3. Os princípios para contemplar as palavras de Deus

(1) Ao ler as palavras de Deus, não se concentre meramente em compreender seu significado literal. Deve-se buscar compreender a vontade de Deus e Suas exigências ao homem em Suas palavras;

(2) As palavras de Deus devem ser lidas no contexto dos estados humanos e dos problemas próprios de cada qual, pois as palavras de Deus se dirigem precisamente à corrupção e às deficiências do homem;

(3) É necessário permanecer firme na posição do homem e contemplar as palavras de Deus a partir de uma mentalidade de submissão absoluta ao Criador. Só assim se pode obter a iluminação de Deus;

(4) É necessário acreditar que as palavras de Deus são a verdade e ver claramente que a maior deficiência do homem, em essência, é que ele não possui a verdade. Só assim se pode buscar e aceitar a verdade.

Palavras de Deus relevantes:

O que é a palavra de Deus? É a realidade de todas as coisas positivas; ela é a verdade, o caminho e a vida que Deus concede ao homem. As palavras de Deus não são doutrinas, lemas ou argumentos, tampouco são algum tipo de filosofia e conhecimento. Ao contrário, elas têm a ver com a vida e a existência do homem, com seu comportamento e caráter, com tudo que o homem revela e com as ideias e opiniões que são concebidas no coração do homem e que existem em sua mente. Se sua contemplação das palavras de Deus estiver livre dessas coisas e se você estiver livre delas quando ler Suas palavras e ouvir sermões e comunicações, então aquilo que você entende será superficial e limitado. Vocês devem aprender a como contemplar as palavras de Deus. Isso é crucial. Existem muitas maneiras de contemplar as palavras de Deus: você pode lê-las em silêncio e orar em seu coração, buscando iluminação e esclarecimento do Espírito Santo; você pode também comunicar e fazer leitura-oração na companhia daqueles que buscam a verdade; e, é claro, você pode integrar comunicações e sermões em sua contemplação para aprofundar seu entendimento e sua compreensão das palavras de Deus. As maneiras são muitas e variadas. Em suma, se, ao ler as palavras de Deus, deseja-se alcançar uma compreensão delas, então é crucial contemplar as palavras de Deus e fazer uma leitura-oração delas. O propósito de fazer uma leitura-oração das palavras de Deus não é poder recitá-las, tampouco é memorizá-las; ao contrário, é ganhar um entendimento correto dessas palavras após fazer uma leitura-oração e contemplá-las e é conhecer o significado dessas palavras ditas por Deus e também a Sua intenção. É encontrar nelas a senda na qual se deveria praticar e evitar voltar-se para o seu próprio caminho. Além disso, é ser capaz de discernir entre todos os diversos tipos de estados e tipos de pessoas revelados nas palavras de Deus, ser capaz de encontrar a senda correta de prática para tratar cada tipo de pessoa. Ao mesmo tempo, é para evitar desviar-se e colocar o pé na senda que Deus abomina. Só quando você aprender a fazer uma leitura-oração e a contemplar as palavras de Deus e o fizer com frequência, as palavras de Deus podem criar raízes em seu coração e se tornar sua vida.

Extraído de ‘Para líderes e obreiros, escolher uma senda é de extrema importância (11)’ em “Registros das falas de Cristo”

Se deseja cumprir bem o seu dever, você deve primeiro entender a verdade e se esforçar mais para buscar a verdade. Uma parte crucial de buscar a verdade é aprender a ponderar as palavras de Deus. O propósito de ponderar as palavras de Deus é entender o sentido verdadeiro por trás dessas palavras: por meio da busca, você virá a conhecer o significado das declarações de Deus, o que Ele exige e qual é a Sua vontade nessas palavras — é isso que significa entender a realidade da verdade. Uma vez que entender a realidade da verdade, você será capaz de entender os princípios de prática e, assim, também alcançará entrada na verdade-realidade. Dessa forma e sem estar ciente disso, você será esclarecido em assuntos que você não entendia antes, ganhará novas percepções e, aos poucos, elas se tornarão sua realidade.

Extraído de ‘A senda vem de ponderar com frequência sobre a verdade’ em “Registros das falas de Cristo”

Se deseja buscar a verdade, se deseja entender e ganhar a verdade, você deve aprender a se aquietar diante de Deus, a ponderar sobre a verdade e sobre as palavras de Deus. Existem formalidades a serem seguidas a fim de ponderar sobre a verdade? Existe alguma regra? Existe algum limite de tempo? Você deve fazê-lo em determinado lugar? Não — as palavras de Deus podem ser ponderadas a qualquer hora e em qualquer lugar. Se você gastasse menos tempo com seus pensamentos vazios e voos de imaginação e o usasse para ponderar sobre a verdade, quanto tempo por dia não seria desperdiçado como resultado disso? O que as pessoas fazem quando desperdiçam tempo? Passam o dia inteiro conversando e fofocando, fazendo apenas o que as interessa, envolvendo-se apenas em frivolidades, pensando apenas nas coisas inúteis de tempos passados e imaginando o que seu futuro trará, onde será o reino futuro, onde fica o inferno — essas não são frivolidades? Se esse tempo for gasto com coisas positivas — se você se aquietar diante de Deus, gastar mais tempo ponderando sobre as palavras de Deus e comunicando a verdade, refletir sobre cada uma de suas ações e as apresentar a Deus, para que Ele as escrutinize, e depois vir se há alguma questão importante que deixou de perceber ou identificar, analisando especialmente aquelas áreas críticas em que você mais se revolta contra Deus e buscando as palavras correspondentes de Deus para resolvê-las — você entrará gradualmente na verdade-realidade.

O que envolve ponderar sobre as palavras de Deus? Envolve analisar os tais termos espirituais e doutrinas que você professa com tanta frequência e os princípios espirituais de prática que frequentemente você acredita serem corretos, e ler-orar: “Tenho clareza sobre a teoria dessas frases e terminologia espirituais, tenho um bom entendimento de seu significado literal, mas e quanto à sua realidade? Como devo pô-las em prática?”. É assim que se pondera sobre as palavras de Deus; comece com esse aspecto. Se, quando acreditam em Deus, as pessoas não souberem como ponderar sobre Suas palavras, elas terão muita dificuldade de entrar e entender a verdade. Se são incapazes de realmente entender a verdade, as pessoas são capazes de entrar na verdade-realidade? Se são incapazes de entrar na verdade-realidade, elas podem ganhar a verdade? Se não podem ganhar a verdade e não podem entrar na verdade-realidade, elas podem satisfazer a vontade de Deus? Isso seria muito difícil. Tome, por exemplo, as palavras “temer a Deus e evitar o mal”, repetidas com tanta frequência: você deve contemplar essas palavras e dizer a si mesmo: “O que é temer a Deus? Se eu digo algo errado, isso é temer a Deus ou não? Falar assim é fazer o mal ou o bem? Isso é lembrado por Deus? É condenado por Deus? Quais coisas são más? Minhas próprias ideias, motivações, pensamentos, opiniões, o ímpeto e as origens por trás das coisas que eu digo e faço, os diversos caracteres que revelo — eles são considerados maus? Quais deles são aprovados por Deus? Em quais questões existe uma alta probabilidade de eu cometer um erro grave?”. Tudo isso merece ser considerado. Vocês ponderam sobre a verdade com regularidade? Quanto tempo desperdiçaram? A quantas questões referentes à verdade, à fé em Deus, à entrada na vida, a temer a Deus e evitar o mal você já dedicou seus pensamentos? Quando sua ponderação das palavras de Deus ou de questões referentes à fé em Deus e à verdade produzir frutos, vocês terão alcançado entrada na vida. Vocês ainda não sabem como ponderar essas coisas hoje e não alcançaram entrada na vida. Quando alguém alcançou entrada na vida e é capaz de ponderar sobre as palavras de Deus e contemplar questões, ele começou a entrar na verdade-realidade.

Extraído de ‘A senda vem de ponderar com frequência sobre a verdade’ em “Registros das falas de Cristo”

Qualquer que seja o aspecto da realidade da verdade que tenha ouvido, se você se comparar a ele, se você implementar essas palavras na própria vida e as incorporar em sua prática, então você definitivamente ganhará algo e estará fadado a mudar. Se simplesmente encher sua barriga com essas palavras e memorizá-las em sua mente, então você nunca mudará. Enquanto ouve os sermões, você deve ponderar o seguinte: “A que tipo de estado essas palavras se referem? A que aspecto da essência elas se referem? A que assuntos devo aplicar esse aspecto da verdade? Sempre que eu faço algo relacionado a esse aspecto da verdade, estou agindo de acordo com ele? E quando estou colocando isso em prática, meu estado está de acordo com essas palavras? Se não, devo buscar comunhão ou esperar?” Vocês praticam dessa maneira em sua vida? Se não o fazem, então suas vidas estão sem Deus e sem a verdade. Vocês vivem de acordo com letras e doutrinas ou de acordo com seus próprios interesses, confiança e entusiasmo. Aqueles que não possuem a verdade como realidade são os que não têm realidade, e as pessoas que não têm as palavras de Deus como realidade são as que não entraram em Suas palavras.

Extraído de ‘A prática mais fundamental de ser uma pessoa honesta’ em “Registros das falas de Cristo”

Chegar a um entendimento genuíno do significado verdadeiro das palavras de Deus não é uma questão simples. Não pense deste jeito: “Eu consigo interpretar o significado literal das palavras de Deus, e todos dizem que minha interpretação é boa e me dão um sinal de aprovação, então isso significa que entendo as palavras de Deus”. Isso não é o mesmo que entender as palavras de Deus. Se você ganhou alguma luz nas declarações de Deus e teve uma sensação do significado verdadeiro de Suas palavras, e se você puder expressar a intenção por trás de Suas palavras e que efeito elas alcançarão no fim, então, uma vez que você tenha um entendimento claro de todas essas coisas, você pode ser considerado como tendo algum nível de entendimento das palavras de Deus. Assim, entender as palavras de Deus não é tão simples assim. Só porque você pode dar uma explicação floreada do significado literal das palavras de Deus, isso não significa que você as entende. Não importa o quanto você possa explicar seu significado literal, sua explicação ainda se baseia em imaginação e no modo de pensar humanos. É inútil! Como você pode entender as palavras de Deus? A chave é buscar a verdade a partir de dentro delas; somente dessa maneira você pode entender verdadeiramente o que Ele diz. Sempre que Deus fala, Ele certamente não fala meras generalidades. Cada sentença que Ele profere contém detalhes que certamente serão revelados mais adiante nas palavras de Deus, e eles podem ser expressados diferentemente. O homem não pode sondar as maneiras pelas quais Deus expressa a verdade. As declarações de Deus são muito profundas e não podem ser sondadas pela maneira de pensar humana. As pessoas podem descobrir o sentido inteiro de cada aspecto da verdade, contanto que façam um esforço; se você fizer isso, então, ao experimentá-las, os detalhes remanescentes serão preenchidos completamente enquanto o Espírito Santo esclarecer você, dando-lhe assim um entendimento desses estados concretos.

Extraído de ‘Como conhecer a natureza do homem’ em “Registros das falas de Cristo”

Em comparação, a humanidade de Pedro era quase a mesma que a dos demais apóstolos e de seus irmãos e irmãs, mas ele se destacou em sua busca fervorosa da verdade; ele ponderou com seriedade tudo que Jesus disse. Jesus perguntou: “Simão Barjonas, você me ama?” Pedro respondeu honestamente: “Eu amo só o Pai que está no Céu, mas não amei o Senhor na terra”. Mais tarde, ele entendeu, pensando: “Isso não está certo; o Deus na terra é o Deus no Céu. Ele não é o mesmo Deus tanto no Céu quanto na terra? Se eu amar apenas o Deus no Céu, então meu amor não é real. Eu devo amar o Deus na terra, pois só assim meu amor será real”. Assim, Pedro veio a entender o significado verdadeiro daquilo que Jesus havia dito, ponderando Suas palavras. Para amar a Deus e para que esse amor seja real, é preciso amar o Deus encarnado na terra. Amar um Deus vago e invisível não é realista nem prático, enquanto amar o Deus real e visível é a verdade. A partir das palavras de Jesus, Pedro ganhou a verdade e um entendimento da vontade de Deus. Claramente, a crença de Pedro em Deus só tinha se concentrado na busca da verdade; no fim, ele acabou alcançando um amor ao Deus prático, ao Deus na terra. Pedro foi especialmente sincero em sua busca da verdade. A cada vez que Jesus o aconselhava, ele ponderava sobre as palavras de Jesus com seriedade. Talvez ele tenha ponderado por meses, um ano ou até anos antes de o Espírito Santo esclarecê-lo e ele entender o sentido das palavras de Deus; desse modo, Pedro entrou na verdade e, depois, seu caráter de vida foi transformado e renovado. Se uma pessoa não buscar a verdade, ela jamais a entenderá. Você pode recitar dez mil vezes as letras e doutrinas, mas elas continuarão sendo apenas letras e doutrinas. Algumas pessoas dizem apenas: “Cristo é a verdade, o caminho e a vida”. Mesmo que repita isso dez mil vezes, continuará sendo inútil; você não tem entendimento de seu sentido. Por que se diz que Cristo é a verdade, o caminho e a vida? Você consegue articular o conhecimento que você ganhou sobre essa experiência? Você entrou na realidade da verdade, do caminho e da vida? Deus professou Suas palavras para que vocês possam experimentá-las e ganhar conhecimento; meramente recitar letras e doutrinas é inútil. Você só pode conhecer a si mesmo após ter entendido e entrado nas palavras de Deus. Se você não entender as palavras de Deus, você não poderá conhecer a si mesmo. Você só consegue discernir quando tem a verdade; sem a verdade, você não pode discernir. Você só pode entender um assunto plenamente quando você tem verdade; sem a verdade, você não pode entender um assunto. Você só pode conhecer a si mesmo quando tem a verdade; sem a verdade, você não pode conhecer a si mesmo. Seu caráter só pode mudar quando você tem a verdade; sem a verdade, seu caráter não pode mudar. Somente depois de ter a verdade é que você pode servir de acordo com a vontade de Deus; sem a verdade, você não pode servir de acordo com a vontade de Deus. Somente depois de ter a verdade, você pode adorar a Deus; sem a verdade, sua adoração não será nada além da execução de ritos religiosos. Todas essas coisas dependem de ganhar a verdade a partir das palavras de Deus.

Extraído de ‘Como conhecer a natureza do homem’ em “Registros das falas de Cristo”

Se as pessoas não investirem esforço na verdade, mais cedo ou mais tarde, elas cairão e terão dificuldades de permanecer firmes. Pois quando provações lhes sobrevêm, a solução não estará em algumas letras e doutrinas. Letras e doutrinas não podem resolver problemas reais! Você deve ter um entendimento claro de cada verdade, ponderando-a regularmente, para que você a entende em seu coração e a conheça como a palma da sua mão; somente então você saberá o que fazer quando algo acontece com você. Mas você pode ganhar essas verdades se você não refletir sobre elas? Se você não ponderá-las, então não importa quantas você ouça ou o quanto você possa dizer sobre elas, você jamais passará de seu sentido literal. Muitas vezes, esses sentidos literais lhe darão a ilusão de que sua fé em Deus já produziu fruto e que sua estatura é muito grande, porque você tem paixão e energia — mas assim que algo acontecer com você, você descobrirá que esses sentidos literais não podem garantir que você passe tranquilamente por cada provação ou teste. Muitas vezes, as pessoas ficam confusas quando algo acontece com elas e pensam: “O que devo fazer em relação a isso? Devo me apressar e buscar as palavras de Deus e identificar os vários princípios. Qual aspecto da verdade corresponde a isso?” Em momentos assim você perceberá que você se equipou com um número insuficiente de verdades, que você entende poucas das verdades-realidade. Muitas vezes, as pessoas só descobrem isso quando estão passando por necessidades. Quando não estão, sempre pensam que já se equiparam com muitas verdades, que estão transbordando de verdade. Elas transbordam de quê? De letras e doutrinas, de superficialidades. Estão erradas quando pensam que transbordam de verdade; quando sente que está transbordando de verdade, você está em perigo. Mas quando sente que é você é nada, que há muito que você não entende, você será capaz de contemplar como entrar. Se você sempre pensa que já possui a verdade, que você transborda dela, que você tem o suficiente, que você conhece a si mesmo e ama a Deus e pode fazer tudo por Deus, então isso é um sinal de perigo. Quanto mais você achar isso, mais isso prova que você não entende nada, que você carece de qualquer verdade-realidade. Reflita com cuidado sobre isso. Aprenda a ponderar a verdade; essa é uma parte muito importante da vida de pessoas que acreditam em Deus.

Extraído de ‘A senda vem de ponderar com frequência sobre a verdade’ em “Registros das falas de Cristo”

Anterior: 2. Os princípios para comer e beber das palavras de Deus

Próximo: 4. Os princípios para considerar as palavras de Deus

Quando o desastre vem, como nós cristãos devemos lidar com ele? Convidamos você a participar da nossa reunião online, onde podemos explorar juntos e encontrar o caminho.
Venha conversar com a gente
Entre em contato conosco pelo Whatsapp

Configurações

  • Texto
  • Temas

Cores sólidas

Temas

Fonte

Tamanho da fonte

Espaçamento entre linhas

Espaçamento entre linhas

Largura da página

Sumário

Busca

  • Pesquise neste texto
  • Pesquise neste livro