempre vivam diante Dele, mas eu não faço isso. Eu devo me apressar e orar!”. Elas ficam alarmadas e percebem que devem começar a se empenhar corretamente, e não é tarde demais! No entanto, não espere até que a idade avançada o deixe imobilizado e sem energia para começar a buscar; desperdiçar o melhor tempo com coisas insignificantes não vale a pena. Quando chegar a hora, você não terá destino nem desfecho, e não haverá tempo para se arrepender de ter perdido o melhor tempo para alcançar a salvação!

Extraído de ‘Somente vivendo diante de Deus o tempo todo você pode trilhar a senda da salvação’ em “Registros das falas de Cristo dos últimos dias”

Anterior: 10. Os princípios para aquietar-se diante de Deus

Próximo: 12. Os princípios para confirmar que o Espírito Santo está operando

Quando o desastre vem, como nós cristãos devemos lidar com ele? Convidamos você a participar da nossa reunião online, onde podemos explorar juntos e encontrar o caminho.

Configurações

  • Texto
  • Temas

Cores sólidas

Temas

Fonte

Tamanho da fonte

Espaçamento entre linhas

Espaçamento entre linhas

Largura da página

Sumário

Busca

  • Pesquise neste texto
  • Pesquise neste livro

Entre em contato conosco pelo Whatsapp