33. Os princípios para renunciar ao grande dragão vermelho

(1) Somente ao ser perseguido e submetido a tribulações pode-se ver claramente o semblante hediondo do grande dragão vermelho e sua essência malévola e reacionária e odiá-lo de coração;

(2) É necessário reconhecer que todas as teorias do grande dragão vermelho, como o ateísmo, o materialismo e a evolução, são más, reacionárias e perversas;

(3) É necessário ver claramente que a miríade de falácias e venenos do grande dragão vermelho enganaram e corromperam o povo da China de tal forma que ele é terrivelmente feio e agora se transformou em demônios e bestas;

(4) Para renunciar ao grande dragão vermelho é necessário entender uma grande parte da verdade, ser capaz de enxergar as artimanhas do grande dragão vermelho e humilhar Satanás com o verdadeiro testemunho da experiência.

Palavras de Deus relevantes:

Em muitos lugares, Deus profetizou que Ele ganhará um grupo de vencedores na terra de Sinim. Já que é no Oriente do mundo que os vencedores devem ser ganhos, o local em que Deus finca o pé em Sua segunda encarnação é sem dúvida a terra de Sinim, o local exato em que o grande dragão vermelho descansa enrolado. Lá, Deus ganhará os descendentes do grande dragão vermelho para que ele seja completamente derrotado e envergonhado. Deus vai despertar essas pessoas, cujo fardo de sofrimento é tão pesado, vai acordá-las até que estejam completamente sem sono e fazê-las sair do nevoeiro e rejeitar o grande dragão vermelho. Elas despertarão de seu sonho, reconhecerão o grande dragão vermelho pelo que ele realmente é, se tornarão capazes de entregar seu coração inteiro a Deus, se insurgirão contra a opressão das forças das trevas, se levantarão no Oriente do mundo e se tornarão prova da vitória de Deus. Só dessa maneira Deus ganhará glória.

Extraído de ‘Obra e entrada (6)’ em “A Palavra manifesta em carne”

Deus pretende usar uma parte da obra dos espíritos malignos para aperfeiçoar uma parte da humanidade, capacitando essas pessoas a enxergarem completamente as iniquidades dos diabos, para que toda a humanidade possa conhecer seus “ancestrais”. Só assim os humanos podem se libertar por completo, não apenas renunciando à posteridade dos diabos, mas também aos ancestrais dos diabos. Esse é o propósito verdadeiro de Deus ao derrotar completamente o grande dragão vermelho, para fazer com que toda a humanidade conheça a verdadeira forma do grande dragão vermelho, para arrancar totalmente a sua máscara e contemplar sua verdadeira forma. É isso que Deus quer alcançar, é o objetivo final de toda a obra que Ele tem feito na terra e é o que Ele visa a alcançar em toda a humanidade. Isso é conhecido como mobilizar todas as coisas para servir ao propósito de Deus.

Extraído de ‘Capítulo 41’ das Interpretações dos mistérios das palavras de Deus para todo o universo em “A Palavra manifesta em carne”

A China é o país mais retrógrado de todos, é a terra onde o grande dragão vermelho repousa enrolado, tem o maior número de pessoas que adoram ídolos e que se metem com feitiçaria, tem o maior número de templos e é o lugar onde demônios imundos residem. Você nasceu dela, foi educado por ela e impregnado de sua influência; você foi corrompido e torturado por ela, mas depois de ter sido despertado você a abandona e é completamente ganho por Deus. Essa é a glória de Deus, e é por isso que este estágio da obra tem grande importância. Deus executou obra em uma escala tão grande, proferiu tantas palavras e no final Ele vai ganhá-los completamente — esta é uma parte da obra de gestão de Deus e você é o “espólio da vitória” da batalha de Deus contra Satanás. Quanto mais vocês compreenderem a verdade e quanto melhor for sua vida de igreja, mais o grande dragão vermelho é forçado a se ajoelhar. Todas essas são questões do mundo espiritual — são as batalhas do mundo espiritual, e quando Deus for vitorioso, Satanás será envergonhado e cairá. Este estágio da obra de Deus tem importância tremenda. Deus faz uma obra em uma escala tão grandiosa e salva completamente esse grupo de pessoas, de modo que você possa escapar da influência de Satanás, viver na terra santa, viver na luz de Deus, e ter a liderança e a orientação da luz. Então há sentido para a sua vida. O que vocês comem e vestem é diferente do que os descrentes comem e vestem; vocês aproveitam as palavras de Deus e levam uma vida de significado — e o que eles aproveitam? Eles aproveitam apenas sua “herança ancestral” e seu “espírito nacional”. Eles não têm o menor vestígio de humanidade! As roupas, palavras e ações de vocês são todas diferentes das deles. No final, vocês vão escapar completamente da imundice, deixando de estar enredados na tentação de Satanás, e ganharão a provisão diária de Deus. Vocês sempre devem ser cautelosos. Apesar de vocês viverem em um lugar imundo, não estão manchados com a imundice e podem viver ao lado de Deus, recebendo Sua grande proteção. Deus escolheu vocês dentre todos nesta terra amarela. Vocês não são as pessoas mais abençoadas? Você é um ser criado — você deveria, é claro, adorar Deus e buscar uma vida com significado. Se você não adorar a Deus, mas viver dentro de sua carne imunda, então você não é só um animal com vestes humanas? Já que você é um ser humano, você deveria se despender por Deus e aguentar todo o sofrimento! Você deveria aceitar o pequeno sofrimento a que é submetido hoje com alegria e certeza e viver uma vida significativa, como Jó e Pedro. Neste mundo, o homem veste a roupa do diabo, come a comida do diabo e trabalha e serve debaixo do polegar do diabo, ficando completamente pisoteado em sua imundice. Se você não compreender o significado da vida ou obtiver o verdadeiro caminho, então que significado há em viver assim? Vocês são pessoas que buscam o caminho correto, aquelas que buscam melhoria. Vocês são as pessoas que se levantam na nação do grande dragão vermelho, aqueles a quem Deus chama de justos. Não é essa a vida mais significativa?

Extraído de ‘Prática (2)’ em “A Palavra manifesta em carne”

Eu tenho falado tantas vezes que a obra de Deus nos últimos dias é feita a fim de alterar o espírito de cada pessoa, mudar a alma de cada pessoa, de modo que seu coração, que sofreu grande trauma, seja reformado, resgatando assim sua alma, que foi tão profundamente prejudicada pelo mal; tem o objetivo de despertar o espírito das pessoas, enternecer seu coração congelado e permitir que elas rejuvenesçam. Essa é a maior vontade de Deus. Deixe de falar de como a vida e as experiências do homem são elevadas ou profundas; quando o coração das pessoas tiver sido despertado, quando tiver acordado de seus sonhos e conhecer muito bem o prejuízo causado pelo grande dragão vermelho, a obra do ministério de Deus terá sido concluída. O dia em que a obra de Deus estiver terminada é também o dia em que o homem começa oficialmente a senda correta da crença em Deus. Nesse momento, o ministério de Deus terá chegado ao fim: a obra de Deus tornado carne terá terminada completamente, e o homem começará oficialmente a fazer o dever que deve fazer; ele fará seu ministério. Esses são os passos da obra de Deus. Assim, vocês devem tatear por sua senda de entrada sobre o fundamento do conhecimento dessas coisas. Tudo isso é o que vocês devem compreender. A entrada do homem só vai melhorar quando mudanças tiverem ocorrido no fundo de seu coração, pois a obra de Deus é a salvação completa do homem — o homem que foi redimido, que ainda vive sob as forças das trevas e que nunca despertou — desse local de encontro de demônios; é para que o homem seja libertado de milênios de pecado e seja amado por Deus, derrubando completamente o grande dragão vermelho, estabelecendo o reino de Deus e trazendo descanso ao coração de Deus mais cedo; é para dar vazão, sem reserva, ao ódio que incha seu peito, para erradicar aqueles germes bolorentos, para permitir que vocês abandonem essa vida que não é diferente da de um boi ou de um cavalo, para que não sejam mais escravos, para que não sejam mais livremente pisoteados ou comandados pelo grande dragão vermelho; vocês não farão mais parte dessa nação falida, já não pertencerão mais ao odioso grande dragão vermelho, já não serão mais escravizados por ele. O ninho dos demônios certamente será despedaçado por Deus, e vocês estarão ao lado de Deus — vocês pertencem a Deus e não pertencem a esse império de escravos. Há muito tempo Deus tem abominado essa sociedade obscura até os ossos. Ele range os dentes, ansioso para fincar os pés nessa velha serpente perversa e odiosa, de modo que nunca mais volte a se erguer e nunca mais volte a abusar do homem; Ele não perdoará suas ações do passado, Ele não tolerará o fato de que ela enganou o homem e Ele acertará as contas de cada um de seus pecados ao longo das eras. Deus não permitirá nem um pouco que o líder de todo o mal[1] escape, Ele o destruirá completamente.

Extraído de ‘Obra e entrada (8)’ em “A Palavra manifesta em carne”

Durante milhares de anos, esta tem sido a terra da imundice, é insuportavelmente suja, a miséria abunda, fantasmas correm desenfreados por toda parte, enganando e iludindo, fazendo acusações infundadas,[2] sendo impiedosos e viciosos, pisoteando essa cidade fantasma e a deixando coberta de cadáveres; o fedor da decadência cobre a terra e permeia o ar, e é fortemente vigiada.[3] Quem é capaz de enxergar o mundo além dos céus? O diabo entrelaça firmemente todo o corpo do homem, apaga seus olhos e sela seus lábios com firmeza. O rei dos demônios tem causado alvoroço por vários milhares de anos até o dia de hoje, quando ainda mantém forte vigilância sobre a cidade fantasma, como se fosse um palácio de demônios impenetrável; enquanto isso, essa matilha de cães de guarda observa com olhos ferozes, com um profundo medo de que Deus os pegue desprevenidos e os extermine, deixando-os sem um lugar de paz e felicidade. Como as pessoas de uma cidade fantasma tal como essa puderam um dia ter visto Deus? Alguma vez já desfrutaram do carinho e da amabilidade de Deus? Que apreciação têm elas das questões do mundo humano? Quem entre elas é capaz de compreender a vontade ávida de Deus? Portanto, não é de surpreender que Deus encarnado continue completamente escondido: em uma sociedade obscura como esta, onde os demônios são impiedosos e desumanos, como o rei dos demônios, que mata pessoas sem piscar um olho, poderia tolerar a existência de um Deus que é amável, bondoso e também santo? Como poderia aplaudir e comemorar a chegada de Deus? Lacaios! Retribuem bondade com ódio, há muito desdenham de Deus, abusam de Deus, são selvagens ao extremo, não têm a menor consideração por Deus, saqueiam e pilham, perderam toda a consciência, contrariam toda consciência e tentam os inocentes à insensatez. Ancestrais dos antigos? Líderes adorados? Todos eles se opõem a Deus! Sua interferência deixou tudo que está debaixo do céu em estado de escuridão e caos! Liberdade religiosa? Direitos e interesses legítimos dos cidadãos? São todos truques para encobrir o pecado! Quem abraçou a obra de Deus? Quem entregou sua vida ou derramou seu sangue pela obra de Deus? Geração após geração, de pais para filhos, o homem escravizado tem escravizado Deus sem cerimônia — como isso poderia não incitar fúria? Milhares de anos de ódio estão concentrados no coração, milênios de pecaminosidade estão gravados no coração — como isso poderia não inspirar aversão? Vingue-Se Deus, elimine completamente Seu inimigo, não permita que ele continue a correr desenfreado, não permita mais que ele cause tantos problemas quanto deseje! Agora é a hora: desde muito o homem tem reunido toda a sua força, tem dedicado todos os seus esforços, tem pago cada preço para isto, para arrancar a face hedionda desse demônio e para permitir que as pessoas, que foram cegadas e suportaram todo tipo de sofrimento e dificuldade, se ergam de sua dor e deem as costas para esse velho diabo maligno. Por que erguer um obstáculo tão impenetrável para a obra de Deus? Por que usar diversos truques para enganar o povo de Deus? Onde estão a verdadeira liberdade e os direitos e interesses legítimos? Onde está a justiça? Onde está o conforto? Onde está a ternura? Por que usar esquemas ardilosos para enganar o povo de Deus? Por que usar força para suprimir a vinda de Deus? Por que não permitir que Deus circule livremente pela terra que Ele criou? Por que perseguir Deus até que Ele não tenha mais onde descansar a Sua cabeça? Onde está o calor entre os homens? Onde estão as boas-vindas entre as pessoas? Por que causar um anseio tão desesperado em Deus? Por que fazer Deus clamar vez após outra? Por que forçar Deus a se preocupar com Seu amado Filho? Nesta sociedade obscura, por que seus cães de guarda deploráveis não permitem que Deus venha e vá livremente no meio do mundo que Ele criou? Por que o homem não compreende, o homem que vive em meio a dor e sofrimento? Pelo bem de vocês, Deus suportou grande tormento, com muita dor Ele concedeu Seu amado Filho, Seu sangue e Sua carne, a vocês — então, por que vocês ainda fazem vista grossa? À plena vista de todos, vocês rejeitam a chegada de Deus e recusam a amizade de Deus. Por que vocês são tão inescrupulosos? Estão dispostos a suportar as injustiças em uma sociedade obscura como essa? Por que, em vez de encher sua barriga com milênios de inimizade, vocês se fartam com a “merda” do rei dos demônios?

Extraído de ‘Obra e entrada (8)’ em “A Palavra manifesta em carne”

Deus proferiu tantas palavras, no entanto, quem algum dia as levou a sério? O homem não compreende as palavras de Deus e, no entanto, permanece imperturbável e sem anseio e nunca realmente conheceu a substância do velho diabo. As pessoas vivem no Hades, no inferno, mas acreditam que vivem no palácio do leito do mar; são perseguidas pelo grande dragão vermelho, mas se consideram “favorecidas”[4] pelo país; são ridicularizadas pelo diabo, mas acham que desfrutam da capacidade superlativa da carne. Que bando de miseráveis sujos e baixos eles são! O homem deparou com o infortúnio, mas não sabe disso e, nesta sociedade tenebrosa, ele sofre percalço após percalço,[5] no entanto, ele nunca acordou para isso. Quando será que ele vai se livrar dessa bondade para consigo mesmo e desse caráter escravizado? Por que ele é tão desinteressado quanto ao coração de Deus? Ele tolera essa opressão e dificuldade em silêncio? Ele não espera pelo dia em que poderá transformar as trevas em luz? Não deseja mais uma vez remediar as injustiças contra a justiça e a verdade? Está disposto a observar e não fazer nada enquanto as pessoas abrem mão da verdade e distorcem os fatos? Está feliz de continuar suportando esses maus tratos? Está disposto a ser um escravo? Está disposto a perecer nas mãos de Deus com os escravos desse estado fracassado? Onde está a sua determinação? Onde está a sua ambição? Onde está a sua dignidade? Onde está a sua integridade? Onde está a sua liberdade? Você está disposto a oferecer toda a sua vida[6] ao grande dragão vermelho, ao rei dos demônios? Está contente em deixar que ele o torture até a morte? A face das profundezas é caótica e escura, enquanto as pessoas comuns, sofrendo tal aflição, clamam ao Céu e reclamam à terra. Quando o homem será capaz de erguer a cabeça? O homem está esquelético e emaciado, como pode enfrentar esse diabo cruel e tirânico? Por que ele não entrega a vida a Deus assim que possível? Por que ainda vacila, quando poderá terminar a obra de Deus? Despropositadamente maltratado e oprimido, a sua vida toda, no fim, terá sido gasta em vão; por que ele tem tanta pressa de chegar e tanta pressa de partir? Por que ele não guarda algo precioso para entregar a Deus? Ele esqueceu os milênios de ódio?

Extraído de ‘Obra e entrada (8)’ em “A Palavra manifesta em carne”

O conhecimento de cultura e história antigas que abrange vários milhares de anos tem isolado o pensamento, as noções do homem e suas perspectivas mentais tão rigidamente a ponto de torná-los impermeáveis e não biodegradáveis.[7] As pessoas vivem no décimo oitavo círculo do inferno, onde, como se tivessem acabado de ser banidas por Deus para as masmorras, a luz pode nunca ser vista. O pensamento feudal oprimiu tanto as pessoas que elas mal conseguem respirar e estão sufocando. Elas não têm o menor pingo de força para resistir; tudo o que fazem é suportar e suportar em silêncio… Nunca alguém ousou lutar ou levantar-se pela retidão e pela justiça; as pessoas simplesmente vivem uma vida pior que a de um animal, sob os golpes e o abuso de uma ética feudal, dia após dia e ano após ano. Elas nunca pensaram em buscar Deus para desfrutar da felicidade no mundo humano. É como se as pessoas tivessem sido massacradas a ponto de serem como as folhas caídas no outono, murchas, desidratadas e de cor amarela-acastanhada. Desde há muito tempo as pessoas perderam a memória; elas vivem impotentes no inferno que é chamado de mundo humano, esperando a chegada do último dia para que eles possam perecer junto com esse inferno, como se o último dia pelo qual anseiam fosse aquele em que o homem desfrutará da paz repousante. A ética feudal tem levado a vida do homem ao “Hades”, enfraquecendo ainda mais o poder do homem para resistir. Todo tipo de opressão força o homem, passo a passo, a cair mais fundo no Hades, cada vez mais longe de Deus, até que hoje ele tenha se tornado um completo estranho para Deus e se apresse em evitá-Lo quando se encontram. O homem não presta atenção em Deus e O deixa ficar sozinho, de lado, como se o homem jamais O tivesse conhecido, nunca O tivesse conhecido antes. No entanto, Deus tem esperado pelo homem durante toda a longa jornada da vida humana, jamais lançando Sua fúria irreprimível contra ele, meramente esperando quieto, sem uma palavra, que o homem se arrependa e tenha um novo começo. Há muito tempo, Deus veio ao mundo humano para compartilhar os sofrimentos do mundo humano com o homem. Durante todos os anos em que Ele tem vivido com o homem, ninguém descobriu Sua existência. Deus apenas aguenta em silêncio a miséria da deterioração no mundo humano enquanto realiza a obra que Ele trouxe pessoalmente. Ele continua a aguentar por amor à vontade de Deus Pai e pelo bem das necessidades da humanidade, suportando sofrimentos nunca antes experimentados pelo homem. Na presença do homem, Deus o tem esperado silenciosamente, e na presença do homem, Ele tem Se humilhado, em nome da vontade do Deus Pai e também em prol das necessidades da humanidade. O conhecimento da cultura antiga sub-repticiamente roubou o homem da presença de Deus e o entregou para o rei dos diabos e sua progenitura. Os Quatro Livros e os Cinco Clássicos[a] levaram o pensamento e as noções do homem para uma outra era de rebeldia, fazendo com que ele adulasse ainda mais do que antes aqueles que compilaram o Livro/Clássico de Documentos e, como resultado, exacerbasse ainda mais suas noções sobre Deus. Sem o conhecimento do homem, o rei dos diabos, sem piedade, expulsou Deus do coração do homem e então o ocupou ele mesmo com exultação triunfante. Desde aquele tempo, o homem ficou possuído por uma alma feia e perversa e pelo semblante do rei dos diabos. Um ódio por Deus preencheu o seu peito, e a maldade vingativa do rei dos diabos se espalhou pela humanidade dia após dia, até que ele fosse totalmente consumido. O homem já não tinha mais a mínima liberdade e não tinha como se libertar das amarras do rei dos diabos. Ele não teve escolha senão ser preso no mesmo momento, se render e se prostrar em submissão em sua presença. Muito tempo atrás, quando o coração e a alma do homem ainda estavam em sua infância, o rei dos diabos plantou nele a semente do tumor do ateísmo, ensinando-lhe tais falácias como “estude ciência e tecnologia, realize as Quatro Modernizações; e não existe uma coisa como Deus neste mundo”. Não só isso, ele também brada em toda oportunidade: “Vamos confiar em nosso labor diligente para construir uma bela terra natal”, pedindo a todas as pessoas que estejam preparadas desde a infância para prestar serviço fiel ao seu país. Inconscientemente, o homem foi levado para sua presença, onde ele, sem hesitar, arrogou-se todo o crédito (quer dizer o crédito pertencente a Deus por manter toda a humanidade em Suas mãos). Ele jamais teve qualquer sentimento de vergonha. Além disso, sem nenhuma vergonha, ele capturou o povo de Deus e o arrastou de volta para a sua morada, onde pulou como um rato para cima da mesa e fez com que o homem o adorasse como Deus. Que bandido! Ele proclama coisas chocantes e escandalosas, tais como: “Não existe essa coisa de Deus no mundo. O vento vem das transformações de acordo com as leis da natureza; a chuva vem quando o vapor, encontrando as temperaturas frias, se condensa em gotas que caem na terra; um terremoto é um tremor na superfície da terra devido a mudanças geológicas; a seca acontece por conta da secura na atmosfera causada por erupções nucleares na superfície do sol. Esses são fenômenos naturais. Onde, em tudo isso, há um ato de Deus?”. Há até aqueles que berram declarações como as seguintes, declarações que não deveriam ser professadas: “O homem evoluiu de macacos no passado antigo, e o mundo de hoje vem de uma sucessão de sociedades primitivas que começou há aproximadamente um éon. Se um país se desenvolve ou declina depende inteiramente das mãos de seu povo”. Em segundo plano, ele faz o homem pendurá-lo na parede ou colocá-lo na mesa para prestar-lhe homenagens e fazer-lhe ofertas. Ao mesmo tempo em que grita: “Não há Deus”, ele se coloca como Deus, empurrando, com sumária grosseria, Deus para fora das fronteiras da terra, enquanto toma o lugar de Deus e assume o papel de rei dos diabos. Tão totalmente desprovido de razão! Ele faz com que as pessoas o odeiem até o tutano. Parece que Deus e ele são inimigos jurados e que os dois não podem coexistir. Ele faz planos para expulsar Deus, enquanto ele perambula livre, fora do alcance da lei.[8] Ele é mesmo o rei dos diabos! Como sua existência pode ser tolerada? Ele não descansará até ter bagunçado a obra de Deus e a deixado toda em uma balbúrdia completa,[9] como se quisesse se opor a Deus até o amargo fim, até que ou o peixe morra ou a rede se rompa, deliberadamente colocando-se contra Deus e apertando cada vez mais de perto. Sua face hedionda já há muito completamente desmascarada, agora está ferida e esmurrada[10] e numa condição lamentável, ainda assim ele não esmorece seu ódio por Deus, como se por devorar Deus numa só bocada ele será capaz de aliviar o ódio reprimido no coração. Como podemos tolerá-lo, esse inimigo de Deus? Só a sua erradicação e absoluta exterminação levarão o nosso desejo de vida à fruição. Como ele pode ter permissão para continuar correndo desenfreado? Ele corrompeu o homem a tal ponto que o homem já não conhece mais o sol celestial e se tornou amortecido e destituído de sentimento. O homem perdeu a razão humana normal. Por que não oferecer todo o nosso ser para destruí-lo e queimá-lo a fim de eliminar todas as preocupações com o futuro e permitir que a obra de Deus alcance o quanto antes um esplendor sem precedentes? Essa gangue de salafrários veio para o mundo dos homens e o reduziu a turbulência. Eles levaram toda a humanidade à beira do precipício, planejando em segredo empurrá-la para que se despedaçassem de modo que eles possam, então, devorar seus cadáveres. Eles esperam em vão romper o plano de Deus e entrar numa disputa com Ele, apostando tudo num único rolar dos dados.[11] Mas isso não é fácil mesmo! A cruz foi preparada, afinal, para o rei dos diabos, que é culpado dos crimes mais hediondos. Deus não pertence à cruz. Ele já a jogou de lado para o diabo. Há muito tempo agora que Deus Se ergueu vitorioso e já não sente pesar pelos pecados da humanidade, mas trará a salvação para toda a humanidade.

Extraído de ‘Obra e entrada (7)’ em “A Palavra manifesta em carne”

De cima a baixo e do começo ao fim, Satanás tem interrompido a obra de Deus e agido em oposição a Ele. Toda essa discussão em torno da “herança cultural antiga”, da valorização do “conhecimento da cultura antiga”, dos “ensinamentos do taoísmo e do confucionismo”, e dos “clássicos do confucionismo e os ritos feudais” levou o homem ao inferno. A ciência e a tecnologia avançadas dos dias de hoje, bem como a indústria, a agricultura e os negócios altamente desenvolvidos, não são vistos em lugar algum. Em vez disso, tudo que elas fazem é enfatizar os ritos feudais propagados pelos “macacos” do tempos antigos para deliberadamente interromper a obra de Deus, opor-se a ela e desmantelá-la. Não somente ele continuou a afligir o homem até hoje, como deseja até engolir[12] o homem inteiro. A transmissão de ensinamentos éticos e morais do feudalismo e passar adiante o conhecimento da cultura antiga infectaram a humanidade há muito tempo, transformando-a em demônios maiores e menores. Poucos são os que receberiam Deus de bom grado, poucos os que receberiam jubilosos a Sua vinda. A face de toda a humanidade está repleta de intenção assassina, e em todo lugar, um hálito mortal impregna o ar. Ela busca expulsar Deus desta terra; com facas e espadas em punho, ela se organiza em formação de batalha para “aniquilar” a Deus. Por toda essa terra do diabo, onde se ensina constantemente ao homem que não há Deus, há ídolos espalhados, e o ar acima está impregnado com um odor nauseante de papel e incenso queimando tão denso que chega a ser sufocante. Parece com o fedor de lodo que se eleva com o retorcer da serpente venenosa, tanto que não consegue evitar o vômito. Além disso, é possível ouvir fracamente o som de demônios malignos recitando as escrituras, um som que parece vir de longe no inferno, tanto que não se consegue impedir de tremer. Por toda parte nesta terra são instalados ídolos de todas as cores do arco-íris, transformando a terra em um mundo de prazeres sensuais, enquanto o rei dos diabos continua rindo maliciosamente, como se seu plano malicioso tivesse sido bem-sucedido. Entretanto, o homem permanece completamente alheio, nem tem a menor ideia de que o diabo já o corrompeu ao ponto em que se tornou insensato e cabisbaixo pela derrota. Ele deseja, com uma única varrida, apagar tudo sobre Deus e mais uma vez profaná-Lo e assassiná-Lo; sua intenção é derrubar e perturbar Sua obra. Como ele pode permitir que Deus seja de status igual? Como ele pode tolerar que Deus “interfira” na sua obra entre os homens na terra? Como ele pode permitir que Deus desmascare sua face hedionda? Como pode permitir que Deus ponha sua obra em desordem? Como pode esse diabo, apoplético de raiva, permitir que Deus tenha controle sobre sua corte imperial na terra? Como ele pode voluntariamente se curvar diante de Seu poder superior? Seu semblante hediondo foi revelado como realmente é, de modo que não se sabe se é para rir ou chorar, e do qual é verdadeiramente difícil falar. Essa não é a sua essência? Mesmo com uma alma feia, ele ainda acredita que é incrivelmente belo. Ah, essa gangue de cúmplices em crime![13] Eles descem para o domínio mortal para entregar-se aos prazeres e causar uma comoção, incitando tanto as coisas que o mundo se torna um lugar volúvel e inconstante e o coração do homem se enche de pânico e inquietação, e eles brincaram tanto com o homem que sua aparência se tornou a de uma besta desumana do campo, supremamente feia, e que perdeu o último traço do homem santo original. Além disso, eles desejam até assumir poder soberano na terra. Impedem tanto a obra de Deus que ela mal consegue se arrastar adiante e trancam o homem tão firmemente como paredes de bronze e aço. Depois de cometer tantos pecados graves e causar tantos desastres, eles ainda esperam outra coisa que não seja castigo? Os demônios e espíritos malignos têm corrido ensandecidamente na terra há algum tempo e isolaram a vontade e o esforço meticuloso de Deus de tal maneira que são impenetráveis. Verdadeiramente, isso é um pecado mortal! Como Deus pode não Se sentir ansioso? Como Deus pode não Se sentir furioso? Eles impediram a obra de Deus e se opuseram a ela gravemente: como são rebeldes!

Extraído de ‘Obra e entrada (7)’ em “A Palavra manifesta em carne”

Vocês realmente odeiam o grande dragão vermelho? Vocês o odeiam verdadeira e sinceramente? Por que perguntei tantas vezes a vocês? Por que continuo a perguntar-lhes isso sempre de novo? Que imagem vocês têm do grande dragão vermelho em seu coração? Ela realmente foi removida? Vocês verdadeiramente não o consideram ser seu pai? Todas as pessoas devem perceber o que pretendo com as Minhas perguntas. Não é para provocar a ira das pessoas nem para incitar o homem à rebelião nem para que o homem encontre a sua própria saída, mas é para permitir que todas as pessoas se libertem do cativeiro do grande dragão vermelho. Contudo, ninguém deve estar ansioso. Tudo será efetuado pelas Minhas palavras; ninguém pode partilhar e ninguém pode fazer a obra que Eu realizarei. Eu limparei o ar de todos os países e erradicarei todo o vestígio dos demônios na terra. Eu já comecei, e darei início à primeira etapa da Minha obra de castigo no lugar da morada do grande dragão vermelho. Então pode ser visto que Meu castigo recaiu sobre o universo inteiro e que o grande dragão vermelho e toda sorte de espíritos impuros serão impotentes para escapar do Meu castigo porque Eu enxergo todos os países. Quando Minha obra na terra estiver completa, isto é, quando a era do julgamento tiver chegado ao fim, castigarei formalmente o grande dragão vermelho. Meu povo certamente verá o justo castigo que aplicarei ao grande dragão vermelho, certamente derramará seu louvor por causa da Minha justiça e certamente exaltará para sempre Meu santo nome por causa da Minha justiça. Portanto, vocês cumprirão formalmente seu dever e Me louvarão formalmente por todas as terras, para todo o sempre!

Quando a era do julgamento chegar ao seu auge, não Me apressarei para concluir Minha obra, mas integrarei nela a evidência da era do castigo e permitirei que essa evidência seja vista por todo o Meu povo; disso brotará um fruto maior. Essa evidência é o meio com o qual Eu castigo o grande dragão vermelho e levarei Meu povo a contemplá-lo com os próprios olhos, de modo que conhecerão mais do Meu caráter. A época em que Meu povo Me desfrutará será quando o grande dragão vermelho for castigado. Fazer com que o povo do grande dragão vermelho levante-se e se revolte contra isso é o Meu plano e isso é o método pelo qual Eu aperfeiçoo Meu povo; isso é uma ótima oportunidade para todo Meu povo crescer na vida.

Extraído de ‘Capítulo 28’ das Palavras de Deus para todo o universo em “A Palavra manifesta em carne”

Para dar testemunho de Deus e envergonhar o grande dragão vermelho, a pessoa deve ter um princípio e satisfazer uma condição: deve-se amar a Deus no coração e entrar em Suas palavras. Se você não entrar nas palavras de Deus, você não terá como envergonhar Satanás. Por meio do crescimento da sua vida, você repudia o grande dragão vermelho e inflige a ele a mais absoluta humilhação; só isso é verdadeiramente envergonhar o grande dragão vermelho. Quanto mais disposto você estiver a pôr as palavras de Deus em prática, maior a prova de seu amor a Deus e a sua abominação ao grande dragão vermelho; quanto maior for sua obediência às palavras de Deus, maior a prova de seu anseio pela verdade. Aqueles que não anseiam pelas palavras de Deus são pessoas sem vida. Tais pessoas são aquelas que estão fora das palavras de Deus e que pertencem à religião. As pessoas que acreditam verdadeiramente em Deus têm um conhecimento mais profundo das palavras de Deus por meio de comer e beber Suas palavras. Se você não anseia pelas palavras de Deus, então você não pode comê-las e bebê-las de verdade, e sem ter conhecimento das palavras de Deus, você não tem meios de testemunhar de Deus nem de satisfazer a Deus.

Extraído de ‘Somente aqueles que conhecem a obra de Deus hoje podem servir a Deus’ em “A Palavra manifesta em carne”

Hoje, você pode buscar ser aperfeiçoado ou buscar mudanças em sua humanidade externa e melhorias em seu calibre, mas da maior importância é que você possa entender que tudo que Deus faz hoje tem significado e é benéfico: permite que você, que nasceu numa terra de imundície, escape da imundície e a sacuda, permite que você vença a influência de Satanás e deixe para trás a sombria influência de Satanás. Ao concentrar-se nessas coisas, você está protegido nesta terra de imundícies. Por fim, que testemunho você será solicitado a dar? Você nasceu numa terra de imundície, mas é capaz de se tornar santo, nunca mais ser maculado por imundície, viver sob o império de Satanás, mas desvestir-se da influência de Satanás, não ser possuído nem assediado por Satanás e viver nas mãos do Todo-Poderoso. Esse é o testemunho e a prova da vitória na batalha contra Satanás. Você é capaz de abandonar Satanás, você não revela mais caracteres satânicos no que vive, mas, em vez disso, vive o que Deus exigiu que o homem alcançasse quando Ele o criou: humanidade normal, racionalidade normal, percepção normal, determinação normal de amar a Deus, lealdade a Deus. Esse é o testemunho dado por uma criatura de Deus. Você diz: “Nascemos numa terra de imundície, mas por causa da proteção de Deus, por causa de Sua liderança e porque Ele nos conquistou, nós nos livramos da influência de Satanás. Que hoje possamos obedecer é, também, o efeito de ser conquistado por Deus, e não é por sermos bons ou porque naturalmente amamos a Deus. É porque Deus nos escolheu e predestinou, que hoje fomos conquistados e somos capazes de dar testemunho Dele e servi-Lo; assim, também, é porque Ele nos escolheu e nos protegeu que fomos salvos e libertados do império de Satanás e podemos deixar a imundície para trás e ser purificados na nação do grande dragão vermelho”. Além disso, o que você vive externamente mostrará que você possui humanidade normal, que há sentido no que você diz, e você vive a semelhança de uma pessoa normal. Quando os outros o veem, você não deveria fazer com que eles dissessem: “Não é essa a imagem do grande dragão vermelho?”. A conduta das irmãs não é condizente com a de uma irmã; a conduta dos irmãos não é condizente com a de um irmão, e você não tem nada do decoro dos santos. Então as pessoas diriam: “Não surpreende que Deus tenha dito que eles são os descendentes de Moabe. Ele estava totalmente certo!”. Se as pessoas olham para vocês e dizem: “Embora Deus tenha dito que vocês são os descendentes de Moabe, o que vocês vivem provou que deixaram para trás a influência de Satanás; embora essas coisas ainda existam dentro de vocês, vocês são capazes de lhes dar as costas, isso mostra que vocês foram completamente conquistados”. Vocês que foram conquistados e salvos dirão: “É verdade que somos os descendentes de Moabe, mas fomos salvos por Deus e, embora os descendentes de Moabe, no passado, fossem abandonados, e amaldiçoados, e exilados entre os gentios pelo povo de Israel, hoje Deus nos salvou. É verdade que somos os mais corruptos de todas as pessoas — isso foi decretado por Deus, é um fato e é inegável por todos. Mas hoje escapamos dessa influência. Detestamos nosso ancestral, estamos dispostos a dar as costas a nosso ancestral, a abandoná-lo totalmente e obedecer a todos os arranjos de Deus, agindo de acordo com a vontade de Deus, cumprindo as exigências que Ele nos faz e alcançando a satisfação de Sua vontade. Moabe traiu a Deus, ele não agiu de acordo com a vontade de Deus e foi odiado por Ele. Mas devemos cuidar do coração de Deus e hoje, como entendemos a vontade de Deus, não podemos traí-Lo e devemos renunciar ao nosso velho ancestral”. Anteriormente, falei de renunciar ao grande dragão vermelho — e hoje, isso é principalmente a renúncia do velho ancestral das pessoas. Esse é um testemunho da conquista das pessoas e, independentemente de como você entre hoje, seu testemunho nessa área não deve carecer de nada.

Extraído de ‘A verdade interna da obra de conquista (2)’ em “A Palavra manifesta em carne”

Que Deus nos ilumine, para que todos possamos conhecer Sua amabilidade, amar o nosso Deus do fundo do coração e expressar o amor que todos nós temos por Ele em nossas diferentes posições; que Deus nos conceda corações inabaláveis de amor sincero por Ele — é o que Eu espero. Tendo dito isso, sinto um pouco de simpatia por Meus irmãos e irmãs que também nasceram nesta terra de imundície, por isso cresceu em Mim um ódio pelo grande dragão vermelho. Ele impede nosso amor por Deus e atrai nossa ganância por nossas perspectivas futuras. Tenta-nos a sermos negativos, a resistirmos a Deus. Tem sido o grande dragão vermelho que nos enganou, nos corrompeu e nos devastou até agora, a ponto de sermos incapazes de retribuir de coração o amor de Deus. Nós temos o impulso no coração, mas, a despeito do nosso querer, somos impotentes. Todos nós somos suas vítimas. Por essa razão, Eu o odeio do fundo do coração e mal posso esperar para destruí-lo. Quando, porém, volto a pensar nisso, é inútil e só causa problemas a Deus, razão pela qual volto para estas palavras — concentro Meu coração em fazer a Sua vontade — amar a Deus. Essa é a senda que estou tomando — é a senda que Eu, uma de Suas criações, devo seguir. É como Eu devo passar a Minha vida. Estas são palavras do Meu coração, e Eu espero que Meus irmãos e irmãs recebam algum encorajamento depois de lerem estas palavras, para que Meu coração possa ter alguma paz. Pois Meu objetivo é fazer a vontade de Deus e, assim, viver uma vida luminosa e resplandecente de significado. Com isso, poderei morrer sem remorsos, com um coração cheio de satisfação e conforto. Você gostaria de fazer isso? Você é alguém com esse tipo de determinação?

Extraído de ‘A senda… (2)’ em “A Palavra manifesta em carne”

Notas de rodapé:

1. “Líder de todo o mal” se refere ao velho diabo. Essa frase expressa aversão extrema.

2. “Fazendo acusações infundadas” se refere aos métodos por meio dos quais o diabo prejudica as pessoas.

3. “Fortemente vigiada” indica que os métodos que o diabo usa para afligir as pessoas são particularmente perversos e controlam tanto as pessoas que elas não têm espaço para se mover.

4. “Favorecidas” é uma palavra usada para ridicularizar as pessoas que parecem inertes e não têm autoconsciência.

5. “Sofre percalço após percalço” indica que as pessoas nasceram na terra do grande dragão vermelho e são incapazes de manter a cabeça erguida.

6. “Oferecer toda a sua vida” é usado com sentido derrogatório.

7. “Não biodegradáveis” é usado como sátira aqui, significando que as pessoas são rígidas em seu conhecimento, cultura e aparência espiritual.

8. “Ele perambula livre, fora do alcance da lei” indica que o diabo fica furioso e fora de controle.

9. “Uma balbúrdia completa” refere-se a como o comportamento violento do diabo é insuportável de ver.

10. “Ferida e esmurrada” refere-se à cara feia do rei dos diabos.

11. “Apostando tudo num único rolar dos dados” significa colocar todo o dinheiro que se tem em uma única aposta esperando sair ganhando. Isso é uma metáfora para as tramas nefastas e sinistras do diabo. A expressão é usada de forma jocosa.

12. “Engolir” refere-se ao comportamento cruel do rei dos diabos, que arrebata as pessoas por inteiro.

13. Os “cúmplices em crime” são da mesma laia do “bando de criminosos”.

a. “Os Quatro Livros e os Cinco Clássicos” são os livros oficiais do confucionismo na China.

Anterior: 32. Os princípios para superar as tentações de Satanás

Próximo: 34. Os princípios para livrar-se da influência de Satanás

Quando o desastre vem, como nós cristãos devemos lidar com ele? Convidamos você a participar da nossa reunião online, onde podemos explorar juntos e encontrar o caminho.

Configurações

  • Texto
  • Temas

Cores sólidas

Temas

Fonte

Tamanho da fonte

Espaçamento entre linhas

Espaçamento entre linhas

Largura da página

Sumário

Busca

  • Pesquise neste texto
  • Pesquise neste livro