14. Os princípios para aceitar o escrutínio de Deus

(1) Em suas orações a Deus, aceite Seu escrutínio. Não fale com falsidade nem tente enganá-Lo; diga apenas o que está em seu coração, busque a verdade e busque compreender a Sua vontade;

(2) Ao cumprir seu dever, é necessário aceitar o escrutínio de Deus. Seja responsável perante Deus pelo desempenho de seu dever, corrija suas intenções e ponha um fim à obra desleixada e superficial e à trapaça;

(3) Aceite o escrutínio de Deus em todos os assuntos pessoais. Corrija qualquer um que viole a verdade-princípio e se arrependa diante de Deus;

(4) Tanto na frente dos outros ou longe da vista deles, seja capaz de apresentar diante de Deus e submeter ao Seu exame tudo o que você faz. Fale com Ele em oração sobre assuntos que são obscuros para você e busque a verdade.

Palavras de Deus relevantes:

Eu sou justo, Eu sou digno de confiança e Eu sou o Deus que examina o que há de mais profundo no coração do homem! Eu revelarei imediatamente quem é verdadeiro e quem é falso. Não fiquem alarmados; todas as coisas funcionam de acordo com o Meu tempo. Quem Me quer sinceramente e quem não Me quer sinceramente — Eu lhes direi, um por um. Cuidem apenas de comer tudo, beber tudo e chegar perto de Mim quando vierem à Minha presença e Eu Mesmo farei a Minha obra. Não fiquem muito ansiosos para ter resultados rápidos; Minha obra não é algo que pode ser executado de uma só vez. Dentro dela há Meus passos e Minha sabedoria, e é por isso que Minha sabedoria pode ser revelada. Eu deixarei vocês verem o que é feito pelas Minhas mãos — a punição do mal e a recompensa do bem. Eu certamente não favoreço ninguém. Você que Me ama sinceramente, Eu o amarei sinceramente, e, quanto àqueles que não Me amam sinceramente, a Minha ira sempre estará com eles, de modo que possam lembrar por toda a eternidade que Eu sou o Deus verdadeiro, o Deus que examina o que há de mais profundo no coração do homem. Não aja de uma maneira na presença dos outros e de outra maneira pelas suas costas; Eu vejo claramente tudo que você faz e, embora possa enganar os outros, você não pode enganar a Mim. Eu vejo tudo isso claramente. Não é possível que você esconda nada; tudo repousa em Minhas mãos. Não se ache tão esperto assim para fazer seus pequenos cálculos mesquinhos resultar em sua vantagem. Eu lhe digo: por mais planos que o homem possa incubar, sejam milhares ou dezenas de milhares, no fim, eles não podem escapar da palma da Minha mão. Todas as coisas e todos os objetos são controlados pelas Minhas mãos, quanto mais uma simples pessoa! Não tente se evadir de Mim nem se esconder, não tente enganar nem se ocultar. Você ainda não consegue ver que o Meu semblante glorioso, a Minha ira e o Meu julgamento foram revelados publicamente? Todos que não Me querem sinceramente, Eu os julgarei de imediato e sem misericórdia. Minha piedade chegou ao fim; não resta mais nada. Não sejam mais hipócritas e ponham um fim em seus modos desregrados e incautos.

Extraído de ‘Capítulo 44’ das Declarações de Cristo no princípio em “A Palavra manifesta em carne”

Ser um crente em Deus significa que tudo que você faz precisa ser trazido para diante Dele e ser submetido ao Seu escrutínio. Se o que você faz pode ser trazido para diante do Espírito de Deus, mas não para diante da carne de Deus, isso mostra que você não esteve sob o escrutínio de Seu Espírito. Quem é o Espírito de Deus? Quem é a pessoa a quem Deus dá testemunho? Não são Eles um só e o mesmo? A maioria Os vê como dois seres separados, acreditando que o Espírito de Deus é o Espírito de Deus e a pessoa de quem Deus dá testemunho é meramente um humano. Mas você não está equivocado? Em nome de quem essa pessoa opera? Aqueles que não conhecem o Deus encarnado não têm entendimento espiritual. O Espírito de Deus e a Sua carne encarnada são um só, porque o Espírito de Deus está materializado na carne. Se essa pessoa não for bondosa com você, o Espírito de Deus será bondoso? Você não fica confuso? Hoje, todos aqueles que não podem aceitar o escrutínio de Deus não podem receber Sua aprovação, e aqueles que não conhecem o Deus encarnado não podem ser aperfeiçoados. Olhe tudo que você faz e veja se pode ser trazido para diante de Deus. Se você não pode trazer tudo que faz para diante de Deus, isso mostra que você é um malfeitor. Os malfeitores podem ser aperfeiçoados? Tudo que você faz, cada ação, cada intenção e cada reação devem ser trazidos para diante de Deus. Até sua vida espiritual diária — suas orações, sua proximidade com Deus, como você come e bebe das palavras de Deus, a comunhão com seus irmãos e irmãs e sua vida dentro da igreja — e seu serviço em parceria podem ser trazidos diante de Deus para Seu escrutínio. É tal prática que ajudará você a alcançar crescimento na vida. O processo de aceitar o escrutínio de Deus é o processo de purificação. Quanto mais puder aceitar o escrutínio de Deus, mais você será purificado e mais estará de acordo com a vontade de Deus, de modo que você não será atraído à devassidão e seu coração viverá na Sua presença. Quanto mais você aceitar Seu escrutínio, maior será a humilhação de Satanás e sua capacidade de renunciar à carne. Assim, aceitar o escrutínio de Deus é uma senda de prática que as pessoas deveriam seguir. Seja lá o que você faça, mesmo quando em comunhão com seus irmãos e irmãs, você pode trazer seus atos para diante de Deus e buscar o Seu escrutínio e buscar obedecer ao Próprio Deus; isso tornará muito mais correto o que você pratica. Só se trouxer para diante de Deus tudo que faz e aceitar o escrutínio de Deus, você poderá ser alguém que vive na presença de Deus.

Extraído de ‘Deus aperfeiçoa aqueles que são segundo o Seu coração’ em “A Palavra manifesta em carne”

Se você deseja ser segundo o coração de Deus, então precisa ter um coração que obedece à Sua obra, precisa se esforçar para buscar a verdade e precisa aceitar o escrutínio de Deus em todas as coisas. Tudo que você faz passou pelo escrutínio de Deus? Sua intenção é correta? Se a sua intenção for correta, então Deus o elogiará; se a sua intenção estiver errada, isso mostra que o que o seu coração ama não é Deus, mas a carne e Satanás. Portanto, você precisa usar a oração como uma maneira de aceitar o escrutínio de Deus em todas as coisas. Quando você ora, embora Eu não esteja na sua frente em pessoa, o Espírito Santo está com você, e é tanto a Mim quanto ao Espírito de Deus que você está orando. Por que você acredita nesta carne? Você acredita porque Ele tem o Espírito de Deus. Você acreditaria nesta pessoa se Ele não tivesse o Espírito de Deus? Quando acredita nesta pessoa, você acredita no Espírito de Deus. Quando teme esta pessoa, você teme o Espírito de Deus. Fé no Espírito de Deus é fé nesta pessoa, e fé nesta pessoa também é fé no Espírito de Deus. Quando ora, você sente que o Espírito de Deus está com você e que Deus está diante de você e, portanto, você ora para o Seu Espírito. Hoje em dia, a maioria das pessoas tem muito medo de levar suas ações para diante de Deus; embora possa enganar Sua carne, você não pode enganar Seu Espírito. Qualquer questão que não possa resistir ao escrutínio de Deus está em conflito com a verdade e deveria ser deixada de lado; fazer diferente é cometer um pecado contra Deus. Portanto, você precisa colocar seu coração diante de Deus em todos os momentos, quando ora, quando conversa e tem comunhão com seus irmãos e irmãs e quando realiza o seu dever e trata dos seus afazeres. Quando você cumpre a sua função, Deus está com você, e, contanto que sua intenção seja correta e seja para a obra da casa de Deus, Ele aceitará tudo que você fizer; você deveria se dedicar sinceramente a cumprir a sua função. Quando você ora, se tiver amor a Deus em seu coração e buscar o cuidado, a proteção e o escrutínio de Deus, se essas coisas forem a sua intenção, suas orações serão eficazes. Por exemplo, quando orar em reuniões, se você abrir seu coração e orar a Deus e Lhe disser o que está em seu coração sem falar falsidades, então suas orações certamente serão eficazes.

Extraído de ‘Deus aperfeiçoa aqueles que são segundo o Seu coração’ em “A Palavra manifesta em carne”

Ter um relacionamento normal com Deus significa ser capaz de não duvidar nem negar nenhuma obra Sua e ser capaz de se submeter a Sua obra. Significa ter as intenções corretas na presença de Deus, não fazendo planos para você mesmo, e considerar primeiro os interesses da família de Deus em todas as coisas; significa aceitar as observações de Deus e obedecer aos arranjos de Deus. Você deve ser capaz de aquietar seu coração na presença de Deus em tudo que você fizer. Mesmo se você não entender a vontade Dele, ainda assim você deve cumprir seus deveres e responsabilidades com o máximo de sua habilidade. Uma vez que a vontade de Deus tenha sido revelada a você, aja de acordo com ela, e não será tarde demais. Quando seu relacionamento com Ele tiver se tornado normal, então você também terá relacionamentos normais com as pessoas. Tudo é edificado no fundamento das palavras de Deus. Coma e beba as palavras de Deus, depois coloque as exigências de Deus em prática, corrija seus pontos de vista e evite fazer qualquer coisa que resista a Deus ou que perturbe a igreja. Não faça nada que não beneficie a vida dos irmãos e irmãs, não diga nada que não ajude as outras pessoas e não faça nada vergonhoso. Seja justo e honroso em tudo o que fizer e certifique-se de que todas as suas ações são apresentáveis diante de Deus. Embora a carne possa às vezes ser fraca, você deve ser capaz de colocar os interesses da família de Deus em primeiro lugar, sem cobiça por lucro pessoal, e você deve ser capaz de agir justamente. Se conseguir praticar dessa maneira, então seu relacionamento com Deus será normal.

Em tudo o que fizer, você deve examinar se suas intenções são corretas. Se você é capaz de agir segundo as exigências de Deus, então seu relacionamento com Ele é normal. Esse é o padrão mínimo. Examine suas intenções e, se você descobrir que surgiram intenções incorretas, seja capaz de dar as costas para elas e agir segundo as palavras de Deus; assim, você se tornará alguém correto diante de Deus, o que demonstra que seu relacionamento com Ele é normal e que tudo aquilo que você faz é em prol de Deus, e não de si mesmo. Em tudo o que fizer ou disser, seja capaz de acertar seu coração e ser justo em suas ações, e não seja guiado pelas suas emoções, nem aja de acordo com a própria vontade. Esses são os princípios pelos quais os crentes em Deus devem se conduzir.

Extraído de ‘Como está seu relacionamento com Deus?’ em “A Palavra manifesta em carne”

Quando alguém monitora ou observa você ou faz perguntas detalhadas, tentando ter uma conversa franca com você e descobrir como anda seu estado durante esse tempo, e mesmo quando a atitude dele é um pouco mais dura e ele lida com você e poda você um pouco e o disciplina e repreende, tudo isso acontece porque ele tem uma atitude conscienciosa e responsável em relação ao trabalho da casa de Deus. Você não deve ter pensamentos nem sentimentos negativos em relação a isso. O fato de você conseguir aceitar supervisão, observação e interrogatório das pessoas significa que, em seu coração, você aceita o escrutínio de Deus. Se você não aceita sua supervisão, observação e interrogatório — se você resiste a tudo isso — você é capaz de aceitar o escrutínio de Deus? O escrutínio de Deus é eminentemente mais detalhado, aprofundado e severo; o que Deus exige é eminentemente mais específico, minucioso e aprofundado do que isso. Portanto, se você não consegue aceitar isso das pessoas, suas alegações de que você consegue aceitar isso de Deus não são palavras vazias? Assim, para que alguém seja capaz de aceitar o escrutínio e a inspeção de Deus, ele deve primeiro ser capaz de aceitar o monitoramento feito pela casa de Deus, pelos líderes e trabalhadores e pelos irmãos e irmãs.

Extraído de ‘Identificando falsos líderes (7)’ em “Registros das falas de Cristo dos últimos dias”

Não importa se as pessoas entendem a verdade ou não, elas não devem, em circunstância alguma, fazer coisas más, ceder à ambição ou esperar sair impunes de tudo, pois Deus vigia toda a terra. O que “toda a terra” inclui? Inclui tanto o material quanto o imaterial. Não use sua mente para mensurar Deus, para mensurar Sua autoridade e onipotência. Não faça nada que seja ignorante ou perverso; mais cedo ou mais tarde, obras perversas irão encontrar retribuição, até chegar um dia em que Deus o exporá e você terá que aceitar as consequências. E então, há certas questões em que você ficará em melhor situação sustentando-se nas palavras de Deus e tentando descobrir e refletir sobre esses problemas por si mesmo, antes que Deus o exponha. Primeiro tente resolvê-los por si mesmo — não espere que Deus o exponha. E quando Ele o faz, você não se torna passivo? Você ainda tem valor? Há alguma mudança em seu valor, em como você é visto aos olhos de Deus, desde quando Deus começa a examinar você até quando Ele o expõe? Quão grande é a mudança? Durante o período em que o examina, Deus dá chances a você, Ele deposita grande esperança em você, até o dia em que Ele o expõe — o ponto em que as esperanças Dele para você e as chances que Ele lhe dá são bastante diferentes. O que essa diferença trará a você? Em circunstâncias menos sérias, você poderia se tornar um daqueles que, no coração de Deus, são desprezados e estão prestes a serem colocados de lado. O que significa “ser colocado de lado”? Significa ser retido e observado. E em circunstâncias sérias? Em Seu coração, Deus diz: “Essa pessoa é um flagelo, não é apta nem mesmo para fazer serviço. Eu nunca salvarei essa pessoa!” Uma vez que isso se torna intenção de Deus, você está totalmente arruinado. Não adianta abaixar a cabeça nessa altura — Deus já deu a você oportunidades suficientes, mesmo que você tenha falhado em se arrepender a cada passo. Você foi longe demais. E então, não importa quais problemas existam dentro de você ou que tipo de corrupção revele, você deve refletir e conhecer a si mesmo ao ler as palavras de Deus, ou ao ouvir sermões, ou ao pedir um feedback de irmãos e irmãs. Você deve aceitar o escrutínio de Deus e vir perante Deus para pedir Sua iluminação e esclarecimento. Não importa como o faça, é melhor quando você identifica seus problemas com antecedência e é capaz de refletir e se arrepender sem demora. O que quer que faça, não fique só esperando que Deus o exponha, pois então os arrependimentos virão tarde demais!

Extraído de ‘Eles são malignos, insidiosos e enganosos (parte 1)’ em “Expondo os anticristos”

Anterior: 13. Os princípios para obter a obra do Espírito Santo

Próximo: 15. Os princípios para fazer juramentos a Deus

Quando o desastre vem, como nós cristãos devemos lidar com ele? Convidamos você a participar da nossa reunião online, onde podemos explorar juntos e encontrar o caminho.

Configurações

  • Texto
  • Temas

Cores sólidas

Temas

Fonte

Tamanho da fonte

Espaçamento entre linhas

Espaçamento entre linhas

Largura da página

Sumário

Busca

  • Pesquise neste texto
  • Pesquise neste livro