87. Os princípios da cooperação com o a obra dos líderes

(1) Desde que os líderes ou obreiros possam obrar de acordo com os arranjos da obra do Alto e usar a verdade para resolver problemas, eles devem ser aceitos e obedecidos;

(2) Quando líderes ou obreiros encontram dificuldades no curso de sua obra, o povo escolhido de Deus deve dar-lhes ajuda e apoio, bem como salvaguardar a obra da casa de Deus com uma só mente e um só espírito;

(3) É preciso ser capaz de identificar quando um líder ou obreiro está violando os acordos da obra e, em vez disso, trabalhando como deseja. Não lhes obedeçam cegamente, mas mudem seu curso com comunhão amorosa;

(4) Se um líder ou obreiro for falsamente acusado e atacado por pessoas más, será preciso se levantar e expor essas pessoas, salvaguardar a obra da casa de Deus e proteger o líder ou obreiro.

Trechos de sermão e comunhão para referência:

Todos os líderes e colaboradores na casa de Deus foram selecionados de dentro da igreja. Eles assumiram o fardo de liderar e regar a igreja e o trabalho de espalhar o evangelho. O dever que cumprem na casa de Deus serve também para realizar aquilo que Deus lhes confiou, para que a vontade de Deus possa ser realizada. Todos devem apoiar e cooperar com eles em seu trabalho. Caso se descubra que eles têm alguma deficiência ou que se desviaram em seu trabalho, pode-se comungar com eles e ajudá-los ou então podá-los e lidar com eles; de forma alguma se deve adotar uma atitude hostil em relação a eles. No entanto, existem algumas pessoas que não conseguem tratar líderes e colaboradores apropriadamente. Encontram erros neles e até os menosprezam, falam de maneira pungente, os excluem e atacam. Essa é a revelação de seu caráter arrogante. Existem algumas pessoas que até usam rejeição e hostilidade em sua abordagem a líderes e colaboradores. Essas táticas interrompem a obra de Deus, e esses são os comportamentos de resistir e trair a Deus. Isso é puramente praticar o mal. Todo o povo escolhido de Deus deve ter discernimento em relação às práticas desse tipo de pessoa; é terrivelmente arrogante. Ao cumprir seu dever, é inevitável que líderes e colaboradores revelem alguma adulteração ou algo de um caráter corrupto. Isso é uma coisa perfeitamente normal. Contanto que seu trabalho seja vantajoso para o trabalho da igreja, contanto que seja benéfico e edificante para outros irmãos e irmãs, qualquer um que tem uma consciência e razão deve apoiá-los e cooperar com eles. Se líderes e colaboradores fazem coisas que não beneficiam o trabalho da casa de Deus ou não estão alinhadas com a verdade, devemos comungar sobre a verdade com eles, para que eles possam abandonar tal prática. Isso é defender a obra de Deus e é ser amoroso e útil para eles. Essa é a atitude que se deve ter em relação a líderes e colaboradores. De um lado, fornecemos apoio e cooperação e, de outro, podemos resolver problemas comungando sobre a verdade. No total, isso é benéfico, e somente esse tipo de prática está alinhado com a vontade de Deus. Todas as pessoas devem ter uma atitude correta em relação a líderes e colaboradores e se concentrar em considerar a vontade de Deus e em defender a Sua obra. Quaisquer atitudes ou pontos de vista incorretos anteriores devem ser remediados e retificados imediatamente; a obra de Deus não deve ser interrompida, e Seus sentimentos não devem ser feridos. Esse é um princípio que todo o povo escolhido de Deus deve colocar em prática.

Extraído da comunhão do alto

Com base em que o povo escolhido de Deus discerne e lida com os líderes e obreiros de todos os níveis da igreja? Essa pergunta, na realidade, é muito fácil de entender. Se o que fazem é benéfico para a entrada na vida do povo escolhido de Deus, se consegue supri-lo, consegue usar a verdade para resolver os problemas da vida real da entrada na vida do povo escolhido de Deus e consegue conduzi-lo a entrar a trilha certa da crença Nele, então, esse líder ou trabalhador é aprovado por Deus e reconhecido por Ele como alguém que verdadeiramente O serve. Tais líderes e obreiros por certo têm a obra do Espírito Santo, motivo pelo qual o povo escolhido de Deus precisa apoiá-los, aceitá-los e cooperar com eles. Os falsos líderes e obreiros não têm a obra do Espírito Santo. Isto é, eles não provêm coisa alguma para a entrada na vida do povo escolhido de Deus, não conseguem conduzi-lo para compreender a verdade e entrada na realidade e continuam perturbando-o e interrompendo-o na busca pela verdade e entrada na realidade, enganando-o para que o sigam e lhe obedeçam, e oprimem e prejudicam o povo escolhido de Deus sem se importar com a vida ou morte dele. Tais pessoas são todos falsos líderes e falsos obreiros. Deus despreza e odeia esses falsos líderes e obreiros, razão por que não têm a obra do Espírito Santo. Isso comprova completamente que Deus não os reconhece como pessoas que Lhe servem. Deus não reconhece esses malfeitores, logo, o Seu povo escolhido deve rejeitá-los, abominá-los expô-los e retirá-los de seu posto. Fazer isso se conforma inteiramente à vontade de Deus. Discernir e lidar com os falsos líderes, falsos obreiros e anticristos dessa maneira conforma-se por completo com a verdade e está totalmente correto.

Extraído de “Arranjos de trabalho”

Líderes e colaboradores em todos os níveis na igreja são responsáveis por regar e prover para o povo escolhido de Deus e por guiá-lo para a verdade-realidade. Se as ações de líderes e colaboradores estiverem de acordo com a verdade-princípio e forem benéficas para o trabalho da casa de Deus, então o povo escolhido de Deus deverá defender, apoiar e cooperar com eles – somente isso está de acordo com a vontade de Deus. Se, pelo fato de alguém ter um preconceito privado, ele teimosamente rotular outra pessoa como falso líder ou falso colaborador por causa de uma única transgressão ou uma única revelação de corrupção ou falar em descordo com os fatos, fizer acusações sem fundamento, tentar incriminar a outra pessoa e a fazer sofrer arbitrariamente, ele não é uma pessoa perversa que pertence a Satanás e aos diabos? Aqueles que entendem a verdade devem falar de acordo com os fatos e devem, sobretudo, basear sua perspectiva na verdade e nas palavras de Deus. Se, por causa de um preconceito pessoal, alguém atacar um líder ou colaborador que insiste em agir de acordo com a verdade-princípio e possui um senso de justiça, então tal pessoa é uma pessoa perversa que interrompe o trabalho da casa de Deus, e o povo escolhido de Deus deve imediatamente assumir uma postura para impedi-lo e deve proteger o líder ou colaborador. Somente isso é ficar do lado de Deus e defender a obra de Deus. Banir falsos líderes e colaboradores está totalmente alinhado com a vontade de Deus; proteger bem os líderes e colaboradores que estão alinhados com a vontade de Deus e impedir que eles sejam sujeitos às armadilhas de forças satânicas está ainda mais alinhado com a vontade de Deus. Ao mesmo tempo em que se bane falsos líderes e colaboradores, nenhuma injustiça deve ser cometida contra uma pessoa boa, e uma pessoa maligna não deve ser poupada. Essa é a maneira de executar corretamente as coisas de acordo com a verdade-princípio. Somente isso é realmente defender a obra de Deus, e esse tipo de prática é benéfico para o povo escolhido de Deus. Um bom líder, um bom colaborador, amará e protegerá o povo escolhido de Deus. Assim, o povo escolhido de Deus também deve amar e proteger bons líderes e colaboradores. Esse é o dever obrigatório do povo escolhido de Deus.

Extraído de “Arranjos de trabalho”

Irmãos e irmãs que buscam a verdade devem concordar com líderes e colaboradores na propagação do evangelho do reino de Deus, para que mais pessoas que realmente acreditam em Deus possam vir para diante Dele e aceitar a Sua obra. Se alguém é incapaz de fazer isso, isso significa que sua estatura é pobre demais e que é incapaz de fazer trabalho. Não examine se uma pessoa é perfeita ou não, quais fraquezas ela tem ou que tipo de corrupção ela revela. Contanto que ela seja alguém que busca a verdade e defende a obra de Deus, ela é alguém que está do lado de Deus, alguém que serve a Deus com devoção. Você deve concordar com tal pessoa, trabalhando e servindo ao lado dela. As pessoas devem compensar as deficiências uma das outras e, comungando sobre a verdade, ajudar umas às outras a entrar na realidade e, aos poucos, se livrar de seus caracteres corruptos. Estar de acordo é fundamental! Com um objetivo e uma direção unificados e chegando a um acordo juntos a fim de completar a comissão de Deus, o testemunho da igreja se tornará proeminente. Não importa que tipo de forças satânicas inimigas possam existir, quando elas veem um punhado de pessoas na igreja que concordarem dessa forma, que são devotas a Deus e dão testemunho, elas serão totalmente humilhadas. Se alguém vê na igreja pessoas que concordam umas com as outros e sempre deseja perturbar e separá-las e se tornar a pessoa principal, que tipo de pessoa ela é? É lacaio de Satanás, um subalterno do grande dragão vermelho, cúmplice de Satanás. Uma pessoa verdadeiramente sensata ficará do lado daqueles que buscam a verdade, que se unem como uma única pessoa e juntam seus esforços. Não importa como alguém tenha tratado tais pessoas sensatas no passado, quaisquer que sejam as queixas pessoais que tenham ou quaisquer que sejam os equívocos que possam existir, elas abandonarão seus preconceitos e executarão a comissão de Deus de um só coração e de uma só mente e serão totalmente devotas a Ele. Esse tipo de pessoa é aquele que considera Sua vontade e que é obediente à Sua obra. Se uma pessoa tem esse tipo de determinação e é capaz de praticar dessa forma, isso mostra que ela possui consciência, razão e humanidade. Portanto, quando existem alguns irmãos e irmãs e líderes e colaboradores numa igreja que são de um só coração e de uma só mente e que estão unidos como um, isso mostra que esses irmãos e irmãs possuem a verdade, que têm estatura e que começaram a entrar na realidade. E quando alguém começa a causar perturbações, o que as pessoas devem fazer? Primeiro, devem enxergar os esquemas astutos de Satanás e então podar e lidar com a pessoa perversa, expor e repreendê-la e ver se ela tem ou não algum desejo de se arrepender. Se ela não se arrepender e não mostrar sinais de obediência, independentemente de como se comunga com ela sobre a verdade, então ela deve ser eliminada e rejeitada.

Extraído de “Sermões e comunhão sobre a entrada na vida”

Anterior: 86. Os princípios de como tratar as ofertas para Deus

Próximo: 88. Os princípios de servir a Deus

Quando o desastre vem, como nós cristãos devemos lidar com ele? Convidamos você a participar da nossa reunião online, onde podemos explorar juntos e encontrar o caminho.

Configurações

  • Texto
  • Temas

Cores sólidas

Temas

Fonte

Tamanho da fonte

Espaçamento entre linhas

Espaçamento entre linhas

Largura da página

Sumário

Busca

  • Pesquise neste texto
  • Pesquise neste livro