29. Os princípios para aceitar ser podado e tratado

(1) Aceitar ser podado e tratado é submeter-se ao julgamento e castigo de Deus, o que equivale a se submeter à verdade. Se alguém pode aceitar poda e tratamento, ele é capaz de um arrependimento verdadeiro;

(2) É preciso que ore a Deus quando alguém é podado e tratado e deve aceitar e se submeter a isso, não importa em que grau esteja de acordo com os fatos. Essa é a melhor oportunidade de conhecer a si mesmo;

(3) Toda poda e todo tratamento é julgamento e castigo por meio do advento dos fatos; é o amor especial de Deus. É preciso aceitar e se submeter a isso, e certamente virão benefícios disso;

(4) Ser podado e tratado é a maior lição de entrada na vida. É preciso se envolver na autorreflexão e renunciar a si mesmo, praticando a verdade e se submetendo a Deus.

Palavras de Deus relevantes:

Nos últimos dias, Cristo usa uma variedade de verdades para ensinar o homem, expor a essência do homem e dissecar suas palavras e ações. Essas palavras abrangem várias verdades: o dever do homem, como o homem deveria obedecer a Deus, como o homem deveria ser leal a Deus, como o homem deve viver a humanidade normal, bem como a sabedoria e o caráter de Deus e assim por diante. Essas palavras são todas dirigidas à essência do homem e ao seu caráter corrupto. Em especial, essas palavras que expõem como o homem desdenha de Deus são faladas em relação a como o homem é a corporificação de Satanás e uma força inimiga contra Deus. Ao realizar Sua obra de julgamento, Deus não torna clara a natureza do homem simplesmente com algumas palavras; Ele também expõe, trata e poda a longo prazo. Esses métodos de exposição, tratamento e poda não podem ser substituídos por palavras comuns, mas pela verdade que o homem absolutamente não possui. Apenas métodos desse tipo podem ser chamados de julgamento; só por meio de julgamento desse tipo é que o homem pode ser subjugado e completamente convencido a se submeter a Deus e, além disso, ganhar verdadeiro conhecimento de Deus. O que a obra de julgamento produz é o entendimento do homem da verdadeira face de Deus e da verdade sobre a própria rebelião. A obra de julgamento permite que o homem ganhe bastante entendimento da vontade de Deus, do propósito da obra de Deus e dos mistérios que lhe são incompreensíveis. Também permite que o homem reconheça e conheça sua substância corrupta e as raízes de sua corrupção, bem como descubra a fealdade do homem. Esses efeitos são todos produzidos pela obra de julgamento, pois a substância dessa obra é, de fato, a obra de revelar a verdade, o caminho e a vida de Deus a todos aqueles que têm fé Nele. Essa obra é a obra de julgamento realizada por Deus. Se você não considera essas verdades como importantes e só pensa em evitá-las ou em encontrar um novo caminho que não seja por elas, então digo que você é um pecador atroz. Se você tem fé em Deus, mas não busca a verdade ou a vontade de Deus, nem ama o caminho que o leva para mais perto de Deus, digo que você é alguém que está tentando se esquivar do julgamento, um fantoche e um traidor que foge do grande trono branco. Deus não poupará nenhum rebelde que fuja de Sua vista. Tais homens irão receber punição ainda mais severa. Aqueles que comparecerem perante Deus para ser julgados, e que, além disso, tiverem sido purificados, viverão para sempre no reino de Deus. Evidentemente, isso é algo que pertence ao futuro.

Extraído de ‘Cristo realiza a obra do julgamento com a verdade’ em “A Palavra manifesta em carne”

Se você acredita em Deus, então, deve obedecer a Deus, colocar a verdade em prática e cumprir todos os seus deveres. Além disso, você deve entender as coisas que deveria experimentar. Se você só experimenta ser lidado, ser disciplinado e ser julgado, se você somente é capaz de desfrutar Deus, mas é incapaz de sentir quando Deus o está disciplinando ou está lidando com você, isso é inaceitável. Talvez, nesse caso de refinamento, você seja capaz de permanecer firme, mas isso ainda não é o bastante; você ainda deve continuar marchando avante. A lição de amar a Deus nunca para e não tem fim. As pessoas acham que acreditar em Deus é algo extremamente simples, mas assim que ganham alguma experiência prática, elas então se dão conta de que crer em Deus não é tão simples quanto imaginam. Quando Deus opera para refinar o homem, o homem sofre. Quanto maior for o refinamento de uma pessoa, maior será seu amor por Deus, mais do poder de Deus será revelado nela. Em contrapartida, quanto menos refinamento uma pessoa recebe, menos o seu amor por Deus crescerá, e menos poder de Deus será revelado nela. Quanto maiores forem o refinamento e a dor de uma pessoa e quanto maior tormento experimentar, mais profundo se tornará seu amor por Deus, mais genuína sua fé em Deus se tornará, e mais profundo será seu conhecimento de Deus. Em suas experiências, você verá pessoas que sofrem grandemente enquanto são refinadas, que são muito lidadas e disciplinadas, e você verá que são essas pessoas que têm um profundo amor por Deus e um conhecimento mais profundo e penetrante de Deus. Os que não experimentaram tratamento têm somente um conhecimento superficial e podem apenas dizer: “Deus é tão bom. Ele concede graça às pessoas para que possam desfrutar Dele”. Se as pessoas experimentaram tratamento e disciplina, então são capazes de falar do verdadeiro conhecimento de Deus. Assim, quanto mais maravilhosa é a obra de Deus no homem, mais valiosa e significativa ela é. Quanto mais impenetrável ela é para você e mais incompatível com suas noções, mais a obra de Deus é capaz de conquistá-lo, ganhá-lo e aperfeiçoá-lo.

Extraído de ‘Aqueles que hão de ser aperfeiçoados devem passar pelo refinamento’ em “A Palavra manifesta em carne”

As pessoas não podem mudar o próprio caráter; elas devem submeter-se ao julgamento e castigo, e ao sofrimento e refinamento das palavras de Deus, ou o tratamento, a disciplina e a poda pelas Suas palavras. Só então elas podem alcançar a obediência e a fidelidade a Deus, e não mais ser superficiais para com Ele. É sob o refinamento das palavras de Deus que o caráter das pessoas muda. Só por meio da exposição, julgamento, disciplina e do tratamento de Suas palavras elas não ousarão mais agir precipitadamente, mas, em vez disso, se tornarão firmes e controladas. O ponto mais importante é que elas são capazes de se submeter às palavras atuais e à obra de Deus e, ainda que ela não esteja em concordância com as noções humanas, elas conseguem deixar essas noções de lado e se submeter voluntariamente.

Extraído de ‘As pessoas cujo caráter mudou são as que entraram na realidade das palavras de Deus’ em “A Palavra manifesta em carne”

Deus tem muitos meios de aperfeiçoar o homem. Ele emprega todo tipo de ambientes para lidar com o caráter corrupto do homem e utiliza várias coisas para desnudar o homem; num aspecto, Ele lida com o homem, em outro, Ele o desnuda, e em outro Ele o revela, desenterrando e revelando os “mistérios” das profundezas do coração do homem e mostrando ao homem a sua natureza ao revelar muitos de seus estados. Deus aperfeiçoa o homem através de muitos métodos — através de revelação, lidando com o homem, através do refinamento do homem e do castigo — para que o homem saiba que Deus é prático.

Extraído de ‘Somente os que se concentram na prática podem ser aperfeiçoados’ em “A Palavra manifesta em carne”

Às vezes, Deus lhe proporciona um certo tipo de sentimento, um sentimento que faz você perder sua alegria interior e perder a presença de Deus, de modo que você é mergulhado nas trevas. Isso é um tipo de refinamento. Sempre que você faz qualquer coisa, dá errado ou você topa com uma parede. Isso é a disciplina de Deus. Às vezes, quando você faz algo que é desobediência a Deus e rebeldia para com Ele, pode ser que ninguém mais saiba disso, mas Deus sabe. Ele não deixará você se safar e irá discipliná-lo. A obra do Espírito Santo é muito detalhada. Ele observa muito cuidadosamente cada palavra e cada ato das pessoas, cada atitude e movimento, cada ideia e pensamento, para que as pessoas possam adquirir consciência dessas coisas. Você faz uma coisa uma vez e dá errado; você faz uma coisa de novo e ainda dá errado, e aos poucos, você chegará a compreender a obra do Espírito Santo. Através das muitas vezes em que é disciplinado, você saberá o que fazer para estar alinhado com a vontade de Deus, e saberá o que não está alinhado com a vontade Dele. No fim, terá reações exatas à orientação dada pelo Espírito Santo em seu íntimo. Às vezes, você será rebelde e será repreendido por Deus em seu íntimo. Tudo isso vem da disciplina de Deus. Se você não valoriza a palavra de Deus, se menospreza Sua obra, então Ele não prestará atenção em você. Quanto mais a sério você considerar as palavras de Deus, mais Ele o esclarecerá.

Extraído de ‘Aqueles que hão de ser aperfeiçoados devem passar pelo refinamento’ em “A Palavra manifesta em carne”

Deus opera em cada pessoa, e não importa qual é Seu método, de que tipo de pessoas, assuntos ou coisas Ele faz uso em Seu serviço, ou que tipo de tom têm Suas palavras, Ele só tem um objetivo final: salvar você. Antes de salvar você, Ele precisa transformá-lo, então como você poderia não sofrer um pouco? Você vai ter que sofrer. Esse sofrimento pode envolver muitas coisas. Às vezes, Deus levanta pessoas, questões e coisas ao seu redor de modo que você possa vir a se conhecer, ou então você pode ser diretamente lidado, podado e exposto. Assim como alguém em uma mesa de cirurgia — você precisa passar por um pouco de dor para um bom desfecho. Se toda vez que você é podado e lidado e toda vez que Ele levanta pessoas, assuntos e coisas, isso estimular seus sentimentos e lhe der um impulso, então isso está correto, e você terá estatura e entrará na verdade-realidade. Se toda vez que você é podado e lidado, toda vez que Deus levanta seu ambiente, você não sente dor ou um desconforto que seja, se não sente absolutamente nada, se não vem diante de Deus para buscar Sua vontade, nem orando nem buscando a verdade, então de fato você está entorpecido demais! Se uma pessoa estiver muito entorpecida e nunca ser espiritualmente consciente, então Deus não terá como operar nela. Ele dirá: “Essa pessoa está entorpecida demais e foi corrompida muito profundamente. Olhe tudo que Eu fiz, todo o esforço que empreguei; fiz tantas coisas nele — mesmo assim não consigo mover seu coração nem despertar seu espírito. Essa pessoa estará encrencada; ela não é fácil de salvar”. Se Deus arranja certos ambientes, pessoas, assuntos e coisas para você, se Ele o poda e lida com você, e se você aprende lições com isso, se aprendeu a vir diante de Deus, aprendeu a buscar a verdade, e, involuntariamente, é esclarecido e iluminado e alcança a verdade, se experimentou uma mudança nesses ambientes, colheu recompensas e fez progresso, se começa a ter uma pequena compreensão da vontade de Deus e deixa de reclamar, então tudo isso significará que você permaneceu firme em meio às provações desses ambientes e suportou ao teste. Desse modo, você terá transposto essa experiência difícil. Como Deus verá aqueles que superam o teste? Deus dirá que eles têm um coração verdadeiro, que podem suportar esse tipo de sofrimento e que, no fundo, eles amam a verdade e querem a verdade. Se Deus o avalia dessa forma, você não é alguém com estatura? Você não tem vida? E como essa vida é alcançada? Ela é concedida por Deus? Isso é Deus trazendo pessoalmente uma tigela de comida para você e levando-a até sua boca para alimentá-lo, e, depois de comer, você se sente saciado e pode permanecer forte. É assim que você deve ver e compreender essas coisas; é assim que devemos nos submeter a tudo que vem de Deus. Esse é o tipo de estado de espírito e atitude que você deve possuir, e você deve aprender a buscar a verdade. Você não deveria ficar constantemente procurando causas externas ou culpando os outros por seus problemas ou encontrando falhas nas pessoas; voce deve ter um entendimento claro da vontade de Deus. No lado de fora, algumas pessoas parecem ter opiniões sobre você ou preconceitos contra você, mas você não deve ver as coisas dessa maneira. Se você vir as coisas a partir de um ponto de vista errôneo, a única coisa que fará é inventar desculpas, e não será capaz de alcançar nada. Você deve ver as coisas objetiva e justamente; dessa maneira, você buscará a verdade e entenderá a intenção de Deus. Uma vez que seu ponto de vista e estado de espírito sejam retificados, você será capaz de alcançar a verdade. Por que, então, você não simplesmente faz isso? Por que resiste? Se parasse de resistir, você ganharia a verdade. Se resistir, você não ganhará nada e também magoará os sentimentos de Deus e O decepcionará. Como Deus se decepcionará? Isso equivale a rejeitar a tigela de comida que o Próprio Deus trouxe até você para alimentá-lo pessoalmente. Você diz que não está com fome e que não precisa disso; Deus tenta encorajá-lo a comer de novo e de novo, mas você continua não querendo. Você prefere passar fome. Você acha que está saciado quando, na verdade, não tem absolutamente nada. Pessoas assim são muito hipócritas e são as pessoas mais empobrecidas e lamentáveis.

Extraído de ‘A fim de ganhar a verdade, você deve aprender com as pessoas, questões e coisas ao seu redor’ em “Registros das falas de Cristo”

Tanto se estão num estado no qual cometem erros quanto num estado no qual não cometem erros, em geral, as pessoas nutrem um tipo de dureza e rebeldia no fundo do coração. Ademais, uma espécie de pensamento humano lógico existe dentro delas, que diz: “Contanto que minhas ações e intenções sejam corretas, tu não deverias lidar comigo, e não há problema se eu não me submeter”. Elas não mencionam se o que fizeram se conforma à verdade ou a quais consequências isso leva. Elas acreditam: “Contanto que eu tenha um bom coração e não tenha intenções maliciosas, Tu deverias me aceitar”. Esse é o raciocínio humano, não é? Esse é o raciocínio humano, e não há submissão. Você considera seu raciocínio como a verdade e trata a verdade como algo supérfluo. Você acha que somente aquilo que concorda com o seu raciocínio é a verdade, e que qualquer coisa que destoa do seu raciocínio não é a verdade. Qualquer um que pensa assim é sumamente absurdo, arrogante e hipócrita. Que tipo de estados as lições sobre a submissão podem ajudar as pessoas a solucionar? Para alcançar submissão, elas precisam de certo nível de racionalidade? Não importa se fizemos algo certo ou errado numa questão, contanto que Deus esteja insatisfeito, deveríamos escutar Deus e usar as palavras de Deus como o padrão. Isso seria racional, certo? Esse é o senso que os seres humanos deveriam possuir; é a primeira coisa com que deveriam se equipar. Não deveríamos levar em conta quanto sofremos, quais eram nossas intenções e nossos propósitos, ou quais eram nossos motivos na época. Visto que Deus não está satisfeito e não cumprimos as exigências de Deus, e dado que Deus é a verdade, nós devemos escutar Deus e não tentar discutir nem argumentar com Ele. Se você possuir tal racionalidade, você será capaz de se submeter; ou seja, se, quaisquer que sejam as suas circunstâncias, você não se rebelar contra Deus nem rejeitar as exigências que Ele lhe faz, e se você não analisar se as exigências Dele estão certas ou erradas, então seu estado humano de dureza e rebeldia e sua propensão a escapar pela argumentação serão solucionadas. Esses estados não existem em todo mundo? Esses estados costumam emergir nas pessoas, e elas pensam: “Contanto que o meu caminho esteja de acordo com o raciocínio lógico, Teu jeito não pode estar certo, então é razoável e justo eu não obedecer a Ti”. Esse é um estado comum às pessoas, mas se você estiver equipado com esse tipo de racionalidade, você será capaz de solucionar efetivamente em parte esse tipo de estado.

Extraído de ‘Os cinco estados necessários para estar na trilha certa em sua fé’ em “Registros das falas de Cristo”

Assim que chegam à igreja e assumem seus deveres e antes que sejam tratados ou podados, todos são espinhentos feito o cacto, querendo dar a palavra final nas coisas. Pensam consigo: “Agora que acredito em Deus, eu tenho direitos e liberdade na igreja, então agirei como achar adequado”. Mais adiante, uma vez que passaram por um tempo de tratamento, poda e disciplina e uma vez que a verdade lhes foi comunicada e eles ouviram os sermões, eles não mais ousam se comportar dessa maneira. Na verdade, não foram inteiramente fundamentados; eles apenas sabem um pouco de como as coisas funcionam e têm um bocado de senso. Quando os outros dizem coisas que são garantidas, eles conseguem reconhecer que estão certas, e, embora talvez não entendam essas coisas muito bem, conseguem aceitá-las. Não estão eles, então, muito mais fundamentados do que estavam? O fato de conseguirem aceitar essas coisas demonstra que sua conduta passou por algumas mudanças. Como ocorreram essas mudanças? Elas surgiram devido à exortação e à incitação bem como ao conforto das palavras de Deus. Às vezes, tais pessoas precisam de um pouco de disciplina, de tratamento e poda, bem como de um pouco de comunicação sobre os princípios, que lhes diga que uma coisa deve ser feita de certa maneira e não de outra. “A verdade deve ser aceita. Ela está bem aí, à mostra. Quem ousaria objetar a ela?”, pensam elas. Na casa de Deus, Deus é grande, a verdade é grande, e a verdade reina; essa fundação teórica sacudiu e fez acordar algumas pessoas e permitiu que algumas pessoas entendessem o que significa ter fé em Deus. Pense em alguém que, inicialmente, era grosseiro e dissoluto, completamente desenfreado e que ignorava as regras, a fé em Deus, a casa de Deus e os princípios de realizar seu dever na casa de Deus: quando tal pessoa — que nada sabe — vem à casa de Deus com boas intenções e entusiasmo, radiante de grandes aspirações e esperanças, e lá é incentivada e exortada, regada e alimentada, tratada e podada pelas palavras de Deus e é castigada, disciplinada, provada e refinada vez após vez, então, gradualmente, algumas mudanças ocorrerão na humanidade dessa pessoa. Que mudanças são essas? Ela vem a entender algo dos princípios da conduta humana e vem a saber que, no passado, ela carecia da semelhança humana; era grosseira, arrogante e tinha um ego inflado demais; falava e agia sem princípios e não sabia buscar a verdade; achava que ter fé em Deus é uma simples questão de fazer qualquer coisa que Deus pede e ir aonde quer que Ele mande, com vigor bárbaro; e, ademais, tal pessoa acreditava que isso era lealdade e amor por Deus. Agora, essa pessoa nega todas essas coisas e sabe que elas são as condutas de Satanás e que os crentes em Deus devem obedecer às Suas palavras e honrar a verdade como grandiosa, cedendo à sua soberania em todas as coisas. Em resumo, em teoria e no fundo do seu coração, todas as pessoas entenderam, reconheceram e aceitaram que essas palavras estão corretas — que são a verdade, a realidade das coisas positivas — não importando quão profundamente essas palavras fincaram raízes em seu coração e qual foi o tamanho do papel que essas palavras tiveram. Mais tarde, após passarem por certo grau de castigo e disciplina intangíveis, uma medida de verdadeira fé surge em sua consciência, e elas passam de suas imaginações iniciais e vagas sobre Deus para o senso atual de que Ele parece existir. Quando tais sentimentos surgem nas pessoas, então, passo a passo, algumas das ideias, visões e padrões morais em sua humanidade bem como alguns de seus modos de pensar começam a mudar.

Extraído de ‘Somente ao resolver suas noções alguém pode entrar na trilha certa da crença em Deus (3)’ em “Registros das falas de Cristo”

Você consegue praticar imediatamente, depois de ganhar algum entendimento de um assunto? Você não consegue começar a praticar imediatamente. Enquanto você possui entendimento, outros podam você e lidam com você e, então, o seu ambiente o compele e o força a agir de acordo com as verdades-princípio. Às vezes, as pessoas não estão dispostas a passar por isso e dizem: “Por que não posso fazer isso daquele jeito? Tenho de fazer isso desse modo?”. Outros dizem: “Se você crê em Deus, então, você deveria fazer isso desse modo. Fazer isso desse modo está de acordo com a verdade”. Quando as pessoas chegam a um certo ponto no qual elas têm experimentado algumas provações e acabaram por entender a vontade de Deus e algumas verdades, então, elas ficam um tanto felizes e dispostas a agir de acordo com as verdades-princípio. No início, as pessoas são relutantes em praticar a verdade. Tome o cumprimento devoto dos deveres de alguém como exemplo: você tem algum entendimento sobre o cumprimento de seus deveres e sobre ser devoto a Deus e você também entende as verdades relacionadas, mas quando você será capaz de dedicar-se completamente a Deus? Quando você será capaz de cumprir seus deveres tanto de nome como de fato? Isso exigirá um processo. Durante esse processo, você pode sofrer muitas dificuldades. Algumas pessoas podem lidar com você, e outras podem criticar você. Os olhos de todos estarão fixos em você, e somente então você começará a perceber que você está errado e que, na verdade, foi você que mostrou um desempenho fraco, que a falta de devoção no cumprimento do seu dever é inaceitável e que você não deve ser descuidado ou superficial. O Espírito Santo o esclarecerá a partir de dentro e o repreenderá, quando você cometer um erro. Durante esse processo, você entenderá algumas coisas sobre si mesmo e saberá que é impuro demais, que você abriga motivos pessoais demais e tem desejos exagerados demais quando cumpre seus deveres. Uma vez que tenha entendido a essência dessas coisas, você pode vir para diante de Deus em oração e realmente se arrepender; desse modo, você pode ser purificado daquelas impurezas. Se, dessa maneira, você buscar a verdade com frequência para resolver seus próprios problemas práticos, você gradativamente colocará o pé na senda certa da fé. Quanto mais o caráter corrupto de alguém for purificado, mais seu caráter de vida se transformará.

Extraído de ‘O que deveria ser conhecido sobre transformar o caráter da pessoa’ em “Registros das falas de Cristo”

Algumas pessoas se tornam passivas após serem podadas e lidadas; elas perdem toda a energia para cumprir seus deveres e acabam perdendo sua lealdade também. Por que isso acontece? É parcialmente devido à sua falta de conscientização em relação à essência de suas ações, e isso leva a não serem capazes de se submeter a serem podadas e lidadas. Isso é determinado por sua natureza, que é arrogante e convencida e que não tem amor pela verdade. Também é parcialmente devido ao fato de não entenderem qual é o significado de serem podadas e lidadas. Todas as pessoas creem que ser podadas e lidadas quer dizer que seu desfecho já foi determinado. Como resultado, as pessoas erradamente acreditam que, se tiverem alguma lealdade a Deus, então elas não deveriam ser lidadas e podadas; e que, se forem lidadas, então isso não é indicativo do amor e da justiça de Deus. Tal mal-entendido faz com que muitas pessoas não ousem ser “leais” a Deus. Na verdade, no final das contas, é porque elas são extremamente enganosas; não querem sofrer dificuldades. Só querem obter bênçãos do modo mais fácil. Não estão conscientes da justiça de Deus. Não é que Ele não fez nada justo ou que não está fazendo nada justo; é simplesmente que as pessoas nunca acreditam que o que Deus faz é justo. Aos olhos humanos, se a obra de Deus não corresponder aos seus desejos humanos ou se não estiver de acordo com o que eles esperavam, então Ele não deve ser justo. Entretanto, as pessoas nunca sabem que suas ações são inadequadas e não correspondem à verdade, nem notam que suas ações resistem a Deus. Se Deus nunca lidasse com as pessoas ou as podasse por suas transgressões, nem as repreendesse por seus erros, mas, em vez disso, fosse calmo e gentil com elas, nunca as ofendesse ou expusesse suas cicatrizes, e se Ele lhes permitisse jantar e aproveitar seu tempo com Ele, então as pessoas jamais reclamariam de Deus ou O julgariam como injusto; ao contrário, elas alegariam hipocritamente que Ele foi muito justo. Tais pessoas conhecem Deus? Os pensamentos delas podem estar completamente afinados com os Dele? Como tais pessoas podem fazer Deus parar de Se preocupar? Elas não têm noção de que, quando julga, poda e lida com a humanidade, Deus está tentando purificar e transformar o caráter de vida delas de modo que possam ter sucesso em submeter-se e amar a Ele; as pessoas simplesmente não acreditam que Deus é justo. Assim que ele se torna um pouco reprovador ou lida com as pessoas um pouco, elas ficam negativas e fracas e começam a reclamar Dele. Recusam-se a acreditar que Deus olha para como as pessoas se expressam depois que se transformaram; elas simplesmente não têm interesse algum em mudar. Se continuarem nesse estado, vocês serão enganados por suas noções, e será impossível purificar ou aperfeiçoar vocês.

Extraído de ‘As implicações da determinação de Deus dos desfechos das pessoas com base em seu desempenho’ em “Registros das falas de Cristo”

Algumas pessoas acreditam que, depois de experimentar o julgamento e castigo de Deus, e de ser tratadas e podadas por Ele, ou uma vez que suas verdadeiras cores foram reveladas, isso significa que seus desfechos estão gravados empedra. A maioria das pessoas não consegue enxergar além disso; ficam presas nisso e não sabem como seguir adiante. Geralmente, quando ainda precisam ser tratadas e podadas e ainda não sofreram contratempo algum, elas acham que deveriam buscar a verdade e satisfazer a vontade de Deus em sua fé. Contudo, assim que levam um pequeno golpe ou alguma dificuldade surge, aparece sua natureza traiçoeira. Isso é nojento de ver. Mais tarde, elas se repugnam e acabam por delimitar o próprio desfecho, dizendo: “Está tudo acabado para mim! Se eu sou capaz de fazer tais coisas, isso não significa que eu não tenho mais jeito? Deus nunca me salvará”. Muitas pessoas estão nesse estado. Poder-se-ia até dizer que todo mundo é assim. Por que as pessoas se delimitam assim? Isso prova que elas ainda não entendem a intenção de Deus de salvar a humanidade. Ser tratado uma uma única vez já leva você a tirar uma longa pausa na busca pela verdade; cometer um pequeno erro já impede você de cumprir o seu dever; até mesmo uma situação simples pode levar você a ficar preso. É como se as pessoas só tivessem entusiasmo quando se acham perfeitas e sem defeitos, entretanto, quando descobrem que são demasiadamente corruptas, elas não têm ânimo para continuar buscando a verdade. Muitas pessoas têm dito palavras de frustração e negatividade como: “Está definitivamente acabado para mim; não tem como eu ser salvo. Ainda que Deus me perdoe, eu não posso me perdoar; eu não mudarei nunca”. As pessoas não entendem a vontade de Deus, o que mostra que ainda não conhecem a Sua obra. Na verdade, durante sua entrada normal, as pessoas realmente revelam alguns caracteres corruptos, suas ações são contaminadas, elas não se responsabilizam, não têm lealdade alguma e são descuidadas e superficiais — e tudo isso é muito natural; essas coisas fazem parte de um padrão inevitável. Se essas coisas não forem reveladas, como elas poderiam ser chamadas de humanos corruptos? Se a humanidade não fosse corrupta, então não haveria significado na obra de salvação de Deus. No momento, a situação é tal que as pessoas carecem da verdade; elas não se conhecem de fato, e seus estados não estão claros para elas, então elas precisam ser expostas e colocadas sob o holofote. O esclarecimento somente virá quando as pessoas forem expostas, pois estão todas entorpecidas e abobadas, e, ao menos que esse tipo de obra seja feito, elas não mudarão.

Extraído de ‘Deve-se entender que há semelhanças e diferenças entre as naturezas das pessoas’ em “Registros das falas de Cristo”

Ter falhado e caído muitas vezes não é uma coisa ruim; tampouco o é ser exposto. Se você foi tratado, podado ou exposto, você deve sempre se lembrar disto: ser exposto não significa que você está sendo condenado. Ser exposto é algo bom; é a sua melhor oportunidade de conhecer a si mesmo. Isso pode fazer com que a sua experiência de vida mude de marcha. Sem isso, você não possuirá a oportunidade, a condição e nem o contexto para ser capaz de alcançar um entendimento da verdade de sua corrupção. Se você puder vir a conhecer as coisas dentro de você, todos aqueles aspectos escondidos profundamente dentro de você, que são duros de reconhecer e difíceis de desenterrar, então isso será uma coisa boa. Tornar-se capaz de verdadeiramente conhecer a si mesmo é a melhor oportunidade de você corrigir seus rumos e se tornar uma pessoa nova; é a melhor oportunidade de você obter uma vida nova. Quando conhecer a si mesmo de verdade, você será capaz de ver que, quando a verdade se torna sua vida, ela é realmente uma coisa preciosa, e você terá sede da verdade e entrará na realidade. Isso é uma coisa tão maravilhosa! Se você conseguir aproveitar essa oportunidade e refletir honestamente sobre si mesmo e ganhar um conhecimento genuíno de si mesmo sempre que você cair ou falhar, então, em meio à negatividade e fraqueza, você será capaz de se levantar de novo. Uma vez que você tiver ultrapassado esse limiar, você será capaz de tomar um grande passo à frente e entrar na verdade-realidade.

Extraído de ‘A fim de ganhar a verdade, você deve aprender com as pessoas, questões e coisas ao seu redor’ em “Registros das falas de Cristo”

Anterior: 28. Os princípios para aceitar o julgamento e o castigo das palavras de Deus

Próximo: 30. Os princípios para passar por provações e refinamento

Quando o desastre vem, como nós cristãos devemos lidar com ele? Convidamos você a participar da nossa reunião online, onde podemos explorar juntos e encontrar o caminho.

Configurações

  • Texto
  • Temas

Cores sólidas

Temas

Fonte

Tamanho da fonte

Espaçamento entre linhas

Espaçamento entre linhas

Largura da página

Sumário

Busca

  • Pesquise neste texto
  • Pesquise neste livro