122. Os princípios para ser uma pessoa honesta

(1) Quando se treina para ser uma pessoa honesta, é necessário confiar em Deus. Entregue seu coração a Ele e aceite Seu escrutínio. Só assim se consegue, com o tempo, abandonar as mentiras e o engano;

(2) É necessário aceitar a verdade e refletir sobre cada palavra e ação. Disseque a origem e a essência da corrupção revelada em você e venha a se conhecer realmente;

(3) É necessário investigar em que assuntos alguém tem manifestações de mentira e abriga o engano. Ouse dissecar e expor a si próprio, desculpar-se com os outros e fazer correções.

(4) A fala e as ações de alguém devem estar baseadas nas palavras de Deus. Ore a Deus, abandone suas preferências e intenções carnais, fale e aja de acordo com a verdade o princípio;

(5) É necessário ser fiel às comissões de Deus; cumprir bem seu dever de acordo com as Suas exigências e não ser descuidado e superficial, nem falso e enganador, mas ser honesto e confiável tanto nas palavras como nas ações.

Palavras de Deus relevantes:

Vocês devem saber que Deus gosta de pessoas honestas. Deus tem a substância da fidelidade, então Sua palavra é sempre digna de confiança; além disso, Suas ações são irrepreensíveis e inquestionáveis. É por isso que Deus gosta daqueles que são absolutamente honestos com Ele. Ser honesto significa entregar seu coração a Deus, ser genuíno com Ele em todas as coisas, ser aberto com Ele em todas as coisas, nunca esconder os fatos, nunca tentar enganar quem está acima e abaixo de você e não fazer as coisas apenas para conseguir o favor de Deus. Resumindo, ser honesto é ser puro em suas ações e palavras e não enganar nem a Deus nem aos homens. O que digo é muito simples, mas, para vocês, é duplamente árduo. Muitos prefeririam ser condenados ao inferno a falar e agir com honestidade. Não é de admirar que Eu tenha outro tratamento reservado para aqueles que são desonestos. É claro, Eu entendo bem como é difícil para vocês ser honestos. Porque vocês todos são tão astutos, tão hábeis em medir as pessoas com o próprio critério mesquinho, isso faz da Minha obra muito mais simples. E já que cada um de vocês guarda segredos em seu peito, pois bem, Eu os enviarei, um por um, ao desastre para serem “disciplinados” pelo fogo, de modo que depois vocês possam se tornar totalmente comprometidos em crer nas Minhas palavras. Por fim, Eu arrancarei de sua boca as palavras “Deus é um Deus fiel”, ao que vocês baterão no peito e lamentarão: “Desonesto é o coração do homem!” Qual será o seu estado de espírito nesse momento? Imagino que vocês não serão tão triunfantes como são agora. E menos ainda serão “profundos e obstrusos” como são agora. Na presença de Deus, alguns são impecáveis e fazem um esforço especial para serem “bem-comportados”, mas mostram as presas e brandem as garras na presença do Espírito. Vocês considerariam tais pessoas como pertencentes às fileiras dos honestos? Se você for hipócrita, uma pessoa hábil em “relações interpessoais”, então digo que você é definitivamente uma pessoa que brinca com Deus. Se suas palavras forem repletas de desculpas e justificativas sem valor, então digo que você detesta colocar a verdade em prática. Se você tiver muitas confidências que reluta em compartilhar, se estiver muito indisposto a desnudar seus segredos — suas dificuldades — diante dos outros de forma a buscar o caminho da luz, então digo que você é alguém que não alcançará a salvação facilmente e que não emergirá facilmente das trevas. Se buscar o caminho da verdade o agrada, então você é alguém que habita sempre na luz. Se você fica muito contente em ser um servidor na casa de Deus, trabalhando diligente e conscienciosamente no anonimato, sempre dando e nunca tirando, então digo que você é um santo leal, porque não busca recompensa e está simplesmente sendo honesto. Se você estiver disposto a ser sincero, se estiver disposto a despender tudo de si, se for capaz de sacrificar sua vida por Deus e ser firme em seu testemunho, se você for honesto a ponto de somente saber satisfazer a Deus sem considerar a si mesmo ou tomar para si mesmo, então digo que tais são pessoas nutridas na luz e que viverão para sempre no reino.

Extraído de ‘Três admoestações’ em “A Palavra manifesta em carne”

Aprecio muito quem não nutre suspeita de outras pessoas e também gosto muito de quem prontamente aceita a verdade; demonstro grande zelo por esses dois tipos de pessoas, porque, a Meu ver, são pessoas honestas. Se for muito enganador, você terá um coração defensivo e pensamentos de suspeita em relação a todos os assuntos e a todas as pessoas, e por isso sua fé em Mim será edificada sobre um fundamento de suspeição. Eu jamais poderia reconhecer tal fé. Sem ter fé genuína, vocês se distanciarão ainda mais do amor real. E, se está propenso a duvidar de Deus e especular sobre Ele a bel-prazer, você, sem dúvida, é a mais enganadora de todas as pessoas. Você especula se Deus pode ser como um ser humano: imperdoavelmente pecaminoso, de caráter mesquinho, desprovido de equidade e razão, carente de um senso de justiça, dado a táticas viciosas, traiçoeiro e astuto, que se agrada com o mal e com a escuridão, e assim por diante. A razão de o homem ter tais pensamentos não é por não ter o menor conhecimento de Deus? Esse tipo de fé nada é senão pecado! Aliás, há até alguns que creem que aqueles que Me agradam não passam de aduladores e bajuladores e que quem carece dessas habilidades não será bem-vindo e perderá seu lugar na casa de Deus. Esse é todo o conhecimento que vocês juntaram nesses anos todos? É isso que vocês ganharam? E o conhecimento que vocês têm sobre Mim não se limita a esses mal-entendidos; ainda pior é a sua blasfêmia contra o Espírito de Deus e o seu aviltamento do Céu. Essa é a razão de Eu dizer que tal tipo de fé como a de vocês apenas os levará a afastar-se ainda mais de Mim e a intensificar sua oposição a Mim.

Extraído de ‘Como conhecer o Deus na terra’ em “A Palavra manifesta em carne”

Somente se as pessoas buscarem ser honestas, elas poderão saber quão profundamente corruptas elas são e se elas têm ou não qualquer semelhança humana; somente quando estiverem praticando a honestidade, elas poderão se conscientizar de quantas mentiras elas contam e quão profundamente escondidas estão sua enganação e desonestidade. Somente enquanto tiverem a experiência de praticar ser honestas, as pessoas podem, aos poucos, vir a conhecer a verdade de sua própria corrupção e reconhecer sua própria natureza-essência, e somente então seus caracteres corruptos podem ser constantemente purificados. Somente no decurso da purificação constante de seus caracteres corruptos, as pessoas serão capazes de ganhar a verdade. Tome tempo para experimentar essas palavras. Deus não aperfeiçoa aqueles que são enganosos. Se o seu coração não for honesto — se você não for uma pessoa honesta —, então você nunca será ganho por Deus. Da mesma forma, você nunca ganhará a verdade e também será incapaz de ganhar Deus. Se você não pode ganhar Deus e não entende a verdade, então o que isso significa? Significa que você é hostil a Deus, é incompatível com Deus e Ele não é o seu Deus. E se Deus não é o seu Deus, então você não pode alcançar a salvação. Se não puder alcançar a salvação, você será para sempre um inimigo amargo de Deus e seu resultado estará fixado. Assim, se as pessoas desejam ser salvas, elas devem começar sendo honestas. Existe um sinal que marca todos aqueles que, no fim, serão ganhos por Deus. Vocês sabem qual é? Está escrito em Apocalipse, na Bíblia: “E na sua boca não se achou engano; porque são irrepreensíveis”. Quem são “eles”? São aqueles que são aperfeiçoados e ganhos por Deus e são salvos. Como Deus descreve essas pessoas? Quais são as características e expressões de suas ações? (Elas são irrepreensíveis. Não contam mentiras.) Todos vocês deveriam entender e compreender o que significa não contar mentiras: significa ser honesto. O que significa ser irrepreensível? Como Deus define alguém que é irrepreensível? Os irrepreensíveis são capazes de temer a Deus e evitar o mal; são aqueles que conseguem aderir ao caminho de Deus. Tais pessoas são perfeitas aos olhos de Deus; são irrepreensíveis.

Extraído de ‘Seis indicadores de crescimento na vida’ em “Registros das falas de Cristo”

Quais são as expressões de uma pessoa honesta? O xis da questão é praticar a verdade em todas as coisas. Se você diz que é honesto, mas sempre relega as palavras de Deus ao fundo da sua mente e faz o que quer, então essa é uma expressão de uma pessoa honesta? Você diz: “Meu calibre é baixo, mas sou honesto no coração”. Quando um dever lhe compete, no entanto, você tem medo de sofrer ou que, se não o cumprir bem, terá de assumir a responsabilidade, e assim você inventa desculpas para esquivar-se dele. Isso é uma expressão de uma pessoa honesta? Claramente não é. Como, então, uma pessoa honesta deveria se comportar? Ela deveria aceitar e obedecer, e então ser totalmente devotada a fazer seus deveres com o melhor da sua capacidade, esforçando-se para atender a vontade de Deus. Isso é expressado de diversas maneiras. Uma maneira é que você deveria aceitar seu dever com honestidade, não pensar em outra coisa e não ser indiferente a ele. Não maquine para o seu benefício próprio. Isso é uma expressão de honestidade. Outra maneira é pôr toda a sua força e todo o seu coração nele. Você diz: “Isso é tudo que posso fazer; porei tudo em jogo e o dedicarei completamente a Deus”. Isso não é uma expressão de honestidade? Você dedica tudo que tem e tudo que pode fazer — isso é uma expressão de honestidade. Se você não estiver disposto a dedicar tudo que tem, se o mantiver guardado e escondido, for escorregadio em suas ações, fugir ao seu dever e fizer com que outra pessoa o faça porque você tem medo de ter de arcar com as consequências de não fazer um trabalho bom, então isso é ser honesto? Não, não é. Portanto, ser uma pessoa honesta não é meramente uma questão de ter um desejo. Se não o põe em prática quando as coisas o acometem, então você não é uma pessoa honesta. Quando encontrar problemas, você precisa praticar a verdade e ter expressões práticas. Essa é a única maneira de ser uma pessoa honesta, e apenas essas são as expressões de um coração honesto. Algumas pessoas sentem que, para ser uma pessoa honesta, basta simplesmente falar a verdade e não contar mentiras. A definição de ser honesto é realmente tão limitada? De forma alguma. Você precisa revelar seu coração e entregá-lo a Deus; essa é a atitude que uma pessoa honesta deve ter. Portanto, a honestidade é extremamente preciosa. Qual é a implicação aqui? É que esse coração é capaz de controlar seu comportamento e controlar seus estados. Esse coração é tão precioso. Se tiver esse tipo de honestidade, então você deveria viver nesse tipo de estado, exibir esse tipo de comportamento e ter esse tipo de dispêndio.

Extraído de ‘Apenas sendo uma pessoa honesta pode-se ser verdadeiramente feliz’ em “Registros das falas de Cristo”

As pessoas devem acercar-se tanto do dever quanto de Deus com um coração honesto — esta é a suprema sabedoria. Que atitude as pessoas devem ter ao tratar Deus com um coração honesto? As pessoas devem se dedicar a Deus em seu dever, sem perguntar se isso lhes trará desastre ou bênção, sem estabelecer condições e se submetendo às orquestrações de Deus; tal pessoa tem um coração honesto. Aquelas que sempre duvidam, que sempre impõem condições e que se empenham em investigação incessante têm um coração honesto? O que há dentro do coração dessa pessoa? Dentro de seu coração, há engano e maldade, e ela está sempre engajada em investigar. Quando acontece algo que afeta seus interesses pessoais, elas ponderam: “O que Deus estava pensando quando Ele fez isso comigo e quando Ele arranjou essa situação para mim? Isso é algo que aconteceu com outras pessoas? Depois que eu terminar de passar por isso, quais serão as consequências?”. Elas investigam essas questões; elas investigam o que podem ganhar ou perder, se o assunto em questão lhes trará desastre ou bênção. Uma vez que começam a investigar essas questões, elas são capazes de praticar a verdade? Elas são capazes de obedecer a Deus? (Não.) Quando começam a cumprir um dever, elas investigam sobre ele e perguntam: “Eu vou sofrer se cumprir esse dever? Terei de ficar muito tempo longe de casa e poderei fazer refeições regulares e descansar? E com que tipo de pessoa entrarei em contato?”. Embora na superfície elas aceitem esse dever, em seu coração elas abrigam o engano e estão constantemente investigando essas coisas. Na verdade, todas essas coisas que elas investigam estão relacionadas com seus interesses pessoais; elas não consideram os interesses da casa de Deus, apenas seus interesses próprios. Se as pessoas consideram apenas seus interesses próprios, para elas não é fácil praticar a verdade e elas não têm verdadeira obediência a Deus. No final, o que acontece com muitas dessas pessoas que se dedicam a esse tipo de investigação? Algumas se rebelam contra Deus; isto é, elas fazem coisas cheias de emoções negativas e ficam de olho enquanto trabalham. Que tipo de caráter é esse que produz essas emoções? É engano e maldade; chegando ao ponto de serem más, essas pessoas estão se opondo a Deus! Quando as pessoas ficam constantemente investigando e sua atenção é dividida, elas podem cumprir adequadamente seu dever nesse estado? Elas não adoram a Deus com honestidade e com seu espírito, elas não têm coração honesto e, enquanto cumprem seu dever, estão sempre vigilantes e se poupando. Qual é a consequência disso? Deus não opera nelas; não importa o que façam, elas não conseguem encontrar os princípios, e o que quer que façam sempre dá errado. Por que as coisas sempre dão errado? Às vezes, não é Deus que as expõe, elas é que se arruínam. Elas não têm consideração alguma pela obra da casa de Deus ou pelos interesses da casa de Deus; elas estão sempre tramando em função de si mesmas e fazendo planos a favor do seu prestígio e status. Elas continuam fazendo isso e então começam a se desviar. Entre fazer planos para favorecer seus interesses e suas perspectivas futuras, e ter consideração pela obra da casa de Deus e pelos interesses da casa de Deus, o resultado de suas ações é o mesmo? Não, o resultado certamente não é o mesmo. Elas estão expostas, e esse comportamento não constitui o cumprimento de um dever; a essência e a natureza das ações dessa pessoa mudaram.

Extraído de ‘Só buscando as verdades-princípio é possível realizar bem o seu dever’ em “Registros das falas de Cristo”

Por que as pessoas se envolvem no engano? Elas fazem isso para alcançar suas metas e atingir os objetivos que desejam; para tal, elas adotam certos métodos. Uma vez que adotam esses métodos, elas se revelam como pessoas que não são justas nem honradas; elas revelam que são desonestas. Nesses momentos, a insídia e astúcia das pessoas ou sua malícia e desprezibilidade são reveladas. Com essas coisas dentro delas, as pessoas sentem que é especialmente difícil ser honesto; sem essas coisas, você sentiria que ser honesto é fácil. Os maiores obstáculos para ser honesto são a insídia das pessoas, sua falsidade, sua malícia e suas motivações baixas.

Extraído de ‘A prática mais fundamental de ser uma pessoa honesta’ em “Registros das falas de Cristo”

Todos aqueles que não vivem sua vida com honestidade, que se comportam de uma maneira na frente dos outros e de outra maneira por trás, que têm a aparência de humildade, paciência e amor embora sua essência seja insidiosa, astuta e sem lealdade a Deus — tais pessoas são representantes típicos daqueles que vivem sob a influência das trevas; elas são da laia da serpente. Aqueles que sempre só creem em Deus para o benefício próprio, que são hipócritas e soberbos, que se exibem e que protegem o próprio status são pessoas que amam Satanás e se opõem à verdade. Essas pessoas resistem a Deus e pertencem inteiramente a Satanás. Aqueles que não estão atentos aos fardos de Deus, que não servem a Deus de todo o coração, que estão sempre preocupados com os interesses próprios e os interesses de sua família, que são incapazes de abandonar tudo para se despenderem por Deus e que nunca vivem por Suas palavras são pessoas fora de Suas palavras. Tais pessoas não podem receber o elogio de Deus.

Extraído de ‘Fuja da influência das trevas e você será ganho por Deus’ em “A Palavra manifesta em carne”

O fato de Deus pedir para as pessoas serem honestas prova que Ele realmente abomina aquelas que são enganosas e que Ele não gosta de pessoas enganosas. O fato de Deus não gostar de pessoas enganosas significa que Ele não gosta de suas ações, de seu caráter e de suas motivações; isto é, Ele não gosta do jeito como as pessoas fazem as coisas. Portanto, se quisermos agradar a Deus, devemos primeiro mudar nossas ações e a maneira na qual existimos. Anteriormente, confiávamos em mentiras e fingimento para viver entre as pessoas, usando essas coisas como nosso capital e como a base existencial, a vida e o fundamento segundo os quais nós nos comportávamos. Isso era algo que Deus desprezava. Entre os descrentes do mundo, se você não sabe ser manipulador ou enganador, permanecer firme pode ser muito difícil. Você só conseguiria contar mentiras, se envolver em trapaças e usar intrigas e métodos insidiosos para proteger e camuflar a si mesmo a fim de obter uma vida melhor. Na casa de Deus, é exatamente o oposto: quanto mais enganoso você for, quanto mais você empregar manipulação sofisticada para fingir e disfarçar a si mesmo, menos capaz você será de permanecer firme, e mais Deus desprezará e rejeitará você. Deus predestinou que apenas pessoas honestas podem fazer parte do reino dos céus. Se você não for honesto e se, em sua vida, sua prática não estiver voltada para ser honesto e você não revelar sua própria face verdadeira, então você jamais terá qualquer chance de ganhar a obra ou o elogio de Deus.

Extraído de ‘A prática mais fundamental de ser uma pessoa honesta’ em “Registros das falas de Cristo”

Como uma pessoa honesta, primeiro você precisa desnudar seu coração de modo que todos possam olhar para ele, ver tudo que você está pensando e vislumbrar a sua verdadeira face; você não deve tentar se disfarçar ou se embalar para parecer bom. Só então as pessoas confiarão em você e o considerarão honesto. Essa é a prática mais fundamental e o pré-requisito de ser uma pessoa honesta. Você está sempre fingindo, sempre simulando santidade, virtuosidade, grandeza, simulando qualidades morais elevadas. Você não permite que as pessoas vejam a sua corrupção e seus fracassos. Você apresenta uma imagem falsa às pessoas para que elas acreditem que você é honrado, grandioso, abnegado, imparcial e altruísta. Isso é desonestidade. Não vista um disfarce e não embale a si mesmo; ao contrário, desnude a si mesmo e o seu coração para os outros verem. Se você puder desnudar o seu coração para os outros verem e desnudar todos os seus pensamentos e planos — tanto positivos quanto negativos — então você não está sendo honesto? Se puder se desnudar para os outros verem, então Deus, também, verá você e dirá: “Você se desnudou para os outros verem e, por isso, certamente é honesto também diante de Mim”. Se você só se desnudar para Deus quando está fora da vista de outras pessoas e sempre fingir ser grandioso e virtuoso ou justo e altruísta quando está na companhia delas, então o que Deus pensará e dirá? Ele dirá: “Você é genuinamente enganador; você é puramente hipócrita e mesquinho; e você não é uma pessoa honesta”. Deus condenará você assim. Se deseja ser uma pessoa honesta, então, independentemente do que fizer perante Deus ou dos outros, você deve ser capaz de se abrir e de se desnudar. É fácil alcançar isso? Isso exige tempo, exige uma luta interna, e devemos praticar constantemente. Pouco a pouco, nosso coração se abrirá e seremos capazes de nos desnudar.

Extraído de ‘A prática mais fundamental de ser uma pessoa honesta’ em “Registros das falas de Cristo”

Ao praticar para ser uma pessoa honesta, primeiro deve-se aprender a abrir o coração para Deus e orar todos os dias, dizendo a Deus o que está em seu coração. Suponha que hoje você tenha falado falsamente, que ninguém tenha descoberto ainda e você ainda não tenha reunido coragem para se abrir com todos. No mínimo, você deve levar imediatamente a Deus os erros, falsidades e mentiras que você examinou e encontrou em sua conduta hoje, confessar seus pecados e dizer: “Ó Deus, falei uma mentira de novo. Eu o fiz por causa disso e daquilo. Imploro que me disciplines”. Se você tiver tal atitude, Deus o aceitará, e Ele Se lembrará disso. Talvez vá ser muito extenuante e penoso você resolver o defeito ou caráter corrupto de mentir, mas não se preocupe — Deus está com você, e Ele o guiará e ajudará a superar essa dificuldade recorrente, dando-lhe a coragem de não falar mentiras ou a coragem de reconhecer que você falou mentiras; de reconhecer quais mentiras você falou, por que mentiu e quais eram suas intenções e metas; de reconhecer que você não é uma pessoa honesta; de reconhecer que você é uma pessoa enganosa; e Ele lhe dará a coragem de romper essa barreira e sair da gaiola de Satanás e escapar do controle dele. Dessa forma, você gradualmente passará a viver na luz, sob a orientação e a bênção de Deus. Quando romper essa barreira de restrições carnais e for capaz de se submeter à verdade, você ficará livre e liberado. Quando você viver dessa forma, não só pessoas, mas também Deus, gostarão de você. Embora você vá, às vezes, ainda ser capaz de atos errados, e embora você vá, às vezes, ainda ser capaz de dizer mentiras, e embora você vá, às vezes, ainda ter suas próprias intenções, bem como motivos egoístas e ações e ideias egoístas e desprezíveis, você poderá aceitar o exame de Deus e revelar seu coração, seu estado real e seu caráter corrupto diante de Deus — e assim você terá uma senda de prática correta. Se sua senda de prática for correta e sua direção adiante for correta, suas perspectivas serão belas e brilhantes. Dessa forma, você viverá com o coração tranquilo; seu espírito será nutrido e você se sentirá enriquecido e alegre. Se você é incapaz de romper essa barreira de restrições carnais e está sempre preso a emoções e filosofias satânicas e sua fala e ações são sempre furtivos e secretos, nunca em plena luz do dia, então você é alguém que vive sob o império de Satanás. Quando entende a verdade e é capaz de romper a barreira das restrições carnais, você gradualmente assume uma semelhança humana. Você fala e age de forma franca e direta e mostra a outros qualquer visão ou pensamentos que possa ter ou qualquer coisa que fez de errado para que todos possam vê-la claramente — e, por fim, eles dirão que você é uma pessoa transparente. O que é uma pessoa transparente? É alguém que não fala mentiras, que é extremamente honesto no falar e cujas palavras todos acreditam ser verdade. Mesmo que fale uma mentira inconscientemente ou diga algo errado, todos são capazes de perdoá-lo, sabendo que ele o faz inconscientemente. Uma vez que esteja consciente disso, ele voltará para se desculpar e corrigir a situação. Isso é uma pessoa transparente. Todos gostam e podem confiar nesse tipo de pessoa. Se alcançar esse nível e ganhar a confiança de Deus e de outros, você terá realizado uma tarefa nada simples — essa é a maior dignidade que uma pessoa pode ter, e somente tais pessoas têm autorrespeito.

Extraído de ‘Somente sendo honesto é que se pode viver uma semelhança humana real’ em “Registros das falas de Cristo”

Hoje em dia, a maioria das pessoas tem muito medo de levar suas ações para diante de Deus; embora possa enganar Sua carne, você não pode enganar Seu Espírito. Qualquer questão que não possa resistir ao escrutínio de Deus está em conflito com a verdade e deveria ser deixada de lado; fazer diferente é cometer um pecado contra Deus. Portanto, você precisa colocar seu coração diante de Deus em todos os momentos, quando ora, quando conversa e tem comunhão com seus irmãos e irmãs e quando realiza o seu dever e trata dos seus afazeres. Quando você cumpre a sua função, Deus está com você, e, contanto que sua intenção seja correta e seja para a obra da casa de Deus, Ele aceitará tudo que você fizer; você deveria se dedicar sinceramente a cumprir a sua função. Quando você ora, se tiver amor a Deus em seu coração e buscar o cuidado, a proteção e o escrutínio de Deus, se essas coisas forem a sua intenção, suas orações serão eficazes. Por exemplo, quando orar em reuniões, se você abrir seu coração e orar a Deus e Lhe disser o que está em seu coração sem falar falsidades, então suas orações certamente serão eficazes.

Extraído de ‘Deus aperfeiçoa aqueles que são segundo o Seu coração’ em “A Palavra manifesta em carne”

Hoje, todos aqueles que não podem aceitar o escrutínio de Deus não podem receber Sua aprovação, e aqueles que não conhecem o Deus encarnado não podem ser aperfeiçoados. Olhe tudo que você faz e veja se pode ser trazido para diante de Deus. Se você não pode trazer tudo que faz para diante de Deus, isso mostra que você é um malfeitor. Os malfeitores podem ser aperfeiçoados? Tudo que você faz, cada ação, cada intenção e cada reação devem ser trazidos para diante de Deus. Até sua vida espiritual diária — suas orações, sua proximidade com Deus, como você come e bebe das palavras de Deus, a comunhão com seus irmãos e irmãs e sua vida dentro da igreja — e seu serviço em parceria podem ser trazidos diante de Deus para Seu escrutínio. É tal prática que ajudará você a alcançar crescimento na vida. O processo de aceitar o escrutínio de Deus é o processo de purificação. Quanto mais puder aceitar o escrutínio de Deus, mais você será purificado e mais estará de acordo com a vontade de Deus, de modo que você não será atraído à devassidão e seu coração viverá na Sua presença. Quanto mais você aceitar Seu escrutínio, maior será a humilhação de Satanás e sua capacidade de renunciar à carne. Assim, aceitar o escrutínio de Deus é uma senda de prática que as pessoas deveriam seguir. Seja lá o que você faça, mesmo quando em comunhão com seus irmãos e irmãs, você pode trazer seus atos para diante de Deus e buscar o Seu escrutínio e buscar obedecer ao Próprio Deus; isso tornará muito mais correto o que você pratica. Só se trouxer para diante de Deus tudo que faz e aceitar o escrutínio de Deus, você poderá ser alguém que vive na presença de Deus.

Extraído de ‘Deus aperfeiçoa aqueles que são segundo o Seu coração’ em “A Palavra manifesta em carne”

Não importa o que você encontre ao desempenhar seu dever — negatividade e fraqueza, ou ficar de mau humor depois de lidarem com você — você deve tratar isso adequadamente e deve também procurar a verdade e entender a vontade de Deus. Ao fazer essas coisas, você terá uma senda para praticar. Se você deseja fazer um bom trabalho no cumprimento de seu dever, não deve ser afetado por seu humor. Não importa o quão negativo ou fraco você esteja se sentindo, você deve praticar a verdade em tudo o que faz, com absoluto rigor e aderindo aos princípios. Se você fizer isso, não só as outras pessoas aprovarão você, mas Deus também gostará de você. Assim, você será uma pessoa que é responsável e que assume um fardo; você será uma pessoa genuinamente boa que realmente cumpre seus deveres à altura dos padrões e que vive plenamente a semelhança de uma pessoa genuína. Essas pessoas são purificadas e alcançam verdadeira transformação ao cumprir seus deveres, e pode-se dizer que são honestas aos olhos de Deus. Somente pessoas honestas podem perseverar em praticar a verdade e obter êxito em agir com princípios e conseguem cumprir seus deveres de acordo com as normas. Pessoas que agem com princípios cumprem seus deveres meticulosamente quando estão de bom humor; elas não trabalham de maneira superficial, não são arrogantes e elas e não se exibem para fazer os outros as terem em alta estima. Quando estão de mau humor, no entanto, concluem as tarefas cotidianas com a mesma seriedade e responsabilidade, e mesmo que enfrentem algo que seja prejudicial ao cumprimento de seus deveres, ou que exerça alguma pressão sobre elas ou cause perturbações enquanto cumprem seus deveres, ainda conseguem acalmar seu coração diante de Deus e orar, dizendo: “Não importa o tamanho do problema que eu enfrente — mesmo que o céu desmorone — enquanto Deus permitir que eu continue vivendo, estou determinado a fazer o possível para cumprir meu dever. Todo dia que me for permitido viver é um dia em que trabalharei duro no cumprimento de meu dever, para que eu seja digno desse dever que me foi concedido por Deus, bem como do fôlego que Ele colocou em meu corpo. Não importa a dificuldade em que possa estar, deixarei tudo de lado, pois cumprir meu dever é da maior importância!” Aqueles que não são afetados por qualquer pessoa, evento, coisa ou ambiente, que não são controlados por qualquer humor ou situação externa e que colocam seus deveres e as comissões que Deus lhes confiou em primeiro lugar — são as pessoas que são leais a Deus e se submetem genuinamente a Ele. Pessoas assim obtiveram a entrada na vida e entraram na verdade-realidade. Esta é uma das expressões mais práticas e genuínas de viver a verdade.

Extraído de ‘A entrada na vida deve iniciar com a experiência de cumprir o dever da pessoa’ em “Registros das falas de Cristo”

Quando as pessoas cumprem seu dever, elas estão, na verdade, fazendo o que deveriam. Mas se você fizer isso diante de Deus, se você cumprir seu dever de coração e com uma atitude de honestidade, essa atitude não será muito mais correta? Como, então, você deve aplicar essa atitude ao seu dia a dia? Você deve tornar “adorar a Deus de coração e com honestidade” a sua realidade. Sempre que você quiser ser desleixado e simplesmente agir sem se envolver, sempre que quiser ser preguiçoso e sempre que permitir que você seja distraído e desejar apenas se divertir, você deve refletir bem sobre isso: quando me comporto dessa maneira, estou sendo inconfiável? É isso que significa colocar meu coração no cumprimento do meu dever? Estou sendo desleal ao fazer isso? Quando faço isso, estou falhando em estar à altura da confiança que Deus depositou em mim? É assim que você deveria refletir sobre si mesmo. Deveria pensar: “Eu não tenho levado essa questão a sério. Na época, eu sentia que havia um problema, mas eu não o tratei como algo sério; eu simplesmente o encobri descuidadamente. Agora esse problema continua sem resolução. Que tipo de pessoa sou eu?” Você terá identificado o problema e vindo a conhecer a si mesmo um pouco. Você deve parar quando tiver um pouco de conhecimento? Você terminou após confessar seus pecados? Você deve se arrepender e dar meia-volta! E como você pode dar meia-volta? Antes, você tinha a atitude e mentalidade errada em relação a cumprir o seu dever, seu coração não estava nisso, e você nunca tratava das coisas certas. Hoje, você deve voltar sua atitude para cumprir bem o seu dever, deve orar diante de Deus e, quando volta a ter seus pensamentos e atitudes anteriores, deve pedir que Deus discipline e castigue você. Corra e identifique as áreas em que você costumava ser desleixado e superficial. Reflita sobre como pode retificá-las e, depois de retificá-las, volte a buscar e orar e então pergunte aos seus irmãos e irmãs se eles têm sugestões e recomendações melhores, até todos concordarem que você fez a coisa certa. Somente então você será validado. Você sentirá que, dessa vez, você cumpriu seu dever à altura do padrão, deu seu melhor, colocou seu coração nele e deu tudo de si; sentirá que fez tudo que pôde, livre de remorso. Ao prestar contas diante de Deus, sua consciência estará limpa e você dirá: “Mesmo que Deus possa avaliar meu dever apenas como 60%, eu investi cada pingo de força em meu corpo nele, coloquei todo meu coração nele, não fui preguiçoso, não tentei agir de modo escorregadio e não retive nada”. Isso não é levar as realidades de investir todo seu coração, toda sua mente e toda sua força em seu dever e aplicá-los em seu dia a dia? Isso não é viver essas realidades da verdade?

Extraído de ‘A senda vem de ponderar com frequência sobre a verdade’ em “Registros das falas de Cristo”

Você deve saber se há fé e lealdade verdadeiras em seu interior, se você tem um histórico de sofrer por Deus e se você tem se submetido completamente a Deus. Se você não tem essas coisas, então permanecem em você desobediência, engano, ganância e queixume. Como o seu coração está longe de ser honesto, você nunca recebeu reconhecimento positivo de Deus e nunca viveu na luz. Como o destino de alguém se resolverá no fim depende de a pessoa ter um coração honesto e vermelho-sangue, de ter uma alma pura. Se você for uma pessoa muito desonesta, de coração malicioso e alma impura, então é certo que vai acabar no local em que o homem é punido, como está escrito no registro do seu destino. Se você alega ser muito honesto, porém nunca consegue agir de acordo com a verdade ou falar uma palavra verdadeira, então você ainda está esperando que Deus o recompense? Ainda espera que Deus o considere a menina dos Seus olhos? Isso não é um modo absurdo de pensar? Você engana a Deus em todas as coisas; como pode a casa de Deus acomodar alguém como você, cujas mãos são impuras?

Extraído de ‘Três admoestações’ em “A Palavra manifesta em carne”

Anterior: 121. Os princípios para viver uma humanidade normal

Próximo: 123. Os princípios para agir sabiamente na fé em Deus

Quando o desastre vem, como nós cristãos devemos lidar com ele? Convidamos você a participar da nossa reunião online, onde podemos explorar juntos e encontrar o caminho.

Configurações

  • Texto
  • Temas

Cores sólidas

Temas

Fonte

Tamanho da fonte

Espaçamento entre linhas

Espaçamento entre linhas

Largura da página

Sumário

Busca

  • Pesquise neste texto
  • Pesquise neste livro