64. Os princípios para destituir líderes e obreiros

(1) Líderes e obreiros que não fazem trabalho prático podem ser denunciados, destituídos e substituídos após a confirmação disso por várias pessoas que entendem a verdade;

(2) Líderes e obreiros desonestos e que violam gravemente os arranjos de trabalho devem ser denunciados, destituídos e substituídos após verificação acurada de terem feito isso;

(3) Um líder ou obreiro que comete uma transgressão ou exibe corrupção deve ser apoiado com amor. Se ele se recusar a aceitar a verdade, poderá ser denunciado, destituído e substituído;

(4) Se um líder ou obreiro cometer vários atos malignos e causar sofrimento a outros, ludibriando-os e acusando-os injustamente, ele deve ser destituído e denunciado, e seu afastamento deve ser decretado.

Palavras de Deus relevantes:

Como os escolhidos de Deus devem tratar os anticristos? Eles devem identificá-los, expô-los, denunciá-los e expulsá-los. Não importa como um anticristo venha a ocupar uma posição de liderança, ele é, invariavelmente, alguém que resiste a Deus. Você não deve aceitar a liderança de um anticristo e também não deve reconhecê-lo como seu líder, pois o que ele faz não é conduzi-los para dentro das palavras de Deus; ele quer arrastá-lo para o inferno e puxá-lo ao longo da mesma senda dos anticristos que ele está trilhando. Ele faz com que você se una a ele em resistência a Deus e em perturbar e destruir a obra de Deus. Ele arrasta e puxa você para que você venha se revirar na lama com ele. Você consentirá com isso? Se consentir e se comprometer com ele, implorar por sua misericórdia ou for conquistado por ele, então você não terá dado testemunho e será uma pessoa que trai a verdade e a Deus — e tais pessoas não podem ser salvas. Quais são as condições que uma pessoa deve cumprir para receber a salvação? Em primeiro lugar, deve possuir a habilidade de identificar anticristos satânicos; deve ter esse aspecto da verdade. Apenas se possuir esse aspecto da verdade ela pode crer genuinamente em Deus e se abster de adorar ou seguir o homem; somente pessoas que conseguem identificar anticristos têm a habilidade de crer verdadeiramente em Deus, de segui-Lo e dar testemunho Dele. A fim de identificar anticristos, as pessoas devem aprender primeiro a ver pessoas e coisas com clareza e entendimento completos; devem ser capazes de perceber a essência dos anticristos e devem enxergar todas as suas conspirações, truques, motivações interiores e objetivos. Se consegue fazer isso, você consegue permanecer firme. Se você quiser obter salvação, então o primeiro teste pelo qual deve passar é aprender a derrotar Satanás e a vencer e triunfar sobre forças hostis e a interferência do mundo externo. Uma vez que você possui estatura e verdade suficiente para perseverar até o fim numa batalha contra as forças de Satanás e as derrotar, então — e somente então — você pode buscar a verdade continuamente, e somente então pode pisar firmemente e sem contratempo na senda de buscar a verdade e receber salvação. Se você não conseguir passar nesse teste, então pode-se dizer que está em grande perigo, e é suscetível a ser capturado por um anticristo e a vir a viver sob a influência de Satanás.

Extraído de ‘Para líderes e obreiros, escolher uma senda é de extrema importância (1)’ em “Registros das falas de Cristo”

Qual é a atitude que as pessoas devem ter em termos de como tratar um líder ou obreiro? Se o que ele faz é certo, então você pode lhe obedecer; se o que ele faz é errado, então você pode expô-lo e até se opor a ele e expressar uma opinião diferente. Se ele for incapaz de fazer obra prática e revelar ser um falso líder, falso obreiro ou anticristo, então você pode se recusar a aceitar sua liderança e também pode denunciá-lo e expô-lo. Entretanto, alguns entre o povo escolhido de Deus não entendem a verdade e são especialmente covardes; então não ousam fazer nada. Eles dizem: “Se o líder me expulsar, para mim acabou; se ele fizer com que todos me exponham ou abandonem, então eu não serei mais capaz de crer em Deus. Se eu deixar a igreja, então Deus não vai me querer e não me salvará. A igreja representa Deus!”. Essas formas de pensar não afetam a atitude de tal pessoa em relação a essas coisas? Poderia realmente ser verdade que, se o líder o expulsar, você não pode mais ser salvo? A questão de sua salvação depende da atitude de seu líder em relação a você? Por que tantas pessoas têm tal grau de temor? Se, assim que alguém que é um falso líder ou anticristo o ameaça, você não ousa denunciar aos superiores e até garante que, dali em diante, você terá o mesmo modo de pensar que o líder, então você não está perdido? Esse é o tipo de pessoa que busca a verdade? Não só você não ousa expor tal comportamento perverso como pode ser cometido por anticristos satânicos, mas, ao contrário, você lhes obedece e até toma as palavras deles como verdade, às quais você se submete. Esse não é o epítome da estupidez? Então, quando você é prejudicado, isso não é o que você merece? Deus fez com que você fosse prejudicado? Você mesmo desejou isso para si mesmo. Você tomou um anticristo para que fosse seu líder e o tratou como se fosse um irmão ou irmã — e isso é culpa sua. Qual é a atitude com a qual se deve tratar um anticristo? Ele deve ser exposto e combatido. Se você não consegue fazer isso sozinho, então muitas pessoas devem se unir e denunciá-lo. Quando descobriram que certos líderes e obreiros em posições mais altas estavam trilhando a senda do anticristo, disciplinando os irmãos e as irmãs, não fazendo um trabalho real e cobiçando a bênção do status, algumas pessoas assinaram uma petição para remover esses anticristos. Que trabalho fantástico fizeram essas pessoas! Isso mostra que elas entendem a verdade, que possuem certa estatura e que não são nem controladas nem enganadas por Satanás. Isso prova também que anticristos e falsos líderes não detêm uma posição dominante na igreja, e não ousam mostrar seu ser verdadeiro de forma demasiadamente clara em qualquer coisa que digam ou façam. Se revelarem a si mesmos, há pessoas para monitorá-los, identificá-los e expulsá-los. Isto é, no coração das pessoas que genuinamente entendem a verdade, o status, o prestígio e a autoridade de uma pessoa não são coisas que imperam; todos aqueles que entendem a verdade são capazes de ter discernimento e refletir sobre que senda as pessoas devem seguir em sua fé em Deus e também como devem tratar líderes e obreiros. Também começam a pensar sobre quem as pessoas devem seguir, quais comportamentos constituem seguir pessoas e quais comportamentos constituem seguir a Deus. Tendo ponderado essas verdades por vários anos e ouvido sermões muitas vezes, elas inconscientemente vêm a entender as verdades sobre crer em Deus, e assim ganharam alguma estatura. Elas se puseram na trilha certa de crer em Deus.

Extraído de ‘Para líderes e obreiros, escolher uma senda é de extrema importância (1)’ em “Registros das falas de Cristo”

Trechos de sermão e comunhão para referência:

A maneira mais justa e sensata de examinar se líderes e colaboradores em todos os níveis têm verdade-realidade deve se basear primariamente em se eles são aceitos e aprovados pela maioria do povo escolhido de Deus. Um líder ou colaborador que não recebe o apoio e a aprovação dos escolhidos de Deus certamente não tem verdade-realidade. Se um líder ou colaborador é acusado e odiado por numerosas pessoas entre os escolhidos de Deus, isso basta para provar que essa pessoa é um falso líder, um anticristo e um diabo. Quando confrontados com tais líderes falsos, anticristos e diabos, os escolhidos de Deus podem se unir em denúncia, removendo e banindo a pessoa. A execução de tais ações é necessária a fim de proteger os escolhidos de Deus e impedir que Satanás perturbe e interfira na obra de Deus. É inteiramente de acordo com a verdade-princípio e a vontade de Deus que os escolhidos de Deus pratiquem a supervisão de líderes e colaboradores em todos os níveis, pois, enquanto Deus está operando para salvar pessoas, os líderes e colaboradores em todos os níveis ainda não passaram totalmente pela mudança em seu caráter de vida. É inevitável que algumas pessoas revelem suas cores verdadeiras quando confrontadas com status, poder, dinheiro e reputação. Os líderes e colaboradores falsos que foram expulsos podem comprovar isso. Ao longo dos últimos anos, um número bastante grande dos escolhidos de Deus foi enganado, controlado e prejudicado por falsos líderes e anticristos e tem sofrido muito. Essas pessoas sofreram terrivelmente às suas mãos e viram agora que aqueles que não possuem verdade-realidade são inconfiáveis e indignos de confiança. Portanto, é absolutamente necessário praticar a supervisão de líderes e colaboradores em todos os níveis. Se os escolhidos de Deus descobrem que líderes e colaboradores cometeram o mal, eles podem denunciá-los a qualquer hora. Se forem identificados como falsos líderes e colaboradores, então os escolhidos de Deus podem convencê-los a aceitar a culpa e se demitir. Se estes se recusarem a fazer isso, eles se revelaram como anticristos, e os escolhidos de Deus devem unir forças para dispensar e bani-los. Isso é totalmente de acordo com a vontade de Deus.

Extraído de “Arranjos de trabalho”

O processo adequado de denunciar líderes e colaboradores falsos

Existem três princípios para distinguir e identificar falsos líderes e colaboradores: 1. deve haver certeza absoluta de que a obra do Espírito Santo está ausente; 2. eles têm humanidade e notoriedade ruins; 3. eles negligenciam seu dever, não fazem trabalho prático e cometem muitos males.

Distinguir e identificar falsos líderes e colaboradores de acordo com os três princípios acima é o método mais preciso. O povo escolhido de Deus deve ter um entendimento claro do fato de que ninguém é perfeito e que líderes e colaboradores em geral cometem transgressões e exibem corrupção; no entanto, isso não significa necessariamente que eles são líderes falsos ou colaboradores falsos. Cometer transgressões e cometer o mal são coisas fundamentalmente diferentes. Transgressão é fazer algo errado, seguir o caminho errado ou escolher a pessoa errada sob julgamento ofuscado, enquanto o mal é fazer coisas malignas consciente e intencionalmente de forma compulsiva. É normal uma pessoa cometer transgressões, mas quando alguém é capaz de cometer todos os tipos de atos malignos, essa pessoa é definitivamente má. Se for determinado que qualquer líder ou colaborador se comporte em qualquer uma dessas três maneiras, ele está certo de ser um falso líder ou falso colaborador.

O processo adequado de denunciar um falso líder ou colaborador é o seguinte: quando testemunhas e evidências suficientes estiverem presentes ao enumerar os fatos de acordo com os três princípios com a corroboração e o apoio de várias pessoas que têm um entendimento relativo da verdade, dito líder ou colaborador pode ser denunciado aos líderes de nível superior. A denúncia contra um membro do grupo distrital de tomada de decisões pode ser submetida ao grupo regional de tomada de decisões. A denúncia contra um membro do grupo regional de tomada de decisões pode ser submetida ao grupo pastoral de tomada de decisões. Se os líderes e colaboradores em todos os níveis forem irresponsáveis e demorarem para agir, ela pode ser submetida diretamente ao homem usado pelo Espírito Santo. Esse é o procedimento correto para denunciar um falso líder ou um falso colaborador que os líderes e colaboradores em todos os níveis e as pessoas escolhidas de Deus devem seguir. Se o problema for especialmente sério e alguém é claramente exposto como falso líder ou falso colaborador que cometeu muitos males e provocou a ira pública, as pessoas escolhidas de Deus têm o direito de removê-lo diretamente. Se um líder ou colaborador em qualquer nível tentar blindar essa pessoa, ele também pode ser removido diretamente. No entanto, para ser implementado, isso deve ser feito com uma base factual suficiente, com evidências aparentes e convincentes que a maioria consiga identificar. Se os fatos materiais forem insuficientes e não convencerem as pessoas, se estiverem diluídas por outros elementos ou misturados a ficções, então a parte denunciadora é questionável. É provável que pessoas perversas estejam armando para o líder ou colaborador. As pessoas escolhidas de Deus devem ser capazes de distinguir sem serem enganadas e exploradas por pessoas perversas. Não devem acusar falsamente um homem bom nem inocentar um homem perverso. Devem aderir à verdade-princípio a fim de se conformar à vontade de Deus.

Extraído de “Arranjos de trabalho”

Se os líderes e colaboradores eleitos de todos os níveis conseguirem se submeter absolutamente aos arranjos de trabalho do Alto, se conseguirem realizar trabalho de acordo com a palavra de Deus a verdade e se seu trabalho tiver alcançado algum resultado, então o povo escolhido de Deus deverá aceitar e obedecer. Se os colaboradores e líderes desobedecerem aos arranjos de trabalho e agirem de outro modo, contrariando a verdade-princípio ao realizar trabalho, e não ouvirem conselhos e fizerem o que quiserem, então eles serão falsos líderes e colaboradores, definitivamente não terão a obra do Espírito Santo e deverão ser substituídos e reeleitos. Se eles se recusarem teimosamente a desistir de suas posições, o povo escolhido de Deus terá o direito de se recusar a aceitar sua liderança, de repreendê-los e de denunciá-los. A casa de Deus proíbe de forma absoluta que falsos líderes e anticristos perturbem o trabalho da casa de Deus e controlem o povo escolhido de Deus. Todos que forem identificados como falsos líderes ou anticristos devem ser tratados sem qualquer misericórdia. Se alguém identificou falsos líderes e anticristos praticando o mal e perturbando o trabalho da igreja sem denunciar e expô-los, ele é uma pessoa sem senso de justiça e não protege a obra de Deus, é uma pessoa sem um coração que teme a Deus, não tem lealdade a Deus. Todos aqueles que não expõem nem denunciam os malfeitores têm parte nos males cometidos por eles e devem ser considerados cúmplices. Absolutamente ninguém pode oprimir ou se vingar daqueles que denunciam e expõem falsos líderes e anticristos. Se alguém foi pego oprimindo ou se vingando daqueles que têm a coragem de denunciar e expor atos malignos em qualquer igreja, os líderes e colaboradores de todos os níveis devem investigar e verificar a situação e tratar o assunto com severidade. As pessoas escolhidas de Deus podem expor e denunciar pessoas por cometerem atos malignos; isso é um ato de justiça e também um bom ato que protege os interesses da casa de Deus e que considera a Sua vontade. Aqueles que são capazes de reprimir e retaliar contra elas de forma alguma são pessoas que temem a Deus, certamente não têm nenhuma verdade-realidade, certamente são anticristos e malfeitores, enquanto os colaboradores e líderes de todos os níveis têm o direito de investigar e lidar com eles. Essas pessoas jamais podem ser desculpadas. Pois onde quer que haja atos malignos de oprimir o povo escolhido de Deus, existem também malfeitores e anticristos. Isso é um fato que ninguém pode negar.

Extraído de “Arranjos de trabalho”

Agora todas as igrejas têm pessoas semelhantes àquelas que estavam no “bando de Corá”. Suas intenções não são boas, elas lutam por ganho e poder e criam caos e perturbações nas igrejas em todos os lugares. São puramente obstáculos e pedras de tropeço da casa de Deus. Essas pessoas não têm um pingo de amor pela verdade e, além disso, não praticam a verdade. Do início ao fim, em momento algum, seus caracteres satânicos mudam, sua ambição de estabelecer seu próprio reino independente nunca morre e elas se especializam em se opor à casa de Deus. Elas são precisamente aqueles que causam caos por toda parte neste momento. Onde quer que haja caos, há demônios anticrísticos que cometem o mal e causam perturbações. Esse é exatamente o tipo de conduta semelhante à conduta praticada pelo “bando de Corá”. Todos aqueles que não conseguem obedecer verdadeiramente aos arranjos de trabalho do Alto e intencionalmente resistem ao homem usado pelo Espírito Santo e conseguem fazer suas próprias coisas pertencem à mesma categoria do “bando de Corá”. Todas essas pessoas são consideradas anticristos, e o povo escolhido de Deus deve aprender a distingui-los e denunciar a expor esses demônios. Pessoas perversas que interrompem e perturbam a obra de deus e cometem todos os tipos de males são consideradas demônios. Se as pessoas perversas e os demônios envolvidos em atividades da igreja por toda parte não forem denunciados e expostos por aqueles que conhecem suas cores verdadeiras, o povo escolhido de Deus só será capaz de enxergá-los por meio da observação de longo prazo, e isso atrasará e interromperá o trabalho da casa de Deus e trará perdas às vidas de Seu povo escolhido. Portanto, qualquer pessoa que conhece as cores verdadeiras de pessoas perversas e demônios deve se levantar, expô-los e denunciá-los a fim de defender a obra de Deus e não deve agir como se nada tivesse a ver com eles e ficar calada. Pessoas perversas certamente não se arrependerão. Deus não salva pessoas perversas e, assim, qualquer um que conheça as cores verdadeiras de pessoas perversas ou veja pessoas perversas e demônios perturbando a igreja deve corajosamente expor e denunciá-los e cooperar com o povo escolhido de Deus em punir essas pessoas malignas e demônios. Somente então são pessoas que consideram as intenções de Deus e protegem a obra de Deus. Qualquer um que vê as cores verdadeiras de pessoas perversas e demônios, mas não os expõe, está sendo cúmplice de seus atos perversos e será implicado por eles. Assim, eliminar todas as pessoas perversas e demônios é uma obrigação da qual nenhuma pessoa escolhida de Deus pode se esquivar. As pessoas escolhidas de Deus jamais devem hesitar em fazer o que é certo e eliminar todos os obstáculos e pedras de tropeço para o bem de expandir o evangelho e fazer a vontade de Deus. As pessoas escolhidas de Deus devem ser claras: todos iguais ao “bando de Corá” serão destruídos.

Extraído de “Arranjos de trabalho”

Anterior: 63. Os princípios para eleger líderes e obreiros

Próximo: 65. Os princípios para assumir responsabilidade e renunciar

Quando o desastre vem, como nós cristãos devemos lidar com ele? Convidamos você a participar da nossa reunião online, onde podemos explorar juntos e encontrar o caminho.

Configurações

  • Texto
  • Temas

Cores sólidas

Temas

Fonte

Tamanho da fonte

Espaçamento entre linhas

Espaçamento entre linhas

Largura da página

Sumário

Busca

  • Pesquise neste texto
  • Pesquise neste livro