90. Os princípios de ser um líder de igreja

(1) É necessário conduzir o povo escolhido de Deus enquanto ele aprende a comer e beber das palavras de Deus, a comunicar a verdade e a usar a verdade para resolver problemas, passando a agir de acordo com os princípios;

(2) É necessário salvaguardar a obra de Deus. Protejam o povo escolhido de Deus do engano e da perturbação de anticristos, pessoas más, espíritos malignos e todo tipo de força satânica;

(3) É necessário coordenar harmoniosamente com os colaboradores. Em todos os momentos, sejam fiéis à comissão de Deus, sejam capazes de deixar os interesses carnais de lado e não conduzam negócios próprios;

(4) É necessário compreender a obra essencial da liderança. Nunca se deve fazer coisas não relacionadas com a verdade, muito menos interferir nos assuntos do povo escolhido de Deus.

Palavras de Deus relevantes:

Se vocês, como líderes e obreiros na igreja, quiserem conduzir as pessoas escolhidas de Deus para a verdade-realidade e para que sirvam como testemunhas de Deus, o mais importante é que vocês devem ter um entendimento mais profundo do objetivo de Deus de salvar as pessoas e do propósito de Sua obra. Vocês devem entender a vontade de Deus e Suas várias exigências às pessoas. Vocês devem ser práticos em seus esforços; pratiquem apenas tanto quanto entendem e comuniquem apenas o que sabem. Não se gabem, não exagerem e não façam observações irresponsáveis. Se você exagerar, as pessoas o detestarão e, depois, você se sentirá repreendido; isso simplesmente é inapropriado demais. Quando prover a verdade a outros, você não precisa necessariamente lidar com eles e repreendê-los para que eles alcancem a verdade. Se você mesmo não tiver a verdade e apenas lidar com os outros e os repreender, eles temerão você, mas isso não significa que eles entendem a verdade. Em algum trabalho administrativo, é bom você lidar com os outros, podá-los e, em certa medida, discipliná-los. Mas se você não puder prover a verdade e souber apenas ser autoritário e repreender os outros, sua corrupção e feiura serão reveladas. Com o passar do tempo, se as pessoas forem incapazes de obter a provisão de vida ou coisas práticas de você, elas virão a detestá-lo e se sentirão enojadas por você. Aqueles que carecem de discernimento aprenderão coisas negativas de você; aprenderão a lidar com os outros e podá-los, a se irritar e a perder a cabeça. Isso não é equivalente a conduzir os outros para a senda de Paulo, para uma senda da perdição? Isso não é um malefício? Seu trabalho deveria se concentrar em comunicar a verdade e prover vida para os outros. Se tudo que você faz é lidar com os outros cegamente e lhes passar sermões, como eles entenderão a verdade em algum momento? Com o passar do tempo, as pessoas verão quem você realmente é e o abandonarão. Como você pode esperar trazer os outros para diante de Deus dessa maneira? Como isso é fazer o trabalho? Você perderá todos se continuar trabalhando dessa maneira. Seja como for, qual é o trabalho que você espera realizar? Alguns líderes são incapazes de comunicar a verdade para resolver problemas. Em vez disso, eles apenas lidam cegamente com os outros e exibem seu poder para que os outros venham a temê-los e a obedecer a eles — tais pessoas pertencem aos líderes falsos e anticristos. Aqueles cujo caráter não mudou são incapazes de realizar o trabalho da igreja e estão impossibilitados de servir a Deus.

Extraído de ‘Somente aqueles com verdade-realidade podem liderar’ em “Registros das falas de Cristo”

Em seu trabalho, líderes e obreiros da igreja devem dar atenção a duas coisas: uma é fazer seu trabalho exatamente de acordo com os princípios estipulados pelos arranjos de trabalho, sem jamais violar aqueles princípios e nem basear seu trabalho em qualquer coisa que eles possam imaginar ou em qualquer uma de suas próprias ideias. Em tudo que fazem, devem demonstrar preocupação pelo trabalho da casa de Deus, sempre colocando em primeiro lugar os interesses dela. Outra coisa — e isso é absolutamente crucial — é que, em todas as coisas, eles devem se concentrar em seguir a orientação do Espírito Santo e fazer tudo em observação estrita das palavras de Deus. Se você ainda for capaz de ir contra a orientação do Espírito Santo ou se seguir teimosamente as suas próprias ideias e fizer as coisas de acordo com sua própria imaginação, então suas ações constituirão uma resistência gravíssima a Deus. Voltar suas costas com frequência para o esclarecimento e a orientação do Espírito Santo só levará a um beco sem saída. Se perder a obra do Espírito Santo, você não será capaz de trabalhar; e mesmo que, de alguma forma, consiga trabalhar, não realizará nada. Esses são os dois princípios mais importantes a serem obedecidos ao trabalhar: um é realizar seu trabalho exatamente de acordo com os arranjos do Alto e também agir de acordo com os princípios que foram estabelecidos pelo Alto; e o outro é seguir a orientação interior do Espírito Santo dentro de você. Uma vez que compreender esses dois pontos, você não estará tão suscetível a cometer erros. Para vocês cuja experiência nessa área ainda é limitada, suas próprias ideias adulteram seu trabalho um pouco mais. Por vezes, vocês podem não entender o esclarecimento ou a orientação interior que vem do Espírito Santo; por outras, vocês parecem entender, mas é provável que ignorem. Você sempre imagina ou deduz de modo humano, agindo como acha ser apropriado, sem se preocupar nem um pouco com as intenções do Espírito Santo. Você faz seu trabalho exclusivamente de acordo com ideias próprias, pondo de lado qualquer esclarecimento do Espírito Santo. Essas situações ocorrem com frequência. A orientação interior do Espírito Santo não é, de forma alguma, transcendental; é, na verdade, muito normal. Ou seja, nas profundezas do seu coração, você sabe que essa é uma maneira apropriada de agir e que é a melhor maneira. Na verdade, esse pensamento é bem claro; ele não resultou de sua reflexão, mas foi um tipo de sentimento que você gerou lá no fundo, e, às vezes, você não entende completamente o que o faz agir dessa maneira. Muitas vezes, não é nada mais do que o esclarecimento do Espírito Santo, e é assim que ocorre normalmente com a maioria das pessoas. Muitas vezes, as ideias próprias resultam de reflexão e raciocínio, e todas são adulteradas pela vontade própria; ideias sobre quais áreas existem em que é possível encontrar benefício próprio e sobre quais vantagens algo pode trazer para a pessoa; toda decisão humana tem essas coisas em si. Contudo, a orientação do Espírito Santo de forma alguma contém tais adulterações. É necessário prestar muita atenção na orientação ou no esclarecimento do Espírito Santo; especialmente em questões-chave, você deve ser cuidadoso para compreender. Pessoas que gostam de usar o cérebro e que gostam de agir de acordo com ideias próprias são as mais suscetíveis a ignorar essa orientação ou esse esclarecimento. Líderes e colaboradores adequados prestam atenção na obra do Espírito Santo. Aqueles que obedecem ao Espírito Santo temem a Deus e buscam a verdade incansavelmente. Para satisfazer a Deus e dar testemunho Dele corretamente, deve-se investigar o trabalho em busca de elementos de adulteração e intenções, e então tentar ver quanto do trabalho é motivado por ideias humanas, quanto nasce do esclarecimento do Espírito Santo e quanto está de acordo com as palavras de Deus. Sempre e sob todas as circunstâncias, você deve examinar suas palavras e ações. Praticar frequentemente dessa maneira colocará você na trilha certa de servir a Deus. É necessário possuir muitas verdades para alcançar um serviço a Deus de uma maneira que esteja alinhada com Suas intenções. As pessoas têm a capacidade de discernir somente após terem entendido a verdade e serem capazes de reconhecer o que emerge de suas ideias próprias e as coisas que indicam o que as motiva. Elas são capazes de reconhecer impurezas humanas e também o que significa agir de acordo com a verdade. Somente então podem saber como se submeter de forma mais pura. Sem a verdade, é impossível que as pessoas pratiquem discernimento. Uma pessoa confusa pode acreditar em Deus por toda a vida sem saber o que significa ter a própria corrupção revelada ou o que significa resistir a Deus, pois não entende a verdade; esse pensamento nem existe em sua mente. A verdade está fora do alcance de pessoas de calibre excessivamente pobre; não importa como você comungue sobre isso com elas, elas não entendem. Essas pessoas são confusas. Em sua fé, as pessoas confusas não são capazes de testificar a Deus; só podem fazer um pouco de serviço. A fim de realizar o trabalho confiado por Deus, é necessário compreender esses dois princípios. É preciso aderir estritamente aos arranjos de trabalho do Alto e prestar atenção ao obedecer a qualquer orientação do Espírito Santo. Somente quando esses dois princípios são compreendidos, o trabalho pode ser efetivo e a vontade de Deus será satisfeita.

Extraído de ‘Os princípios de trabalho mais importantes para líderes e obreiros ’ em “Registros das falas de Cristo”

Qual é o maior tabu quanto ao serviço do homem a Deus? Vocês sabem? Aqueles que servem como líderes sempre querem ter mais engenhosidade, estar muito acima dos demais, encontrar novos macetes para que Deus possa ver quão capazes eles realmente são. Contudo, não se focam em entender a verdade nem em entrar na realidade da palavra de Deus. Eles sempre querem se exibir; isto não é exatamente a revelação de uma natureza arrogante? Alguns dizem ainda: “Ao fazer isso, estou certo de que Deus ficará muito feliz; Ele irá gostar disso de verdade. Desta vez, eu deixarei Deus ver, farei a Ele uma agradável surpresa”. Como resultado dessa surpresa, eles perdem a obra do Espírito Santo e são eliminados por Deus. Não faça simples e precipitadamente o que lhe vier à mente. Como isso pode ser certo se você não considera as consequências de suas ações? Quando vocês ofendem o caráter de Deus, ofendem Seus decretos administrativos e então são eliminados, não sobrará nada para você dizer. Independentemente da sua intenção, independentemente de você fazê-lo deliberadamente ou não, se você não entender o caráter de Deus ou não entender a vontade de Deus, você facilmente ofenderá a Deus e ofenderá facilmente seus decretos administrativos; contra isso todos deveriam ficar vigilantes. Uma vez que você tenha ofendido seriamente os decretos administrativos de Deus ou tenha ofendido o caráter de Deus, Deus não considerará se você o fez intencionalmente ou não; isso é algo que você deve ver claramente. Se você não conseguir entender essa questão, é garantido que você terá um problema. Ao servir a Deus, as pessoas querem dar passos largos, fazer grandes coisas, falar palavras ótimas, realizar grandes trabalhos, imprimir livros enormes, realizar grandes reuniões e ser grandes líderes. Se você sempre tiver grandes ambições, você ofenderá os grandes decretos administrativos de Deus; pessoas como essas morrerão rapidamente. Se você não é íntegro, piedoso nem prudente ao servir a Deus, mais cedo ou mais tarde você ofenderá Seus decretos administrativos.

Extraído de ‘Sem a verdade, uma pessoa é suscetível de ofender a Deus’ em “Registros das falas de Cristo”

Aqueles que podem liderar igrejas, prover as pessoas com vida e ser apóstolos para o povo devem ter experiência real; devem ter uma compreensão correta de coisas espirituais e um apreço e experiência corretos da verdade. Apenas tais pessoas estão qualificadas para serem trabalhadores ou apóstolos que lideram as igrejas. Caso contrário, só podem seguir como os menores e não podem liderar, muito menos ser apóstolos que são capazes de prover as pessoas com vida. Isso acontece porque a função dos apóstolos não é correr por aí ou lutar; é fazer o trabalho de ministrar vida e liderar os outros na transformação do seu caráter. Aqueles que desempenham essa função são convocados a assumir uma responsabilidade pesada, uma que uma pessoa qualquer não pode assumir. Esse tipo de trabalho só pode ser realizado por aqueles cujo ser é vida, isto é, aqueles que têm experiência da verdade. Não pode ser realizado meramente por qualquer um consiga renunciar, correr por aí ou deseje se despender; pessoas que não têm experiência da verdade, que não foram podadas ou julgadas, são incapazes de fazer esse tipo de trabalho. Pessoas sem experiência, que são pessoas sem realidade, são incapazes de enxergar claramente a realidade porque elas mesmas carecem desse tipo de ser. Portanto, esse tipo de pessoa não só é incapaz de realizar o trabalho de liderança, mas, se ele permanecer sem a verdade por muito tempo, se tornará um objeto de eliminação.

Extraído de ‘A obra de Deus e a obra do homem’ em “A Palavra manifesta em carne”

Qual é a causa do surgimento da categoria de pessoas que são líderes e obreiras, e como elas surgiram? Em uma grande escala, elas são necessárias para a obra de Deus; em uma escala menor, elas são exigidas pelos irmãos e irmãs, elas são exigidas pelo povo escolhido de Deus, que está seguindo Deus. Independentemente de seu status e identidade, e independentemente do papel que desempenham, qual é o aspecto que essa categoria de pessoas tem em comum com todas as pessoas? Diante de Deus, sua identidade e status são os mesmos que os dos outros. Embora dentre as pessoas elas tenham os títulos de “líderes” e “obreiros”, e embora seu dever seja diferente do de outros irmãos e irmãs, elas ainda são igualmente chamadas de seres criados diante de Deus, e isso nunca mudará. A diferença entre o dever delas e o de outras pessoas é questão de uma característica especial que elas têm. Que característica especial é essa? Seu aspecto mais proeminente é “liderança”. Suponha, por exemplo, que haja uma equipe de pessoas com uma pessoa a conduzindo; se essa pessoa for chamada de “líder” ou de “obreira”, qual é a função dela dentro da equipe? (A função de liderança.) Que efeito a liderança dessa pessoa tem sobre as pessoas que ela lidera e sobre a equipe como um todo? Ela afeta a direção da equipe e sua senda. Isso implica que, se essa pessoa em uma posição de liderança trilhar a senda errada, então, no mínimo, isso fará com que as pessoas abaixo dela e toda a equipe se desviem da senda certa; além disso, isso pode interromper ou destruir a direção de toda a equipe enquanto avançam, bem como sua velocidade e ritmo. Então, quando se trata desse grupo de pessoas, a direção da senda que escolhem, a medida à qual entendem a verdade, bem como sua crença em Deus afetam não apenas a si mesmas, mas a todos os irmãos e irmãs que estejam dentro da esfera de sua liderança. Se um líder for uma pessoa correta, alguém que esteja trilhando a senda certa e busque e pratique a verdade, então as pessoas que ele liderar comerão e beberão adequadamente e buscarão adequadamente, e, ao mesmo tempo, o progresso pessoal do líder será constantemente visível a outros. Então, qual é a senda correta que um líder deve trilhar? É ser capaz de conduzir outros a um entendimento da verdade e a uma entrada na verdade, e levar outros perante Deus. Qual é uma senda incorreta? É frequentemente elevar a si mesmo e dar testemunho de si mesmo, buscando status, fama e lucro, e nunca dando testemunho de Deus. Que efeito isso tem sobre as pessoas abaixo dele? (Isso leva as pessoas perante ele.) As pessoas irão se afastar de Deus e ficar sob o controle desse líder. Não é óbvio que as pessoas que são levadas perante o seu líder seriam controladas por esse líder? E, é claro, isso as leva para longe de Deus. Se você conduz as pessoas para virem perante você, então você as está conduzindo para virem perante a humanidade corrupta, e você as está conduzindo para virem perante Satanás, não Deus. Somente conduzir pessoas para virem perante a verdade é conduzi-las para virem perante Deus. Esses são os efeitos que esses dois tipos de pessoas — as que trilham a senda correta e as que trilham a senda incorreta — têm sobre aqueles que são liderados.

Extraído de ‘Para líderes e obreiros, escolher uma senda é de extrema importância (1)’ em “Registros das falas de Cristo”

Por exemplo, se você foi escolhido como líder da igreja, a liderança da igreja é seu dever — como você vê deve cumpri-lo se você o ver como seu dever? (De acordo com as exigências de Deus). Trabalhar de acordo com as exigências de Deus é uma maneira geral de expressar isso. Quais são os detalhes específicos? Primeiro, você deve saber que isso é um dever, não uma posição de autoridade. Isso lhe causará problemas se você achar que assumiu uma posição de autoridade. No entanto, se você diz: “Fui escolhido para ser um líder da igreja, então preciso estar em um nível inferior ao dos outros; todos vocês são superiores a mim e maiores que eu”, isso também é uma atitude incorreta; se você não entender a verdade, não há pretensão que possa lhe fazer bem. Em vez disso, você deve ter um entendimento apropriado disso. Em primeiro lugar, você deve saber que esse dever é muito importante. Uma igreja tem dezenas de membros, e você deve pensar em como levar essas pessoas para diante de Deus e capacitar a maioria delas a entender a verdade e a entrar na verdade-realidade. Além disso, com pessoas fracas e passivas, você deve se esforçar para fazê-las parar de ser fracas e passivas para que possam cumprir ativamente seus deveres e, no que se refere a todos os que são capazes de cumprir seus deveres, você deve levá-los a fazer isso e mostrar seu melhor desempenho. Faça com que compreendam as verdades relacionadas ao cumprimento dos deveres para que não sejam negligentes em cumpri-los, para que os cumpram bem e possam ter um relacionamento normal com Deus. Há também aqueles que causam interrupções e perturbações ou aqueles que creem em Deus há muitos anos, mas têm uma humanidade maligna; dessas pessoas, as que devem ser tratadas serão tratadas, e as que devem ser expurgadas serão expurgadas. Arranjos apropriados serão feitos para cada pessoa de acordo com seu tipo. Também é importante que os poucos na igreja com uma humanidade relativamente boa, com algum calibre e que possam assumir a responsabilidade por um aspecto da obra sejam todos cultivados. São essas coisas que devem ser feitas para cumprir os deveres de liderança, não é mesmo? Tendo aceito esse dever, você pode cumpri-lo adequadamente sem essas coisas em seu coração? (Não). Depois de aceitar esse dever, você deve obter clareza sobre esses assuntos um por um: primeiro, cultivando o talento; segundo, fazendo com que a entrada de todos os seus irmãos e irmãs na vida chegue à normalidade e, com base em sua compreensão da verdade e dos sermões que você ouviu, capacitar todos eles a entrarem na realidade dessas verdades — esse é o aspecto da entrada na vida; terceiro, fazendo com que a maioria daqueles que são capazes de cumprir seus deveres realmente o façam e garantindo que o cumprimento de seus deveres não seja feito de maneira descuidada, mas que produza resultados; quarto, tratando em tempo hábil e impondo limites àqueles que causam interrupções e perturbações; e quinto, sendo capaz de discernir todos os tipos de pessoas, o que continua sendo necessário. Por exemplo, a negatividade e a fraqueza de algumas pessoas são temporárias; você não pode jogar todas na mesma panela, tratando e lidando com seus casos como você faria com negatividade e fraqueza crônicas. Você deve aproveitar ao máximo cada pessoa, tirando o máximo proveito de suas capacidades individuais e arranjando tarefas adequadas para elas de acordo com o que elas podem fazer, a qualidade de seu calibre, a sua idade e há quanto tempo acreditam em Deus. Você deve elaborar um plano personalizado para cada tipo de pessoa e variá-lo de pessoa para pessoa, para que elas possam cumprir seus deveres na casa de Deus e exercer suas funções da melhor maneira possível. Se você tiver essas coisas em seu coração, seu fardo surgiu e, então, você sempre deverá prestar atenção observar. Observar o quê? Isso não significa procurar ver quem é atraente e passar mais tempo interagindo com essa pessoa, nem significa procurar ver quem é feio e depois rejeitar essa pessoa e, menos ainda, significa procurar ver aqueles que o desafiam e depois puni-los. Ao contrário, significa examinar quais são as exigências de Deus para cada tipo de pessoa e, em seguida, fazer com que cada uma delas assuma seu lugar apropriado. Primeiro, reserve um momento para organizar mentalmente essas pessoas na igreja; organize as de bom calibre em um grupo e as de baixo calibre em outro. Crie categorias separadas para as pessoas que podem se dedicar a seus deveres em período integral e para as que podem fazer isso em meio período ou de forma alguma, e estabeleça uma categoria para aquelas que são constantemente perturbadoras, sempre negativas e que constantemente espalham rumores. Depois disso, você deve contemplar e orar com frequência e então interagir com essas pessoas. Depois de algum tempo, você terá ganho uma percepção dos vários estados e graus de estatura de cada tipo de pessoa. Isso resulta de um fardo, não é mesmo? Não seria essa a atitude correta em relação ao seu dever? Depois que você tiver mostrado essa atitude apropriada e seu fardo tiver surgido, você será capaz de fazer bem o seu trabalho.

Extraído de ‘Qual o desempenho adequado do dever?’ em “Registros das falas de Cristo”

Os líderes de igrejas deveriam ser capazes de orientar todos os seus irmãos e irmãs para que saibam como comer e beber as palavras de Deus. Essa é a responsabilidade de cada um dos líderes de igreja. Sejam jovens ou velhos, todos deveriam considerar o comer e beber das palavras de Deus como tendo grande importância e deveriam ter Suas palavras no coração. Entrar nessa realidade significa entrar na Era do Reino. Hoje, a maioria das pessoas acha que não pode viver sem comer e beber das palavras de Deus, e acha que Suas palavras são frescas independentemente do tempo. Isso significa que elas estão começando a se colocar na trilha certa. Deus usa palavras para fazer Sua obra e prover para o homem. Quando todos ansiarem pelas palavras de Deus e delas tiverem sede, a humanidade há de entrar no mundo de Suas palavras.

Deus falou muito. Quanto você chegou a conhecer? Em quanto você entrou? Se um líder de igreja não levou seus irmãos e irmãs à realidade das palavras de Deus, então ele terá sido negligente em seu dever e fracassado em cumprir com suas responsabilidades! Se seu entendimento é profundo ou superficial, independentemente do grau de seu entendimento, você deve saber como comer e beber as Suas palavras, você deve prestar grande atenção às Suas palavras e entender a importância e a necessidade de comê-las e bebê-las.

Extraído de ‘A Era do Reino é a Era da Palavra’ em “A Palavra manifesta em carne”

Você precisa ter compreensão dos muitos estados em que as pessoas estarão quando o Espírito Santo operar nelas. Em particular, aquelas que coordenam o serviço a Deus devem captar ainda mais os vários estados resultantes da obra que o Espírito Santo realiza nas pessoas. Se você apenas fala sobre muitas experiências ou maneiras de alcançar entrada, isso mostra que a sua experiência é extremamente unilateral. Sem conhecer seu estado verdadeiro e captar o verdade-princípio, não é possível alcançar mudança no caráter. Sem conhecer os princípios da obra do Espírito Santo ou compreender o fruto que ela dá, será difícil para você discernir a obra de espíritos malignos. Você deve expor a obra dos espíritos malignos, assim como as noções do homem, e penetrar direto no cerne da questão; você deve, também, apontar vários desvios na prática das pessoas e os problemas que elas podem ter em sua fé em Deus, para que possam reconhecê-los. No mínimo, você não deve fazer com que elas se sintam negativas ou passivas. No entanto, você deve entender as dificuldades que existem objetivamente para a maioria das pessoas, e você não deve ser irracional nem deve tentar “ensinar um porco a voar”; isso é um comportamento tolo. Para resolver as muitas dificuldades que as pessoas experimentam, você deve primeiro compreender a dinâmica da obra do Espírito Santo; você deve entender como o Espírito Santo opera em pessoas diferentes, você deve ter um entendimento das dificuldades que as pessoas enfrentam e as suas deficiências, e você deve enxergar as questões principais do problema e chegar à sua origem, sem se desviar nem cometer erro algum. Somente uma pessoa assim está qualificada para coordenar o serviço a Deus.

Se você é capaz ou não de captar os principais problemas e ver claramente muitas coisas, isso depende de suas experiências individuais. A maneira com a qual você experimenta também é a maneira com a qual você lidera os outros. Se você compreender letras e doutrinas, então você levará os outros a compreender letras e doutrinas. A maneira com que você experimenta a realidade das palavras de Deus é a maneira com a qual você levará os outros a alcançar entrada na realidade das declarações de Deus. Se você é capaz de entender muitas verdades e de claramente ganhar percepção de muitas coisas das palavras de Deus, então você é capaz de levar os outros a entender muitas verdades, também, e aqueles que você lidera ganharão um entendimento claro das visões. Se você se concentra em captar sentimentos sobrenaturais, então aqueles que você lidera também farão o mesmo. Se você negligencia a prática, colocando, em vez disso, a ênfase na discussão, então aqueles que você lidera também se concentrarão na discussão, sem praticar nada, sem alcançar qualquer transformação em seu caráter; eles só mostrarão entusiasmo superficialmente, sem ter colocado nenhuma verdade em prática. Todas as pessoas fornecem aos outros aquilo que elas mesmas possuem. O tipo de pessoa que alguém é determina a senda pela qual ela guiará os outros, assim como o tipo de pessoa que ela lidera. Para estarem realmente aptos para Deus usá-los, vocês não só devem ter uma aspiração, mas precisam também de muita iluminação de Deus, de orientação de Suas palavras, da experiência de ser lidado por Ele e do refinamento de Suas palavras. Com isso como um fundamento, em tempos comuns, vocês deveriam prestar atenção às suas observações, pensamentos, ponderações e conclusões, e se engajar na absorção ou eliminação, correspondentemente. Essas coisas são todas sendas para a entrada de vocês na realidade, e cada uma delas é indispensável. É assim que Deus opera. Se entrar nesse método pelo qual Deus opera, você poderá ter oportunidades diárias de ser aperfeiçoado por Ele. E, a qualquer momento, independentemente de seu ambiente ser hostil ou favorável, se você está sendo testado ou tentado, se está trabalhando ou não, e se está vivendo a vida como um indivíduo ou como parte de uma coletividade, você sempre encontrará oportunidades para ser aperfeiçoado por Deus, sem jamais perder uma delas sequer. Você será capaz de descobrir todas elas — e, assim, terá encontrado o segredo para experimentar as palavras de Deus.

de ‘Com que um pastor adequado deveria ser equipado’ em “A Palavra manifesta em carne”

A exigência feita a vocês hoje — trabalhar juntos em harmonia — é semelhante ao serviço que Jeová exigiu dos israelitas: caso contrário, simplesmente parem de prestar serviço. Visto que vocês são pessoas que servem diretamente a Deus, vocês devem, no mínimo, ser capazes de lealdade e submissão em seu serviço e também devem ser capazes de aprender lições de maneira prática. Especialmente para aqueles de vocês que trabalham na igreja, qualquer um dos irmãos e irmãs subordinados a vocês ousaria lidar com vocês? Alguém ousaria falar-lhes na cara sobre seus erros? Vocês estão muito acima de todos os outros; vocês reinam como reis! Vocês nem mesmo estudam nem entram nesses tipos de lições práticas, mesmo assim falam de servir a Deus! Atualmente, pede-se que você lidere um número de igrejas, mas você não só não desiste de si mesmo, mas até se agarra às suas próprias noções e opiniões, dizendo coisas como: “Acho que essa coisa deveria ser feita dessa maneira, visto que Deus disse que não devemos ser restritos pelos outros e que, hoje em dia, não devemos nos submeter cegamente”. Portanto, cada um de vocês se agarra à própria opinião, e ninguém obedece ao outro. Mesmo sabendo claramente que seu serviço se encontra num impasse, vocês ainda dizem: “A meu ver, meu jeito não está longe da meta. Em todo caso, cada um de nós tem um lado: você fala do seu, e eu falarei do meu; você comunica suas visões, e eu falarei da minha entrada”. Vocês nunca assumem responsabilidade pelas muitas coisas que deveriam ser tratadas ou simplesmente improvisam, cada um botando para fora as próprias opiniões e prudentemente protegendo o status, a reputação e a face de vocês. Nenhum de vocês está disposto a se humilhar, e nenhum lado toma a iniciativa para desistir de si mesmo e compensar as deficiências uns dos outros para que a vida possa progredir mais rapidamente. Quando vocês estão coordenando juntos, vocês deveriam aprender a buscar a verdade. Talvez vocês digam: “Eu não tenho um entendimento claro desse aspecto da verdade. Que experiência você tem com isso?” Ou talvez vocês digam: “Você tem mais experiência do que eu no que diz respeito a esse aspecto; você poderia, por favor, me oferecer alguma orientação?”. Essa não seria uma boa maneira de resolver isso? Vocês ouviram muitos sermões e têm alguma experiência em prestar serviço. Se vocês não aprenderem uns com os outros, não ajudarem uns aos outros e não compensarem as deficiências uns dos outros quando trabalharem nas igrejas, como, então, poderão aprender quaisquer lições? Sempre que se depararem com qualquer coisa, vocês deveriam se comunicar uns com os outros para que sua vida possa se beneficiar. Além do mais, vocês deveriam se comunicar cuidadosamente sobre coisas de qualquer tipo antes de tomar qualquer decisão. Só se fizerem isso, vocês estarão assumindo responsabilidade pela igreja em vez de simplesmente agirem superficialmente. Após visitarem todas as igrejas, vocês deveriam se reunir e comunicar todas as questões que descobrirem e quaisquer problemas encontrados em seu trabalho, e então vocês deveriam comunicar o esclarecimento e a iluminação que vocês receberam — essa é uma prática de serviço indispensável. Vocês devem alcançar cooperação harmoniosa para o propósito da obra de Deus, para o benefício da igreja e a fim de incentivar seus irmãos e irmãs a avançarem. Vocês devem se coordenar uns com os outros, cada um corrigindo o outro e alcançando um resultado de trabalho melhor, a fim de cuidar da vontade de Deus. Isso é que é cooperação verdadeira, e apenas aqueles que se engajarem nela ganharão entrada verdadeira. Enquanto cooperam, algumas das palavras que você diz podem ser inapropriadas, mas isso não importa. Conversem sobre isso mais tarde e ganhem um entendimento claro sobre isso; não negligenciem isso. Depois desse tipo de comunhão, vocês podem compensar as deficiências de seus irmãos ou irmãs. Apenas se aprofundando cada vez mais em seu trabalho dessa maneira, vocês podem alcançar resultados melhores. Cada um de vocês, como pessoas que servem a Deus, deve ser capaz de defender os interesses da igreja em tudo que faz, em vez de simplesmente considerar seus próprios interesses. É inaceitável agirem sozinhos, boicotando uns aos outros. Pessoas que se comportam dessa maneira não são aptas para servir a Deus!

Extraído de ‘Sirva como serviram os israelitas’ em “A Palavra manifesta em carne”

Trechos de sermão e comunhão para referência:

As responsabilidades de trabalho dos dois líderes da igreja

1. Os líderes da igreja devem levar o povo escolhido de Deus a aprender a comer e beber as palavras de Deus, a comungar sobre a verdade, a conhecer a si mesmo e a dissecar seus próprios caracteres corruptos, para que possa perceber a verdadeira face de sua própria corrupção e alcançar arrependimento verdadeiro.

2. Os líderes da igreja devem garantir que, ao liderarem a vida da igreja, as pessoas sejam capazes de comer e beber as palavras de Deus e de comungar normalmente sobre a verdade e não sejam enganadas nem perturbadas por incrédulos ou pelos perversos, para que o povo escolhido de Deus possa, aos poucos, entender a verdade e fazer progresso na vida enquanto vivem a vida da igreja.

3. Os líderes da igreja devem se concentrar em selecionar, cultivar e treinar pessoas que têm boa humanidade e calibre e que amam a verdade, para que, aos poucos, elas possam entender a verdade, estar atentas à vontade de Deus, cumprir seus deveres e executar rapidamente a comissão de Deus.

4. Os líderes da igreja devem ser capazes de discernir e identificar aqueles na igreja que amam a verdade e são capazes de aceitar a verdade, aqueles que só acreditam em Deus a fim de serem abençoados, que só se importam com o desfrute da graça de Deus, mas odeiam a verdade e não aceitam a verdade, e aqueles que só buscam fama, ganho e status, que cobiçam as bênçãos do status, mas que não estão atentos à vontade de Deus e que não obedecem verdadeiramente a Deus. Os líderes da igreja devem ser sábios na maneira como tratam diferentes tipos de pessoas. Devem se concentrar em regar aqueles que amam a verdade e são capazes de aceitar a verdade. Devem aprender também a atribuir deveres apropriados com base no calibre e nos pontos fortes das pessoas a fim de aproveitar ao máximo os dons e as qualidades de cada pessoa, para que elas possam fazer o seu melhor para cumprir o seu dever e ser eficazes.

5. Os líderes da igreja devem defender a obra de Deus e não permitir que ela seja perturbada nem interrompida. Se, na igreja, forem descobertas pessoas perversas ou descrentes que estejam formando panelinhas e espalhando noções e negatividade, que façam com que o povo escolhido de Deus seja enganado e controlado, passa a ser responsabilidade dos líderes da igreja arranjar para que o povo escolhido de Deus comungue sobre a verdade e pratique o discernimento das ações e condutas desses malignos. Se, em vez de cometer transgressões ocasionais, alguém tiver a substância de uma pessoa maligna e cometer todos os tipos de atos perversos para os quais existam evidências claras, então o povo escolhido de Deus deve fazer uma votação por braço erguido; se mais da metade for a favor, então essa pessoa deve ser expurgada ou expulsa.

Extraído de “Arranjos de trabalho”

Anterior: 89. Os princípios de coordenar o serviço

Próximo: 91. Os princípios de ser diácono da igreja

Quando o desastre vem, como nós cristãos devemos lidar com ele? Convidamos você a participar da nossa reunião online, onde podemos explorar juntos e encontrar o caminho.

Configurações

  • Texto
  • Temas

Cores sólidas

Temas

Fonte

Tamanho da fonte

Espaçamento entre linhas

Espaçamento entre linhas

Largura da página

Sumário

Busca

  • Pesquise neste texto
  • Pesquise neste livro